Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Apoio Cultural

Lagoa da Prata, 12 de dezembro de 2013 - Ano I - Nº 17

REAJUST...
Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

2
3

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Câmara rejeita proposta de reajuste do IPTU
Emendas que corrigiam as irregul...
4

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

CARTA AO LEITOR

Agora é lei: Carros de propaganda estão
proibidos aos domin...
Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

5
6

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

INFORMATIVO PARLAMENTAR

Assembleia debate violência contra a mulher

Foto: ...
Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Opinião: Realinhamento do IPTU faria justiça

7

Por que imóveis que estão aval...
Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

8

Acontece neste final de semana o Festival de
Dança do estudio Impactus, coor...
9

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Dedicação, cultura e criatividade dos alunos marcam
a semana da Feira Literá...
10

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Prefeitura de Lagoa da Prata anuncia “investimentos”
de quase R$ 300 mil na...
Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Papai Noel da ACE recebe 1500 cartinhas
Este ano temos muitas
cartinhas pedindo...
12

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Núbia Soares e Alexandra “Xandinha” subiram no
pódio do Mundial Escolar de ...
13

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Dois assaltos a mão armada são Academia de Karatê de Lagoa da Prata
partici...
14

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Acadelp apresenta vencedores do 9º concurso de poesias
A Academia Lagoprate...
15

Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

Sistema “Olho Vivo” é inaugurado na cidade de Arcos
A cidade de Arcos
receb...
Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013

16
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Cidade - Ano I - Nº 17

3.267 visualizações

Publicada em

http://www.jornalcidademg.com.br
>Acesse e veja mais notícias
Jornal Cidade - Ano I - Nº 17 - 12 de Dezembro de 2013

Principais notícias das cidades do centro-oeste mineiro. Notícias de Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte, Moema, Pedra do Indaiá e Japaraíba.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.267
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.920
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Cidade - Ano I - Nº 17

  1. 1. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Apoio Cultural Lagoa da Prata, 12 de dezembro de 2013 - Ano I - Nº 17 REAJUSTE DO IPTU É REJEITADO AMARELARAM? Emendas que corrigiam as irregularidades na cobrança do imposto não foram votadas por falta de apoio dos vereadores. Página 3 ASSALTOS A MÃO ARMADA À LUZ DO DIA Polícia registra dois assaltos no Centro de Lagoa da Prata. Família fica refém de bandidos. Página 13 ATLETISMO Núbia e Xandinha conquistam os primeiros lugares no Mundial de Atletismo Escolar. Página 12
  2. 2. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 2
  3. 3. 3 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Câmara rejeita proposta de reajuste do IPTU Emendas que corrigiam as irregularidades na cobrança do imposto não foram votadas por falta de apoio dos vereadores Os vereadores rejeitaram na última segunda-feira, por unanimidade, o projeto de lei complementar nº 25/2013, de autoria do prefeito Paulo César Teodoro, que pretendia reajustar os valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Lagoa da Prata. A proposta do Chefe do Executivo era lançar R$ 16 milhões em guias do imposto em 2014. Em 2013, o valor lançado foi de R$ 1,8 milhões. O vereador Paulo Roberto Agostinho Pereira/ DEM estudou o projeto durante dois meses e chegou a elaborar emendas que diminuíam a mordida do governo no bolso do contribuinte e, ao mesmo tempo, corrigiam injustiças tributárias, nas quais um cidadão que mora em uma residência no bairro Sol Nascente paga, hoje, o mesmo valor do IPTU de um proprietário de uma mansão localizada na rua da Rede dos Ferroviários, com fundo para a lagoa, uma das áreas mais valorizadas da cidade. Misteriosamente, as emendas de Paulo Roberto não receberam o apoio de pelo menos mais quatro vereadores e sequer foram votadas em plenário. Restaram aos parlamentares votarem o texto original do projeto. Pressionados pelo público presente e pelas manifestações populares nas redes sociais, os edis rejeitaram a proposta por oito votos a zero. INVESTIMENTO O Executivo Municipal enviou secretários e assessores à Câmara para acompanhar a votação. A secretária municipal de Assistência Social, Caliméria Gonçalves, fez uso da tribuna popular e ressaltou a necessidade de recursos para investimentos no município. “Nós não podemos continuar reféns de subvenções dos governos estadual e federal. Vamos ter duas construções de creches sem ninguém para trabalhar, porque não podemos aumentar a folha de recursos humanos”, afirmou a secretária. O vereador Paulo Roberto Agostinho Pereira, autor das emendas, ressaltou que os valores atuais que o município arrecada com o IPTU são insuficientes para a demanda de serviços prestados. “Esse ano foram lançados R$ 1,8 milhões em IPTU e a prefeitura deve arrecadar em torno de R$ 1,5 milhões. Só para aterrar o lixo, gastamos R$ 1,44 milhões com a Vina no aterro sanitário”. Paulo Roberto tam- bém comentou sobre os valores do reajuste que as emendas propunham. Segundo ele, um imóvel na avenida Dr. Antenor Chagas Madeira, na altura do número 1200, no bairro Marília, paga atualmente R$ 138,86. Se as emendas fossem aprovadas, este imóvel pagaria R$ 145 em 2016. Haveria em 2014 e 2015 aumentos gradativos até chegar a este valor. Já uma mansão na rua da Rede dos Ferroviários, que paga atualmente os mesmos R$ 138,86, seria tributada em R$ 345 em 2016. “Tem muitas casas no Centro que estão pagando R$ 8,67. Se aqui (na Câmara) tiver alguém “Tem muito bacana pagando nada de IPTU. E tem um monte de gente rachando de ganhar dinheiro especulando com lotes” Paulo Roberto Agostinho Pereira, Vereador do Sol Nascente, pode ter certeza de que vocês estão pagando IPTU muito mais alto. Existe uma covardia muito grande. Tem muito bacana pagando nada de IPTU. Tem muita gente ganhando muito dinheiro com lote. O que o lote vizinho da sua casa está trazendo de benefício? Não paga quase nada de IPTU. Leva escorpião para dentro de sua casa. Amontoa lixo. Serve de abrigo para bandido. E tem um monte de gente rachando de ganhar dinheiro especulando com lotes”, lamenta Paulo Roberto. A vereadora Kelly Couto/PPS argumentou que, antes de reajustar o imposto, a prefeitura precisa corrigir os erros. “O Executivo tem que ver as pessoas que estão fazendo pagamentos irregulares. Tem que disponibilizar profissionais para correr toda a cidade e ver as pessoas que pagam o IPTU como lote e tem a sua construção. Permanecer no erro, visando o aumento da arrecadação, não é correto. Primeiro temos que consertar, e depois dar continuidade da forma correta. Para fazer com que a população contribua mais, primeiro tem que mostrar trabalho. Para que no próximo ano ela saiba que vai pagar mais e o investimento está acontecendo”, afirma Kelly. O parlamentar Adriano do SOS criticou os colegas que, segundo ele, são “do contra”. “Muitos políticos, quando o prefeito deles está na prefeitura, votam tudo a favor. E os do outro grupo político, votam tudo contra. Mas quando meu grupo estava lá, estava uma porcaria também, estava uma m.... ! Eu vou sentar no meu rabo para falar do rabo dos outros! Hoje sou contra, voto tudo contra. Sou vaquinha de presépio a mesma coisa. Isso é Maria vai com as outras”, ironiza.
  4. 4. 4 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 CARTA AO LEITOR Agora é lei: Carros de propaganda estão proibidos aos domingos e feriados Fale conosco: E-mail: jornaldacidadelp@gmail.com Telefone: 37 9938-6310 JORNAL DA CIDADE PROPRIEDADE CNPJ INSCRIÇÃO ESTADUAL INSCRIÇÃO MUNICIPAL A Câmara Municipal aprovou na sessão de segunda-feira 09 o projeto de lei CM 18/2013, que regulamenta a propaganda sonora no município de Lagoa da Prata, de autoria dos vereadores Edmar Nunes/ PDT e Adriano Moraes/PV. O texto foi encaminhado para a sanção do prefeito Paulo César Teodoro. Após a promulgação da lei, a propaganda sonora de qualquer finalidade estará proibida aos domingos e feriados, exceto as de interesse público, as institucionais e as de utilidade pública. A nova regulamentação prevê que os anúncios sonoros de qualquer atividade poderão ser realizados somente de segunda a sábado, de 8h às 20h, às empresas e profissionais autônomos previamente cadastrados no setor de Tributação, Fiscalização e Cadastro da Prefeitura de Lagoa da Prata. O volume máximo permitido é de 60 decibéis, o equivalente ao volume de uma conversa normal. Os empreendimentos comerciais que transmitam som para fora de seu estabelecimento também estão sujeitos à nova lei. Uma emenda aprovada ao projeto, de autoria do vereador Adriano do SOS, determina que todos os DIRETOR PRESIDENTE COMERCIAL DIRETOR EXECUTIVO DISTRIBUIÇÃO CHEFE DE REDAÇÃO FALE CONOSCO veículos de propaganda sonorizada terão que possuir a identificação do prestador de serviço para facilitar a atividade do fiscal. O vereador Edmar Nunes afirmou que várias pessoas se sentem incomodadas com o volume alto dos carros de propaganda. “Semana passada um veículo automotivo passou divulgando perto da Escola Nossa Senhora de Guadalupe e atrapalhou a aula”, afirmou. Já o parlamentar Adriano Moraes falou da deficiência da prefeitura em fiscalizar a prestação do serviço. “Já fiz o projeto no mandato passado Juliano Rossi - Editor e não foram respeitados os 60 decibéis. Eles (Administração Municipal) alegavam que não tinham fiscais e nem a máquina para medir os decibéis. Há um desrespeito enorme com o hospital, fórum, prefeitura, escolas e creches. Eles (os motoristas dos carros de som) não cumpriram a lei ao verem a deficiência do município em fiscalizar. Se caso continuar prejudicando, naturalmente esta casa tomará providências”, alerta o vereador. IMPRESSÃO
  5. 5. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 5
  6. 6. 6 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 INFORMATIVO PARLAMENTAR Assembleia debate violência contra a mulher Foto: Ráila Melo Comissões de Segurança Pública e de Direitos Humanos debatem o enfrentamento da violência contra as mulheres A Assembleia Legislativa de Minas Gerais promoveu, no dia 2 de dezembro último, o Debate Público Trabalhando em Rede no Enfrentamento à Violência contra a Mulher, com a presença de diversos deputados e deputadas, responsáveis pelas políticas voltadas às mulheres no âmbito federal e estadual, além de membros da sociedade civil. A Casa já havia feito um trabalho voltado ao tema no ano de 2012 com a instalação da Comissão Especial de Violência Contra a Mulher. A secretária adjunta de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres da Presidência da República, Rosângela Rigo, uma das expositoras, disse que o Brasil ocupa a sétima posição mundial de casos de violência contra a mulher. A cada cinco segundos, uma mulher é vítima de algum tipo de violência no País. Ela disse, ainda, que o governo federal tem trabalhado nos últimos dez anos na adoção de políticas públicas e na busca de criação e articulação dos serviços de proteção à mulher, ampliando o acesso. Em sua opinião, é dever do Estado enfrentar e tentar alterar a cultura patriarcal, machista, racista e sexista presente na sociedade, já que é nesta cultura que está enraizada a violência enfrentada pela mulher. Ela citou a criação da Central 180, da Secretaria de Políticas para as Mulheres que, desde 2006 até o momento, contabilizou atendimento em 56% dos municípios brasileiros, atendendo 3,4 milhões de mulheres em situação de violência. Como exemplo, citou que, no primeiro semestre de 2013, 55% das ligações estavam relacionadas à violência física; 29%, à violência psicológica, 10% foram de violência moral; 1,9% de violência patrimonial e 1,7% de violência sexual. Citou, ainda, a importância da criação da secretaria das mulheres no governo federal, que motivou a criação de secretarias em vários estados. Já a coordenadora especial de Políticas Públicas para Mulheres da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Eliana Piola, defendeu a importância da articulação e interação entre as três esferas de poder para aplicar de forma efetiva a Lei Maria da Penha. Segundo ela, desde 2007, Minas Gerais fez um pacto de atuação com o governo federal e está expandindo suas políticas públicas de enfrentamento da violência contra a mulher que, para ela, não é um desafio isolado do poder público e nem da sociedade. A representante do Executivo estadual destacou que outro desafio é lidar com os homens autores de violência e que são usuários de drogas. “Temos muito pouco a oferecer sobre este grave problema que é a droga, sobretudo o crack, que já chegou inclusiva à zona rural”, alertou Eliana Piola. A deputada Luzia Ferreira (PPS) apresentou algumas recomendações da Comissão Especial criada pela ALMG, em 2012, da qual ela foi relatora do documento final. Entre as recomendações estão a criação de comissão permanente; o aprimoramento de bancos de dados; o investimento em ações regionais; a manutenção de delegacias especializadas em municípios com mais de 50 mil habitantes; e a implantação dos juizados de violência doméstica e familiar contra a mulher. A deputada destacou, como fruto do trabalho, a instalação da 3ª vara criminal especializada nos processos da Lei Maria da Penha e a implantação do Programa de Monitoramento Eletrônico de Agressores. Ela apontou a escassez de dados estatísticos e de confiabilidade, a falta de delegacias especializadas e de centros de atendimento, além da ausência de capacitação adequada e continuada de profissionais, entre outros. Já o deputado Tiago Ulisses destacou a participação da Assembleia Legislativa no tema. “A Assembleia é a casa do povo. É responsabilidade nossa, representantes do povo mineiro, promover debates, fiscalizar a atuação dos órgãos públicos, fazer leis que proporcionem uma vida digna para as pessoas. No caso da violência contra a mulher, é inconcebível, em pleno século 21, constatarmos que a mulher sofre de violência. A Assembleia sempre tem colocado em sua pauta este tema. A Comissão Especial, que funcionou no ano de 2012, é um bom exembro da atenção que esta Casa dá aos anseios da sociedade”. Para o deputado, cabe principalmente às mulheres a mudança dessa realidade. “É preciso que elas denunciem quando são vítimas de violência, sobretudo quando o agressor é seu companheiro. Sabemos que não é uma situação fácil, mas é preciso que a mulher aja ao primeiro ato de violência”, concluiu o deputado. Sabemos que não é uma situação fácil, mas é preciso que a mulher aja ao primeiro ato de violência”, concluiu o deputado Tiago Ulisses
  7. 7. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Opinião: Realinhamento do IPTU faria justiça 7 Por que imóveis que estão avaliados na casa dos milhões pagam o mesmo valor de IPTU de imóveis sediados em bairros onde a poeira e o barro prevalecem? Por Paulo Pereira Agostinho, empresário e vereador A Câmara de Vereadores REPROVOU o projeto que realinhava os valores do IPTU dos imóveis de Lagoa da Prata. Analisei detalhadamente o projeto e gostaria de repassar algumas informações que basearam as emendas que ofereci a votação, mas que retirei em função de não obter o apoio necessário. Lagoa da Prata lançou de IPTU em 2013 R$ 1,8 milhão e o projeto do executivo pretendia arrecada, num primeiro momento, R$ 16 milhões. Busquei informações na prefeitura e cruzei a proposta de maneira de poder calcular o valor do IPTU de cada imóvel do município. Para minha surpresa o valor total que o projeto original do executivo arrecadaria – se aprovado – seria de R$ 9,061 milhões. O problema é que – se o projeto fosse aprovado – o valor do IPTU ficaria impraticável para muitos cidadãos. Para se ter uma ideia, tinha imóveis que teriam seu IPTU majorado em até 69 vezes; lotes sem muro e passeio pagariam muito caro, um lote na Manoel Pena com 780 m2 que pagou R$ 222,00 em 2013 pagaria mais de R$ 5.400,00 em 2014. Outro ponto que me chamou atenção é o valor cobrado de IPTU dos 22.678 imóveis do município: * 3.000 imóveis pagam IPTU inferior a R$ 20,00 * 12.000 imóveis pagam IPTU inferior a R$ 50,00 * 19.000 imóveis pagam IPTU inferior a R$ 100,00 Mas o que mais me causou indignação é o fato de que imóveis sediados em locais nobres pagam o mesmo que imóveis de regiões menos valorizadas ou com pouca infraestrutura. Exemplo: um imóvel situado a beira da praia – na rua da rede ferroviária, em 2013, pagou IPTU de R$ 140,00, o mesmo valor que imóveis situados nos seguintes endereços: - Avenida Vereador Dr. Antenor Chagas Madeira, altura do número 1200, bairro Marília; - Rua Geraldo Domingos Pereira, altura do número 140, bairro Gomes; Rua Francisco de Assis Resende, Sol Nascente; Rua Araucária, altura do número 180, Cel. Luciano. Ora, se o IPTU deveria ser cobrado por com base no valor venal, por que imóveis que estão avaliados na casa dos milhões pagam o mesmo valor de IPTU de imóveis sediados em bairros onde a poeira e o barro prevalecem? Diante dessas e de outras situações, passei a simular propostas de redução que viabilizasse o projeto e que fizesse justiça quanto ao valor do IPTU, preservando o interesse do cidadão e garantindo arrecadação ao município. As emendas reduziam as alíquotas de alguns tipos de imóveis, reduzia o valor do me- tro quadrado de terreno de cada uma das faixas planejadas pelo projeto original, bem como a divisão desse aumento em três anos. O intuito era de reajustar, mas sem pesar no bolso do cidadão. Para exemplificar, vou utilizar os mesmos imóveis do caso citado anteriormente: Como se vê na tabela abaixo, o realinhamento faria justiça, pois o imó- vel situado em local nobre pagaria mais e que os demais teriam aumentos pequenos, sem contar que esses novos valores seriam cobrados somente em 2016.
  8. 8. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 8 Acontece neste final de semana o Festival de Dança do estudio Impactus, coordenado pela bela Bianca. Convido a todos para prestigiarem. É um evento para quem valoriza a arte e aprecia a boa companhia de amigos e familiares. O festival acontece nos dia 14 e 15 de dezembro no poliesportivo Francelino Pereira a partir das 19h. Quem soprou velinhas no último dia 02 de dezembro foi nossa amiga cabeleireira Márcia Santos, proprietária do Salão da Márcia, que agora está em novo endereço. Rua Maria Guimarães, 274, no Bairro Santa Helena. Parabéns para você Marcinha.
  9. 9. 9 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Dedicação, cultura e criatividade dos alunos marcam a semana da Feira Literária em escolas estaduais Os trabalhos foram desenvolvidos por alunos de todas as séries Foi realizada nas escolas de Lagoa da Prata a “Feira Literária”. Alunos de várias faixas etárias e séries escolares se mobilizaram para montar seus stands que ficaram expostos aos visitantes. A equipe do Jornal da Cidade foi convidada e visitou as esco- las estaduais Monsenhor Alfredo Dohr e José Teotônio de Castro. As duas apresentaram, cada uma com seus temas e criatividades, seus trabalhos literários e culturais. Na Escola Estadual Monsenhor Alfredo Dohr cada grupo de alunos preparou a apresentação de uma peça teatral que, de forma adaptada, abordou um assunto do cotidiano das pessoas. Todas as peças foram montadas a partir de obras de grandes escritores da literatura nacional e internacional, como Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles e até obras do escritor inglês William Shakespeare. Para os professores, que trabalharam juntos com os alunos dos ensaios, foi muito importante deixar que os alunos fizessem as adaptações das obras dentro do cotidiano que eles vivem. Os alunos também acharam interessante a ideia e muitos passaram a conhecer clássicos da literatura de uma forma mais divertida e atual. “Peças teatrais, como Romeu e Julieta, encenada pelos alunos, além de arrancar risadas da plateia, mostrou uma história de época que a gente vê acontecendo nos dias atuais, isso por causa da forma que foi encenada” disse a aluna Laís Santos. Na Escola Estadual José Teotônio de Castro os alunos prepararam suas exposições dentro e fora das salas de aula. Vários stands foram montados com diversas obras e peças que fazem parte da cultura e história do Brasil. Durantes dois dias as pessoas puderam visitar e conferir o trabalho que foi feito pelos alunos de todas as salas. De acordo com a direção da escola, os alunos se prepararam muito e como em todos os anos o resultado não poderia ser diferente. O evento trouxe para dentro da Escola Estadual José Teotônio de Castro os alunos da escola, seus familiares, pessoas da comunidade, autoridades do município, além de alunos e professores de outros colégios. Para Paulo José, que estuda no 8º ano, a Fei- ra Literária é uma forma eficaz, divertida e agradável de interagir a escola com o resto da comunidade. “Eu fico muito feliz em ver a escola cheia, não somente com nossos alunos, mas seus familiares e amigos que deixaram suas casas para vir prestigiar nosso trabalho. Empenhamos muito nos últimos dias, mas não podemos deixar de agradecer aos professores que, além de acreditar no nosso potencial, também ajudaram em tudo que hoje está aqui”, disse Paulo José. “Eu fico muito feliz em ver a escola cheia”, disse o aluno Paulo José, da Escola José Teotônio de Castro
  10. 10. 10 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Prefeitura de Lagoa da Prata anuncia “investimentos” de quase R$ 300 mil na Guarda Municipal em 2013 A Prefeitura Municipal de Lagoa da Prata, através da ASCOM (Assessoria de Comunicação Social), publicou em rede social o valor dos investimentos feitos nos órgãos de segurança pública da cidade no ano de 2013. No entanto, a publicação dos valores gerou muitos questionamentos por parte de pessoas que tiveram acesso a essa informação. Os comentários geraram em torno dos investimentos feitos na Guarda Civil Municipal, divulgados pela prefeitura. Segundo a publicação, foram gastos R$ 278.789,00 com a GCM no ano de 2013. O problema é que várias pessoas publicaram nas redes sociais comentários dizendo que seria impossível ter sido gasto tal quantia com a guarnição, uma vez que, segundo as publicações, o número de guardas tem diminuído, o patrulhamento tem acontecido cada vez menos e que o valor teria sido declarado muito alto. Houve comentários que afirmavam que a guarda estava sucateada há muito tempo. Em um novo parecer a ASCOM publicou a lista de despesas da Guarda Civil Municipal, justificando e discriminando os gastos realizados no ano de 2013, mas ainda assim a informação não agradou alguns internautas que acompanham as publicações da prefeitura e novos comentários surgiram. A reportagem do Jornal da Cidade conversou com uma pessoa ligada diretamente à Guarda Municipal, que pediu anonimato, O informante relatou o que tem sido a realidade vivida pelos guardas. De acordo com ele, o quartel da Guarda Civil Municipal, localizado próximo à Praia Municipal, está passando por Foto:Internet vários tipos de problemas, principalmente na falta de equipamentos e produtos necessários para o trabalho dos agentes. O informante disse que o quartel está sem papel higiênico nos banheiros, sem os trabalhos de uma faxineira há mais de trintas dias, com mato em volta do prédio e muitas vezes falta até margarina para o lanche dos guardas. Ao ser questionado pela reportagem sobre a lista de despesas divulgada pela prefeitura e seu conteúdo, o informante disse que não procede, pois, segundo ele, os computadores são doações de uma agência bancária local, as motos são adquiridas através de uma parceria com o poder judiciário e a usina de açúcar, as viaturas são conquistas da antiga administração, o fardamento está velho e já deveria ter sido trocado, os guardas nunca receberam cursos de reciclagem (que, segundo a fonte ouvida pelo JC, acontece em todas as cidades que tem uma Guarda Municipal), além da falta de efetivo, coisa que segundo o informante, deveria ter sido corrigida ainda em 2013. “Acho uma vergonha. Tem uma moto da guarda que está em uma oficina mecânica há um tempão e não é arrumada. Quem sofre com isso? O povo. Aí falam que gasta- ram quase R$ 280 mil”, questiona o informante. De acordo com a lista de despesas publicada pela ASCOM, a Prefeitura Municipal de Lagoa da Prata investiu R$ 573.529.000 em 2013 com segurança pública, sendo R$ 150 mil com a Polícia Militar, R$ 33.340,00 com a Polícia Militar Ambiental, R$ 111.400,00 com a Polícia Civil e R$ 278.789,00 com a Guarda Civil Municipal.
  11. 11. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Papai Noel da ACE recebe 1500 cartinhas Este ano temos muitas cartinhas pedindo cesta básica e material escolar. E isso nos emociona. Normalmente se espera em um pedido de uma criança brinquedos e roupas. Recebemos também um número grande de contas de energia e água para serem quitadas”, afirma o presidente da ACE, Valdir José de Andrade. FESTIVAL DE NATAL O segundo Festival de Natal da ACE será realizado este ano na Praça de Eventos, nos dias 20 e 21 de dezembro. Haverá diversas atrações locais, como músicos, teatro, danças, rua de lazer e oficinas de recreação. Os shows principais ficarão por conta do Coral da Fundação Embaré e Saulo Laranjeira, com a apresentação de um número de humor. No encerramento, que se apresentará é a banda Creedance Cover. Qualquer pessoa pode apadrinhar uma criança. Os voluntários podem recolher a sua carta na sede da associação Desde 2007, a Associação Comercial e Empresarial de Lagoa da Prata (ACE) realiza no mês de dezembro uma campanha que tem o objetivo de atender o desejo de crianças no Natal. Em 2013, a entidade recebeu cerca de mil e quinhentas cartas endereçadas ao Papai Noel. Os pedidos são diversos. Vão de brinquedos a alimentos e até pagamento de conta de energia elétrica. Qualquer pessoa pode apadrinhar uma criança. O voluntário pode recolher a sua carta na sede da associação (Rua 27 de dezembro, 136) e fazer a entrega do presente. Se preferir, a ACE faz a entrega na semana do Natal. “Infelizmente não conseguimos padrinhos para todas as cartas, mas conseguimos atender, juntamente com a comunidade, o sonho de muitas crianças. 11 Valdir José de Andrade, presidente da ACE/CDL
  12. 12. 12 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Núbia Soares e Alexandra “Xandinha” subiram no pódio do Mundial Escolar de Atletismo Final de ano. Férias, natal, presentes, aniversário da cidade, e a festa de revéillon. Tudo isso traz importantes motivos para que as pessoas de Lagoa da Prata comemorem com a família e amigos o último mês do ano. A cidade, no entanto, tem uma razão especial para comemorar o final de 2013 e a chegada de 2014. Duas atletas do projeto Correndo Para o Futuro, hoje conhecidas no cenário mundial, subiram no pódio da maior competição do mundo. Núbia Soares conquistou o primeiro lugar e Alexandra Silva, a “Xandinha”, ficou com a medalha de prata do Mundial Escolar Gymnasiade. O campeonato foi disputado na cidade de Brasília, Distrito Federal, entre os dias 30 de novembro e 04 de dezembro. Mais de quarenta países participaram da competição. Três atletas representaram nossa região, sendo Alexandra ‘Xandinha” e Núbia Soares de Lagoa da Prata e a atleta Islane Lopes, da cidade de Japaraíba. Núbia se sagrou campeã mundial do salto triplo, além de se tornar a recordista da competição alcançando a marca de 13,40 metros. “Xandinha” foi vice-campeã em lançamento de dardos. Ela também conseguiu uma ótima colocação, se tornando recordista brasileira da competição com a marca de 51 metros. As duas atletas já participaram de outras edições do Campeonato Mundial Escolar, mas essa foi a primeira vez que elas conquistaram os primeiros lugares. Xandinha participou do mesmo campeonato, que foi realizado na República Checa. Núbia tem mais participações em mundiais. Ela competiu na Austrália, ficando em segundo lugar; na Colômbia, ficando também em segundo lugar e na Ucrânia, terminando em quarto lugar. De acordo com Christian Freitas, funcionário da secretaria municipal de Esportes e Lazer, e colaborador do projeto Correndo Para o Futuro, as duas atletas de Lagoa da Prata conseguiram marcas importantes, tendo em vista o número de atletas que participaram. “A Núbia e a Xandinha disputaram com atletas de altíssimo nível. E essa vitória foi construída ao longo de todo treinamento. Com muita dedicação delas, apoio das famílias, do Abel e dos outros atletas que fazem parte do programa. A Núbia, por exemplo, está colada na principal atleta brasileira a disputar as Olimpíadas de 2016. Eu não tenho dúvidas de essa menina ainda vai chegar lá”, disse Freitas. Em redes sociais as duas atletas postaram diversas mensagens de agradecimentos aos amigos e aos demais atletas do projeto Correndo Para o Futuro.“Isto realmente não tem pre- O campeonato contou com a participação de mais de 40 países ço. Estou no caminho certo, com as pessoas certas e tenho orgulho disto”, disse Núbia em sua página no Facebook. As atletas agora descansarão o resto do ano em casa e começarão os novos treinos no início do ano para as novas competições, inclusive o Campeonato Mundial Escolar que acontecerá em 2014, mas ainda sem local marcado. A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer organizou uma carreata pelas ruas da cidade para recepcionar as atletas campeãs. Rua Cirilo Maciel,16 - Centro Lagoa da Prata 3261-5602
  13. 13. 13 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Dois assaltos a mão armada são Academia de Karatê de Lagoa da Prata participa de Campeonato Mineiro registrados no centro de LP A Polícia Militar fez o registro de dois assaltos a mão armada no centro de Lagoa da Prata. Um dos crimes aconteceu em frente a uma agência bancária, onde um cliente foi abordado quando fazia um depósito. O segundo assalto aconteceu em uma residência onde marido, esposa e filhos foram mantidos reféns. De acordo com informações da Polícia Militar, no domingo (08), por volta das 13h, um homem saía de sua residência, localizada na Avenida Getúlio Vargas, no centro, quando foi abordado na garagem de casa por uma caminhonete Fiat Strada, de cor Marrom, com placa de Divinópolis. Dentro do veículo havia três elementos armados que obrigaram o homem e a esposa a entrarem dentro da residência. O casal e os filhos foram mantidos reféns e ameaçados a todo tempo. Os bandidos rou- Um dos crimes aconteceu na avenida Benedito Valadares baram joias, dinheiro, celulares, uma câmera digital e um Iphone. Após o roubo eles fugiram. De acordo com os moradores da casa, as características eram: um era baixo, pardo, possuía sardas, trajava calça jeans, tênis e blusa listrada; o segundo era alto, gordo, usava tênis e o terceiro era negro, baixo, usava blusa escura e tênis. A casa é monitorada por câmeras de segurança e as imagens serão analisadas pela Polícia Civil. O segundo assalto aconteceu na segunda- -feira (09), por volta das 11h30, na Avenida Benedito Valadares, no centro. Um rapaz estava em uma agência bancária para realizar um depósito para uma determinada empresa da cidade. Em dado momento ele foi abordado por dois indivíduos que saíram de uma caminhonete Fiat Strada, de cor preta. Eles estavam armados, roubaram o dinheiro e em seguida fugiram. A vítima disse que apenas conseguiu pegar os números da placa, sendo 3226. Os alunos da Academia de Karatê de Lagoa da Prata, dirigidos pelo mestre Sensei Wagner Heleno, participam do Campeonato Mineiro de Karatê, realizado na cidade de Lambari, e trouxeram, mais uma vez, diversas medalhas de ouro, prata e bronze. O Campeonato Mineiro teve cinco etapas e a academia de Lagoa da Prata participou das três últimas. Segundo o coordenador da academia, Ramon José da Silva, mesmo tendo sido a academia com o menor número de atletas, onze no total, os lagopratenses conquistaram quinze medalhas. “A gente tem que colocar isso na balança. Cidades como Poços de Caldas e Serraninha levaram entre quarenta e cinquenta atletas cada uma. A anfitriã, Lambari, apresentou duzentos alunos para a competição. Todos participaram das cinco etapas e mesmo tendo nós participado de três conse- Os onze participantes conquistaram quinze medalhas guimos tantas medalhas. Isso mostra a capacidade de nossos alunos”, disse o coordenador. O mestre Wagner Heleno também participou da competição e foi um dos destaques. Ele foi o único a conquistar a medalha de ouro em Kata e conseguiu também a medalha de bronze em comitê. Mais uma vez o professor, coordenador, os alunos e seus pais tiveram trabalho para conseguir organizar a ida dos atletas na competição, mas o coordenador e toda equipe acreditam que em 2014 mais empresários possam visitar a academia para conhe- cer os trabalhos e empenho dos alunos. “Nós fomos ao campeonato com uma academia pequena, humilde, mas expressiva. Apesar de que ainda nossos alunos são muito carentes no que diz respeito a patrocínios. E a academia depende disso, principalmente para continuar o trabalho do ano que vem”, completou Silva. O coordenador ainda disse que as perspectivas de 2014 são boas. Ramon afirmou que a secretaria municipal de Esportes e Lazer disse que irá doar um veículo para o transporte dos alunos no próximo ano, e isso tem motivado ainda mais o grupo.
  14. 14. 14 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Acadelp apresenta vencedores do 9º concurso de poesias A Academia Lagopratense de Letras de Lagoa da Prata completou em novembro onze anos de atividade com a cerimônia de premiação dos vencedores do concurso de poesia, realizada no Centro Cultura Hilde Schmidt, cedido pela Embaré. O objetivo do concurso é incentivar a leitura, a escrita, o gosto pela poesia e promover a literatura e os valores humanos. O evento foi realizado na sexta-feira (29/11). “Percebemos o quanto é relevante a poesia na vida das pessoas. A Acadelp muito se ufana em poder apresentar à sociedade lagopratense novos valores culturais, que vem oferecer à comunidade um renovado contingente de futuros artistas da palavra e do verso”, disse o presidente de honra da academia, Dr. Ciro dos Santos. Em seu pronunciamento, a atual presidente da Acadelp, professora e escritora Maria do Rosário Bessas, ressaltou o amadurecimento das manifestações culturais na cidade. “Não ficamos devendo nada às noites culturais que vemos no Rio de Janeiro ou em qualquer lugar onde a arte tem valor. A veia artística de Lagoa da Prata está cada vez mais latente. São novos talentos que estão despertando”. Duas diretoras escolares participaram da cerimônia. Diva Marilda de Melo, da Escola José Teotônio de Castro, em entrevista ao Jornal da Cidade comentou sobre os benefícios da leitura. “O aluno que lê está pronto para enfrentar os desafios da vida. Vai saber escolher um bom amigo. Vai sa- ber escolher um bom filme e conviver melhor com as pessoas”. Já a diretora do Colégio Águia de Prata, Maria Inês, ressaltou a importância da iniciativa da Acadelp. “Este é um momento onde os alunos podem mostrar às pessoas que eles têm poesia. A poesia é um valor que o aluno adquire. O incentivo da Academia e da escola é muito importante. Deve ter mais iniciativas como esta para que possamos divulgar os trabalhos dos alunos de Lagoa da Prata”. O evento também contou com a apresentação das cantoras Maria Júlia e Carol Shineider e do acadêmico José Eustáquio de Moraes, que recitou um poema de sua autoria. As empresas Embaré e Sicoob Lagoacred apoiaram a realização da cerimônia. Veja quem foram os vencedores do concurso: CATEGORIA INFANTIL I 1º lugar: Alice Perilo Ribeiro. Professora: Therezinha das Graças Santos Silva. Escola M. Dr. Jacinto Campos 2º lugar: Ana Luiza Cerqueira. Professora: Adircilene Lerilda Batista e Silva. Escola M. Monteiro Lobato. 3º lugar: Stéfani Renel da Silva. Professora: Maria Cristina Rabelo Pedrosa. Escola M. Professor Afonso Goulart. CATEGORIA INFANTIL II 1º lugar: Gabriel Henrique. Professora: Ana América Gontijo Gonçalves. Colégio Águia de Prata. 2º lugar: Thaís Azevedo Cota de Almeida. Professora: Fernanda Helena Serapião. Escola E. Nossa Senhora de Guadalupe. 3º lugar: Leandra Maria Diniz Batista. Professora: Ana América Gontijo Gonçalves. Colégio Águia de Prata. CATEGORIA INFANTO JUVENIL 1º lugar: Ana Beatriz da Silva Oliveira. Professora: Maria Regina Azevedo. Escola E. José Teotônio de Castro. 2º lugar: Camila Cristina de Moura Abreu. Professora: Nalva. Escola E. Nossa Senhora de Guadalupe. 3º lugar: Júlia Helena Pereira Almeida. Professora: Cibele. Escola E. Dr. Arnaldo de Faria Tavares. CATEGORIA JUVENIL 1º lugar: Yasmim Luiza Ferreira Alves Pinto. Professora: Rosana Cristina Ferreira Silva. Colégio Águia de Prata. 2º lugar: Marina Luiza Ferreira. Professora: Susileiva Ferreira. Escola E. Chico Rezende. 3º lugar: Henrique Ulisses Duarte de Castro. Professora: Rosana Cristina Ferreira Silva. Colégio Águia de Prata. CATEGORIA EMPRESARIAL 1º lugar: Luan Silvestre Bianchini Silva. Empresa: Pharlab 2º lugar: Érica Batista Empresa: Embaré 3º lugar: Ragner Christiano. Empresa: Embaré. CATEGORIA UNIVERSITÁRIOS 1º lugar: Helder Clério dos Santos Cardoso. PUC Minas/Arcos 2º lugar: Cláudia Albuquerque. Unopar. 3º lugar: Débora Oliveira PUC Minas/BH CATEGORIA AUTORES INDEPENDENTES 1º lugar: Alexandra Batista 2º lugar: Giovana Pereira 3º lugar: Marina Gersony Santos Rodrigues CATEGORIA PROFESSORES Rosana Cristina Ferreira Silva - Colégio Águia de Prata
  15. 15. 15 Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 Sistema “Olho Vivo” é inaugurado na cidade de Arcos A cidade de Arcos recebeu no dia 03 de Dezembro de 2013 várias autoridades civis e militares do Município e região, para a solenidade de inauguração do Sistema de Vídeo monitoramento, também conhecido como “Olho Vivo” e SVA. A cerimônia, iniciada as 15h30, em frente ao quartel da Polícia Militar, sede da 241° Cia, foi apresentada pelo locutor Gilberto Vieira, que destacou a historia de implantação do sistema, desde a concepção da idéia até a finalização, ressaltando o esforço do governo Municipal, Policia Militar, CONSEP , demais órgãos responsáveis pela segurança publica e comunidade arcoense para a concretização desta que é uma aspiração de grande parte das cidades da região, conforme destacou o Tenente Coronel Neto. O evento teve a participação da banda de musica da PMMG, que apresentou canções tradicionais para a ocasião, entre Foto: PMMG elas, o Hino Nacional. Após todos os cumprimentos, foram chamados a discursar o representante da Policia Militar, comandante da 13° Companhia Independente, Tenente Coronel Antônio Pereira Neto, o Prefeito Municipal da cidade de Arcos, Roberto Alves e o Presidente da Câmara Municipal de vereadores de Arcos, Half Carvalho. O Tenente Coronel Neto abriu sua fala destacando que o SVA de Arcos é um dos poucos do interior de Minas Gerais que atende a todas as normas e prescrições estabelecidas pela Policia Militar, enfatizando que “as expectativas da população arcoense serão superadas em pouco tempo, pela efetividade desse novo instrumento de combate e prevenção à criminalidade”. O prefeito Roberto Alves agradeceu a Policia Militar e aos militares de Arcos na pessoa do Tenente Bittencourt, co- mandante da 241° Companhia, não apenas pela concepção e coordenação do projeto, mas pela parceria de longa data, anunciando que pretende ampliar o numero de câmeras pela cidade. O vereador Half encerrou os pronunciamentos salientando que o envolvimento dos órgãos públicos e da sociedade civil em sistema de parceria e cooperação foi essencial para o formato popular e cidadão do SVA. Ao final da cerimonia, foi inaugurada a placa representativa da inauguração, seguida por uma confraternização entre as autoridades e convidados presentes.
  16. 16. Jornal da Cidade - 12 de dezembro de 2013 16

×