SlideShare uma empresa Scribd logo
Estado Novo

Trabalho realizado por: Nigina
Ahrorova
Turma:9ºf
António de Oliveira Salazar
António de Oliveira Salazar nasceu em
1889, em Santa Comba Dão. Estudou num
Seminário em Viseu para padre, mas acabou
por se licenciar em Economia Política em
Coimbra.
Óscar Carmona que era chefe do
Governo, foi eleito Presidente da República.
Este convidou António de Oliveira
Salazar, professor da Universidade de
Coimbra, para ministro das Finanças.
«Salvador da Nação».
O sucesso da politica financeira de Salazar deu-lhe imenso
prestigio e converteu o no «Salvador da Nação».
Salazar procurava construir um Estado forte aonde ele seria o
chefe.
Salazar defendia também a preservação dos valores

tradicionais – Deus, Pátria, Família.
Ele queria formar uma sociedade educada de acordo com a
moral cristã (Deus), nacionalista (Pátria) e corporativa (Família)
- fig1.

Fig 1
Estado Novo
Em 1933 foi construída uma nova Constituição
que pôs fim ao período da Ditadura Militar o
período a que Salazar chamou de “Estado
Novo”. O objetivo era mostrar que a
organização do estado seria diferente da que
existiria durante a I República. Este período
ditatorial só teve fim em 25 de abril de 1974 a
que foi chamado “Dia da Liberdade”.
As organizações fascistas
Em 1936, surgiram duas organizações de carater marcadamente
fascista:
• A Legião portuguesa – organização armada
dos camisas castanhos que tinha como objetivo defender o
regime salazarista e combater o comunismo foi criada em 1936, e
foi fundamental na sua subida ao poder em 1933 pelo partido de
Salazar.
• A Mocidade Portuguesa – foi fundada em
1936 e idealizada de acordo com os exemplos fascistas italianos
e alemães. Uma organização juvenil que procurava desenvolver
a devoção à Pátria.
Visava, inicialmente, abranger toda a juventude escolar, do
ensino primário à universidade, acabando por se tornar
obrigatório para todos os jovens de 11 a 14 anos.
Estas organizações, seguindo o modelo fascista
italiano, usavam uniformes próprios e adoptaram a saudação
romana (braço direito estendido).
A Censura
Tal como Mussolini em Itália e Hitler na Alemanha, Salazar
também limitou os direitos e as liberdades dos cidadãos. Foi criada
uma comissão de censura prévia que tinha como função examinar
todos os jornais, revistas, filmes, livros, etc., e cortar previamente
tudo que pudesse prejudicar o regime.
Visava não só supervisionar assuntos políticos e militares, mas
também religiosos, normas de conduta e toda e qualquer noticia
susceptivel de influencia a população num sentido considerado
perigoso.
Todos os que comunicavam com o público, como jornalistas e
escritores, eram forçados a uma autocensura previa, a fim de
evitar que os seus textos fossem proibidos ou mutilados pelo
Comissão de Censura.
Evitava-se, assim, qualquer critica ao Estado Novo e impedia-se a
criação de uma opinião publica.
A policia politica
• A policia politica, com funções de prevenção e repressão de
crimes políticos, foi criada em 1933. Primeiro chamada
Policia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE), passou a
designar-se Policia Internacional de Defesa do Estado
(PIDE), a partir de 1945.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
cattonia
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Rui Neto
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
Carlos Vieira
 
Ditadura Salazarista
Ditadura SalazaristaDitadura Salazarista
Ditadura Salazarista
Luciano André
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
Sónia Azevedo
 
Salazar
SalazarSalazar
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Jorge Almeida
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
aprendizes
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
Tocestudar
 
A política colonial Estado Novo
A política colonial Estado NovoA política colonial Estado Novo
A política colonial Estado Novo
RaQuel Oliveira
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
Maria Gomes
 
A Queda da primeira república
A Queda da primeira república A Queda da primeira república
A Queda da primeira república
Maria Gomes
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
Carlos Vieira
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Susana Simões
 
A ditadura salazarista
A ditadura salazaristaA ditadura salazarista
A ditadura salazarista
Maria Milheiro
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
blog-eic
 
MFA
MFAMFA
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Biografia de salazar sara
Biografia de salazar saraBiografia de salazar sara
Biografia de salazar sara
Ana Barreiros
 
Estado Novo I
Estado Novo IEstado Novo I
Estado Novo I
omeunome07
 

Mais procurados (20)

Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
Ditadura Salazarista
Ditadura SalazaristaDitadura Salazarista
Ditadura Salazarista
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
 
Salazar
SalazarSalazar
Salazar
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
A política colonial Estado Novo
A política colonial Estado NovoA política colonial Estado Novo
A política colonial Estado Novo
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
 
A Queda da primeira república
A Queda da primeira república A Queda da primeira república
A Queda da primeira república
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
A ditadura salazarista
A ditadura salazaristaA ditadura salazarista
A ditadura salazarista
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
MFA
MFAMFA
MFA
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
Biografia de salazar sara
Biografia de salazar saraBiografia de salazar sara
Biografia de salazar sara
 
Estado Novo I
Estado Novo IEstado Novo I
Estado Novo I
 

Destaque

O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaO Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
Tchuca
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
Sílvia Mendonça
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
Carlos Vieira
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
Carlos Vieira
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
cruchinho
 
O estado novo e a educação primária
O estado novo e a educação primáriaO estado novo e a educação primária
O estado novo e a educação primária
Anabela Sobral
 
Os pilares dos estado novo
Os pilares dos estado novoOs pilares dos estado novo
Os pilares dos estado novo
Anabela Sobral
 
PIDE/DGS
PIDE/DGSPIDE/DGS
PIDE/DGS
João Camacho
 
1republica
1republica1republica
1republica
aprendizes
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
Sílvia Mendonça
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazar
andreaires
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazarLuís Reguengo
 
Lisboa no Estado Novo
Lisboa no Estado NovoLisboa no Estado Novo
Lisboa no Estado Novo
Ricardo Amaral
 
A reforma universitária de 1968 25 anos depois
A reforma universitária de 1968 25 anos depoisA reforma universitária de 1968 25 anos depois
A reforma universitária de 1968 25 anos depois
Paulo César dos Santos
 
Reforma e Estado Globalização
Reforma e Estado GlobalizaçãoReforma e Estado Globalização
Reforma e Estado Globalização
Robson Santos
 
Sistema respiratório dos peixes
Sistema respiratório dos peixesSistema respiratório dos peixes
Sistema respiratório dos peixes
# Thatpotatomine
 
Se fores preso camarada...
Se fores preso camarada...Se fores preso camarada...
Se fores preso camarada...SoproLeve
 

Destaque (17)

O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaO Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
O estado novo e a educação primária
O estado novo e a educação primáriaO estado novo e a educação primária
O estado novo e a educação primária
 
Os pilares dos estado novo
Os pilares dos estado novoOs pilares dos estado novo
Os pilares dos estado novo
 
PIDE/DGS
PIDE/DGSPIDE/DGS
PIDE/DGS
 
1republica
1republica1republica
1republica
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazar
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazar
 
Lisboa no Estado Novo
Lisboa no Estado NovoLisboa no Estado Novo
Lisboa no Estado Novo
 
A reforma universitária de 1968 25 anos depois
A reforma universitária de 1968 25 anos depoisA reforma universitária de 1968 25 anos depois
A reforma universitária de 1968 25 anos depois
 
Reforma e Estado Globalização
Reforma e Estado GlobalizaçãoReforma e Estado Globalização
Reforma e Estado Globalização
 
Sistema respiratório dos peixes
Sistema respiratório dos peixesSistema respiratório dos peixes
Sistema respiratório dos peixes
 
Se fores preso camarada...
Se fores preso camarada...Se fores preso camarada...
Se fores preso camarada...
 

Semelhante a Estado novo

A Construção do Estado Novo
A Construção do Estado NovoA Construção do Estado Novo
A Construção do Estado Novo
Ana Batista
 
Regime salazarista
Regime salazaristaRegime salazarista
Regime salazarista
josepinho
 
Ditadura de salazar
Ditadura de salazarDitadura de salazar
Ditadura de salazar
hingridcristina
 
Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?
José Trigo
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
Dg Guimarães
 
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Laboratório de História
 
Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo
Alexandra Teixeira
 
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
ClarisseMorris1
 
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptxO Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
AnaPscoa2
 
1163
11631163
1163
Pelo Siro
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
Inês Oliveira
 
B.2.2 ficha informativa salazar e o estado novo
B.2.2 ficha informativa   salazar e o estado novoB.2.2 ficha informativa   salazar e o estado novo
B.2.2 ficha informativa salazar e o estado novo
Marta Pereira
 
Estado novo ana machado
Estado novo  ana machadoEstado novo  ana machado
Estado novo ana machado
AnaRquel
 
1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo
Pelo Siro
 
Consequências do Nazismo até às organizações repressivas em Portugal
Consequências do Nazismo até às organizações repressivas em PortugalConsequências do Nazismo até às organizações repressivas em Portugal
Consequências do Nazismo até às organizações repressivas em Portugal
RitaMag2
 
Estado Novo Resumo
Estado Novo ResumoEstado Novo Resumo
Estado Novo Resumo
Escoladocs
 
Historia tema10-estadonovo intervencionismo
Historia tema10-estadonovo intervencionismoHistoria tema10-estadonovo intervencionismo
Historia tema10-estadonovo intervencionismo
Ana Cristina F
 
1007
10071007
1007
Pelo Siro
 
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Laboratório de História
 
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Laboratório de História
 

Semelhante a Estado novo (20)

A Construção do Estado Novo
A Construção do Estado NovoA Construção do Estado Novo
A Construção do Estado Novo
 
Regime salazarista
Regime salazaristaRegime salazarista
Regime salazarista
 
Ditadura de salazar
Ditadura de salazarDitadura de salazar
Ditadura de salazar
 
Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
 
Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo
 
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
 
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptxO Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
 
1163
11631163
1163
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
 
B.2.2 ficha informativa salazar e o estado novo
B.2.2 ficha informativa   salazar e o estado novoB.2.2 ficha informativa   salazar e o estado novo
B.2.2 ficha informativa salazar e o estado novo
 
Estado novo ana machado
Estado novo  ana machadoEstado novo  ana machado
Estado novo ana machado
 
1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo
 
Consequências do Nazismo até às organizações repressivas em Portugal
Consequências do Nazismo até às organizações repressivas em PortugalConsequências do Nazismo até às organizações repressivas em Portugal
Consequências do Nazismo até às organizações repressivas em Portugal
 
Estado Novo Resumo
Estado Novo ResumoEstado Novo Resumo
Estado Novo Resumo
 
Historia tema10-estadonovo intervencionismo
Historia tema10-estadonovo intervencionismoHistoria tema10-estadonovo intervencionismo
Historia tema10-estadonovo intervencionismo
 
1007
10071007
1007
 
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
 
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
Guia de estudo para o teste aos módulos 7 8 e 9
 

Estado novo

  • 1. Estado Novo Trabalho realizado por: Nigina Ahrorova Turma:9ºf
  • 2. António de Oliveira Salazar António de Oliveira Salazar nasceu em 1889, em Santa Comba Dão. Estudou num Seminário em Viseu para padre, mas acabou por se licenciar em Economia Política em Coimbra. Óscar Carmona que era chefe do Governo, foi eleito Presidente da República. Este convidou António de Oliveira Salazar, professor da Universidade de Coimbra, para ministro das Finanças.
  • 3. «Salvador da Nação». O sucesso da politica financeira de Salazar deu-lhe imenso prestigio e converteu o no «Salvador da Nação». Salazar procurava construir um Estado forte aonde ele seria o chefe. Salazar defendia também a preservação dos valores tradicionais – Deus, Pátria, Família.
  • 4. Ele queria formar uma sociedade educada de acordo com a moral cristã (Deus), nacionalista (Pátria) e corporativa (Família) - fig1. Fig 1
  • 5. Estado Novo Em 1933 foi construída uma nova Constituição que pôs fim ao período da Ditadura Militar o período a que Salazar chamou de “Estado Novo”. O objetivo era mostrar que a organização do estado seria diferente da que existiria durante a I República. Este período ditatorial só teve fim em 25 de abril de 1974 a que foi chamado “Dia da Liberdade”.
  • 6. As organizações fascistas Em 1936, surgiram duas organizações de carater marcadamente fascista: • A Legião portuguesa – organização armada dos camisas castanhos que tinha como objetivo defender o regime salazarista e combater o comunismo foi criada em 1936, e foi fundamental na sua subida ao poder em 1933 pelo partido de Salazar.
  • 7. • A Mocidade Portuguesa – foi fundada em 1936 e idealizada de acordo com os exemplos fascistas italianos e alemães. Uma organização juvenil que procurava desenvolver a devoção à Pátria. Visava, inicialmente, abranger toda a juventude escolar, do ensino primário à universidade, acabando por se tornar obrigatório para todos os jovens de 11 a 14 anos. Estas organizações, seguindo o modelo fascista italiano, usavam uniformes próprios e adoptaram a saudação romana (braço direito estendido).
  • 8. A Censura Tal como Mussolini em Itália e Hitler na Alemanha, Salazar também limitou os direitos e as liberdades dos cidadãos. Foi criada uma comissão de censura prévia que tinha como função examinar todos os jornais, revistas, filmes, livros, etc., e cortar previamente tudo que pudesse prejudicar o regime. Visava não só supervisionar assuntos políticos e militares, mas também religiosos, normas de conduta e toda e qualquer noticia susceptivel de influencia a população num sentido considerado perigoso. Todos os que comunicavam com o público, como jornalistas e escritores, eram forçados a uma autocensura previa, a fim de evitar que os seus textos fossem proibidos ou mutilados pelo Comissão de Censura. Evitava-se, assim, qualquer critica ao Estado Novo e impedia-se a criação de uma opinião publica.
  • 9. A policia politica • A policia politica, com funções de prevenção e repressão de crimes políticos, foi criada em 1933. Primeiro chamada Policia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE), passou a designar-se Policia Internacional de Defesa do Estado (PIDE), a partir de 1945.