SlideShare uma empresa Scribd logo
IMPERIALISMO
E NEOCOLONIALISMO
Revolução Industrial
  Avanço na produção de energia, na exploração de
matéria-prima, nos transportes e na comunicação, além
               dos avanços científicos.


                      Novas
                 oportunidades de       Estímulo ao
Inovações                               capitalismo
                     negócios



    Crescimento populacional  Intensificação da
                   urbanização
Revolução Industrial

 Limites da livre concorrência do liberalismo  Disputa
  por espaços no mercado desequilibrada pelas empre-
  sas mais ricas e com maior poder  Processo de con-
  centração.
  • Cartel  Grupo de empresas que acordam em con-
    trolar preços, produção e mercado de determinados
    setores e produtos.
  • Holding  Empresa que controla várias outras dife-
    rentes empresas, que funcionam independentes
    entre si e possuem até alguma autonomia.
  • Truste  Fusão de diversas empresas de um mesmo
    ramo de atividade produtiva.
Revolução Industrial
 Outros aspectos dos limites do liberalismo:
  • Monopólio  Ausência de concorrência e existência
    de um único fornecedor.
  • Oligopólio  Poucos fornecedores e cada um detém
    uma parcela grande do mercado, de forma que
    qualquer mudança em sua política de vendas afeta a
    participação de seus concorrentes e os induz a
    reagir.
  • Monopsônio  Forma de mercado com apenas um
    comprador, chamado de monopsonista, e inúmeros
    vendedores. É um tipo de competição imperfeita,
    inverso ao caso do monopólio, onde existe apenas
    um vendedor e vários compradores. Um
    monopsonista tem poder de mercado, devido ao fato
    de poder influenciar os preços de determinado bem,
    variando apenas a quantidade comprada.
Revolução Industrial

 Capitalismo monopolista:
  • Aproximação entre bancos e
    indústrias  Financiamento da
    produção e participação nos
    lucros industriais
    • Aumento da produção
       industrial  Necessidade de
       ampliação do mercado
       consumidor
    • Acúmulo de capitais 
       Geração de resultados que
       também eram reinvestidos
       para produzir mais lucros
Imperialismo e Neocolonialismo
“Como vender a produção cada vez maior e realizar novos
 investimentos assim gerados, se a concorrência entre as
    grandes potências capitalistas fazia com que seus
  governos adotassem barreiras protecionistas para seus
    mercados internos, a fim de dificultar a invasão de
        produtos vindos de países concorrentes?”
                      Gilberto Cotrim - “História Global: Brasil e Geral” (volume 2)

                           Repartição da Ásia, África e da
  “Resposta”
                          Oceania para o atendimento dos
encontrada para
                         interesses econômicos e políticos
   o dilema
                              das potências mundiais.
Imperialismo é a política de expansão e o domínio terri-
torial, cultural e econômico de uma nação sobre outras, ou
sobre uma ou várias regiões geográficas. Neocolonialismo
é o processo de exploração experimentado pelas potências
industriais.
Imperialismo e Neocolonialismo

 Formas de domínio:
  • Territorial  Por
    intervenção militar,
    caracterizada pela
    ocupação direta
    sobre o território do
    país “colonizado”
  • Econômico  Pela
    interferência nos
    assuntos políticos
    e econômicos do
    país dominado.
Colonialismo europeu (sec. XVI)   Neocolonialismo (sec. XIX)
Principal área de   América                           África, Ásia e Oceania
dominação
Fase do             Capitalismo mercantilista         Capitalismo financeiro e
capitalismo                                           monopolista
Objetivos           • Garantia de mercado             • Reserva de mercado para a
econômicos            consumidor para a produção        produção industrial
                      econômica europeia              • Garantia de fornecimento de
                    • Garantia de exploração de         matérias-primas
                      produtos coloniais e metais     • Controle dos mercados
                      preciosos                         externos para investimento de
                                                        capitais excedentes
Patrocinadores      Burguesia comercial e Estados     Burguesia financeiro-industrial e
                    metropolitanos modernos           Estados com industrialização
                                                      desenvolvida
Justificativa       Expansão da fé cristã             Missão “civilizadora” e
                                                      disseminação do progresso técnico
                                                      pelo mundo
Imperialismo e Neocolonialismo

 Domínio sobre a África:
  • Mais de 90% do território
    africano foi dominado
    entre a segunda metade do
    século XIX e as primeiras
    décadas do século XX
  • 1876 – Iniciativa da
    Bélgica no governo de
    Leopoldo II  Associação
    Internacional Africana e
    Grupo de Estudos do Alto
    Congo
Imperialismo e Neocolonialismo




• Conferência de Berlim (1884/1885)  Reuniões que
  definiram a divisão do continente, tendo a
  participação de 14 países europeus, EUA e Rússia.
• Fronteiras estabelecidas de maneira artificial e
  arbitrária conforme os interesses imperialistas
• Resistência enfrentou dominadores militarmente
  mais equipados
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo

 Domínio sobre a Ásia:
  • Ampliação do controle bri-
    tânico sobre a Índia:
    Influência sobre costumes,
    produção e política  1876:
    Incorporação oficial ao
    Império Britânico
  • China: Resistência à influência externa abalada
    durante a Guerra do Ópio (1839/1842), que
    resultou em vitória britânica e abertura do
    território chinês para a ação imperialista. Após
    derrotas em mais conflitos, como a Guerra dos
    Boxers (1899-1901) o território foi loteado por
    Inglaterra, Alemanha, França, Rússia e Japão
Imperialismo e Neocolonialismo

• Japão: Abertura forçada pelos
  EUA (1854) e posteriores
  acordos comerciais com outros
  países. A partir de 1868, durante
  a Era Meiji, o Japão passou por
  um processo de modernização e
  iniciou sua própria experiência
  imperialista no continente.
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo

 O Império Britânico
  • Ocupação de cerca de 1/5
    da superfície da Terra

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
Rodrigo Luiz
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
Douglas Barraqui
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Janaína Tavares
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Portal do Vestibulando
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
O imperialismo na àfrica e na ásia
O imperialismo na àfrica e na ásiaO imperialismo na àfrica e na ásia
O imperialismo na àfrica e na ásia
Josemiqueias Jesus Freitas
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
Paulo Alexandre
 
Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2
Kéliton Ferreira
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Isaquel Silva
 
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
dmflores21
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
Daniel Alves Bronstrup
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
Paulo Alexandre
 
Revoltas Coloniais
Revoltas ColoniaisRevoltas Coloniais
Revoltas Coloniais
Edenilson Morais
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
dmflores21
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
Paulo Alexandre
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais procurados (20)

A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
O imperialismo na àfrica e na ásia
O imperialismo na àfrica e na ásiaO imperialismo na àfrica e na ásia
O imperialismo na àfrica e na ásia
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 
Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2Neocolonialismo geral2
Neocolonialismo geral2
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna1º ano - transição da idade média para a idade moderna
1º ano - transição da idade média para a idade moderna
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Revoltas Coloniais
Revoltas ColoniaisRevoltas Coloniais
Revoltas Coloniais
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
 

Semelhante a Imperialismo e neocolonialismo

Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
Isabel Aguiar
 
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e NeocolonialismoTerceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Paulo Alexandre
 
GEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdf
GEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdfGEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdf
GEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdf
sergiochegs1
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismo
Paulo Alexandre
 
Capitalismo Financeiro
Capitalismo FinanceiroCapitalismo Financeiro
Capitalismo Financeiro
Ivanilson Lima
 
Segunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e ImperialismoSegunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e Imperialismo
louisalvessouza100
 
História - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.com
História - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.comHistória - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.com
História - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.com
Vídeo Aulas Apoio
 
O capitalismo e a formação do espaço geográfico
O capitalismo e a formação do espaço geográficoO capitalismo e a formação do espaço geográfico
O capitalismo e a formação do espaço geográfico
Beatriz Ramos
 
Oimperialismonasiaenafrica
Oimperialismonasiaenafrica Oimperialismonasiaenafrica
Oimperialismonasiaenafrica
Guilherme Cordeiro
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
Marcio Cicchelli
 
Neoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiaticoNeoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiatico
Lúcia Santana
 
O imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na ÁfricaO imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na África
Patrícia Sanches
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismo
Nelson Silva
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismo
Nelson Silva
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
Rosalia Ludwig
 
www.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiático
www.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiáticowww.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiático
www.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiático
Antônia Sampaio
 
2 revindimperialismoeja
2 revindimperialismoeja2 revindimperialismoeja
2 revindimperialismoeja
Walter Lippold
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Neo Afroasiático
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Neo Afroasiáticowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Neo Afroasiático
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Neo Afroasiático
AulasDeHistoriaApoio
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
Bruce Portes
 
Slides conferencia de berlim 1
Slides   conferencia de berlim 1Slides   conferencia de berlim 1
Slides conferencia de berlim 1
Chagna
 

Semelhante a Imperialismo e neocolonialismo (20)

Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e NeocolonialismoTerceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
Terceiro Ano (1) - Imperialismo e Neocolonialismo
 
GEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdf
GEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdfGEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdf
GEOGRAFIA_Roberto Facce_2024_Slide 1.pdf
 
Industrialização e Imperialismo
Industrialização e ImperialismoIndustrialização e Imperialismo
Industrialização e Imperialismo
 
Capitalismo Financeiro
Capitalismo FinanceiroCapitalismo Financeiro
Capitalismo Financeiro
 
Segunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e ImperialismoSegunda revolução industrial e Imperialismo
Segunda revolução industrial e Imperialismo
 
História - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.com
História - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.comHistória - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.com
História - Neoloberalismo Afroasiatico - www.CentroApoio.com
 
O capitalismo e a formação do espaço geográfico
O capitalismo e a formação do espaço geográficoO capitalismo e a formação do espaço geográfico
O capitalismo e a formação do espaço geográfico
 
Oimperialismonasiaenafrica
Oimperialismonasiaenafrica Oimperialismonasiaenafrica
Oimperialismonasiaenafrica
 
Primeira guerra
Primeira guerraPrimeira guerra
Primeira guerra
 
Neoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiaticoNeoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiatico
 
O imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na ÁfricaO imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na África
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismo
 
As transformações do capitalismo
As transformações do capitalismoAs transformações do capitalismo
As transformações do capitalismo
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
www.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiático
www.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiáticowww.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiático
www.TutoresDePlantao.Com.Br - História - Neo Afroasiático
 
2 revindimperialismoeja
2 revindimperialismoeja2 revindimperialismoeja
2 revindimperialismoeja
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Neo Afroasiático
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Neo Afroasiáticowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Neo Afroasiático
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Neo Afroasiático
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
Slides conferencia de berlim 1
Slides   conferencia de berlim 1Slides   conferencia de berlim 1
Slides conferencia de berlim 1
 

Mais de Paulo Alexandre

Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Paulo Alexandre
 
El idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilEl idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de Brasil
Paulo Alexandre
 
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
Paulo Alexandre
 
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESNATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
Paulo Alexandre
 
Saludos en Quéchua
Saludos en QuéchuaSaludos en Quéchua
Saludos en Quéchua
Paulo Alexandre
 
El Guarani en Paraguay
El Guarani en ParaguayEl Guarani en Paraguay
El Guarani en Paraguay
Paulo Alexandre
 
Espelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosEspelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricos
Paulo Alexandre
 
Conectaaí
ConectaaíConectaaí
Conectaaí
Paulo Alexandre
 
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2
Paulo Alexandre
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
Paulo Alexandre
 
Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2
Paulo Alexandre
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
Paulo Alexandre
 
Subdesenvolvimento
SubdesenvolvimentoSubdesenvolvimento
Subdesenvolvimento
Paulo Alexandre
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
Paulo Alexandre
 
Comunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaComunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadania
Paulo Alexandre
 

Mais de Paulo Alexandre (20)

Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1
 
El idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilEl idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de Brasil
 
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESNATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
 
Saludos en Quéchua
Saludos en QuéchuaSaludos en Quéchua
Saludos en Quéchua
 
El Guarani en Paraguay
El Guarani en ParaguayEl Guarani en Paraguay
El Guarani en Paraguay
 
Espelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosEspelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricos
 
Conectaaí
ConectaaíConectaaí
Conectaaí
 
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
 
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
 
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
 
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
 
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
 
Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
 
Subdesenvolvimento
SubdesenvolvimentoSubdesenvolvimento
Subdesenvolvimento
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Comunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaComunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadania
 

Último

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 

Imperialismo e neocolonialismo

  • 2. Revolução Industrial Avanço na produção de energia, na exploração de matéria-prima, nos transportes e na comunicação, além dos avanços científicos. Novas oportunidades de Estímulo ao Inovações capitalismo negócios Crescimento populacional  Intensificação da urbanização
  • 3. Revolução Industrial  Limites da livre concorrência do liberalismo  Disputa por espaços no mercado desequilibrada pelas empre- sas mais ricas e com maior poder  Processo de con- centração. • Cartel  Grupo de empresas que acordam em con- trolar preços, produção e mercado de determinados setores e produtos. • Holding  Empresa que controla várias outras dife- rentes empresas, que funcionam independentes entre si e possuem até alguma autonomia. • Truste  Fusão de diversas empresas de um mesmo ramo de atividade produtiva.
  • 4. Revolução Industrial  Outros aspectos dos limites do liberalismo: • Monopólio  Ausência de concorrência e existência de um único fornecedor. • Oligopólio  Poucos fornecedores e cada um detém uma parcela grande do mercado, de forma que qualquer mudança em sua política de vendas afeta a participação de seus concorrentes e os induz a reagir. • Monopsônio  Forma de mercado com apenas um comprador, chamado de monopsonista, e inúmeros vendedores. É um tipo de competição imperfeita, inverso ao caso do monopólio, onde existe apenas um vendedor e vários compradores. Um monopsonista tem poder de mercado, devido ao fato de poder influenciar os preços de determinado bem, variando apenas a quantidade comprada.
  • 5. Revolução Industrial  Capitalismo monopolista: • Aproximação entre bancos e indústrias  Financiamento da produção e participação nos lucros industriais • Aumento da produção industrial  Necessidade de ampliação do mercado consumidor • Acúmulo de capitais  Geração de resultados que também eram reinvestidos para produzir mais lucros
  • 6. Imperialismo e Neocolonialismo “Como vender a produção cada vez maior e realizar novos investimentos assim gerados, se a concorrência entre as grandes potências capitalistas fazia com que seus governos adotassem barreiras protecionistas para seus mercados internos, a fim de dificultar a invasão de produtos vindos de países concorrentes?” Gilberto Cotrim - “História Global: Brasil e Geral” (volume 2) Repartição da Ásia, África e da “Resposta” Oceania para o atendimento dos encontrada para interesses econômicos e políticos o dilema das potências mundiais. Imperialismo é a política de expansão e o domínio terri- torial, cultural e econômico de uma nação sobre outras, ou sobre uma ou várias regiões geográficas. Neocolonialismo é o processo de exploração experimentado pelas potências industriais.
  • 7. Imperialismo e Neocolonialismo  Formas de domínio: • Territorial  Por intervenção militar, caracterizada pela ocupação direta sobre o território do país “colonizado” • Econômico  Pela interferência nos assuntos políticos e econômicos do país dominado.
  • 8. Colonialismo europeu (sec. XVI) Neocolonialismo (sec. XIX) Principal área de América África, Ásia e Oceania dominação Fase do Capitalismo mercantilista Capitalismo financeiro e capitalismo monopolista Objetivos • Garantia de mercado • Reserva de mercado para a econômicos consumidor para a produção produção industrial econômica europeia • Garantia de fornecimento de • Garantia de exploração de matérias-primas produtos coloniais e metais • Controle dos mercados preciosos externos para investimento de capitais excedentes Patrocinadores Burguesia comercial e Estados Burguesia financeiro-industrial e metropolitanos modernos Estados com industrialização desenvolvida Justificativa Expansão da fé cristã Missão “civilizadora” e disseminação do progresso técnico pelo mundo
  • 9. Imperialismo e Neocolonialismo  Domínio sobre a África: • Mais de 90% do território africano foi dominado entre a segunda metade do século XIX e as primeiras décadas do século XX • 1876 – Iniciativa da Bélgica no governo de Leopoldo II  Associação Internacional Africana e Grupo de Estudos do Alto Congo
  • 10. Imperialismo e Neocolonialismo • Conferência de Berlim (1884/1885)  Reuniões que definiram a divisão do continente, tendo a participação de 14 países europeus, EUA e Rússia. • Fronteiras estabelecidas de maneira artificial e arbitrária conforme os interesses imperialistas • Resistência enfrentou dominadores militarmente mais equipados
  • 12. Imperialismo e Neocolonialismo  Domínio sobre a Ásia: • Ampliação do controle bri- tânico sobre a Índia: Influência sobre costumes, produção e política  1876: Incorporação oficial ao Império Britânico • China: Resistência à influência externa abalada durante a Guerra do Ópio (1839/1842), que resultou em vitória britânica e abertura do território chinês para a ação imperialista. Após derrotas em mais conflitos, como a Guerra dos Boxers (1899-1901) o território foi loteado por Inglaterra, Alemanha, França, Rússia e Japão
  • 13. Imperialismo e Neocolonialismo • Japão: Abertura forçada pelos EUA (1854) e posteriores acordos comerciais com outros países. A partir de 1868, durante a Era Meiji, o Japão passou por um processo de modernização e iniciou sua própria experiência imperialista no continente.
  • 15. Imperialismo e Neocolonialismo  O Império Britânico • Ocupação de cerca de 1/5 da superfície da Terra