SlideShare uma empresa Scribd logo
Em Portugal
 As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas
cunhar por D. Afonso Henriques. Eram pequenos exemplares
metálicos produzidos a partir de uma liga de cobre e prata e
que exibiam a cruz de Cristo. Foi durante o reinado de D.
Sancho I que apareceu a primeira moeda portuguesa de
ouro, o morabitino, que valia 180 Dinheiros. O Dinheiro,
enquanto unidade monetária, desaparece no final da
primeira dinastia e é substituído pelo Real.
O primeiro rei da Segunda dinastia, D.
João Príncipe Regente, manda cunhar
as primeiras moedas portuguesas de
cobre, os Reais pretos.


É durante a governação filipina e a
restauração que à cunhagem da
moeda por martelo se substituem os
métodos mecânicos e que surge a
primeira forma de papel-moeda,
durante o reinado de D. Pedro II.


 A Casa da Moeda passava um recibo
a todos os que lhe entregassem
moedas de ouro e prata que tivessem
sido cerceadas, ou seja, limadas e
diminuídas da sua quantidade de
metal precioso e, consequentemente,
de valor afectivo.
Em 1821 é criado o primeiro banco emissor no Continente, Banco de
Lisboa, antecessor ao actual Banco de Portugal que passava a emitir
notas regularmente. O Banco de Portugal surge em 1846 e, em 1887,
torna-se no único Banco emissor. Com a implantação da República, a
5 de Outubro de 1910, o sistema monetário é alterado e o real
substituído pelo Escudo ($). Todavia, as primeiras notas de escudo só
começam a circular em 1914.
  Com a entrada do Euro (€), a Europa torna-se portadora de uma
moeda única. O Euro existe na forma de notas e moedas desde 1 de
Janeiro de 2002, e como moeda-escritural desde 1 de Janeiro de 1999.
Evolução das Trocas
Inicialmente, as trocas eram feitas de forma directa, sem intervenção de qualquer
intermediário ----------- Troca Directa

Bem ----------- Bem


Inconvenientes da Troca Directa:

Dupla coincidência de desejos;
Atribuição de valor de bens;
Divisibilidade ou fraccionamento dos bens;
Transporte de bens;
Elevado número de transacções.


Para ultrapassar os inconvenientes levantados pela Troca Directa, começam a ser
utilizados alguns bens como intermediários na troca, que sendo aceites por todos os
membros da comunidade permitem dividir a operação de troca em três partes: trocar
o bem que possuo por esse bem intermediário, posteriormente utilizá-lo para
adquirir outros bens. Trata-se agora de uma Troca Indirecta funcionando esse
intermediário como moeda, a Moeda-Mercadoria que constitui a forma mais
rudimentar da moeda
Bem -------- Moeda -------- Bem

Ao longo dos tempos, vários bens foram utilizados como
Moeda-Mercadoria, as peles, os cereais, o sal, o gado ou o
vinho.
Apesar de constituir um grande avanço, o uso deste tipo de
moeda levantava ainda alguns problemas:

Sendo um bem útil, era utilizado para fins não monetários,
podendo haver falta de moeda;

Nem sempre poder ser fraccionado (gado ou peles);

Por vezes ser difícil o seu transporte;

Difícil de guardar no tempo, pois podia deteriorar-se (o vinho
azeda ou o cereal apodrece)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História da moeda em portugal paulo soares
História da moeda em portugal paulo soaresHistória da moeda em portugal paulo soares
História da moeda em portugal paulo soares
turmaec11a
 
Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos Portugueses
Zé Mário
 
Hegemonia inglesa
Hegemonia inglesaHegemonia inglesa
Hegemonia inglesa
cattonia
 
Descobrimentos Portugueses
Descobrimentos PortuguesesDescobrimentos Portugueses
Descobrimentos Portugueses
João Fernandes
 
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africanaDescoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Susana Simões
 
1ª Republica
1ª Republica1ª Republica
1ª Republica
Carlos Vieira
 
História da moeda
História da moedaHistória da moeda
História da moeda
turmainformaticadegestao
 
Unidades geomorfológicas do território português
Unidades geomorfológicas do território portuguêsUnidades geomorfológicas do território português
Unidades geomorfológicas do território português
Carlos Gomes
 
Portugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicasPortugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicas
Susana Simões
 
A abertura ao mundo
A abertura ao mundoA abertura ao mundo
A abertura ao mundo
Susana Simões
 
Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos Portugueses
celiaricardo234
 
A Segunda Vaga De Invasões
A Segunda Vaga De InvasõesA Segunda Vaga De Invasões
A Segunda Vaga De Invasões
Isidro Santos
 
Portugal no contexto europeu do Século XII a XIV
Portugal no contexto europeu do Século XII a XIVPortugal no contexto europeu do Século XII a XIV
Portugal no contexto europeu do Século XII a XIV
Carlos Vieira
 
As grandes rotas do comércio externo.pptx
As grandes rotas do comércio externo.pptxAs grandes rotas do comércio externo.pptx
As grandes rotas do comércio externo.pptx
AnabelaMaia7
 
O novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicoO novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomico
diariohistoria
 
Trabalho da industria extrativa 10º se
Trabalho da industria extrativa  10º seTrabalho da industria extrativa  10º se
Trabalho da industria extrativa 10º se
mariajosantos
 
Mass Media
Mass MediaMass Media
Mass Media
carla.carlos
 
A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1
helder33701
 
O desenvolvimento económico do século xiii
O desenvolvimento económico do século xiiiO desenvolvimento económico do século xiii
O desenvolvimento económico do século xiii
Ana Barreiros
 
A Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º Ano
A Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º AnoA Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º Ano
A Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º Ano
Gonçalo Martins
 

Mais procurados (20)

História da moeda em portugal paulo soares
História da moeda em portugal paulo soaresHistória da moeda em portugal paulo soares
História da moeda em portugal paulo soares
 
Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos Portugueses
 
Hegemonia inglesa
Hegemonia inglesaHegemonia inglesa
Hegemonia inglesa
 
Descobrimentos Portugueses
Descobrimentos PortuguesesDescobrimentos Portugueses
Descobrimentos Portugueses
 
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africanaDescoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
 
1ª Republica
1ª Republica1ª Republica
1ª Republica
 
História da moeda
História da moedaHistória da moeda
História da moeda
 
Unidades geomorfológicas do território português
Unidades geomorfológicas do território portuguêsUnidades geomorfológicas do território português
Unidades geomorfológicas do território português
 
Portugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicasPortugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicas
 
A abertura ao mundo
A abertura ao mundoA abertura ao mundo
A abertura ao mundo
 
Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos Portugueses
 
A Segunda Vaga De Invasões
A Segunda Vaga De InvasõesA Segunda Vaga De Invasões
A Segunda Vaga De Invasões
 
Portugal no contexto europeu do Século XII a XIV
Portugal no contexto europeu do Século XII a XIVPortugal no contexto europeu do Século XII a XIV
Portugal no contexto europeu do Século XII a XIV
 
As grandes rotas do comércio externo.pptx
As grandes rotas do comércio externo.pptxAs grandes rotas do comércio externo.pptx
As grandes rotas do comércio externo.pptx
 
O novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicoO novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomico
 
Trabalho da industria extrativa 10º se
Trabalho da industria extrativa  10º seTrabalho da industria extrativa  10º se
Trabalho da industria extrativa 10º se
 
Mass Media
Mass MediaMass Media
Mass Media
 
A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1
 
O desenvolvimento económico do século xiii
O desenvolvimento económico do século xiiiO desenvolvimento económico do século xiii
O desenvolvimento económico do século xiii
 
A Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º Ano
A Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º AnoA Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º Ano
A Abertura Europeia ao Mundo - História A 10º Ano
 

Destaque

A evolução da moeda
A evolução da moedaA evolução da moeda
A evolução da moeda
Ministério da Educação
 
Moeda
MoedaMoeda
As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por d
As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por dAs primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por d
As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por d
turmainformaticadegestao
 
Do Escudo ao Euro.
Do Escudo ao Euro.Do Escudo ao Euro.
Do Escudo ao Euro.
Ana Carqueijeiro
 
Euro, a moeda europeia
Euro, a moeda europeiaEuro, a moeda europeia
Euro, a moeda europeia
Daianne Gonçalves
 
A evolução da moeda
A evolução da moedaA evolução da moeda
A evolução da moeda
Ines Soares
 

Destaque (6)

A evolução da moeda
A evolução da moedaA evolução da moeda
A evolução da moeda
 
Moeda
MoedaMoeda
Moeda
 
As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por d
As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por dAs primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por d
As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar ainda por d
 
Do Escudo ao Euro.
Do Escudo ao Euro.Do Escudo ao Euro.
Do Escudo ao Euro.
 
Euro, a moeda europeia
Euro, a moeda europeiaEuro, a moeda europeia
Euro, a moeda europeia
 
A evolução da moeda
A evolução da moedaA evolução da moeda
A evolução da moeda
 

Semelhante a Evolução da moeda jorge

Moeda inesoares
Moeda   inesoaresMoeda   inesoares
Moeda inesoares
Ines Soares
 
Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro em mais de oito sécul...
Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro  em mais de oito sécul...Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro  em mais de oito sécul...
Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro em mais de oito sécul...
turmainformaticadegestao
 
A história da moeda em portugal
A história da moeda em portugalA história da moeda em portugal
A história da moeda em portugal
turmainformaticadegestao
 
A história da moeda
A história da moedaA história da moeda
A história da moeda
turmainformaticadegestao
 
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2
Wandick Rocha de Aquino
 
Moeda
MoedaMoeda
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
darcy arruda
 
Dauroo
DaurooDauroo
Moeda e Inflação
Moeda e InflaçãoMoeda e Inflação
Moeda e Inflação
Fernando Monteiro D'Andrea
 
Nascimento e morte do tostao a5
Nascimento e morte do tostao a5Nascimento e morte do tostao a5
Nascimento e morte do tostao a5
mongedasilva
 
História da Moeda
História da MoedaHistória da Moeda
História da Moeda
xicao97
 
Powerpoint antónio 6º b escudo
Powerpoint antónio 6º b   escudoPowerpoint antónio 6º b   escudo
Powerpoint antónio 6º b escudo
eb23ja
 
Moeda e inflação
Moeda e inflaçãoMoeda e inflação
Moeda e inflação
Fernando Monteiro D'Andrea
 
História da moeda
História da moedaHistória da moeda
História da moeda
turmainformaticadegestao
 

Semelhante a Evolução da moeda jorge (14)

Moeda inesoares
Moeda   inesoaresMoeda   inesoares
Moeda inesoares
 
Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro em mais de oito sécul...
Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro  em mais de oito sécul...Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro  em mais de oito sécul...
Breve história da moeda portuguesa do dinheiro ao euro em mais de oito sécul...
 
A história da moeda em portugal
A história da moeda em portugalA história da moeda em portugal
A história da moeda em portugal
 
A história da moeda
A história da moedaA história da moeda
A história da moeda
 
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 1 e 2
 
Moeda
MoedaMoeda
Moeda
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Dauroo
DaurooDauroo
Dauroo
 
Moeda e Inflação
Moeda e InflaçãoMoeda e Inflação
Moeda e Inflação
 
Nascimento e morte do tostao a5
Nascimento e morte do tostao a5Nascimento e morte do tostao a5
Nascimento e morte do tostao a5
 
História da Moeda
História da MoedaHistória da Moeda
História da Moeda
 
Powerpoint antónio 6º b escudo
Powerpoint antónio 6º b   escudoPowerpoint antónio 6º b   escudo
Powerpoint antónio 6º b escudo
 
Moeda e inflação
Moeda e inflaçãoMoeda e inflação
Moeda e inflação
 
História da moeda
História da moedaHistória da moeda
História da moeda
 

Mais de Ines Soares

Preço joao passarinho
Preço  joao passarinhoPreço  joao passarinho
Preço joao passarinho
Ines Soares
 
Consumidor joao passarinho
Consumidor   joao passarinhoConsumidor   joao passarinho
Consumidor joao passarinho
Ines Soares
 
Consumidor joao passarinho
Consumidor   joao passarinhoConsumidor   joao passarinho
Consumidor joao passarinho
Ines Soares
 
Técnicas de atendimento ines soares
Técnicas de atendimento   ines soaresTécnicas de atendimento   ines soares
Técnicas de atendimento ines soares
Ines Soares
 
Consumidor ines soares 1
Consumidor   ines soares 1Consumidor   ines soares 1
Consumidor ines soares 1
Ines Soares
 
Preço ines soares
Preço   ines soaresPreço   ines soares
Preço ines soares
Ines Soares
 
Legislação comercial jorge
Legislação comercial   jorgeLegislação comercial   jorge
Legislação comercial jorge
Ines Soares
 
Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02
Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02
Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02
Ines Soares
 
Estratégia de fidelizaçao de clientes
Estratégia de fidelizaçao de clientesEstratégia de fidelizaçao de clientes
Estratégia de fidelizaçao de clientes
Ines Soares
 
Gestão de reclamação
Gestão de reclamaçãoGestão de reclamação
Gestão de reclamação
Ines Soares
 
Legislação comercial
Legislação comercialLegislação comercial
Legislação comercial
Ines Soares
 
Gestão de reclamações ines soares9º7
Gestão de reclamações   ines soares9º7Gestão de reclamações   ines soares9º7
Gestão de reclamações ines soares9º7
Ines Soares
 
Moeda
MoedaMoeda
Atendimento telefónico
Atendimento telefónicoAtendimento telefónico
Atendimento telefónico
Ines Soares
 
Legislação comercial jorge
Legislação comercial   jorgeLegislação comercial   jorge
Legislação comercial jorge
Ines Soares
 
Legislação comercial 2º periodo
Legislação comercial 2º periodoLegislação comercial 2º periodo
Legislação comercial 2º periodo
Ines Soares
 
Legislação comercial
Legislação comercialLegislação comercial
Legislação comercial
Ines Soares
 
Aatividadededistribuiçãobalelaslelas
AatividadededistribuiçãobalelaslelasAatividadededistribuiçãobalelaslelas
Aatividadededistribuiçãobalelaslelas
Ines Soares
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Ines Soares
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Ines Soares
 

Mais de Ines Soares (20)

Preço joao passarinho
Preço  joao passarinhoPreço  joao passarinho
Preço joao passarinho
 
Consumidor joao passarinho
Consumidor   joao passarinhoConsumidor   joao passarinho
Consumidor joao passarinho
 
Consumidor joao passarinho
Consumidor   joao passarinhoConsumidor   joao passarinho
Consumidor joao passarinho
 
Técnicas de atendimento ines soares
Técnicas de atendimento   ines soaresTécnicas de atendimento   ines soares
Técnicas de atendimento ines soares
 
Consumidor ines soares 1
Consumidor   ines soares 1Consumidor   ines soares 1
Consumidor ines soares 1
 
Preço ines soares
Preço   ines soaresPreço   ines soares
Preço ines soares
 
Legislação comercial jorge
Legislação comercial   jorgeLegislação comercial   jorge
Legislação comercial jorge
 
Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02
Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02
Atendimentotelefonico 090717132426-phpapp02
 
Estratégia de fidelizaçao de clientes
Estratégia de fidelizaçao de clientesEstratégia de fidelizaçao de clientes
Estratégia de fidelizaçao de clientes
 
Gestão de reclamação
Gestão de reclamaçãoGestão de reclamação
Gestão de reclamação
 
Legislação comercial
Legislação comercialLegislação comercial
Legislação comercial
 
Gestão de reclamações ines soares9º7
Gestão de reclamações   ines soares9º7Gestão de reclamações   ines soares9º7
Gestão de reclamações ines soares9º7
 
Moeda
MoedaMoeda
Moeda
 
Atendimento telefónico
Atendimento telefónicoAtendimento telefónico
Atendimento telefónico
 
Legislação comercial jorge
Legislação comercial   jorgeLegislação comercial   jorge
Legislação comercial jorge
 
Legislação comercial 2º periodo
Legislação comercial 2º periodoLegislação comercial 2º periodo
Legislação comercial 2º periodo
 
Legislação comercial
Legislação comercialLegislação comercial
Legislação comercial
 
Aatividadededistribuiçãobalelaslelas
AatividadededistribuiçãobalelaslelasAatividadededistribuiçãobalelaslelas
Aatividadededistribuiçãobalelaslelas
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 

Evolução da moeda jorge

  • 1.
  • 2. Em Portugal As primeiras moedas portuguesas terão sido mandadas cunhar por D. Afonso Henriques. Eram pequenos exemplares metálicos produzidos a partir de uma liga de cobre e prata e que exibiam a cruz de Cristo. Foi durante o reinado de D. Sancho I que apareceu a primeira moeda portuguesa de ouro, o morabitino, que valia 180 Dinheiros. O Dinheiro, enquanto unidade monetária, desaparece no final da primeira dinastia e é substituído pelo Real.
  • 3. O primeiro rei da Segunda dinastia, D. João Príncipe Regente, manda cunhar as primeiras moedas portuguesas de cobre, os Reais pretos. É durante a governação filipina e a restauração que à cunhagem da moeda por martelo se substituem os métodos mecânicos e que surge a primeira forma de papel-moeda, durante o reinado de D. Pedro II. A Casa da Moeda passava um recibo a todos os que lhe entregassem moedas de ouro e prata que tivessem sido cerceadas, ou seja, limadas e diminuídas da sua quantidade de metal precioso e, consequentemente, de valor afectivo.
  • 4. Em 1821 é criado o primeiro banco emissor no Continente, Banco de Lisboa, antecessor ao actual Banco de Portugal que passava a emitir notas regularmente. O Banco de Portugal surge em 1846 e, em 1887, torna-se no único Banco emissor. Com a implantação da República, a 5 de Outubro de 1910, o sistema monetário é alterado e o real substituído pelo Escudo ($). Todavia, as primeiras notas de escudo só começam a circular em 1914. Com a entrada do Euro (€), a Europa torna-se portadora de uma moeda única. O Euro existe na forma de notas e moedas desde 1 de Janeiro de 2002, e como moeda-escritural desde 1 de Janeiro de 1999.
  • 5. Evolução das Trocas Inicialmente, as trocas eram feitas de forma directa, sem intervenção de qualquer intermediário ----------- Troca Directa Bem ----------- Bem Inconvenientes da Troca Directa: Dupla coincidência de desejos; Atribuição de valor de bens; Divisibilidade ou fraccionamento dos bens; Transporte de bens; Elevado número de transacções. Para ultrapassar os inconvenientes levantados pela Troca Directa, começam a ser utilizados alguns bens como intermediários na troca, que sendo aceites por todos os membros da comunidade permitem dividir a operação de troca em três partes: trocar o bem que possuo por esse bem intermediário, posteriormente utilizá-lo para adquirir outros bens. Trata-se agora de uma Troca Indirecta funcionando esse intermediário como moeda, a Moeda-Mercadoria que constitui a forma mais rudimentar da moeda
  • 6. Bem -------- Moeda -------- Bem Ao longo dos tempos, vários bens foram utilizados como Moeda-Mercadoria, as peles, os cereais, o sal, o gado ou o vinho. Apesar de constituir um grande avanço, o uso deste tipo de moeda levantava ainda alguns problemas: Sendo um bem útil, era utilizado para fins não monetários, podendo haver falta de moeda; Nem sempre poder ser fraccionado (gado ou peles); Por vezes ser difícil o seu transporte; Difícil de guardar no tempo, pois podia deteriorar-se (o vinho azeda ou o cereal apodrece)