O Estado Novo e a Mocidade Portuguesa
Breve Enquadramento do Estado Novo <ul><li>Surgiu com a Ditadura Militar (1926-1933), regime dirigido por militares, com u...
Biografia de António de Oliveira Salazar <ul><li>António de Oliveira Salazar nasceu em Santa Comba Dão em 1889 no seio de ...
Mocidade Portuguesa Surgimento, Objectivo <ul><li>A Mocidade Portuguesa  surgiu  a 11 de Abril de 1936, na harmonia com um...
Mocidade Portuguesa Feminina <ul><li>A Mocidade Portuguesa Feminina foi criada pela Obra das Mães para a Educação Nacional...
Actividades desenvolvidas <ul><li>Desenvolviam actividades do carácter paramilitar (jogos, esgrima, boxe, voo, etc.); </li...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia

2.609 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

O Estado Novo E Mocidade Portuguesa SíLvia

  1. 1. O Estado Novo e a Mocidade Portuguesa
  2. 2. Breve Enquadramento do Estado Novo <ul><li>Surgiu com a Ditadura Militar (1926-1933), regime dirigido por militares, com uma estrutura constitucional provisória; </li></ul><ul><li>Teve o seu inicio formal a 9 de Abril de 1933; </li></ul><ul><li>Este regime assinalou a entrada numa nova era, aberta com a Revolução Nacional de 28 de Maio de 1926; </li></ul><ul><li>Foi um regime marcada por anti-parlamentar, anti-liberal (encerou o período de liberalismo em Portugal, abrangendo a primeira republica e o constitucionalismo monárquico; </li></ul><ul><li>O Estado Novo foi chamado de salazarismo, fundado por António de Oliveira Salazar com o cargo de ministério das Finanças em 1928; </li></ul><ul><li>Salazar impôs-se ao parlamentarismo, à democracia e ao liberalismo politico, defendeu o corporativismo, o nacionalismo, o conservadorismo e o autoritarismo do regime; </li></ul><ul><li>O Estado Novo Politica instituído sob a direcção de António de Oliveira Salazar que vigorou em Portugal sem interrupção, embora com alteração de forma e do conteúdo desde 1933 até 1974; </li></ul><ul><li>O Estado Novo foi qualificado de fascismo e assemelhou-se nalguns aspectos aos regimes ditatoriais instituídos por Benito Mussolini na Itália e por Adolf Hitler na Alemanha, mas mantinha significativas diferenças em relação aos mesmos; </li></ul><ul><li>Era caracterizado de corporativista, totalitário, fascista, nacionalista, imperialista, profundamente católico e anti-markicista; </li></ul><ul><li>Foi derrubado em em Abril de 1974, abriu as portas para a construção de um Portugal democrático; </li></ul><ul><li>etc. </li></ul>
  3. 3. Biografia de António de Oliveira Salazar <ul><li>António de Oliveira Salazar nasceu em Santa Comba Dão em 1889 no seio de uma família de pequenos proprietários agrícolas; </li></ul><ul><li>Fez a sua formação académica em ambiente fortemente marcado pelo catolicismo; </li></ul><ul><li>Foi estadista, político, professor, chefe do Governo (1932/1968); </li></ul><ul><li>Foi Ministro das Finanças (1928/1932); </li></ul><ul><li>Foi fundador e chefe da União Nacional - partido único durante o Estado Novo a partir de 1931; </li></ul><ul><li>Foi o fundador e principal mentor do Estado Novo (1933-1974); </li></ul><ul><li>Defendeu as doutrinas sociais da Igreja Católica; </li></ul><ul><li>Morreu em Lisboa no ano de 1970. </li></ul>
  4. 4. Mocidade Portuguesa Surgimento, Objectivo <ul><li>A Mocidade Portuguesa surgiu a 11 de Abril de 1936, na harmonia com uma base da Lei n.º 1941 e depois regulada por vários diplomas (Decreto-Lei n.º 47311); </li></ul><ul><li>era uma organização juvenil que procurava desenvolver o culto do chefe e o espírito militar, ao serviço do Estado Novo; </li></ul><ul><li>Destinava-se a crianças entre os 7 e os 14 anos de idade, escolarizadas ou não, e a frequência das suas actividades tinha carácter obrigatório; </li></ul><ul><li>Dividida por quatro escalões etários: os lusitos (dos 7 aos 10 anos), os infantes (10 aos 14), os vanguardistas (14 aos 17) e os cadetes (17 aos 25). </li></ul><ul><ul><li>Objectivos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tinha como objectivo formar homens de carácter, baseando na educação; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>o rapaz era educado no sentido de bem servir Deus, a Pátria e o próximo, assegurando na formação de carácter; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>as raparigas seriam encaminhadas para assumirem mais tarde o papel de mães de família e donas de casa, ao mesmo tempo que lhes era ministrada educação religiosa católica de acordo com uma trilogia (Deus, Pátria e Família); </li></ul></ul></ul>
  5. 5. Mocidade Portuguesa Feminina <ul><li>A Mocidade Portuguesa Feminina foi criada pela Obra das Mães para a Educação Nacional (OMEN), pelo Decreto-Lei nº 28262, de 8 de Dezembro de 1937, dia da Imaculada Conceição, um ano depois do Regulamento para o sexo masculino. </li></ul><ul><ul><li>Objectivos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Tinha como objectivo formar uma nova mulher, boa católica, futura mãe e esposa obediente; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>cultivar nas filiadas a previdência, o trabalho colectivo, o gosto da vida doméstica e as várias formas do espírito social próprias do sexo, orientando para o cabal desempenho da missão da mulher na família, no meio a que pertence e na vida do Estado. </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Actividades desenvolvidas <ul><li>Desenvolviam actividades do carácter paramilitar (jogos, esgrima, boxe, voo, etc.); </li></ul><ul><li>Actividades circum-escolares (exercida no âmbito da escola, fora do currículo) ; </li></ul><ul><li>Actividades de educação física, saúde; </li></ul><ul><li>Promover a ocupação dos tempos livres da juventude não escolar; </li></ul><ul><li>Estas actividades eram desenvolvidas para a MP e a MPF. </li></ul><ul><li>Também a MP colaborou com a igreja e com as demais organizações publicas ou privadas, que se ocupa da formação da juventude. </li></ul>

×