Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Laboratório suspende
prestação de serviços
ao Hospital São Carlos
por falta de p...
2

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Pegue o seu JORNAL DA CIDADE
nestas empresas. É de graça.
PADARISO/SANTA EUGÊ...
3

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Aprovado pelo Conselho da Cidade, reajuste
do IPTU será votado pela Câmara Mu...
4

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

INFORMATIVO PARLAMENTAR

Assembleia debate os 10 anos do Estatuto do Idoso
Fo...
Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

5
Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Edvani
Noivas

6
7

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Wender Silva
8

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Saúde & Qualidade de Vida

CONFIRA OITO DICAS PARA
MANTER SEUS DENTES MAIS
BR...
9

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Exames do Hospital São Carlos estão sendo feitos em Formiga

Laboratório de L...
10

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Guia de Carros e Motos

Auto Peças Santa Edwiges
completa 1 ano em Lagoa daP...
11

Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

Um Xodó de Berçário
A ideia do berçário
não era algo novo para
nós, sempre p...
Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013

15
12
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Cidade - Ano I - Nº 13

3.121 visualizações

Publicada em

http://www.jornalcidademg.com.br
>Acesse e veja mais notícias
Jornal Cidade - Ano I - Nº 13 - 15 de Outubro de 2013

Principais notícias das cidades do centro-oeste mineiro. Notícias de Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte, Moema, Pedra do Indaiá e Japaraíba.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.121
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.864
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Cidade - Ano I - Nº 13

  1. 1. Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Laboratório suspende prestação de serviços ao Hospital São Carlos por falta de pagamento Página 9 Lagoa da Prata, 15 de outubro de 2013 - Ano I - Nº 13 REAJUSTE DO IPTU SERÁ VOTADO PELOS VEREADORES O chefe do Executivo reconheceu que, apesar de impopular, o reajuste do IPTU é uma medida necessária para que o município consiga executar obras sem depender dos repasses dos governos estadual e federal. Página 3 URGENTE: Vendo esta casa Prefeito Paulo Teodoro e secretários municipais concederam uma coletiva de imprensa para explicar a necessidade de reajuste do IPTU Área grande na frente e no fundo. Sala, 3 quartos, cozinha e banheiro. Coberta de laje e telha. Barracão nos fundos, com 1 quarto grande, 1 cozinha, 1 banheiro e 1 área pequena. Terreno todo cimentado. Documentação em dia. R. Ceará, 275, bairro Nossa Senhora das Graças. Contato: Luiz Puentes 3261-4036
  2. 2. 2 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Pegue o seu JORNAL DA CIDADE nestas empresas. É de graça. PADARISO/SANTA EUGÊNIA II Padaria e Lanchonete Ponto do Café CENTRO Panificadora Prado Panificadora Pão Quente Drogaria Minasprev Panificadora Samantha Padaria Central Laboratório Geraldo de Almeida O Franguinho Umuarama Clube Droga Rede AMÉRICO SILVA Disk Tudo do Juninho Panificadora e Lanchonete Pão Quente Panificadora e Lanchonete Sabor do Trigo Mundo Animal Mercearia do Casquinha GOMES Casa do Pão de Queijo Panificadora Pão da Vida ETELVINA MIRANDA/NOSSA S. DAS GRAÇAS Padaria João Paulo MARIA CLARA LUCIANO HENRIQUES Esquina Lanches MARÍLIA Padaria Pão Quente Panificadora Pão Quente Bar do Paulista Mini Mercado Marília Mercearia Santa Clara SANTA EUGÊNIA Panificadora e Lanchonete Sabor do Trigo Panificadora e Lanchonete Real Panificadora Pão de Ouro SANTA HELENA O Franguinho Panificadora e Lanchonete Trigo da Terra CHICO MIRANDA Panificadora Pão Quente SOL NASCENTE Panificadora Pão de Mel SÃO JOSÉ Mercearia do Zizico Açougue Cupim de Boi SANTA ALEXANDRINA Supermercado Ki Barato Quer receber o JORNAL DA CIDADE no conforto de sua casa? Ligue para 9938-6310 CARTA AO LEITOR REAJUSTE DO IPTU ENTRA NA PAUTA DA CÂMARA A Prefeitura de Lagoa da Prata enviou à Câmara Municipal a proposta de reajuste no IPTU. O assunto é polêmico e já está sendo debatido em redes sociais. A partir desta e das próximas edições do Jornal da Cidade o grande público tomará conhecimento da proposta. É natural que o anúncio do reajuste do imposto seja recebido negativamente. Afinal, ninguém gosta de ver aumentadas as suas despesas, principalmente quando elas são abocanhadas pelos governos. Nós, brasileiros, já pagamos mais de um trilhão de reais em impostos somente em 2013. Pagamos imposto de país desenvolvido e recebemos serviços precários em todas as esferas governamentais. O IPTU tem uma particularidade que o difere de outros impostos. Todo o valor arrecadado pode (e deve) ser investido no município. Constitui uma das poucas fontes de receita própria dos municípios. Se o município possui fontes de receita própria relevantes, naturamente diminuem a dependência municipal da transferência de recursos dos governos estadual e federal. É também mais fácil para nós, no município, por exemplo, cobrar do prefeito uma gestão mais eficiente dos recursos do que exigir da presidente da República que faça o mesmo. O reajuste do IPTU será votado pela Câmara Municipal. Sugiro aqui algumas reflexões sobre a medida. Ao contrário da maior parte de nossos impostos, o IPTU cobra mais de quem tem mais. É um dos impostos mais justos. Uma receita própria maior diminui a necessidade de o município contrair dívidas e empréstimos. Somente nos últimos dois anos, Lagoa da Prata assumiu empréstimos que giram na ordem aci- ma de R$ 6 milhões. A ideia de que não queremos mais impostos porque os serviços públicos não existem ou são de má qualidade é um consenso. Porém, não é deixando de arrecadar recursos que o município vai gastar melhor. O que a Administração Municipal precisa mostrar, com a máxima transparência, é como e onde pretende investir os recursos que irá receber a mais com o reajuste do IPTU. O secretário afirmou na coletiva com a imprensa que as contas da prefeitura estão em dia. Porém, falta dinheiro para realizar obras. O município irá arrecadar 1 milhão e 200 mil reais com o IPTU em 2013. E a previsão é de que a receita chegue a quatro milhões em 2014 pós-reajuste. Por que então não propor um pacto com a sociedade em torno da pauta? Se a previsão é de arrecadar no próximo ano R$ 2,8 milhões a mais, que Juliano Rossi - Editor o governo mostre onde vai investir: Instalação de câmeras se segurança? Contratar mais médicos? Construção de quadras? Pavimentação da estrada de Martins Guimarães? Etc. O importante é envolver a população e se comprometer a realizar as obras X, Y e Z. Este é um assunto polêmico que certamente vamos abordar neste espaço em outras oportunidades. A matéria será votada na Câmara e você, eleitor, poderá avaliar se o seu vereador irá defender o ponto de vista dele com critérios técnicos e objetivos ou vai fazer média com a plateia que assiste o espetáculo todas as segundas-feiras pela rádio. Visite o nosso site: www.tvcidadelagoadaprata.com.br JORNAL DA CIDADE PROPRIEDADE CNPJ INSCRIÇÃO ESTADUAL INSCRIÇÃO MUNICIPAL DIRETOR PRESIDENTE COMERCIAL DIRETOR EXECUTIVO DISTRIBUIÇÃO CHEFE DE REDAÇÃO FALE CONOSCO IMPRESSÃO
  3. 3. 3 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Aprovado pelo Conselho da Cidade, reajuste do IPTU será votado pela Câmara Municipal Prefeito convoca imprensa para explicar a necessidade de aumentar a arrecadação do IPTU O prefeito Paulo César Teodoro convocou uma coletiva de imprensa para explicar a readequação do IPTU dos imóveis de Lagoa da Prata. Participaram do encontro os secretários Márcio Amorim (Fazenda), José Octaviano Ribeiro (Administração), Antônio Sampaio (Desenvolvimento) e Caliméria Silva (Assistência Social) que, juntos, responderam as perguntas sobre as razões da readequação e do destino da arrecadação do imposto. O chefe do Executivo reconheceu que, apesar de impopular, o reajuste do IPTU é uma medida necessária para que o município consiga executar obras sem depender dos repasses dos governos estadual e federal. “Na verdade, é um projeto polêmico, desgastante e impopular. A Cali, secretária de Assistência Social, já conversou com vocês (imprensa) sobre a necessidade de investir nas entidades e em outras áreas. Estamos com dificuldades financeiras, sim. E nós não podemos ficar aqui esperando o dinheiro cair de paraquedas. Temos que arrumar uma forma”, disse o prefeito. O secretário de Fazenda, Márcio Amorim, afirmou que, embora o município esteja honrando em dia os seus compromissos, como folha de pagamento, o aumento da arrecadação proveniente do IPTU irá garantir ou até melhorar os repasses feitos às entidades beneficentes de Lagoa da Prata nos próximos anos, independentemente do cenário econômico nacional. A proposta de reajuste do IPTU já foi aprovada pelo Conselho da Cidade e será votada nas próximas semanas pela Câmara Municipal. Veja a seguir trechos dos principais temas abordados pelo prefeito e seus secretários. ARRECADAÇÃO ATUAL: “Hoje nós arrecadamos em média 1 milhão e 200 mil reais por ano com o IPTU. A folha de pagamento da prefeitura é de 2 milhões e 100 mil reais, ou seja, é praticamente a metade do que pagamos aos funcionários públicos. Esperamos arrecadar R$ 4 milhões em 2014 para devolver ao município em forma de investimentos”. REGIÕES MAIS VALORIZADAS: “Procuramos, dentro do princípio da justiça fiscal, carregar mais a mão nas regiões que valorizaram mais. Em tese, a pessoa ganhou dinheiro com isso e isso é fruto do próprio desenvolvimento público. As áreas mais comerciais, mais disputadas, valem mais no mercado. E se valem mais, quem mora nelas tem que dar sua contribuição a mais para que o município continue crescendo”. PERCENTUAL DO REAJUSTE: “Resolvemos adequar esse realinhamento seguindo orientação do Conselho da Cidade, que nos recomendou que não calculássemos o IPTU médio acima dos 20 por cento dos preços dos imóveis, apesar de que na região central a média será em torno de 30 por cento. A média em Lagoa da Prata ficará em 18 por cento, podendo alguns imóveis pagar mais ou menos que isso. A arrecadação atual está muito defasada. Os vinte e quatro mil imóveis na cidade proporcionam a arrecadação de 1 milhão e 200 mil reais por ano”. RUAS NA POEIRA: “Os imóveis que hoje se encontram em ruas sem pavimentação não terão aumento, continuarão na regra antiga enquanto não forem calçadas ou asfaltadas as ruas. Temos também os lotes em área que são consideradas APP (Área de Preservação Permanente). Estes proprietários não podem construir no terreno, então não justifica pagar o imposto. Hoje eles pagam, mas na nossa proposta eles estarão isentos. Temos que frisar também que os contribuintes que possuem lote de até 200 metros quadrados, com área construída de até 60 metros, estão isentos do pagamento do IPTU. Um exemplo disso são as casas populares”. AUMENTO MAIOR NO CENTRO: “Um imóvel comercial no centro, num terreno de 800 metros quadrados e com área de construção de mesmo tamanho, que hoje está pagando cerca de R$ 1.200,00 por ano de IPTU, com o reajuste, irá pagar em média R$ 3.600,00”. INVESTIMENTOS: “O município está carente e nós não podemos deixar que os investimentos fiquem parados. A readequação do IPTU é uma opção que nós temos. Todos os setores precisam de investimentos, mas nós priorizamos alguns que de imediato estão passando por sérias dificuldades, como é o caso das entidades e fundações. O cidadão tem que ter a consciência de que o IPTU é o único imposto que o contribuinte paga e todo dinheiro arrecado fica dentro do município, para ser aplicado cem por cento na cidade”. A proposta de readequação do IPTU já foi aprovada pelo Conselho da Cidade e será votada pela Câmara Municipal nas próximas semanas.
  4. 4. 4 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 INFORMATIVO PARLAMENTAR Assembleia debate os 10 anos do Estatuto do Idoso Foto:Guilherme Dardanhan O evento fez parte do Movimento Idade com Qualidade, lançado este ano pela Assembleia. A Assembleia Legislativa realizou no dia 1º de outubro o “Ciclo de Debates 10 Anos do Estatuto do Idoso – avanços e desafios para um envelhecimento digno”. O evento fez parte do Movimento Idade com Qualidade, lançado este ano pela Assembleia. O debate teve a participação da sociedade civil e de representantes do Governo. No Ciclo de Debates, representantes de órgãos do Governo do Estado apresentaram ações públicas para garantia dos direitos dos idosos. O coordenador especial de Políticas para Idosos de Minas Gerais, Felipe Willer Araújo Abreu Júnior, destacou que Minas possui muitas ações voltadas para esse público, o que falta é divulgação. “Parece que não temos nada, mas temos muito. O que falta é publicizar, fazer tudo o que temos chegar até os idosos”, destacou. Ele elencou algumas políticas das diferentes secretarias de Estado que atendem ao idoso. Entre elas, está o programa “Com Licença, eu Vou à Luta”, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), que atua em cidades com menor índice de desenvolvimento e que é voltado para a capacitação de mulheres com mais de 40 anos. “A maior parte das integrantes são maiores de 60 anos. Temos um caso de uma idosa de 87 anos que estava se capacitando”, exemplificou. Já a Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia oferece postos de informática para idosos nos Centros de Vocação Tecnológica (CVTs) e em alguns Centros de Referência de Assistência Social (Cras). O programa “Travessia Nota 10”, da Secretaria de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas, alfabetiza a população dessas regiões. “Nesse programa de alfabetização, mais de 40% dos inscritos são idosos e 4% têm mais de 80 anos”, afirmou. Por fim, ele apresentou o programa “Digna Idade”, do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), que já atendeu mais de 600 instituições que acolhem idosos por longo tempo com ações de melhoria da infraestrutura e equipamentos, além de oferecer curso de cuidador de idosos. Estatuto do Idoso O Estatuto do Idoso foi criado baseado nos direitos previstos na Constituição Brasileira, como o direito à vida, à liberdade, à saúde, ao trabalho, entre outros. De acordo com a subsecretária de Estado de Assistência Social, Maria Juanita Godinho Pimenta, o Estatuto do Idoso possui similaridades com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). “Entre as semelhanças, está o sistema para garantir as políticas públicas para os idosos. Na prática, isso significa que os idosos só terão seus direitos garantidos se o sistema funcionar. O sistema é composto por conselhos, SUS, Poder Judiciário e sistema policial”, explicou. O Deputado Tiago Ulisses disse que o Estatuto do Idoso foi um grande avanço, mas lembra que mui- ta coisa ainda falta ser feita. “Infelizmente, o que vemos é que o Estatuto ainda não tem sido totalmente cumprido. Não é preciso muito esforço para constatar que um grande número de idosos não tem seus direitos básicos assegurados, como saúde, alimentação, cultura, para ficar só nesses itens”. O Deputado lembra que há um grande esforço para melhorar essa situação, sobretudo por entidades constituídas por pessoas abnegadas. Mas lembra que há setores públicos importantes também investindo na melhora da qualidade de vida de quem tem mais de 60 anos. Tiago Ulisses cita especialmente o papel da Assembleia: “Como espaço de debate, além de elaborar leis, a Assembleia tem contribuído muito para melhorar a política do idoso. A questão da velhice é parte da agenda do Legislativo”, afirmou o Deputado. Foto:Guilherme Dardanhan Deputado Tiago Ulisses disse que o Estatuto do Idoso foi um grande avanço
  5. 5. Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 5
  6. 6. Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Edvani Noivas 6
  7. 7. 7 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Wender Silva
  8. 8. 8 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Saúde & Qualidade de Vida CONFIRA OITO DICAS PARA MANTER SEUS DENTES MAIS BRANCOS. 8 Dicas Por Dr.Cristiano Maciel Diretor da Clínica Saúde & Vida A preocupação com estética tem se tornado uma busca frenética e incessante das pessoas, hoje em dia. Na área de odontologia não existe falar em estética sem antes pensarmos em saúde. A partir do momento que conseguimos saúde em nossas cavidades bucais, o alcance da estética se torna mais próximo de ser alcançado. O que seria então estética em odontologia? Talvez a obtenção ou manutenção de dentes mais brancos. Para tanto, deve-se ter em mente que para atingirmos este objetivo alguns cuidados do dia a dia são essenciais: - Escovar os dentes sempre após as refeições - Usar fio dental diariamente - Manutenção em seu dentista pelo menos a cada 6 meses - Diminuir a ingestão de café e bebidas escuras Evitar alimentos com corantes, como beterraba - Parar de fumar - Lavar a boca, mesmo que fora de casa (restaurante por exemplo) após a ingestão destes tipos de alimentos - Somente utilizar produtos para clareamento sob orientação profissional - Utilizar cremes dentais contendo flúor Desta forma podemos acrescentar que, para a manutenção de dentes mais brancos e bonitos, devemos apresentar algumas mudanças de hábitos, que certamente, com bons cuidados bucais e visitas periódicas ao dentista facilitarão o alcance da tão desejada estética. SAÚDE & VIDA Clínica Odontológica Mais que um Sorriso! 37 3261-9848 Visite o nosso novo site: www.clinicasaudeevida.com Rua Cirilo Maciel,16 - Centro Lagoa da Prata 3261-5602
  9. 9. 9 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Exames do Hospital São Carlos estão sendo feitos em Formiga Laboratório de Lagoa da Prata que atendia o hospital encerrou a prestação de serviços por falta de pagamento Durante uma sessão ordinária na Câmara de Lagoa da Prata, o vereador Paulo Roberto Agostinho Pereira levantou uma questão sobre a atual situação do laboratório que presta serviços ao Hospital São Carlos. De acordo com ele, o Laboratório Geraldo de Almeida, que realiza os exames dentro da unidade deixou de prestar o serviço por causa de uma dívida por parte da Fundação São Carlos. Os atrasos nos pagamentos dos serviços efetuados se arrastam há meses. A direção da FSC tentou negociar a prestação do serviço com outros laboratórios da cidade, mas todos se negaram a prestar o serviço nas condições oferecidas. De acordo com Paulo Roberto, os exames passaram a ser realizados na cidade de Formiga, e isso faria com que o hospital deixasse de Foto: Gabriel Ferreira/JC A direção da Fundação São Carlos tentou negociar a prestação do serviço com outros laboratórios da cidade, mas todos se negaram contar com os exames de urgência. “Essa decisão foi dada por problemas de inadimplência, problemas de retenção do hospital com recursos de convênios, dinheiro de propriedade do laboratório e isso vem se arrastando, soma se dívidas e por aí vai”, explica Paulo Roberto. O vereador dis- se que o hospital ainda teria tentado fechar parceria com outros laboratórios da cidade, mas os laboratórios procurados não aceitaram as condições de pagamento ofertadas pela fundação. O vereador disse que o assunto é delicado, pois pessoas vítima de infarto, ou que necessi- Polícia Militar recupera moto furtada e apreende drogas no Chico Miranda A Polícia Militar de Lagoa da Prata conseguiu localizar e recuperar uma moto produto de furto. Durante a operação uma grande quantidade de droga também foi localizada em uma casa e apreendida. Três suspeitos foram presos e levados para a Delegacia de Polícia Civil. Uma guarnição da Polícia Militar de Lagoa da Prata, comandada pelo Sargento Edson Pereira, realizava um patrulhamento pelas ruas do Bairro Chico Miranda quando avistou uma motocicleta Dafra, de cor preta, placa EQP- 1545, ocupada por dois indivíduos em atitude suspeita. Ao avistarem a viatura os elementos tentaram fugir, mas foram contidos pelos policiais e abordados. A PM fez contato com a sala de operações e ao ser levantadas as informações do veículo foi constatado que havia uma queixa de roubo da mesma motocicleta. Eles receberam voz de prisão pelo furto da moto e a polícia pediu para que eles indicassem suas residências. Um deles levou a PM até uma casa na Rua Rosa Maciel, porém, chegando ao local, os policiais constataram que o indivíduo havia mentido alizados por uma empresa da cidade de Formiga, contratada pela Fundação São Carlos e isso poderia trazer transtornos aos pacientes. “Os exames vão ser coletados de madrugada, importunando os pacientes. Depois, levados de ônibus para Formiga para serem processados. Fico imaginando o que a nossa cidade vai passar. Mais preocupado ainda por que há poucos dias atrás, e com voto favorável meu, eu não fujo dessa responsabilidade, nós autori- zamos a transferência do PAM para o Hospital São Carlos. Os exames de sangue dos pacientes do Pronto Socorro também terão quer ser levados para Formiga?”, questiona o vereador. No dia 3 de outubro, o Jornal da Cidade/Portal TV Cidade entrou em contato com a direção do hospital, que se comprometeu a enviar uma nota de esclarecimento. Mas até o fechamento desta edição, não houve manifestação por parte da Fundação São Carlos. tem de uma transfusão de sangue não teriam esses serviços de urgência. Ele afirma que pelo fato da Fundação São Carlos possuir uma UTI, não ter à disposição um laboratório que presta o serviço de emergência é no mínimo preocupante. Paulo Pereira afirmou que os exames seriam re- Documentário “Rio Interrompido” teve seu pré-lançamento em Lagoa da Prata Foto: Jornal da Cidade Foto: Ascom A droga estava na casa de um dos suspeitos sobre o local onde morava. Nesse momento a PM notou a presença de outro indivíduo parado, apreensivo com a presença da PM, na porta de uma casa do outro lado da rua. Os policiais fizeram a abordagem do rapaz e descobriram que esse rapaz residia na casa juntamente com os outros dois que estavam na motocicleta e que um deles seria o autor do furto da moto. Os policiais entraram na residência, que não tem móveis, apenas colchões do chão, e constataram que o local é usado para uso e tráfico de drogas. Foi então realizada uma intensa busca pela residência e a PM encontrou uma pedra enorme de crack, que se fracionada poderia render cerca de quinhentas pedras para o comércio, uma grande porção de cocaína, um tablete grande de maconha, balança de precisão, vários aparelhos de celular e a quantia de R$425 reais em dinheiro. Ao levantar a ficha dos três detidos a PM descobriu que todos eles já têm passagens pela polícia por outros delitos, sendo que um deles já foi preso pela equipe do sargento Edson Pereira. “Um deles já foi detido pela minha equipe em outra ocasião. Ele era autor de roubo, teria acabado de assaltar um casal e um dos que participou de um roubo no Fórum de Lagoa da Prata, quando várias armas de fogo foram levadas. Ele foi condenado na época, cumpriu a pena e estava em liberdade até hoje, porém envolvido com o tráfico de drogas”, disse Pereira. Aconteceu na sexta-feira (04), no Centro Cultural Hilde Schmidt, da Embaré Indústrias Alimentícias S.A, o pré-lançamento do documentário “Rio Interrompido”, do jornalista Alan Russel. O filme, curta metragem, retrata a história do Rio São Francisco, abordando assuntos sobre a beleza e os descasos sofridos pelo rio ao longo de muitos anos. Alan Russel escolheu Lagoa da Prata como foco principal do documentário. Ele acredita que tenha sido aqui o lugar onde o Rio São Francisco tenha sofrido o maior crime ambiental de sua história. As imagens começaram a ser feitas na nascente do rio, na serra da Canastra, até chegar à região do maior criatório de peixes do Velho Chico. O documentário mostra como o Rio da Integração Nacional tem sido tratado pelas autoridades, empresários e pelos que dele sobrevivem. Durante a pré-estreia o documentário foi exibido aos presentes. O filme fala de drenos e da matança de dezenas de lagoas marginais, além da utilização de áreas de proteção para cultivo da monocultura de cana de açúcar, e até um desvio que literalmente mutilou oito quilômetros do Rio São Francisco. Esses são alguns dos crimes apresentados pelo filme. Com uma abordagem simples e direta, o Rio Interrompido mostra não só os problemas decorrentes dessas ações, mas sugere alternativas de revitalização desse grande patrimônio natural. Toda a história é narrada pelos personagens reais que, de alguma forma, certa ou errada, contribuíram para deixar o São Francisco como de fato é hoje.
  10. 10. 10 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Guia de Carros e Motos Auto Peças Santa Edwiges completa 1 ano em Lagoa daPrata 3261-2255 Lagoa da Prata conta hoje com uma quantidade bastante expressiva de caminhões que prestam serviços tanto dentro da cidade, quanto os que transportam mercadoria que aqui são produzidas pelas empresas do município. Um dos problemas que muitos proprietários de caminhões enfrentavam era a dificuldade de encontrar algumas peças para máquinas pesadas. Alguns acabavam tendo que se deslocar para outras cidades, e isso fazia com que o custo da peça ficasse ainda mais salgado. Há um ano essa realidade mudou na cidade. Três amigos se reuniram e com o objetivo de atender essa demanda inauguraram a Auto Peças Santa Edwiges. O nome foi escolhido devido à devoção à santa. Localizada na principal avenida de acesso à cidade, Avenida Brasil, 1.552, a Auto Peças Santa Edwiges já se tornou referência entre os caminhoneiros de Lagoa da Prata e da região. De acordo com o diretor e sócio, Aldo Flávio, que trabalha no ramo de Auto Peças há 21 anos, os três amigos decidiram investir, e investir alto, para que Lagoa da Prata pudesse contar com uma loja completa e atender de forma mais eficiente os caminhoneiros e as em- presas, que são muitos na cidade. “A nossa primeira preocupação foi o atendimento. O que eu falo para os funcionários é que, por ser uma Auto Peças nova, quando o cliente vier procurar a loja, fazer de tudo para que o cliente seja bem atendido e que possa sair satisfeito. Esse vai voltar. A nossa linha, que é a de veículos pesados, é bem diferente da linha leve. E os clientes também são diferentes”, disse Aldo. Aldo Flávio conta que a loja trabalha com os mais populares veículos, mas o carro-chefe da loja são as marcas Mercedes e Volks. A Auto Peças Santa Edwiges conta hoje com sete funcionários, todos com experiência no mercado, três motocicletas e uma caminhonete para as entregas. Os preços são bastante acessíveis e as condições de pagamento são diversificadas. “Na nossa loja o cliente pode optar por pagar pela boleta bancária, cartão Lagoacred card, Master, Visa, no cheque e tem a conhecida “carteira”. Essa é uma condição de pagamento que é impossível não oferecer, a conhecida notinha. Eu tenho clientes aqui que moram em comunidades rurais. São pessoas que não trabalham com cheques nem cartões, daí para eles nós temos essa tra- dicional condição de pagamento”, explicou Aldo. O diretor da Auto Peças explica a preocupação da loja em trabalhar de forma justa e sempre dentro da lei. Ele conta que desde o início as compras e vendas são feitas todas com nota fiscal, isso para garantir ao cliente e ao fornecedor a transparência dos negócios firmados. “Aqui na loja eu trabalho com três impressoras fiscais. Quando a venda é feita a nota fiscal personalizada já é emitida ao cliente e através dessa nota eu emito a nota eletrônica. Aqui não existe caixa dois. Eu acredito que se você começa um negócio errado, as coisas sempre vão dar erradas”, disse o diretor Aldo. Hoje a Auto Peças Santa Edwiges conta com 600 clientes. Um dos grandes diferenciais da loja é que agora em Lagoa da Prata o caminhoneiro encontra climatizador, roda de alumínio, fita de led e quando o cliente busca alguma peça que não tenha na loja o pedido é feito e a peça já entra para o estoque. Hoje eu atendo as grandes indústrias da cidade, então eu estou sempre atento. Se não tem uma determinada peça aqui e logo cobro um levantamento e que os pedidos sejam feitos.
  11. 11. 11 Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 Um Xodó de Berçário A ideia do berçário não era algo novo para nós, sempre percebemos a necessidade de uma estrutura adaptada e planejada, para os bebês, tanto é que já tínhamos o projeto aprovado pela a Superintendência de Ensino, mas queríamos abrir na hora certa. A ideia surgiu com a enfermeira Rúbia Lamounier, quando a mesma trouxe seu projeto até nós, naquele momento resolvemos abraçá-lo, afinal manteríamos o mesmo padrão utilizado no Centro Educacional Tutores, com profissionais da saúde e especialistas em educação juntos, dando uma atenção especial e proporcionando um ambiente lúdico de aprendizagem para as crianças. O próximo passo seria um espaço especial, vimos isso com muita importância, afinal existem exigências feitas pelo o MEC que tem que ser atendidas, sendo assim tudo foi pensando com muito carinho, hoje con- tamos com um ambiente lindo, seguro e alegre. Convidamos a todos para conhecer UM XODÓ DE BERÇÁRIO, ambiente preparado especialmente para receber seu filho (a), o berçário já é um sucesso, contamos com turminhas a partir de 4 meses a 2 anos, com professoras, monitoras, especialista e enfermeira, atendendo de 06:30 as 19:00 de segunda a sexta. Vem para UM XODÓ DE BERÇÁRIO o melhor lugar para seu filho.
  12. 12. Jornal da Cidade - 15 de outubro de 2013 15 12

×