SlideShare uma empresa Scribd logo
O ESPAÇO AGRÁRIO


PROF: EDUARDO ELIAS DE   OLIVEIRA
SOBRINHO.
EDUARDOEOS@GMAIL.COM
ORIGEM DA AGRICULTURA
AGRICULTURA   PALAVRA DO LATIM
 QUE SIGNIFICA “CULTIVOS DOS
 CAMPOS”, SURGIU HÁ MAIS DE 10.000
 ANOS ATRÁS, NA MESOPOTÂMIA.
OS PRIMEIROS TIPOS DE GRÃOS
 CULTIVADOS FORAM O TRIGO,
 CENTEIO E AVEIA.
COM O PASSAR DO TEMPO,
 SURGIRAM     NOVAS    CULTURAS
 FRUTAS, LEGUMES, VERDURAS ETC.
ORIGEM DA AGRICULTURA
ALGUMAS   CULTURAS PASSARAM A
 FAZER PARTE DA PRÓPRIA CULTURA
 DA CIVILIZAÇÃO COMO O MILHO
 PARA       A   CIVILIZAÇÃO   PRÉ-
 COLOMBIANA, O ARROZ PARA OS
 ORIENTAIS, O TRIGO PARA OS
 EUROPEUS.
AS      GRANDES       NAVEGAÇÕES
 DIFUNDIRAM AINDA MAIS ALGUMAS
 PLANTAS QUE SERVEM DE ALIMENTOS
 PARA A SOCIEDADE ATUAL.
SISTEMAS DE PRODUÇÃO
DA AGROPECUÁRIA ATUAL
EXISTEM    VÁRIOS NÍVEIS DE SISTEMA
   AGROPECUÁRIOS QUE VARIAM DE UM
   PARA OUTRO.
A     ADOÇÃO DEPENDE DE DOIS
   FATORES:
1. CONDIÇÃO FÍSICO-GEOGRÁFICA (TIPO
   DE SOLO, CONDIÇÕES CLIMÁTICAS,
   TOPOGRAFIA ETC)
2. A   CULTURA    E   O   NÍVEL   DE
   DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE
   UMA DADA SOCIEDADE E AS TÉCNICAS
   EMPREGADAS.
AGROPECUÁRIA EXTENSIVA
 PODE      CHAMAR-SE   DE
  TRADICIONAL,    EM GERAL
  OCUPAM MUITAS TERRAS E
  EMPREGAM     TÉCNICAS  E
  FERRAMENTAS RUDIMENTARES,
  UTILIZANDO     MUITO   O
  TRABALHO BRAÇAL E OBTÉM
  POUCA PRODUTIVIDADE.
Espaco agrario-mundial
AGROPECUÁRIA INTENSIVA
PODE       CHAMAR-SE    DE
 MODERNA       EM     GERAL
 UTILIZA-SE           MUITA
 TECNOLOGIA               E
 MAQUINÁRIO AVANÇADO,
 QUE ACARRETAM AUMENTO
 DA PRODUTIVIDADE.
Espaco agrario-mundial
CONDIÇÕES FÍSICO-GEOGRÁFICAS
NA ATIVIDADE AGRÍCOLA
   EMBORA   AS TECNOLOGIAS TENHAM
    AUMENTADO      POSSIBILITANDO    O
    PLANTIO EM REGIÕES ADVERSAS,
    AINDA     PODEMOS     MAPEAR     AS
    PRINCIPAIS REGIÕES AGRÍCOLAS DO
    PLANETA.
   O CLIMA E O SOLO INFLUENCIAM
    DIRETAMENTE     NAS      ATIVIDADES
    AGRÍCOLAS
PRINCIPAIS TIPOS DE SOLO
   PARA A AGRICULTURA.
TERRA    ROXA – ORIGEM VULCÂNICA,
 FOI     FUNDAMENTAL       PARA     O
 DESENVOLVIMENTO DO CAFÉ, OCORRE
 NA AMÉRICA DO SUL E NA ÁFRICA.
MASSAPÊ      –    FORMADO       POR
 DECOMPOSIÇÃO       DAS       ROCHAS
 CALCÁRIA,   GRANITO     E    GNAISSE,
 FUNDAMENTAL PARA O CULTIVO DA
 CANA-DE-AÇÚCAR NO NORDESTE DO
 BRASIL.
PRINCIPAIS TIPOS DE SOLO
PARA A AGRICULTURA.
LOESS  – FORMADO POR SEDIMENTOS
 TRANSPORTADO     PELOS     VENTOS
 (EROSÃO EÓLICA), MUITO FÉRTIL NA
 CHINA E NO SUDESTE ASIÁTICO.
TCHERNOZIOM – SOLO RICO EM
 MATÉRIA ORGÂNICA, DE COLORAÇÃO
 NEGRA, MUITO NUTRIENTES, OCORRE
 NA PARTE CENTRAL DA ÁSIA.
PODZOL – FORMAÇÃO ARGILOSA DE
 COR CINZA, ÁCIDO, DE FÁCIL
 ADUBAÇÃO, PORÇÃO LESTE DA
 EUROPA.
ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES
SUBDESENVOLVIDOS.
  NOS    PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS
   AINDA    EXISTE   UMA   GRANDE
   PARCELA DA POPULAÇÃO VIVENDO
   NO CAMPO.
  AGRICULTURA DE SUBSISTÊNCIA –
   BASEIA-SE NA PRODUÇÃO DE
   ALIMENTOS      PELAS   PRÓPRIAS
   FAMILIAS E PARA SEU PRÓPRIO
   SUSTENTO.
Espaco agrario-mundial
VARIANTES DA PRODUÇÃO
AGROPECUÁRIA PARA A SUBSISTÊNCIA
  AGRICULTURA    ITINERANTE – BASEIA-SE
   NA QUEIMA DE FORMAÇÕES VEGETAIS
   NATIVAS COM O OBJETIVO DE
   INCORPORAR NOVAS TERRAS DE
   CULTIVO.
  AGRICULTURA      DE JARDINAGEM –
   DESENVOLVE-SE PRINCIPALMENTE EM
   PAÍSES DO SUL E SUDESTE ASIÁTICOS EM
   SOLOS INUNDÁVEIS – MONÇÕES.
Espaco agrario-mundial
VARIANTES DA PRODUÇÃO
AGROPECUÁRIA PARA A SUBSISTÊNCIA
    AGRICULTURA   DE TERRACEAMENTO
     – É PRATICADA NAS ENCOSTAS
     FÉRTEIS DE MORROS E MONTANHAS,
     BASEIA-SE NO USO DE CURVAS DE
     NÍVEL – QUE REDUZEM A EROSÃO E
     FAVORECE A ABSORÇÃO MAIOR DA
     ÁGUA PELO SOLO – ÁSIA (HIMALAIA)
     AMÉRICA DO SUL (ANDES).
Espaco agrario-mundial
PLANTATION
MONOCULTURA       VOLTADA PARA
 EXPORTAÇÃO QUE UTILIZA MÃO DE
 OBRA BARATA – PRATICADA NAS
 REGIÕES TROPICAIS DA AMÉRICA
 LATINA, ÁFRICA E ÁSIA.
ESTÁ DIRETAMENTE ASSOCIADA A
 CONCENTRAÇÃO        FUNDIÁRIA –
 LATIFÚNDIOS.
Espaco agrario-mundial
REVOLUÇÃO VERDE
SURGIU  NA DÉCADA DE 1960 E 1970,
 EM PAÍSES COMO O MÉXICO, ÍNDIA,
 QUÊNIA E PAQUISTÃO – FOI A
 UTILIZAÇÃO EM LARGA ESCALA DE
 SEMENTES SELECIONADAS, RAÇÕES
 BALANCEADAS E NOVAS TÉCNICAS
 DE    CULTIVO   RESULTOU     NO
 AUMENTO DA PRODUTIVIDADE.
REVOLUÇÃO VERDE
AS GRANDES COORPORAÇÕES POR
 MEIO DE CURSOS E PALESTRAS
 INCENTIVARAM O USO DE NOVAS
 TÉCNICAS E PRODUTOS, AO MESMO
 TEMPO       QUE     FORNECIAM
 GRATUITAMENTE         INSUMOS
 NECESSÁRIOS PARA O PRIMEIRO
 CULTIVO.
REVOLUÇÃO VERDE
A   CONTINUIDADE DESSE SISTEMA DE
  PRODUÇÃO REQUER UM VOLUME GRANDE
  DE    RECURSO    POR     PARTE     DOS
  AGRICULTORES, QUE EM GERAL ERAM
  POBRES, E NÃO TINHAM RECURSO PARA
  ADQUIRIR INSUMOS E EQUIPAMENTOS
  NECESSÁRIOS.
 ALÉM DE SE TORNAREM DEPENDENTES DAS
  MULTINACIONAIS        OS         PAÍSES
  SUBDESENVOLVIDOS     ASSISTIRAM     AO
  AGRAVAMENTO       DOS        PROBLEMAS
  SOCIOAMBIENTAIS ENTRE AS QUAIS DE
  DESTACAMOS:
REVOLUÇÃO VERDE
COLAPSO    NA ECONOMIA DE
 SUBSISTÊNCIA, QUE ACARRETOU
 NA MAIOR CONCENTRAÇÃO
 FUNDIÁRIA.
GRANDE          DEGRADAÇÃO
 AMBIENTAL, RESULTANTE DO
 MODELO DE UTILIZAÇÃO DAS
 TERRAS.
Espaco agrario-mundial
ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES
RICOS (DESENVOLVIDOS)
QUANDO    UMA REGIÃO DE INDUSTRIALIZA
 SUA ÁREA RURAL SE MODERNIZA.
EXISTE    UMA      MODERNIZAÇÃO       NO
 MAQUINÁRIO (TRATORES, COLHEITADEIRAS,
 SEMEADEIRAS) E OS INSUMOS AGRÍCOLAS
 (ADUBOS, FERTILIZANTES, RAÇÕES, SEMENTES
 MELHORADAS GENETICAMENTE, ETC)
TAIS INSUMOS E EQUIPAMENTOS POSSIBILITAM
 UM      AUMENTO      SIGNIFICATIVO    NA
 PRODUTIVIDADE.
ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES
RICOS (DESENVOLVIDOS)
AS  ATIVIDADES DO CAMPO ESTÃO
 RELACIONADAS     AS    ATIVIDADES
 URBANAS.
SURGE     A    AGROINDÚSTRIA    –
 CARACTERIZADA PELA SUBORDINAÇÃO
 DA AGRICULTURA À INDÚSTRIA, POIS
 ESSA QUE FORNECE OS INSUMOS
 NECESSÁRIOS A AGROPECUÁRIA.
Espaco agrario-mundial
ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES
RICOS (DESENVOLVIDOS)
ATUALMENTE   ESTÁ EM CURSO UMA
 “SEGUNDA      REVOLUÇÃ        VERDE”,
 DECORRENTE DO DESENVOLVIMENTO DE
 NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS AO
 CAMPO E AINCORPORAÇÃO DE NOVAS
 ÁREAS, COMO AS REGIÕES DESÉRTICAS.
TRANSGÊNICOS – SÃO PLANTAS QUE
 TIVERAM SUA COMPOSIÇÃO GENÉTICA
 MODIFICADA EM LABORATÓRIO.
ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES
RICOS (DESENVOLVIDOS)
A    UTILIZAÇÃO DE SEMENTES GENÉTICA, POSSUI
  ALGUMAS QUESTÕES COMO:
 DIFICULDADE DE AQUISIÇÃO DESSAS SEMENTES;
 MONOPOLÓLIO      DAS    TRANSNACIONAIS    QUE
  CONTROLAM A BIOTECNOLOGIA;
 DENÚNCIAS QUE OS TRANSGÊNICOS FAZEM MAL À
  SAÚDE;
 PERDA DA DIVERSIDADE GENÉTICA;
 SUPERPRAGAS     DECORRENTES    DE    MUTAÇÕES
  GENÉTICAS;
 RISCO DE POLUIÇÃO GENÉTICA (TRANSGÊNICOS +
  NÃO-TRANSGÊNICOS)
ESPAÇO AGRÁRIO EUROPEU
PREDOMÍNIO   DE MINIFÚNDIOS -

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espaço agrário
Espaço agrárioEspaço agrário
Espaço agrário
Almir
 
O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)
Nefer19
 
Setores da economia
Setores da economiaSetores da economia
Setores da economia
Suely Takahashi
 
Espaço agrário 6 ano
Espaço agrário 6 anoEspaço agrário 6 ano
Espaço agrário 6 ano
Ariane Carvalho
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
Professor
 
Agronegócio
AgronegócioAgronegócio
Agronegócio
leonardoenginer
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
joao paulo
 
Revolucao verde
Revolucao verdeRevolucao verde
Revolucao verde
Wellington Alvim da Cunha
 
Setores da Economia
Setores da EconomiaSetores da Economia
Setores da Economia
Ricardo Alex de Sousa
 
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latinaColonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Pedro Neves
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Desenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia Bacelar
Desenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia BacelarDesenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia Bacelar
Desenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia Bacelar
Fundação de Economia e Estatística
 
Geografia origem e caracteriscas do capitalismo
Geografia   origem e caracteriscas do capitalismoGeografia   origem e caracteriscas do capitalismo
Geografia origem e caracteriscas do capitalismo
Gustavo Soares
 
Evolução da geografia e alguns conceitos
Evolução da geografia e alguns conceitosEvolução da geografia e alguns conceitos
Evolução da geografia e alguns conceitos
karolpoa
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
LUIS ABREU
 
America latina
America latina America latina
America latina
Christie Freitas
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Agricultura no brasil
Agricultura no brasilAgricultura no brasil
Agricultura no brasil
João José Ferreira Tojal
 
Agricultura brasileira
Agricultura brasileiraAgricultura brasileira
Agricultura brasileira
João José Ferreira Tojal
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Cadernizando
 

Mais procurados (20)

Espaço agrário
Espaço agrárioEspaço agrário
Espaço agrário
 
O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (características) -7º ANO (2016)
 
Setores da economia
Setores da economiaSetores da economia
Setores da economia
 
Espaço agrário 6 ano
Espaço agrário 6 anoEspaço agrário 6 ano
Espaço agrário 6 ano
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
 
Agronegócio
AgronegócioAgronegócio
Agronegócio
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
 
Revolucao verde
Revolucao verdeRevolucao verde
Revolucao verde
 
Setores da Economia
Setores da EconomiaSetores da Economia
Setores da Economia
 
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latinaColonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
Colonialidade do poder, eurocentrismo e américa latina
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Desenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia Bacelar
Desenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia BacelarDesenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia Bacelar
Desenvolvimento Regional Brasileiro Recente - Tânia Bacelar
 
Geografia origem e caracteriscas do capitalismo
Geografia   origem e caracteriscas do capitalismoGeografia   origem e caracteriscas do capitalismo
Geografia origem e caracteriscas do capitalismo
 
Evolução da geografia e alguns conceitos
Evolução da geografia e alguns conceitosEvolução da geografia e alguns conceitos
Evolução da geografia e alguns conceitos
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
 
America latina
America latina America latina
America latina
 
Migraçoes
MigraçoesMigraçoes
Migraçoes
 
Agricultura no brasil
Agricultura no brasilAgricultura no brasil
Agricultura no brasil
 
Agricultura brasileira
Agricultura brasileiraAgricultura brasileira
Agricultura brasileira
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
 

Semelhante a Espaco agrario-mundial

Espaço rural 2011
Espaço rural 2011Espaço rural 2011
Espaço rural 2011
edsonluz
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
cristinasantos420
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
cristinasantos420
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
cristinasantos420
 
O Espaço Agrário e os Sistemas Agrícilas
O Espaço Agrário e os Sistemas AgrícilasO Espaço Agrário e os Sistemas Agrícilas
O Espaço Agrário e os Sistemas Agrícilas
Fábio Luz
 
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-anoA economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
Lucas Degiovani
 
Factores_condicionantes_da_pratica_agricola
Factores_condicionantes_da_pratica_agricolaFactores_condicionantes_da_pratica_agricola
Factores_condicionantes_da_pratica_agricola
Helena Saraiva
 
2 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp02
2 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp022 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp02
2 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp02
Gonçalo Simões
 
Agricultura mundial
Agricultura mundialAgricultura mundial
Agricultura mundial
Professor Eebimt
 
1. factores condicionantes da agricultura
1. factores condicionantes da agricultura1. factores condicionantes da agricultura
1. factores condicionantes da agricultura
Linda Pereira
 
Características da Agricultura e Pecuária
Características da Agricultura e PecuáriaCaracterísticas da Agricultura e Pecuária
Características da Agricultura e Pecuária
Linguagem Geográfica
 
Organização espaço geográfico.
Organização espaço geográfico.Organização espaço geográfico.
Organização espaço geográfico.
Wagner Alunos
 
PECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDA
PECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDAPECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDA
PECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDA
luluzivania
 
Agricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptx
Agricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptxAgricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptx
Agricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptx
Kelvin Sousa
 
2 espaco agrario-brasileiro
2 espaco agrario-brasileiro2 espaco agrario-brasileiro
2 espaco agrario-brasileiro
Lucas Cechinel
 
O espaço rural
O espaço ruralO espaço rural
O espaço rural
flaviocosac
 
Agricultura1
Agricultura1Agricultura1
Agricultura1
lidia76
 
Agricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasilAgricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasil
profleofonseca
 
Espaco agrario
Espaco agrarioEspaco agrario
Espaco agrario
Péricles Penuel
 
A Terra E A Humanidade
A Terra E A HumanidadeA Terra E A Humanidade
A Terra E A Humanidade
RAFAELA BARBOSA
 

Semelhante a Espaco agrario-mundial (20)

Espaço rural 2011
Espaço rural 2011Espaço rural 2011
Espaço rural 2011
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
O Espaço Agrário e os Sistemas Agrícilas
O Espaço Agrário e os Sistemas AgrícilasO Espaço Agrário e os Sistemas Agrícilas
O Espaço Agrário e os Sistemas Agrícilas
 
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-anoA economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
 
Factores_condicionantes_da_pratica_agricola
Factores_condicionantes_da_pratica_agricolaFactores_condicionantes_da_pratica_agricola
Factores_condicionantes_da_pratica_agricola
 
2 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp02
2 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp022 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp02
2 factorescondicionantesdaagricultura-101026070357-phpapp02
 
Agricultura mundial
Agricultura mundialAgricultura mundial
Agricultura mundial
 
1. factores condicionantes da agricultura
1. factores condicionantes da agricultura1. factores condicionantes da agricultura
1. factores condicionantes da agricultura
 
Características da Agricultura e Pecuária
Características da Agricultura e PecuáriaCaracterísticas da Agricultura e Pecuária
Características da Agricultura e Pecuária
 
Organização espaço geográfico.
Organização espaço geográfico.Organização espaço geográfico.
Organização espaço geográfico.
 
PECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDA
PECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDAPECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDA
PECUARIA (1).pptx A PECUARIA NO BRASIL DE UMA FORMA SIMPLES E RAPIDA
 
Agricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptx
Agricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptxAgricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptx
Agricultura e Pecuária - transformações espaciais da terra.pptx
 
2 espaco agrario-brasileiro
2 espaco agrario-brasileiro2 espaco agrario-brasileiro
2 espaco agrario-brasileiro
 
O espaço rural
O espaço ruralO espaço rural
O espaço rural
 
Agricultura1
Agricultura1Agricultura1
Agricultura1
 
Agricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasilAgricultura mundial e do brasil
Agricultura mundial e do brasil
 
Espaco agrario
Espaco agrarioEspaco agrario
Espaco agrario
 
A Terra E A Humanidade
A Terra E A HumanidadeA Terra E A Humanidade
A Terra E A Humanidade
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 

Espaco agrario-mundial

  • 1. O ESPAÇO AGRÁRIO PROF: EDUARDO ELIAS DE OLIVEIRA SOBRINHO. EDUARDOEOS@GMAIL.COM
  • 2. ORIGEM DA AGRICULTURA AGRICULTURA PALAVRA DO LATIM QUE SIGNIFICA “CULTIVOS DOS CAMPOS”, SURGIU HÁ MAIS DE 10.000 ANOS ATRÁS, NA MESOPOTÂMIA. OS PRIMEIROS TIPOS DE GRÃOS CULTIVADOS FORAM O TRIGO, CENTEIO E AVEIA. COM O PASSAR DO TEMPO, SURGIRAM NOVAS CULTURAS FRUTAS, LEGUMES, VERDURAS ETC.
  • 3. ORIGEM DA AGRICULTURA ALGUMAS CULTURAS PASSARAM A FAZER PARTE DA PRÓPRIA CULTURA DA CIVILIZAÇÃO COMO O MILHO PARA A CIVILIZAÇÃO PRÉ- COLOMBIANA, O ARROZ PARA OS ORIENTAIS, O TRIGO PARA OS EUROPEUS. AS GRANDES NAVEGAÇÕES DIFUNDIRAM AINDA MAIS ALGUMAS PLANTAS QUE SERVEM DE ALIMENTOS PARA A SOCIEDADE ATUAL.
  • 4. SISTEMAS DE PRODUÇÃO DA AGROPECUÁRIA ATUAL EXISTEM VÁRIOS NÍVEIS DE SISTEMA AGROPECUÁRIOS QUE VARIAM DE UM PARA OUTRO. A ADOÇÃO DEPENDE DE DOIS FATORES: 1. CONDIÇÃO FÍSICO-GEOGRÁFICA (TIPO DE SOLO, CONDIÇÕES CLIMÁTICAS, TOPOGRAFIA ETC) 2. A CULTURA E O NÍVEL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE UMA DADA SOCIEDADE E AS TÉCNICAS EMPREGADAS.
  • 5. AGROPECUÁRIA EXTENSIVA PODE CHAMAR-SE DE TRADICIONAL, EM GERAL OCUPAM MUITAS TERRAS E EMPREGAM TÉCNICAS E FERRAMENTAS RUDIMENTARES, UTILIZANDO MUITO O TRABALHO BRAÇAL E OBTÉM POUCA PRODUTIVIDADE.
  • 7. AGROPECUÁRIA INTENSIVA PODE CHAMAR-SE DE MODERNA EM GERAL UTILIZA-SE MUITA TECNOLOGIA E MAQUINÁRIO AVANÇADO, QUE ACARRETAM AUMENTO DA PRODUTIVIDADE.
  • 9. CONDIÇÕES FÍSICO-GEOGRÁFICAS NA ATIVIDADE AGRÍCOLA EMBORA AS TECNOLOGIAS TENHAM AUMENTADO POSSIBILITANDO O PLANTIO EM REGIÕES ADVERSAS, AINDA PODEMOS MAPEAR AS PRINCIPAIS REGIÕES AGRÍCOLAS DO PLANETA. O CLIMA E O SOLO INFLUENCIAM DIRETAMENTE NAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS
  • 10. PRINCIPAIS TIPOS DE SOLO PARA A AGRICULTURA. TERRA ROXA – ORIGEM VULCÂNICA, FOI FUNDAMENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO CAFÉ, OCORRE NA AMÉRICA DO SUL E NA ÁFRICA. MASSAPÊ – FORMADO POR DECOMPOSIÇÃO DAS ROCHAS CALCÁRIA, GRANITO E GNAISSE, FUNDAMENTAL PARA O CULTIVO DA CANA-DE-AÇÚCAR NO NORDESTE DO BRASIL.
  • 11. PRINCIPAIS TIPOS DE SOLO PARA A AGRICULTURA. LOESS – FORMADO POR SEDIMENTOS TRANSPORTADO PELOS VENTOS (EROSÃO EÓLICA), MUITO FÉRTIL NA CHINA E NO SUDESTE ASIÁTICO. TCHERNOZIOM – SOLO RICO EM MATÉRIA ORGÂNICA, DE COLORAÇÃO NEGRA, MUITO NUTRIENTES, OCORRE NA PARTE CENTRAL DA ÁSIA. PODZOL – FORMAÇÃO ARGILOSA DE COR CINZA, ÁCIDO, DE FÁCIL ADUBAÇÃO, PORÇÃO LESTE DA EUROPA.
  • 12. ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS. NOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS AINDA EXISTE UMA GRANDE PARCELA DA POPULAÇÃO VIVENDO NO CAMPO. AGRICULTURA DE SUBSISTÊNCIA – BASEIA-SE NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PELAS PRÓPRIAS FAMILIAS E PARA SEU PRÓPRIO SUSTENTO.
  • 14. VARIANTES DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA PARA A SUBSISTÊNCIA AGRICULTURA ITINERANTE – BASEIA-SE NA QUEIMA DE FORMAÇÕES VEGETAIS NATIVAS COM O OBJETIVO DE INCORPORAR NOVAS TERRAS DE CULTIVO. AGRICULTURA DE JARDINAGEM – DESENVOLVE-SE PRINCIPALMENTE EM PAÍSES DO SUL E SUDESTE ASIÁTICOS EM SOLOS INUNDÁVEIS – MONÇÕES.
  • 16. VARIANTES DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA PARA A SUBSISTÊNCIA AGRICULTURA DE TERRACEAMENTO – É PRATICADA NAS ENCOSTAS FÉRTEIS DE MORROS E MONTANHAS, BASEIA-SE NO USO DE CURVAS DE NÍVEL – QUE REDUZEM A EROSÃO E FAVORECE A ABSORÇÃO MAIOR DA ÁGUA PELO SOLO – ÁSIA (HIMALAIA) AMÉRICA DO SUL (ANDES).
  • 18. PLANTATION MONOCULTURA VOLTADA PARA EXPORTAÇÃO QUE UTILIZA MÃO DE OBRA BARATA – PRATICADA NAS REGIÕES TROPICAIS DA AMÉRICA LATINA, ÁFRICA E ÁSIA. ESTÁ DIRETAMENTE ASSOCIADA A CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA – LATIFÚNDIOS.
  • 20. REVOLUÇÃO VERDE SURGIU NA DÉCADA DE 1960 E 1970, EM PAÍSES COMO O MÉXICO, ÍNDIA, QUÊNIA E PAQUISTÃO – FOI A UTILIZAÇÃO EM LARGA ESCALA DE SEMENTES SELECIONADAS, RAÇÕES BALANCEADAS E NOVAS TÉCNICAS DE CULTIVO RESULTOU NO AUMENTO DA PRODUTIVIDADE.
  • 21. REVOLUÇÃO VERDE AS GRANDES COORPORAÇÕES POR MEIO DE CURSOS E PALESTRAS INCENTIVARAM O USO DE NOVAS TÉCNICAS E PRODUTOS, AO MESMO TEMPO QUE FORNECIAM GRATUITAMENTE INSUMOS NECESSÁRIOS PARA O PRIMEIRO CULTIVO.
  • 22. REVOLUÇÃO VERDE A CONTINUIDADE DESSE SISTEMA DE PRODUÇÃO REQUER UM VOLUME GRANDE DE RECURSO POR PARTE DOS AGRICULTORES, QUE EM GERAL ERAM POBRES, E NÃO TINHAM RECURSO PARA ADQUIRIR INSUMOS E EQUIPAMENTOS NECESSÁRIOS.  ALÉM DE SE TORNAREM DEPENDENTES DAS MULTINACIONAIS OS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS ASSISTIRAM AO AGRAVAMENTO DOS PROBLEMAS SOCIOAMBIENTAIS ENTRE AS QUAIS DE DESTACAMOS:
  • 23. REVOLUÇÃO VERDE COLAPSO NA ECONOMIA DE SUBSISTÊNCIA, QUE ACARRETOU NA MAIOR CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA. GRANDE DEGRADAÇÃO AMBIENTAL, RESULTANTE DO MODELO DE UTILIZAÇÃO DAS TERRAS.
  • 25. ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES RICOS (DESENVOLVIDOS) QUANDO UMA REGIÃO DE INDUSTRIALIZA SUA ÁREA RURAL SE MODERNIZA. EXISTE UMA MODERNIZAÇÃO NO MAQUINÁRIO (TRATORES, COLHEITADEIRAS, SEMEADEIRAS) E OS INSUMOS AGRÍCOLAS (ADUBOS, FERTILIZANTES, RAÇÕES, SEMENTES MELHORADAS GENETICAMENTE, ETC) TAIS INSUMOS E EQUIPAMENTOS POSSIBILITAM UM AUMENTO SIGNIFICATIVO NA PRODUTIVIDADE.
  • 26. ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES RICOS (DESENVOLVIDOS) AS ATIVIDADES DO CAMPO ESTÃO RELACIONADAS AS ATIVIDADES URBANAS. SURGE A AGROINDÚSTRIA – CARACTERIZADA PELA SUBORDINAÇÃO DA AGRICULTURA À INDÚSTRIA, POIS ESSA QUE FORNECE OS INSUMOS NECESSÁRIOS A AGROPECUÁRIA.
  • 28. ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES RICOS (DESENVOLVIDOS) ATUALMENTE ESTÁ EM CURSO UMA “SEGUNDA REVOLUÇÃ VERDE”, DECORRENTE DO DESENVOLVIMENTO DE NOVAS TECNOLOGIAS APLICADAS AO CAMPO E AINCORPORAÇÃO DE NOVAS ÁREAS, COMO AS REGIÕES DESÉRTICAS. TRANSGÊNICOS – SÃO PLANTAS QUE TIVERAM SUA COMPOSIÇÃO GENÉTICA MODIFICADA EM LABORATÓRIO.
  • 29. ESPAÇO AGRÁRIO DOS PAÍSES RICOS (DESENVOLVIDOS) A UTILIZAÇÃO DE SEMENTES GENÉTICA, POSSUI ALGUMAS QUESTÕES COMO:  DIFICULDADE DE AQUISIÇÃO DESSAS SEMENTES;  MONOPOLÓLIO DAS TRANSNACIONAIS QUE CONTROLAM A BIOTECNOLOGIA;  DENÚNCIAS QUE OS TRANSGÊNICOS FAZEM MAL À SAÚDE;  PERDA DA DIVERSIDADE GENÉTICA;  SUPERPRAGAS DECORRENTES DE MUTAÇÕES GENÉTICAS;  RISCO DE POLUIÇÃO GENÉTICA (TRANSGÊNICOS + NÃO-TRANSGÊNICOS)