SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
Baixar para ler offline
MOBILIZE
CONVIDANDO OUTROS PARA QUE VIVAM JUNTO COM VOCÊ
O PROPÓSITO GLOBAL DE DEUS
Go Mobilize
copyright © 2016 Center for Mission Mobilization
Published by CMM Press
cmmpress.org
First Edition, Sixth Imprint, 2016
C: 06-13-14 M: 06-02-16 12:03 PM
All rights reserved.
Go Mobilize is a resource of the Center for
Mission Mobilization.
mobilization.org
We desire to make this material available to as many as
will use it around the world in a way that honors everyone
involved in the work. If you would like to translate
or adapt this resource to use in your cultural context,
we are very open to collaborating with you.There are
guidelines for translators at mobilization.org/translation.
Please contact us at resources@mobilization.org.
Unless otherwise indicated, all Scripture quotations are
from The Holy Bible, English Standard Version, copyright
© 2001 by Crossway Bibles, a division of Good News
Publishers. Used by permission.All rights reserved.
ISBN: 978-0-9825107-8-0
Printed in the United States of America.
ÍNDICE
Introdução  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  . 1
Lição 1 O que é Mobilização?  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  . 3
Lição 2 Qualidades de um Mobilizador Eficaz .  .  .  .  .  . 9
Lição 3 A Urgência da Mobilização .  .  .  .  .  .  .  .  .  . 13
Lição 4 Mobilizando a partir das Escrituras .  .  .  .  .  .  19
Lição 5 Mobilizando para os Não Alcançados .  .  .  .  .  23
Lição 6 Mobilizando para Práticas Estratégicas .  .  .  .  27
Lição 7 Mobilize! Como Começar .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  . 33
Apêndice  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  38
Recursos  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  .  42
INTRODUÇÃO
Introdução
1
Crenças e convicções. Elas
podem parecer a mesma coisa,
mas há uma grande diferença
entre as duas. Creio na importân-
cia da família, por isso tento e coloco
as necessidades de minha família acima das
minhas.A sua felicidade vem antes da minha.
Esta crença é importante para mim e eu faço de
tudo para me assegurar que vivo esta realidade
diariamente.
Também creio na democracia, mas nem sempre
voto quando há eleições em meu país. Creio
que não devemos julgar os outros, mesmo que
frequentemente me sinta culpado por fazer
pressuposições e julgar as pessoas baseado
nessas pressuposições.
Por que algumas das minhas crenças
influenciam o modo que vivo enquanto outras
não? A resposta é a diferença entre crenças
e convicções.
Alguém disse certa vez, “uma crença é algo que
você possui. Uma convicção é algo que possui
você.”Todos nós possuímos muitas crenças,
mas poucas de nossas crenças tornam-se
convicções. Crenças são coisas que aprovamos
mentalmente mental.Temos a tendência de
pensar na mente quando falamos de crenças.
Crenças tornam-se convicções quando elas
direcionam o modo que vivemos nossas vidas.
Quando falamos sobre convicções,usamos pala-
vras como paixão, responsabilidade e dedicação.
Temos a tendência de pensar no coração e nas
mãos quando falamos sobre convicções.
Então, o que isso tem a ver com Mobilize?
De forma simples, Mobilize é um estudo
sobre convicções.
Quase todos os cristãos irão dizer que eles
acreditam na Grande Comissão.Você até pode
perguntar se ele crê que Deus deseja que todos
os crentes se envolvam para que a Grande
Comissão seja realizada, ele provavelmente vai
dizer que sim.
Portanto, por que então poucos cristãos (e na
verdade, igrejas) participam ativamente na
evangelização dos menos alcançados? Por que
a colheita ainda é tão grande e os trabalhadores
tão poucos?
Mobilize é um estudo que trata da transfor-
mação de crenças em convicções.Trata-se e
obter uma grande convicção: que Deus chamou
todos os crentes a se unirem a Ele para alcançar
as nações com o Evangelho. Juntamente com
isso, há diversos embasamentos que servem
de apoio. 1) uma abordagem relacional à
mobilização é melhor, 2) prioridade deve ser
dada no alcance dos não alcançados, e 3)
devemos viver um estilo de vida de acordo com
o que pregamos.
Ao longo das 7 lições de Mobilize, mostraremos
como você pode convidar outras pessoas para
irem além de simplesmente crer na Grande
Comissão e passarem a estar convictas sobre
ela. Para esse fim, uma pergunta muito impor-
tante que todos os seguidores de Jesus e todas
as igrejas devem responder é, “Que parte de
sua vida reflete o coração de Deus para todos
os povos?” Nós simplesmente acreditamos na
Grande Comissão ou estamos convictos de tal
forma que ela muda nossas vidas? Mobilize o
capacita a viver de forma prática um estilo de
vida que convida as pessoas a unirem-se avocê
para viver o propósito global de Deus.
USANDO MOBILIZE
Você pode usar este livro em pequenos grupos,
em uma classe da Escola Dominical, com
um grupo de amigos ou até mesmo em um
relacionamento individual com alguém. Se nada
disso for possível, leia-o você mesmo e depois
encontre alguém com quem possa compartil-
há-lo. Comunidade e parceria são essenciais no
Reino de Deus!
Cada lição envolve uma seção para Leitura,
Discussão, a Palavra, Mobilização e Oração.
O estudo Mobilize é desenvolvido para ser um
acompanhamento ao estudo Descoberta, mas
pode ser usado por qualquer cristão que esteja
entusiasmado e esteja vivendo de acordo com
o coração de Deus em relação ao mundo.Você
pode solicitar brochuras ou cópias digitais grátis
de Descoberta e Mobilize! em mobilization.org.
Dito isso, vamos ao Mobilize!
Lição
1
//
O
que
é
Mobilização?
2
80% DA IGREJA
EVANGÉLICA ESTÁ
LOCALIZADA EM
PAÍSES DO
SUL GLOBAL—
ÁFRICA, ÁSIA, ORIENTE MÉDIOE
AMÉRICA LATINA
“DEVEMOS SER CRISTÃOS GLOBAIS COM UMA VISÃO GLOBAL PORQUE
O NOSSO DEUS É UM DEUS GLOBAL.” – JOHN STOTT
Lição
1
//
O
que
é
Mobilização?
3
Mobilizar é acordar, entusiasmar, inspirar,
provocar, estimular, instigar e encorajar grupos
de pessoas em relação a uma ação específica.
A palavra “mobilizar” é tradicionalmente um
termo militar. Ela refere-se ao processo de
mover recursos, soldados, armas e suprimentos
em direção ao campo de batalha. Sem mobili-
zação em tempo de guerra, os soldados nunca
conseguiriam chegar ao campo de batalha.As
batalhas não poderiam ser travadas; as guerras
não poderiam ser vencidas.
A Mobilização é crucial para a ação de
guerrear. Na maioria dos exércitos, para cada
soldado que luta nas frentes de guerra, de 10
a 15 outras pessoas são necessárias para dar
apoio àquele soldado com suprimentos, táticas,
tecnologia, comunicação e cuidados médicos.
A Mobilização é muito mais do que levar o
soldado á frente de batalha, completamente
equipado com tudo o que é necessário para
executar o plano de batalha. Ela envolve
milhares de pessoas trabalhando por trás das
cortinas, que estão oferecendo apoio e recursos
aos soldados.
MOBILIZAÇÃO PARA MISSÕES
O Corpo de Cristo luta um tipo diferente
de guerra.A Mobilização para missões, de
uma forma simples, é direcionar pessoas que
conhecem a Jesus para povos inteiros que não
o conhecem. O objetivo da mobilização para
missões é ajudar os cristãos em todo o mundo
a ver que a comissão de Jesus para ir e fazer
discípulos de todas as nações é para cada um
de nós. Como mobilizadores, queremos abrir os
olhos dos crentes de forma tal que se envolvam
na causa da Grande Comissão, além de ser um
“soldado”, ou um obreiro de tempo integral.
Quando discutimos sobre “mobilização”, nosso
foco está em ajudar os crentes a priorizar
missões para alcançar os não alcançados. Mobi-
lizar o povo de Deus a se envolver em qualquer
atividade cristã é bom. No entanto, uma vez que
Jesus colocou ênfase em fazer discípulos entre
todas as nações, nossa mobilização não deveria
ter a mesma ênfase? Será que, portanto, não
faz sentido concentrar os nossos esforços de
mobilização em aumentar a atenção, recursos e
paixão em favor dos não alcançados?
E como exatamente devemos fazer isso? Como
mobilizadores, procuramos influenciar as
pessoas através de relacionamentos. Convida-
mos as pessoas a se juntarem a nós de maneira
estratégica, à medida que os envolvemos
relacionalmente. Jesus era mestre nisso. Ele
tinha uma grande visão, mas passou três anos
intencionalmente discipulando alguns homens.
O método do mestre não era um programa. O
método do mestre era edificar pessoas. Embora
possamos usar programas em nosso ministério,
o uso mais eficaz do programa está na forma
como eles ajudam a facilitar os relacionamentos
e a formação espiritual.
O trabalho final de um mobilizador para
missões é envolver, equipar e conectar os
crentes – e as igrejas – em todo o mundo, para
levá-los a atingir seu papel mais estratégico no
cumprimento da Grande Comissão. Mas onde
devemos começar?
Quase todas as ferramentas, métodos e
abordagens de mobilização podem ser reduzidos
a três estágios de desenvolvimento: mostrar
aos crentes a Mensagem de Deus; mostrar aos
crentes o mundo que Deus ama; e mostrar aos
LIÇÃO 1
O QUE É MOBILIZAÇÃO?
Lição
1
//
O
que
é
Mobilização?
4 crentes a obra para qual Deus os chamou.
Enfatizando estas três áreas, a Mensagem
de Deus, o Mundo de Deus e as Metas de
Deus, um mobilizador pode ajudar os cris-
tãos a se conectarem à Grande Comissão
de forma muito intensa.
OS TRÊS PASSOS PARA
MOBILIZAR AS PESSOAS
1. A Mensagem de Deus—O primeiro
passo no desenvolvimento é mostrar
aos outros a base bíblica de missões na
Palavra de Deus. O objetivo é demonstrar
que de Gênesis a Apocalipse, Deus tem
um plano contínuo de alcançar todas as
nações. E que este plano envolve Seu
povo trabalhando em cooperação com Ele
e Sua vontade.
Isto é exatamente o que Jesus fez depois
de Sua ressurreição, quando Ele apareceu
aos Seus discípulos. Lucas 24.45-47 diz:
“Então lhes abriu o entendimento, para
que pudessem compreender as Escrituras.
E lhes disse: “Está escrito que o Cristo
haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos
no terceiro dia, e que em seu nome seria
pregado o arrependimento para perdão
de pecados a todas as nações, começando
por Jerusalém”.
Jesus usou as Escrituras, neste caso, o
Antigo Testamento, para mostrar aos
Seus seguidores que a mensagem de Sua
morte, ressurreição e provisão de salvação
está disponível para todos e deve ser
pregada a todas as nações. Nesta pas-
sagem, Jesus está nos dando o exemplo
da necessidade de auxiliar os cristãos a
compreender, a partir das Escrituras, as
implicações globais de Sua salvação.
Na Lição 4, entraremos em detalhes mais
minuciosos a respeito da importância
de se estabelecer uma base bíblica
para missões.
2. O Mundo de Deus—O Segundo
passo no desenvolvimento da mobilização
para missões é ajudar os cristãos a
compreender o Mundo de Deus.William
Carey certa vez disse, “Para conhecermos
Lição
1
//
O
que
é
Mobilização?
5
a vontade de Deus, precisamos de uma Bíblia
aberta e de um mapa aberto”.Atualmente, há
mais de 7 bilhões de pessoas no mundo hoje
de milhares de culturas, línguas e crenças dif-
erentes.Ajudar os crentes a entender o Mundo
de Deus é ajudá-los a enfrentar as realidades
atuais da terra e determinar os passos mais
estratégicos para alcançar os perdidos.
Por aproximadamente 2.000 anos, homens e
mulheres de fé corajosos assumiram a chamada
para espalhar a mensagem de Jesus até os con-
fins da terra. E, em muitas áreas, a igreja tem
sido bem sucedida na divulgação do Evangelho.
Mas ainda há grandes concentrações do mundo
onde não há nenhuma testemunha cristã.
Mais uma vez, temos de olhar para Jesus como
nosso modelo de mobilização eficaz. Jesus disse
em Mateus 9.37-38: “A colheita é grande, mas
os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao
Senhor da colheita que envie trabalhadores
para a sua colheita”. (veja também Lucas 10.2).
Jesus mobilizou os discípulos para a ação,
demonstrando o grande desequilíbrio entre a
colheita e os trabalhadores necessários. Se o
Evangelho é para ser levado às nações, mais
trabalhadores são necessários.
Os crentes precisam entender a realidade do
Mundo de Deus. Posto de outra forma, devemos
entender a situação atual no mundo no que diz
respeito à evangelização mundial.
Se o Evangelho deve ser pregado a todas as
nações, onde ele ainda precisa ir? Uma maneira
eficaz e marcante de mostrar a um cristão a
situação mundial é com o acróstico THUMB. Na
Lição 5, vamos entrar em mais detalhes sobre
essa ferramenta e como ela pode ser usada.
3. As Metas de Deus—O terceiro passo
na mobilização é mostrar aos crentes o que é
participar na Obra de Deus para alcançar as
nações. Este é um passo essencial no processo
de mobilização. Os mobilizadores podem
inspirar os cristãos com a Palavra de Deus e
desafiá-los a alcançar os nãoalcançados, mas
se eles não conseguiram que outros tivessem
esta visão, na prática, eles falharam.
A Bíblia, de forma clara, chama todos os crentes
a usarem seus talentos e recursos para levar
Sua missão adiante.Todos são chamados. Mas,
como cada crente vive este ensinamento de-
pende de suas habilidades, talentos e dons. Esta
é a razão pela qual nos concentramos no que
chamamos de “Estilo de Vida Cristã Mundial.”
O que é um Cristão Mundial? Cristãos Mundiais
são seguidores de Jesus Cristo que entendem,
a partir das Escrituras, o coração de Deus
pelo mundo e Seu convite a cada crente para
participar Seu propósito global. Eles entendem
o estado atual do mundo e os bilhões que não
são alcançados com a esperança em Jesus.
E eles escolheram deixar estas crenças se
tornarem convicções, levando-os a participar do
cumprimento da Grande Comissão. Eles escol-
heram unir-se a Deus em Sua obra vivendo suas
vidas com o objetivo de ver Jesus glorificado
entre todos os povos.
Na Lição 6, nos concentramos em cinco hábitos
que todos os cristãos devem adotar a fim de
viver o Estilo de Vida Cristã Mundial: orar, ir,
enviar, acolher e mobilizar. Neste terceiro passo
essencial, você vai aprender como é possível
encorajar os cristãos a participar no cumprimen-
to da Grande Comissão de maneiras específicas
e estratégicas.
Acreditamos que a mobilização pode ser parte
do estilo de vida de todos, não importando o
seu tipo de personalidade, dons, ou conjunto
de habilidades.À medida que você conhecer
e viver estes três passos de mobilização, você
vai, naturalmente, mobilizar as pessoas para
as nações. Procure maneiras de integrar esta
abordagem em seu estilo de vida.A questão
não é quantos crentes você pode influenciar de
uma vez, mas, sim, uma influência sustentada
durante um longo período de tempo.
DISCUTA
Em grupo, leia e discuta o capítulo Mobilização Funciona começando na página 38, no apêndice.
Lição
1
//
O
que
é
Mobilização?
6 Observe as palavras de Jesus, “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos...” (Lucas
10.2). Por que você acha que mais cristãos não se sentem responsáveis por enviar mais tra-
balhadores aos não alcançados?
Como você colocaria em palavras o seu senso de responsabilidade para que trabalhadores sejam
levantados e enviados aos não alcançados?
Em suas próprias palavras, por que você crê que a mobilização é essencial na igreja?
Como uma estratégia de levantar mobilizadores resultaria em mais enviados transculturais aos não
alcançados?
VÁ À PALAVRA
Leia 1 Coríntios 3.6-9.
Descreva os diferentes papéis presentes nesta passagem. O que o homem faz? O que Deus faz?
Leia Romanos 10.13-15.
Descreva os estágios de mobilização esboçados no texto. Como tudo começa?
Quem foi mobilizado nessa passagem e o que foram eles mobilizados a fazer?
Lição
1
//
O
que
é
Mobilização?
7
MOBILIZE
Encontre uma ou duas pessoas que são apaixonadas por missões em sua igreja ou comunidade.
Passe um tempo com elas e pergunte como elas receberam um coração para missões e como se
mantêm conectadas ao coração de Deus com relação ao mundo inteiro.
Pouco tempo antes da próxima reunião, revise o material na Lição 1, com atenção específica para
os três passos de desenvolvimento: a Palavra de Deus, o Mundo de Deus ea obra de Deus. Em suas
próprias palavras, faça uma descrição de como você acha que é um cristão mundial.Traga-a para a
próxima reunião e compartilhe com o grupo.
ORE
Seguindo o exemplo de Mateus 9.37, ore para que trabalhadores sejam levantados e enviados.
Ore especificamente para que Deus levante um novo movimento de pessoas dentre os milhões
de evangélicos que têm acesso estratégico aos não alcançados; países como Brasil, China, Índia,
Indonésia e Nigéria.
Ore para que Deus o ensine a como tornar a mobilização uma parte de sua estratégia ministeri-
al pessoal.
Ore para que Deus coloque uma faísca para o início de um movimento missionário em sua igreja,
ministério ou cidade, e que Ele levante mobilizadores de missões.
Lição
2
// Qualidades
de
um
Mobilizador
Eficaz
8
TOTAL DE
EVANGÉLICOS
NO MUNDO:
546 MILHÕES
“FOI COM FRAQUEZA, TEMOR E COM MUITO TREMOR QUE ESTIVE ENTRE VOCÊS.
MINHA MENSAGEM E MINHA PREGAÇÃO NÃO CONSISTIRAM EM PALAVRAS PER-
SUASIVAS DESABEDORIA, MAS CONSISTIRAM EM DEMONSTRAÇÃO DO PODER
DO ESPÍRITO, PARA QUE FÉ QUE VOCÊ TÊM NÃO SE BASEASSE NA SABEDORIA
HUMANA, MAS NO PODER DE DEUS.” —1 CORÍNTIOS 2.3-5
Lição
2
// Qualidades
de
um
Mobilizador
Eficaz
9
LIÇÃO 2
QUALIDADES DE UM
MOBILIZADOR EFICAZ
Um mobilizador “frequentemente” luta contra
conflitos interiores entre ir para o campo e
ficar para mobilizar os outros. Certa vez,Todd
Ahrend, o fundador de The Traveling Team, e
sua esposa tiveram que se fazer esta difícil per-
gunta: “Nós queremos ser os missionários ou
nós queremos multiplicar os missionários?” Eles
tiveram que tomar a decisão se seriam aqueles
que iriam trabalhar para Deus alcançando os
não alcançados ou se ficariam e mobilizariam os
outros em relação aos não alcançados.
A dificuldade está no fato de que mobilizadores,
como muitos Cristãos Mundiais, são apaixona-
dos pelos perdidos. Eles têm um fogo dentro
deles para ver Cristo e Seu Evangelho levados
aos confins da terra. Eles fizeram do propósito
de sua vida ver o cumprimento da Grande
Comissão. Seu desejo é estar na linha de frente,
compartilhando o Evangelho, plantando novas
igrejas. Eles anseiam por compartilhar a vida
com pessoas que têm poucas oportunidades de
conhecer os seguidores de Cristo.
Mas eles ficam —não por medo, por motivos
financeiros ou os desafios de enfrentarem
outras culturas. Mobilizadores ficam porque,
lá no fundo, estão convencidos de que o papel
mais estratégico que podem ter é o de desafiar
a igreja na direção de um envolvimento maior
para o cumprimento da Grande Comissão.
Eles lutam para verem tanto uma consciência
como uma paixão por missões na linha de
frente entre igrejas e comunidades cristãs.
Mobilizadores instruem, promovem e conectam
crentes ao seu papel mais estratégico. Nem
todo cristão é chamado a ir para outro lugar e
pessoalmente alcançar os não alcançados, mas
todos os cristãos são chamados para participar
do processo de vê-los alcançados!
Mas para ser um bom mobilizador, é preciso
mais do que a paixão pela missão de linha de
frente e conhecimento do mundo. Muitos mobi-
lizadores apaixonados e bem intencionados reti-
raram outras pessoas do ministério transcultural
pelo uso de táticas agressivas e excessivamente
zelosas. Lembro-me de me sentir insultado a
primeira vez que ouvi falar sobre os milhares de
grupos de pessoas não alcançadas, a janela de
10/40, bem como a igreja perseguida. Não foi
por não concordar biblicamente com o que ouvi
ou vi da importância de levar o Evangelho àque-
les que ainda não tinham ouvido. Eu me opus
ao modo como eles me fizeram sentir sobre
mim mesmo como cristão. De repente, porque
eu não estava indo ao campo de trabalho na
janela de 10/40, todo o ministério que eu tinha
feito, toda a adoração que eu tinha dado a
Deus, todos os meus planos para viver uma vida
dedicada ao Senhor eram como se não fossem
bons o suficiente. Em alguns aspectos, as táticas
de culpa me faziam sentir como um cidadão de
segunda classe.
Lição
2
// Qualidades
de
um
Mobilizador
Eficaz
10 Em um momento ou outro, muitos de nós senti-
ram-se culpados quando ouviram uma conversa
sobre missões e como o mundo está destroçado
e perdido. Mas como mobilizadores, temos o
privilégio de levar nossos companheiros cristãos
em uma jornada maravilhosa. Conseguimos ser
o guia turístico deles à medida que viajamos
por todo o mundo apresentando-os a dezenas
de milhares de diferentes povos que Deus ama.
Somos seus professores à medida que os con-
duzimos através das Escrituras, tecendo juntos
o fio global do coração de Deus para todos
os povos, através da Bíblia. Passamos a ser
aqueles que lhes contam histórias fascinantes
sobre culturas inteiras sendo transformadas por
Jesus Cristo.
O QUE É NECESSÁRIO PARA SER UM
MOBILIZADOR EFICAZ?
Criamos uma lista de qualidades que pensamos
que mobilizadores eficazes precisam ter.
Observe que nenhuma delas é uma característi-
ca de personalidade ou talento, mas em vez
disso, atitudes e hábitos. Nenhum de nós tem
que ser perfeito em todas estas qualidades,
mas através do poder do Espírito Santo, cada
um de nós tem a capacidade de adotar estas
qualidades e continuar crescendo nelas.
Seja Servo—Por que alguma igreja desejaria
ouvir alguém que não é primeiro, um servo e
segundo, um mobilizador? Você está servindo as
pessoas em sua igreja local? Você está envolvi-
do ativamente na promoção da visão de sua
igreja local? Você está sendo ativamente uma
bênção para sua igreja, no coração e na ação?
Você está ofertando à sua igreja local? Pode
ser fácil sentar-se e julgar, mas um verdadeiro
mobilizador é um servo.
Seja uma pessoa versátil—Seja alguém
com quem as pessoas possam se relacionar.
Tenha outros interesses e paixões além de
missões. Tenha passatempos. Tire férias.
Tenha um time favorito. Não direcione todas
as conversas para missões. Você nunca sabe
quando Deus vai usar um de seus interesses,
talentos ou paixões como um veículo para a
mobilização.
Conheça a Palavra de Deus—Você conhece
a Palavra de Deus? Você consegue ensiná-la?
Você a utiliza para assuntos que não sejam
sobre missões? Um mobilizador deve ser
um estudante da Palavra e capaz de ensinar
sobre muitos temas baseados nas Escrituras,
não apenas aqueles que são relacionados
a missões. Esta é outra parte de ser uma
pessoa versátil.
Ore—Devemos ser homens e mulheres
que estão conectados ao nosso Pai no céu,
ouvindo-O, falando com Ele, tendo comunhão
com Ele.Através da oração somos transfor-
mados por Deus e através da oração nós nos
unimos a Ele para mudar as circunstâncias ao
nosso redor. Quando oramos, intercedemos por
muitas pessoas, incluindo os que vão, os não
alcançados e as igrejas na linha de frente da
missão de Deus.
Valorize Outros Ministérios (Tenha uma
Mente Voltada para o Reino) — Valorize
os vários tipos de ministérios que você encon-
trar e encoraje aqueles que estão ativos neles.
Não dimunua as pessoas porque seus ministéri-
os não têm um alcance global. Pelo contrário,
as encoraje e seja grato a Deus pelo trabalho
que fazem. Encontre afinidades. Trabalhem em
conjunto para ver como a mobilização pode se
tornar parte de seus ministérios.
Seja Evangelista— Procure oportunidades
para compartilhar Cristo com aqueles ao seu
redor. Só porque seus vizinhos não são membros
do povo não alcançado Fulakunda do Senegal,
isso não tira a sua responsabilidade de ser uma
testemunha de Jesus Cristo a eles.
Valorize as Pessoas e Princípios—Sempre
coloque as pessoas acima dos programas e
dê prioridade aos princípios mais do que às
ferramentas. Mobilização diz respeito a pes-
soas, não a programas. Trata-se de conduzir as
pessoas que conhecem e seguem a Jesus para
povos inteiros que não o fazem. Valorizamos
ver o povo de Deus se esforçando para fazer
discípulos de todas as nações. Nunca devemos
deixar nossas metodologias interferirem na
tarefa de mobilização, nem exaltar uma ferra-
menta inventada pelo homem em detrimento
dos princípios bíblicos.
Seja um Aprendiz—Mobilizadores devem ser
estudantes permanentes, sempre procurando
aumentar sua base de conhecimento.Aqui
Lição
2
// Qualidades
de
um
Mobilizador
Eficaz
11
DISCUTA
Em quais destas qualidades você pensa que é mais forte? Mais fraco?
Você pode pensar em alguma qualidade ou característica de bons mobilizadores que não esteja
alistada acima?
Há alguém em seu grupo que você acredita exemplificar uma ou mais dessas qualidades?
Já que ninguém é perfeito em todas estas áreas, quais são as maneiras práticas para crescer de
modo consistente em cada uma destas qualidades?
VÁ À PALAVRA
Leia 1 Coríntios 2.
Seis vezes em 1 Coríntios 2, Paulo fala sobre como os cristãos deveriam “falar” ou comunicar a
estão alguns exemplos de áreas nas quais pens-
amos que vale a pena investir: eventos mundiais
atuais, as principais religiões do mundo,
teologia, conhecimento geral da Bíblia, línguas
estrangeiras e tendências atuais da Igreja.
Seja Otimista—Mobilizadores passam mutio
tempo ouvindo por que as pessoas não estão
ou não podem se envolver no cumprimento da
Grande Commissão, e pode ser desanimador
ouvir tantas desculpas. Mas o otimismo é
contagiante. Mobilizadores precisam ser o tipo
de cristãos que, como William Carey, acredita
no pensamento “Espere grandes coisas de
Deus. Realize grande coisas para Deus.” Um
Mobilizador otimista pode dar exemplo e
possivelmente infectar outras pessoas, com
a certeza e a confiança de que Deus pode e
vai nos usar para mudar o mundo. Através da
oração e estudo da Bíblia, podemos cultivar
um otimismo santo.
Lição
2
// Qualidades
de
um
Mobilizador
Eficaz
12 verdade de Deus (veja os versículos 1-7, 12-13). Quais são os tipos de discurso que Paulo está
tentando evitar? O que ele está tendo exemplificar?
Baseado nesta passagem, quais são algumas das qualidades de Paulo que nós, como mobilizadores,
devemos adotar para comunicar melhor o plano de Deus para alcançar todas as nações?
MOBILIZE
Baseado na discussão em grupo, quais são as áreas em que você deseja começar a crescer? Existem
ações que você pode ter esta semana para ajudá-lo a crescer nessas áreas? Anote o seu pedido no
espaço abaixo, juntamente com a data de hoje.
Marque uma hora para conversar com um de seus pastores esta semana. Diga-lhe que você quer
saber mais sobre a visão e a missão da sua igreja. Descubra se a sua igreja tem uma declaração de
missão e se familiarize com os principais princípios. Ore regularmente pela visão de sua igreja e que
papel você tem que desempenhar para realizá-la.
ORE
Ore para que Deus lhe mostre como você pode se tornar um melhor mobilizador. Certifique-se de
passar algum tempo orando para que Deus o ajude a falar da sabedoria de Deus à medida que você
mobiliza outros.
2.84 BILHÕES DE
PESSOAS AINDA SÃO
NÃO ALCANÇADAS
PELO EVANGELHO
“DIGO-LHES QUE AGORA É O TEMPO FAVORÁVEL, AGORA É O DIA DA SALVAÇÃO!”
—2 CORÍNTIOS 6.2B
Lição
3
// A
URGÊNCIA
DA
MOBILIZAÇÃO
13
LIÇÃO 3
A URGÊNCIA DA
MOBILIZAÇÃO
No mês de agosto de 2010, houve um enorme
desmoranamento na unidade de mineração
Copiapó, no coração do deserto do Atacama.
Dezessete dias depois, para a surpresa da equi-
pe de salvamento, um bilhete foi descoberto
colado na ponta de uma broca, depois de ter
penetrado uma área em que eles pensaram que
poderiam estar presos os mineiros. O bilhete
simplesmente dizia: “Estamos bien en el refugio,
los 33”, ou, “Estamos todos bem no refúgio,
os 33 de nós!” O que aconteceu depois seria
descrito por muitos como um milagre.
Dentro de poucos dias, foi organizado um
esforço de resgate multinacional.Três grandes
equipes de perfuração multinacionais e seus
equipamentos foram levados para o remoto
deserto chileno. Cada equipe perfurou um túnel
de fuga na tentativa de alcançar e resgatar os
33 mineiros presos a mais de 2.300 metros de
profundidade. Enquanto os túneis de resgate
estavam sendo perfurados, a Marinha do Chile,
juntamente com a ajuda da agência espacial
americana, NASA, estava desenvolvendo três
cápsulas modernas de resgate chamadas Fénix
1, 2, e 3. Praticamente todas as agências do
governo chileno e dezenas de outras empresas
multinacionais de quase todos os continentes
também estavam à disposição para ajudar nos
esforços de resgate.
Depois de ficarem presos por mais de 69 dias,
estabelecendo um novo recorde para o maior
tempo passado sob o solo, todos os 33 mineiros
foram resgatados e trazidos à superfície nas três
plataformas de resgate Fénix. Cerca de 1 bilhão
de pessoas assistiram ao resgate ao vivo pela
televisão eo custo total da iniciativa de resgate
global foi de mais de 20 milhões de dólares.
Por outro lado, vivemos em um mundo de
notícias instantâneas, onde sites, Facebook,
Twitter, e canais de notícias 24 horas por dia
nos bombardeiam com apelos urgentes, críticos
e desesperados, mas que nos move para pouca
ação significativa.Alguns desses apelos são
para causas legítimas e dignas. Mas, mais
frequentemente, somos bombardeados com
o apelos mundanos, ao ponto de perder-se
o significado. Muitos desses apelos urgentes
nos pedem para simplesmente “curtir” uma
causa, “compartilhar” um post, “encaminhar”
ou simplesmente mudar a nossa foto de perfil
para mostrar o nosso apoio. Somos levados
a acreditar que, se um post no Facebook é
“curtido” uma certa quantidade de vezes, ou
se um número suficiente de pessoas mudarem
suas mensagens de status, então uma criança
vai receber uma operação que salve sua vida
ou dinheiro será dado para alimentar crianças
famintas da África. Simplificando, é fácil para
os cristãos de hoje se sentirem como se eles
estivessem vivendo uma vida de significado,
apoiando organizações e ajudando a mudar o
mundo, mas com pouco ou nenhum investimen-
to pessoal ou sacrifício.
O que está faltando em muitas de nossas
igrejas locais é o tipo de urgência que produziu
os esforços de resgate que salvou os mineiros
chilenos. Como corpo de Cristo, é preciso
possuir uma urgência de ver toda tribo, língua
e nação trazendo glória a Deus, bem como
uma consciência do que deve ser feito para
completar essa tarefa.
Lição
3
// A
URGÊNCIA
DA
MOBILIZAÇÃO
14 E um reconhecimento da necessidade
crítica global que nos ajuda a transformarmos
crentes espectadores da Grande Comissão em
trabalhadores comprometidos.
Há três coisas que os mobilizadores podem
fazer para ajudar a incutir uma urgência para
ver Cristo sendo pregado entre todas as nações:
1. Demonstrar a Palavra como Fonte da
Nossa Urgência— As Escrituras são cheiras
de passagens que comunicam uma urgência
para completar a Grande Comissão.A leitura da
Palavra de Deus deveria nos relembrar da tarefa
que Deus colocou diante de nós e aumenar
nosso compromisso em ver o evangelho ser
pregado a todas as nações.As passagens a
seguir são apenas alguns versículos que devem
nos mobilizar quano a urgência de levarmos
o evangelho a todas as nações: Salmos 9:17,
Efésios 2:12, Romanos 2:12, 10:13-14, João
4:34, 9:4, e Lucas 10:27
2.Torne a Necessidade Fácil de Entender—
Como mobilizadores, falamos muito sobre os
não alcançados. Nosso objetivo final é tornar
as necessidades dos não alcançados mais
compreensíveis e mostrar aos cristãos que os não
alcançados são pessoas como você e eu. Eles têm
alguns dos sonhos, medos, desejos e vontades
que você e eu temos. Eles são pais, mães, irmãos
e irmãs.
Torne os não alcançados algo real para aqueles
que estão sendo mobilizados, apresentando-os
a povos específicos. Mostre-lhes fotos de povos
não alcançados.Aprenda sobre a cultura e
a religião deles. Compre um mapa mundi e
mostre onde esses grupos específicos vivem.
Descubra se existem comunidades de povos não
alcançados em sua cidade, estado ou país para
os quais você pode mostrar o amor de Cristo.
Use eventos atuais como estratégia para
aprender mais sobre povos não alcançados
específicos. Por exemplo, enquanto este
estudo estava sendo escrito, as Filipinas foram
recentemente devastadas pelo Tufão Haiyan.As
ilhas filipinas são a casa de dezenas de povos
não alcançados. Os mobilizadores podem usar
isto para aumentar o interesse e oração pelos
povos não alcançados e possivelmente conectar
crentes a equipes cristãs de ajuda e ministérios
que estejam atuando nas áreas afetadas.
Quando usados corretamente e com moder-
ação, números ou estatísticas podem ajudar a
igreja a colocar a situação atual da evangeli-
zação mundial em perspectiva. É útil colocar
números em um contexto que seja fácil para
as pessoas compreenderem. Por exemplo, em
vez de dizer que há 1,5 bilhão de muçulmanos
em 3726 povos, um mobilizador poderia dizer
que há apenas 3 obreiros cristãos para cada 1
milhão de muçulmanos. Usar números desta
maneira mostra a grande necessidade entre os
muçulmanos, mas em um contexto que seja de
fácil entendimento.
3. Mostre como a Missão é Atingível—
Você ajudou os crentes a desenvolver um senso
de urgência, com base na Bíblia, para ver o
Evangelho proclamado entre todos os povos.
Eles estão começando a entender a situação
atual do mundo, onde o Evangelho já se espal-
hou e onde ainda precisa ir.Agora, como você
os faz entrar em ação? Com o tempo, qualquer
senso de urgência para a missão de linha de
frente vai desaparecer e ser esquecido se não
conseguirmos conectar os crentes a maneiras
práticas com as quais eles possam participar da
Grande Comissão.
A melhor maneira de um mobilizador poder
conectar os crentes para a tarefa de missão
mundial é ensinando os 5 Hábitos de um
Cristão Mundial. Falaremos mais sobre isso
na Lição 6, mas estes hábitos são: orar, enviar,
acolher, ir e mobilizar.
Uma ótima maneira de encorajar os outros
a viver o Estilo de Vida do Cristão Mundial é
contando histórias de como crentes praticam
todos os dias os hábitos de um Cristão Mundial.
Compartilhe as histórias dos estudantes univer-
sitários que se reúnem semanalmente ao redor
de um mapa mundi e oram pelas nações. Conte
histórias sobre cristãos que escolhem viver
uma vida simples para investir mais recursos
financeiros no apoio da obra missionáriana
linha de frente. Converse sobre a igreja que
pediu a Deus para levantar 100 pessoas da
congregação que escolheriam ir para os não
alcançados e viram Deus responder sua oração!
Lição
3
// A
URGÊNCIA
DA
MOBILIZAÇÃO
15
DISCUTA
O que aconteceria se a Igreja Cristã Global abraçasse uma estratégia para alcançar todos os povos
com o Evangelho – uma estratégia que tivesse uma urgência e intensidade semelhantes àquelas do
mundo quando se uniram para resgatar os 33 mineiros presos?
O que seria necessário para ajudar a igreja a sentir uma urgência em ver o Evangelho pregado entre
todas as nações, tribos, povos e línguas? O que impede essa urgência?
O que poderia ajudar a Igreja global a priorizar o cumprimento do nosso chamado para alcançar
todas as nações?
Mobilizadores de missões e líderes ao longo da história adotaram slogans ou ditados para ajudá-los
a trazer outros para missões. Estas citações curtas eram impactantes, diretas e muitas vezes convin-
centes. Leia em voz alta as citações abaixo. Qual é a que mais lhe causa impacto?
• ”Sempre fiz questão de pregar o Evangelho onde Cristo ainda não era conhecido, de forma que
não estivesse edificando sobre alicerce de outro.” —Paulo (Rom 15.20)
• Cristo para os estudantes do mundo, e os estudantes do mundo para Cristo.”
—Luther Wishard
• “Eis-me aqui. Envia-me!” —Isaías (Isa 6.8)
• “Devemos ser cristãos globais com uma visão global porque o nosso Deus é um Deus global.”—
—John Stott
Não não faltam de exemplos inspiradores de
pessoas que descobriram modos de usar seu
tempo, talentos e recursos para o reino. E contar
essas histórias podem nos ajudar a mostrar
aos outros como é o Estilo de Vida do Cristão
Mundial. No entanto, a melhor maneira é ser
a história! Exemplifique o que significa amar
os não alcançados com atividades práticas
todas as semanas. Logo você terá suas próprias
histórias incríveis para contar!
Nós realmente vivemos um momento
emocionante de renovação do Evangelho,
em um mundo onde Deus está trabalhando e
pessoas estão sendo salvas.Vamos mobilizar
com uma mensagem de vitória e alegria.
Deixe o desejo de fazer parte de algo grande
conduzir todos os crentes a uma obediência fiel
à Grande Comissão.
Lição
3
// A
URGÊNCIA
DA
MOBILIZAÇÃO
16 • “Se Jesus Cristo é Deus e morreu por mim, então nenhum sacrifício que eu faça por Ele, é grande
demais” —C.T. Studd
• “Temos toda a eternidade para celebrar nossas vitórias, mas apenas uma hora antes do pôr do
sol para ganhá-las.” —John Moffett
• Em resposta à pergunta se os perdidos que não ouviram o Evangelho serão salvos: “É mais
uma questão de se nós, que temos o Evangelho e falhamos em dá-lo àqueles que não o têm,
podemos ser salvos.” —C.H. Spurgeon
• “O Evangelho só será boas novas se ele chegar a tempo.” —Carl F.H. Henry
• “Falamos sobre a segunda vinda; metade do mundo nunca ouviu sobre a primeira.”—Oswald
J. Smith
• “Para você é coisa pequena demais ser meu servo para restaurar as tribos de Jacóe trazer de
volta aqueles de Israel que eu guardei.Também farei de você uma luz para os gentios, para que
você leve a minha salvaçãoaté os confins da terra” —Deus (Isa 49.6)
• “Deus nos tem mostrado mais e mais que não há cristianismo autêntico que não tenha um senso
de urgência com relação ao evangelismo.” —Pastor John Piper
Lição
3
// A
URGÊNCIA
DA
MOBILIZAÇÃO
17
VÁ À PALAVRA
Se há uma urgência em missões, então há uma urgência na mobilização.
Leia João 4.34-36 e Lucas 10.2-3.
De acordo com João 4, quais eram algumas das forças motivadoras por trás da urgência de Jesus
para que o Evangelho fosse pregado?
Em Lucas 10. 2, Jesus nos diz: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto,
peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita”. Então, no versículo 3,
Jesus envia seus discípulos para a seara. Por que você acha que Jesus começou dizendo aos Seus
discípulos que orassem? O que a oração tem a ver com a criação de um senso de urgência em
missões?
MOBILIZE
Vá para joshuaproject.net e selecione um povo não alcançado. Pesquise alguns fatos básicos sobre
eles. Onde eles vivem? Qual é a sua religião? Qual a língua que eles falam? Será que eles têm
acesso à Bíblia em sua língua? Escreva três fatos interessantes sobre esse grupo de pessoas em um
cartão e traga-o para compartilhar com o grupo na próxima lição.
Escolha uma citação da seção Discuta que você considerou inspiradora ou convincente e coloque-a
em um lugar onde você a possa ler diariamente. Pode ser ao lado de sua cama ou escrivaninha, na
base de seu telefone ou no espelho de seu banheiro. Faça trocas a cada semana para manter um
senso de urgência novo para alcançar os não alcançados.
ORE
Ter um senso de urgência ajuda a motivar a igreja a agir. Passe algum tempo em oração pedindo
a Deus para incutir em seus corações um senso de urgência para ver as nações alcançadas com o
Evangelho. Peça a Ele para ajudá-lo a ensinar outros a terem um senso de urgência que os leve a
uma participação ativa em ministérios pioneiros.
Lição
4
//
Mobilizando
a
partir
das
Escrituras
18
A
JANELA 10/40:
67% DA POPULAÇÃO
DO MUNDO
82% DOS POBRES
DO MUNDO
97% DOS POVOS NÃO
ALCANÇADOS DO
MUNDO
“ENTÃO LHES ABRIU O ENTENDIMENTO, PARA QUE PUDESSEM COMPREENDER
AS ESCRITURAS.E LHES DISSE: “ESTÁ ESCRITO (NO ANTIGO TESTAMENTO) QUE
O CRISTO HAVERIA DE SOFRER E RESSUSCITAR DOS MORTOS NO TERCEIRO DIA,
E QUE EM SEU NOME SERIA PREGADO O ARREPENDIMENTO PARA PERDÃO DE
PECADOS A TODAS AS NAÇÕES, COMEÇANDO POR JERUSALÉM.” —LC 24.45-47
Lição
4
//
Mobilizando
a
partir
das
Escrituras
19
LIÇÃO 4
MOBILIZANDO A PARTIR DAS
ESCRITURAS
Vários anos atrás, eu estava sentado em um
café lendo a Palavra. Quando abri minha Bíblia,
encontrei um marcador que um amigo tinha me
dado anos antes. Impressa no marcador estava
a “Base Bíblica de Missões”, seguida por uma
longa lista de passagens bíblicas. Decidi seguir
o conselho do meu amigo e ler todos os versos
de uma só vez.Abri minha Bíblia na primeira
passagem, Gênesis 12. 1-3, e comecei a ler.
Meia hora mais tarde, depois de ler Apocalipse
7.9, fechei minha Bíblia e permaneci em silêncio
por alguns minutos, no temor de Deus e no Seu
amor pelas nações.
Neste ponto da minha vida e ministério, eu
vinha mobilizando os outros há vários anos.
Entendia a base bíblica de missões e tinha
ensinado a outras pessoas em várias ocasiões.
Mas quando me sentei e li todos estes versos
de uma vez, fiquei maravilhado com a unidade
do propósito de Deus.Aquilo me entusiasmou e
fez com que eu tivesse o desejo de compartilhar
com os outros.
O desejo de Deus em alcançar todas as tribos,
línguas e nações não é apenas um tema da
Bíblia - é o tema. Entrelaçada ao longo dos 66
livros da Bíblia está a mensagem de redenção
de que Deus deseja encher a terra com Sua
glória. E desde o início, o plano de Deus
nos incluiu.
A base bíblica de missões é a base a partir da
qual mobilizamos o corpo de Cristo. Se alguém
está pregando diante de muitos, ensinando
alguns, discipulando um grupo seleto ou até
mesmo compartilhando enquanto toma café,
um mobilizador precisa ser capaz de conduzir
cristãos através da Bíblia e mostrar-lhes que
de Gênesis a Apocalipse, Deus está em missão.
Queremos mostrar-lhes que a missão não só
permeia a Bíblia, mas é a cola que une as
histórias de todos os 66 livros.
Como mobilizadores, devemos demonstrar,
além de qualquer dúvida, que a nossa paixão,
motivação e objetivo estão completamente
enraizados nas Escrituras.As Escrituras nos
ensinam, nos guiam e são a autoridade final
sobre todas as coisas, até mesmo sobre a mo-
bilização.A Palavra de Deus deve ser sempre o
nosso recurso mais importante para informar e
convidar os cristãos a se unirem a Deus em Sua
missão. Portanto, devemos ser hábeis em abrir
as Escrituras aos cristãos para que eles possam
ver e ouvir a paixão e a missão que Deus tem
para todas as pessoas. Para alguns cristãos
isso significará ler novos versículos e histórias
bíblicas que nunca leram antes para ver o
coração de Deus para todos os povos. Mas para
muitos, simplesmente vai significar ler histórias
familiares e reconhecer a implicação global.
Não impomos nossas idéias sobre as Escrituras,
mas à medida que mantemos nossos olhos
abertos para a missão de Deus, as histórias e os
versículos se tornam evidentes.
Lição
4
//
Mobilizando
a
partir
das
Escrituras
20 Deus ama falar através de Sua Palavra.Talvez,
com muita frequência não Lhe damos oportuni-
dades suficientes para fazer isso. Certamente,
há um lugar para informações e estatísticas,
mas devemos deixar a Palavra de Deus nos
informar, falar conosco e nos impelir a agirmos.
Então, quais são as ideias bíblicas fundamentais
e centrais que o mobilizador precisa entender,
a fim de ensinar eficazmente a base bíblica de
missões? Abaixo estão quatro temas principais:
1. A Natureza da Missão —Missões
originou-se no coração de Deus. Não é algo
que decidimos fazer para Deus, mas Deus
revela o Seu propósito para nós, para que
possamos ter um papel criativo em Sua missão.
Não se engane –não iniciamos missões, nem
vamos consumá-la.
2. O Fio Global—Missões é mais do que uma
coleção de textos que comprovam versículos
isolados, mas sim, a narrativa condutora das
Escrituras. De Gênesis a Apocalipse, Deus tem
revelado através da Sua Palavra O seu desejo
de alcançar a todas as nações, tribos, povos e
línguas. Chamamos essa continuidade de Fio
Global. Um exemplo pode ser encontrado no
final desta lição, bem como em outros versículos
no apêndice.
3. A Glória de Deus—Encher a terra com
a glória de Deus é a razão pela qual missões
existe. Plantar igrejas e levar os outros a Cristo
é como trazer a glória de Deus para as nações.
Missões não é salvar almas, mas sim a adoração
que elas trazem para o nosso Senhor. Quanto
mais estudamos a Palavra de Deus com a Sua
glória em mente, mais vamos ver que missões
não é sobre nós ou sobre o que fazemos.
Devemos sempre lembrar que Deus e Sua
glória são o objetivo final. “Todas as nações
que tu formaste virão e te adorarão, Senhor, e
glorificarão o teu nome.” (Salmo 86.9).
4. O Papel do Crente—Enquanto missões
diz respeito à glória de Deus e não ao trabalho
do homem, Deus designou o homem para ser
Seu instrumento escolhido. Portanto, ensinar a
base bíblica mostra aos crentes como eles são
importantes no cumprimento do plano de Deus.
Queremos incutir nas pessoas que mobilizamos
a convicção de assumir responsabilidade
pessoal para ajudar a completar a Grande
Comissão. Essencialmente, queremos que
eles se perguntem, à luz desta convicção, “A
visão que tenho para minha vida é grande o
suficiente?”
A visão de Deus para o Seu Filho Jesus Cristo
está registrada em Isaías 49.6 “Ele diz: “Para
você é coisa pequena demais ser meu servo
para restaurar as tribos de Jacó e trazer de volta
aqueles de Israel que eu guardei.Também farei
de você uma luz para os gentios, para que você
leve a minha salvação até os confins da terra”.
Se a visão de um crente para a sua vida, família
e ministério não inclui as nações, então não
é grande o suficiente. Se ele acredita que
missões é exclusivo para aqueles que foram
chamados especificamente, então não é grande
o suficiente. O Pastor John Piper diz isso melhor
quando diz: “A maneira como um crente vê
o seu papel em relação a missões no mundo
dependerá de sua visão de Deus e do jeito que
ele vê o homem. E isto, por sua vez, depende
fundamentalmente de sua compreensão das Es-
crituras e, secundariamente, de sua consciência
de nossa situação global contemporânea”.
Nesta lição, nós nos concentramos na base
bíblica. Na próxima lição, nós o ajudaremos a
ficar mais atento ao mundo e a entender o mo-
tivo pelo qual acreditamos que os mobilizadores
devem enfatizar os menos alcançados, os não
alcançados e os não engajados.
DISCUTA
Quais versículos e histórias bíblicas são mais significativos para você com relação à missão global de
Deus? Em sua opinião, dentre os que você viu, quais são os mais impactantes para as pessoas?
Lição
4
//
Mobilizando
a
partir
das
Escrituras
21
Com tanta narrativa bíblica chamando tanto a igreja local quanto crentes individuais para se enga-
jarem em missões mundiais, por que tão poucos as consideram um tema central?
Leia o Salmo 46.10. Muitos cristãos ao redor do mundo podem recitar a primeira metade deste
versículo de cor, mas não sabem a segunda metade.Você consegue pensar em outros versículos ou
histórias bíblicas onde o tema de missões esteja presente, mas é ignorado?
O que você acha que são os aspectos importantes de compartilhar o base bíblico de missões?
VÁ À PALAVRA
Leia o Salmo 67 em grupo.
Quantos de vocês conhecem o Salmo 67.1? Quantos de vocês estão familiarizados com o versículo
2? Qual a semelhança entre o Salmo 67.1-2 e o Salmo 46.10?
Conte o número de vezes que as palavras nações, terra ou povos aparecem no Salmo 67. Por que
você acha que o salmista escolheu repetir estas palavras?
MOBILIZE
Comece memorizando Gênesis 12.1-3; Salmo 46.10; Isaías 49.6; Mateus 28.19-20; e Apocalipse
5.9.Tente memorizar todos os cinco versículos antes da Lição 7. Comprometam-se em ligar uns
para os outros todas as semanas para prestação de contas para a memorização destas passagens.
Você usará estes versículos na Lição 7 para desenhar um diagrama compreensivo, “A Janela para as
Nações”, que explica os três passos para a mobilização sobre a qual você está aprendendo neste
estudo. Esta ilustração será uma maneira simples e eficaz para começar uma conversa que desafie
seus amigos a pensarem globalmente.
Separe de 30 a 40 minutos esta semana para ler os versículos abaixo que oferecem uma pequena
visão do que é Global.Viaje através das Escrituras. Faça isso de uma vez só, sem interrupção. Reflita
no tema destas passagens e escreva dois ou três de seus pensamentos.Traga-os na próxima reunião
e compartilhe-os com o grupo.
Lição
4
//
Mobilizando
a
partir
das
Escrituras
22
Gn 1.28
Gn 9.1
Gn 11.1-9
Gn 12.1-5
Gn 26.3-4
Gn 28.13-15
Dt 4.5-6
Js 2.9-11
1Sm 17.45-56
1Rs 10.23-24
Sl 67.1-7
Dn 3.28-29
Is 49.6
Ml 1.11
Mt 24.14
Mt 28.18-20
Lc 4.42-43
At 1.8
Rm 1.5
Rm 15.20
Ap 5.9
Ap 7.9-10
ORE
Passe tempo orando para que Deus fale com você através de Sua Palavra e lhe mostre a vasta
extensão de Sua visão global.
Ore para que sua visão para sua vida, sua família e sua igreja seja tão grande quanto a visão de
Deus. Ore para que Deus prepare você, sua família e sua igreja para descobrir e desempenhar o
papel mais estratégico na missão de Deus para alcançar todos os povos.
NÃO ALCANÇADOS:
MENOS DE 2% DE CRISTÃOS
NÃO ENGAJADOS:
ZERO CRISTÃOS E ZERO IGREJAS
CONHECIDAS TENTANDO ALCANÇÁ-LOS
“AGORA PERCEBO QUE DEUS JÁ ESTÁ LÁ FORA TRABALHANDO ENTRE OS NÃO
ALCANÇADOSÇ E ELE ESTÁ ME CHAMANDO PARA UNIR-ME A ELE”.
— UM JOVEN CRENTE NIGERIANO
Lição
5
//
Mobilizando
para
os
Não
alcançados
23
Agora é o momento para mobilizadores em
todo o mundo fazer soar a chamada para que
o corpo de Cristo priorize missões entre os não
alcançados! Hoje, precisamos de seguidores
de Deus com discernimento, assim como os
“homens de Issacar” em 1 Crônicas 12.32.
Eles entenderam as épocas, eles entenderam o
que Deus queria fazer em Israel e mobilizaram
todas as suas famílias e tribo para atingir
esse objetivo.
O que seria necessário para que pudéssemos
mobilizar a Igreja global com o objetivo de
completar a Grande Comissão? Na próxima
lição, vamos aprender passos práticos para
mobilizar os outros em seu papel estratégico no
propósito mundial de Deus. Mas, primeiramente,
precisamos entender as nossas próprias épocas
e a situação atual do mundo de Deus, para que
saibamos o que Deus quer que façamos.
Como cristãos, somos filhos e filhas na família
adotiva de Deus.Temos a bênção de sermos
reconciliados com Deus por meio de Cristo, a
oportunidade de estar diante de Deus diaria-
mente para a renovação e o poder do Espírito
Santo que habita dentro de nós. Mas ponha-se
no lugar de alguém hoje, que está vivendo sem
acesso a Jesus.
Você está vivendo na janela 10/40, mas você
não tem idéia do que isto seja.Você nunca
ouviu falar no nome de Jesus, por isso a ideia
de que você é um não alcançado nunca passou
pela sua cabeça. Não há igreja onde você
possa ir no domingo de manhã para ouvir o
Evangelho. Não há livrarias onde você possa
comprar uma Bíblia. Não há cristãos aos quais
você possa se dirigir e perguntar sobre a esper-
ança deles em Cristo e não há nenhum esforço
missionário centralizado para alcançar você.
Você está vivendo em um mar de gente, como
um entre milhões. Ninguém está tentando
compartilhar com você a verdade de salvação
que dá vida.Você está totalmente separado do
Evangelho.Você não tem acesso.
NOSSA RESPONSABILIDADE
COMO IGREJA DE DEUS
É o chamado de cada crente desempenhar seu
papel estratégico para levar a esperança do
Evangelho àqueles que não têm esperança.
Paulo, que se concentrou em levar o Evangelho
aos não alcançados de sua época, nos descre-
veu como “embaixadores de Cristo, como se
Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso
intermédio” (2Co 5.20). Deus escolheu alcançar
Seu mundo através de nós, Sua igreja.
Como mobilizadores, celebramos com cada
um que trabalha com Cristo em nome de Sua
igreja.Também reconhecemos o desequilíbrio
entre aqueles que trabalham entre povos que
já têm acesso ao Evangelho e aqueles que não
têm acesso.
Nós nos alegramos porque, em média,
aqueles na parte alcançada do mundo ouvem o
Evangelho pregado, de uma forma ou de outra,
mais do que uma vez por dia. Ao mesmo tempo,
contudo, uma vasta maioria de 2,91 bilhões de
pessoas que são “não alcançadas” não conhece
ninguém que conheça alguém que conheça a
LIÇÃO 5
MOBILIZANDO PARA OS
NÃO ALCANÇADOS
Lição
5
//
Mobilizando
para
os
Não
alcançados
24 Jesus.A questão não é que a igreja local seja
passiva em alcançá-los, mas sim que não há
igreja local para alcançá-los. Eles vivem a vida
inteira sem nunca encontrar um seguidor de
Cristo, nunca ver a alegria deles, nunca sentir o
amor deles e nunca receber uma oração deles.
Não é uma questão de quem merece ouvir
o Evangelho porque Deus deseja que todos
se arrependam (2 Pedro 3.9). Em vez disso, é
uma questão de acesso ao Evangelho. Não é
que meu vizinho perdido seja mais ou menos
perdido, ou mais ou menos valioso para Deus
do que a pessoa que vive em uma cidade no
norte da Índia. Entretanto, meu vizinho não
salvo está rodeado por pessoas que podem
compartilhar Cristo com ele. Meu vizinho não
salvo, provavelmente, passa por dezenas igrejas
no seu caminho para o trabalho ou escola. Mas
o homem ou a mulher no norte da Índia não
passa por nenhuma igreja no seu caminho para
o trabalho nem tem nenhum amigo ou vizinho
que possa compartilhar o Evangelho com eles.
Eles não têm acesso.
PRINCIPAIS RELIGIÕES MUNDIAIS
Para nos ajudar a entender e a ensinar os
outros, organizamos os perdidos no mundo
todo em cinco mega-grupos, que podem ser
lembrados usando o acróstico THUMB. Ele nos
dá um retrato dos esforços atuais da igreja
no envio de obreiros cristãos para alcançar o
mundo com a bênção da esperança e salvação
através de Jesus.
A declaração de Jesus em Atos 1.8 não
diz “primeiramente alcancem Jerusalém, e
depois a Judeia e Samaria, e então alcancem
os confins da terra”. A estrutura gramatical
claramente mostra que é uma declaração do
tipo tanto/e. Biblicamente, temos a respons-
abilidade e a autorização para todas as três
localidades. Nem todos vão, mas todos têm
que desempenhar sua parte para alcançar
aqueles que não têm acesso!
Da mesma forma que o Espírito Santo deu
autoridade à igreja primitiva, o corpo de Cristo
pode receber autoridade hoje para levar a
mensagem de salvação a todos os povos
durante nossa vida. Os primeiros discípulos
de Jesus entenderam o Mundo de Deus e a
maioria deles passou a vida pregando onde o
Evangelho não era conhecido. Eles pregaram
e foram martirizados entre 1200 a 3100 km
longe de Jerusalém (uma distância longa para
se caminhar). Eles viajaram a lugares tão
distantes quanto o sul da Etiópia, a maior parte
do norte da África, através do Império Romano,
subiram para as Ilhas Britânicas, atravessaram
a Arábia, entraram na Pérsia e chegaram até
mesmo à Índia! Fizeram isso concentrando sua
atenção, recursos e pessoal para tornarem-se
uma bênção para todos os povos.
Muitos outros seguiram seus passos ao longo
da história e agora passaram o bastão à
nossa geração de seguidores de Cristo. Como
mostraremos que somos capazes de completar
o restante da tarefa durante nossa vida?
Hoje, o cristianismo evangélico é o grupo
religioso que mais rapidamente cresce, com
546 milhões de adeptos no mundo todo. Como
corpo de Cristo, temos as pessoas, os recursos
em nossas mãos, e o mais importante, o
Espírito Santo nos dando autoridade enquanto
trabalhamos para completar a comissão de
Jesus deixada para nós!
Podemos alcançar os não alcançados. Podem-
os engajar os não engajados. Mas a tarefa é
para todos os seguidores de Jesus na igreja
global para serem mobilizados a desempenhar
o seu papel estratégico no cumprimento da
Grande Comissão de Deus.
Tribal
60 obreiros transculturais para cada 1
milhão de pessoas
Hindu
2 obreiros transculturais para cada 1
milhão de pessoas
U (Sem religião)
12 obreiros transculturais para cada 1
milhão de pessoas
Muçulmano
6 obreiros transculturais para cada 1
milhão de pessoas
Budista
13 obreiros transculturais para cada 1
milhão de pessoas
Lição
5
//
Mobilizando
para
os
Não
alcançados
25
DISCUTA
Depois de olhar para este quadro destacado no texto, esses números o surpreendem?
Como você se sente quando pensa sobre as pessoas ao redor do mundo que são como você, sua
família e seus amigos, exceto pelo fato de que eles não têm acesso viável a Jesus?
A informação raramente traz transformação à vida de alguém. Contudo, a informação correta, junta-
mente com a revelação de Deus, esta sim transforma. Como podemos usar as Escrituras e a situação
do mundo para ajudar a mover as pessoas da crença para a convicção?
Como você responderia a alguém que dissesse “Sim, mas nós não precisamos de missionários em
nossa própria cidade e país também?”
VÁ À PALAVRA
Leia Romanos 10.9-15 e 15.18-24.
Logo depois das famosas palavras de Paulo em 10.9-10 sobre salvação, no que ele imediatamente
se concentrou nos versículos 13-15? Quem ele deseja alcançar?Quem ele quer que se envolva?
Em Romanos, capítulo 15, Paulo cita versículos do Antigo Testamento afirmando que Deus sempre
desejou que os gentios (todos os grupos étnicos fora do povo de Israel) fossem salvos. Baseado em
15.18-24, discuta a quem Paulo queria ministrar, onde ele queria ir e por quem ele queria ser envia-
do.À luz do versículo 20, o que Paulo quis dizer na primeira metade do verso 23? Que perspectivas
adquirimos baseados na atitude de Paulo com relação a missões?
Lição
5
//
Mobilizando
para
os
Não
alcançados
26
QUASE 2.000
LÍNGUAS NÃO
TÊM UMA
TRADUÇÃO DA
BÍBLIA
MOBILIZE
Memorize o acróstico THUMB e quantos obreiros transculturais há por milhão para cada gru-
po religioso.
Volte para o povo que você começou a pesquisar na Lição 3, ou escolha um povo não alcançado
diferente. Desta vez, faça uma pesquisa um pouco mais profunda.Tente encontrar algumas estatísti-
cas convincentes, histórias ou outras informações que descrevam este povo em particular que você
acha que ajuda a ilustrar a situação atual do Mundo de Deus.Anote o que você encontrar e traga
para a reunião da próxima semana.
ORE
Ore para que Deus lhe dê Seu coração, paixão e desejo por aqueles que nunca ouviram de Jesus
para serem apresentados à esperança e à salvação que são encontradas através dele.
À medida que seu coração é transformado à semelhança do coração de Deus, ore para que o
Espírito Santo o use para despertar essa mesma transformação nos outros.
A necessidade é grande e urgente. Ore pelos perdidos de todo o mundo para que ouçam de Jesus
e para que a Igreja mobilize seu tempo e recursos, de acordo com o coração de Deus e da grande
necessidade.
“EXISTE UM VAZIODO SEU TAMANHO NA GRANDE COMISSÃO. ENCONTRE-O
E PREENCHA-O!” —PATRICK JOHNSTONE
Lição
6
//
Mobilizando
para
Práticas
Estratégicas
27
Deus estende o convite e coloca um chamado
na vida de cada cristão para ser uma parte
de Sua história global no alcance de todos os
povos da terra com o Evangelho.Alguns cristãos
desempenham melhor sua parte nesta história
trabalhando no campo missionário, mas isso
é apenas um entre muitos papéis que Deus
planejou para o Seu povo exercer.
Relembre a Lição 1, quando fizemos a com-
paração entre mobilização missionária e tropas
para a guerra. Enquanto alguns soldados estão
trabalhando arduamente na linha de frente de
batalha, há pelo menos uma dúzia de pessoas
trabalhando nos bastidores para apoiá-los
em seu trabalho. Os soldados não podem
obter sucesso em sua missão sem que pessoas
exerçam os papéis nos bastidores na área
de administração, tecnologia, comunicação,
recursos humanos e muito mais.
O mesmo é verdadeiro para missões. Deus
criou cada um de nós com talentos, habili-
dades, dons e capacidades que podem ser
aproveitados para cumprir papéis específicos
no alcance de todas as pessoas com o Evangel-
ho-quer signifique trabalhar na linha de frente
ou servir exercendo papéis estratégicos na
base da missão. Cristãos Mundiais são crentes
que perceberam que têm um papel a exercer
na expansão do Reino de Deus na terra. Eles
se comprometeram a viver suas vidas de tal
maneira que seus objetivos primários, seu
foco e desejo são ver Deus receber a glória
que Ele merece de todos os povos da terra.
Eles canalizam seu tempo, dinheiro, carreiras,
decisões, sonhos e outras coisas para o papel
específico que Deus criou para eles exercerem
dentro de Seu plano para glorificar Seu nome
entre as nações.
A BASE DA CULTURA DO CRISTÃO MUNDIAL
O fundamento crucial para a criação da cultura
de Cristãos Mundiais é o entendimento do que
seja missões. Cremos que não há maior obra
do que a obra para ver Deus receber glória de
todos os povos.A Bíblia apresenta como uma
grande narrativa, a história de como Deus está
em missão para redimir toda a humanidade
para Si. Jesus realizou a obra da redenção e
depois escolheu trabalhar através de Seu povo,
a igreja, para pregar esta redenção a todas as
nações. Sua intenção em nos redimir não foi
apenas para que pudéssemos ter um relaciona-
mento pessoal com Ele, mas também para que
pudéssemos nos unir a Ele em Sua missão. Desta
maneira, através de nossas vidas e, consequen-
temente, através das vidas de muitos outros,
Deus recebe a glória que Ele merece. Quando
entendemos este fundamento, ele nos ajuda a
perceber o grande valor da causa e alinharmos
nossa existência com ele. Quando percebemos
que todos nós temos um papel a desempenhar
no plano de Deus, podemos então direcionar
nossos corações aos propósitos de Deus e
começar a dedicar nossos talentos, interesses e
carreiras para Sua glória.
ESTILO DE VIDA DO CRISTÃO MUNDIAL
Então, como isso funciona na prática? Identifi-
camos cinco maneiras pelas quais os Cristãos
Mundiais estão envolvidos na Grande Comissão.
Estas cinco práticas são o resultado natural de
qualquer cristão que ajuste a sua existência
ao propósito de ver Deus glorificado entre
LIÇÃO 6
MOBILIZANDO PARA PRÁTICAS
ESTRATÉGICAS
Lição
6
//
Mobilizando
para
Práticas
Estratégicas
28 as nações.
1. Orando pelas Nações—O mais
fundamental dos cinco hábitos de um Cristão
Mundial é a oração. Na verdade, é o movimento
e a obra de Deus em todo o mundo para os
quais Ele convidou Sua Igreja a participar e,
que sem o Seu poder, nosso trabalho torna-se
nada.Todo Cristão Mundial deve orar pelas
pessoas perdidas de todas as religiões e nações
diferentes, obreiros transculturais trabalhando
nessas nações, e pelo avanço do Reino de Deus
em todo o mundo.A necessidade de Jesus
para acabar com a violência, a opressão, a
exploração e a tirania em todo o mundo requer
intensa oração. Orar pelas nações vai mudar sua
vida e o mundo.Veja uma lista de recursos de
oração por missões no apêndice.
2. Indo às Nações—Deus deseja usar Sua
Igreja no processo do avanço de Seu Reino e do
estabelecimento da presença do Evangelho de
Jesus Cristo em lugares onde Sua verdade ainda
não é conhecida. Ir é responder ao convite de
Deus para entrar no ministério transcultural
como um plantador de igreja, homem de
negócios, obreiro promotor de justiça social, etc.
Deus escolheu Seus filhos para serem embaixa-
dores de Seu Evangelho, e embaixadores devem
ir. Ir pode significar vender tudo que você possui
e mudar com toda a família para outro país. Ou
pode significar ir por um período mais curto de
tempo. Quer você vá por uma semana, um ano,
ou mais tempo, a questão é ir!
3. Enviar Obreiros às Nações—Enviar é po-
tencializar a carreira de alguém, seu dinheiro,
habilidades e influência para enviar e apoiar
pessoas envolvidas no ministério transcultural.
Enviar é apoiar através da oração, finanças,
logística, encorajamento, etc. Enviadores são as
redes de apoio de cada obreiro transcultural –
um grupo de pessoas que são preparadas para
sustentá-los em tempo de celebração como
também em tempo de necessidade. Enviar é
um papel crucial na potencialização da vida de
alguém para sustentar a obra daquele que vai
(Romanos 10.15).
4. Acolhendo as Nações—Em um
mundo cada vez menor, um hábito do Cristão
Mundial frequentemente negligenciado é o
de acolher os estrangeiros que vivem em sua
terra natal. Quando não podemos ir às nações,
frequentemente Deus as traz para nós. Quer
você viva em uma grande cidade ou em uma
pequena, é provável que você esteja vivendo
perto de um estudante internacional, um
trabalhador imigrante ou talvez até mesmo
de refugiados.Ao convidar estrangeiros para
participar de sua vida, você terá uma chance
de compartilhar o Evangelho com alguém que
pode nunca ter tido acesso a ele antes de
conhecer você. Sem nunca sair de seu país, você
pode desempenhar um papel no plano de Deus
para redimir pessoas de todos os povos da terra.
5. Mobilizando Outros para as Nações—
A colheita é grande, mas os trabalhadores são
poucos. Infelizmente, muitos cristãos vivem
a maioria de seus anos na igreja sem nunca
perceber que eles têm papéis a desempenhar
em algo muito maior do que eles mesmos.
O trabalho do mobilizador é direcionar estas
pessoas que conhecem a Jesus para seus papéis
vitais de alcançar aqueles que não conhe-
cem Jesus.
Mobilização é algo que todos nós podemos ter
como estilo de vida. De alguma forma, todos
nós já somos mobilizadores; isto é, o que quer
que amemos, nós inevitavelmente tentamos
fazer com que os outros amem também. Seja
um filme, um brinquedo, uma ferramenta, um
local de ferias, nós falamos às pessoas sobre
o que amamos e queremos que elas fiquem
entusiasmadas da mesma forma que nós.
Deus faz isso também. Ele é entusiasmado e
apaixonado por alcançar aqueles que nunca
ouviram o Evangelho e Ele ama quando nós nos
motivamos também! Mobilizar pessoas para os
não alcançados é simplesmente compartilhar
do entusiasmo de Deus e nosso de tal forma
que eles não possam deixar de adquirir nossa
paixão pela glória de Deus e querer se envolver
no processo de espalhá-la para todos os povos.
Desta maneira, todos nós podemos mobilizar.
Seja mobilizando uma pessoa por ano, cem
ou mil, todos nós podemos facilmente tornar
o ministério de mobilização parte de nossos
estilos de vida.
A DIFERENÇA PRÁTICA
A meta da mobilização é mudar as convicções
dos crentes para que, em todos os momentos
da vida, suas prioridades e estilo de vida
reflitam o coração de Deus por todas as nações.
Alguns, ativamente, farão todas as cinco
Lição
6
//
Mobilizando
para
Práticas
Estratégicas
29
práticas ao mesmo tempo, mas muito provavel-
mente haverá momentos na vida quando as
pessoas participarão em duas ou três dessas
práticas muito mais do que os outros. Contudo,
teremos falhado se as pessoas escolherem uma
prática apenas para que elas possam fazer um
X em seu quadro de “missões” e então pararem
de participar da missão global de Deus. É por
essa razão que enfatizamos a cultura do Cristão
Mundial em vez de apenas fazer com que as
pessoas assinem um compromisso de viver em
outro país. Deus deixou ao Seu povo uma tarefa
complexa e há muitos papéis a serem ocupados.
Através do estabelecimento da cultura do
Cristão Mundial entre nossas igrejas, veremos
inúmeros crentes levantando-se para encontrar
seu papel estratégico e trabalhando em equipe.
Eles se unirão em prol do avanço do Reino de
Deus por todo o mundo de forma sustentável
e poderosa. É uma mudança de paradigma
que causará um impacto eterno nas vidas dos
cristãos na Igreja de hoje.
Mobilização diz respeito a modelar estas práti-
cas do Cristão Mundial e convidar outros para
entrarem em nossas vidas e unirem-se a nós
para fazerem o mesmo. Nosso exemplo, mais
do que palavras, irá impulsionar e capacitar
outros a unirem-se a este estilo de vida.Ao
andar com pessoas por esta jornada, podemos
ajudá-las a estabelecerem metas atingíveis
para que permaneçam interessadas, cresçam
em seu entusiasmo e comecem a mudar sua
rotina semanal para refletir o coração de Deus
pelo mundo.
Através de nossas palavras e ações, podemos
inspirar nossos irmãos a reconhecerem o grande
e nobre propósito de buscar a glória de Deus
entre as nações. Quando obtivermos sucesso em
ajudar cristãos a verem suas vidas como um pa-
pel a desempenhar na história global de Deus,
teremos estabelecido uma cultura de Cristão
Mundial que afetará o cristão por toda a vida.
Então, poderemos observar como esta mudança
se espalha através da igreja, estabelecendo um
movimento de cristãos que estejam alinhando
suas vidas com a história da redenção de Deus
por todo o mundo.
DISCUTA
À medida que você discute cada um dos cinco hábitos de um Cristão Mundial, crie brainstorm para
que você possa começar a praticar cada um deles.
ORAÇÃO PELAS NAÇÕES
Quais são as maneiras que o ajudarão a orar mais regularmente, com mais informação e mais
apaixonadamente pelos não alcançados? De que modo você pode convidar outros a se unir a você?
De que outras formas criativas você pode focar suas orações nos não alcançados? Considere a pos-
sibilidade de encontrar a foto de alguém de um povo não alcançado e coloque-o em seu telefone ou
computador. Use-a como um lembrete para orar por esse povo cada vez que você olhar para a foto.
INDO ÀS NAÇÕES
Quais são as descrições estereotipadas de “missionário” em sua igreja, sua geração e sua cultura?
O que é verdade e o que não é verdade nessas descrições?
Lição
6
//
Mobilizando
para
Práticas
Estratégicas
30
Como você ou outros que você conheça poderiam participar do ir? Considere fazer uma viagem de
fim de semana para uma área com povos não alcançados.Tente conhecer algumas das pessoas lá
para aprender sobre elas e sua cultura. Quem você gostaria de levar com você?
ENVIANDO OBREIROS PARA AS NAÇÕES
Enviar é um papel multifacetado. De que formas criativas você poderia apoiar regularmente, encora-
jar e participar nas vidas dos que vão? Considere a possibilidade de escrever uma carta de encoraja-
mento para o mesmo missionário uma vez ao mês. Quem você poderia desafiar para acompanhá-lo
no apoia financeiro de um missionário?
ACOLHENDO AS NAÇÕES
Quais grupos de estrangeiros estão em sua região? Onde fica a mesquita mais próxima, o templo
budista ou hindu mais próximo?
Como você, seus amigos e sua igreja poderiam interagir e ministrar aos internacionais e a suas
necessidades? Por exemplo, quando você sai para comer fora, ir a um restaurante étnico, e fazer
amizade com os proprietários.
MOBILIZANDO OUTROS
Quais são algumas das maneiras mais eficazes que você encontrou para fazer com que as pessoas
fiquem entusiasmadas a respeito do coração de Deus para todas as nações? Considere o uso de
mídias sociais para mostrar o coração de Deus para os não alcançados.
Lição
6
//
Mobilizando
para
Práticas
Estratégicas
31
VÁ À PALAVRA
Leia 1 Coríntios 12.12-26 e discuta as seguintes questões:
Como esta passagem se relaciona com a compreensão da importância de todos os aspectos do
estilo de vida do Cristão Mundial trabalharem juntos?
Invariavelmente, sempre que alguém ensina sobre missões, muitas pessoas que estão escutando
pensarão que a mensagem não se aplica a elas porque elas “não foram chamadas para missões”.
Como podemos usar esta passagem para ajudar uma pessoa a entender que seu papel na Grande
Comissão é importante?
MOBILIZE
Antes de mobilizarmos outros para o Estilo de Vida de Cristão Mundial, precisamos avaliar nosso
próprio estilo de vida.
Identifique um ou dois dos hábitos com os quais você mais se entusiasma a respeito de crescimento
e encontre uma coisa que possa fazer este fim de semana para melhorar nessa área. Escreva seu
compromisso no espaço abaixo. Existe alguém que pode fazer isso com você?
ORE
Ore e peça a Deus que sua vida O glorifique acima de todas as coisas. Ore para que sua própria
caminhada com o Senhor seja um exemplo de Estilo de Vida de Cristão Mundial para aqueles ao
seu redor.
Lição
7
//
Mobilize!
Como
Começar
32
SE 0.1%
DOS
EVANGÉLICOS
AFRICANOS
FOSSE
MOBILIZADO
PARA IR,
SERIA O MAIOR MOVIMENTO
DE MISSÕES NA HISTÓRIA
“MOBILIZE-ME E EU MUDAREI MEU MUNDO!”
—LEMA DE CAMPANHA PARA WORLD BICYCLE RELIEF
Lição
7
//
Mobilize!
Como
Começar
33
LIÇÃO 7
MOBILIZE!
COMO COMEÇAR
INICIE UM MOVIMENTO DE MISSÕES ONDE
VOCÊ VIVE
Você pode fazer diferença onde você vive!
Como mobilizador, sua atenção deve focar
nada menos que no início de um movimento
de missões em sua região. Esta é a visão. Quem
não gostaria de ser parte de um movimento
que resultasse em crentes de todos os tipos,
personalidades e habilidades conectados ao
seu papel mais estratégico no cumprimento da
Grande Comissão? Pode parecer muito, mas
há duas coisas simples que você pode fazer
hoje que o lançará na direção do início de um
movimento de missões onde você vive. Não me
entenda mal —o trabalho de um mobilizador
pode parecer multifacetado e complexo. Mas se
o foco estiver nestes dois princípios, isso trará
simplicidade e clareza para sua visão e para os
próximos passos. O trabalho de um mobilizador
não é um fardo. É uma alegria quando você tem
a perspectiva e as prioridades corretas.
UNA-SE A DEUS NO TRABALHO
O primeiro princípio para o início de um
movimento de missões onde você vive é
concentrar seus esforços onde Deus já está
agindo. Em algum lugar em sua igreja, cidade,
ou campus universitário, há cristãos como você
que querem fazer diferença através de suas
vidas. Estes crentes podem já estar pensando
em ir às nações. Eles podem já estar orando
pelas nações. Em algum lugar perto de você,
sem dúvidas, pode haver algumas pessoas com
a mesma mentalidade que já estejam prontas
para formar uma equipe com você para iniciar
um movimento de missões.
O mobilizador individual rapidamente perde
o entusiasmo e fica esgotado. Mas quando
encontramos o lugar onde Deus já está agindo
nos corações de outros crentes locais e unimos
forças com eles, adquirimos um ímpeto e nos
tornamos mais eficazes. Pode ser um pequeno
grupo de estudo bíblico que esteja focado no
coração de Deus pelas nações. Pode ser uma
classe de Perspectivas ou Kairos. Pode ser uma
igreja onde vários membros estejam fazendo
viagens missionárias e aprendendo mais sobre
ministério transcultural e estejam sonhando
em causar um impacto maior ao redor do
mundo. Pode ser em seu campus entre outros
estudantes que amem e sirvam a Jesus. Comece
onde houver uma paixão por Jesus e trabalhe a
partir daí. Em outras palavras, ponha gasolina
nos lugares onde as brasas já estão queimando.
Vá onde já existir algo em desenvolvimento
e conecte-se com um, dois ou três crentes lá.
Compartilhe sua visão para o início de um
movimento de missões. Faça um inventário dos
bens e recursos que sua pequena equipe ou
igreja tenham que possam ajudar a acelerar
uma consciência missionária maior e elabore
um plano.
Não faça isso sozinho. Encontre parceiros,
mentores e amigos que se importam com as
mesmas coisas que você. Reúna-se com eles,
ore com eles e comece a planejar. Se eles
estiverem muito longe, use o Skype, email ou
telefonemas. Marque horários regulares de
reunião ou telefonemas quando sua equipe
possa discutir um plano de mobilização para um
público-alvo em particular.
Lição
7
//
Mobilize!
Como
Começar
34 MULTIPLICANDO MOBILIZADORES
O segundo princípio é construir uma rede de
líderes que você desenvolverá como mobiliza-
dores. Pense na lógica disso por um instante.
Se o seu objetivo é enviar mais e mais obreiros
para a seara, então precisaremos de pessoas
dedicando-se ao ministério de mobilzação de
obreiros para a ação (lembre-se de Mobilização
Funciona da Lição 1). Mas a questão natural é
esta: se o mobilizador está desenvolvendo os
que vão, os enviadores e os que recebem bem,
quem está desenvolvendo os mobilizadores?
Isto nos leva para o próximo nível de construção
de um movimento de missões. Precisamos de
mobilizadores que irão usar algum tempo de
seu ministério para a tarefa de desenvolver
outros mobilizadores em potencial. Esta é a
chave para um movimento de missões de longo
prazo e sustentável.
Pense por um instante sobre o que aconte-
ceria se não fosse assim. Se mobilizadores
concentrassem-se apenas em desenvolver
os que vão, os que acolhem e os enviadores,
eles não se duplicariam e o trabalho ficaria
totalmente a cargo de uma só pessoa. Em
vez disso, quando mobilizadores desenvolvem
outros mobilizadores, eles multiplicam-se várias
vezes e o movimento é capaz de se expandir
exponencialmente.
Deixe-me ilustrar como o tempo destinado
a despertar mobilizadores acelera a obra de
maneira indizível! Você consegue imaginar qual
seria o resultado se, anualmente, você ajudasse
4 pessoas a se tornarem Cristãos Mundiais;
uma pessoa se tornando aquela que vai e
outra se tornando uma mobilizadora - e assim,
todos os anos, você e o novo mobilizador (ou
mobilizadores) repetiriam o mesmo processo?
Após 20 anos, haveria mais de 4 milhões de
Cristãos Mundiais, 1 milhão de mobilizadores
e 1 milhão de pessoas indo de encontro aos
não alcançados! Imagine o impacto das nações
para Cristo! Isto acontece quando um ministério
torna-se um movimento. Este é o poder da
multiplicação. E o resultado é um movimento
de missões mais longo, mais saudável e mais
sustentável.
CINCO PASSOS
As you apply these two guiding principles, there
are five important developmental steps you
will take.
1. Ore—O primeiro passo do mobilizador é
alinhar seu coração com o propósito de Deus.
Assim como Neemias, seu primeiro passo para
a formação de uma estratégia deve começar
com um tempo longo com o Senhor. Sincron-
ize seu coração e paixão com Sua Palavra e
Seu Propósito. Peça a Deus para dirigi-lo à
medida que você conhece outros líderes e forma
uma equipe.
2. Identifique-se—Descubra onde Deus
já está agindo ao seu redor. Quem são essas
pessoas com quem você pode se alinhar para
orar e planejar uma estratégia de mobilização?
Já existem estratégias em ação em sua comuni-
dade à qual você possa se unir? Ou você precisa
começar uma nova estratégia e construí-la
do início? Encontre outros que tenham uma
paixão pelo ministério transcultural. Construa
relacionamentos. Construa sua rede.
3. Recurso—Aqui é onde seu planejamento
começa a entrar ação. Determine qual será sua
estratégia. Como você apoiará financeiramente
os que vão, os mobilizadores, os que acolhem
e os enviadores? Com que frequência você
reunirá sua rede de líderes em crescimento?
Quais recursos são os mais pertinentes para seu
público alvo? Consiga a adesão de algumas
pessoas-chave. Não carregue a estratégia sozin-
ho. Finalmente, identifique a vitória. Em outras
palavras, como você e sua equipe saberão que
estão fazendo progresso? Quais são os seus
critérios de sucesso?
4. Execute—Não tenha medo de falhar.
Você, com certeza, dará passos em falso. Não
permita que isso o desanime.Todos falham.
Mas a característica distintiva de um bom líder
é continuar a levantar-se e avançar. Permita-se
ser você. Não se deixe dissuadir.Tenha certeza
de que você está alinhado com o coração e o
propósito de Deus. Ele está com você!
5. Desenvolva outros—Esta é a chave.
À medida que você e sua equipe executam
sua estratégia, você deve desenvolver líderes.
Lição
7
//
Mobilize!
Como
Começar
35
DISCUTA
Onde em sua igreja ou comunidade Deus já está mexendo com as pessoas para se comprometerem
com as nações?
Como seria para você unir-se a Deus naquilo que Ele já está fazendo entre os cristãos em sua
comunidade? Como você poderia unir alguns destes homens e mulheres para a elaboração de uma
equipe de mobilização?
Pense sobre o público-alvo mais natural para você e seu grupo. Qual é o público mais eficaz dentro
do qual você pode colocar seu plano de mobilização em ação?
Quais recursos você considera melhores para usar para este público-alvo em particular? Leve em
consideração restrições de tempo, nível de educação, cultura e outras influências enquanto escolhe.
Desenvolva outros mobilizadores. Convide-os
para estarem juntos com você para que vejam
como está mobilizando seu público-alvo.
Desafie-os a fazer o mesmo. Leve-os através
do material Mobilize! Deixe-os mobilizar em
um público-alvo e fornecer feedback. Por fim,
envie-os.Você vai se surpreender com a forma
como Deus vai usar você para levantar outros
mobilizadores.
Em resumo, vá onde Deus está agindo e una-se
a Ele lá.Atice as brasas de entusiasmo para
missões onde você mora. Pesquise e se conecte
com outros cristãos que pensam da mesma
forma em construir uma equipe e identifique
seu público-alvo para a mobilização – uma igre-
ja, uma rede de igrejas, um campus universitário
ou um ministério. Em seguida, construa uma
rede de liderança de mobilizadores que possam
ajudá-lo a executar um plano de mobilização.
Familiarize-se com as ferramentas de mobi-
lização e recursos como Perspectivas, Kairos,
Descoberta, e outras ferramentas. Descubra
quais ferramentas ou combinação de recursos
melhor se ajusta a seu plano. Ore como louco! E
Mobilize! E veja como seu impacto será grande
sobre as nações!
Lição
7
//
Mobilize!
Como
Começar
36
VÁ À PALAVRA
Leia Neemias 1.
Descreva a reação de Neemias depois de receber notícias sobre o estado de sua terra natal.
Por qual processo Neemias passou antes que fosse capaz de colocar um único tijolo no muro de
Jerusalém? Descreva os passos que ele tomou.
Como a situação de Neemias poderia formar um paralelo com a tarefa de um mobilizador que busca
mexer com seu povo fazendo com que se engajem aos propósitos globais de Deus?
MOBILIZE
Comece trabalhando em um plano de Mobilização. Exemplo: escreva seus sonhos, faça um esboço
de suas ideais de mobilização e faça uma lista de futuros passos práticos. Gaste mais tempo como
equipe ou individualmente pensando a respeito das perguntas sobre estratégia deste capítulo.
ORE
Separe algum tempo agora para orar sobre seu próximo passo como mobilizador. Peça a Deus para
ajudá-lo a formar uma equipe. Peça a Deus para fazer grandes coisas entre as nações em sua igreja,
ministério ou escola. Lembre-se das palavras de William Carey, que disse: “Tente grandes coisas para
Deus. Espere grandes coisas de Deus”.Tenha esta mesma fé. Deus está com você a cada passo do
caminho. Mobilize!
Faça
o
Compromisso
37
FAÇA O COMPROMISSO
Capacitado e guiado pelo Espírito Santo, eu me comprometo a viver minha vida à luz da Mensagem
de Deus, do Mundo de Deus e das Metas de Deus.
Eu aceito a base bíblica para missões transculturais e continuarei a revisar e a estudá-la na
Mensagem de Deus.
Continuarei a aprender sobre os não alcançados, regozijando-me com os sucessos da igreja e me
atualizando na tarefa de permanecer no Mundo de Deus.
Comprometo-me a viver um Estilo de Vida de Cristão Mundial e a mobilizar outros a unirem-se nas
Metas de Deus.
COM A PERMISSÃO DEUS, SEREI EXEMPLO ATRAVÉS DE:
• Oração regular pelos não alcançados
• Aproveitamento das oportunidades para ir aos não alcançados quando o Senhor permitir
• Participação no envio daqueles que vão aos não alcançados
• Acolher estrangeiros próximos a mim
• Busca de oportunidades ao meu redor para mobilizar outros para os não alcançados
• Identificação, encorajamento, desenvolvimento e envio de outros mobilizadores
Assinado Data
Apêndice
38
APÊNDICE
Tribal, Hindu, Sem Religião,
Muçulmano & Budista
COMO COMEÇAR
TRANSIÇÃO 1: Comece perguntando a seu
amigo se ele já ouviu falar sobre o Estilo de
Vida do Cristão Mundial ou entende o que
significa ser um Cristão Mundial.
AÇÃO: Desenhe o diagrama da Janela com os
quatro vidros no meio. Deixe o diagrama em
branço por enquanto.
EXPLICAÇÃO: Explique que ao usar esse diagrama, nós podemos entender melhor o propósito
global de Deus e qual é nosso papel como seguidores de Cristo.
A MENSAGEM DE DEUS
AS METAS DE DEUS
O MUNDO DE DEUS TRANSIÇÃO 2: Diga, “Mas, a fim de
entendermos os propósitos globais de Deus e
de nos unirmos a Ele da forma mais estratégica
possível, há 3 áreas que precisamos entender.
As 3 são: …”
AÇÃO: Denomine a caixa do alto à esquerda
de “a Mensagem de Deus,” a caixa do alto à
direita “o Mundo de Deus,” e a caixa de baixo à esquerda “as Metas de Deus.” Deixe a caixa de
COMPARTILHE A JANELA
A janela é uma maneira excelente para compartilhar o que você aprendeu com Mobilize! Com um
esquema simples, você pode compartilhar a Mensagem de Deus, o Mundo de Deus e as Metas de
Deus. A janela o ajudará a compartilhar os versículos bíblicos que você memorizou assim como o
acróstico THUMB. Veja como isso funciona.
EXEMPLO DA JANELA COMPLETA
A MENSAGEM DE DEUS
Pesquisa na Biblia em 5
5 Hábitos
C
5 THUMB
AS METAS DE DEUS
O MUNDO DE DEUS
4
3
2
1
Gn 12.1-3; Sl 46.10; Is 49.6;
Mt 28.19-20;Ap 5.9 & 7:9
Ir, Enviar,Acolher,
Mobilizar & Orar
Onde você está? CM
Apêndice
39
baixo à direita em branco, por enquanto.
EXPLICAÇÃO: Explique que um Cristão Mundial é simplesmente um cristão que tem uma
perspectiva sobre sua vida cristã e que entendeu estas 3 áreas: a Mensagem de Deus, o Mundo de
Deus e as Metas de Deus, e que ele agora vive sua vida baseada nisso.
A MENSAGEM DE DEUS
Pesquisa na Biblia em 5
1
Gn 12.1-3; Sl 46.10; Is 49.6;
Mt 28.19-20;Ap 5.9 & 7:9
TRANSITION 3: Começando com a Mensagem de
Deus, pergunte ao seu amigo se ele conhece
algum versículo que trata de missões ou das
nações. Escreva qualquer versículo que ele souber
em algum lugar ao lado da Janela.
AÇÃO:Agora diga a seu amigo que a Bíblia está
repleta de versículos que falam sobre o amor de
Deus pelas nações, e que vamos nos concentrar em cinco. Escreva o número 5 na caixa denominada
de a Mensagem de Deus. Depois aliste: Gn 12:1-3, Sl 46:10, Is 49:6, Mt 28:19-20,Ap 7:9.
EXPLICAÇÃO: Gaste alguns minutos revisando os 5 versículos, pausando para explicar como cada
versículo mostra o propósito global de Deus. É bom ter uma Bíblia com você enquanto compartilha,
mas nós também o encorajamos a memorizar os versículos.
O MUNDO DE DEUS
5 THUMB
2
Tribal, Hindu, Sem Religião,
Muçulmano & Budista
TRANSIÇÃO 4: “Acabamos de ler que Deus
deseja alcançar todas as nações e povos com Seu
Evangelho. À luz disso, um Cristão Mundial
precisa saber como é o mundo hoje e o quais
povos ainda não ouviram a mensagem do
Evangelho. Atualmente, quase todos os povos
não alcançados são membros de um destes 5
mega grupos”.
AÇÃO: Escreva o número “5” e ao lado dele o acróstico THUMB na caixa do alto à direita, aquela
denominada de o Mundo de Deus. Diga algo como: “Se você consegue lembrar-se de seu polegar,
você pode lembrar-se de 90% dos povos não alcançados do mundo”. Você também pode escrever
o número “10” no lado de fora do canto direito inferior e o número “40” no lado de fora no canto
direito superior. Use estes dois números para explicar a Janela 10/40, a área geográfica onde a
maioria dos não alcançados do mundo vive.
EXPLICAÇÃO: Explique os 5 mega grupos: Tribal, Hindu, Sem religião, Muçulmanos e Budistas.
Explique a seu amigo que muito pouco da atenção da igreja global está focado nestes 5 grupos,
que eles recebem menos de 10% dos esforços missionários das igrejas e menos de 1% dos
recursos financeiros. Mencione a razão dos obreiros cristãos por milhão de não alcançados. Por
exemplo, há apenas 2 obreiros por milhão de hindus. Em contraste, explique como a maior parte
do tempo, talentos e recursos financeiros da igreja global são usados para alcançar lugares que
já são alcançados pelo Evangelho. Certifique-se de explicar a diferença entre os alcançados e os
não alcançados.
AS METAS DE DEUS
5 Hábitos
3
Ir, Enviar,Acolher,
Mobilizar & Orar
TRANSIÇÃO 5: “À luz da Mensagem de Deus e
das necessidades no Mundo de Deus, o Cristão
Mundial está engajado nas Metas de Deus. E ele
faz isso praticando os ‘5 Hábitos de um Cris-
tão Mundial’”.
Apêndice
40
O PODER DE MOBILIZAÇÃO
ADIÇÃO VS. MULTIPLICAÇÃO
O objetivo primário da mobilização para missões é enviar mais pessoas (missionários) aos povos
não alcançados. Um mobilizador é basicamente alguém que ajuda desenvolver mais Cristãos Mun-
diais e que encoraja alguns a serem estas pessoas que irão. Mas o mobilizador deve simplesmente
levantar mais Cristãos Mundiais e pessoas para ir, ou ele deve também tentar se reproduzir e
desenvolver mais mobilizadores?
Vamos dar uma olhada no conceito de adição versus multiplicação.
Desenvolver cristãos em Cristãos Mundiais, frequentemente, acontece em um grupo pequeno ou
em contextos individuais um a um, mas como um exemplo extremo, vamos dizer que um mobili-
zador incrível foi capaz de levantar 1.000 Cristãos Mundiais e 1.000 pessoas para irem aos povos
não alcançados todos os anos. Depois de 20 anos fazendo isso, deveria haver 20.000 Cristãos
Mundiais e 20.000 pessoas indo. Isso teria um impacto incrível para o Reino!
AÇÃO: Escreva “5 Hábitos” na caixa denominada de As Metas de Deus.Ao lado, de cima para
baixo, aliste os cinco hábitos: Orar, Enviar,Acolher, Ir e Mobilizar.
EXPLICAÇÃO: Revise cada um dos cinco hábitos, explicando o que eles significam. Pergunte
ao seu amigo por que os chamamos de “hábitos” e não “escolhas”? Explique que podemos e
devemos praticar todos os cinco, não apenas escolher um ou dois. Compartilhe com ele o que você
está fazendo para viver o Estilo de Vida do Cristão Mundial e sugira maneiras de adotar hábitos
semelhantes.
Onde você está?
4
TRANSIÇÃO 6: “Até agora olhamos para a
Mensagem de Deus e como Ele deseja
alcançar todos os povos. Olhamos para o
Mundo de Deus e temos um melhor
entendimento da tarefa que resta. E acabamos
de olhar para os 5 hábitos do Cristão Mundial.
Agora é hora de avaliar de forma honesta
nossas próprias vidas”.
AÇÃO: No último vidro da janela, escreva um ponto de interrogação e desenhe uma pessoa de
cada lado da janela: o cristão de um lado e um Cristão Mundial no outro. Peça-lhe para indicar
onde ele está entre o cristão e o Estilo de Vida do Cristão Mundial. Pergunte ao seu amigo: “Qual
você acha que é a diferença entre o cristão e o Cristão Mundial?”
INITIATION: Pergunte-lhe em quais áreas do Estilo de Vida do Cristão Mundial ele gostaria de
crescer ou sobre quais áreas ele gostaria de aprender mais. Dê-lhe alguns minutos para falar sobre
o que lhe interessa. Depois de compartilhar, use o interesse dele e convide-o para fazer o estudo
Descoberta com você. Explique a ele como o estudo Descoberta o ajudará a crescer na área que
o interessou e também em todas as outras. Marque um dia e horário para começar o estudo
Descoberta e escreva no diagrama. Deixe o diagrama com ele.
CONCLUSÃO: Orem juntos por alguns minutos.
C WC
Apêndice
41
Em 2 Timóteo 2:2, Paulo disse a Timóteo, “E as palavras que me ouviu dizer na presença de
muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar outros”.
Há 4 gerações espirituais mencionadas nesse versículo, você consegue vê-las? Paulo não estava
satisfeito em apenas levantar mais discípulos, nem queria que Timóteo se concentrasse em apenas
testemunhar e discipular. Paulo queria multiplicar-se através de Timóteo, e pediu a Timóteo para
multiplicar-se através de outros que também se multiplicariam. Essa é a diferença entre ser um
discípulo e ser um fazedor de discípulos. Este foi o modelo que Cristo deu em Mateus 28:19-20.
Então, ao invés de simplesmente adicionar mais Cristãos Mundiais e missionários, que tal se
um mobilizador seguisse a exortação de Paulo para multiplicar-se e desenvolver mobiliza-
dores também?
Desenvolver um mobilizador, assim como desenvolver um fazedor de discípulos, não acontece
muito facilmente apenas através de ensino e exortação. É necessário demonstrar exemplo de
vida para as outras pessoas, construir relacionamentos e compartilhar com a outra pessoa esses
conceitos ao longo do tempo.
Então, digamos que um mobilizador tenha o objetivo de liderar 1 pequeno grupo de 6 pessoas
em um ano, levantar 4 Cristãos Mundiais, 1 enviado, mas também ajudar a treinar 1 outro a ser
mobilizador. Em um ano, haveria 2 mobilizadores liderando um grupo de 6 que resulta em um
total de 12 Cristãos Mundiais, 3 enviados e 4 mobilizadores.
Mobilizador
ANO 1 ANO 2
Enviado
Cristão Mundial X4 X4 X4
Se um mobilizador simplesmente multiplicou-se a cada ano durante 20 anos através deste grupo
pequeno, e cada um dos mobilizadores acrescentou mais 4 Cristãos Mundiais, 1 enviado e um
mobilizador a cada ano, haveria 4.000.000 de Cristãos Mundiais, 1.000.000 de mobilizadores e
1.000.000 de enviados entre os não alcançados! Imagine o impacto para Cristo entre as nações!
ADIÇÃO
1.000 enviados/ano x 20 anos = 20.000 enviados
MULTIPLICAÇÃO
Um mobilizador levantando 1 enviado e 1 mobilizador (que por sua vez reproduziria mais enviados
e mobilizadores!) por ano durante 20 anos = 1.000.000 de Enviados.
Por que isso não acontece mais? Jesus disse a seus discípulos que a colheita é grande, mas poucos
são os trabalhadores (Mateus 9:37). Ele também lhes disse que o custo de serem Seus discípulos é
muito alto e requer muito sacrifício (Lucas 14).
Se você ficar como um Cristão Mundial ou for, você pode ver o potencial de levantar outros
mobilizadores? Você poderia se imaginar como líder de um grupo de pessoas através do estudo
Descoberta, e depois desafiar algumas delas para, em seguida, passar por Mobilize! para que
se tornem mobilizadores? Ao liderar outros através destes estudos, mostrando-lhes como é ter o
RECURSOS
42
RECURSOS
Para mais recursos para ajudá-lo a mobilizar sua família, amigos, e igreja, vá para www.mobilization.
org/resourcesor.
• Descoberta (em muitos idiomas)
• Mobilize (em muitos idiomas)
• Coaching Conversations for mobilizers (Conversas sobre Treinamento para Mobilizadores)
• Recursos para Mobilizar crianças e famílias
• Curso Dia de Descoberta (NVision)
• Ideias Práticas para Viver os 5 Hábitos de Estilo de Vida do Cristão Mundial
• Recursos sobre a Base Bíblica de Missões
• LEVANTAMENTO DE SUSTENTO PESSOAL
OUTRAS ESTATÍSTICAS E RECURSO PARA ORAÇÃO
• thenations.us
• joshuaproject.org
• grd.imb.org
• thetravelingteam.org
• aboutmissions.org
• operationworld.org
AGRADECIMENTOS
Mobilize foi criado por Jason G (Lições 1, 2, 3, 4), Mike K (Lições 1, 7), Mike T (Lição 6),Titus H
(Lição 5, edição), e Bethany S (editora). Juntos, esta equipe de mobilizadores de missões uniram 71
anos de ministério transcultural e nacional. Lugares onde trabalharam inicialmente ou atualmente
trabalham são: Rússia, Ucrânia, Brasil, Oriente Médio, Leste da Ásia, campi universitários americanos
e com estudantes internacionais nos EUA.
Estilo de Vida do Cristão Mundial, e ajudando-os a vivê-lo, você pode separar-se do processo de
início de um movimento para alcançar os não alcançados. O que você precisa começar a fazer ou
parar de fazer para se multiplicar?
Enquanto você influencia a vida de outros e ora para que eles possam ter resultados incríveis, por
favor, lembre-se de que todo o crédito pelas vidas mudadas pertence a Deus. Paulo nos lembra
disso em 1 Coríntios 3:6 quando disse, “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fez crescer”.
Notas
43
NOTAS
VOCÊ É UM
MOBILIZADOR!
AGORA LEVE OUTRAS A DESCOBRIRO PROPÓSITO DE DEUS.
Descoberta e Mobilize são recursos da missão Center for Mission Mobilization. mobilization.org
Multiplique-se com o estudo Descoberta. Ajude outros a abraçarem o
propósito de Deus de ser glorificado em toda tribo, língua, povo e nação.
Disponível em mobilization.org/resources
ou Perspectivasbrasil.com/Descoberta
O QUE SERIA NECESSÁRIO
PARA VOCÊ COMEÇAR
UM MOVIMENTO DE MISSÕES
ENTRE SEUS AMIGOS, EM SUA
IGREJA E EM SUA FAMÍLIA?
MOBILIZE É UM ESTUDO DE 7 LIÇÕES DESENVOLVIDO PARA AJUDÁ-LO A
RESPONDER ESTA PERGUNTA:
• Mostrando-lhe como usar as Escrituras para mostrar aos outros o amor
de Deus por todas as nações, tribos, povos, e línguas.
• Ajudando-o a direcionar crentes ao povo e lugares que têm o menor
acesso ao Evangelho.
• Dando-lhe as ferramentas para discipular outras pessoas a obedecerem
ao propósito global de Deus.
VENHA, CAPACITE-SE, E MOBILIZE!
mobilization.org/GoMobilize

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária

Formação: Projeto de Vida Pessoal
Formação: Projeto de Vida PessoalFormação: Projeto de Vida Pessoal
Formação: Projeto de Vida PessoalWiliam2008
 
03 bya faith com transform international kevin austin
03 bya faith com transform international   kevin austin03 bya faith com transform international   kevin austin
03 bya faith com transform international kevin austinjocumbh
 
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsendA chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsendAllan Pereira
 
Memorando - II Reunião do Conselho Unidos Pela Missão
Memorando -  II Reunião do Conselho Unidos Pela MissãoMemorando -  II Reunião do Conselho Unidos Pela Missão
Memorando - II Reunião do Conselho Unidos Pela MissãoUnidos Pela Missão
 
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaOs Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaMary Donzellini MJC
 
Mobilização da Igreja
Mobilização da IgrejaMobilização da Igreja
Mobilização da IgrejaSagrada_Ordem
 
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.pptseminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.pptLuiz Gomes
 

Semelhante a GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária (20)

Files 4acfa7f4c4a90
Files 4acfa7f4c4a90Files 4acfa7f4c4a90
Files 4acfa7f4c4a90
 
Formação: Projeto de Vida Pessoal
Formação: Projeto de Vida PessoalFormação: Projeto de Vida Pessoal
Formação: Projeto de Vida Pessoal
 
03 bya faith com transform international kevin austin
03 bya faith com transform international   kevin austin03 bya faith com transform international   kevin austin
03 bya faith com transform international kevin austin
 
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsendA chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
 
Dna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpcDna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpc
 
Memorando - II Reunião do Conselho Unidos Pela Missão
Memorando -  II Reunião do Conselho Unidos Pela MissãoMemorando -  II Reunião do Conselho Unidos Pela Missão
Memorando - II Reunião do Conselho Unidos Pela Missão
 
25 adote um povo 2
25 adote um povo 225 adote um povo 2
25 adote um povo 2
 
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaOs Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
 
Aquecendo Coraçoes #1
Aquecendo Coraçoes #1Aquecendo Coraçoes #1
Aquecendo Coraçoes #1
 
Mobilização da Igreja
Mobilização da IgrejaMobilização da Igreja
Mobilização da Igreja
 
mpc vila velha
mpc vila velhampc vila velha
mpc vila velha
 
mpc vila velha
mpc vila velhampc vila velha
mpc vila velha
 
Como implantarigrejas aluno-sample
Como implantarigrejas aluno-sampleComo implantarigrejas aluno-sample
Como implantarigrejas aluno-sample
 
Projeto brothers 2012
Projeto brothers 2012Projeto brothers 2012
Projeto brothers 2012
 
Quero seguir-te - Pe. Marcos lvim
Quero seguir-te - Pe. Marcos lvimQuero seguir-te - Pe. Marcos lvim
Quero seguir-te - Pe. Marcos lvim
 
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.pptseminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
 
Homens mentores de_homens
Homens mentores de_homensHomens mentores de_homens
Homens mentores de_homens
 
Liderança ao estilo do mestre 1
Liderança ao estilo do mestre 1Liderança ao estilo do mestre 1
Liderança ao estilo do mestre 1
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
 
Grupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e VidaGrupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e Vida
 

Mais de Sammis Reachers

Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaVivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaSammis Reachers
 
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis ReachersFanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis ReachersSammis Reachers
 
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - AntologiaO Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - AntologiaSammis Reachers
 
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé 1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé Sammis Reachers
 
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdfFanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdfSammis Reachers
 
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãosRevista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãosSammis Reachers
 
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-bookSammis Reachers
 
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaPoemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaSammis Reachers
 
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistasLinha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistasSammis Reachers
 
Curso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para AdultosCurso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para AdultosSammis Reachers
 
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdfCOMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdfSammis Reachers
 
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdfAs Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdfSammis Reachers
 
Sonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon MartinsSonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon MartinsSammis Reachers
 
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis ReachersRenato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis ReachersSammis Reachers
 
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis ReachersCARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis ReachersSammis Reachers
 
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...Sammis Reachers
 
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERINGPôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERINGSammis Reachers
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoSammis Reachers
 
Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-bookSammis Reachers
 
Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil
Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil
Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil Sammis Reachers
 

Mais de Sammis Reachers (20)

Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide SilvaVivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
Vivendo a vontade de Deus para adolescentes - Cleide Silva
 
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis ReachersFanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
Fanzine Samizdat #7 - Especial Metapoesia - Sammis Reachers
 
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - AntologiaO Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
O Aborto em Frases, Poemas e Reflexões - Antologia
 
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé 1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
1000 Citações sobre Amor, Esperança e Fé
 
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdfFanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
Fanzine Samizdat #6 - Sammis Reachers.pdf
 
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãosRevista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
Revista Muito Além dos Videogames Extra 2 - Jogos bíblicos e cristãos
 
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
150 Citações de Soren Kierkegaard - E-book
 
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologiaPoemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
Poemas sobre Sua Majestade, o LIVRO - Uma microantologia
 
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistasLinha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
Linha de Esplendor Sem Fim - Histórias missionárias metodistas
 
Curso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para AdultosCurso de Visitação Hospitalar para Adultos
Curso de Visitação Hospitalar para Adultos
 
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdfCOMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
COMO CRIAR UM INFORMATIVO MISSIONARIO QUE GERE RESULTADOS.pdf
 
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdfAs Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
As Mais Belas Citações Sobre a Gratidão - 250 Citações Selecionadas.pdf
 
Sonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon MartinsSonetos Natalinos - Filemon Martins
Sonetos Natalinos - Filemon Martins
 
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis ReachersRenato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
Renato Cascão e Sammy Maluco - Uma dupla do balacobaco - Sammis Reachers
 
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis ReachersCARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
CARTAS E RETORNOS - Poesia - Sammis Reachers
 
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
Sabenças & Sentenças da Missão: Frases e provocações missionais de Sammis Rea...
 
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERINGPôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
Pôsteres para Mobilização para Missões em LETTERING
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuito
 
Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-book
 
Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil
Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil
Poema educativo sobre as frutas nativas do Brasil
 

Último

Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (15)

Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 

GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária

  • 1.
  • 2.
  • 3. MOBILIZE CONVIDANDO OUTROS PARA QUE VIVAM JUNTO COM VOCÊ O PROPÓSITO GLOBAL DE DEUS
  • 4. Go Mobilize copyright © 2016 Center for Mission Mobilization Published by CMM Press cmmpress.org First Edition, Sixth Imprint, 2016 C: 06-13-14 M: 06-02-16 12:03 PM All rights reserved. Go Mobilize is a resource of the Center for Mission Mobilization. mobilization.org We desire to make this material available to as many as will use it around the world in a way that honors everyone involved in the work. If you would like to translate or adapt this resource to use in your cultural context, we are very open to collaborating with you.There are guidelines for translators at mobilization.org/translation. Please contact us at resources@mobilization.org. Unless otherwise indicated, all Scripture quotations are from The Holy Bible, English Standard Version, copyright © 2001 by Crossway Bibles, a division of Good News Publishers. Used by permission.All rights reserved. ISBN: 978-0-9825107-8-0 Printed in the United States of America.
  • 5. ÍNDICE Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Lição 1 O que é Mobilização? . . . . . . . . . . . . . . 3 Lição 2 Qualidades de um Mobilizador Eficaz . . . . . . 9 Lição 3 A Urgência da Mobilização . . . . . . . . . . 13 Lição 4 Mobilizando a partir das Escrituras . . . . . . 19 Lição 5 Mobilizando para os Não Alcançados . . . . . 23 Lição 6 Mobilizando para Práticas Estratégicas . . . . 27 Lição 7 Mobilize! Como Começar . . . . . . . . . . . 33 Apêndice . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38 Recursos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
  • 7. Introdução 1 Crenças e convicções. Elas podem parecer a mesma coisa, mas há uma grande diferença entre as duas. Creio na importân- cia da família, por isso tento e coloco as necessidades de minha família acima das minhas.A sua felicidade vem antes da minha. Esta crença é importante para mim e eu faço de tudo para me assegurar que vivo esta realidade diariamente. Também creio na democracia, mas nem sempre voto quando há eleições em meu país. Creio que não devemos julgar os outros, mesmo que frequentemente me sinta culpado por fazer pressuposições e julgar as pessoas baseado nessas pressuposições. Por que algumas das minhas crenças influenciam o modo que vivo enquanto outras não? A resposta é a diferença entre crenças e convicções. Alguém disse certa vez, “uma crença é algo que você possui. Uma convicção é algo que possui você.”Todos nós possuímos muitas crenças, mas poucas de nossas crenças tornam-se convicções. Crenças são coisas que aprovamos mentalmente mental.Temos a tendência de pensar na mente quando falamos de crenças. Crenças tornam-se convicções quando elas direcionam o modo que vivemos nossas vidas. Quando falamos sobre convicções,usamos pala- vras como paixão, responsabilidade e dedicação. Temos a tendência de pensar no coração e nas mãos quando falamos sobre convicções. Então, o que isso tem a ver com Mobilize? De forma simples, Mobilize é um estudo sobre convicções. Quase todos os cristãos irão dizer que eles acreditam na Grande Comissão.Você até pode perguntar se ele crê que Deus deseja que todos os crentes se envolvam para que a Grande Comissão seja realizada, ele provavelmente vai dizer que sim. Portanto, por que então poucos cristãos (e na verdade, igrejas) participam ativamente na evangelização dos menos alcançados? Por que a colheita ainda é tão grande e os trabalhadores tão poucos? Mobilize é um estudo que trata da transfor- mação de crenças em convicções.Trata-se e obter uma grande convicção: que Deus chamou todos os crentes a se unirem a Ele para alcançar as nações com o Evangelho. Juntamente com isso, há diversos embasamentos que servem de apoio. 1) uma abordagem relacional à mobilização é melhor, 2) prioridade deve ser dada no alcance dos não alcançados, e 3) devemos viver um estilo de vida de acordo com o que pregamos. Ao longo das 7 lições de Mobilize, mostraremos como você pode convidar outras pessoas para irem além de simplesmente crer na Grande Comissão e passarem a estar convictas sobre ela. Para esse fim, uma pergunta muito impor- tante que todos os seguidores de Jesus e todas as igrejas devem responder é, “Que parte de sua vida reflete o coração de Deus para todos os povos?” Nós simplesmente acreditamos na Grande Comissão ou estamos convictos de tal forma que ela muda nossas vidas? Mobilize o capacita a viver de forma prática um estilo de vida que convida as pessoas a unirem-se avocê para viver o propósito global de Deus. USANDO MOBILIZE Você pode usar este livro em pequenos grupos, em uma classe da Escola Dominical, com um grupo de amigos ou até mesmo em um relacionamento individual com alguém. Se nada disso for possível, leia-o você mesmo e depois encontre alguém com quem possa compartil- há-lo. Comunidade e parceria são essenciais no Reino de Deus! Cada lição envolve uma seção para Leitura, Discussão, a Palavra, Mobilização e Oração. O estudo Mobilize é desenvolvido para ser um acompanhamento ao estudo Descoberta, mas pode ser usado por qualquer cristão que esteja entusiasmado e esteja vivendo de acordo com o coração de Deus em relação ao mundo.Você pode solicitar brochuras ou cópias digitais grátis de Descoberta e Mobilize! em mobilization.org. Dito isso, vamos ao Mobilize!
  • 8. Lição 1 // O que é Mobilização? 2 80% DA IGREJA EVANGÉLICA ESTÁ LOCALIZADA EM PAÍSES DO SUL GLOBAL— ÁFRICA, ÁSIA, ORIENTE MÉDIOE AMÉRICA LATINA
  • 9. “DEVEMOS SER CRISTÃOS GLOBAIS COM UMA VISÃO GLOBAL PORQUE O NOSSO DEUS É UM DEUS GLOBAL.” – JOHN STOTT Lição 1 // O que é Mobilização? 3 Mobilizar é acordar, entusiasmar, inspirar, provocar, estimular, instigar e encorajar grupos de pessoas em relação a uma ação específica. A palavra “mobilizar” é tradicionalmente um termo militar. Ela refere-se ao processo de mover recursos, soldados, armas e suprimentos em direção ao campo de batalha. Sem mobili- zação em tempo de guerra, os soldados nunca conseguiriam chegar ao campo de batalha.As batalhas não poderiam ser travadas; as guerras não poderiam ser vencidas. A Mobilização é crucial para a ação de guerrear. Na maioria dos exércitos, para cada soldado que luta nas frentes de guerra, de 10 a 15 outras pessoas são necessárias para dar apoio àquele soldado com suprimentos, táticas, tecnologia, comunicação e cuidados médicos. A Mobilização é muito mais do que levar o soldado á frente de batalha, completamente equipado com tudo o que é necessário para executar o plano de batalha. Ela envolve milhares de pessoas trabalhando por trás das cortinas, que estão oferecendo apoio e recursos aos soldados. MOBILIZAÇÃO PARA MISSÕES O Corpo de Cristo luta um tipo diferente de guerra.A Mobilização para missões, de uma forma simples, é direcionar pessoas que conhecem a Jesus para povos inteiros que não o conhecem. O objetivo da mobilização para missões é ajudar os cristãos em todo o mundo a ver que a comissão de Jesus para ir e fazer discípulos de todas as nações é para cada um de nós. Como mobilizadores, queremos abrir os olhos dos crentes de forma tal que se envolvam na causa da Grande Comissão, além de ser um “soldado”, ou um obreiro de tempo integral. Quando discutimos sobre “mobilização”, nosso foco está em ajudar os crentes a priorizar missões para alcançar os não alcançados. Mobi- lizar o povo de Deus a se envolver em qualquer atividade cristã é bom. No entanto, uma vez que Jesus colocou ênfase em fazer discípulos entre todas as nações, nossa mobilização não deveria ter a mesma ênfase? Será que, portanto, não faz sentido concentrar os nossos esforços de mobilização em aumentar a atenção, recursos e paixão em favor dos não alcançados? E como exatamente devemos fazer isso? Como mobilizadores, procuramos influenciar as pessoas através de relacionamentos. Convida- mos as pessoas a se juntarem a nós de maneira estratégica, à medida que os envolvemos relacionalmente. Jesus era mestre nisso. Ele tinha uma grande visão, mas passou três anos intencionalmente discipulando alguns homens. O método do mestre não era um programa. O método do mestre era edificar pessoas. Embora possamos usar programas em nosso ministério, o uso mais eficaz do programa está na forma como eles ajudam a facilitar os relacionamentos e a formação espiritual. O trabalho final de um mobilizador para missões é envolver, equipar e conectar os crentes – e as igrejas – em todo o mundo, para levá-los a atingir seu papel mais estratégico no cumprimento da Grande Comissão. Mas onde devemos começar? Quase todas as ferramentas, métodos e abordagens de mobilização podem ser reduzidos a três estágios de desenvolvimento: mostrar aos crentes a Mensagem de Deus; mostrar aos crentes o mundo que Deus ama; e mostrar aos LIÇÃO 1 O QUE É MOBILIZAÇÃO?
  • 10. Lição 1 // O que é Mobilização? 4 crentes a obra para qual Deus os chamou. Enfatizando estas três áreas, a Mensagem de Deus, o Mundo de Deus e as Metas de Deus, um mobilizador pode ajudar os cris- tãos a se conectarem à Grande Comissão de forma muito intensa. OS TRÊS PASSOS PARA MOBILIZAR AS PESSOAS 1. A Mensagem de Deus—O primeiro passo no desenvolvimento é mostrar aos outros a base bíblica de missões na Palavra de Deus. O objetivo é demonstrar que de Gênesis a Apocalipse, Deus tem um plano contínuo de alcançar todas as nações. E que este plano envolve Seu povo trabalhando em cooperação com Ele e Sua vontade. Isto é exatamente o que Jesus fez depois de Sua ressurreição, quando Ele apareceu aos Seus discípulos. Lucas 24.45-47 diz: “Então lhes abriu o entendimento, para que pudessem compreender as Escrituras. E lhes disse: “Está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém”. Jesus usou as Escrituras, neste caso, o Antigo Testamento, para mostrar aos Seus seguidores que a mensagem de Sua morte, ressurreição e provisão de salvação está disponível para todos e deve ser pregada a todas as nações. Nesta pas- sagem, Jesus está nos dando o exemplo da necessidade de auxiliar os cristãos a compreender, a partir das Escrituras, as implicações globais de Sua salvação. Na Lição 4, entraremos em detalhes mais minuciosos a respeito da importância de se estabelecer uma base bíblica para missões. 2. O Mundo de Deus—O Segundo passo no desenvolvimento da mobilização para missões é ajudar os cristãos a compreender o Mundo de Deus.William Carey certa vez disse, “Para conhecermos
  • 11. Lição 1 // O que é Mobilização? 5 a vontade de Deus, precisamos de uma Bíblia aberta e de um mapa aberto”.Atualmente, há mais de 7 bilhões de pessoas no mundo hoje de milhares de culturas, línguas e crenças dif- erentes.Ajudar os crentes a entender o Mundo de Deus é ajudá-los a enfrentar as realidades atuais da terra e determinar os passos mais estratégicos para alcançar os perdidos. Por aproximadamente 2.000 anos, homens e mulheres de fé corajosos assumiram a chamada para espalhar a mensagem de Jesus até os con- fins da terra. E, em muitas áreas, a igreja tem sido bem sucedida na divulgação do Evangelho. Mas ainda há grandes concentrações do mundo onde não há nenhuma testemunha cristã. Mais uma vez, temos de olhar para Jesus como nosso modelo de mobilização eficaz. Jesus disse em Mateus 9.37-38: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita”. (veja também Lucas 10.2). Jesus mobilizou os discípulos para a ação, demonstrando o grande desequilíbrio entre a colheita e os trabalhadores necessários. Se o Evangelho é para ser levado às nações, mais trabalhadores são necessários. Os crentes precisam entender a realidade do Mundo de Deus. Posto de outra forma, devemos entender a situação atual no mundo no que diz respeito à evangelização mundial. Se o Evangelho deve ser pregado a todas as nações, onde ele ainda precisa ir? Uma maneira eficaz e marcante de mostrar a um cristão a situação mundial é com o acróstico THUMB. Na Lição 5, vamos entrar em mais detalhes sobre essa ferramenta e como ela pode ser usada. 3. As Metas de Deus—O terceiro passo na mobilização é mostrar aos crentes o que é participar na Obra de Deus para alcançar as nações. Este é um passo essencial no processo de mobilização. Os mobilizadores podem inspirar os cristãos com a Palavra de Deus e desafiá-los a alcançar os nãoalcançados, mas se eles não conseguiram que outros tivessem esta visão, na prática, eles falharam. A Bíblia, de forma clara, chama todos os crentes a usarem seus talentos e recursos para levar Sua missão adiante.Todos são chamados. Mas, como cada crente vive este ensinamento de- pende de suas habilidades, talentos e dons. Esta é a razão pela qual nos concentramos no que chamamos de “Estilo de Vida Cristã Mundial.” O que é um Cristão Mundial? Cristãos Mundiais são seguidores de Jesus Cristo que entendem, a partir das Escrituras, o coração de Deus pelo mundo e Seu convite a cada crente para participar Seu propósito global. Eles entendem o estado atual do mundo e os bilhões que não são alcançados com a esperança em Jesus. E eles escolheram deixar estas crenças se tornarem convicções, levando-os a participar do cumprimento da Grande Comissão. Eles escol- heram unir-se a Deus em Sua obra vivendo suas vidas com o objetivo de ver Jesus glorificado entre todos os povos. Na Lição 6, nos concentramos em cinco hábitos que todos os cristãos devem adotar a fim de viver o Estilo de Vida Cristã Mundial: orar, ir, enviar, acolher e mobilizar. Neste terceiro passo essencial, você vai aprender como é possível encorajar os cristãos a participar no cumprimen- to da Grande Comissão de maneiras específicas e estratégicas. Acreditamos que a mobilização pode ser parte do estilo de vida de todos, não importando o seu tipo de personalidade, dons, ou conjunto de habilidades.À medida que você conhecer e viver estes três passos de mobilização, você vai, naturalmente, mobilizar as pessoas para as nações. Procure maneiras de integrar esta abordagem em seu estilo de vida.A questão não é quantos crentes você pode influenciar de uma vez, mas, sim, uma influência sustentada durante um longo período de tempo. DISCUTA Em grupo, leia e discuta o capítulo Mobilização Funciona começando na página 38, no apêndice.
  • 12. Lição 1 // O que é Mobilização? 6 Observe as palavras de Jesus, “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos...” (Lucas 10.2). Por que você acha que mais cristãos não se sentem responsáveis por enviar mais tra- balhadores aos não alcançados? Como você colocaria em palavras o seu senso de responsabilidade para que trabalhadores sejam levantados e enviados aos não alcançados? Em suas próprias palavras, por que você crê que a mobilização é essencial na igreja? Como uma estratégia de levantar mobilizadores resultaria em mais enviados transculturais aos não alcançados? VÁ À PALAVRA Leia 1 Coríntios 3.6-9. Descreva os diferentes papéis presentes nesta passagem. O que o homem faz? O que Deus faz? Leia Romanos 10.13-15. Descreva os estágios de mobilização esboçados no texto. Como tudo começa? Quem foi mobilizado nessa passagem e o que foram eles mobilizados a fazer?
  • 13. Lição 1 // O que é Mobilização? 7 MOBILIZE Encontre uma ou duas pessoas que são apaixonadas por missões em sua igreja ou comunidade. Passe um tempo com elas e pergunte como elas receberam um coração para missões e como se mantêm conectadas ao coração de Deus com relação ao mundo inteiro. Pouco tempo antes da próxima reunião, revise o material na Lição 1, com atenção específica para os três passos de desenvolvimento: a Palavra de Deus, o Mundo de Deus ea obra de Deus. Em suas próprias palavras, faça uma descrição de como você acha que é um cristão mundial.Traga-a para a próxima reunião e compartilhe com o grupo. ORE Seguindo o exemplo de Mateus 9.37, ore para que trabalhadores sejam levantados e enviados. Ore especificamente para que Deus levante um novo movimento de pessoas dentre os milhões de evangélicos que têm acesso estratégico aos não alcançados; países como Brasil, China, Índia, Indonésia e Nigéria. Ore para que Deus o ensine a como tornar a mobilização uma parte de sua estratégia ministeri- al pessoal. Ore para que Deus coloque uma faísca para o início de um movimento missionário em sua igreja, ministério ou cidade, e que Ele levante mobilizadores de missões.
  • 15. “FOI COM FRAQUEZA, TEMOR E COM MUITO TREMOR QUE ESTIVE ENTRE VOCÊS. MINHA MENSAGEM E MINHA PREGAÇÃO NÃO CONSISTIRAM EM PALAVRAS PER- SUASIVAS DESABEDORIA, MAS CONSISTIRAM EM DEMONSTRAÇÃO DO PODER DO ESPÍRITO, PARA QUE FÉ QUE VOCÊ TÊM NÃO SE BASEASSE NA SABEDORIA HUMANA, MAS NO PODER DE DEUS.” —1 CORÍNTIOS 2.3-5 Lição 2 // Qualidades de um Mobilizador Eficaz 9 LIÇÃO 2 QUALIDADES DE UM MOBILIZADOR EFICAZ Um mobilizador “frequentemente” luta contra conflitos interiores entre ir para o campo e ficar para mobilizar os outros. Certa vez,Todd Ahrend, o fundador de The Traveling Team, e sua esposa tiveram que se fazer esta difícil per- gunta: “Nós queremos ser os missionários ou nós queremos multiplicar os missionários?” Eles tiveram que tomar a decisão se seriam aqueles que iriam trabalhar para Deus alcançando os não alcançados ou se ficariam e mobilizariam os outros em relação aos não alcançados. A dificuldade está no fato de que mobilizadores, como muitos Cristãos Mundiais, são apaixona- dos pelos perdidos. Eles têm um fogo dentro deles para ver Cristo e Seu Evangelho levados aos confins da terra. Eles fizeram do propósito de sua vida ver o cumprimento da Grande Comissão. Seu desejo é estar na linha de frente, compartilhando o Evangelho, plantando novas igrejas. Eles anseiam por compartilhar a vida com pessoas que têm poucas oportunidades de conhecer os seguidores de Cristo. Mas eles ficam —não por medo, por motivos financeiros ou os desafios de enfrentarem outras culturas. Mobilizadores ficam porque, lá no fundo, estão convencidos de que o papel mais estratégico que podem ter é o de desafiar a igreja na direção de um envolvimento maior para o cumprimento da Grande Comissão. Eles lutam para verem tanto uma consciência como uma paixão por missões na linha de frente entre igrejas e comunidades cristãs. Mobilizadores instruem, promovem e conectam crentes ao seu papel mais estratégico. Nem todo cristão é chamado a ir para outro lugar e pessoalmente alcançar os não alcançados, mas todos os cristãos são chamados para participar do processo de vê-los alcançados! Mas para ser um bom mobilizador, é preciso mais do que a paixão pela missão de linha de frente e conhecimento do mundo. Muitos mobi- lizadores apaixonados e bem intencionados reti- raram outras pessoas do ministério transcultural pelo uso de táticas agressivas e excessivamente zelosas. Lembro-me de me sentir insultado a primeira vez que ouvi falar sobre os milhares de grupos de pessoas não alcançadas, a janela de 10/40, bem como a igreja perseguida. Não foi por não concordar biblicamente com o que ouvi ou vi da importância de levar o Evangelho àque- les que ainda não tinham ouvido. Eu me opus ao modo como eles me fizeram sentir sobre mim mesmo como cristão. De repente, porque eu não estava indo ao campo de trabalho na janela de 10/40, todo o ministério que eu tinha feito, toda a adoração que eu tinha dado a Deus, todos os meus planos para viver uma vida dedicada ao Senhor eram como se não fossem bons o suficiente. Em alguns aspectos, as táticas de culpa me faziam sentir como um cidadão de segunda classe.
  • 16. Lição 2 // Qualidades de um Mobilizador Eficaz 10 Em um momento ou outro, muitos de nós senti- ram-se culpados quando ouviram uma conversa sobre missões e como o mundo está destroçado e perdido. Mas como mobilizadores, temos o privilégio de levar nossos companheiros cristãos em uma jornada maravilhosa. Conseguimos ser o guia turístico deles à medida que viajamos por todo o mundo apresentando-os a dezenas de milhares de diferentes povos que Deus ama. Somos seus professores à medida que os con- duzimos através das Escrituras, tecendo juntos o fio global do coração de Deus para todos os povos, através da Bíblia. Passamos a ser aqueles que lhes contam histórias fascinantes sobre culturas inteiras sendo transformadas por Jesus Cristo. O QUE É NECESSÁRIO PARA SER UM MOBILIZADOR EFICAZ? Criamos uma lista de qualidades que pensamos que mobilizadores eficazes precisam ter. Observe que nenhuma delas é uma característi- ca de personalidade ou talento, mas em vez disso, atitudes e hábitos. Nenhum de nós tem que ser perfeito em todas estas qualidades, mas através do poder do Espírito Santo, cada um de nós tem a capacidade de adotar estas qualidades e continuar crescendo nelas. Seja Servo—Por que alguma igreja desejaria ouvir alguém que não é primeiro, um servo e segundo, um mobilizador? Você está servindo as pessoas em sua igreja local? Você está envolvi- do ativamente na promoção da visão de sua igreja local? Você está sendo ativamente uma bênção para sua igreja, no coração e na ação? Você está ofertando à sua igreja local? Pode ser fácil sentar-se e julgar, mas um verdadeiro mobilizador é um servo. Seja uma pessoa versátil—Seja alguém com quem as pessoas possam se relacionar. Tenha outros interesses e paixões além de missões. Tenha passatempos. Tire férias. Tenha um time favorito. Não direcione todas as conversas para missões. Você nunca sabe quando Deus vai usar um de seus interesses, talentos ou paixões como um veículo para a mobilização. Conheça a Palavra de Deus—Você conhece a Palavra de Deus? Você consegue ensiná-la? Você a utiliza para assuntos que não sejam sobre missões? Um mobilizador deve ser um estudante da Palavra e capaz de ensinar sobre muitos temas baseados nas Escrituras, não apenas aqueles que são relacionados a missões. Esta é outra parte de ser uma pessoa versátil. Ore—Devemos ser homens e mulheres que estão conectados ao nosso Pai no céu, ouvindo-O, falando com Ele, tendo comunhão com Ele.Através da oração somos transfor- mados por Deus e através da oração nós nos unimos a Ele para mudar as circunstâncias ao nosso redor. Quando oramos, intercedemos por muitas pessoas, incluindo os que vão, os não alcançados e as igrejas na linha de frente da missão de Deus. Valorize Outros Ministérios (Tenha uma Mente Voltada para o Reino) — Valorize os vários tipos de ministérios que você encon- trar e encoraje aqueles que estão ativos neles. Não dimunua as pessoas porque seus ministéri- os não têm um alcance global. Pelo contrário, as encoraje e seja grato a Deus pelo trabalho que fazem. Encontre afinidades. Trabalhem em conjunto para ver como a mobilização pode se tornar parte de seus ministérios. Seja Evangelista— Procure oportunidades para compartilhar Cristo com aqueles ao seu redor. Só porque seus vizinhos não são membros do povo não alcançado Fulakunda do Senegal, isso não tira a sua responsabilidade de ser uma testemunha de Jesus Cristo a eles. Valorize as Pessoas e Princípios—Sempre coloque as pessoas acima dos programas e dê prioridade aos princípios mais do que às ferramentas. Mobilização diz respeito a pes- soas, não a programas. Trata-se de conduzir as pessoas que conhecem e seguem a Jesus para povos inteiros que não o fazem. Valorizamos ver o povo de Deus se esforçando para fazer discípulos de todas as nações. Nunca devemos deixar nossas metodologias interferirem na tarefa de mobilização, nem exaltar uma ferra- menta inventada pelo homem em detrimento dos princípios bíblicos. Seja um Aprendiz—Mobilizadores devem ser estudantes permanentes, sempre procurando aumentar sua base de conhecimento.Aqui
  • 17. Lição 2 // Qualidades de um Mobilizador Eficaz 11 DISCUTA Em quais destas qualidades você pensa que é mais forte? Mais fraco? Você pode pensar em alguma qualidade ou característica de bons mobilizadores que não esteja alistada acima? Há alguém em seu grupo que você acredita exemplificar uma ou mais dessas qualidades? Já que ninguém é perfeito em todas estas áreas, quais são as maneiras práticas para crescer de modo consistente em cada uma destas qualidades? VÁ À PALAVRA Leia 1 Coríntios 2. Seis vezes em 1 Coríntios 2, Paulo fala sobre como os cristãos deveriam “falar” ou comunicar a estão alguns exemplos de áreas nas quais pens- amos que vale a pena investir: eventos mundiais atuais, as principais religiões do mundo, teologia, conhecimento geral da Bíblia, línguas estrangeiras e tendências atuais da Igreja. Seja Otimista—Mobilizadores passam mutio tempo ouvindo por que as pessoas não estão ou não podem se envolver no cumprimento da Grande Commissão, e pode ser desanimador ouvir tantas desculpas. Mas o otimismo é contagiante. Mobilizadores precisam ser o tipo de cristãos que, como William Carey, acredita no pensamento “Espere grandes coisas de Deus. Realize grande coisas para Deus.” Um Mobilizador otimista pode dar exemplo e possivelmente infectar outras pessoas, com a certeza e a confiança de que Deus pode e vai nos usar para mudar o mundo. Através da oração e estudo da Bíblia, podemos cultivar um otimismo santo.
  • 18. Lição 2 // Qualidades de um Mobilizador Eficaz 12 verdade de Deus (veja os versículos 1-7, 12-13). Quais são os tipos de discurso que Paulo está tentando evitar? O que ele está tendo exemplificar? Baseado nesta passagem, quais são algumas das qualidades de Paulo que nós, como mobilizadores, devemos adotar para comunicar melhor o plano de Deus para alcançar todas as nações? MOBILIZE Baseado na discussão em grupo, quais são as áreas em que você deseja começar a crescer? Existem ações que você pode ter esta semana para ajudá-lo a crescer nessas áreas? Anote o seu pedido no espaço abaixo, juntamente com a data de hoje. Marque uma hora para conversar com um de seus pastores esta semana. Diga-lhe que você quer saber mais sobre a visão e a missão da sua igreja. Descubra se a sua igreja tem uma declaração de missão e se familiarize com os principais princípios. Ore regularmente pela visão de sua igreja e que papel você tem que desempenhar para realizá-la. ORE Ore para que Deus lhe mostre como você pode se tornar um melhor mobilizador. Certifique-se de passar algum tempo orando para que Deus o ajude a falar da sabedoria de Deus à medida que você mobiliza outros. 2.84 BILHÕES DE PESSOAS AINDA SÃO NÃO ALCANÇADAS PELO EVANGELHO
  • 19. “DIGO-LHES QUE AGORA É O TEMPO FAVORÁVEL, AGORA É O DIA DA SALVAÇÃO!” —2 CORÍNTIOS 6.2B Lição 3 // A URGÊNCIA DA MOBILIZAÇÃO 13 LIÇÃO 3 A URGÊNCIA DA MOBILIZAÇÃO No mês de agosto de 2010, houve um enorme desmoranamento na unidade de mineração Copiapó, no coração do deserto do Atacama. Dezessete dias depois, para a surpresa da equi- pe de salvamento, um bilhete foi descoberto colado na ponta de uma broca, depois de ter penetrado uma área em que eles pensaram que poderiam estar presos os mineiros. O bilhete simplesmente dizia: “Estamos bien en el refugio, los 33”, ou, “Estamos todos bem no refúgio, os 33 de nós!” O que aconteceu depois seria descrito por muitos como um milagre. Dentro de poucos dias, foi organizado um esforço de resgate multinacional.Três grandes equipes de perfuração multinacionais e seus equipamentos foram levados para o remoto deserto chileno. Cada equipe perfurou um túnel de fuga na tentativa de alcançar e resgatar os 33 mineiros presos a mais de 2.300 metros de profundidade. Enquanto os túneis de resgate estavam sendo perfurados, a Marinha do Chile, juntamente com a ajuda da agência espacial americana, NASA, estava desenvolvendo três cápsulas modernas de resgate chamadas Fénix 1, 2, e 3. Praticamente todas as agências do governo chileno e dezenas de outras empresas multinacionais de quase todos os continentes também estavam à disposição para ajudar nos esforços de resgate. Depois de ficarem presos por mais de 69 dias, estabelecendo um novo recorde para o maior tempo passado sob o solo, todos os 33 mineiros foram resgatados e trazidos à superfície nas três plataformas de resgate Fénix. Cerca de 1 bilhão de pessoas assistiram ao resgate ao vivo pela televisão eo custo total da iniciativa de resgate global foi de mais de 20 milhões de dólares. Por outro lado, vivemos em um mundo de notícias instantâneas, onde sites, Facebook, Twitter, e canais de notícias 24 horas por dia nos bombardeiam com apelos urgentes, críticos e desesperados, mas que nos move para pouca ação significativa.Alguns desses apelos são para causas legítimas e dignas. Mas, mais frequentemente, somos bombardeados com o apelos mundanos, ao ponto de perder-se o significado. Muitos desses apelos urgentes nos pedem para simplesmente “curtir” uma causa, “compartilhar” um post, “encaminhar” ou simplesmente mudar a nossa foto de perfil para mostrar o nosso apoio. Somos levados a acreditar que, se um post no Facebook é “curtido” uma certa quantidade de vezes, ou se um número suficiente de pessoas mudarem suas mensagens de status, então uma criança vai receber uma operação que salve sua vida ou dinheiro será dado para alimentar crianças famintas da África. Simplificando, é fácil para os cristãos de hoje se sentirem como se eles estivessem vivendo uma vida de significado, apoiando organizações e ajudando a mudar o mundo, mas com pouco ou nenhum investimen- to pessoal ou sacrifício. O que está faltando em muitas de nossas igrejas locais é o tipo de urgência que produziu os esforços de resgate que salvou os mineiros chilenos. Como corpo de Cristo, é preciso possuir uma urgência de ver toda tribo, língua e nação trazendo glória a Deus, bem como uma consciência do que deve ser feito para completar essa tarefa.
  • 20. Lição 3 // A URGÊNCIA DA MOBILIZAÇÃO 14 E um reconhecimento da necessidade crítica global que nos ajuda a transformarmos crentes espectadores da Grande Comissão em trabalhadores comprometidos. Há três coisas que os mobilizadores podem fazer para ajudar a incutir uma urgência para ver Cristo sendo pregado entre todas as nações: 1. Demonstrar a Palavra como Fonte da Nossa Urgência— As Escrituras são cheiras de passagens que comunicam uma urgência para completar a Grande Comissão.A leitura da Palavra de Deus deveria nos relembrar da tarefa que Deus colocou diante de nós e aumenar nosso compromisso em ver o evangelho ser pregado a todas as nações.As passagens a seguir são apenas alguns versículos que devem nos mobilizar quano a urgência de levarmos o evangelho a todas as nações: Salmos 9:17, Efésios 2:12, Romanos 2:12, 10:13-14, João 4:34, 9:4, e Lucas 10:27 2.Torne a Necessidade Fácil de Entender— Como mobilizadores, falamos muito sobre os não alcançados. Nosso objetivo final é tornar as necessidades dos não alcançados mais compreensíveis e mostrar aos cristãos que os não alcançados são pessoas como você e eu. Eles têm alguns dos sonhos, medos, desejos e vontades que você e eu temos. Eles são pais, mães, irmãos e irmãs. Torne os não alcançados algo real para aqueles que estão sendo mobilizados, apresentando-os a povos específicos. Mostre-lhes fotos de povos não alcançados.Aprenda sobre a cultura e a religião deles. Compre um mapa mundi e mostre onde esses grupos específicos vivem. Descubra se existem comunidades de povos não alcançados em sua cidade, estado ou país para os quais você pode mostrar o amor de Cristo. Use eventos atuais como estratégia para aprender mais sobre povos não alcançados específicos. Por exemplo, enquanto este estudo estava sendo escrito, as Filipinas foram recentemente devastadas pelo Tufão Haiyan.As ilhas filipinas são a casa de dezenas de povos não alcançados. Os mobilizadores podem usar isto para aumentar o interesse e oração pelos povos não alcançados e possivelmente conectar crentes a equipes cristãs de ajuda e ministérios que estejam atuando nas áreas afetadas. Quando usados corretamente e com moder- ação, números ou estatísticas podem ajudar a igreja a colocar a situação atual da evangeli- zação mundial em perspectiva. É útil colocar números em um contexto que seja fácil para as pessoas compreenderem. Por exemplo, em vez de dizer que há 1,5 bilhão de muçulmanos em 3726 povos, um mobilizador poderia dizer que há apenas 3 obreiros cristãos para cada 1 milhão de muçulmanos. Usar números desta maneira mostra a grande necessidade entre os muçulmanos, mas em um contexto que seja de fácil entendimento. 3. Mostre como a Missão é Atingível— Você ajudou os crentes a desenvolver um senso de urgência, com base na Bíblia, para ver o Evangelho proclamado entre todos os povos. Eles estão começando a entender a situação atual do mundo, onde o Evangelho já se espal- hou e onde ainda precisa ir.Agora, como você os faz entrar em ação? Com o tempo, qualquer senso de urgência para a missão de linha de frente vai desaparecer e ser esquecido se não conseguirmos conectar os crentes a maneiras práticas com as quais eles possam participar da Grande Comissão. A melhor maneira de um mobilizador poder conectar os crentes para a tarefa de missão mundial é ensinando os 5 Hábitos de um Cristão Mundial. Falaremos mais sobre isso na Lição 6, mas estes hábitos são: orar, enviar, acolher, ir e mobilizar. Uma ótima maneira de encorajar os outros a viver o Estilo de Vida do Cristão Mundial é contando histórias de como crentes praticam todos os dias os hábitos de um Cristão Mundial. Compartilhe as histórias dos estudantes univer- sitários que se reúnem semanalmente ao redor de um mapa mundi e oram pelas nações. Conte histórias sobre cristãos que escolhem viver uma vida simples para investir mais recursos financeiros no apoio da obra missionáriana linha de frente. Converse sobre a igreja que pediu a Deus para levantar 100 pessoas da congregação que escolheriam ir para os não alcançados e viram Deus responder sua oração!
  • 21. Lição 3 // A URGÊNCIA DA MOBILIZAÇÃO 15 DISCUTA O que aconteceria se a Igreja Cristã Global abraçasse uma estratégia para alcançar todos os povos com o Evangelho – uma estratégia que tivesse uma urgência e intensidade semelhantes àquelas do mundo quando se uniram para resgatar os 33 mineiros presos? O que seria necessário para ajudar a igreja a sentir uma urgência em ver o Evangelho pregado entre todas as nações, tribos, povos e línguas? O que impede essa urgência? O que poderia ajudar a Igreja global a priorizar o cumprimento do nosso chamado para alcançar todas as nações? Mobilizadores de missões e líderes ao longo da história adotaram slogans ou ditados para ajudá-los a trazer outros para missões. Estas citações curtas eram impactantes, diretas e muitas vezes convin- centes. Leia em voz alta as citações abaixo. Qual é a que mais lhe causa impacto? • ”Sempre fiz questão de pregar o Evangelho onde Cristo ainda não era conhecido, de forma que não estivesse edificando sobre alicerce de outro.” —Paulo (Rom 15.20) • Cristo para os estudantes do mundo, e os estudantes do mundo para Cristo.” —Luther Wishard • “Eis-me aqui. Envia-me!” —Isaías (Isa 6.8) • “Devemos ser cristãos globais com uma visão global porque o nosso Deus é um Deus global.”— —John Stott Não não faltam de exemplos inspiradores de pessoas que descobriram modos de usar seu tempo, talentos e recursos para o reino. E contar essas histórias podem nos ajudar a mostrar aos outros como é o Estilo de Vida do Cristão Mundial. No entanto, a melhor maneira é ser a história! Exemplifique o que significa amar os não alcançados com atividades práticas todas as semanas. Logo você terá suas próprias histórias incríveis para contar! Nós realmente vivemos um momento emocionante de renovação do Evangelho, em um mundo onde Deus está trabalhando e pessoas estão sendo salvas.Vamos mobilizar com uma mensagem de vitória e alegria. Deixe o desejo de fazer parte de algo grande conduzir todos os crentes a uma obediência fiel à Grande Comissão.
  • 22. Lição 3 // A URGÊNCIA DA MOBILIZAÇÃO 16 • “Se Jesus Cristo é Deus e morreu por mim, então nenhum sacrifício que eu faça por Ele, é grande demais” —C.T. Studd • “Temos toda a eternidade para celebrar nossas vitórias, mas apenas uma hora antes do pôr do sol para ganhá-las.” —John Moffett • Em resposta à pergunta se os perdidos que não ouviram o Evangelho serão salvos: “É mais uma questão de se nós, que temos o Evangelho e falhamos em dá-lo àqueles que não o têm, podemos ser salvos.” —C.H. Spurgeon • “O Evangelho só será boas novas se ele chegar a tempo.” —Carl F.H. Henry • “Falamos sobre a segunda vinda; metade do mundo nunca ouviu sobre a primeira.”—Oswald J. Smith • “Para você é coisa pequena demais ser meu servo para restaurar as tribos de Jacóe trazer de volta aqueles de Israel que eu guardei.Também farei de você uma luz para os gentios, para que você leve a minha salvaçãoaté os confins da terra” —Deus (Isa 49.6) • “Deus nos tem mostrado mais e mais que não há cristianismo autêntico que não tenha um senso de urgência com relação ao evangelismo.” —Pastor John Piper
  • 23. Lição 3 // A URGÊNCIA DA MOBILIZAÇÃO 17 VÁ À PALAVRA Se há uma urgência em missões, então há uma urgência na mobilização. Leia João 4.34-36 e Lucas 10.2-3. De acordo com João 4, quais eram algumas das forças motivadoras por trás da urgência de Jesus para que o Evangelho fosse pregado? Em Lucas 10. 2, Jesus nos diz: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita”. Então, no versículo 3, Jesus envia seus discípulos para a seara. Por que você acha que Jesus começou dizendo aos Seus discípulos que orassem? O que a oração tem a ver com a criação de um senso de urgência em missões? MOBILIZE Vá para joshuaproject.net e selecione um povo não alcançado. Pesquise alguns fatos básicos sobre eles. Onde eles vivem? Qual é a sua religião? Qual a língua que eles falam? Será que eles têm acesso à Bíblia em sua língua? Escreva três fatos interessantes sobre esse grupo de pessoas em um cartão e traga-o para compartilhar com o grupo na próxima lição. Escolha uma citação da seção Discuta que você considerou inspiradora ou convincente e coloque-a em um lugar onde você a possa ler diariamente. Pode ser ao lado de sua cama ou escrivaninha, na base de seu telefone ou no espelho de seu banheiro. Faça trocas a cada semana para manter um senso de urgência novo para alcançar os não alcançados. ORE Ter um senso de urgência ajuda a motivar a igreja a agir. Passe algum tempo em oração pedindo a Deus para incutir em seus corações um senso de urgência para ver as nações alcançadas com o Evangelho. Peça a Ele para ajudá-lo a ensinar outros a terem um senso de urgência que os leve a uma participação ativa em ministérios pioneiros.
  • 24. Lição 4 // Mobilizando a partir das Escrituras 18 A JANELA 10/40: 67% DA POPULAÇÃO DO MUNDO 82% DOS POBRES DO MUNDO 97% DOS POVOS NÃO ALCANÇADOS DO MUNDO
  • 25. “ENTÃO LHES ABRIU O ENTENDIMENTO, PARA QUE PUDESSEM COMPREENDER AS ESCRITURAS.E LHES DISSE: “ESTÁ ESCRITO (NO ANTIGO TESTAMENTO) QUE O CRISTO HAVERIA DE SOFRER E RESSUSCITAR DOS MORTOS NO TERCEIRO DIA, E QUE EM SEU NOME SERIA PREGADO O ARREPENDIMENTO PARA PERDÃO DE PECADOS A TODAS AS NAÇÕES, COMEÇANDO POR JERUSALÉM.” —LC 24.45-47 Lição 4 // Mobilizando a partir das Escrituras 19 LIÇÃO 4 MOBILIZANDO A PARTIR DAS ESCRITURAS Vários anos atrás, eu estava sentado em um café lendo a Palavra. Quando abri minha Bíblia, encontrei um marcador que um amigo tinha me dado anos antes. Impressa no marcador estava a “Base Bíblica de Missões”, seguida por uma longa lista de passagens bíblicas. Decidi seguir o conselho do meu amigo e ler todos os versos de uma só vez.Abri minha Bíblia na primeira passagem, Gênesis 12. 1-3, e comecei a ler. Meia hora mais tarde, depois de ler Apocalipse 7.9, fechei minha Bíblia e permaneci em silêncio por alguns minutos, no temor de Deus e no Seu amor pelas nações. Neste ponto da minha vida e ministério, eu vinha mobilizando os outros há vários anos. Entendia a base bíblica de missões e tinha ensinado a outras pessoas em várias ocasiões. Mas quando me sentei e li todos estes versos de uma vez, fiquei maravilhado com a unidade do propósito de Deus.Aquilo me entusiasmou e fez com que eu tivesse o desejo de compartilhar com os outros. O desejo de Deus em alcançar todas as tribos, línguas e nações não é apenas um tema da Bíblia - é o tema. Entrelaçada ao longo dos 66 livros da Bíblia está a mensagem de redenção de que Deus deseja encher a terra com Sua glória. E desde o início, o plano de Deus nos incluiu. A base bíblica de missões é a base a partir da qual mobilizamos o corpo de Cristo. Se alguém está pregando diante de muitos, ensinando alguns, discipulando um grupo seleto ou até mesmo compartilhando enquanto toma café, um mobilizador precisa ser capaz de conduzir cristãos através da Bíblia e mostrar-lhes que de Gênesis a Apocalipse, Deus está em missão. Queremos mostrar-lhes que a missão não só permeia a Bíblia, mas é a cola que une as histórias de todos os 66 livros. Como mobilizadores, devemos demonstrar, além de qualquer dúvida, que a nossa paixão, motivação e objetivo estão completamente enraizados nas Escrituras.As Escrituras nos ensinam, nos guiam e são a autoridade final sobre todas as coisas, até mesmo sobre a mo- bilização.A Palavra de Deus deve ser sempre o nosso recurso mais importante para informar e convidar os cristãos a se unirem a Deus em Sua missão. Portanto, devemos ser hábeis em abrir as Escrituras aos cristãos para que eles possam ver e ouvir a paixão e a missão que Deus tem para todas as pessoas. Para alguns cristãos isso significará ler novos versículos e histórias bíblicas que nunca leram antes para ver o coração de Deus para todos os povos. Mas para muitos, simplesmente vai significar ler histórias familiares e reconhecer a implicação global. Não impomos nossas idéias sobre as Escrituras, mas à medida que mantemos nossos olhos abertos para a missão de Deus, as histórias e os versículos se tornam evidentes.
  • 26. Lição 4 // Mobilizando a partir das Escrituras 20 Deus ama falar através de Sua Palavra.Talvez, com muita frequência não Lhe damos oportuni- dades suficientes para fazer isso. Certamente, há um lugar para informações e estatísticas, mas devemos deixar a Palavra de Deus nos informar, falar conosco e nos impelir a agirmos. Então, quais são as ideias bíblicas fundamentais e centrais que o mobilizador precisa entender, a fim de ensinar eficazmente a base bíblica de missões? Abaixo estão quatro temas principais: 1. A Natureza da Missão —Missões originou-se no coração de Deus. Não é algo que decidimos fazer para Deus, mas Deus revela o Seu propósito para nós, para que possamos ter um papel criativo em Sua missão. Não se engane –não iniciamos missões, nem vamos consumá-la. 2. O Fio Global—Missões é mais do que uma coleção de textos que comprovam versículos isolados, mas sim, a narrativa condutora das Escrituras. De Gênesis a Apocalipse, Deus tem revelado através da Sua Palavra O seu desejo de alcançar a todas as nações, tribos, povos e línguas. Chamamos essa continuidade de Fio Global. Um exemplo pode ser encontrado no final desta lição, bem como em outros versículos no apêndice. 3. A Glória de Deus—Encher a terra com a glória de Deus é a razão pela qual missões existe. Plantar igrejas e levar os outros a Cristo é como trazer a glória de Deus para as nações. Missões não é salvar almas, mas sim a adoração que elas trazem para o nosso Senhor. Quanto mais estudamos a Palavra de Deus com a Sua glória em mente, mais vamos ver que missões não é sobre nós ou sobre o que fazemos. Devemos sempre lembrar que Deus e Sua glória são o objetivo final. “Todas as nações que tu formaste virão e te adorarão, Senhor, e glorificarão o teu nome.” (Salmo 86.9). 4. O Papel do Crente—Enquanto missões diz respeito à glória de Deus e não ao trabalho do homem, Deus designou o homem para ser Seu instrumento escolhido. Portanto, ensinar a base bíblica mostra aos crentes como eles são importantes no cumprimento do plano de Deus. Queremos incutir nas pessoas que mobilizamos a convicção de assumir responsabilidade pessoal para ajudar a completar a Grande Comissão. Essencialmente, queremos que eles se perguntem, à luz desta convicção, “A visão que tenho para minha vida é grande o suficiente?” A visão de Deus para o Seu Filho Jesus Cristo está registrada em Isaías 49.6 “Ele diz: “Para você é coisa pequena demais ser meu servo para restaurar as tribos de Jacó e trazer de volta aqueles de Israel que eu guardei.Também farei de você uma luz para os gentios, para que você leve a minha salvação até os confins da terra”. Se a visão de um crente para a sua vida, família e ministério não inclui as nações, então não é grande o suficiente. Se ele acredita que missões é exclusivo para aqueles que foram chamados especificamente, então não é grande o suficiente. O Pastor John Piper diz isso melhor quando diz: “A maneira como um crente vê o seu papel em relação a missões no mundo dependerá de sua visão de Deus e do jeito que ele vê o homem. E isto, por sua vez, depende fundamentalmente de sua compreensão das Es- crituras e, secundariamente, de sua consciência de nossa situação global contemporânea”. Nesta lição, nós nos concentramos na base bíblica. Na próxima lição, nós o ajudaremos a ficar mais atento ao mundo e a entender o mo- tivo pelo qual acreditamos que os mobilizadores devem enfatizar os menos alcançados, os não alcançados e os não engajados. DISCUTA Quais versículos e histórias bíblicas são mais significativos para você com relação à missão global de Deus? Em sua opinião, dentre os que você viu, quais são os mais impactantes para as pessoas?
  • 27. Lição 4 // Mobilizando a partir das Escrituras 21 Com tanta narrativa bíblica chamando tanto a igreja local quanto crentes individuais para se enga- jarem em missões mundiais, por que tão poucos as consideram um tema central? Leia o Salmo 46.10. Muitos cristãos ao redor do mundo podem recitar a primeira metade deste versículo de cor, mas não sabem a segunda metade.Você consegue pensar em outros versículos ou histórias bíblicas onde o tema de missões esteja presente, mas é ignorado? O que você acha que são os aspectos importantes de compartilhar o base bíblico de missões? VÁ À PALAVRA Leia o Salmo 67 em grupo. Quantos de vocês conhecem o Salmo 67.1? Quantos de vocês estão familiarizados com o versículo 2? Qual a semelhança entre o Salmo 67.1-2 e o Salmo 46.10? Conte o número de vezes que as palavras nações, terra ou povos aparecem no Salmo 67. Por que você acha que o salmista escolheu repetir estas palavras? MOBILIZE Comece memorizando Gênesis 12.1-3; Salmo 46.10; Isaías 49.6; Mateus 28.19-20; e Apocalipse 5.9.Tente memorizar todos os cinco versículos antes da Lição 7. Comprometam-se em ligar uns para os outros todas as semanas para prestação de contas para a memorização destas passagens. Você usará estes versículos na Lição 7 para desenhar um diagrama compreensivo, “A Janela para as Nações”, que explica os três passos para a mobilização sobre a qual você está aprendendo neste estudo. Esta ilustração será uma maneira simples e eficaz para começar uma conversa que desafie seus amigos a pensarem globalmente. Separe de 30 a 40 minutos esta semana para ler os versículos abaixo que oferecem uma pequena visão do que é Global.Viaje através das Escrituras. Faça isso de uma vez só, sem interrupção. Reflita no tema destas passagens e escreva dois ou três de seus pensamentos.Traga-os na próxima reunião e compartilhe-os com o grupo.
  • 28. Lição 4 // Mobilizando a partir das Escrituras 22 Gn 1.28 Gn 9.1 Gn 11.1-9 Gn 12.1-5 Gn 26.3-4 Gn 28.13-15 Dt 4.5-6 Js 2.9-11 1Sm 17.45-56 1Rs 10.23-24 Sl 67.1-7 Dn 3.28-29 Is 49.6 Ml 1.11 Mt 24.14 Mt 28.18-20 Lc 4.42-43 At 1.8 Rm 1.5 Rm 15.20 Ap 5.9 Ap 7.9-10 ORE Passe tempo orando para que Deus fale com você através de Sua Palavra e lhe mostre a vasta extensão de Sua visão global. Ore para que sua visão para sua vida, sua família e sua igreja seja tão grande quanto a visão de Deus. Ore para que Deus prepare você, sua família e sua igreja para descobrir e desempenhar o papel mais estratégico na missão de Deus para alcançar todos os povos. NÃO ALCANÇADOS: MENOS DE 2% DE CRISTÃOS NÃO ENGAJADOS: ZERO CRISTÃOS E ZERO IGREJAS CONHECIDAS TENTANDO ALCANÇÁ-LOS
  • 29. “AGORA PERCEBO QUE DEUS JÁ ESTÁ LÁ FORA TRABALHANDO ENTRE OS NÃO ALCANÇADOSÇ E ELE ESTÁ ME CHAMANDO PARA UNIR-ME A ELE”. — UM JOVEN CRENTE NIGERIANO Lição 5 // Mobilizando para os Não alcançados 23 Agora é o momento para mobilizadores em todo o mundo fazer soar a chamada para que o corpo de Cristo priorize missões entre os não alcançados! Hoje, precisamos de seguidores de Deus com discernimento, assim como os “homens de Issacar” em 1 Crônicas 12.32. Eles entenderam as épocas, eles entenderam o que Deus queria fazer em Israel e mobilizaram todas as suas famílias e tribo para atingir esse objetivo. O que seria necessário para que pudéssemos mobilizar a Igreja global com o objetivo de completar a Grande Comissão? Na próxima lição, vamos aprender passos práticos para mobilizar os outros em seu papel estratégico no propósito mundial de Deus. Mas, primeiramente, precisamos entender as nossas próprias épocas e a situação atual do mundo de Deus, para que saibamos o que Deus quer que façamos. Como cristãos, somos filhos e filhas na família adotiva de Deus.Temos a bênção de sermos reconciliados com Deus por meio de Cristo, a oportunidade de estar diante de Deus diaria- mente para a renovação e o poder do Espírito Santo que habita dentro de nós. Mas ponha-se no lugar de alguém hoje, que está vivendo sem acesso a Jesus. Você está vivendo na janela 10/40, mas você não tem idéia do que isto seja.Você nunca ouviu falar no nome de Jesus, por isso a ideia de que você é um não alcançado nunca passou pela sua cabeça. Não há igreja onde você possa ir no domingo de manhã para ouvir o Evangelho. Não há livrarias onde você possa comprar uma Bíblia. Não há cristãos aos quais você possa se dirigir e perguntar sobre a esper- ança deles em Cristo e não há nenhum esforço missionário centralizado para alcançar você. Você está vivendo em um mar de gente, como um entre milhões. Ninguém está tentando compartilhar com você a verdade de salvação que dá vida.Você está totalmente separado do Evangelho.Você não tem acesso. NOSSA RESPONSABILIDADE COMO IGREJA DE DEUS É o chamado de cada crente desempenhar seu papel estratégico para levar a esperança do Evangelho àqueles que não têm esperança. Paulo, que se concentrou em levar o Evangelho aos não alcançados de sua época, nos descre- veu como “embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso intermédio” (2Co 5.20). Deus escolheu alcançar Seu mundo através de nós, Sua igreja. Como mobilizadores, celebramos com cada um que trabalha com Cristo em nome de Sua igreja.Também reconhecemos o desequilíbrio entre aqueles que trabalham entre povos que já têm acesso ao Evangelho e aqueles que não têm acesso. Nós nos alegramos porque, em média, aqueles na parte alcançada do mundo ouvem o Evangelho pregado, de uma forma ou de outra, mais do que uma vez por dia. Ao mesmo tempo, contudo, uma vasta maioria de 2,91 bilhões de pessoas que são “não alcançadas” não conhece ninguém que conheça alguém que conheça a LIÇÃO 5 MOBILIZANDO PARA OS NÃO ALCANÇADOS
  • 30. Lição 5 // Mobilizando para os Não alcançados 24 Jesus.A questão não é que a igreja local seja passiva em alcançá-los, mas sim que não há igreja local para alcançá-los. Eles vivem a vida inteira sem nunca encontrar um seguidor de Cristo, nunca ver a alegria deles, nunca sentir o amor deles e nunca receber uma oração deles. Não é uma questão de quem merece ouvir o Evangelho porque Deus deseja que todos se arrependam (2 Pedro 3.9). Em vez disso, é uma questão de acesso ao Evangelho. Não é que meu vizinho perdido seja mais ou menos perdido, ou mais ou menos valioso para Deus do que a pessoa que vive em uma cidade no norte da Índia. Entretanto, meu vizinho não salvo está rodeado por pessoas que podem compartilhar Cristo com ele. Meu vizinho não salvo, provavelmente, passa por dezenas igrejas no seu caminho para o trabalho ou escola. Mas o homem ou a mulher no norte da Índia não passa por nenhuma igreja no seu caminho para o trabalho nem tem nenhum amigo ou vizinho que possa compartilhar o Evangelho com eles. Eles não têm acesso. PRINCIPAIS RELIGIÕES MUNDIAIS Para nos ajudar a entender e a ensinar os outros, organizamos os perdidos no mundo todo em cinco mega-grupos, que podem ser lembrados usando o acróstico THUMB. Ele nos dá um retrato dos esforços atuais da igreja no envio de obreiros cristãos para alcançar o mundo com a bênção da esperança e salvação através de Jesus. A declaração de Jesus em Atos 1.8 não diz “primeiramente alcancem Jerusalém, e depois a Judeia e Samaria, e então alcancem os confins da terra”. A estrutura gramatical claramente mostra que é uma declaração do tipo tanto/e. Biblicamente, temos a respons- abilidade e a autorização para todas as três localidades. Nem todos vão, mas todos têm que desempenhar sua parte para alcançar aqueles que não têm acesso! Da mesma forma que o Espírito Santo deu autoridade à igreja primitiva, o corpo de Cristo pode receber autoridade hoje para levar a mensagem de salvação a todos os povos durante nossa vida. Os primeiros discípulos de Jesus entenderam o Mundo de Deus e a maioria deles passou a vida pregando onde o Evangelho não era conhecido. Eles pregaram e foram martirizados entre 1200 a 3100 km longe de Jerusalém (uma distância longa para se caminhar). Eles viajaram a lugares tão distantes quanto o sul da Etiópia, a maior parte do norte da África, através do Império Romano, subiram para as Ilhas Britânicas, atravessaram a Arábia, entraram na Pérsia e chegaram até mesmo à Índia! Fizeram isso concentrando sua atenção, recursos e pessoal para tornarem-se uma bênção para todos os povos. Muitos outros seguiram seus passos ao longo da história e agora passaram o bastão à nossa geração de seguidores de Cristo. Como mostraremos que somos capazes de completar o restante da tarefa durante nossa vida? Hoje, o cristianismo evangélico é o grupo religioso que mais rapidamente cresce, com 546 milhões de adeptos no mundo todo. Como corpo de Cristo, temos as pessoas, os recursos em nossas mãos, e o mais importante, o Espírito Santo nos dando autoridade enquanto trabalhamos para completar a comissão de Jesus deixada para nós! Podemos alcançar os não alcançados. Podem- os engajar os não engajados. Mas a tarefa é para todos os seguidores de Jesus na igreja global para serem mobilizados a desempenhar o seu papel estratégico no cumprimento da Grande Comissão de Deus. Tribal 60 obreiros transculturais para cada 1 milhão de pessoas Hindu 2 obreiros transculturais para cada 1 milhão de pessoas U (Sem religião) 12 obreiros transculturais para cada 1 milhão de pessoas Muçulmano 6 obreiros transculturais para cada 1 milhão de pessoas Budista 13 obreiros transculturais para cada 1 milhão de pessoas
  • 31. Lição 5 // Mobilizando para os Não alcançados 25 DISCUTA Depois de olhar para este quadro destacado no texto, esses números o surpreendem? Como você se sente quando pensa sobre as pessoas ao redor do mundo que são como você, sua família e seus amigos, exceto pelo fato de que eles não têm acesso viável a Jesus? A informação raramente traz transformação à vida de alguém. Contudo, a informação correta, junta- mente com a revelação de Deus, esta sim transforma. Como podemos usar as Escrituras e a situação do mundo para ajudar a mover as pessoas da crença para a convicção? Como você responderia a alguém que dissesse “Sim, mas nós não precisamos de missionários em nossa própria cidade e país também?” VÁ À PALAVRA Leia Romanos 10.9-15 e 15.18-24. Logo depois das famosas palavras de Paulo em 10.9-10 sobre salvação, no que ele imediatamente se concentrou nos versículos 13-15? Quem ele deseja alcançar?Quem ele quer que se envolva? Em Romanos, capítulo 15, Paulo cita versículos do Antigo Testamento afirmando que Deus sempre desejou que os gentios (todos os grupos étnicos fora do povo de Israel) fossem salvos. Baseado em 15.18-24, discuta a quem Paulo queria ministrar, onde ele queria ir e por quem ele queria ser envia- do.À luz do versículo 20, o que Paulo quis dizer na primeira metade do verso 23? Que perspectivas adquirimos baseados na atitude de Paulo com relação a missões?
  • 32. Lição 5 // Mobilizando para os Não alcançados 26 QUASE 2.000 LÍNGUAS NÃO TÊM UMA TRADUÇÃO DA BÍBLIA MOBILIZE Memorize o acróstico THUMB e quantos obreiros transculturais há por milhão para cada gru- po religioso. Volte para o povo que você começou a pesquisar na Lição 3, ou escolha um povo não alcançado diferente. Desta vez, faça uma pesquisa um pouco mais profunda.Tente encontrar algumas estatísti- cas convincentes, histórias ou outras informações que descrevam este povo em particular que você acha que ajuda a ilustrar a situação atual do Mundo de Deus.Anote o que você encontrar e traga para a reunião da próxima semana. ORE Ore para que Deus lhe dê Seu coração, paixão e desejo por aqueles que nunca ouviram de Jesus para serem apresentados à esperança e à salvação que são encontradas através dele. À medida que seu coração é transformado à semelhança do coração de Deus, ore para que o Espírito Santo o use para despertar essa mesma transformação nos outros. A necessidade é grande e urgente. Ore pelos perdidos de todo o mundo para que ouçam de Jesus e para que a Igreja mobilize seu tempo e recursos, de acordo com o coração de Deus e da grande necessidade.
  • 33. “EXISTE UM VAZIODO SEU TAMANHO NA GRANDE COMISSÃO. ENCONTRE-O E PREENCHA-O!” —PATRICK JOHNSTONE Lição 6 // Mobilizando para Práticas Estratégicas 27 Deus estende o convite e coloca um chamado na vida de cada cristão para ser uma parte de Sua história global no alcance de todos os povos da terra com o Evangelho.Alguns cristãos desempenham melhor sua parte nesta história trabalhando no campo missionário, mas isso é apenas um entre muitos papéis que Deus planejou para o Seu povo exercer. Relembre a Lição 1, quando fizemos a com- paração entre mobilização missionária e tropas para a guerra. Enquanto alguns soldados estão trabalhando arduamente na linha de frente de batalha, há pelo menos uma dúzia de pessoas trabalhando nos bastidores para apoiá-los em seu trabalho. Os soldados não podem obter sucesso em sua missão sem que pessoas exerçam os papéis nos bastidores na área de administração, tecnologia, comunicação, recursos humanos e muito mais. O mesmo é verdadeiro para missões. Deus criou cada um de nós com talentos, habili- dades, dons e capacidades que podem ser aproveitados para cumprir papéis específicos no alcance de todas as pessoas com o Evangel- ho-quer signifique trabalhar na linha de frente ou servir exercendo papéis estratégicos na base da missão. Cristãos Mundiais são crentes que perceberam que têm um papel a exercer na expansão do Reino de Deus na terra. Eles se comprometeram a viver suas vidas de tal maneira que seus objetivos primários, seu foco e desejo são ver Deus receber a glória que Ele merece de todos os povos da terra. Eles canalizam seu tempo, dinheiro, carreiras, decisões, sonhos e outras coisas para o papel específico que Deus criou para eles exercerem dentro de Seu plano para glorificar Seu nome entre as nações. A BASE DA CULTURA DO CRISTÃO MUNDIAL O fundamento crucial para a criação da cultura de Cristãos Mundiais é o entendimento do que seja missões. Cremos que não há maior obra do que a obra para ver Deus receber glória de todos os povos.A Bíblia apresenta como uma grande narrativa, a história de como Deus está em missão para redimir toda a humanidade para Si. Jesus realizou a obra da redenção e depois escolheu trabalhar através de Seu povo, a igreja, para pregar esta redenção a todas as nações. Sua intenção em nos redimir não foi apenas para que pudéssemos ter um relaciona- mento pessoal com Ele, mas também para que pudéssemos nos unir a Ele em Sua missão. Desta maneira, através de nossas vidas e, consequen- temente, através das vidas de muitos outros, Deus recebe a glória que Ele merece. Quando entendemos este fundamento, ele nos ajuda a perceber o grande valor da causa e alinharmos nossa existência com ele. Quando percebemos que todos nós temos um papel a desempenhar no plano de Deus, podemos então direcionar nossos corações aos propósitos de Deus e começar a dedicar nossos talentos, interesses e carreiras para Sua glória. ESTILO DE VIDA DO CRISTÃO MUNDIAL Então, como isso funciona na prática? Identifi- camos cinco maneiras pelas quais os Cristãos Mundiais estão envolvidos na Grande Comissão. Estas cinco práticas são o resultado natural de qualquer cristão que ajuste a sua existência ao propósito de ver Deus glorificado entre LIÇÃO 6 MOBILIZANDO PARA PRÁTICAS ESTRATÉGICAS
  • 34. Lição 6 // Mobilizando para Práticas Estratégicas 28 as nações. 1. Orando pelas Nações—O mais fundamental dos cinco hábitos de um Cristão Mundial é a oração. Na verdade, é o movimento e a obra de Deus em todo o mundo para os quais Ele convidou Sua Igreja a participar e, que sem o Seu poder, nosso trabalho torna-se nada.Todo Cristão Mundial deve orar pelas pessoas perdidas de todas as religiões e nações diferentes, obreiros transculturais trabalhando nessas nações, e pelo avanço do Reino de Deus em todo o mundo.A necessidade de Jesus para acabar com a violência, a opressão, a exploração e a tirania em todo o mundo requer intensa oração. Orar pelas nações vai mudar sua vida e o mundo.Veja uma lista de recursos de oração por missões no apêndice. 2. Indo às Nações—Deus deseja usar Sua Igreja no processo do avanço de Seu Reino e do estabelecimento da presença do Evangelho de Jesus Cristo em lugares onde Sua verdade ainda não é conhecida. Ir é responder ao convite de Deus para entrar no ministério transcultural como um plantador de igreja, homem de negócios, obreiro promotor de justiça social, etc. Deus escolheu Seus filhos para serem embaixa- dores de Seu Evangelho, e embaixadores devem ir. Ir pode significar vender tudo que você possui e mudar com toda a família para outro país. Ou pode significar ir por um período mais curto de tempo. Quer você vá por uma semana, um ano, ou mais tempo, a questão é ir! 3. Enviar Obreiros às Nações—Enviar é po- tencializar a carreira de alguém, seu dinheiro, habilidades e influência para enviar e apoiar pessoas envolvidas no ministério transcultural. Enviar é apoiar através da oração, finanças, logística, encorajamento, etc. Enviadores são as redes de apoio de cada obreiro transcultural – um grupo de pessoas que são preparadas para sustentá-los em tempo de celebração como também em tempo de necessidade. Enviar é um papel crucial na potencialização da vida de alguém para sustentar a obra daquele que vai (Romanos 10.15). 4. Acolhendo as Nações—Em um mundo cada vez menor, um hábito do Cristão Mundial frequentemente negligenciado é o de acolher os estrangeiros que vivem em sua terra natal. Quando não podemos ir às nações, frequentemente Deus as traz para nós. Quer você viva em uma grande cidade ou em uma pequena, é provável que você esteja vivendo perto de um estudante internacional, um trabalhador imigrante ou talvez até mesmo de refugiados.Ao convidar estrangeiros para participar de sua vida, você terá uma chance de compartilhar o Evangelho com alguém que pode nunca ter tido acesso a ele antes de conhecer você. Sem nunca sair de seu país, você pode desempenhar um papel no plano de Deus para redimir pessoas de todos os povos da terra. 5. Mobilizando Outros para as Nações— A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Infelizmente, muitos cristãos vivem a maioria de seus anos na igreja sem nunca perceber que eles têm papéis a desempenhar em algo muito maior do que eles mesmos. O trabalho do mobilizador é direcionar estas pessoas que conhecem a Jesus para seus papéis vitais de alcançar aqueles que não conhe- cem Jesus. Mobilização é algo que todos nós podemos ter como estilo de vida. De alguma forma, todos nós já somos mobilizadores; isto é, o que quer que amemos, nós inevitavelmente tentamos fazer com que os outros amem também. Seja um filme, um brinquedo, uma ferramenta, um local de ferias, nós falamos às pessoas sobre o que amamos e queremos que elas fiquem entusiasmadas da mesma forma que nós. Deus faz isso também. Ele é entusiasmado e apaixonado por alcançar aqueles que nunca ouviram o Evangelho e Ele ama quando nós nos motivamos também! Mobilizar pessoas para os não alcançados é simplesmente compartilhar do entusiasmo de Deus e nosso de tal forma que eles não possam deixar de adquirir nossa paixão pela glória de Deus e querer se envolver no processo de espalhá-la para todos os povos. Desta maneira, todos nós podemos mobilizar. Seja mobilizando uma pessoa por ano, cem ou mil, todos nós podemos facilmente tornar o ministério de mobilização parte de nossos estilos de vida. A DIFERENÇA PRÁTICA A meta da mobilização é mudar as convicções dos crentes para que, em todos os momentos da vida, suas prioridades e estilo de vida reflitam o coração de Deus por todas as nações. Alguns, ativamente, farão todas as cinco
  • 35. Lição 6 // Mobilizando para Práticas Estratégicas 29 práticas ao mesmo tempo, mas muito provavel- mente haverá momentos na vida quando as pessoas participarão em duas ou três dessas práticas muito mais do que os outros. Contudo, teremos falhado se as pessoas escolherem uma prática apenas para que elas possam fazer um X em seu quadro de “missões” e então pararem de participar da missão global de Deus. É por essa razão que enfatizamos a cultura do Cristão Mundial em vez de apenas fazer com que as pessoas assinem um compromisso de viver em outro país. Deus deixou ao Seu povo uma tarefa complexa e há muitos papéis a serem ocupados. Através do estabelecimento da cultura do Cristão Mundial entre nossas igrejas, veremos inúmeros crentes levantando-se para encontrar seu papel estratégico e trabalhando em equipe. Eles se unirão em prol do avanço do Reino de Deus por todo o mundo de forma sustentável e poderosa. É uma mudança de paradigma que causará um impacto eterno nas vidas dos cristãos na Igreja de hoje. Mobilização diz respeito a modelar estas práti- cas do Cristão Mundial e convidar outros para entrarem em nossas vidas e unirem-se a nós para fazerem o mesmo. Nosso exemplo, mais do que palavras, irá impulsionar e capacitar outros a unirem-se a este estilo de vida.Ao andar com pessoas por esta jornada, podemos ajudá-las a estabelecerem metas atingíveis para que permaneçam interessadas, cresçam em seu entusiasmo e comecem a mudar sua rotina semanal para refletir o coração de Deus pelo mundo. Através de nossas palavras e ações, podemos inspirar nossos irmãos a reconhecerem o grande e nobre propósito de buscar a glória de Deus entre as nações. Quando obtivermos sucesso em ajudar cristãos a verem suas vidas como um pa- pel a desempenhar na história global de Deus, teremos estabelecido uma cultura de Cristão Mundial que afetará o cristão por toda a vida. Então, poderemos observar como esta mudança se espalha através da igreja, estabelecendo um movimento de cristãos que estejam alinhando suas vidas com a história da redenção de Deus por todo o mundo. DISCUTA À medida que você discute cada um dos cinco hábitos de um Cristão Mundial, crie brainstorm para que você possa começar a praticar cada um deles. ORAÇÃO PELAS NAÇÕES Quais são as maneiras que o ajudarão a orar mais regularmente, com mais informação e mais apaixonadamente pelos não alcançados? De que modo você pode convidar outros a se unir a você? De que outras formas criativas você pode focar suas orações nos não alcançados? Considere a pos- sibilidade de encontrar a foto de alguém de um povo não alcançado e coloque-o em seu telefone ou computador. Use-a como um lembrete para orar por esse povo cada vez que você olhar para a foto. INDO ÀS NAÇÕES Quais são as descrições estereotipadas de “missionário” em sua igreja, sua geração e sua cultura? O que é verdade e o que não é verdade nessas descrições?
  • 36. Lição 6 // Mobilizando para Práticas Estratégicas 30 Como você ou outros que você conheça poderiam participar do ir? Considere fazer uma viagem de fim de semana para uma área com povos não alcançados.Tente conhecer algumas das pessoas lá para aprender sobre elas e sua cultura. Quem você gostaria de levar com você? ENVIANDO OBREIROS PARA AS NAÇÕES Enviar é um papel multifacetado. De que formas criativas você poderia apoiar regularmente, encora- jar e participar nas vidas dos que vão? Considere a possibilidade de escrever uma carta de encoraja- mento para o mesmo missionário uma vez ao mês. Quem você poderia desafiar para acompanhá-lo no apoia financeiro de um missionário? ACOLHENDO AS NAÇÕES Quais grupos de estrangeiros estão em sua região? Onde fica a mesquita mais próxima, o templo budista ou hindu mais próximo? Como você, seus amigos e sua igreja poderiam interagir e ministrar aos internacionais e a suas necessidades? Por exemplo, quando você sai para comer fora, ir a um restaurante étnico, e fazer amizade com os proprietários. MOBILIZANDO OUTROS Quais são algumas das maneiras mais eficazes que você encontrou para fazer com que as pessoas fiquem entusiasmadas a respeito do coração de Deus para todas as nações? Considere o uso de mídias sociais para mostrar o coração de Deus para os não alcançados.
  • 37. Lição 6 // Mobilizando para Práticas Estratégicas 31 VÁ À PALAVRA Leia 1 Coríntios 12.12-26 e discuta as seguintes questões: Como esta passagem se relaciona com a compreensão da importância de todos os aspectos do estilo de vida do Cristão Mundial trabalharem juntos? Invariavelmente, sempre que alguém ensina sobre missões, muitas pessoas que estão escutando pensarão que a mensagem não se aplica a elas porque elas “não foram chamadas para missões”. Como podemos usar esta passagem para ajudar uma pessoa a entender que seu papel na Grande Comissão é importante? MOBILIZE Antes de mobilizarmos outros para o Estilo de Vida de Cristão Mundial, precisamos avaliar nosso próprio estilo de vida. Identifique um ou dois dos hábitos com os quais você mais se entusiasma a respeito de crescimento e encontre uma coisa que possa fazer este fim de semana para melhorar nessa área. Escreva seu compromisso no espaço abaixo. Existe alguém que pode fazer isso com você? ORE Ore e peça a Deus que sua vida O glorifique acima de todas as coisas. Ore para que sua própria caminhada com o Senhor seja um exemplo de Estilo de Vida de Cristão Mundial para aqueles ao seu redor.
  • 39. “MOBILIZE-ME E EU MUDAREI MEU MUNDO!” —LEMA DE CAMPANHA PARA WORLD BICYCLE RELIEF Lição 7 // Mobilize! Como Começar 33 LIÇÃO 7 MOBILIZE! COMO COMEÇAR INICIE UM MOVIMENTO DE MISSÕES ONDE VOCÊ VIVE Você pode fazer diferença onde você vive! Como mobilizador, sua atenção deve focar nada menos que no início de um movimento de missões em sua região. Esta é a visão. Quem não gostaria de ser parte de um movimento que resultasse em crentes de todos os tipos, personalidades e habilidades conectados ao seu papel mais estratégico no cumprimento da Grande Comissão? Pode parecer muito, mas há duas coisas simples que você pode fazer hoje que o lançará na direção do início de um movimento de missões onde você vive. Não me entenda mal —o trabalho de um mobilizador pode parecer multifacetado e complexo. Mas se o foco estiver nestes dois princípios, isso trará simplicidade e clareza para sua visão e para os próximos passos. O trabalho de um mobilizador não é um fardo. É uma alegria quando você tem a perspectiva e as prioridades corretas. UNA-SE A DEUS NO TRABALHO O primeiro princípio para o início de um movimento de missões onde você vive é concentrar seus esforços onde Deus já está agindo. Em algum lugar em sua igreja, cidade, ou campus universitário, há cristãos como você que querem fazer diferença através de suas vidas. Estes crentes podem já estar pensando em ir às nações. Eles podem já estar orando pelas nações. Em algum lugar perto de você, sem dúvidas, pode haver algumas pessoas com a mesma mentalidade que já estejam prontas para formar uma equipe com você para iniciar um movimento de missões. O mobilizador individual rapidamente perde o entusiasmo e fica esgotado. Mas quando encontramos o lugar onde Deus já está agindo nos corações de outros crentes locais e unimos forças com eles, adquirimos um ímpeto e nos tornamos mais eficazes. Pode ser um pequeno grupo de estudo bíblico que esteja focado no coração de Deus pelas nações. Pode ser uma classe de Perspectivas ou Kairos. Pode ser uma igreja onde vários membros estejam fazendo viagens missionárias e aprendendo mais sobre ministério transcultural e estejam sonhando em causar um impacto maior ao redor do mundo. Pode ser em seu campus entre outros estudantes que amem e sirvam a Jesus. Comece onde houver uma paixão por Jesus e trabalhe a partir daí. Em outras palavras, ponha gasolina nos lugares onde as brasas já estão queimando. Vá onde já existir algo em desenvolvimento e conecte-se com um, dois ou três crentes lá. Compartilhe sua visão para o início de um movimento de missões. Faça um inventário dos bens e recursos que sua pequena equipe ou igreja tenham que possam ajudar a acelerar uma consciência missionária maior e elabore um plano. Não faça isso sozinho. Encontre parceiros, mentores e amigos que se importam com as mesmas coisas que você. Reúna-se com eles, ore com eles e comece a planejar. Se eles estiverem muito longe, use o Skype, email ou telefonemas. Marque horários regulares de reunião ou telefonemas quando sua equipe possa discutir um plano de mobilização para um público-alvo em particular.
  • 40. Lição 7 // Mobilize! Como Começar 34 MULTIPLICANDO MOBILIZADORES O segundo princípio é construir uma rede de líderes que você desenvolverá como mobiliza- dores. Pense na lógica disso por um instante. Se o seu objetivo é enviar mais e mais obreiros para a seara, então precisaremos de pessoas dedicando-se ao ministério de mobilzação de obreiros para a ação (lembre-se de Mobilização Funciona da Lição 1). Mas a questão natural é esta: se o mobilizador está desenvolvendo os que vão, os enviadores e os que recebem bem, quem está desenvolvendo os mobilizadores? Isto nos leva para o próximo nível de construção de um movimento de missões. Precisamos de mobilizadores que irão usar algum tempo de seu ministério para a tarefa de desenvolver outros mobilizadores em potencial. Esta é a chave para um movimento de missões de longo prazo e sustentável. Pense por um instante sobre o que aconte- ceria se não fosse assim. Se mobilizadores concentrassem-se apenas em desenvolver os que vão, os que acolhem e os enviadores, eles não se duplicariam e o trabalho ficaria totalmente a cargo de uma só pessoa. Em vez disso, quando mobilizadores desenvolvem outros mobilizadores, eles multiplicam-se várias vezes e o movimento é capaz de se expandir exponencialmente. Deixe-me ilustrar como o tempo destinado a despertar mobilizadores acelera a obra de maneira indizível! Você consegue imaginar qual seria o resultado se, anualmente, você ajudasse 4 pessoas a se tornarem Cristãos Mundiais; uma pessoa se tornando aquela que vai e outra se tornando uma mobilizadora - e assim, todos os anos, você e o novo mobilizador (ou mobilizadores) repetiriam o mesmo processo? Após 20 anos, haveria mais de 4 milhões de Cristãos Mundiais, 1 milhão de mobilizadores e 1 milhão de pessoas indo de encontro aos não alcançados! Imagine o impacto das nações para Cristo! Isto acontece quando um ministério torna-se um movimento. Este é o poder da multiplicação. E o resultado é um movimento de missões mais longo, mais saudável e mais sustentável. CINCO PASSOS As you apply these two guiding principles, there are five important developmental steps you will take. 1. Ore—O primeiro passo do mobilizador é alinhar seu coração com o propósito de Deus. Assim como Neemias, seu primeiro passo para a formação de uma estratégia deve começar com um tempo longo com o Senhor. Sincron- ize seu coração e paixão com Sua Palavra e Seu Propósito. Peça a Deus para dirigi-lo à medida que você conhece outros líderes e forma uma equipe. 2. Identifique-se—Descubra onde Deus já está agindo ao seu redor. Quem são essas pessoas com quem você pode se alinhar para orar e planejar uma estratégia de mobilização? Já existem estratégias em ação em sua comuni- dade à qual você possa se unir? Ou você precisa começar uma nova estratégia e construí-la do início? Encontre outros que tenham uma paixão pelo ministério transcultural. Construa relacionamentos. Construa sua rede. 3. Recurso—Aqui é onde seu planejamento começa a entrar ação. Determine qual será sua estratégia. Como você apoiará financeiramente os que vão, os mobilizadores, os que acolhem e os enviadores? Com que frequência você reunirá sua rede de líderes em crescimento? Quais recursos são os mais pertinentes para seu público alvo? Consiga a adesão de algumas pessoas-chave. Não carregue a estratégia sozin- ho. Finalmente, identifique a vitória. Em outras palavras, como você e sua equipe saberão que estão fazendo progresso? Quais são os seus critérios de sucesso? 4. Execute—Não tenha medo de falhar. Você, com certeza, dará passos em falso. Não permita que isso o desanime.Todos falham. Mas a característica distintiva de um bom líder é continuar a levantar-se e avançar. Permita-se ser você. Não se deixe dissuadir.Tenha certeza de que você está alinhado com o coração e o propósito de Deus. Ele está com você! 5. Desenvolva outros—Esta é a chave. À medida que você e sua equipe executam sua estratégia, você deve desenvolver líderes.
  • 41. Lição 7 // Mobilize! Como Começar 35 DISCUTA Onde em sua igreja ou comunidade Deus já está mexendo com as pessoas para se comprometerem com as nações? Como seria para você unir-se a Deus naquilo que Ele já está fazendo entre os cristãos em sua comunidade? Como você poderia unir alguns destes homens e mulheres para a elaboração de uma equipe de mobilização? Pense sobre o público-alvo mais natural para você e seu grupo. Qual é o público mais eficaz dentro do qual você pode colocar seu plano de mobilização em ação? Quais recursos você considera melhores para usar para este público-alvo em particular? Leve em consideração restrições de tempo, nível de educação, cultura e outras influências enquanto escolhe. Desenvolva outros mobilizadores. Convide-os para estarem juntos com você para que vejam como está mobilizando seu público-alvo. Desafie-os a fazer o mesmo. Leve-os através do material Mobilize! Deixe-os mobilizar em um público-alvo e fornecer feedback. Por fim, envie-os.Você vai se surpreender com a forma como Deus vai usar você para levantar outros mobilizadores. Em resumo, vá onde Deus está agindo e una-se a Ele lá.Atice as brasas de entusiasmo para missões onde você mora. Pesquise e se conecte com outros cristãos que pensam da mesma forma em construir uma equipe e identifique seu público-alvo para a mobilização – uma igre- ja, uma rede de igrejas, um campus universitário ou um ministério. Em seguida, construa uma rede de liderança de mobilizadores que possam ajudá-lo a executar um plano de mobilização. Familiarize-se com as ferramentas de mobi- lização e recursos como Perspectivas, Kairos, Descoberta, e outras ferramentas. Descubra quais ferramentas ou combinação de recursos melhor se ajusta a seu plano. Ore como louco! E Mobilize! E veja como seu impacto será grande sobre as nações!
  • 42. Lição 7 // Mobilize! Como Começar 36 VÁ À PALAVRA Leia Neemias 1. Descreva a reação de Neemias depois de receber notícias sobre o estado de sua terra natal. Por qual processo Neemias passou antes que fosse capaz de colocar um único tijolo no muro de Jerusalém? Descreva os passos que ele tomou. Como a situação de Neemias poderia formar um paralelo com a tarefa de um mobilizador que busca mexer com seu povo fazendo com que se engajem aos propósitos globais de Deus? MOBILIZE Comece trabalhando em um plano de Mobilização. Exemplo: escreva seus sonhos, faça um esboço de suas ideais de mobilização e faça uma lista de futuros passos práticos. Gaste mais tempo como equipe ou individualmente pensando a respeito das perguntas sobre estratégia deste capítulo. ORE Separe algum tempo agora para orar sobre seu próximo passo como mobilizador. Peça a Deus para ajudá-lo a formar uma equipe. Peça a Deus para fazer grandes coisas entre as nações em sua igreja, ministério ou escola. Lembre-se das palavras de William Carey, que disse: “Tente grandes coisas para Deus. Espere grandes coisas de Deus”.Tenha esta mesma fé. Deus está com você a cada passo do caminho. Mobilize!
  • 43. Faça o Compromisso 37 FAÇA O COMPROMISSO Capacitado e guiado pelo Espírito Santo, eu me comprometo a viver minha vida à luz da Mensagem de Deus, do Mundo de Deus e das Metas de Deus. Eu aceito a base bíblica para missões transculturais e continuarei a revisar e a estudá-la na Mensagem de Deus. Continuarei a aprender sobre os não alcançados, regozijando-me com os sucessos da igreja e me atualizando na tarefa de permanecer no Mundo de Deus. Comprometo-me a viver um Estilo de Vida de Cristão Mundial e a mobilizar outros a unirem-se nas Metas de Deus. COM A PERMISSÃO DEUS, SEREI EXEMPLO ATRAVÉS DE: • Oração regular pelos não alcançados • Aproveitamento das oportunidades para ir aos não alcançados quando o Senhor permitir • Participação no envio daqueles que vão aos não alcançados • Acolher estrangeiros próximos a mim • Busca de oportunidades ao meu redor para mobilizar outros para os não alcançados • Identificação, encorajamento, desenvolvimento e envio de outros mobilizadores Assinado Data
  • 44. Apêndice 38 APÊNDICE Tribal, Hindu, Sem Religião, Muçulmano & Budista COMO COMEÇAR TRANSIÇÃO 1: Comece perguntando a seu amigo se ele já ouviu falar sobre o Estilo de Vida do Cristão Mundial ou entende o que significa ser um Cristão Mundial. AÇÃO: Desenhe o diagrama da Janela com os quatro vidros no meio. Deixe o diagrama em branço por enquanto. EXPLICAÇÃO: Explique que ao usar esse diagrama, nós podemos entender melhor o propósito global de Deus e qual é nosso papel como seguidores de Cristo. A MENSAGEM DE DEUS AS METAS DE DEUS O MUNDO DE DEUS TRANSIÇÃO 2: Diga, “Mas, a fim de entendermos os propósitos globais de Deus e de nos unirmos a Ele da forma mais estratégica possível, há 3 áreas que precisamos entender. As 3 são: …” AÇÃO: Denomine a caixa do alto à esquerda de “a Mensagem de Deus,” a caixa do alto à direita “o Mundo de Deus,” e a caixa de baixo à esquerda “as Metas de Deus.” Deixe a caixa de COMPARTILHE A JANELA A janela é uma maneira excelente para compartilhar o que você aprendeu com Mobilize! Com um esquema simples, você pode compartilhar a Mensagem de Deus, o Mundo de Deus e as Metas de Deus. A janela o ajudará a compartilhar os versículos bíblicos que você memorizou assim como o acróstico THUMB. Veja como isso funciona. EXEMPLO DA JANELA COMPLETA A MENSAGEM DE DEUS Pesquisa na Biblia em 5 5 Hábitos C 5 THUMB AS METAS DE DEUS O MUNDO DE DEUS 4 3 2 1 Gn 12.1-3; Sl 46.10; Is 49.6; Mt 28.19-20;Ap 5.9 & 7:9 Ir, Enviar,Acolher, Mobilizar & Orar Onde você está? CM
  • 45. Apêndice 39 baixo à direita em branco, por enquanto. EXPLICAÇÃO: Explique que um Cristão Mundial é simplesmente um cristão que tem uma perspectiva sobre sua vida cristã e que entendeu estas 3 áreas: a Mensagem de Deus, o Mundo de Deus e as Metas de Deus, e que ele agora vive sua vida baseada nisso. A MENSAGEM DE DEUS Pesquisa na Biblia em 5 1 Gn 12.1-3; Sl 46.10; Is 49.6; Mt 28.19-20;Ap 5.9 & 7:9 TRANSITION 3: Começando com a Mensagem de Deus, pergunte ao seu amigo se ele conhece algum versículo que trata de missões ou das nações. Escreva qualquer versículo que ele souber em algum lugar ao lado da Janela. AÇÃO:Agora diga a seu amigo que a Bíblia está repleta de versículos que falam sobre o amor de Deus pelas nações, e que vamos nos concentrar em cinco. Escreva o número 5 na caixa denominada de a Mensagem de Deus. Depois aliste: Gn 12:1-3, Sl 46:10, Is 49:6, Mt 28:19-20,Ap 7:9. EXPLICAÇÃO: Gaste alguns minutos revisando os 5 versículos, pausando para explicar como cada versículo mostra o propósito global de Deus. É bom ter uma Bíblia com você enquanto compartilha, mas nós também o encorajamos a memorizar os versículos. O MUNDO DE DEUS 5 THUMB 2 Tribal, Hindu, Sem Religião, Muçulmano & Budista TRANSIÇÃO 4: “Acabamos de ler que Deus deseja alcançar todas as nações e povos com Seu Evangelho. À luz disso, um Cristão Mundial precisa saber como é o mundo hoje e o quais povos ainda não ouviram a mensagem do Evangelho. Atualmente, quase todos os povos não alcançados são membros de um destes 5 mega grupos”. AÇÃO: Escreva o número “5” e ao lado dele o acróstico THUMB na caixa do alto à direita, aquela denominada de o Mundo de Deus. Diga algo como: “Se você consegue lembrar-se de seu polegar, você pode lembrar-se de 90% dos povos não alcançados do mundo”. Você também pode escrever o número “10” no lado de fora do canto direito inferior e o número “40” no lado de fora no canto direito superior. Use estes dois números para explicar a Janela 10/40, a área geográfica onde a maioria dos não alcançados do mundo vive. EXPLICAÇÃO: Explique os 5 mega grupos: Tribal, Hindu, Sem religião, Muçulmanos e Budistas. Explique a seu amigo que muito pouco da atenção da igreja global está focado nestes 5 grupos, que eles recebem menos de 10% dos esforços missionários das igrejas e menos de 1% dos recursos financeiros. Mencione a razão dos obreiros cristãos por milhão de não alcançados. Por exemplo, há apenas 2 obreiros por milhão de hindus. Em contraste, explique como a maior parte do tempo, talentos e recursos financeiros da igreja global são usados para alcançar lugares que já são alcançados pelo Evangelho. Certifique-se de explicar a diferença entre os alcançados e os não alcançados. AS METAS DE DEUS 5 Hábitos 3 Ir, Enviar,Acolher, Mobilizar & Orar TRANSIÇÃO 5: “À luz da Mensagem de Deus e das necessidades no Mundo de Deus, o Cristão Mundial está engajado nas Metas de Deus. E ele faz isso praticando os ‘5 Hábitos de um Cris- tão Mundial’”.
  • 46. Apêndice 40 O PODER DE MOBILIZAÇÃO ADIÇÃO VS. MULTIPLICAÇÃO O objetivo primário da mobilização para missões é enviar mais pessoas (missionários) aos povos não alcançados. Um mobilizador é basicamente alguém que ajuda desenvolver mais Cristãos Mun- diais e que encoraja alguns a serem estas pessoas que irão. Mas o mobilizador deve simplesmente levantar mais Cristãos Mundiais e pessoas para ir, ou ele deve também tentar se reproduzir e desenvolver mais mobilizadores? Vamos dar uma olhada no conceito de adição versus multiplicação. Desenvolver cristãos em Cristãos Mundiais, frequentemente, acontece em um grupo pequeno ou em contextos individuais um a um, mas como um exemplo extremo, vamos dizer que um mobili- zador incrível foi capaz de levantar 1.000 Cristãos Mundiais e 1.000 pessoas para irem aos povos não alcançados todos os anos. Depois de 20 anos fazendo isso, deveria haver 20.000 Cristãos Mundiais e 20.000 pessoas indo. Isso teria um impacto incrível para o Reino! AÇÃO: Escreva “5 Hábitos” na caixa denominada de As Metas de Deus.Ao lado, de cima para baixo, aliste os cinco hábitos: Orar, Enviar,Acolher, Ir e Mobilizar. EXPLICAÇÃO: Revise cada um dos cinco hábitos, explicando o que eles significam. Pergunte ao seu amigo por que os chamamos de “hábitos” e não “escolhas”? Explique que podemos e devemos praticar todos os cinco, não apenas escolher um ou dois. Compartilhe com ele o que você está fazendo para viver o Estilo de Vida do Cristão Mundial e sugira maneiras de adotar hábitos semelhantes. Onde você está? 4 TRANSIÇÃO 6: “Até agora olhamos para a Mensagem de Deus e como Ele deseja alcançar todos os povos. Olhamos para o Mundo de Deus e temos um melhor entendimento da tarefa que resta. E acabamos de olhar para os 5 hábitos do Cristão Mundial. Agora é hora de avaliar de forma honesta nossas próprias vidas”. AÇÃO: No último vidro da janela, escreva um ponto de interrogação e desenhe uma pessoa de cada lado da janela: o cristão de um lado e um Cristão Mundial no outro. Peça-lhe para indicar onde ele está entre o cristão e o Estilo de Vida do Cristão Mundial. Pergunte ao seu amigo: “Qual você acha que é a diferença entre o cristão e o Cristão Mundial?” INITIATION: Pergunte-lhe em quais áreas do Estilo de Vida do Cristão Mundial ele gostaria de crescer ou sobre quais áreas ele gostaria de aprender mais. Dê-lhe alguns minutos para falar sobre o que lhe interessa. Depois de compartilhar, use o interesse dele e convide-o para fazer o estudo Descoberta com você. Explique a ele como o estudo Descoberta o ajudará a crescer na área que o interessou e também em todas as outras. Marque um dia e horário para começar o estudo Descoberta e escreva no diagrama. Deixe o diagrama com ele. CONCLUSÃO: Orem juntos por alguns minutos. C WC
  • 47. Apêndice 41 Em 2 Timóteo 2:2, Paulo disse a Timóteo, “E as palavras que me ouviu dizer na presença de muitas testemunhas, confie-as a homens fiéis que sejam também capazes de ensinar outros”. Há 4 gerações espirituais mencionadas nesse versículo, você consegue vê-las? Paulo não estava satisfeito em apenas levantar mais discípulos, nem queria que Timóteo se concentrasse em apenas testemunhar e discipular. Paulo queria multiplicar-se através de Timóteo, e pediu a Timóteo para multiplicar-se através de outros que também se multiplicariam. Essa é a diferença entre ser um discípulo e ser um fazedor de discípulos. Este foi o modelo que Cristo deu em Mateus 28:19-20. Então, ao invés de simplesmente adicionar mais Cristãos Mundiais e missionários, que tal se um mobilizador seguisse a exortação de Paulo para multiplicar-se e desenvolver mobiliza- dores também? Desenvolver um mobilizador, assim como desenvolver um fazedor de discípulos, não acontece muito facilmente apenas através de ensino e exortação. É necessário demonstrar exemplo de vida para as outras pessoas, construir relacionamentos e compartilhar com a outra pessoa esses conceitos ao longo do tempo. Então, digamos que um mobilizador tenha o objetivo de liderar 1 pequeno grupo de 6 pessoas em um ano, levantar 4 Cristãos Mundiais, 1 enviado, mas também ajudar a treinar 1 outro a ser mobilizador. Em um ano, haveria 2 mobilizadores liderando um grupo de 6 que resulta em um total de 12 Cristãos Mundiais, 3 enviados e 4 mobilizadores. Mobilizador ANO 1 ANO 2 Enviado Cristão Mundial X4 X4 X4 Se um mobilizador simplesmente multiplicou-se a cada ano durante 20 anos através deste grupo pequeno, e cada um dos mobilizadores acrescentou mais 4 Cristãos Mundiais, 1 enviado e um mobilizador a cada ano, haveria 4.000.000 de Cristãos Mundiais, 1.000.000 de mobilizadores e 1.000.000 de enviados entre os não alcançados! Imagine o impacto para Cristo entre as nações! ADIÇÃO 1.000 enviados/ano x 20 anos = 20.000 enviados MULTIPLICAÇÃO Um mobilizador levantando 1 enviado e 1 mobilizador (que por sua vez reproduziria mais enviados e mobilizadores!) por ano durante 20 anos = 1.000.000 de Enviados. Por que isso não acontece mais? Jesus disse a seus discípulos que a colheita é grande, mas poucos são os trabalhadores (Mateus 9:37). Ele também lhes disse que o custo de serem Seus discípulos é muito alto e requer muito sacrifício (Lucas 14). Se você ficar como um Cristão Mundial ou for, você pode ver o potencial de levantar outros mobilizadores? Você poderia se imaginar como líder de um grupo de pessoas através do estudo Descoberta, e depois desafiar algumas delas para, em seguida, passar por Mobilize! para que se tornem mobilizadores? Ao liderar outros através destes estudos, mostrando-lhes como é ter o
  • 48. RECURSOS 42 RECURSOS Para mais recursos para ajudá-lo a mobilizar sua família, amigos, e igreja, vá para www.mobilization. org/resourcesor. • Descoberta (em muitos idiomas) • Mobilize (em muitos idiomas) • Coaching Conversations for mobilizers (Conversas sobre Treinamento para Mobilizadores) • Recursos para Mobilizar crianças e famílias • Curso Dia de Descoberta (NVision) • Ideias Práticas para Viver os 5 Hábitos de Estilo de Vida do Cristão Mundial • Recursos sobre a Base Bíblica de Missões • LEVANTAMENTO DE SUSTENTO PESSOAL OUTRAS ESTATÍSTICAS E RECURSO PARA ORAÇÃO • thenations.us • joshuaproject.org • grd.imb.org • thetravelingteam.org • aboutmissions.org • operationworld.org AGRADECIMENTOS Mobilize foi criado por Jason G (Lições 1, 2, 3, 4), Mike K (Lições 1, 7), Mike T (Lição 6),Titus H (Lição 5, edição), e Bethany S (editora). Juntos, esta equipe de mobilizadores de missões uniram 71 anos de ministério transcultural e nacional. Lugares onde trabalharam inicialmente ou atualmente trabalham são: Rússia, Ucrânia, Brasil, Oriente Médio, Leste da Ásia, campi universitários americanos e com estudantes internacionais nos EUA. Estilo de Vida do Cristão Mundial, e ajudando-os a vivê-lo, você pode separar-se do processo de início de um movimento para alcançar os não alcançados. O que você precisa começar a fazer ou parar de fazer para se multiplicar? Enquanto você influencia a vida de outros e ora para que eles possam ter resultados incríveis, por favor, lembre-se de que todo o crédito pelas vidas mudadas pertence a Deus. Paulo nos lembra disso em 1 Coríntios 3:6 quando disse, “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fez crescer”.
  • 50.
  • 51. VOCÊ É UM MOBILIZADOR! AGORA LEVE OUTRAS A DESCOBRIRO PROPÓSITO DE DEUS. Descoberta e Mobilize são recursos da missão Center for Mission Mobilization. mobilization.org Multiplique-se com o estudo Descoberta. Ajude outros a abraçarem o propósito de Deus de ser glorificado em toda tribo, língua, povo e nação. Disponível em mobilization.org/resources ou Perspectivasbrasil.com/Descoberta
  • 52. O QUE SERIA NECESSÁRIO PARA VOCÊ COMEÇAR UM MOVIMENTO DE MISSÕES ENTRE SEUS AMIGOS, EM SUA IGREJA E EM SUA FAMÍLIA? MOBILIZE É UM ESTUDO DE 7 LIÇÕES DESENVOLVIDO PARA AJUDÁ-LO A RESPONDER ESTA PERGUNTA: • Mostrando-lhe como usar as Escrituras para mostrar aos outros o amor de Deus por todas as nações, tribos, povos, e línguas. • Ajudando-o a direcionar crentes ao povo e lugares que têm o menor acesso ao Evangelho. • Dando-lhe as ferramentas para discipular outras pessoas a obedecerem ao propósito global de Deus. VENHA, CAPACITE-SE, E MOBILIZE! mobilization.org/GoMobilize