SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
ESTADO NOVO
Trabalho realizado por: Catarina Dias
O QUE É O ESTADO NOVO?
   Estado Novo é o nome do regime político autoritário
    de Estado que vigorou em Portugal, sob a Segunda
    República, entre 1933 e 1974.

   O Estado novo foi um regime
    autoritário, conservador, nacionalista, corporativista
    de inspiração fascista, parcialmente católica e
    tradicionalista, de cariz
    antiliberal, antiparlamentarista, anticomunista
    e colonialista.

   Iniciou em 1933, com a aprovação de uma
    nova constituição.

   Foi derrubado pela Revolução do 25 de Abril de 1974
    – Revolução dos cravos.
PORQUE SE CHAMA ESTADO NOVO?
   A designação oficiosa "Estado Novo", criada
    sobretudo por razões ideológicas e
    propagandísticas, quis assinalar a entrada numa
    nova era, marcada por uma concepção
    antiparlamentar e antiliberal do Estado.

   Como regime político, o Estado Novo foi também
    chamado salazarismo, em referência a António de
    Oliveira Salazar, o seu fundador e líder.
ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR
   Nascido: Vimieiro, Santa Comba
    Dão, 28 de Abril de 1889
   Falecido: Lisboa, 27 de Julho de 1970)
   O seu percurso político iniciou-se
    quando foi Ministro das Finanças por
    breves meses em 1926. Voltou a ser
    ministro das Finanças
    entre 1928 e 1932, reparando as
    finanças públicas portuguesas.
   Instituidor do Estado Novo e da sua
    organização política de
    suporte, a União Nacional, Salazar
    dirigiu os destinos de Portugal, como
    presidente do
    Ministério, entre 1932 e 1933, e
    como Presidente do Conselho de          Bandeira da
    Ministros, entre 1933 e 1968.          União Nacional
PRESIDENTES DO CONSELHO DE MINISTROS
DURANTE O ESTADO NOVO

 António de Oliveira Salazar (1932-1968)
 Marcello das Neves Alves Caetano (1968-1974)



PRESIDENTES DA REPÚBLICA
DURANTE O ESTADO NOVO

 António Óscar de Fragoso Carmona (1933-1951)
 António de Oliveira Salazar (1951) (Presidente
  interino, desde a morte de Carmona até à eleição de
  Lopes)
 Francisco Higino Craveiro Lopes (1951-1958)

 Américo de Deus Rodrigues Tomás (1958-1974)
OUTROS ASPECTOS DO REGIME DO ESTADO NOVO
   Tal como outros regimes autoritários da época, o
    Estado Novo possuía lemas para mostrar
    resumidamente a sua ideologia e doutrina;

    LEMAS
 "Deus, Pátria, Família."
 "Tudo pela Nação, nada contra a Nação."

 "Persistentemente, Teimosamente, não somos
  demais para continuar Portugal"
 "Enquanto houver um Português sem trabalho e
  sem pão a Revolução continua"
 "Orgulhosamente sós"
OUTROS ASPECTOS DO REGIME DO ESTADO NOVO
 Um regime de censura prévia às publicações
  periódicas, emissões de rádio e de televisão, e de
  fiscalização de publicações não periódicas nacionais e
  estrangeiras, protegendo permanentemente a
  doutrina e ideologia do Estado Novo e defendendo "a
  moral e os bons costumes";
 Apoia-se nas organizações juvenis (Mocidade
  Portuguesa) para ensinar aos jovens a ideologia
  defendida pelo regime e ensiná-los a obedecer e a
  respeitar o líder:
  Hino da mocidade portuguesa:
http://www.youtube.com/watch?v=Dx_8Vzuyayg
http://www.youtube.com/watch?v=3sXr37z-snI
OUTROS ASPECTOS DO REGIME DO ESTADO NOVO
 Uma polícia política repressiva
  (PIDE), omnipresente e detentora de grande
  poder, que reprimia qualquer oposição política
  expressa ao regime. A PIDE semeou o terror, o
  medo e o silêncio nos sectores oposicionistas; os
  opositores políticos mais activistas eram
  interrogados e eram por vezes torturados e
  detidos em prisões (ex: Prisão de Peniche e Prisão
  de Caxias) e campos de concentração
  (ex: Tarrafal).
 …/…
Forte de Peniche – Prisão   Fuga de Álvaro Cunhal




FIM! OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
O Estado novo
O Estado novoO Estado novo
O Estado novo
 
Biografia De Salazar
Biografia De SalazarBiografia De Salazar
Biografia De Salazar
 
Ditadura Salazarista
Ditadura SalazaristaDitadura Salazarista
Ditadura Salazarista
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
Salazar
SalazarSalazar
Salazar
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
1ª Republica
1ª Republica1ª Republica
1ª Republica
 
Portugal PóS 25 De Abril
Portugal PóS 25 De AbrilPortugal PóS 25 De Abril
Portugal PóS 25 De Abril
 
Salazar
SalazarSalazar
Salazar
 
Estado Novo I
Estado Novo IEstado Novo I
Estado Novo I
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
A Ditadura Salazarista
A Ditadura SalazaristaA Ditadura Salazarista
A Ditadura Salazarista
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
 
SALAZARISMO
SALAZARISMOSALAZARISMO
SALAZARISMO
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 

Destaque

1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novoPelo Siro
 
História da televisão ricardo luis_marcos_armando
História da televisão ricardo luis_marcos_armandoHistória da televisão ricardo luis_marcos_armando
História da televisão ricardo luis_marcos_armandoRicardo Bastos
 
ApresentaçãO De áRea De Projecto
ApresentaçãO De áRea De ProjectoApresentaçãO De áRea De Projecto
ApresentaçãO De áRea De Projectogreat_bc
 
A televisão durante a ditadura militar
A televisão durante a ditadura militarA televisão durante a ditadura militar
A televisão durante a ditadura militarCláudia Augusto
 
Sociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no Brasil
Sociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no BrasilSociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no Brasil
Sociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no BrasilMiro Santos
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do Tomazipascoalnaib
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonsoPaula Morgado
 
O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974diuguitofelgas
 

Destaque (15)

1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo
 
História da televisão ricardo luis_marcos_armando
História da televisão ricardo luis_marcos_armandoHistória da televisão ricardo luis_marcos_armando
História da televisão ricardo luis_marcos_armando
 
ApresentaçãO De áRea De Projecto
ApresentaçãO De áRea De ProjectoApresentaçãO De áRea De Projecto
ApresentaçãO De áRea De Projecto
 
A televisão durante a ditadura militar
A televisão durante a ditadura militarA televisão durante a ditadura militar
A televisão durante a ditadura militar
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
Televisão
TelevisãoTelevisão
Televisão
 
Sociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no Brasil
Sociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no BrasilSociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no Brasil
Sociologia Capítulo 20 - Cultura e Indústria Cultural no Brasil
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do TomaziSlide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do Tomazi
Slide livro Sociologia ensino médio capitulo 20 do Tomazi
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
 
Prisões Políticas Do Estado Novo
Prisões Políticas Do Estado NovoPrisões Políticas Do Estado Novo
Prisões Políticas Do Estado Novo
 
Evolução da televisão
Evolução da televisãoEvolução da televisão
Evolução da televisão
 
Pide
PidePide
Pide
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974O Dia 25 de Abril de 1974
O Dia 25 de Abril de 1974
 

Semelhante a Estado Novo

A Construção do Estado Novo
A Construção do Estado NovoA Construção do Estado Novo
A Construção do Estado NovoAna Batista
 
Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo Alexandra Teixeira
 
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptxClarisseMorris1
 
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptxO Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptxAnaPscoa2
 
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Laboratório de História
 
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaO Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaTchuca
 
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaO Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaTchuca
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02tiagomartinho95
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02tiagomartinho95
 

Semelhante a Estado Novo (20)

A Construção do Estado Novo
A Construção do Estado NovoA Construção do Estado Novo
A Construção do Estado Novo
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
Estado novo
Estado novoEstado novo
Estado novo
 
Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo Ditadura salazarista e estado novo
Ditadura salazarista e estado novo
 
1163
11631163
1163
 
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
01 O Estado Novo- o salazarismo.pptx
 
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptxO Estado Novo_ o salazarismo.pptx
O Estado Novo_ o salazarismo.pptx
 
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
Caderno Diário Portugal e o Estado Novo n.º 20 1415
 
1007
10071007
1007
 
Sara e jessica
Sara e jessicaSara e jessica
Sara e jessica
 
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaO Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
 
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLviaO Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia
 
Glossário
GlossárioGlossário
Glossário
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
Dtrabalhosdosalunos2008 09salazareoestadonovo-090423104627-phpapp02
 
.
..
.
 

Mais de blog-eic

25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abrilblog-eic
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos blog-eic
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos blog-eic
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos blog-eic
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos blog-eic
 
Museu do Brinquedo
Museu do BrinquedoMuseu do Brinquedo
Museu do Brinquedoblog-eic
 
Republica de Angola
Republica de AngolaRepublica de Angola
Republica de Angolablog-eic
 
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares PereiraTaticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares Pereirablog-eic
 
D. Nuno Alvares Pereira
D. Nuno Alvares PereiraD. Nuno Alvares Pereira
D. Nuno Alvares Pereirablog-eic
 
O antigo Egito
O antigo EgitoO antigo Egito
O antigo Egitoblog-eic
 

Mais de blog-eic (20)

25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abril
 
Salamanca
SalamancaSalamanca
Salamanca
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos
 
Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos Os Três Reis Magos
Os Três Reis Magos
 
D.Pedro I
D.Pedro ID.Pedro I
D.Pedro I
 
Museu do Brinquedo
Museu do BrinquedoMuseu do Brinquedo
Museu do Brinquedo
 
Finanças
FinançasFinanças
Finanças
 
Bombeiros
BombeirosBombeiros
Bombeiros
 
ADE
ADEADE
ADE
 
A policia
A policiaA policia
A policia
 
China
ChinaChina
China
 
Republica de Angola
Republica de AngolaRepublica de Angola
Republica de Angola
 
Índia
ÍndiaÍndia
Índia
 
Brasil 2
Brasil 2Brasil 2
Brasil 2
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares PereiraTaticas de D. Nuno Alvares Pereira
Taticas de D. Nuno Alvares Pereira
 
D. Nuno Alvares Pereira
D. Nuno Alvares PereiraD. Nuno Alvares Pereira
D. Nuno Alvares Pereira
 
O antigo Egito
O antigo EgitoO antigo Egito
O antigo Egito
 

Estado Novo

  • 1. ESTADO NOVO Trabalho realizado por: Catarina Dias
  • 2. O QUE É O ESTADO NOVO?  Estado Novo é o nome do regime político autoritário de Estado que vigorou em Portugal, sob a Segunda República, entre 1933 e 1974.  O Estado novo foi um regime autoritário, conservador, nacionalista, corporativista de inspiração fascista, parcialmente católica e tradicionalista, de cariz antiliberal, antiparlamentarista, anticomunista e colonialista.  Iniciou em 1933, com a aprovação de uma nova constituição.  Foi derrubado pela Revolução do 25 de Abril de 1974 – Revolução dos cravos.
  • 3. PORQUE SE CHAMA ESTADO NOVO?  A designação oficiosa "Estado Novo", criada sobretudo por razões ideológicas e propagandísticas, quis assinalar a entrada numa nova era, marcada por uma concepção antiparlamentar e antiliberal do Estado.  Como regime político, o Estado Novo foi também chamado salazarismo, em referência a António de Oliveira Salazar, o seu fundador e líder.
  • 4. ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR  Nascido: Vimieiro, Santa Comba Dão, 28 de Abril de 1889  Falecido: Lisboa, 27 de Julho de 1970)  O seu percurso político iniciou-se quando foi Ministro das Finanças por breves meses em 1926. Voltou a ser ministro das Finanças entre 1928 e 1932, reparando as finanças públicas portuguesas.  Instituidor do Estado Novo e da sua organização política de suporte, a União Nacional, Salazar dirigiu os destinos de Portugal, como presidente do Ministério, entre 1932 e 1933, e como Presidente do Conselho de Bandeira da Ministros, entre 1933 e 1968. União Nacional
  • 5. PRESIDENTES DO CONSELHO DE MINISTROS DURANTE O ESTADO NOVO  António de Oliveira Salazar (1932-1968)  Marcello das Neves Alves Caetano (1968-1974) PRESIDENTES DA REPÚBLICA DURANTE O ESTADO NOVO  António Óscar de Fragoso Carmona (1933-1951)  António de Oliveira Salazar (1951) (Presidente interino, desde a morte de Carmona até à eleição de Lopes)  Francisco Higino Craveiro Lopes (1951-1958)  Américo de Deus Rodrigues Tomás (1958-1974)
  • 6. OUTROS ASPECTOS DO REGIME DO ESTADO NOVO  Tal como outros regimes autoritários da época, o Estado Novo possuía lemas para mostrar resumidamente a sua ideologia e doutrina; LEMAS  "Deus, Pátria, Família."  "Tudo pela Nação, nada contra a Nação."  "Persistentemente, Teimosamente, não somos demais para continuar Portugal"  "Enquanto houver um Português sem trabalho e sem pão a Revolução continua"  "Orgulhosamente sós"
  • 7. OUTROS ASPECTOS DO REGIME DO ESTADO NOVO  Um regime de censura prévia às publicações periódicas, emissões de rádio e de televisão, e de fiscalização de publicações não periódicas nacionais e estrangeiras, protegendo permanentemente a doutrina e ideologia do Estado Novo e defendendo "a moral e os bons costumes";  Apoia-se nas organizações juvenis (Mocidade Portuguesa) para ensinar aos jovens a ideologia defendida pelo regime e ensiná-los a obedecer e a respeitar o líder: Hino da mocidade portuguesa: http://www.youtube.com/watch?v=Dx_8Vzuyayg http://www.youtube.com/watch?v=3sXr37z-snI
  • 8. OUTROS ASPECTOS DO REGIME DO ESTADO NOVO  Uma polícia política repressiva (PIDE), omnipresente e detentora de grande poder, que reprimia qualquer oposição política expressa ao regime. A PIDE semeou o terror, o medo e o silêncio nos sectores oposicionistas; os opositores políticos mais activistas eram interrogados e eram por vezes torturados e detidos em prisões (ex: Prisão de Peniche e Prisão de Caxias) e campos de concentração (ex: Tarrafal).  …/…
  • 9. Forte de Peniche – Prisão Fuga de Álvaro Cunhal FIM! OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO!