SlideShare uma empresa Scribd logo
Exercícios
UNIDADES DE FLOCULAÇÃO DIMENSIONAMENTO
Informações:
 Vazão: 1,0 m3/s
 Dimensionamento de floculadores hidráulicos de fluxo vertical
 Tempo de detenção hidráulico = 30 minutos (total)
 Sistema de floculação composto por três câmaras em série, com
gradientes de velocidade escalonados (70 s-1, 50 s-1 e 20 s-1)
 Profundidade da lâmina líquida h=4,5 m
 Número de decantadores = 04
 Largura do decantador= Bd =12,0 m
 Será admitido que uma das dimensões do floculador é conhecido,
sendo esta função da largura do decantador
Passo 1 - Cálculo do volume do floculador
Fórmula:
Vf = Q . t
(m3)
Observações:
Tempo passar para segundos; vazão dividido por 4 (número de decantadores)

Modelo de Floculador hidráulico de fluxo vertical

Passo 2 - Cálculo da área superficial do floculador
Fórmula:
AS 

Vf
h

(m2)

Passo 3 - Cálculo da largura do floculador
Fórmula:
Bf 

AS

Bd

(m)

Passo 4 - Cálculo do número de espaçamentos entre chicanas em cada câmara de floculação
Fórmula:
2

 a.L.G 
n  0,045.3 
 Q  . h










n=número de espaçamentos
a=largura do canal do floculador em metros (cada canal) (Bf)
L=comprimento do floculador em metros (mesmo que Bd)
G=gradiente de velocidade em s-1
Q=vazão em m3/s
h=tempo de detenção hidráulico em minutos (cada canal)
Observação:
Calcular para os três canais, para o tempo de detenção de 10 minutos cada câmara e para cada gradiente de
velocidade.
Passo 5 - Cálculo do espaçamento entre chicanas
Fórmula:
L
n

e

(m)

Observação: Calcular para cada canal
Passo 6 – Cálculo das velocidades nos trechos retos e curvas 180o
Fórmulas:
V1 

2
V2  .V1 ( m/s)
3

Q
(m/s)
B f .e

Observação: Calcular para cada canal (Bf – largura de cada canal)
Passo 7 - Cálculo da extensão dos canais
Fórmula:
Lt   h .V1

(m)

Observação: Passar para segundos (tempo de detenção em cada canal), e calcular a extensão dos 3 canais.
Passo 8 - Cálculo do gradiente de velocidade
Fórmula:

G

 .H
. h

(s-1)

Observação: µ = 0.0001167 kg.s/m2 (coeficiente de viscosidade); ϒ = 1000 kg/m3 (peso específico). ΔH 1= 0,380
(perda de carga total canal 1); ΔH2 = 0,191 (perda de carga total canal 2); e ΔH3 = 0,027 (perda de carga total
canal 3). Confirmação se os gradientes de velocidades batem com os dados do problema.
 Quadro resumo dos cálculos finais
Canal

G (s-1)

n

e (m)

V1 (m/s)

V2 (m/s)

ΔHT (m)

L (m)

G (s-1)

1

70

43

0,28

0,32

0,22

0,380

192

73

2

50

35

0,34

0,26

0,18

0,191

156

52

3

20

19

0,63

0,14

0.09

0,027

84

19
DIMENSIONAMENTO DE FLOCULADORES MECANIZADOS
 Condicionantes de Projeto
 Tempo de detenção hidráulico = 30 minutos
 Sistema de floculação composto por três câmaras em série, com gradientes de velocidade escalonados
(70 s-1, 50 s-1 e 20 s-1)
 Profundidade da lâmina líquida=4,5 m
 Número de decantadores=04
 Largura do decantador=12,0 m (Bd )
 Será admitido que uma das dimensões do floculador é conhecido, sendo esta função da largura do
decantador
Passo 1 - Cálculo do volume do floculador
Fórmula:
Vf = Q . t
(m3)
Observações: Tempo passar para segundos; vazão dividido por 4 (número de decantadores)
Passo 2 - Cálculo da área superficial do floculador
Fórmula:
AS 

Vf
h

(m2)

O sistema de floculação será composto por três reatores em série e três em paralelo, o que irá proporcionar
um total de 09 câmaras de floculação
Passo 3 - Cálculo do volume de cada câmara de floculação
Fórmula:

V

Vf
nc

(m3)

Observação: nc = número de câmaras
Passo 4 - Cálculo da potência a ser introduzida no volume de líquido
Fórmula:
Pot  G 2 ..V

(w)

Observação: Cálculo da potencia introduzida para cada gradiente de velocidade.
Coeficiente de viscosidade (µ = 0.001167)
Passo 5 - Dimensionamento do sistema de agitação
Pot  KT . .n3 .D5 (rps)
Observação: O sistema de agitação será composto por turbinas de fluxo misto (radial e axial), com palhetas
inclinadas a 45º. Para o sistema de agitação escolhido, o valor do KT pode ser admitido como sendo da ordem
de 1,5. Diâmetro do rotor é 1,2 (m). Passar para rpm (na resposta final)
Passo 6 - Cálculo da velocidade periférica
V p   .D.n

(m/s)

Observação: utilizar o numero de rotações em segundos.
Passo 8 – Relações geométricas
Pf = Profundidade útil
(4,5 m)
Lf = Lado da câmara
(3,8 m)
Df = Diâmetro do rotor
(1,2 m)
hf= Distância do rotor ao fundo da câmara (1,2 m)
Equipamento de agitação do tipo fluxo axial

Relações geométricas comumente usadas:
2,0 ≤ Lf ≤ 6,6
2,7 ≤ Pf ≤ 3,9
0,9 ≤ hf ≤ 1,1
Df
Df
Df



Quadro resumo dos cálculos finais

Canal

G (s-1)

Vol (m3)

Pot (W)

D (m)

n (rpm)

Vp (m/s)

Relações G

1

70

50

286

1,2

26

1,6

Lf/Df 3,17

2

50

50

146

1,2

20

1,28

Pf/Df 3,75

3

20

50

24

1,2

12

0,70

Hf/Df 1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Taa 7
Taa 7Taa 7
Taa 6
Taa 6Taa 6
Aula 3 dimensionamento
Aula 3 dimensionamentoAula 3 dimensionamento
Aula 3 dimensionamento
Giovanna Ortiz
 
Taa 3
Taa 3Taa 3
Exercicios resolvidos de_hidraulica
Exercicios resolvidos de_hidraulicaExercicios resolvidos de_hidraulica
Exercicios resolvidos de_hidraulica
Sérgio Lessa
 
CoagulaçãO
CoagulaçãOCoagulaçãO
CoagulaçãO
guesta23b04
 
Exercicios resolvidos -_hidraulica_basic
Exercicios resolvidos -_hidraulica_basicExercicios resolvidos -_hidraulica_basic
Exercicios resolvidos -_hidraulica_basic
Gerson Justino
 
Aula 8 dimensionamento de lodos ativados
Aula 8   dimensionamento de lodos ativadosAula 8   dimensionamento de lodos ativados
Aula 8 dimensionamento de lodos ativados
Giovanna Ortiz
 
Perdas de cargas em tubulações
Perdas de cargas em tubulaçõesPerdas de cargas em tubulações
Perdas de cargas em tubulações
Vivi Basilio
 
Aula 8 drenagem urbana
Aula 8 drenagem urbanaAula 8 drenagem urbana
Aula 8 drenagem urbana
Jose Luis Prado Sánchez
 
1 tratamento de agua mistura rapida n
1 tratamento de agua mistura rapida n1 tratamento de agua mistura rapida n
1 tratamento de agua mistura rapida n
Higor Bastos
 
exercicio
exercicioexercicio
exercicio
Thays Alves
 
Hidráulica de Canais
Hidráulica de CanaisHidráulica de Canais
Hidráulica de Canais
Danilo Max
 
Aula 7a dimensionamento lagoa anaeróbia
Aula 7a dimensionamento lagoa anaeróbiaAula 7a dimensionamento lagoa anaeróbia
Aula 7a dimensionamento lagoa anaeróbia
Giovanna Ortiz
 
Aula Hidrologia - Método Racional
Aula Hidrologia - Método RacionalAula Hidrologia - Método Racional
Aula Hidrologia - Método Racional
Lucas Sant'ana
 
Captação e Adutoras
Captação e AdutorasCaptação e Adutoras
Captação e Adutoras
Carlos Elson Cunha
 
Unidade 3 Projeto de terraplenagem
Unidade 3   Projeto de terraplenagemUnidade 3   Projeto de terraplenagem
Unidade 3 Projeto de terraplenagem
Alexandre Esmeraldo
 
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2   exercício od tratamento de águas residuáriasAula 2   exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
Giovanna Ortiz
 
Aula 3 tratamentos e tratamento preliminar
Aula 3 tratamentos e tratamento preliminarAula 3 tratamentos e tratamento preliminar
Aula 3 tratamentos e tratamento preliminar
Giovanna Ortiz
 
Dimensionamento de unidades de filtração
Dimensionamento de unidades de filtraçãoDimensionamento de unidades de filtração
Dimensionamento de unidades de filtração
Giovanna Ortiz
 

Mais procurados (20)

Taa 7
Taa 7Taa 7
Taa 7
 
Taa 6
Taa 6Taa 6
Taa 6
 
Aula 3 dimensionamento
Aula 3 dimensionamentoAula 3 dimensionamento
Aula 3 dimensionamento
 
Taa 3
Taa 3Taa 3
Taa 3
 
Exercicios resolvidos de_hidraulica
Exercicios resolvidos de_hidraulicaExercicios resolvidos de_hidraulica
Exercicios resolvidos de_hidraulica
 
CoagulaçãO
CoagulaçãOCoagulaçãO
CoagulaçãO
 
Exercicios resolvidos -_hidraulica_basic
Exercicios resolvidos -_hidraulica_basicExercicios resolvidos -_hidraulica_basic
Exercicios resolvidos -_hidraulica_basic
 
Aula 8 dimensionamento de lodos ativados
Aula 8   dimensionamento de lodos ativadosAula 8   dimensionamento de lodos ativados
Aula 8 dimensionamento de lodos ativados
 
Perdas de cargas em tubulações
Perdas de cargas em tubulaçõesPerdas de cargas em tubulações
Perdas de cargas em tubulações
 
Aula 8 drenagem urbana
Aula 8 drenagem urbanaAula 8 drenagem urbana
Aula 8 drenagem urbana
 
1 tratamento de agua mistura rapida n
1 tratamento de agua mistura rapida n1 tratamento de agua mistura rapida n
1 tratamento de agua mistura rapida n
 
exercicio
exercicioexercicio
exercicio
 
Hidráulica de Canais
Hidráulica de CanaisHidráulica de Canais
Hidráulica de Canais
 
Aula 7a dimensionamento lagoa anaeróbia
Aula 7a dimensionamento lagoa anaeróbiaAula 7a dimensionamento lagoa anaeróbia
Aula 7a dimensionamento lagoa anaeróbia
 
Aula Hidrologia - Método Racional
Aula Hidrologia - Método RacionalAula Hidrologia - Método Racional
Aula Hidrologia - Método Racional
 
Captação e Adutoras
Captação e AdutorasCaptação e Adutoras
Captação e Adutoras
 
Unidade 3 Projeto de terraplenagem
Unidade 3   Projeto de terraplenagemUnidade 3   Projeto de terraplenagem
Unidade 3 Projeto de terraplenagem
 
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2   exercício od tratamento de águas residuáriasAula 2   exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
 
Aula 3 tratamentos e tratamento preliminar
Aula 3 tratamentos e tratamento preliminarAula 3 tratamentos e tratamento preliminar
Aula 3 tratamentos e tratamento preliminar
 
Dimensionamento de unidades de filtração
Dimensionamento de unidades de filtraçãoDimensionamento de unidades de filtração
Dimensionamento de unidades de filtração
 

Destaque

Dimensionamento unidades de decantação
Dimensionamento unidades de decantaçãoDimensionamento unidades de decantação
Dimensionamento unidades de decantação
Giovanna Ortiz
 
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa
Exercício dimensionamento de lagoa facultativaExercício dimensionamento de lagoa facultativa
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa
Giovanna Ortiz
 
Dimensionamento de um aterro sanitário2
Dimensionamento de um aterro sanitário2Dimensionamento de um aterro sanitário2
Dimensionamento de um aterro sanitário2
Giovanna Ortiz
 
Dimensionamento de pátio de compostagem
Dimensionamento de pátio de compostagemDimensionamento de pátio de compostagem
Dimensionamento de pátio de compostagem
Giovanna Ortiz
 
Exercício floculadores
Exercício floculadoresExercício floculadores
Exercício floculadores
Giovanna Ortiz
 
Atividade roteiro para implantação de coleta seletiva
Atividade   roteiro para implantação de coleta seletivaAtividade   roteiro para implantação de coleta seletiva
Atividade roteiro para implantação de coleta seletiva
Giovanna Ortiz
 
Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4
Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4
Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4
Giovanna Ortiz
 

Destaque (7)

Dimensionamento unidades de decantação
Dimensionamento unidades de decantaçãoDimensionamento unidades de decantação
Dimensionamento unidades de decantação
 
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa
Exercício dimensionamento de lagoa facultativaExercício dimensionamento de lagoa facultativa
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa
 
Dimensionamento de um aterro sanitário2
Dimensionamento de um aterro sanitário2Dimensionamento de um aterro sanitário2
Dimensionamento de um aterro sanitário2
 
Dimensionamento de pátio de compostagem
Dimensionamento de pátio de compostagemDimensionamento de pátio de compostagem
Dimensionamento de pátio de compostagem
 
Exercício floculadores
Exercício floculadoresExercício floculadores
Exercício floculadores
 
Atividade roteiro para implantação de coleta seletiva
Atividade   roteiro para implantação de coleta seletivaAtividade   roteiro para implantação de coleta seletiva
Atividade roteiro para implantação de coleta seletiva
 
Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4
Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4
Exercícios dimensionamento limpeza publica aula 4
 

Semelhante a Exercícios dimensionamento de floculadores

Novo guia de_ensaio_laboratorial_technov
Novo guia de_ensaio_laboratorial_technovNovo guia de_ensaio_laboratorial_technov
Novo guia de_ensaio_laboratorial_technov
MëḼÿssä MṏƦä
 
Decantação exercícios
Decantação exercíciosDecantação exercícios
Decantação exercícios
Giovanna Ortiz
 
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdfPasso a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdf
Ronaldo Machado
 
Exercicios de 12 a 15
Exercicios de 12 a 15Exercicios de 12 a 15
Exercicios de 12 a 15
zeramento contabil
 
Exercício de bomba e sistema de recalque
Exercício de bomba e sistema de recalqueExercício de bomba e sistema de recalque
Exercício de bomba e sistema de recalque
Natalia Ferreira
 
Exercício floculadores
Exercício floculadoresExercício floculadores
Exercício floculadores
Giovanna Ortiz
 
Selecao bombas
Selecao bombasSelecao bombas
Selecao bombas
João Rafael Rodrigues
 
Experiencia medidores de vazao
Experiencia medidores de vazaoExperiencia medidores de vazao
Experiencia medidores de vazao
DANIELLE BORGES
 
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantesAnexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
José Geraldo
 
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantesAnexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
LUIZ HENRIQUE MOREIRA DE CARVALHO
 
Resolvimecflu3
Resolvimecflu3Resolvimecflu3
Resolvimecflu3
Wallas Araujo
 
Fenomenos
FenomenosFenomenos
Fenomenos
Enaldo Medeiros
 
aula-bombas.pdf
aula-bombas.pdfaula-bombas.pdf
aula-bombas.pdf
Anny81834
 
dimentub.ppt
dimentub.pptdimentub.ppt
dimentub.ppt
ssuserfbbfd5
 
Revisão
RevisãoRevisão
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdfPasso a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdf
Ronaldo Machado
 
48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos
48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos
48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos
Marcelo Moraes
 
219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)
219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)
219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)
Daniele S Castro
 
Exercícios resolvidos de física222
Exercícios resolvidos de física222Exercícios resolvidos de física222
Exercícios resolvidos de física222
Ricardo Sousa Alves
 
Exercicios de 7 a 11
Exercicios de 7 a 11Exercicios de 7 a 11
Exercicios de 7 a 11
zeramento contabil
 

Semelhante a Exercícios dimensionamento de floculadores (20)

Novo guia de_ensaio_laboratorial_technov
Novo guia de_ensaio_laboratorial_technovNovo guia de_ensaio_laboratorial_technov
Novo guia de_ensaio_laboratorial_technov
 
Decantação exercícios
Decantação exercíciosDecantação exercícios
Decantação exercícios
 
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdfPasso a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão em MALHA.pdf
 
Exercicios de 12 a 15
Exercicios de 12 a 15Exercicios de 12 a 15
Exercicios de 12 a 15
 
Exercício de bomba e sistema de recalque
Exercício de bomba e sistema de recalqueExercício de bomba e sistema de recalque
Exercício de bomba e sistema de recalque
 
Exercício floculadores
Exercício floculadoresExercício floculadores
Exercício floculadores
 
Selecao bombas
Selecao bombasSelecao bombas
Selecao bombas
 
Experiencia medidores de vazao
Experiencia medidores de vazaoExperiencia medidores de vazao
Experiencia medidores de vazao
 
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantesAnexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
 
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantesAnexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
Anexo xxi -_modelo_memorial_hidrantes
 
Resolvimecflu3
Resolvimecflu3Resolvimecflu3
Resolvimecflu3
 
Fenomenos
FenomenosFenomenos
Fenomenos
 
aula-bombas.pdf
aula-bombas.pdfaula-bombas.pdf
aula-bombas.pdf
 
dimentub.ppt
dimentub.pptdimentub.ppt
dimentub.ppt
 
Revisão
RevisãoRevisão
Revisão
 
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdfPasso a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdf
Passo a Passo_Projeto_Irrigação por Aspersão Convencional.pdf
 
48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos
48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos
48294078 i3130003-calculo-tracao-dos-cabos
 
219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)
219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)
219015406 lista ex4-terraplenagem[1] (1)
 
Exercícios resolvidos de física222
Exercícios resolvidos de física222Exercícios resolvidos de física222
Exercícios resolvidos de física222
 
Exercicios de 7 a 11
Exercicios de 7 a 11Exercicios de 7 a 11
Exercicios de 7 a 11
 

Mais de Giovanna Ortiz

Aula 9 aterro
Aula 9   aterroAula 9   aterro
Aula 9 aterro
Giovanna Ortiz
 
Aula 8 incineração
Aula 8 incineraçãoAula 8 incineração
Aula 8 incineração
Giovanna Ortiz
 
Aula 7 co-processamento
Aula 7   co-processamentoAula 7   co-processamento
Aula 7 co-processamento
Giovanna Ortiz
 
Aula 6 compostagem
Aula 6 compostagemAula 6 compostagem
Aula 6 compostagem
Giovanna Ortiz
 
Aula 5 reciclagem
Aula 5  reciclagemAula 5  reciclagem
Aula 5 reciclagem
Giovanna Ortiz
 
Aula 4. rsu parte 1pdf
Aula 4. rsu parte 1pdfAula 4. rsu parte 1pdf
Aula 4. rsu parte 1pdf
Giovanna Ortiz
 
Aula 4 parte 2
Aula 4 parte 2Aula 4 parte 2
Aula 4 parte 2
Giovanna Ortiz
 
Aula 3 gerenciamento
Aula 3 gerenciamentoAula 3 gerenciamento
Aula 3 gerenciamento
Giovanna Ortiz
 
Aula 2 panorama geral
Aula 2 panorama geralAula 2 panorama geral
Aula 2 panorama geral
Giovanna Ortiz
 
Aula 1 normas e legislação
Aula 1 normas e legislaçãoAula 1 normas e legislação
Aula 1 normas e legislação
Giovanna Ortiz
 
Apresentação geral do curso
Apresentação geral do cursoApresentação geral do curso
Apresentação geral do curso
Giovanna Ortiz
 
Exercícios de compensação de ausências
Exercícios de compensação de ausênciasExercícios de compensação de ausências
Exercícios de compensação de ausências
Giovanna Ortiz
 
Erosão
ErosãoErosão
Aula 1 solos
Aula 1 solosAula 1 solos
Aula 1 solos
Giovanna Ortiz
 
Solos 6b
Solos 6bSolos 6b
Solos 6b
Giovanna Ortiz
 
Solos 4
Solos 4Solos 4
Solos 3p
Solos 3pSolos 3p
Solos 3p
Giovanna Ortiz
 
Solos 3
Solos 3Solos 3
Solos 2
Solos 2Solos 2
Solos 6a
Solos 6aSolos 6a
Solos 6a
Giovanna Ortiz
 

Mais de Giovanna Ortiz (20)

Aula 9 aterro
Aula 9   aterroAula 9   aterro
Aula 9 aterro
 
Aula 8 incineração
Aula 8 incineraçãoAula 8 incineração
Aula 8 incineração
 
Aula 7 co-processamento
Aula 7   co-processamentoAula 7   co-processamento
Aula 7 co-processamento
 
Aula 6 compostagem
Aula 6 compostagemAula 6 compostagem
Aula 6 compostagem
 
Aula 5 reciclagem
Aula 5  reciclagemAula 5  reciclagem
Aula 5 reciclagem
 
Aula 4. rsu parte 1pdf
Aula 4. rsu parte 1pdfAula 4. rsu parte 1pdf
Aula 4. rsu parte 1pdf
 
Aula 4 parte 2
Aula 4 parte 2Aula 4 parte 2
Aula 4 parte 2
 
Aula 3 gerenciamento
Aula 3 gerenciamentoAula 3 gerenciamento
Aula 3 gerenciamento
 
Aula 2 panorama geral
Aula 2 panorama geralAula 2 panorama geral
Aula 2 panorama geral
 
Aula 1 normas e legislação
Aula 1 normas e legislaçãoAula 1 normas e legislação
Aula 1 normas e legislação
 
Apresentação geral do curso
Apresentação geral do cursoApresentação geral do curso
Apresentação geral do curso
 
Exercícios de compensação de ausências
Exercícios de compensação de ausênciasExercícios de compensação de ausências
Exercícios de compensação de ausências
 
Erosão
ErosãoErosão
Erosão
 
Aula 1 solos
Aula 1 solosAula 1 solos
Aula 1 solos
 
Solos 6b
Solos 6bSolos 6b
Solos 6b
 
Solos 4
Solos 4Solos 4
Solos 4
 
Solos 3p
Solos 3pSolos 3p
Solos 3p
 
Solos 3
Solos 3Solos 3
Solos 3
 
Solos 2
Solos 2Solos 2
Solos 2
 
Solos 6a
Solos 6aSolos 6a
Solos 6a
 

Exercícios dimensionamento de floculadores

  • 1. Exercícios UNIDADES DE FLOCULAÇÃO DIMENSIONAMENTO Informações:  Vazão: 1,0 m3/s  Dimensionamento de floculadores hidráulicos de fluxo vertical  Tempo de detenção hidráulico = 30 minutos (total)  Sistema de floculação composto por três câmaras em série, com gradientes de velocidade escalonados (70 s-1, 50 s-1 e 20 s-1)  Profundidade da lâmina líquida h=4,5 m  Número de decantadores = 04  Largura do decantador= Bd =12,0 m  Será admitido que uma das dimensões do floculador é conhecido, sendo esta função da largura do decantador Passo 1 - Cálculo do volume do floculador Fórmula: Vf = Q . t (m3) Observações: Tempo passar para segundos; vazão dividido por 4 (número de decantadores) Modelo de Floculador hidráulico de fluxo vertical Passo 2 - Cálculo da área superficial do floculador Fórmula: AS  Vf h (m2) Passo 3 - Cálculo da largura do floculador Fórmula: Bf  AS  Bd (m) Passo 4 - Cálculo do número de espaçamentos entre chicanas em cada câmara de floculação Fórmula: 2  a.L.G  n  0,045.3   Q  . h          n=número de espaçamentos a=largura do canal do floculador em metros (cada canal) (Bf) L=comprimento do floculador em metros (mesmo que Bd) G=gradiente de velocidade em s-1 Q=vazão em m3/s h=tempo de detenção hidráulico em minutos (cada canal)
  • 2. Observação: Calcular para os três canais, para o tempo de detenção de 10 minutos cada câmara e para cada gradiente de velocidade. Passo 5 - Cálculo do espaçamento entre chicanas Fórmula: L n e (m) Observação: Calcular para cada canal Passo 6 – Cálculo das velocidades nos trechos retos e curvas 180o Fórmulas: V1  2 V2  .V1 ( m/s) 3 Q (m/s) B f .e Observação: Calcular para cada canal (Bf – largura de cada canal) Passo 7 - Cálculo da extensão dos canais Fórmula: Lt   h .V1 (m) Observação: Passar para segundos (tempo de detenção em cada canal), e calcular a extensão dos 3 canais. Passo 8 - Cálculo do gradiente de velocidade Fórmula: G  .H . h (s-1) Observação: µ = 0.0001167 kg.s/m2 (coeficiente de viscosidade); ϒ = 1000 kg/m3 (peso específico). ΔH 1= 0,380 (perda de carga total canal 1); ΔH2 = 0,191 (perda de carga total canal 2); e ΔH3 = 0,027 (perda de carga total canal 3). Confirmação se os gradientes de velocidades batem com os dados do problema.  Quadro resumo dos cálculos finais Canal G (s-1) n e (m) V1 (m/s) V2 (m/s) ΔHT (m) L (m) G (s-1) 1 70 43 0,28 0,32 0,22 0,380 192 73 2 50 35 0,34 0,26 0,18 0,191 156 52 3 20 19 0,63 0,14 0.09 0,027 84 19
  • 3. DIMENSIONAMENTO DE FLOCULADORES MECANIZADOS  Condicionantes de Projeto  Tempo de detenção hidráulico = 30 minutos  Sistema de floculação composto por três câmaras em série, com gradientes de velocidade escalonados (70 s-1, 50 s-1 e 20 s-1)  Profundidade da lâmina líquida=4,5 m  Número de decantadores=04  Largura do decantador=12,0 m (Bd )  Será admitido que uma das dimensões do floculador é conhecido, sendo esta função da largura do decantador Passo 1 - Cálculo do volume do floculador Fórmula: Vf = Q . t (m3) Observações: Tempo passar para segundos; vazão dividido por 4 (número de decantadores) Passo 2 - Cálculo da área superficial do floculador Fórmula: AS  Vf h (m2) O sistema de floculação será composto por três reatores em série e três em paralelo, o que irá proporcionar um total de 09 câmaras de floculação Passo 3 - Cálculo do volume de cada câmara de floculação Fórmula: V Vf nc (m3) Observação: nc = número de câmaras Passo 4 - Cálculo da potência a ser introduzida no volume de líquido Fórmula: Pot  G 2 ..V (w) Observação: Cálculo da potencia introduzida para cada gradiente de velocidade. Coeficiente de viscosidade (µ = 0.001167) Passo 5 - Dimensionamento do sistema de agitação Pot  KT . .n3 .D5 (rps)
  • 4. Observação: O sistema de agitação será composto por turbinas de fluxo misto (radial e axial), com palhetas inclinadas a 45º. Para o sistema de agitação escolhido, o valor do KT pode ser admitido como sendo da ordem de 1,5. Diâmetro do rotor é 1,2 (m). Passar para rpm (na resposta final) Passo 6 - Cálculo da velocidade periférica V p   .D.n (m/s) Observação: utilizar o numero de rotações em segundos. Passo 8 – Relações geométricas Pf = Profundidade útil (4,5 m) Lf = Lado da câmara (3,8 m) Df = Diâmetro do rotor (1,2 m) hf= Distância do rotor ao fundo da câmara (1,2 m) Equipamento de agitação do tipo fluxo axial Relações geométricas comumente usadas: 2,0 ≤ Lf ≤ 6,6 2,7 ≤ Pf ≤ 3,9 0,9 ≤ hf ≤ 1,1 Df Df Df  Quadro resumo dos cálculos finais Canal G (s-1) Vol (m3) Pot (W) D (m) n (rpm) Vp (m/s) Relações G 1 70 50 286 1,2 26 1,6 Lf/Df 3,17 2 50 50 146 1,2 20 1,28 Pf/Df 3,75 3 20 50 24 1,2 12 0,70 Hf/Df 1