SlideShare uma empresa Scribd logo
Ivanderson Pereira da Silva
 
A Física deve apresentar-se como um conjunto de competências específicas que permitam perceber e lidar com os fenômenos naturais e tecnológicos, presentes tanto no cotidiano mais imediato quanto na compreensão do universo distante, trata-se de construir uma visão da Física voltada para a formação de um  cidadão  contemporâneo, atuante e solidário, com instrumentos para compreender, intervir e participar na realidade.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Foram privilegiados seis temas estruturadores com abrangência para organizar o ensino de Física: 1. Movimentos: variações e conservações 2. Calor, ambiente e usos de energia 3. Som, imagem e informação 4. Equipamentos elétricos e  Telecomunicações 5. Matéria e radiação 6. Universo, Terra e vida
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
 
 
 
Para que todo o processo de conhecimento possa fazer sentido para os jovens, é imprescindível que ele seja instaurado por meio de um diálogo constante entre alunos e professores, mediado pelo conhecimento. E isso somente será possível se estiverem sendo considerados objetos, coisas e fenômenos que façam parte do universo vivencial do aluno, seja próximo, como carros, lâmpadas ou televisões, seja parte de seu imaginário, como viagens espaciais, naves, estrelas ou o Universo.
Muitas vezes a incompreensão do professor sobre certas respostas que os alunos apresentam em sala de aula deve-se a seu desconhecimento sobre esses modelos construídos intuitivamente. Da mesma forma, esses modelos explicam também a dificuldade dos alunos em compreender e assimilar os modelos que lhes são apresentados.
É indispensável que a experimentação esteja sempre presente ao longo de todo o processo de desenvolvimento das competências em Física, privilegiando-se o fazer, manusear, operar, agir, em diferentes formas e níveis. É dessa forma que se pode garantir a construção do conhecimento pelo próprio aluno, desenvolvendo sua curiosidade e o hábito de sempre indagar, evitando a aquisição do conhecimento científico como uma verdade estabelecida e inquestionável.
Deve ser estimulado o uso adequado dos meios tecnológicos, como máquinas de calcular, ou das diversas ferramentas propiciadas pelos microcomputadores, especialmente editores de texto e planilhas. Todas essas estratégias permitem formas de representar e sistematizar o conhecimento que se confundem com a própria produção de um novo conhecimento, contribuindo também para explicitar e reforçar as relações do conhecimento científico com outras formas de expressão do saber.
Muitas vezes, o ensino de Física inclui a resolução de inúmeros problemas, nos quais o desafio central para o aluno consiste em identificar qual fórmula deve ser utilizada. Esse tipo de questão que exige, sobretudo, memorização, perde sentido se desejamos desenvolver outras competências.
Passar a tratar a Física como parte da cultura contemporânea abre, sem dúvida, uma interface muito expressiva do conhecimento em Física com a vida social, seja através da visita a museus, planetários, exposições, centros de ciência, seja por meio de um olhar mais atento a produções literárias, peças de teatro, letras de música e performances musicais.
Será importante estimular a efetiva participação dos jovens na vida de seu bairro e cidade, conscientizando-os de sua responsabilidade social. Isso poderá ser feito por meio de projetos que envolvam intervenções na realidade em que vivem, incluindo desde ações de difusão de conhecimento, como por ocasião de eclipses, por exemplo, a levantamento de dados, como, por exemplo, em relação às formas de consumo da população e seus direitos como consumidores, ou propondo ações para minimizar o consumo de água e energia ou monitorando fluxos de tráfego, poluição ambiental ou poluição sonora, acompanhando o impacto ambiental de indústrias, identificando os problemas da comunidade, sempre buscando intervenções significativas no bairro ou localidade. Ações dessa natureza podem fazer com que os jovens se sintam de fato detentores de um saber significativo, a serviço de uma comunidade, expressão de sua cidadania.
 
A formação técnica permanente, assim como a imersão em práticas culturais diversificadas, é uma necessidade de qualquer categoria profissional e dela não há de se excluir o professor. A escola que provê essa formação, de forma institucional, planejada e clara, está cumprindo parte fundamental de seu projeto pedagógico, ainda que parte dessa formação, especialmente no ensino público, pode ou mesmo deve ser provida pelas redes escolares.
Se é certo que precisa haver um programa institucional de formação permanente, de competência direta das escolas e apoiado pelas redes escolares, é indiscutível que a eficácia dessa formação depende essencialmente da atitude do professor, de se compreender como alguém que, por profissão, precisa estar em contínua formação.
Entre o discurso e as novas práticas há um longo percurso...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumo PCN Ciências
Resumo PCN CiênciasResumo PCN Ciências
Resumo PCN Ciências
neofobica
 
Flavio ps ativunica-rtv22
Flavio ps ativunica-rtv22Flavio ps ativunica-rtv22
Flavio ps ativunica-rtv22
Placido Esporte Clube
 
Ciências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto cicloCiências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto ciclo
pibidbio
 
Química & tecnologia
Química & tecnologiaQuímica & tecnologia
Química & tecnologia
CEFAPRO-Sinop
 
Alfabetização científica
Alfabetização científicaAlfabetização científica
Alfabetização científica
fatima amitaflustosa
 
A.Ensino.Ciencias.Ppoint
A.Ensino.Ciencias.PpointA.Ensino.Ciencias.Ppoint
A.Ensino.Ciencias.Ppoint
Albano Novaes
 
Ciências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBACiências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBA
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Orientações didáticas - terceiro e quarto ciclo de Ciência Naturais
Orientações didáticas -  terceiro e quarto ciclo de Ciência NaturaisOrientações didáticas -  terceiro e quarto ciclo de Ciência Naturais
Orientações didáticas - terceiro e quarto ciclo de Ciência Naturais
pibidbio
 
Portifolio Jaqueline Smolari Cardoso
Portifolio Jaqueline Smolari CardosoPortifolio Jaqueline Smolari Cardoso
Portifolio Jaqueline Smolari Cardoso
TICsTurma4
 
PCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de CiênciasPCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de Ciências
fimepecim
 
3 metodologia e-instrumentacao
3 metodologia e-instrumentacao3 metodologia e-instrumentacao
3 metodologia e-instrumentacao
Rosana Matos Privado
 

Mais procurados (11)

Resumo PCN Ciências
Resumo PCN CiênciasResumo PCN Ciências
Resumo PCN Ciências
 
Flavio ps ativunica-rtv22
Flavio ps ativunica-rtv22Flavio ps ativunica-rtv22
Flavio ps ativunica-rtv22
 
Ciências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto cicloCiências naturais no quarto ciclo
Ciências naturais no quarto ciclo
 
Química & tecnologia
Química & tecnologiaQuímica & tecnologia
Química & tecnologia
 
Alfabetização científica
Alfabetização científicaAlfabetização científica
Alfabetização científica
 
A.Ensino.Ciencias.Ppoint
A.Ensino.Ciencias.PpointA.Ensino.Ciencias.Ppoint
A.Ensino.Ciencias.Ppoint
 
Ciências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBACiências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBA
 
Orientações didáticas - terceiro e quarto ciclo de Ciência Naturais
Orientações didáticas -  terceiro e quarto ciclo de Ciência NaturaisOrientações didáticas -  terceiro e quarto ciclo de Ciência Naturais
Orientações didáticas - terceiro e quarto ciclo de Ciência Naturais
 
Portifolio Jaqueline Smolari Cardoso
Portifolio Jaqueline Smolari CardosoPortifolio Jaqueline Smolari Cardoso
Portifolio Jaqueline Smolari Cardoso
 
PCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de CiênciasPCN e Ensino de Ciências
PCN e Ensino de Ciências
 
3 metodologia e-instrumentacao
3 metodologia e-instrumentacao3 metodologia e-instrumentacao
3 metodologia e-instrumentacao
 

Semelhante a Estagiosupervisionado

Planejamento anual 2º ano - física
Planejamento anual   2º ano - físicaPlanejamento anual   2º ano - física
Planejamento anual 2º ano - física
Genivania Martins
 
Parâmetros curriculares nacionais – pcn’s
Parâmetros curriculares nacionais – pcn’sParâmetros curriculares nacionais – pcn’s
Parâmetros curriculares nacionais – pcn’s
Flávia Roldan Viana
 
BNCC por objeto do conhecimento 1.pdf
BNCC por objeto do conhecimento 1.pdfBNCC por objeto do conhecimento 1.pdf
BNCC por objeto do conhecimento 1.pdf
TioLeoOliveira
 
Currículo referência ciências da natureza 6º ao 9º ano
Currículo referência ciências da natureza 6º ao 9º anoCurrículo referência ciências da natureza 6º ao 9º ano
Currículo referência ciências da natureza 6º ao 9º ano
tecnicossme
 
Caderno III
Caderno IIICaderno III
Caderno III
Jorci Ponce
 
Resumo Caderno III
Resumo Caderno IIIResumo Caderno III
Resumo Caderno III
Leonardo Ornellas Pena
 
PLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdf
PLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdfPLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdf
PLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdf
GiovannaMendes31
 
Geografia Tecnologia 1 [1]
Geografia Tecnologia 1 [1]Geografia Tecnologia 1 [1]
Geografia Tecnologia 1 [1]
marcioalbino
 
Plano de Curso - Ciências 5º ano
Plano de Curso - Ciências  5º ano Plano de Curso - Ciências  5º ano
Plano de Curso - Ciências 5º ano
Mary Alvarenga
 
Projeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karlaProjeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karla
karlajanys
 
EJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
EJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdfEJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
EJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
kelvindasilvadiasw
 
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf
AdelsonSales2
 
O ensino de Ciencias e Biologia arquivo ppt
O ensino de Ciencias e Biologia arquivo pptO ensino de Ciencias e Biologia arquivo ppt
O ensino de Ciencias e Biologia arquivo ppt
Amanda Fernanda Nunes Ferreira
 
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdfciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
Sandra Semedo
 
Planejamento anual QMC 2023.docx
Planejamento anual QMC 2023.docxPlanejamento anual QMC 2023.docx
Planejamento anual QMC 2023.docx
JooPedroso19
 
caderno1serieemicfunidade110032021.pdf
caderno1serieemicfunidade110032021.pdfcaderno1serieemicfunidade110032021.pdf
caderno1serieemicfunidade110032021.pdf
LaiseSouza6
 
Plano de ensino ciencias
Plano de ensino cienciasPlano de ensino ciencias
Plano de ensino ciencias
Secretaria Assistencia Social
 
3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
AndreaCamargo63
 
A educação frente às novas tecnologias
A educação frente às novas tecnologiasA educação frente às novas tecnologias
A educação frente às novas tecnologias
Edson Júnior
 
Slide rp eixo geometria
Slide rp eixo geometriaSlide rp eixo geometria
Slide rp eixo geometria
Luciano Macedo
 

Semelhante a Estagiosupervisionado (20)

Planejamento anual 2º ano - física
Planejamento anual   2º ano - físicaPlanejamento anual   2º ano - física
Planejamento anual 2º ano - física
 
Parâmetros curriculares nacionais – pcn’s
Parâmetros curriculares nacionais – pcn’sParâmetros curriculares nacionais – pcn’s
Parâmetros curriculares nacionais – pcn’s
 
BNCC por objeto do conhecimento 1.pdf
BNCC por objeto do conhecimento 1.pdfBNCC por objeto do conhecimento 1.pdf
BNCC por objeto do conhecimento 1.pdf
 
Currículo referência ciências da natureza 6º ao 9º ano
Currículo referência ciências da natureza 6º ao 9º anoCurrículo referência ciências da natureza 6º ao 9º ano
Currículo referência ciências da natureza 6º ao 9º ano
 
Caderno III
Caderno IIICaderno III
Caderno III
 
Resumo Caderno III
Resumo Caderno IIIResumo Caderno III
Resumo Caderno III
 
PLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdf
PLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdfPLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdf
PLANO DE CURSO BIOLOGIA 2023 CRMG.pdf
 
Geografia Tecnologia 1 [1]
Geografia Tecnologia 1 [1]Geografia Tecnologia 1 [1]
Geografia Tecnologia 1 [1]
 
Plano de Curso - Ciências 5º ano
Plano de Curso - Ciências  5º ano Plano de Curso - Ciências  5º ano
Plano de Curso - Ciências 5º ano
 
Projeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karlaProjeto feira de ciencias cnpq karla
Projeto feira de ciencias cnpq karla
 
EJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
EJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdfEJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
EJA_3_PERIODO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
 
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO-21-43 (2).pdf
 
O ensino de Ciencias e Biologia arquivo ppt
O ensino de Ciencias e Biologia arquivo pptO ensino de Ciencias e Biologia arquivo ppt
O ensino de Ciencias e Biologia arquivo ppt
 
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdfciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
 
Planejamento anual QMC 2023.docx
Planejamento anual QMC 2023.docxPlanejamento anual QMC 2023.docx
Planejamento anual QMC 2023.docx
 
caderno1serieemicfunidade110032021.pdf
caderno1serieemicfunidade110032021.pdfcaderno1serieemicfunidade110032021.pdf
caderno1serieemicfunidade110032021.pdf
 
Plano de ensino ciencias
Plano de ensino cienciasPlano de ensino ciencias
Plano de ensino ciencias
 
3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
3_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
 
A educação frente às novas tecnologias
A educação frente às novas tecnologiasA educação frente às novas tecnologias
A educação frente às novas tecnologias
 
Slide rp eixo geometria
Slide rp eixo geometriaSlide rp eixo geometria
Slide rp eixo geometria
 

Mais de Ivanderson da Silva

Midias na educação
Midias na educaçãoMidias na educação
Midias na educação
Ivanderson da Silva
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
Ivanderson da Silva
 
Epistemologia
EpistemologiaEpistemologia
Epistemologia
Ivanderson da Silva
 
Orientacoesiniciais
OrientacoesiniciaisOrientacoesiniciais
Orientacoesiniciais
Ivanderson da Silva
 
Minicurso 24
Minicurso 24Minicurso 24
Minicurso 24
Ivanderson da Silva
 
DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar Atualizado (1)
DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar   Atualizado (1)DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar   Atualizado (1)
DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar Atualizado (1)
Ivanderson da Silva
 
O Que Pensam Os Alunos[1]
O Que Pensam Os Alunos[1]O Que Pensam Os Alunos[1]
O Que Pensam Os Alunos[1]
Ivanderson da Silva
 
Welson
WelsonWelson
Welson
WelsonWelson
Estagio 2
Estagio 2Estagio 2
ApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãO
ApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãOApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãO
ApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãO
Ivanderson da Silva
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
Ivanderson da Silva
 
Apresentacaocaso
ApresentacaocasoApresentacaocaso
Apresentacaocaso
Ivanderson da Silva
 
Mi ComparaçãO Aureliano
Mi ComparaçãO   AurelianoMi ComparaçãO   Aureliano
Mi ComparaçãO Aureliano
Ivanderson da Silva
 
Pesquisa Em EducaçãO
Pesquisa Em EducaçãOPesquisa Em EducaçãO
Pesquisa Em EducaçãO
Ivanderson da Silva
 
Objetos De Aprendizagem
Objetos De AprendizagemObjetos De Aprendizagem
Objetos De Aprendizagem
Ivanderson da Silva
 
Estrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E UniversoEstrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E Universo
Ivanderson da Silva
 
Apresentacaoepeal
ApresentacaoepealApresentacaoepeal
Apresentacaoepeal
Ivanderson da Silva
 
ApresentaçãO
ApresentaçãOApresentaçãO
ApresentaçãO
Ivanderson da Silva
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
Ivanderson da Silva
 

Mais de Ivanderson da Silva (20)

Midias na educação
Midias na educaçãoMidias na educação
Midias na educação
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Epistemologia
EpistemologiaEpistemologia
Epistemologia
 
Orientacoesiniciais
OrientacoesiniciaisOrientacoesiniciais
Orientacoesiniciais
 
Minicurso 24
Minicurso 24Minicurso 24
Minicurso 24
 
DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar Atualizado (1)
DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar   Atualizado (1)DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar   Atualizado (1)
DesmotivaçãO E Indisciplina Escolar Atualizado (1)
 
O Que Pensam Os Alunos[1]
O Que Pensam Os Alunos[1]O Que Pensam Os Alunos[1]
O Que Pensam Os Alunos[1]
 
Welson
WelsonWelson
Welson
 
Welson
WelsonWelson
Welson
 
Estagio 2
Estagio 2Estagio 2
Estagio 2
 
ApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãO
ApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãOApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãO
ApresentaçãO Do Projeto De RáDio Para O MíDias Na EducaçãO
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
 
Apresentacaocaso
ApresentacaocasoApresentacaocaso
Apresentacaocaso
 
Mi ComparaçãO Aureliano
Mi ComparaçãO   AurelianoMi ComparaçãO   Aureliano
Mi ComparaçãO Aureliano
 
Pesquisa Em EducaçãO
Pesquisa Em EducaçãOPesquisa Em EducaçãO
Pesquisa Em EducaçãO
 
Objetos De Aprendizagem
Objetos De AprendizagemObjetos De Aprendizagem
Objetos De Aprendizagem
 
Estrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E UniversoEstrelas, GaláXias E Universo
Estrelas, GaláXias E Universo
 
Apresentacaoepeal
ApresentacaoepealApresentacaoepeal
Apresentacaoepeal
 
ApresentaçãO
ApresentaçãOApresentaçãO
ApresentaçãO
 
Apresentacao
ApresentacaoApresentacao
Apresentacao
 

Último

Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Annelise Gripp
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
EliakimArajo2
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Ian Oliveira
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
tnrlucas
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Rafael Santos
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
anpproferick
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
anpproferick
 

Último (7)

Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
 

Estagiosupervisionado

  • 2.  
  • 3. A Física deve apresentar-se como um conjunto de competências específicas que permitam perceber e lidar com os fenômenos naturais e tecnológicos, presentes tanto no cotidiano mais imediato quanto na compreensão do universo distante, trata-se de construir uma visão da Física voltada para a formação de um cidadão contemporâneo, atuante e solidário, com instrumentos para compreender, intervir e participar na realidade.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Foram privilegiados seis temas estruturadores com abrangência para organizar o ensino de Física: 1. Movimentos: variações e conservações 2. Calor, ambiente e usos de energia 3. Som, imagem e informação 4. Equipamentos elétricos e Telecomunicações 5. Matéria e radiação 6. Universo, Terra e vida
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.  
  • 12.  
  • 13.  
  • 14. Para que todo o processo de conhecimento possa fazer sentido para os jovens, é imprescindível que ele seja instaurado por meio de um diálogo constante entre alunos e professores, mediado pelo conhecimento. E isso somente será possível se estiverem sendo considerados objetos, coisas e fenômenos que façam parte do universo vivencial do aluno, seja próximo, como carros, lâmpadas ou televisões, seja parte de seu imaginário, como viagens espaciais, naves, estrelas ou o Universo.
  • 15. Muitas vezes a incompreensão do professor sobre certas respostas que os alunos apresentam em sala de aula deve-se a seu desconhecimento sobre esses modelos construídos intuitivamente. Da mesma forma, esses modelos explicam também a dificuldade dos alunos em compreender e assimilar os modelos que lhes são apresentados.
  • 16. É indispensável que a experimentação esteja sempre presente ao longo de todo o processo de desenvolvimento das competências em Física, privilegiando-se o fazer, manusear, operar, agir, em diferentes formas e níveis. É dessa forma que se pode garantir a construção do conhecimento pelo próprio aluno, desenvolvendo sua curiosidade e o hábito de sempre indagar, evitando a aquisição do conhecimento científico como uma verdade estabelecida e inquestionável.
  • 17. Deve ser estimulado o uso adequado dos meios tecnológicos, como máquinas de calcular, ou das diversas ferramentas propiciadas pelos microcomputadores, especialmente editores de texto e planilhas. Todas essas estratégias permitem formas de representar e sistematizar o conhecimento que se confundem com a própria produção de um novo conhecimento, contribuindo também para explicitar e reforçar as relações do conhecimento científico com outras formas de expressão do saber.
  • 18. Muitas vezes, o ensino de Física inclui a resolução de inúmeros problemas, nos quais o desafio central para o aluno consiste em identificar qual fórmula deve ser utilizada. Esse tipo de questão que exige, sobretudo, memorização, perde sentido se desejamos desenvolver outras competências.
  • 19. Passar a tratar a Física como parte da cultura contemporânea abre, sem dúvida, uma interface muito expressiva do conhecimento em Física com a vida social, seja através da visita a museus, planetários, exposições, centros de ciência, seja por meio de um olhar mais atento a produções literárias, peças de teatro, letras de música e performances musicais.
  • 20. Será importante estimular a efetiva participação dos jovens na vida de seu bairro e cidade, conscientizando-os de sua responsabilidade social. Isso poderá ser feito por meio de projetos que envolvam intervenções na realidade em que vivem, incluindo desde ações de difusão de conhecimento, como por ocasião de eclipses, por exemplo, a levantamento de dados, como, por exemplo, em relação às formas de consumo da população e seus direitos como consumidores, ou propondo ações para minimizar o consumo de água e energia ou monitorando fluxos de tráfego, poluição ambiental ou poluição sonora, acompanhando o impacto ambiental de indústrias, identificando os problemas da comunidade, sempre buscando intervenções significativas no bairro ou localidade. Ações dessa natureza podem fazer com que os jovens se sintam de fato detentores de um saber significativo, a serviço de uma comunidade, expressão de sua cidadania.
  • 21.  
  • 22. A formação técnica permanente, assim como a imersão em práticas culturais diversificadas, é uma necessidade de qualquer categoria profissional e dela não há de se excluir o professor. A escola que provê essa formação, de forma institucional, planejada e clara, está cumprindo parte fundamental de seu projeto pedagógico, ainda que parte dessa formação, especialmente no ensino público, pode ou mesmo deve ser provida pelas redes escolares.
  • 23. Se é certo que precisa haver um programa institucional de formação permanente, de competência direta das escolas e apoiado pelas redes escolares, é indiscutível que a eficácia dessa formação depende essencialmente da atitude do professor, de se compreender como alguém que, por profissão, precisa estar em contínua formação.
  • 24. Entre o discurso e as novas práticas há um longo percurso...