SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Secundária Públia Hortênsia de Castro
                                                   Vila Viçosa
  Ano Lectivo                        ESTUDO ACOMPANHADO- 8.ºAno
  2010/2011
                                  Ficha de Trabalho N.º 12 – Equações Literais
                                                                                     Data: ___/ ___ /2011

   Nome: ___________________________________                           N.º: _____         Turma:______




Equação Literal é uma equação com mais de uma letra (variável).
As equações literais são de uma importância muito grande para a resolução de problemas relacionados com outras
áreas, tais como a Física, a Química, a Economia, etc.



           E como resolver
          equações literais?...




A resolução de uma equação literal consiste em determinar a solução, através das regras práticas para a resolução de
equações, considerando as letras envolvidas, que não a incógnita, como constantes.
Assim, a primeira coisa que temos de ter em consideração é saber qual a incógnita. Ou seja, saber qual a letra em
ordem à qual queremos resolver a equação. Depois, é só considerar as outras letras como constantes e resolver a
equação, aplicando as regras que já conhecemos.




1. Uma Descoberta Arqueológica
No Homem, o comprimento do antebraço, a ( medida entre o pulso e o cotovelo) e a sua
altura, h , estão aproximadamente relacionados com a fórmula : h = 3a + 90

     1.1. Encontrou-se um esqueleto de um homem do séc. XI.
     O comprimento do antebraço era de 21 cm. Qual seria a altura do homem?




     1.2. Resolve a equação h = 3a + 90 em ordem a a .




     1.3. O Augusto tem 1,8 metros de altura. Qual será o comprimento do seu antebraço?




                                                                                                                  1
2. Número de Horas de Sono Necessárias num Individuo
 Uma fórmula que estabelece a relação entre a idade (i) e o número mínimo de horas de sono (h) de um
indivíduo com menos de 15 anos, é definida por:     2h + i = 30

 2.1 Resolve a equação dada em ordem a h.


 2.2 Quantas horas deve dormir, no mínimo, um jovem com 14 anos?




3. Índice de Massa Corporal
De acordo com a notícia publicada no Diário de Notícias, algumas
manequins foram impedidas de desfilar na “ Pasarela Cibeles” , um
conceituado desfile de moda realizado em Madrid. Cinco manequins não
desfilaram, porque o Índice de massa Corporal (IMC) era inferior a 18.
Este índice (IMC) é reconhecido como padrão internacional para avaliar o
grau de obesidade de um indivíduo e depende da sua altura e do seu peso.                                     A
fórmula para o calcular é a seguinte:




    3.1 De acordo com o site oficial da top model brasileira, Gisele Bundchen tem 1,79 m de altura e pesa 54 kg.
    Seria esta modelo impedida de desfilar em Madrid?




    3.2 A Organização Mundial de Saúde considera que um indivíduo tem “peso normal” quando o seu IMC se
    enquadra no intervalo [18,5 ; 24,9] . Entre que valores deverá variar o peso de um indivíduo com 1,79 m de
    altura, para que a Organização Mundial de saúde o considere de peso normal?
    Explica como chegaste à resposta.




                                                                                                              2
4. Consumos Excessivos ( Projecto 1000 Itens GAVE)
O consumo excessivo de álcool (álcool etílico ou etanol) é um dos principais responsáveis pela ocorrência de
acidentes. A fórmula seguinte permite determinar a quantidade de álcool ingerida, em função da quantidade e
do teor alcoólico da bebida consumida.
                            em que:
                            Qé a quantidade de álcool, em gramas;
                            C é a capacidade do copo ou garrafa, em ml;
                            T é o teor alcoólico da bebida, em percentagem de volume.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, é considerado excessivo um consumo diário superior a 24
gramas, no caso de indivíduos adultos do sexo masculino e a 16 gramas no caso de indivíduos adultos do sexo
feminino.


    4.1. Qual é a quantidade de álcool ingerida ao beber-se um copo (150 ml) de um vinho com teor alcoólico
    de 12%?


    4.2. Ao consumir-se uma dose de whisky de 3 cl, a quantidade de álcool ingerida é de 10 g.
    Qual é o teor alcoólico dessa bebida?


    4.3. Durante um jantar de convívio, foram postas à disposição as seguintes bebidas:




Até à hora de jantar, a Dina não ingeriu nenhuma bebida alcoólica. Sugere, de entre as bebidas alcoólicas
disponíveis, duas que ela possa beber sem ultrapassar os limites considerados excessivos pela Sociedade
Portuguesa de Gastrenterologia. Indica a quantidade, em ml, que a Dina pode beber de cada uma das bebidas.


                                                                                                             3
Teste Intermédio de 8ºano - 27 de Abril de 2010




                                             4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ficha de recuperação 6ºano
Ficha de recuperação 6ºanoFicha de recuperação 6ºano
Ficha de recuperação 6ºano
ovi2
 
Potências - Regras e exercícios
Potências - Regras e exercíciosPotências - Regras e exercícios
Potências - Regras e exercícios
Ana Tapadinhas
 
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Raquel Antunes
 
Orações coordenadas e subordinadas exerc. ix
Orações coordenadas e subordinadas   exerc. ix Orações coordenadas e subordinadas   exerc. ix
Orações coordenadas e subordinadas exerc. ix
ovi2
 
Expressões númericas para 7 ano
Expressões númericas para 7 anoExpressões númericas para 7 ano
Expressões númericas para 7 ano
Dalila Cristina Reis
 
Ficha reforço nº6_monomios_polinomios
Ficha reforço nº6_monomios_polinomiosFicha reforço nº6_monomios_polinomios
Ficha reforço nº6_monomios_polinomios
Afectos Mala Dos
 
Áreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidosÁreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidos
Joana Ferreira
 
Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1
Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1
Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1
Ana Tapadinhas
 
Ficha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reaisFicha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reais
Gisela Carvalho
 
Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)
Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)
Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)
Raquel Antunes
 
Escalas 6º ano
Escalas 6º anoEscalas 6º ano
Escalas 6º ano
Ana Duarte
 
Equações do 2º grau fórmula resolvente
Equações do 2º grau   fórmula resolventeEquações do 2º grau   fórmula resolvente
Equações do 2º grau fórmula resolvente
marmorei
 
Fichas de avaliação de Francês 8º ano
Fichas de avaliação de Francês 8º anoFichas de avaliação de Francês 8º ano
Fichas de avaliação de Francês 8º ano
carolcastanheiracc4
 
Ficha de trabalho perímetro do círculo
Ficha de trabalho perímetro do círculoFicha de trabalho perímetro do círculo
Ficha de trabalho perímetro do círculo
Helena Borralho
 
2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano ilton bruno
2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano   ilton bruno2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano   ilton bruno
2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano ilton bruno
Ilton Bruno
 
Ficha de trabalho 2 estações do ano 7º10
Ficha de trabalho 2   estações do ano  7º10Ficha de trabalho 2   estações do ano  7º10
Ficha de trabalho 2 estações do ano 7º10
dinartegaspar
 
Expressões com variáveis
Expressões com variáveisExpressões com variáveis
Expressões com variáveis
2301luisa
 
Microsoft word exercicio matemática com gabarito equações do 2º grau
Microsoft word   exercicio matemática com  gabarito equações do 2º grauMicrosoft word   exercicio matemática com  gabarito equações do 2º grau
Microsoft word exercicio matemática com gabarito equações do 2º grau
Betão Betão
 
Lugares geométricos
Lugares geométricosLugares geométricos
Lugares geométricos
saramramos
 
RESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º anoRESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º ano
Ricardo Santos
 

Mais procurados (20)

Ficha de recuperação 6ºano
Ficha de recuperação 6ºanoFicha de recuperação 6ºano
Ficha de recuperação 6ºano
 
Potências - Regras e exercícios
Potências - Regras e exercíciosPotências - Regras e exercícios
Potências - Regras e exercícios
 
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
 
Orações coordenadas e subordinadas exerc. ix
Orações coordenadas e subordinadas   exerc. ix Orações coordenadas e subordinadas   exerc. ix
Orações coordenadas e subordinadas exerc. ix
 
Expressões númericas para 7 ano
Expressões númericas para 7 anoExpressões númericas para 7 ano
Expressões númericas para 7 ano
 
Ficha reforço nº6_monomios_polinomios
Ficha reforço nº6_monomios_polinomiosFicha reforço nº6_monomios_polinomios
Ficha reforço nº6_monomios_polinomios
 
Áreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidosÁreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidos
 
Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1
Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1
Matemática equações de 1 grau exercícios ficha 1
 
Ficha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reaisFicha de trabalho numeros reais
Ficha de trabalho numeros reais
 
Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)
Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)
Ficha formativa_ Monomios e Poliomios (III)
 
Escalas 6º ano
Escalas 6º anoEscalas 6º ano
Escalas 6º ano
 
Equações do 2º grau fórmula resolvente
Equações do 2º grau   fórmula resolventeEquações do 2º grau   fórmula resolvente
Equações do 2º grau fórmula resolvente
 
Fichas de avaliação de Francês 8º ano
Fichas de avaliação de Francês 8º anoFichas de avaliação de Francês 8º ano
Fichas de avaliação de Francês 8º ano
 
Ficha de trabalho perímetro do círculo
Ficha de trabalho perímetro do círculoFicha de trabalho perímetro do círculo
Ficha de trabalho perímetro do círculo
 
2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano ilton bruno
2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano   ilton bruno2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano   ilton bruno
2ª lista de exerc(monomios e polinômios) 8º ano ilton bruno
 
Ficha de trabalho 2 estações do ano 7º10
Ficha de trabalho 2   estações do ano  7º10Ficha de trabalho 2   estações do ano  7º10
Ficha de trabalho 2 estações do ano 7º10
 
Expressões com variáveis
Expressões com variáveisExpressões com variáveis
Expressões com variáveis
 
Microsoft word exercicio matemática com gabarito equações do 2º grau
Microsoft word   exercicio matemática com  gabarito equações do 2º grauMicrosoft word   exercicio matemática com  gabarito equações do 2º grau
Microsoft word exercicio matemática com gabarito equações do 2º grau
 
Lugares geométricos
Lugares geométricosLugares geométricos
Lugares geométricos
 
RESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º anoRESUMO Matemática 9º ano
RESUMO Matemática 9º ano
 

Destaque

Ficha reforço nº3_equações
Ficha reforço nº3_equaçõesFicha reforço nº3_equações
Ficha reforço nº3_equações
rutesteves
 
Ficha 10 equações
Ficha 10 equaçõesFicha 10 equações
Ficha 10 equações
Paula Mano
 
Ficha 11 problemas
Ficha  11 problemasFicha  11 problemas
Ficha 11 problemas
Paula Mano
 
Ficha de trabalho - Sistemas de equações
Ficha de trabalho  - Sistemas de equaçõesFicha de trabalho  - Sistemas de equações
Ficha de trabalho - Sistemas de equações
marilia65
 
Correção 6ª série
Correção 6ª sérieCorreção 6ª série
Correção 6ª série
Professora Andréia
 
Ficha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionais
Ficha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionaisFicha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionais
Ficha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionais
Ap Vilaboim Oitavob
 
Ficha 4 pitágoras no espaço
Ficha 4   pitágoras no espaçoFicha 4   pitágoras no espaço
Ficha 4 pitágoras no espaço
Paula Mano
 
Ficha 2
Ficha 2 Ficha 2
Ficha 2
Paula Mano
 
Ficha 7 funções cujos gráficos são rectas
Ficha 7  funções cujos gráficos são rectasFicha 7  funções cujos gráficos são rectas
Ficha 7 funções cujos gráficos são rectas
Paula Mano
 
Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...
Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...
Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...
Cristina Peixoto
 
Ficha 3 demonstração geométrica pitagoras
Ficha 3   demonstração  geométrica pitagorasFicha 3   demonstração  geométrica pitagoras
Ficha 3 demonstração geométrica pitagoras
Paula Mano
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
aldaalves
 
Ficha 8ºano funções e equações
Ficha 8ºano funções e equaçõesFicha 8ºano funções e equações
Ficha 8ºano funções e equações
Rita Noites
 
Ficha 1 tangram
Ficha 1   tangramFicha 1   tangram
Ficha 1 tangram
Paula Mano
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
aldaalves
 
ICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saída
ICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saídaICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saída
ICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saída
Felipe J. R. Vieira
 
Ft nros racionais_x
Ft nros racionais_xFt nros racionais_x
Ft nros racionais_x
Laurinda Barros
 
Ficha de trabalho_1
Ficha de trabalho_1Ficha de trabalho_1
Ficha de trabalho_1
Manuel Oliveira
 
Adição algébrica
Adição algébricaAdição algébrica
Adição algébrica
Marcela Magri
 
Fi ft multiplicação de fracções
Fi ft multiplicação de fracçõesFi ft multiplicação de fracções
Fi ft multiplicação de fracçõesmarcommendes
 

Destaque (20)

Ficha reforço nº3_equações
Ficha reforço nº3_equaçõesFicha reforço nº3_equações
Ficha reforço nº3_equações
 
Ficha 10 equações
Ficha 10 equaçõesFicha 10 equações
Ficha 10 equações
 
Ficha 11 problemas
Ficha  11 problemasFicha  11 problemas
Ficha 11 problemas
 
Ficha de trabalho - Sistemas de equações
Ficha de trabalho  - Sistemas de equaçõesFicha de trabalho  - Sistemas de equações
Ficha de trabalho - Sistemas de equações
 
Correção 6ª série
Correção 6ª sérieCorreção 6ª série
Correção 6ª série
 
Ficha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionais
Ficha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionaisFicha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionais
Ficha de trabalho adicao e subtracao de numeros racionais
 
Ficha 4 pitágoras no espaço
Ficha 4   pitágoras no espaçoFicha 4   pitágoras no espaço
Ficha 4 pitágoras no espaço
 
Ficha 2
Ficha 2 Ficha 2
Ficha 2
 
Ficha 7 funções cujos gráficos são rectas
Ficha 7  funções cujos gráficos são rectasFicha 7  funções cujos gráficos são rectas
Ficha 7 funções cujos gráficos são rectas
 
Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...
Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...
Estatisticaaplicadaascienciassociaisnaformacaododocenteenasaulasdesociologian...
 
Ficha 3 demonstração geométrica pitagoras
Ficha 3   demonstração  geométrica pitagorasFicha 3   demonstração  geométrica pitagoras
Ficha 3 demonstração geométrica pitagoras
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
 
Ficha 8ºano funções e equações
Ficha 8ºano funções e equaçõesFicha 8ºano funções e equações
Ficha 8ºano funções e equações
 
Ficha 1 tangram
Ficha 1   tangramFicha 1   tangram
Ficha 1 tangram
 
Equações literais
Equações literaisEquações literais
Equações literais
 
ICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saída
ICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saídaICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saída
ICC - Aula 04 - Expressões literais, comando de atribuição e de entrada/saída
 
Ft nros racionais_x
Ft nros racionais_xFt nros racionais_x
Ft nros racionais_x
 
Ficha de trabalho_1
Ficha de trabalho_1Ficha de trabalho_1
Ficha de trabalho_1
 
Adição algébrica
Adição algébricaAdição algébrica
Adição algébrica
 
Fi ft multiplicação de fracções
Fi ft multiplicação de fracçõesFi ft multiplicação de fracções
Fi ft multiplicação de fracções
 

Semelhante a Ficha 12 equações literais

Webgincana hipertensão arterial - Professor Robson
Webgincana hipertensão arterial -  Professor RobsonWebgincana hipertensão arterial -  Professor Robson
Webgincana hipertensão arterial - Professor Robson
Professor Robson
 
Teste 1 9 ano negrelos versão 2
Teste 1  9 ano negrelos versão 2Teste 1  9 ano negrelos versão 2
Teste 1 9 ano negrelos versão 2
Estela Costa
 
Saúde inquérito à população serpense.
Saúde   inquérito à população serpense.Saúde   inquérito à população serpense.
Saúde inquérito à população serpense.
zeopas
 
Teste 1
Teste 1Teste 1
Teste 1
MINEDU
 
Módulo digitalizado de educacao fisica
Módulo digitalizado de educacao fisicaMódulo digitalizado de educacao fisica
Módulo digitalizado de educacao fisica
lululimavidal
 
Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)
Julianaritahelder
 
Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)
Julianaritahelder
 
WebGincana Hipertensão
WebGincana HipertensãoWebGincana Hipertensão
WebGincana Hipertensão
rlimonete
 
Pesquisa turma 10 m imc, rqc e p.a
Pesquisa turma 10 m imc, rqc e p.aPesquisa turma 10 m imc, rqc e p.a
Pesquisa turma 10 m imc, rqc e p.a
cejacriciuma
 
Manual sobre alcoolismo em portugal
Manual sobre alcoolismo em portugalManual sobre alcoolismo em portugal
Manual sobre alcoolismo em portugal
Rute Almeida
 
Alcoolismo 1
Alcoolismo 1Alcoolismo 1
Alcoolismo 1
tocha_turma9b
 
Gabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º ano
Gabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º anoGabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º ano
Gabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º ano
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Alcoolismo trabalho 2
Alcoolismo trabalho 2Alcoolismo trabalho 2
Alcoolismo trabalho 2
5feugeniocastro
 
Dê uma Chance para a sua VIDA
Dê uma Chance para a sua VIDADê uma Chance para a sua VIDA
Dê uma Chance para a sua VIDA
WORKRESULT
 
Qualidade de vida como diferencial competitivo pessoal
Qualidade de vida como diferencial  competitivo pessoalQualidade de vida como diferencial  competitivo pessoal
Qualidade de vida como diferencial competitivo pessoal
WORKRESULT
 
Questao de linguagem_gqm_26_04
Questao de linguagem_gqm_26_04Questao de linguagem_gqm_26_04
Questao de linguagem_gqm_26_04
Moises Ribeiro
 
Propostas de redação Parte I
Propostas de redação Parte IPropostas de redação Parte I
Propostas de redação Parte I
ProfFernandaBraga
 
Projeto prevenir pra não remediar zenildo
Projeto prevenir pra não remediar zenildoProjeto prevenir pra não remediar zenildo
Projeto prevenir pra não remediar zenildo
mariaisabel123
 

Semelhante a Ficha 12 equações literais (18)

Webgincana hipertensão arterial - Professor Robson
Webgincana hipertensão arterial -  Professor RobsonWebgincana hipertensão arterial -  Professor Robson
Webgincana hipertensão arterial - Professor Robson
 
Teste 1 9 ano negrelos versão 2
Teste 1  9 ano negrelos versão 2Teste 1  9 ano negrelos versão 2
Teste 1 9 ano negrelos versão 2
 
Saúde inquérito à população serpense.
Saúde   inquérito à população serpense.Saúde   inquérito à população serpense.
Saúde inquérito à população serpense.
 
Teste 1
Teste 1Teste 1
Teste 1
 
Módulo digitalizado de educacao fisica
Módulo digitalizado de educacao fisicaMódulo digitalizado de educacao fisica
Módulo digitalizado de educacao fisica
 
Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)
 
Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)Higiene E Problemas Sociais (2)
Higiene E Problemas Sociais (2)
 
WebGincana Hipertensão
WebGincana HipertensãoWebGincana Hipertensão
WebGincana Hipertensão
 
Pesquisa turma 10 m imc, rqc e p.a
Pesquisa turma 10 m imc, rqc e p.aPesquisa turma 10 m imc, rqc e p.a
Pesquisa turma 10 m imc, rqc e p.a
 
Manual sobre alcoolismo em portugal
Manual sobre alcoolismo em portugalManual sobre alcoolismo em portugal
Manual sobre alcoolismo em portugal
 
Alcoolismo 1
Alcoolismo 1Alcoolismo 1
Alcoolismo 1
 
Gabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º ano
Gabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º anoGabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º ano
Gabarito: Interpretação de texto: O peso do estereótipo – 8º ou 9º ano
 
Alcoolismo trabalho 2
Alcoolismo trabalho 2Alcoolismo trabalho 2
Alcoolismo trabalho 2
 
Dê uma Chance para a sua VIDA
Dê uma Chance para a sua VIDADê uma Chance para a sua VIDA
Dê uma Chance para a sua VIDA
 
Qualidade de vida como diferencial competitivo pessoal
Qualidade de vida como diferencial  competitivo pessoalQualidade de vida como diferencial  competitivo pessoal
Qualidade de vida como diferencial competitivo pessoal
 
Questao de linguagem_gqm_26_04
Questao de linguagem_gqm_26_04Questao de linguagem_gqm_26_04
Questao de linguagem_gqm_26_04
 
Propostas de redação Parte I
Propostas de redação Parte IPropostas de redação Parte I
Propostas de redação Parte I
 
Projeto prevenir pra não remediar zenildo
Projeto prevenir pra não remediar zenildoProjeto prevenir pra não remediar zenildo
Projeto prevenir pra não remediar zenildo
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 

Ficha 12 equações literais

  • 1. Escola Secundária Públia Hortênsia de Castro Vila Viçosa Ano Lectivo ESTUDO ACOMPANHADO- 8.ºAno 2010/2011 Ficha de Trabalho N.º 12 – Equações Literais Data: ___/ ___ /2011 Nome: ___________________________________ N.º: _____ Turma:______ Equação Literal é uma equação com mais de uma letra (variável). As equações literais são de uma importância muito grande para a resolução de problemas relacionados com outras áreas, tais como a Física, a Química, a Economia, etc. E como resolver equações literais?... A resolução de uma equação literal consiste em determinar a solução, através das regras práticas para a resolução de equações, considerando as letras envolvidas, que não a incógnita, como constantes. Assim, a primeira coisa que temos de ter em consideração é saber qual a incógnita. Ou seja, saber qual a letra em ordem à qual queremos resolver a equação. Depois, é só considerar as outras letras como constantes e resolver a equação, aplicando as regras que já conhecemos. 1. Uma Descoberta Arqueológica No Homem, o comprimento do antebraço, a ( medida entre o pulso e o cotovelo) e a sua altura, h , estão aproximadamente relacionados com a fórmula : h = 3a + 90 1.1. Encontrou-se um esqueleto de um homem do séc. XI. O comprimento do antebraço era de 21 cm. Qual seria a altura do homem? 1.2. Resolve a equação h = 3a + 90 em ordem a a . 1.3. O Augusto tem 1,8 metros de altura. Qual será o comprimento do seu antebraço? 1
  • 2. 2. Número de Horas de Sono Necessárias num Individuo Uma fórmula que estabelece a relação entre a idade (i) e o número mínimo de horas de sono (h) de um indivíduo com menos de 15 anos, é definida por: 2h + i = 30 2.1 Resolve a equação dada em ordem a h. 2.2 Quantas horas deve dormir, no mínimo, um jovem com 14 anos? 3. Índice de Massa Corporal De acordo com a notícia publicada no Diário de Notícias, algumas manequins foram impedidas de desfilar na “ Pasarela Cibeles” , um conceituado desfile de moda realizado em Madrid. Cinco manequins não desfilaram, porque o Índice de massa Corporal (IMC) era inferior a 18. Este índice (IMC) é reconhecido como padrão internacional para avaliar o grau de obesidade de um indivíduo e depende da sua altura e do seu peso. A fórmula para o calcular é a seguinte: 3.1 De acordo com o site oficial da top model brasileira, Gisele Bundchen tem 1,79 m de altura e pesa 54 kg. Seria esta modelo impedida de desfilar em Madrid? 3.2 A Organização Mundial de Saúde considera que um indivíduo tem “peso normal” quando o seu IMC se enquadra no intervalo [18,5 ; 24,9] . Entre que valores deverá variar o peso de um indivíduo com 1,79 m de altura, para que a Organização Mundial de saúde o considere de peso normal? Explica como chegaste à resposta. 2
  • 3. 4. Consumos Excessivos ( Projecto 1000 Itens GAVE) O consumo excessivo de álcool (álcool etílico ou etanol) é um dos principais responsáveis pela ocorrência de acidentes. A fórmula seguinte permite determinar a quantidade de álcool ingerida, em função da quantidade e do teor alcoólico da bebida consumida. em que: Qé a quantidade de álcool, em gramas; C é a capacidade do copo ou garrafa, em ml; T é o teor alcoólico da bebida, em percentagem de volume. Segundo a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, é considerado excessivo um consumo diário superior a 24 gramas, no caso de indivíduos adultos do sexo masculino e a 16 gramas no caso de indivíduos adultos do sexo feminino. 4.1. Qual é a quantidade de álcool ingerida ao beber-se um copo (150 ml) de um vinho com teor alcoólico de 12%? 4.2. Ao consumir-se uma dose de whisky de 3 cl, a quantidade de álcool ingerida é de 10 g. Qual é o teor alcoólico dessa bebida? 4.3. Durante um jantar de convívio, foram postas à disposição as seguintes bebidas: Até à hora de jantar, a Dina não ingeriu nenhuma bebida alcoólica. Sugere, de entre as bebidas alcoólicas disponíveis, duas que ela possa beber sem ultrapassar os limites considerados excessivos pela Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia. Indica a quantidade, em ml, que a Dina pode beber de cada uma das bebidas. 3
  • 4. Teste Intermédio de 8ºano - 27 de Abril de 2010 4