SlideShare uma empresa Scribd logo
Projeto de Vida
Pessoal
Aprendendo a dar passos concretos nos sonhos em Deus
• Deus que nos criou quis também que nós fossemos capazes de
criar, de progredir, de desenvolver;
• Existe em nós uma força natural, intrínseca que nos convoca,
nos anima e nos impulsiona para este aperfeiçoamento da nossa
própria vida!
• Responder a este chamado é responder de maneira propositiva à
vida; é desejar crescer; é fazer de tudo para que isto aconteça.
• Conscientes ou não passamos a vida neste empenho de
desenvolvimento de nossas forças e de nossas capacidades
humanas; procuramos os melhores caminhos, as melhores
propostas e tudo aquilo que possa dar direção, sentido e gosto a
esta aventura sagrada chamada VIDA.
Introdução
• Naturalmente o ser humano passa a vida se organizando.
• E nesta dinâmica de vida vamos experimentando vitórias,
fracassos e mudanças.
• Na medida em que crescemos e amadurecemos nos
conscientizamos da necessidade de organizar toda esta
dinamicidade presente em nós e ao nosso redor.
• Deus tem uma dinâmica especial e muito interessante em
nossa vida: Ele se revela a nós, nos convida a optar por ele e
nos conduz;
• É neste terceiro momento que muitos de nós temos
dificuldade de seguir ou até de entrar, pois deixar-se conduzir
por Deus é alinhar sua vida com um novo projeto.
A dinâmica de Deus
O que você almeja está compreendido como desejo ou sonho?
Para que não fique perdido com a resposta, entenda que:
Você tem sonhos?
• Os sonhos são feitos de passos concretos;
• Já o desejo é momentâneo, passa se não for realizado em
determinado momento.
• O projeto de Deus tem quatro características fundamentais: é um
projeto de amor, de sentido, missão e um projeto de vida.
“vivemos tempos difíceis, com novos desafios, mas nós somos os
escolhidos para viver um projeto de Deus em nossa vida”.
Há um projeto de Deus!
O projeto de Deus
Deus tem um Projeto voltado para as suas criaturas, para seu povo,
para cada um de nós. Ele está sempre nos convidando e nos
orientando para a nossa organização pessoal e coletiva em vista do
bem, da verdade, da felicidade, da comunhão, da libertação, da
salvação. que vem como conseqüência deste compromisso humano
assumido.
" Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor;
planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança....
Nenhum deles ficará morando no meio desse povo, nem verá a felicidade que
estou preparando para o meu povo...” (Jr 29, 11-32)
• Jesus é o referencial porque “Dele, por Ele e para Ele são todas as
coisas” (Rm. 11, 36), sendo assim nossos projetos possuem fundamento
divino, nossos sonhos estão relacionados à grande ação de Deus em
nosso meio.
• Ele é a grande revelação de um projeto de vida perfeito, construído pelo
próprio Deus. No Evangelho de Lucas (Cf. Lc. 4, 18-19) vemos Jesus
revelar sua missão. O projeto de Jesus, em essência, era o anúncio e
realização do Reino de Deus em nosso meio.
• Jesus possuía um objetivo muito claro, propósitos realistas. Para que
isso pudesse se tornar de fato uma realidade Ele fez o que precisamos
fazer com nossos sonhos, deu passos concretos. Veja que Jesus se ocupa
em dar condições do projeto se realizar com as seguintes atitudes: se
deixou ungir pelo Espírito Santo ao se submeter ao batismo no Jordão,
depois se retirou em oração e fortificou o Espírito, e só assim se dedicou a
convidar as pessoas para formar, e por fim os enviou e missão.
Jesus, referência do nosso
PVP
• O importante não é ter um Projeto de Vida 'perfeito' ou
'completo', mas algo concreto e pensado, fundamentado
no Evangelho, que nos possibilite chegar a metas e ir
crescendo gradualmente.
• A questão principal é querer se organizar e começar a traçar
metas, considerando tudo aquilo que nos torna verdadeiros
discípulos missionários de Jesus Cristo, fazendo nossos olhos
brilharem e o nosso coração bater com entusiasmo pela Vida
e pelo Senhor da Vida.
Projeto de vida: sinal de
maturidade
• O Projeto de Vida é o nosso segundo nascimento; uma decisão de vida
tomada na liberdade a partir do que somos e daquilo que queremos ser.
Ele é formado de compromissos que nós mesmos determinamos e
assumimos, dentro da nossa consciência, visão, sensibilidade,
oportunidades, liberdade. Se caminhamos sem enxergar onde estamos,
para onde queremos ir e o que devemos fazer, nos perdemos e perdemos
tempo.
• É a organização das escolhas que fazemos para poder viver
intensamente: valores, princípios, metas, ... na busca constante e
incansável de responder ao que queremos ser e fazer na vida, definindo o
rumo, o significado maior, o sentido, a direção , os objetivos a curto, médio
e longo prazos.
• É também sinal de maturidade na opção cristã, na fé, pois é a nossa
resposta concreta e programada ao chamado que Deus nos faz para
dar sentido e qualidade à Vida, determinando passos concretos que
conduzam à felicidade.
Projeto de vida: sinal de
maturidade
• Porque o Projeto se torna referência, dando sentido à vida e
unidade a tudo;
• Porque as necessárias mudanças se tornam, além de
tranquilas, até desejadas;
• Porque nos auxilia na criatividade, na ousadia, na
otimização do tempo;
• Porque é capaz de atender nossas necessidades e trazer
satisfação;
• Porque contribui com a vida comunitária e social;
• Porque Deus - autor da vida - tem um projeto que dá certo.
Por quê ter um projeto de
vida?
No processo de elaboração do Projeto de Vida, “a pessoa aprende a
harmonizar as ferramentas com as quais: realiza uma análise global da
realidade social na qual vive, visualiza um horizonte amplo de sentido
humano satisfatório, esquematiza um caminho a percorrer, prevê alguns
recursos com os quais pode contar
No início da construção do Projeto necessita-se ter uma noção geral da
própria vida, descrevendo, o quanto possível:
- a História pessoal: o passado que se viveu, o vida do presente, o futuro que se deseja;
- a Realidade sócio-econômico-político-cultural-religiosa na qual se encontra;
- os Valores em que se acredita e se apóia;
- a visão que se tem sobre: Jesus Cristo, Igreja, Reino, Pessoa.
Partes de um projeto de vida
As cinco dimensões da realização
humana
•DIMENSÃO PSICO-AFETIVA / Personalização: ‘Quem sou eu?’. É o esforço
de tornar-se pessoa: descobrir-se, possuir-se, aceitar-se, integrar-se,
trabalhar-se. É a minha relação comigo mesmo.
•DIMENSÃO PSICOSSOCIAL / Integração: É a capacidade de descobrir e se
relacionar com o ‘outro’, gerando afeição e cooperação, confronto de
idéias e dons, acolhida e convivência. É a minha relação com o outro.
•DIMENSÃO RELIGIOSA / Evangelização: É a vivência da fé, resposta ao
sentido de vida, envolvimento eclesial. É a minha relação com Deus, com
seu plano, com a Igreja.
•DIMENSÃO POLÍTICA / Conscientização: Descobrir o mundo e fazer-se
sujeito da história. É a minha relação com a sociedade.
•DIMENSÃO DA CAPACITAÇÃO / Capacitação Técnica: Preparação para a
ação de: planejar, executar, revisar, liderar. É a minha relação com a ação.
Como o Projeto de Vida é fundamentalmente um discernimento, faz-se necessário um
clima especial de silêncio e recolhimento que permita ouvir a resposta do Senhor
diante da nossa oração: "Fala, Senhor, que teu servo escuta" (Samuel). Este
imprescindível diálogo com o Senhor orienta retamente nosso Projeto, evitando
decisões mesquinhas, egoístas, incoerentes, superficiais, ambiciosas.
Após a noção geral da própria vida e a oração, basicamente há três passos a serem
dados, três questões a serem respondidas:
Escrevendo seu projeto de vida
- "Qual o meu sonho a partir do que Deus quer de mim no lugar onde me encontro e com a
responsabilidade que tenho?" (Consciência da vontade atual de Deus)
- "Em que ponto me encontro atualmente neste caminho rumo ao que Deus deseja de
mim?" (Consciência da realidade que sou e na qual me encontro)
- "Quais linhas de ação são necessárias para realizar o ideal sonhado?" (Determinação de
passos bem concretos a serem dados)
Passo 1: oração
Escrevendo seu projeto de vida
Passo 2: escreva uma introdução
Exemplo: “este Projeto Pessoal de Vida é a organização das várias
dimensões da minha vida, que faço motivado pelo ideal cristão, o qual
desejo atingir cada vez mais, segundo a vontade de Deus, considerando a
minha situação atual na qual me encontro e definido passos concretos a
serem dados no ano de (ano) e avaliados em (mês) de (ano).”
Meu passado
Meu presente
Meu futuro
Escrevendo seu projeto de vida
Passo 3: autoconhecimento
Escrevendo seu projeto de vida
Realidade na qual me encontro
Valores humano-cristãos
Texto bíblico inspirador da minha vida
Passo 3: autoconhecimento
Escrevendo seu projeto de vidaEscrevendo seu projeto de vida
Passo 4: o projeto em todas as áreas da minha vida
1ª etapa: descrever aonde se quer chegar, qual é meu ideal, meta, sonho.
A partir do que Deus quer de mim, no lugar onde me encontro e com a
responsabilidade que tenho?
2ª etapa: descreva onde e como você se encontra hoje. Consciência da sua
realidade.
3ª etapa: descrever o que se deve fazer. Quais passos são necessários para
realizar o meu ideal que sonho?
Para isso, sugere-se usar as seguintes tabelas
Personalização (Minha relação comigo mesmo)
Dimensão
psicoafetiva
Meu ideal/Sonho Minha situação
Meus passos
Definições Cronograma
Personalidade
Afetividade e sexualidade
Sentimentos
Valores
chamada
Saúde
Descanso
Esporte
Lazer, hobby
Bens materiais
Escrevendo seu projeto de vida
Escrevendo seu projeto de vida
Integração (Minha relação com as outras pessoas)
Dimensão psicossocial Meu ideal/Sonho Minha situação
Meus passos
Definições Cronograma
O relacionamento e postura
com os outros
A família
Os amigos
Namorado (a)
O ministério
A comunidade
Esporte
Lazer, hobby
Bens materiais
Escrevendo seu projeto de vida
ESPIRITUALIDADE (Minha relação com Deus)
Dimensão Religiosa Meu ideal/Sonho Minha situação
Meus passos
Definições Cronograma
O relacionamento com Deus
A oração diária
A fé
A Palavra de Deus
A Igreja
Ministério
Escrevendo seu projeto de vida
Conscientização crítico-política (Minha relação com a sociedade)
Dimensão
sociopolítico-
econômica
Meu ideal/Sonho Minha situação
Meus passos
Definições Cronograma
A sociedade
O trabalho profissional
O serviço voluntário
A política
Os meios de comunicação
A cultura
A ecologia
Diálogo: fé e razão, fé e política
Escrevendo seu projeto de vida
Capacitação técnica (minha relação com a ação)
Dimensão de
capacitação
Meu ideal/Sonho Minha situação
Meus passos
Definições Cronograma
Estudos, cursos e
aperfeiçoamento
As leituras
Capacidade de organização
Construção do PPV
Administração do próprio
tempo
Os dons
• Considere as características do projeto de Deus e não perca o foco: amor, sentido,
missão e vida;
• Possuir bens não é a realização, é importante dar sentido ao que se tem. Cuidado
para não transformar um projeto de vida pessoal em ações ambiciosas sem
comprometimento com Deus, com o irmão e consigo mesmo.
• Aquilo que a pessoa se torna ao longo da vida está relacionado a duas coisas: a
oportunidades que teve e às escolhas que fez.
• O projeto de vida pessoal exige de nós dois posicionamentos: afetivo (acreditar,
desejar, amar) / efetivo (construir, empenhar-se, retomar, refazer);
• É a garantia de felicidade, não felicidade no fim, mas no processo. Já se realiza
enquanto caminha;
• O PPV integra os passos com o todo: desenvolve a vida por valores, aproveita as
oportunidades, ajuda no discernimento vocacional, aproveita melhor as
oportunidades, faz opções, rever os engajamentos e posicionamentos.
• A realização / felicidade humana está no equilíbrio em cuidar dos sentimentos,
relações, desejo, corpo, pensamentos, espírito, etc.;
Importante
• Um Projeto de Vida se enriquece quando conseguimos - depois de
escrevê-lo - destacar alguns pontos; dando prioridade para aquilo que
é mais urgente.
• É necessário avaliá-lo periodicamente para assegurar que estamos no
caminho certo e progredindo, ou para constatar os escassos resultados
e suas causas.
• É preciso, ainda, ter paciência e persistência. Precisamos ser humildes
diante de nosso Projeto e abraçá-lo no espírito de fé. Nem tudo
acontece como planejamos e na data que programamos; às vezes,
inclusive, experimentamos gosto de derrota. Mas se faz necessário
perseverar, afinal de contas, desde o início, optamos por Aquele que
prometeu estar conosco até o fim dos tempos, apostando em nossa
vida!
Conclusão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vidaAula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vida
Alessandro Santos
 
Dimensões humanas
Dimensões humanas   Dimensões humanas
Dimensões humanas
Mary Alvarenga
 
Elabore seu projeto de vida
Elabore seu projeto de vidaElabore seu projeto de vida
Elabore seu projeto de vida
Greisomar
 
Espelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentos
Espelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentosEspelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentos
Espelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentos
Julio Machado
 
PROGRAMA JA PRONTO
PROGRAMA JA PRONTOPROGRAMA JA PRONTO
PROGRAMA JA PRONTO
Karla Daniele Souza
 
Uma vida com propósitos
Uma  vida com propósitosUma  vida com propósitos
Uma vida com propósitos
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
Dalila Melo
 
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaOs Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Mary Donzellini MJC
 
Projeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - SimplificadoProjeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - Simplificado
Daniel Santos
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Prof. Noe Assunção
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
Seduc MT
 
(8) o projeto você
(8) o projeto você(8) o projeto você
Dinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estimaDinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estima
rosangelars
 
Planejamento Estratégico Pessoal
Planejamento Estratégico PessoalPlanejamento Estratégico Pessoal
Planejamento Estratégico Pessoal
Michel Moreira
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
Edson Salgado Ávella
 
Planejamento Estrategico Pessoal
Planejamento Estrategico PessoalPlanejamento Estrategico Pessoal
Planejamento Estrategico Pessoal
Lauro Jorge Prado
 
Projeto de vida - adolescentes
Projeto de vida -   adolescentesProjeto de vida -   adolescentes
Projeto de vida - adolescentes
Ivi Helena Minuzzi
 
Projeto de vida (v.1)
Projeto de vida (v.1)Projeto de vida (v.1)
Projeto de vida (v.1)
Ingko Kimkimtun
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
Dênia Cavalcante
 
Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoal
Bruno Carrasco
 

Mais procurados (20)

Aula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vidaAula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vida
 
Dimensões humanas
Dimensões humanas   Dimensões humanas
Dimensões humanas
 
Elabore seu projeto de vida
Elabore seu projeto de vidaElabore seu projeto de vida
Elabore seu projeto de vida
 
Espelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentos
Espelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentosEspelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentos
Espelho da Vida - Uma reflexão sobre relacionamentos
 
PROGRAMA JA PRONTO
PROGRAMA JA PRONTOPROGRAMA JA PRONTO
PROGRAMA JA PRONTO
 
Uma vida com propósitos
Uma  vida com propósitosUma  vida com propósitos
Uma vida com propósitos
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vidaOs Jovens e o projeto pessoal de vida
Os Jovens e o projeto pessoal de vida
 
Projeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - SimplificadoProjeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - Simplificado
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
 
(8) o projeto você
(8) o projeto você(8) o projeto você
(8) o projeto você
 
Dinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estimaDinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estima
 
Planejamento Estratégico Pessoal
Planejamento Estratégico PessoalPlanejamento Estratégico Pessoal
Planejamento Estratégico Pessoal
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
Planejamento Estrategico Pessoal
Planejamento Estrategico PessoalPlanejamento Estrategico Pessoal
Planejamento Estrategico Pessoal
 
Projeto de vida - adolescentes
Projeto de vida -   adolescentesProjeto de vida -   adolescentes
Projeto de vida - adolescentes
 
Projeto de vida (v.1)
Projeto de vida (v.1)Projeto de vida (v.1)
Projeto de vida (v.1)
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
 
Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoal
 

Semelhante a Projeto de vida

Files 4acfa7f4c4a90
Files 4acfa7f4c4a90Files 4acfa7f4c4a90
Files 4acfa7f4c4a90
Junior Ferreira
 
Formação humana
Formação humanaFormação humana
Formação humana
RCCPBJovem
 
Go mobilize manual de mobilizacao missionaria
Go mobilize   manual de mobilizacao missionariaGo mobilize   manual de mobilizacao missionaria
Go mobilize manual de mobilizacao missionaria
Marcelo Eduardo
 
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização MissionáriaGoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
Sammis Reachers
 
Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2
Agnaldo Marques Marques
 
Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2
Agnaldo Marques Marques
 
A transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFsA transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFs
GED Niterói, Movimento de Cursilhos de Cristandade
 
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCCA utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
GED Niterói, Movimento de Cursilhos de Cristandade
 
Liderança ao estilo do mestre 1
Liderança ao estilo do mestre 1Liderança ao estilo do mestre 1
Liderança ao estilo do mestre 1
Biblica Brasil Brasil
 
formação para catequistas
formação para catequistasformação para catequistas
formação para catequistas
Alexandre Alves Rocha
 
Formação para catequistas
Formação para catequistasFormação para catequistas
Formação para catequistas
Alexandre Alves Rocha
 
Jornal ha esperença 13 final.corrigido
Jornal ha esperença 13 final.corrigidoJornal ha esperença 13 final.corrigido
Jornal ha esperença 13 final.corrigido
Edson Rodrigues
 
Material de Apoio - Unificado.pdf
Material de Apoio  - Unificado.pdfMaterial de Apoio  - Unificado.pdf
Material de Apoio - Unificado.pdf
Insituto Propósitos de Ensino
 
Busca Da Excelencia 33448
Busca Da Excelencia 33448Busca Da Excelencia 33448
Busca Da Excelencia 33448
santosferrao
 
Busca%20 da%20excelencia 33448
Busca%20 da%20excelencia 33448Busca%20 da%20excelencia 33448
Busca%20 da%20excelencia 33448
Solange Dal'Evedove
 
Programa educativo a5
Programa educativo a5Programa educativo a5
Programa educativo a5
sotnas1992
 
EBJ - Encontro 25/11/2012
EBJ - Encontro 25/11/2012EBJ - Encontro 25/11/2012
EBJ - Encontro 25/11/2012
EBJ IPBCP
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
João Soares Joao
 
Altos papos - ebook Ultimato
Altos papos - ebook UltimatoAltos papos - ebook Ultimato
Altos papos - ebook Ultimato
Arlisson Bruno Coutinho de Sousa
 
Grupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e VidaGrupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e Vida
Grupo Adv Jovem
 

Semelhante a Projeto de vida (20)

Files 4acfa7f4c4a90
Files 4acfa7f4c4a90Files 4acfa7f4c4a90
Files 4acfa7f4c4a90
 
Formação humana
Formação humanaFormação humana
Formação humana
 
Go mobilize manual de mobilizacao missionaria
Go mobilize   manual de mobilizacao missionariaGo mobilize   manual de mobilizacao missionaria
Go mobilize manual de mobilizacao missionaria
 
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização MissionáriaGoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
GoMobilize - Manual de Mibilização Missionária
 
Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2
 
Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2Apostila edl mdulo_2
Apostila edl mdulo_2
 
A transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFsA transformação dos ambientes através das PCFs
A transformação dos ambientes através das PCFs
 
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCCA utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
A utilização do método VJA para atingir a finalidade do MCC
 
Liderança ao estilo do mestre 1
Liderança ao estilo do mestre 1Liderança ao estilo do mestre 1
Liderança ao estilo do mestre 1
 
formação para catequistas
formação para catequistasformação para catequistas
formação para catequistas
 
Formação para catequistas
Formação para catequistasFormação para catequistas
Formação para catequistas
 
Jornal ha esperença 13 final.corrigido
Jornal ha esperença 13 final.corrigidoJornal ha esperença 13 final.corrigido
Jornal ha esperença 13 final.corrigido
 
Material de Apoio - Unificado.pdf
Material de Apoio  - Unificado.pdfMaterial de Apoio  - Unificado.pdf
Material de Apoio - Unificado.pdf
 
Busca Da Excelencia 33448
Busca Da Excelencia 33448Busca Da Excelencia 33448
Busca Da Excelencia 33448
 
Busca%20 da%20excelencia 33448
Busca%20 da%20excelencia 33448Busca%20 da%20excelencia 33448
Busca%20 da%20excelencia 33448
 
Programa educativo a5
Programa educativo a5Programa educativo a5
Programa educativo a5
 
EBJ - Encontro 25/11/2012
EBJ - Encontro 25/11/2012EBJ - Encontro 25/11/2012
EBJ - Encontro 25/11/2012
 
Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo Dna igreja capítulo
Dna igreja capítulo
 
Altos papos - ebook Ultimato
Altos papos - ebook UltimatoAltos papos - ebook Ultimato
Altos papos - ebook Ultimato
 
Grupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e VidaGrupo Adoração e Vida
Grupo Adoração e Vida
 

Mais de Carlos Cirleno Neves

Treinamento para diáconos
Treinamento para diáconosTreinamento para diáconos
Treinamento para diáconos
Carlos Cirleno Neves
 
Manual da visão
Manual da visão  Manual da visão
Manual da visão
Carlos Cirleno Neves
 
Como estudar a bíblia
Como estudar a bíbliaComo estudar a bíblia
Como estudar a bíblia
Carlos Cirleno Neves
 
Ativação ministerios
Ativação ministeriosAtivação ministerios
Ativação ministerios
Carlos Cirleno Neves
 
Comunhão a inteligencia nos relacionamentos
Comunhão a inteligencia nos relacionamentosComunhão a inteligencia nos relacionamentos
Comunhão a inteligencia nos relacionamentos
Carlos Cirleno Neves
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
Carlos Cirleno Neves
 
Treinamento intercessão
Treinamento intercessãoTreinamento intercessão
Treinamento intercessão
Carlos Cirleno Neves
 
Treinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertaçãoTreinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertação
Carlos Cirleno Neves
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
Carlos Cirleno Neves
 
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
Carlos Cirleno Neves
 
Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***
Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***
Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***
Carlos Cirleno Neves
 
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVA
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVAINTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVA
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVA
Carlos Cirleno Neves
 

Mais de Carlos Cirleno Neves (12)

Treinamento para diáconos
Treinamento para diáconosTreinamento para diáconos
Treinamento para diáconos
 
Manual da visão
Manual da visão  Manual da visão
Manual da visão
 
Como estudar a bíblia
Como estudar a bíbliaComo estudar a bíblia
Como estudar a bíblia
 
Ativação ministerios
Ativação ministeriosAtivação ministerios
Ativação ministerios
 
Comunhão a inteligencia nos relacionamentos
Comunhão a inteligencia nos relacionamentosComunhão a inteligencia nos relacionamentos
Comunhão a inteligencia nos relacionamentos
 
Treinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliaresTreinamento obreiros e auxiliares
Treinamento obreiros e auxiliares
 
Treinamento intercessão
Treinamento intercessãoTreinamento intercessão
Treinamento intercessão
 
Treinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertaçãoTreinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertação
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
QUEM ESTÁ MANIPULANDO AS ESCRITURAS?
 
Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***
Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***
Interpretando as escrituras modulo ***Teologia Inclusiva***
 
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVA
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVAINTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVA
INTRODUÇÃO A TEOLOGIA INCLUSIVA
 

Último

Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (16)

Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 

Projeto de vida

  • 1. Projeto de Vida Pessoal Aprendendo a dar passos concretos nos sonhos em Deus
  • 2. • Deus que nos criou quis também que nós fossemos capazes de criar, de progredir, de desenvolver; • Existe em nós uma força natural, intrínseca que nos convoca, nos anima e nos impulsiona para este aperfeiçoamento da nossa própria vida! • Responder a este chamado é responder de maneira propositiva à vida; é desejar crescer; é fazer de tudo para que isto aconteça. • Conscientes ou não passamos a vida neste empenho de desenvolvimento de nossas forças e de nossas capacidades humanas; procuramos os melhores caminhos, as melhores propostas e tudo aquilo que possa dar direção, sentido e gosto a esta aventura sagrada chamada VIDA. Introdução
  • 3. • Naturalmente o ser humano passa a vida se organizando. • E nesta dinâmica de vida vamos experimentando vitórias, fracassos e mudanças. • Na medida em que crescemos e amadurecemos nos conscientizamos da necessidade de organizar toda esta dinamicidade presente em nós e ao nosso redor.
  • 4. • Deus tem uma dinâmica especial e muito interessante em nossa vida: Ele se revela a nós, nos convida a optar por ele e nos conduz; • É neste terceiro momento que muitos de nós temos dificuldade de seguir ou até de entrar, pois deixar-se conduzir por Deus é alinhar sua vida com um novo projeto. A dinâmica de Deus
  • 5. O que você almeja está compreendido como desejo ou sonho? Para que não fique perdido com a resposta, entenda que: Você tem sonhos? • Os sonhos são feitos de passos concretos; • Já o desejo é momentâneo, passa se não for realizado em determinado momento.
  • 6. • O projeto de Deus tem quatro características fundamentais: é um projeto de amor, de sentido, missão e um projeto de vida. “vivemos tempos difíceis, com novos desafios, mas nós somos os escolhidos para viver um projeto de Deus em nossa vida”. Há um projeto de Deus!
  • 7. O projeto de Deus Deus tem um Projeto voltado para as suas criaturas, para seu povo, para cada um de nós. Ele está sempre nos convidando e nos orientando para a nossa organização pessoal e coletiva em vista do bem, da verdade, da felicidade, da comunhão, da libertação, da salvação. que vem como conseqüência deste compromisso humano assumido. " Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.... Nenhum deles ficará morando no meio desse povo, nem verá a felicidade que estou preparando para o meu povo...” (Jr 29, 11-32)
  • 8. • Jesus é o referencial porque “Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas” (Rm. 11, 36), sendo assim nossos projetos possuem fundamento divino, nossos sonhos estão relacionados à grande ação de Deus em nosso meio. • Ele é a grande revelação de um projeto de vida perfeito, construído pelo próprio Deus. No Evangelho de Lucas (Cf. Lc. 4, 18-19) vemos Jesus revelar sua missão. O projeto de Jesus, em essência, era o anúncio e realização do Reino de Deus em nosso meio. • Jesus possuía um objetivo muito claro, propósitos realistas. Para que isso pudesse se tornar de fato uma realidade Ele fez o que precisamos fazer com nossos sonhos, deu passos concretos. Veja que Jesus se ocupa em dar condições do projeto se realizar com as seguintes atitudes: se deixou ungir pelo Espírito Santo ao se submeter ao batismo no Jordão, depois se retirou em oração e fortificou o Espírito, e só assim se dedicou a convidar as pessoas para formar, e por fim os enviou e missão. Jesus, referência do nosso PVP
  • 9. • O importante não é ter um Projeto de Vida 'perfeito' ou 'completo', mas algo concreto e pensado, fundamentado no Evangelho, que nos possibilite chegar a metas e ir crescendo gradualmente. • A questão principal é querer se organizar e começar a traçar metas, considerando tudo aquilo que nos torna verdadeiros discípulos missionários de Jesus Cristo, fazendo nossos olhos brilharem e o nosso coração bater com entusiasmo pela Vida e pelo Senhor da Vida. Projeto de vida: sinal de maturidade
  • 10. • O Projeto de Vida é o nosso segundo nascimento; uma decisão de vida tomada na liberdade a partir do que somos e daquilo que queremos ser. Ele é formado de compromissos que nós mesmos determinamos e assumimos, dentro da nossa consciência, visão, sensibilidade, oportunidades, liberdade. Se caminhamos sem enxergar onde estamos, para onde queremos ir e o que devemos fazer, nos perdemos e perdemos tempo. • É a organização das escolhas que fazemos para poder viver intensamente: valores, princípios, metas, ... na busca constante e incansável de responder ao que queremos ser e fazer na vida, definindo o rumo, o significado maior, o sentido, a direção , os objetivos a curto, médio e longo prazos. • É também sinal de maturidade na opção cristã, na fé, pois é a nossa resposta concreta e programada ao chamado que Deus nos faz para dar sentido e qualidade à Vida, determinando passos concretos que conduzam à felicidade. Projeto de vida: sinal de maturidade
  • 11. • Porque o Projeto se torna referência, dando sentido à vida e unidade a tudo; • Porque as necessárias mudanças se tornam, além de tranquilas, até desejadas; • Porque nos auxilia na criatividade, na ousadia, na otimização do tempo; • Porque é capaz de atender nossas necessidades e trazer satisfação; • Porque contribui com a vida comunitária e social; • Porque Deus - autor da vida - tem um projeto que dá certo. Por quê ter um projeto de vida?
  • 12. No processo de elaboração do Projeto de Vida, “a pessoa aprende a harmonizar as ferramentas com as quais: realiza uma análise global da realidade social na qual vive, visualiza um horizonte amplo de sentido humano satisfatório, esquematiza um caminho a percorrer, prevê alguns recursos com os quais pode contar No início da construção do Projeto necessita-se ter uma noção geral da própria vida, descrevendo, o quanto possível: - a História pessoal: o passado que se viveu, o vida do presente, o futuro que se deseja; - a Realidade sócio-econômico-político-cultural-religiosa na qual se encontra; - os Valores em que se acredita e se apóia; - a visão que se tem sobre: Jesus Cristo, Igreja, Reino, Pessoa. Partes de um projeto de vida
  • 13. As cinco dimensões da realização humana •DIMENSÃO PSICO-AFETIVA / Personalização: ‘Quem sou eu?’. É o esforço de tornar-se pessoa: descobrir-se, possuir-se, aceitar-se, integrar-se, trabalhar-se. É a minha relação comigo mesmo. •DIMENSÃO PSICOSSOCIAL / Integração: É a capacidade de descobrir e se relacionar com o ‘outro’, gerando afeição e cooperação, confronto de idéias e dons, acolhida e convivência. É a minha relação com o outro. •DIMENSÃO RELIGIOSA / Evangelização: É a vivência da fé, resposta ao sentido de vida, envolvimento eclesial. É a minha relação com Deus, com seu plano, com a Igreja. •DIMENSÃO POLÍTICA / Conscientização: Descobrir o mundo e fazer-se sujeito da história. É a minha relação com a sociedade. •DIMENSÃO DA CAPACITAÇÃO / Capacitação Técnica: Preparação para a ação de: planejar, executar, revisar, liderar. É a minha relação com a ação.
  • 14. Como o Projeto de Vida é fundamentalmente um discernimento, faz-se necessário um clima especial de silêncio e recolhimento que permita ouvir a resposta do Senhor diante da nossa oração: "Fala, Senhor, que teu servo escuta" (Samuel). Este imprescindível diálogo com o Senhor orienta retamente nosso Projeto, evitando decisões mesquinhas, egoístas, incoerentes, superficiais, ambiciosas. Após a noção geral da própria vida e a oração, basicamente há três passos a serem dados, três questões a serem respondidas: Escrevendo seu projeto de vida - "Qual o meu sonho a partir do que Deus quer de mim no lugar onde me encontro e com a responsabilidade que tenho?" (Consciência da vontade atual de Deus) - "Em que ponto me encontro atualmente neste caminho rumo ao que Deus deseja de mim?" (Consciência da realidade que sou e na qual me encontro) - "Quais linhas de ação são necessárias para realizar o ideal sonhado?" (Determinação de passos bem concretos a serem dados) Passo 1: oração
  • 15. Escrevendo seu projeto de vida Passo 2: escreva uma introdução Exemplo: “este Projeto Pessoal de Vida é a organização das várias dimensões da minha vida, que faço motivado pelo ideal cristão, o qual desejo atingir cada vez mais, segundo a vontade de Deus, considerando a minha situação atual na qual me encontro e definido passos concretos a serem dados no ano de (ano) e avaliados em (mês) de (ano).”
  • 16. Meu passado Meu presente Meu futuro Escrevendo seu projeto de vida Passo 3: autoconhecimento
  • 17. Escrevendo seu projeto de vida Realidade na qual me encontro Valores humano-cristãos Texto bíblico inspirador da minha vida Passo 3: autoconhecimento
  • 18. Escrevendo seu projeto de vidaEscrevendo seu projeto de vida Passo 4: o projeto em todas as áreas da minha vida 1ª etapa: descrever aonde se quer chegar, qual é meu ideal, meta, sonho. A partir do que Deus quer de mim, no lugar onde me encontro e com a responsabilidade que tenho? 2ª etapa: descreva onde e como você se encontra hoje. Consciência da sua realidade. 3ª etapa: descrever o que se deve fazer. Quais passos são necessários para realizar o meu ideal que sonho? Para isso, sugere-se usar as seguintes tabelas
  • 19. Personalização (Minha relação comigo mesmo) Dimensão psicoafetiva Meu ideal/Sonho Minha situação Meus passos Definições Cronograma Personalidade Afetividade e sexualidade Sentimentos Valores chamada Saúde Descanso Esporte Lazer, hobby Bens materiais Escrevendo seu projeto de vida
  • 20. Escrevendo seu projeto de vida Integração (Minha relação com as outras pessoas) Dimensão psicossocial Meu ideal/Sonho Minha situação Meus passos Definições Cronograma O relacionamento e postura com os outros A família Os amigos Namorado (a) O ministério A comunidade Esporte Lazer, hobby Bens materiais
  • 21. Escrevendo seu projeto de vida ESPIRITUALIDADE (Minha relação com Deus) Dimensão Religiosa Meu ideal/Sonho Minha situação Meus passos Definições Cronograma O relacionamento com Deus A oração diária A fé A Palavra de Deus A Igreja Ministério
  • 22. Escrevendo seu projeto de vida Conscientização crítico-política (Minha relação com a sociedade) Dimensão sociopolítico- econômica Meu ideal/Sonho Minha situação Meus passos Definições Cronograma A sociedade O trabalho profissional O serviço voluntário A política Os meios de comunicação A cultura A ecologia Diálogo: fé e razão, fé e política
  • 23. Escrevendo seu projeto de vida Capacitação técnica (minha relação com a ação) Dimensão de capacitação Meu ideal/Sonho Minha situação Meus passos Definições Cronograma Estudos, cursos e aperfeiçoamento As leituras Capacidade de organização Construção do PPV Administração do próprio tempo Os dons
  • 24. • Considere as características do projeto de Deus e não perca o foco: amor, sentido, missão e vida; • Possuir bens não é a realização, é importante dar sentido ao que se tem. Cuidado para não transformar um projeto de vida pessoal em ações ambiciosas sem comprometimento com Deus, com o irmão e consigo mesmo. • Aquilo que a pessoa se torna ao longo da vida está relacionado a duas coisas: a oportunidades que teve e às escolhas que fez. • O projeto de vida pessoal exige de nós dois posicionamentos: afetivo (acreditar, desejar, amar) / efetivo (construir, empenhar-se, retomar, refazer); • É a garantia de felicidade, não felicidade no fim, mas no processo. Já se realiza enquanto caminha; • O PPV integra os passos com o todo: desenvolve a vida por valores, aproveita as oportunidades, ajuda no discernimento vocacional, aproveita melhor as oportunidades, faz opções, rever os engajamentos e posicionamentos. • A realização / felicidade humana está no equilíbrio em cuidar dos sentimentos, relações, desejo, corpo, pensamentos, espírito, etc.; Importante
  • 25. • Um Projeto de Vida se enriquece quando conseguimos - depois de escrevê-lo - destacar alguns pontos; dando prioridade para aquilo que é mais urgente. • É necessário avaliá-lo periodicamente para assegurar que estamos no caminho certo e progredindo, ou para constatar os escassos resultados e suas causas. • É preciso, ainda, ter paciência e persistência. Precisamos ser humildes diante de nosso Projeto e abraçá-lo no espírito de fé. Nem tudo acontece como planejamos e na data que programamos; às vezes, inclusive, experimentamos gosto de derrota. Mas se faz necessário perseverar, afinal de contas, desde o início, optamos por Aquele que prometeu estar conosco até o fim dos tempos, apostando em nossa vida! Conclusão