SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO

T H A A – fev/2011
Profa. Wívian Diniz
Porque é que isto é arte?
     O que é arte?
                                        Cabeça de Touro
                                        Pablo Picasso – 1943




     A criativa associação de um guidão com
      um assento de bicicleta cria uma nova
                     imagem.

          A criação pode ser simples.
Arte e Criatividade

• Pablo Picasso pegou um guidão e um assento de bicicleta e
  os juntou formando uma cabeça de touro. O guidão e o
  assento em si mesmos não são uma obra de arte. E nem o
  ato de juntá-los desta forma necessita de uma grande perícia
  técnica. Mas o resultado mostra uma incrível genialidade.

• O guidão e o assento sempre estiveram aí, ao alcance de
  todos nós, mas só Picasso viu essa associação. Picasso
  criou, e a arte está diretamente ligada ao ato de criação. A
  criação ocorreu de uma forma muito simples, com objetos
  absolutamente triviais, restos de uma velha bicicleta, mas “A
  Cabeça de Touro” é inegavelmente Arte.
O que significa a palavra
         arte?
ARTE, s. f. Conjunto de preceitos para a perfeita execução de
qualquer coisa; atividade criativa; artifício; ofício; profissão; astúcia;
habilidade; travessura.
minidicionário da língua portuguesa. Editora FTD. 2007.

arte é, antes de mais nada, uma palavra. Faz-se arte em toda parte.
A arte é, portanto, também um objeto, mas não é um objeto
qualquer. A arte é um objeto estético, feito para ser visto e
admirado pelo seu valor intrínseco.

suas características especiais fazem da arte um objeto à parte, por
isso mesmo muitas vezes colocado à parte, longe da vida cotidiana,
em museus, igrejas ou cavernas.
O que se entende por
        estético?
A estética costuma ser definida como “dizendo respeito ao que é
belo”.
O que se entende por
           estético?
É claro que nem toda arte é bela aos nossos olhos, mas não deixa por
   isso de ser arte.
O que se entende por
         estético?
Na falta de um termo melhor, teremos de nos contentar com o termo
   estético, embora ele não satisfaça inteiramente...
A estética, enquanto ramo da Filosofia, tem preocupado os pensadores
   desde Platão (428 a.C - 348 a.C.) aos nossos dias, mas tal como
   todas as questões filosóficas, talvez porque os problemas
   levantados pelo “belo” sejam inteiramente insolúveis.
Durante o século XIX a estética também se tornou objeto de estudo da
   psicologia; igualmente aí não chegou a qualquer consenso.


                  Porque será assim?
O que se entende por
           estético?
Se por um lado, as pessoas por este mundo afora fazem
  sensivelmente os mesmo juízos fundamentais, pois os nossos
  cérebros e sistemas nervosos são os mesmos....

...por outro lado, o nosso gosto e as nossas opções são
    exclusivamente condicionados pela cultura em que estamos
    inseridos, e as culturas são tão diversificadas que se torna
    impossível reduzir a arte a um conjunto de regras, aplicadas em
    toda parte.
O que se entende por
           estético?
A arte pode ser expressar dentro de regras quando o artista conhece a
   teoria e as aplica corretamente.

Caso contrário, as regras pouco ou nada nos ajudam a compreender
  algumas formas de arte.




                                              Cabeça de Touro
                                              Pablo Picasso – 1943
O que significa a palavra
          arte?
• 1-Aptidão ou habilidade para fazer alguma
  coisa: Ele tem a arte de agradar.
•      2- Atividade considerada como um
    conjunto de regras à observar: arte militar;
    arte culinária.
•      3- Conjunto de obras artísticas de uma
    época ou de um país: A arte romana; arte
    chinesa.
•    4- Maneira de manifestar um senso
  estético.
•    5- Bom-gosto.

•

•
•      6-Conjunto de disciplinas artísticas,
    notadamente aquelas que são
    consagradas à beleza ou a expressividade
    de linhas, formas ou cores chamadas
    também de Belas Artes.

•
• 7- Artimanha: conhecer as artes políticas.
• 8- Travessura; traquinagem: crianças só
  fazem arte.
•
•       Arte (Latim Ars, significando técnica
    e/ou habilidade) geralmente é entendida
    como a atividade humana ligada a
    manifestações de ordem estética, feita por
    artistas a partir de percepção, emoções e
    idéias, com o objetivo de estimular essas
    instâncias de consciência em um ou mais
    espectadores, dando um significado único
    e diferente para cada obra de arte.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte
• Obra de arte (trabalho artístico ou somente obra) é uma
  obra criada ou avaliada por sua função artística ao invés de
  prática. Por função artística se entende a representação dum
  símbolo, do belo.
• Apesar de não ter como principal objetivo, uma obra de arte
  pode ter utilidade prática.
• Pode consistir num objeto, uma composição musical,
  arquitetura, um texto, uma apresentação, um filme, um
  programa de computador, entre outros.
• Entretanto, o que é considerado uma obra de arte depende
  do contexto histórico e cultural, e do próprio significado de
  arte.
• Arte é um fenômeno cultural. Regras absolutas sobre arte
  não sobrevivem ao tempo, mas em cada época, diferentes
  grupos (ou cada indivíduo) escolhem como devem
  compreender esse fenômeno
• A inspiração seria o estado de
  consciência que o artista atinge, no qual
  vê a percepção, a razão e emoção
  encontram-se combinados de forma parte
  para realizar suas melhores obras. Seria o
  insight de algumas teorias da psicologia.
• Ernst Gombrich, famoso historiador de
  arte, afirmou que nada existe realmente a
  que se possa dar o nome de Arte. Existem
  somente artistas
O que deve ser lembrado é que a arte não possui utilidade,
no sentido pragmatista e imediatista de servir para um fim
além dele mesmo. Assim, um quadro não "serve" para
outra coisa, como um desenho técnico, como uma planta
de engenharia, por exemplo, serve para que se construa
uma máquina. Mas isso não quer dizer que a arte não
tenha uma função.

A arte possui a função transcendente, ou seja, manchas de
tinta sobre uma tela ou palavras escritas sobre um papel
simbolizam estados de consciência humana, abrangendo
percepção, emoção e razão (segundo Charles S. Peirce,
fundador da semiótica). Essa seria a principal função da
arte.

A arte, como qualquer outra manifestação cultural humana,
pode ser utilizada para a coesão social, reafirmando
valores, ou os criticando, de acordo com a civilização.
marcel duchamp




                 helio oiticica
A Vênus de Milo é uma famosa estátua
grega. Ela representa a deusa grega
Afrodite, do amor sexual e beleza física,
tendo ficado no entanto mais conhecida
pelo seu nome romano, Vénus. É uma
escultura em mármore com 203 cm de
altura, que data de cerca de 130 a.C.


                                            A pintura representa a deusa Vênus
                                            emergindo do mar como mulher adulta,
                                            conforme descrito na mitologia romana.
                                            É provável que a obra tenha sido feita por
                                            volta de 1483, sob encomenda para
                                            Lorenzo di Pierfrancesco, que a teria
                                            pedido para enfeitar sua residência, a Villa
                                            Medicea di Castello.
A Vênus de Willendorf é uma estatueta
com 11,1 cm de altura representando
estilisticamente uma mulher, descoberta
no sítio arqueológico situado perto de
Willendorf, na Áustria.

Estima-se que tenha sido esculpida há
22.000 ou 24.000 anos.

Pouco se sabe sobre a origem, método de
criação e significado cultural.

A Vênus não pretende ser um retrato
realista, mas uma idealização da figura
feminina. A vulva, seios e barriga são
extremamente volumosos, de onde se
infere que tenha uma relação forte com o
conceito da fertilidade.
O gostar e o não gostar
• Quando perguntamos “porque será isto
  arte?” muitas vezes queremos dizer
  “porque será isto boa arte?”
O gostar e o não gostar
• Quantas vezes fizemos esta pergunta
  perante certas obras estranhas e
  pertubadoras que nos deparamos em
  museus e exposições!



                            Grito é uma pintura do
                            norueguês Edvard Munch,
                            datada de 1893.
O gostar e o não gostar
• Interrogação que nos aflige por dá a
  entender que não entendemos a arte
  como entendem os especialista.
• E os especialistas, por sua vez, poderiam
  nos ensinar regras claras e simples que
  pudessem nos guiar!
O gostar e o não gostar
• Talvez então aprendêssemos a gostar do
  que vemos e saberíamos “porque era
  arte”.
• Os especialistas, porém, não formulam
  regras precisas e o leigo tende a dizer“lá
  de arte não entendo nada, mas sei do que
  gosto!”
• Quando se diz “sei do que gosto!”
  corresponde a “gosto do que conheço” e,
  implicitamente, “rejeito tudo o que é
  diferente daquilo que conheço”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
Ana Barreiros
 
O Rococó
O RococóO Rococó
O Rococó
Leonor Fernandes
 
O mosaico
O mosaicoO mosaico
O mosaico
Michele Wilbert
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
Cristiane Seibt
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Mateus Cardoso
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
Gui Paiva
 
Arte oriental
Arte orientalArte oriental
Arte oriental
anabeatriz2204
 
Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"
mila braga
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
Hca Faro
 
OP - ART e POP - ART
OP - ART e POP - ARTOP - ART e POP - ART
OP - ART e POP - ART
Cristiane Seibt
 
A Dança e seus elementos
A Dança e seus elementosA Dança e seus elementos
A Dança e seus elementos
Luan Lucena
 
Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)
Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)
Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)
Raphael Lanzillotte
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
Raphael Lanzillotte
 
Arte, revolução e século XX
Arte, revolução e século XXArte, revolução e século XX
Arte, revolução e século XX
Nuria Barbosa
 
História da arte - Arte Contemporânea
História da arte -  Arte ContemporâneaHistória da arte -  Arte Contemporânea
História da arte - Arte Contemporânea
Andrea Dressler
 
Land art
Land artLand art
Land art
Andrea Sulzbach
 
O teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antigaO teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antiga
Victor Natan
 
Síntese - História do teatro
Síntese - História do teatroSíntese - História do teatro
Síntese - História do teatro
Carla Camuso
 
TEATRO - O papel do teatro nas culturas.ppt
TEATRO - O papel do teatro nas culturas.pptTEATRO - O papel do teatro nas culturas.ppt
TEATRO - O papel do teatro nas culturas.ppt
JoaoAlves319493
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Sandro Bottene
 

Mais procurados (20)

Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
 
O Rococó
O RococóO Rococó
O Rococó
 
O mosaico
O mosaicoO mosaico
O mosaico
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
 
Arte oriental
Arte orientalArte oriental
Arte oriental
 
Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"Leitura obra "O Grito"
Leitura obra "O Grito"
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
 
OP - ART e POP - ART
OP - ART e POP - ARTOP - ART e POP - ART
OP - ART e POP - ART
 
A Dança e seus elementos
A Dança e seus elementosA Dança e seus elementos
A Dança e seus elementos
 
Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)
Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)
Revisão - Arte contemporânea (Novas Linguagens)
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Arte, revolução e século XX
Arte, revolução e século XXArte, revolução e século XX
Arte, revolução e século XX
 
História da arte - Arte Contemporânea
História da arte -  Arte ContemporâneaHistória da arte -  Arte Contemporânea
História da arte - Arte Contemporânea
 
Land art
Land artLand art
Land art
 
O teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antigaO teatro na grécia antiga
O teatro na grécia antiga
 
Síntese - História do teatro
Síntese - História do teatroSíntese - História do teatro
Síntese - História do teatro
 
TEATRO - O papel do teatro nas culturas.ppt
TEATRO - O papel do teatro nas culturas.pptTEATRO - O papel do teatro nas culturas.ppt
TEATRO - O papel do teatro nas culturas.ppt
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 

Destaque

Slides obras de arte
Slides obras de arteSlides obras de arte
Slides obras de arte
Mariah Romera
 
Como analisar obras de arte
Como analisar obras de arteComo analisar obras de arte
Como analisar obras de arte
Marquês de Pombal
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Ana Barreiros
 
Elementos estruturais 1
Elementos estruturais 1Elementos estruturais 1
Elementos estruturais 1
Artedoiscmb Cmb
 
A arte
A arteA arte
Elementos estruturais das pontes slides
Elementos estruturais das pontes slidesElementos estruturais das pontes slides
Elementos estruturais das pontes slides
jantoniobrito77
 
Elementos de composição
Elementos de composiçãoElementos de composição
Elementos de composição
journalistas
 
As obras de arte mais famosas do mundo
As obras de arte mais famosas do mundoAs obras de arte mais famosas do mundo
As obras de arte mais famosas do mundo
chubb_seguros
 
A CriançA Conhecendo Arte
A CriançA Conhecendo ArteA CriançA Conhecendo Arte
A CriançA Conhecendo Arte
Edmilson Faria
 
Aula 1 - Arte - 2º e.m
Aula 1 - Arte - 2º e.mAula 1 - Arte - 2º e.m
Aula 1 - Arte - 2º e.m
VIVIAN TROMBINI
 
AULA 4 - 2º E.M
AULA 4 - 2º E.MAULA 4 - 2º E.M
AULA 4 - 2º E.M
VIVIAN TROMBINI
 
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITOPROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITO
nandafso74
 
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTEINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
Cristiane Seibt
 
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITOPROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITO
pedro_bala_1
 
Introducao arte
Introducao arteIntroducao arte
Introducao arte
Over Lane
 
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
Gisela Estácio
 
Análise formal de obras
Análise formal de obrasAnálise formal de obras
Análise formal de obras
Raphael Do Lago Júdice
 
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichAula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Lila Donato
 
Plano de ensino de arte em 1 ano
Plano de ensino de arte em 1 anoPlano de ensino de arte em 1 ano
Plano de ensino de arte em 1 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Releitura de obras de arte
Releitura de obras de arteReleitura de obras de arte
Releitura de obras de arte
lisneia2012
 

Destaque (20)

Slides obras de arte
Slides obras de arteSlides obras de arte
Slides obras de arte
 
Como analisar obras de arte
Como analisar obras de arteComo analisar obras de arte
Como analisar obras de arte
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Elementos estruturais 1
Elementos estruturais 1Elementos estruturais 1
Elementos estruturais 1
 
A arte
A arteA arte
A arte
 
Elementos estruturais das pontes slides
Elementos estruturais das pontes slidesElementos estruturais das pontes slides
Elementos estruturais das pontes slides
 
Elementos de composição
Elementos de composiçãoElementos de composição
Elementos de composição
 
As obras de arte mais famosas do mundo
As obras de arte mais famosas do mundoAs obras de arte mais famosas do mundo
As obras de arte mais famosas do mundo
 
A CriançA Conhecendo Arte
A CriançA Conhecendo ArteA CriançA Conhecendo Arte
A CriançA Conhecendo Arte
 
Aula 1 - Arte - 2º e.m
Aula 1 - Arte - 2º e.mAula 1 - Arte - 2º e.m
Aula 1 - Arte - 2º e.m
 
AULA 4 - 2º E.M
AULA 4 - 2º E.MAULA 4 - 2º E.M
AULA 4 - 2º E.M
 
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITOPROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DO ARTISTA ROMERO BRITO
 
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTEINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA ARTE
 
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITOPROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITO
PROJETO ARTE DENTRO DA ESCOLA - RELEITURA DAS OBRAS DE ROMERO BRITO
 
Introducao arte
Introducao arteIntroducao arte
Introducao arte
 
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
134103997 a-arte-de-encantar-o-cliente-ppt
 
Análise formal de obras
Análise formal de obrasAnálise formal de obras
Análise formal de obras
 
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichAula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
 
Plano de ensino de arte em 1 ano
Plano de ensino de arte em 1 anoPlano de ensino de arte em 1 ano
Plano de ensino de arte em 1 ano
 
Releitura de obras de arte
Releitura de obras de arteReleitura de obras de arte
Releitura de obras de arte
 

Semelhante a Introdução teoria arte_arq

Apostila de-arte-eja
Apostila de-arte-ejaApostila de-arte-eja
Apostila de-arte-eja
F Figueiredo Habyby
 
Apostila de Arte - EJA.pdf
Apostila de Arte - EJA.pdfApostila de Arte - EJA.pdf
Apostila de Arte - EJA.pdf
GustavoPaz34
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
Vasco L
 
O que é a arte e outros
O que é a arte e outrosO que é a arte e outros
O que é a arte e outros
Andrea Cortelazzi
 
Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
Julia Martins
 
Arte
ArteArte
O fim da arte
O fim da arteO fim da arte
O fim da arte
rodcassio
 
Funções da arte
Funções da arteFunções da arte
Funções da arte
JulianoFonseca17
 
Arte (2)
Arte (2)Arte (2)
Arte (1)
Arte (1)Arte (1)
Arte (1)
Arte (1)Arte (1)
3.afinal, o que é arte madre zarife
3.afinal, o que é arte   madre zarife3.afinal, o que é arte   madre zarife
3.afinal, o que é arte madre zarife
Francisco Rodrigues
 
Arte
ArteArte
Arte
HCA_10I
 
O que é arte
O que é arteO que é arte
O que é arte
Sueleide Santos
 
Aula iv estética
Aula iv   estéticaAula iv   estética
Aula iv estética
Anna Luiza Coli
 
Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...
Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...
Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...
UNIP. Universidade Paulista
 
O que é arte
O que é arteO que é arte
Jorge coli o que é arte
Jorge coli   o que é arteJorge coli   o que é arte
Jorge coli o que é arte
Bruno Piza
 
Jorge coli - o que é arte
Jorge coli - o que é arteJorge coli - o que é arte
Jorge coli - o que é arte
Carlos Elson Cunha
 
História do conceito de arte
História do conceito de arteHistória do conceito de arte
História do conceito de arte
Cristiano Canguçu
 

Semelhante a Introdução teoria arte_arq (20)

Apostila de-arte-eja
Apostila de-arte-ejaApostila de-arte-eja
Apostila de-arte-eja
 
Apostila de Arte - EJA.pdf
Apostila de Arte - EJA.pdfApostila de Arte - EJA.pdf
Apostila de Arte - EJA.pdf
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
 
O que é a arte e outros
O que é a arte e outrosO que é a arte e outros
O que é a arte e outros
 
Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
 
Arte
ArteArte
Arte
 
O fim da arte
O fim da arteO fim da arte
O fim da arte
 
Funções da arte
Funções da arteFunções da arte
Funções da arte
 
Arte (2)
Arte (2)Arte (2)
Arte (2)
 
Arte (1)
Arte (1)Arte (1)
Arte (1)
 
Arte (1)
Arte (1)Arte (1)
Arte (1)
 
3.afinal, o que é arte madre zarife
3.afinal, o que é arte   madre zarife3.afinal, o que é arte   madre zarife
3.afinal, o que é arte madre zarife
 
Arte
ArteArte
Arte
 
O que é arte
O que é arteO que é arte
O que é arte
 
Aula iv estética
Aula iv   estéticaAula iv   estética
Aula iv estética
 
Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...
Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...
Oficina Imagem Complexa e Analise de Imagem na Contemporaneidade na Semana de...
 
O que é arte
O que é arteO que é arte
O que é arte
 
Jorge coli o que é arte
Jorge coli   o que é arteJorge coli   o que é arte
Jorge coli o que é arte
 
Jorge coli - o que é arte
Jorge coli - o que é arteJorge coli - o que é arte
Jorge coli - o que é arte
 
História do conceito de arte
História do conceito de arteHistória do conceito de arte
História do conceito de arte
 

Último

Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 

Último (20)

Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 

Introdução teoria arte_arq

  • 1. INTRODUÇÃO T H A A – fev/2011 Profa. Wívian Diniz
  • 2. Porque é que isto é arte? O que é arte? Cabeça de Touro Pablo Picasso – 1943 A criativa associação de um guidão com um assento de bicicleta cria uma nova imagem. A criação pode ser simples.
  • 3. Arte e Criatividade • Pablo Picasso pegou um guidão e um assento de bicicleta e os juntou formando uma cabeça de touro. O guidão e o assento em si mesmos não são uma obra de arte. E nem o ato de juntá-los desta forma necessita de uma grande perícia técnica. Mas o resultado mostra uma incrível genialidade. • O guidão e o assento sempre estiveram aí, ao alcance de todos nós, mas só Picasso viu essa associação. Picasso criou, e a arte está diretamente ligada ao ato de criação. A criação ocorreu de uma forma muito simples, com objetos absolutamente triviais, restos de uma velha bicicleta, mas “A Cabeça de Touro” é inegavelmente Arte.
  • 4. O que significa a palavra arte? ARTE, s. f. Conjunto de preceitos para a perfeita execução de qualquer coisa; atividade criativa; artifício; ofício; profissão; astúcia; habilidade; travessura. minidicionário da língua portuguesa. Editora FTD. 2007. arte é, antes de mais nada, uma palavra. Faz-se arte em toda parte. A arte é, portanto, também um objeto, mas não é um objeto qualquer. A arte é um objeto estético, feito para ser visto e admirado pelo seu valor intrínseco. suas características especiais fazem da arte um objeto à parte, por isso mesmo muitas vezes colocado à parte, longe da vida cotidiana, em museus, igrejas ou cavernas.
  • 5. O que se entende por estético? A estética costuma ser definida como “dizendo respeito ao que é belo”.
  • 6. O que se entende por estético? É claro que nem toda arte é bela aos nossos olhos, mas não deixa por isso de ser arte.
  • 7. O que se entende por estético? Na falta de um termo melhor, teremos de nos contentar com o termo estético, embora ele não satisfaça inteiramente... A estética, enquanto ramo da Filosofia, tem preocupado os pensadores desde Platão (428 a.C - 348 a.C.) aos nossos dias, mas tal como todas as questões filosóficas, talvez porque os problemas levantados pelo “belo” sejam inteiramente insolúveis. Durante o século XIX a estética também se tornou objeto de estudo da psicologia; igualmente aí não chegou a qualquer consenso. Porque será assim?
  • 8. O que se entende por estético? Se por um lado, as pessoas por este mundo afora fazem sensivelmente os mesmo juízos fundamentais, pois os nossos cérebros e sistemas nervosos são os mesmos.... ...por outro lado, o nosso gosto e as nossas opções são exclusivamente condicionados pela cultura em que estamos inseridos, e as culturas são tão diversificadas que se torna impossível reduzir a arte a um conjunto de regras, aplicadas em toda parte.
  • 9. O que se entende por estético? A arte pode ser expressar dentro de regras quando o artista conhece a teoria e as aplica corretamente. Caso contrário, as regras pouco ou nada nos ajudam a compreender algumas formas de arte. Cabeça de Touro Pablo Picasso – 1943
  • 10. O que significa a palavra arte? • 1-Aptidão ou habilidade para fazer alguma coisa: Ele tem a arte de agradar.
  • 11. 2- Atividade considerada como um conjunto de regras à observar: arte militar; arte culinária.
  • 12. 3- Conjunto de obras artísticas de uma época ou de um país: A arte romana; arte chinesa.
  • 13. 4- Maneira de manifestar um senso estético. • 5- Bom-gosto. • •
  • 14. 6-Conjunto de disciplinas artísticas, notadamente aquelas que são consagradas à beleza ou a expressividade de linhas, formas ou cores chamadas também de Belas Artes. •
  • 15. • 7- Artimanha: conhecer as artes políticas.
  • 16. • 8- Travessura; traquinagem: crianças só fazem arte. •
  • 17. Arte (Latim Ars, significando técnica e/ou habilidade) geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e idéias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores, dando um significado único e diferente para cada obra de arte. http://pt.wikipedia.org/wiki/Arte
  • 18. • Obra de arte (trabalho artístico ou somente obra) é uma obra criada ou avaliada por sua função artística ao invés de prática. Por função artística se entende a representação dum símbolo, do belo. • Apesar de não ter como principal objetivo, uma obra de arte pode ter utilidade prática. • Pode consistir num objeto, uma composição musical, arquitetura, um texto, uma apresentação, um filme, um programa de computador, entre outros. • Entretanto, o que é considerado uma obra de arte depende do contexto histórico e cultural, e do próprio significado de arte. • Arte é um fenômeno cultural. Regras absolutas sobre arte não sobrevivem ao tempo, mas em cada época, diferentes grupos (ou cada indivíduo) escolhem como devem compreender esse fenômeno
  • 19. • A inspiração seria o estado de consciência que o artista atinge, no qual vê a percepção, a razão e emoção encontram-se combinados de forma parte para realizar suas melhores obras. Seria o insight de algumas teorias da psicologia. • Ernst Gombrich, famoso historiador de arte, afirmou que nada existe realmente a que se possa dar o nome de Arte. Existem somente artistas
  • 20. O que deve ser lembrado é que a arte não possui utilidade, no sentido pragmatista e imediatista de servir para um fim além dele mesmo. Assim, um quadro não "serve" para outra coisa, como um desenho técnico, como uma planta de engenharia, por exemplo, serve para que se construa uma máquina. Mas isso não quer dizer que a arte não tenha uma função. A arte possui a função transcendente, ou seja, manchas de tinta sobre uma tela ou palavras escritas sobre um papel simbolizam estados de consciência humana, abrangendo percepção, emoção e razão (segundo Charles S. Peirce, fundador da semiótica). Essa seria a principal função da arte. A arte, como qualquer outra manifestação cultural humana, pode ser utilizada para a coesão social, reafirmando valores, ou os criticando, de acordo com a civilização.
  • 21. marcel duchamp helio oiticica
  • 22. A Vênus de Milo é uma famosa estátua grega. Ela representa a deusa grega Afrodite, do amor sexual e beleza física, tendo ficado no entanto mais conhecida pelo seu nome romano, Vénus. É uma escultura em mármore com 203 cm de altura, que data de cerca de 130 a.C. A pintura representa a deusa Vênus emergindo do mar como mulher adulta, conforme descrito na mitologia romana. É provável que a obra tenha sido feita por volta de 1483, sob encomenda para Lorenzo di Pierfrancesco, que a teria pedido para enfeitar sua residência, a Villa Medicea di Castello.
  • 23. A Vênus de Willendorf é uma estatueta com 11,1 cm de altura representando estilisticamente uma mulher, descoberta no sítio arqueológico situado perto de Willendorf, na Áustria. Estima-se que tenha sido esculpida há 22.000 ou 24.000 anos. Pouco se sabe sobre a origem, método de criação e significado cultural. A Vênus não pretende ser um retrato realista, mas uma idealização da figura feminina. A vulva, seios e barriga são extremamente volumosos, de onde se infere que tenha uma relação forte com o conceito da fertilidade.
  • 24. O gostar e o não gostar • Quando perguntamos “porque será isto arte?” muitas vezes queremos dizer “porque será isto boa arte?”
  • 25. O gostar e o não gostar • Quantas vezes fizemos esta pergunta perante certas obras estranhas e pertubadoras que nos deparamos em museus e exposições! Grito é uma pintura do norueguês Edvard Munch, datada de 1893.
  • 26. O gostar e o não gostar • Interrogação que nos aflige por dá a entender que não entendemos a arte como entendem os especialista. • E os especialistas, por sua vez, poderiam nos ensinar regras claras e simples que pudessem nos guiar!
  • 27. O gostar e o não gostar • Talvez então aprendêssemos a gostar do que vemos e saberíamos “porque era arte”. • Os especialistas, porém, não formulam regras precisas e o leigo tende a dizer“lá de arte não entendo nada, mas sei do que gosto!” • Quando se diz “sei do que gosto!” corresponde a “gosto do que conheço” e, implicitamente, “rejeito tudo o que é diferente daquilo que conheço”.