SlideShare uma empresa Scribd logo
 Prof.º Luciano Pessanha 
www.lucianopessanhageo.blogspot.com
NAÇÃO  POPULAÇÃO  POVO 
POPULAÇÃO 
Definição : Conjunto de pessoas que residem em determinado território. Não confundir com 
nação; assim a população de um país pode conter várias nações. Ex: países da África ou várias 
nações em um país. Ex: Iugoslávia .
A FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA 
• Porém, dentre todos esses povos, pode-se 
3 
• A população brasileira é o resultado de 
uma grande mistura de culturas e 
características físicas de diversas 
partes do mundo. 
• São índios, portugueses, africanos, 
árabes, italianos, espanhóis, alemães, 
japoneses e muitos outros povos que 
ajudaram a formar a população 
brasileira. 
Caça à onça de Johann Moritz Rugendas 
destacar três nações que foram 
fundamentais na origem do povo 
brasileiro: os indígenas, os portugueses 
e os africanos. 
• Durante vários anos, os costumes, as 
línguas, crenças e formas diferentes de 
viver desses três povos foram se 
misturando e formando a base de nossa 
cultura. 
Jogar capoeira de Johann Moritz 
Rugendas 
Um jantar brasileiro de Jean-Baptiste Debret
O RESULTADO DA MISTURA DE RAÇAS: MULATO, MAMELUCO E CAFUZO 
4 
 Como resultado das misturas desses três povos 
surgiram os mestiços, divididos em mulato, mameluco e 
cafuzo. 
 MULATO: mistura do branco com o negro 
 MAMELUCO: mistura do índio com o branco 
 CAFUZO: mistura do negro com o índio 
 Com o passar dos anos com a chegada dos imigrantes 
de várias partes do mundo, 
a cultura e a raça brasileira sofreu mais transformações. 
 E como consequência das relações entre índios, brancos 
e negros o Brasil é formado pela miscigenação de raças, 
costumes e crenças. 
MAMELUCO 
VALORIZAÇÃO ÉTNICA? Pela primeira vez na História do Censo, a população do Brasil deixa 
de ser predominantemente branca. Pelos dados de 2010, as pessoas que se declararam 
brancas são 47,73% da população, enquanto em 2000 eram 53,74%. Nos outros Censos, até 
agora, os brancos sempre tinham sido mais que 50%. (Fonte: Jornal Extra – 02/05/2011)
7 
PLAY
ÍNDICES DEMOGRÁFICOS MUNDIAL 
ANOS POPULAÇÃO 
• 1800 - 1,0 bilhão de habitantes 
• 1950 - 2,0 bilhões de habitantes 
• 1960 - 3,0 bilhões de habitantes 
• 1999 - 6,0 bilhões de habitantes 
• 2007 - 6,3 bilhões de habitantes 
• 2011 - 7,0 bilhões de habitantes 
• 2015 - 9,0 bilhões de habitantes
Crescimento da População Mundial 
Revolução Demográfica Explosão Demográfica
Dados comparativos entre os Continentes 
Continentes População - milhões 
África 777,7 
Ásia 3.587,7 
América 794,8 
Europa 746,7 
Oceania 29,1
DESAFIOS POLÍTICOS E DEMOGRÁFICOS
POPULAÇÃO ABSOLUTA 
O resultado do Censo 2010, divulgado nesta segunda-feira (09/12/2010), revela 
que o Brasil tem uma população de 190.755.799 pessoas. Em comparação com o Censo 
2000, ocorreu um aumento de 20.933.524 habitantes. Esse número demonstra que o 
crescimento da população brasileira nos últimos dez anos foi de 12,3%, inferior ao 
observado na década anterior: 15,6% entre 1991 e 2000. 
Ao longo dos últimos anos, o crescimento demográfico do país tem diminuído o 
ritmo, que era muito alto até a década de 1960. 
Observe o gráfico sobre o crescimento demográfico do país até o ano 2000: 
OBS: 
É com essa 
informação que o 
governo definirá 
políticas para as 
áreas de saúde, 
educação, 
saneamento e 
transporte. 
Atividade: Verifique qual é a atual população absoluta da sala de aula.
OBS: veja que para as próximas décadas nossa população tende a diminuir 
o seu crescimento e por volta da primeira metade desse século irá estagnar 
e começar a declinar.
Brasil: 5º colocado... 
Atualmente o Brasil aparece como o quinto país mais populoso do mundo, 
ficando atrás da China, Índia, Estados Unidos e Indonésia. 
Observação: os dados são de 2000, mas a colocação de cada país não foi alterada até os dias de hoje.
BRASILEIROS NO EXTERIOR
“GUERRA DOS SEXOS” 
O julgamento do Supremo, que aprovou por unanimidade o reconhecimento legal da união 
homoafetiva, torna praticamente automáticos os direitos que hoje são obtidos com dificuldades 
na Justiça e põe fim à discriminação legal dos homossexuais.
POPULAÇÃO RELATIVA ou DENSIDADE DEMOGRÁFICA 
É a distribuição da população ABSOLUTA pela sua ÁREA de ocupação. (Habitantes/km2) 
Ex: No Brasil temos uma taxa de população relativa de 20 Hab/ km2). 
“O Brasil é então um país 
populoso, mas despovoado” 
Densidade = Pop. Absoluta 
Demográfica Área 
Atividade: Calcule a Dens. Demog. da 
sala de aula. (pessoas/m2)
DESERTO VERDE X FORMIGUEIRO HUMANO
MITOS DA CONCENTRAÇÃO POPULACIONAL NO LITORAL BRASILEIRO 
 A Tropicalidade impediu o avanço da ocupação para o centro; MENTIRA ( O Clima 
tropical é heterogêneo e semelhante a áreas européias) 
 Obstáculos montanhosos entre o litoral e o interior impediram o avanço para o interior 
do Brasil; MENTIRA (quando se falava da descoberta de ouro todos migravam rápido) 
 A belicosidade do índio impedia a interiorização; MENTIRA ( os bandeirantes avançaram 
assim mesmo e exterminaram os índios) 
FATORES QUE CONCENTRARAM A POPULAÇÃO NO LITORAL 
 Portos levavam os produtos brasileiros para o exterior (sentido da colonização – 
mercantilismo) 
 Melhores solos no litoral 
 Sociedade constituída de uma minoria rica que mantém mais relações econômicas com 
o exterior e uma maioria de baixa renda que serve de mão de obra barata 
 Dependência econômica em relação aos centros mundiais do capitalismo
NATALIDADE X MORTALIDADE 
Tx. De Nat. (‰) = nº de nascimentos X 1000 
nº de hab. 
Brasil(2010)= 18 ‰ ou 1,8% 
Tx. De Mort.(‰) = nº de óbitos X 1000 
nº de hab. 
Brasil(2010)= 7 ‰ ou 0,7%
Crescimento Natural ou Vegetativo 
Quanto maior a distancia 
da linha azul (natalidade) 
da linha vermelha 
(mortalidade) maior será 
o crescimento natural da 
população 
OBS: a taxa de emigração 
e imigração também 
interferem na taxa de 
crescimento populacional
CRESCIMENTO VEGETATIVO 
O crescimento 
vegetativo pode ser: 
Positivo: Quando o 
número de nascimentos 
é maior que o de 
mortes. 
Negativo: Quando o 
número de nascimentos 
é menor que o de 
mortes. 
Nulo: Quando o número 
de nascimentos é igual 
ao de mortes.
Exemplo 
1) No Brasil, durante a década de 1960 a 
natalidade era de 37‰ (lê-se trinta e sete por 
mil) e a mortalidade era de 9‰. Temos então: 
C.V. (Crescimento Vegetativo) = Natalidade – Mortalidade 
C.V. = N – M 
C.V. = 37‰ - 9‰ 
C.V. = 28 ‰
As 3 Fases 
1ª FASE: + N e + M 
( 100 anos atrás) 
2ª FASE: + N e – M 
( Explosão Demográfica – 
Transição Demográfica) 
Revolução Industrial- 
Urbanização 
3ª FASE: - N e – M 
( Transição Demográfica 
Finalizada ) métodos 
contraceptivos, êxodo rural, 
aborto, mulher no mercado 
de trabalho, custo de um filho 
e avanços da ciência. 
OBS: A transição Demográfica contraria a lógica de Malthus
MORTALIDADE INFANTIL 
DEFINIÇÃO: Mortalidade Infantil é o nº de crianças que morrem, a 
cada grupo de 1000, antes de completar 1 ano. 
A taxa de mortalidade infantil caiu praticamente pela metade, de 29,7% em 2000 
para 15,6% em 2010, ou seja, 15,6 óbitos de crianças menores de 1 ano para cada 
mil nascidos vivos. 
 Em 10 anos queda de 47,6% no índice de mortalidade infantil; 
 Em 50 anos queda de 88% no índice de mortalidade infantil; 
A ampliação do saneamento básico e campanhas de vacinação diminuíram 
drasticamente a taxa 
Índice de mortalidade infantil de povoados indígenas cresce 513% 
entre 2009 e 2010
15,6
Expectativa de Vida 
Definição : Quantos anos, em média, espera-se que viva um recém-nascido) 
Atualmente, é esperado que uma mulher viva até cerca de 78 anos e 
um homem até cerca de 72 anos no Brasil (Dados de 2000). Mas 
nem sempre foi assim... 
JAPÃO 
81,6 ANOS 
SERRA LEOA 
34,2 ANOS
Expectativa de Vida 
ENVELHECIMENTO POPULACIONAL – PRINCIPAIS PROBLEMAS: 
• Os países desenvolvidos enriqueceram primeiro e depois envelheceram 
• Os países subdesenvolvidos estão envelhecendo antes de enriquecer. 
IDOSOS X GOVERNO 
PREVIDÊNCIA SOCIAL: Os economistas alertam que com o aumento da 
expectativa de vida os governos terão de apagar aposentadorias mais longas 
e com a baixa natalidade provocará a diminuição de contribuintes com 
impostos a médio e longo prazo. 
SAÚDE PÚBLICA: Os idosos ficam mais doentes e geralmente dão mais 
gastos no sistema de saúde. 
Play
A TAXA DE FECUNDIDADE 
A taxa de fecundidade é o número médio de filhos 
que uma mulher teria ao final de sua idade reprodutiva. 
Em 1970, a mulher brasileira tinha, em média, 5,8 
filhos. Trinta anos depois, esta média era de 2,3 
filhos. 
A combinação dos dois fatores - fecundidade alta e mortalidade em declínio - 
determinou um aumento sensível na taxa média de crescimento da população 
nesse período. Ela passou de 2,4% ao ano na década de 40 para 3,0% na década 
de 50 e 2,9% na década de 60. 
A redução da taxa de fecundidade está ligada ao planejamento do casal, à 
entrada da mulher no mercado de trabalho e ao estilo de vida urbano. É um 
fenômeno internacional que está acontecendo no Brasil 
Durante todo esse período, cerca de 52% da população tinham menos de 20 
anos.
A taxa de fecundidade do país, estimada com base no número médio de filhos que uma 
mulher teria até o fim de seu período reprodutivo, caiu de 2,38 para 1,90 filho entre 2000 
e 2010, queda de 20%. (Fonte : Jornal Extra – 27/04/2012)
Fonte: 20/05/2010
Fonte: 20/05/2010 
Mulheres que não terminaram o primeiro grau têm duas vezes mais filhos 
Quanto maior a escolaridade, menor a quantidade de filhos por brasileira
MÉTODOS CONTRACEPTIVOS 
Informações sobre o uso de anticoncepcionais no país reforçam essa certeza. Em 
1986, no Brasil, estavam adotando algum método anticoncepcional 70% das 
mulheres casadas com idade entre 15 e 44 anos, 42% das mulheres já estavam 
esterilizadas (método irreversível) e 38% tomavam pílulas anticoncepcionais. São 
métodos muito eficientes, que pressupõem o desejo de ter famílias menores. 
A PÍRULA ANTICONCEPCIONAL FOI INVENTADA NOS EUA NA DÉCADA DE 1960
PIRÂMIDE ETÁRIA 
Planilha
Permitem a comparação entre países 
em que as populações tem 
características diferentes 
Permitem prever o comportamento 
futuro da população 
Permitem prever as necessidades 
futuras da população
EVOLUÇÃO NA PIRÂMIDE ETÁRIA BRASILEIRA 
 Até o início dos anos 80, população predominantemente jovem. 
 A generalização das práticas anticonceptivas durante os anos 80 resultou no declínio 
da natalidade, o que se refletiu no estreitamento da base da pirâmide etária e na 
redução do contingente de jovens.
O Brasil chegou ao final do século XX 
como um país urbano: em 2000 a 
população urbana ultrapassou 2/3 da 
população total, e atingiu a marca dos 
138 milhões de pessoas. 
Este é o resultado de um processo 
iniciado na década de 50 na região 
Sudeste. 
A partir de então, este contraste se 
acentuou e se generalizou pelas cinco 
grandes regiões do país. 
A população urbana também cresceu. 
Em 2000, representava 81,25% dos 
brasileiros. E agora (2010), soma 
84,35%. 
São 
Paulo 
A POPULAÇÃO BRASILEIRA É 
EMINENTEMENTE URBANA
QUANTO GANHA O TRABALHADOR BRASILEIRO? 
Rendimento mensal das pessoas ocupadas 
Rendimento mensal é a soma dos rendimentos mensais de todos os trabalhos das 
pessoas de 10 anos ou mais de idade, ocupadas. 
Em 2003, 23% dos brasileiros 
ocupados viviam com 1 salário 
mínimo (SM) ou menos. 
Apenas 0,9% da população 
recebia mais de 20 salários 
mínimos.
Fonte: 2012
Que Pais é Esse? País esperança ... 
Na última década do século 
XX, a taxa de analfabetismo 
de pessoas de 15 anos ou 
mais de idade caiu de 20,1% 
para 13,6 %. Essa queda 
continua sendo percebida ao 
longo dos primeiros anos do 
século XXI, chegando a 
11,8% em 2000. No entanto, 
apesar dessa redução, o país 
ainda tem um total de 14,6 
milhões de pessoas 
analfabetas. 
Além do mais, a redução na 
taxa de analfabetismo não foi 
a mesma nas grandes 
regiões do país, como mostra 
o gráfico . 
Apesar das desigualdades, a esperança de um 
país mais justo somente se concretizará com o 
aumento da alfabetização e, consequentemente, 
da educação...
Vídeo : População Brasileira x Censo 2010
CENSO DEMOGRÁFICO 
2010 - IBGE 
 Em dez anos, população de mulheres superou a de 
homens em 4 milhões no Brasil. A relação entre os 
gêneros, segundo o estudo, é de 96 homens para cada 
100 mulheres. Nascem 105 homens a cada 100 
mulheres, mas como eles estão mais vulneráveis a 
situações de violência, o número de mortes é maior 
 Com explosão demográfica, Rio das Ostras (RJ) é a 
cidade que mais cresceu no país (Em 2000, eram 
36.419 habitantes, número que saltou para 105.676 no 
Censo 2010 --crescimento de 190%). 
 Maetinga (BA) perde quase a metade da população 
em dez anos (Entre 2000 e 2010, a população do 
município caiu de 13.686 para 7.038, redução de 49%).
 Borá (SP) mantém o título de menor cidade do país (com 805 habitantes, 
apenas dez a mais do que foi registrado no Censo 2000); 
 Campinas (SP) continua ostentando título de maior cidade do interior 
(Campinas, tem 1.080.113 habitantes, segundo o Censo 2010); 
 Guarulhos (SP) e São Gonçalo (RJ): maiores cidades das regiões 
metropolitanas, exceto as capitais (Guarulhos (SP) é a maior cidade 
brasileira que não é capital e pertence a uma região metropolitana, com 
1.221.979 habitantes. Em segundo lugar aparece São Gonçalo (RJ), com 
999.728 moradores, seguido de Duque de Caxias (855.048), Nova Iguaçu 
(796.257); 
 Extensos e despovoados, municípios da região Norte têm menores 
densidades demográficas (O primeiro da lista é Japurá (AM), no Alto Rio 
Negro, que possui 8.549 habitantes espalhados para uma área de 56 mil km² 
--área equivalente a 37 municípios de São Paulo--, que dá uma densidade 
demográfica de 0,13 habitante por km²).
 Formigueiros humanos: São João do Meriti (RJ) e cidades da Grande 
São Paulo (Apelidada de "formigueiro das Américas", São João de Meriti, 
na Baixada Fluminense, é a cidade com maior densidade demográfica, 
com 458.673 habitantes em apenas 35 km², o que dá uma densidade de 
13.024 hab/km² 
 Porto Alegre, Recife e capitais do Sudeste têm menor crescimento 
Entre todas as capitais brasileiras, Porto Alegre foi a que menos cresceu 
entre 2000 e 2010, com aumento populacional de 3,58% --1.360.590 para 
1.409.351 habitantes. 
 Capitais da região Norte são as que mais crescem 
Enquanto as metrópoles do Sul e Sudeste crescem moderadamente, na 
região Norte as capitais crescem em ritmo acelerado. Palmas foi a campeã 
em crescimento populacional (66,23%). A população aumentou de 112.848 
para 228.332 na última década. 
 Brasil tem 58 cidades novas, a maioria no Rio Grande do Sul 
De acordo com o Censo 2010, 58 cidades novas foram fundadas no Brasil 
entre 2000 e 2010, 29 delas no Rio Grande do Sul e 15 em Mato Grosso. 
Outros quatro municípios foram criados em Goiás, três no Piauí e dois na 
Bahia. No Rio Grande do Norte, Alagoas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, 
Mato Grosso do Sul, um município novo surgiu na última década.
População Brasileira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)
As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)
As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Abner de Paula
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
André Luiz Marques
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
Professor
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
guiodrumond
 
Território
TerritórioTerritório
Território
Pedro Neves
 
Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!
Marcelo Caetano
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
Professor
 
Demografia
DemografiaDemografia
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
LUIS ABREU
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
Artur Lara
 
Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1
Palloma Luana
 
Favelização
FavelizaçãoFavelização
Favelização
Artur Lara
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
André Luiz Marques
 
Região norte
Região norteRegião norte
Região norte
Prof. Francesco Torres
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
Almir
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
Luciano Pessanha
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
Vinicius Coelho
 
América latina 8º ano
América latina 8º anoAmérica latina 8º ano
América latina 8º ano
Luciana Souza
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
Nefer19
 

Mais procurados (20)

As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)
As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)
As Coordenadas Geográficas - 6º Ano (2017)
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
 
Território
TerritórioTerritório
Território
 
Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!Formação do território brasileiro!
Formação do território brasileiro!
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
 
Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1Aula 1 - geografia 1
Aula 1 - geografia 1
 
Favelização
FavelizaçãoFavelização
Favelização
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
 
Região norte
Região norteRegião norte
Região norte
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
 
América latina 8º ano
América latina 8º anoAmérica latina 8º ano
América latina 8º ano
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2017)
 

Destaque

Populaçao brasileira
Populaçao brasileiraPopulaçao brasileira
Populaçao brasileira
Prof.Paulo/geografia
 
Populacao Brasileira
Populacao BrasileiraPopulacao Brasileira
Populacao Brasileira
martallbo
 
Geografia brasil população
Geografia   brasil populaçãoGeografia   brasil população
Geografia brasil população
André Luiz Marques
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
amaroviana
 
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
profacacio
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Isabelegeografia
 
Slides população (1)
Slides população (1)Slides população (1)
Slides população (1)
terceirob
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
Prof.Paulo/geografia
 
7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
faf29
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
feraps
 
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIROA FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
Ronaldo Junio
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
quintoanond
 
Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )
Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )
Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )
Luciano Pessanha
 
Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)
Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)
Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)
Luciano Pessanha
 
Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)
Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)
Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)
Luciano Pessanha
 
População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015
População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015
População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015
Edu Gonzaga
 
Aula 2 população
Aula 2   populaçãoAula 2   população
Aula 2 população
Péricles Penuel
 
População Mundial
População MundialPopulação Mundial
População Mundial
olatdbm
 
Brasil construção do espaço
Brasil   construção do espaçoBrasil   construção do espaço
Brasil construção do espaço
Luciano Pessanha
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Luciano Pessanha
 

Destaque (20)

Populaçao brasileira
Populaçao brasileiraPopulaçao brasileira
Populaçao brasileira
 
Populacao Brasileira
Populacao BrasileiraPopulacao Brasileira
Populacao Brasileira
 
Geografia brasil população
Geografia   brasil populaçãoGeografia   brasil população
Geografia brasil população
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
Cap. 3 - População brasileira (7º ano)
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Slides população (1)
Slides população (1)Slides população (1)
Slides população (1)
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 
7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
7 ANO FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
 
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIROA FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )
Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )
Urbanização - Aula 2 (A Histórias da Cidade, suas Funções e seu Planejamento )
 
Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)
Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)
Urbanização - Aula 1 (Conceitos e Problemas)
 
Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)
Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)
Tipos de Aglomeração Urbana (Urbanização - Aula 3)
 
População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015
População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015
População brasileira e mundial Professor Edu Gonzaga 2015
 
Aula 2 população
Aula 2   populaçãoAula 2   população
Aula 2 população
 
População Mundial
População MundialPopulação Mundial
População Mundial
 
Brasil construção do espaço
Brasil   construção do espaçoBrasil   construção do espaço
Brasil construção do espaço
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 

Semelhante a População Brasileira

Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
Carson Souza
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
Artur Lara
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
Raquel Avila
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
Raquel Avila
 
Quem vive no brasil
Quem vive no brasilQuem vive no brasil
Quem vive no brasil
Nilberte Correia
 
2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx
2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx
2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx
MiriamCamily
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 
População
PopulaçãoPopulação
População
Isabelegeografia
 
Aula1.8a
Aula1.8aAula1.8a
Aulas 3 e 4 População
Aulas 3 e 4 PopulaçãoAulas 3 e 4 População
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Vanessa Silva
 
Crescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No MundoCrescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No Mundo
Débora Sales
 
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e MundoCrescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
Débora Sales
 
Quem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de populaçãoQuem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de população
Nilberte Correia
 
2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana
Pelo Siro
 
GB1F1M1
GB1F1M1GB1F1M1
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
geomarcello
 
Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01
ProfGeoJean
 

Semelhante a População Brasileira (20)

Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Demografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibularDemografia aplicada ao vestibular
Demografia aplicada ao vestibular
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
 
Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11Aula 3 u 10.05.11
Aula 3 u 10.05.11
 
Quem vive no brasil
Quem vive no brasilQuem vive no brasil
Quem vive no brasil
 
2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx
2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx
2 - certo Perfil demográfico brasileiro (1).pptx
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
População
PopulaçãoPopulação
População
 
Aula1.8a
Aula1.8aAula1.8a
Aula1.8a
 
Aulas 3 e 4 População
Aulas 3 e 4 PopulaçãoAulas 3 e 4 População
Aulas 3 e 4 População
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Crescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No MundoCrescimento Populacional No Mundo
Crescimento Populacional No Mundo
 
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e MundoCrescimento Populacional No Brasil e Mundo
Crescimento Populacional No Brasil e Mundo
 
Quem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de populaçãoQuem vive no brasil aula de população
Quem vive no brasil aula de população
 
2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana2 o crescimento da população humana
2 o crescimento da população humana
 
GB1F1M1
GB1F1M1GB1F1M1
GB1F1M1
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01Populacao - Aula 01
Populacao - Aula 01
 

Mais de Luciano Pessanha

Teoria dos Conjuntos
Teoria dos Conjuntos   Teoria dos Conjuntos
Teoria dos Conjuntos
Luciano Pessanha
 
Livro fundamentos da matemática elementar 1
Livro fundamentos da matemática elementar 1Livro fundamentos da matemática elementar 1
Livro fundamentos da matemática elementar 1
Luciano Pessanha
 
Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)
Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)
Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)
Luciano Pessanha
 
Geografia Agrária
Geografia Agrária Geografia Agrária
Geografia Agrária
Luciano Pessanha
 
Fusos Horários
Fusos Horários Fusos Horários
Fusos Horários
Luciano Pessanha
 
Climatologia
Climatologia   Climatologia
Climatologia
Luciano Pessanha
 
Pós 2 guerra
Pós   2 guerraPós   2 guerra
Pós 2 guerra
Luciano Pessanha
 
Brasil construção do espaço
Brasil   construção do espaçoBrasil   construção do espaço
Brasil construção do espaço
Luciano Pessanha
 
Migração nas decadas 1950 2000
Migração nas decadas 1950 2000Migração nas decadas 1950 2000
Migração nas decadas 1950 2000Luciano Pessanha
 
Trabalho da turma 3004
Trabalho da turma 3004Trabalho da turma 3004
Trabalho da turma 3004
Luciano Pessanha
 

Mais de Luciano Pessanha (11)

Teoria dos Conjuntos
Teoria dos Conjuntos   Teoria dos Conjuntos
Teoria dos Conjuntos
 
LIVRO
LIVRO LIVRO
LIVRO
 
Livro fundamentos da matemática elementar 1
Livro fundamentos da matemática elementar 1Livro fundamentos da matemática elementar 1
Livro fundamentos da matemática elementar 1
 
Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)
Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)
Matematica 1400 questoes-resolvidas-e-gabaritadas (1)
 
Geografia Agrária
Geografia Agrária Geografia Agrária
Geografia Agrária
 
Fusos Horários
Fusos Horários Fusos Horários
Fusos Horários
 
Climatologia
Climatologia   Climatologia
Climatologia
 
Pós 2 guerra
Pós   2 guerraPós   2 guerra
Pós 2 guerra
 
Brasil construção do espaço
Brasil   construção do espaçoBrasil   construção do espaço
Brasil construção do espaço
 
Migração nas decadas 1950 2000
Migração nas decadas 1950 2000Migração nas decadas 1950 2000
Migração nas decadas 1950 2000
 
Trabalho da turma 3004
Trabalho da turma 3004Trabalho da turma 3004
Trabalho da turma 3004
 

Último

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 

Último (20)

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 

População Brasileira

  • 1.  Prof.º Luciano Pessanha www.lucianopessanhageo.blogspot.com
  • 2. NAÇÃO  POPULAÇÃO  POVO POPULAÇÃO Definição : Conjunto de pessoas que residem em determinado território. Não confundir com nação; assim a população de um país pode conter várias nações. Ex: países da África ou várias nações em um país. Ex: Iugoslávia .
  • 3. A FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA • Porém, dentre todos esses povos, pode-se 3 • A população brasileira é o resultado de uma grande mistura de culturas e características físicas de diversas partes do mundo. • São índios, portugueses, africanos, árabes, italianos, espanhóis, alemães, japoneses e muitos outros povos que ajudaram a formar a população brasileira. Caça à onça de Johann Moritz Rugendas destacar três nações que foram fundamentais na origem do povo brasileiro: os indígenas, os portugueses e os africanos. • Durante vários anos, os costumes, as línguas, crenças e formas diferentes de viver desses três povos foram se misturando e formando a base de nossa cultura. Jogar capoeira de Johann Moritz Rugendas Um jantar brasileiro de Jean-Baptiste Debret
  • 4. O RESULTADO DA MISTURA DE RAÇAS: MULATO, MAMELUCO E CAFUZO 4  Como resultado das misturas desses três povos surgiram os mestiços, divididos em mulato, mameluco e cafuzo.  MULATO: mistura do branco com o negro  MAMELUCO: mistura do índio com o branco  CAFUZO: mistura do negro com o índio  Com o passar dos anos com a chegada dos imigrantes de várias partes do mundo, a cultura e a raça brasileira sofreu mais transformações.  E como consequência das relações entre índios, brancos e negros o Brasil é formado pela miscigenação de raças, costumes e crenças. MAMELUCO VALORIZAÇÃO ÉTNICA? Pela primeira vez na História do Censo, a população do Brasil deixa de ser predominantemente branca. Pelos dados de 2010, as pessoas que se declararam brancas são 47,73% da população, enquanto em 2000 eram 53,74%. Nos outros Censos, até agora, os brancos sempre tinham sido mais que 50%. (Fonte: Jornal Extra – 02/05/2011)
  • 6. ÍNDICES DEMOGRÁFICOS MUNDIAL ANOS POPULAÇÃO • 1800 - 1,0 bilhão de habitantes • 1950 - 2,0 bilhões de habitantes • 1960 - 3,0 bilhões de habitantes • 1999 - 6,0 bilhões de habitantes • 2007 - 6,3 bilhões de habitantes • 2011 - 7,0 bilhões de habitantes • 2015 - 9,0 bilhões de habitantes
  • 7. Crescimento da População Mundial Revolução Demográfica Explosão Demográfica
  • 8. Dados comparativos entre os Continentes Continentes População - milhões África 777,7 Ásia 3.587,7 América 794,8 Europa 746,7 Oceania 29,1
  • 9. DESAFIOS POLÍTICOS E DEMOGRÁFICOS
  • 10. POPULAÇÃO ABSOLUTA O resultado do Censo 2010, divulgado nesta segunda-feira (09/12/2010), revela que o Brasil tem uma população de 190.755.799 pessoas. Em comparação com o Censo 2000, ocorreu um aumento de 20.933.524 habitantes. Esse número demonstra que o crescimento da população brasileira nos últimos dez anos foi de 12,3%, inferior ao observado na década anterior: 15,6% entre 1991 e 2000. Ao longo dos últimos anos, o crescimento demográfico do país tem diminuído o ritmo, que era muito alto até a década de 1960. Observe o gráfico sobre o crescimento demográfico do país até o ano 2000: OBS: É com essa informação que o governo definirá políticas para as áreas de saúde, educação, saneamento e transporte. Atividade: Verifique qual é a atual população absoluta da sala de aula.
  • 11. OBS: veja que para as próximas décadas nossa população tende a diminuir o seu crescimento e por volta da primeira metade desse século irá estagnar e começar a declinar.
  • 12.
  • 13. Brasil: 5º colocado... Atualmente o Brasil aparece como o quinto país mais populoso do mundo, ficando atrás da China, Índia, Estados Unidos e Indonésia. Observação: os dados são de 2000, mas a colocação de cada país não foi alterada até os dias de hoje.
  • 15. “GUERRA DOS SEXOS” O julgamento do Supremo, que aprovou por unanimidade o reconhecimento legal da união homoafetiva, torna praticamente automáticos os direitos que hoje são obtidos com dificuldades na Justiça e põe fim à discriminação legal dos homossexuais.
  • 16. POPULAÇÃO RELATIVA ou DENSIDADE DEMOGRÁFICA É a distribuição da população ABSOLUTA pela sua ÁREA de ocupação. (Habitantes/km2) Ex: No Brasil temos uma taxa de população relativa de 20 Hab/ km2). “O Brasil é então um país populoso, mas despovoado” Densidade = Pop. Absoluta Demográfica Área Atividade: Calcule a Dens. Demog. da sala de aula. (pessoas/m2)
  • 17. DESERTO VERDE X FORMIGUEIRO HUMANO
  • 18. MITOS DA CONCENTRAÇÃO POPULACIONAL NO LITORAL BRASILEIRO  A Tropicalidade impediu o avanço da ocupação para o centro; MENTIRA ( O Clima tropical é heterogêneo e semelhante a áreas européias)  Obstáculos montanhosos entre o litoral e o interior impediram o avanço para o interior do Brasil; MENTIRA (quando se falava da descoberta de ouro todos migravam rápido)  A belicosidade do índio impedia a interiorização; MENTIRA ( os bandeirantes avançaram assim mesmo e exterminaram os índios) FATORES QUE CONCENTRARAM A POPULAÇÃO NO LITORAL  Portos levavam os produtos brasileiros para o exterior (sentido da colonização – mercantilismo)  Melhores solos no litoral  Sociedade constituída de uma minoria rica que mantém mais relações econômicas com o exterior e uma maioria de baixa renda que serve de mão de obra barata  Dependência econômica em relação aos centros mundiais do capitalismo
  • 19. NATALIDADE X MORTALIDADE Tx. De Nat. (‰) = nº de nascimentos X 1000 nº de hab. Brasil(2010)= 18 ‰ ou 1,8% Tx. De Mort.(‰) = nº de óbitos X 1000 nº de hab. Brasil(2010)= 7 ‰ ou 0,7%
  • 20. Crescimento Natural ou Vegetativo Quanto maior a distancia da linha azul (natalidade) da linha vermelha (mortalidade) maior será o crescimento natural da população OBS: a taxa de emigração e imigração também interferem na taxa de crescimento populacional
  • 21. CRESCIMENTO VEGETATIVO O crescimento vegetativo pode ser: Positivo: Quando o número de nascimentos é maior que o de mortes. Negativo: Quando o número de nascimentos é menor que o de mortes. Nulo: Quando o número de nascimentos é igual ao de mortes.
  • 22. Exemplo 1) No Brasil, durante a década de 1960 a natalidade era de 37‰ (lê-se trinta e sete por mil) e a mortalidade era de 9‰. Temos então: C.V. (Crescimento Vegetativo) = Natalidade – Mortalidade C.V. = N – M C.V. = 37‰ - 9‰ C.V. = 28 ‰
  • 23. As 3 Fases 1ª FASE: + N e + M ( 100 anos atrás) 2ª FASE: + N e – M ( Explosão Demográfica – Transição Demográfica) Revolução Industrial- Urbanização 3ª FASE: - N e – M ( Transição Demográfica Finalizada ) métodos contraceptivos, êxodo rural, aborto, mulher no mercado de trabalho, custo de um filho e avanços da ciência. OBS: A transição Demográfica contraria a lógica de Malthus
  • 24. MORTALIDADE INFANTIL DEFINIÇÃO: Mortalidade Infantil é o nº de crianças que morrem, a cada grupo de 1000, antes de completar 1 ano. A taxa de mortalidade infantil caiu praticamente pela metade, de 29,7% em 2000 para 15,6% em 2010, ou seja, 15,6 óbitos de crianças menores de 1 ano para cada mil nascidos vivos.  Em 10 anos queda de 47,6% no índice de mortalidade infantil;  Em 50 anos queda de 88% no índice de mortalidade infantil; A ampliação do saneamento básico e campanhas de vacinação diminuíram drasticamente a taxa Índice de mortalidade infantil de povoados indígenas cresce 513% entre 2009 e 2010
  • 25. 15,6
  • 26. Expectativa de Vida Definição : Quantos anos, em média, espera-se que viva um recém-nascido) Atualmente, é esperado que uma mulher viva até cerca de 78 anos e um homem até cerca de 72 anos no Brasil (Dados de 2000). Mas nem sempre foi assim... JAPÃO 81,6 ANOS SERRA LEOA 34,2 ANOS
  • 27. Expectativa de Vida ENVELHECIMENTO POPULACIONAL – PRINCIPAIS PROBLEMAS: • Os países desenvolvidos enriqueceram primeiro e depois envelheceram • Os países subdesenvolvidos estão envelhecendo antes de enriquecer. IDOSOS X GOVERNO PREVIDÊNCIA SOCIAL: Os economistas alertam que com o aumento da expectativa de vida os governos terão de apagar aposentadorias mais longas e com a baixa natalidade provocará a diminuição de contribuintes com impostos a médio e longo prazo. SAÚDE PÚBLICA: Os idosos ficam mais doentes e geralmente dão mais gastos no sistema de saúde. Play
  • 28.
  • 29. A TAXA DE FECUNDIDADE A taxa de fecundidade é o número médio de filhos que uma mulher teria ao final de sua idade reprodutiva. Em 1970, a mulher brasileira tinha, em média, 5,8 filhos. Trinta anos depois, esta média era de 2,3 filhos. A combinação dos dois fatores - fecundidade alta e mortalidade em declínio - determinou um aumento sensível na taxa média de crescimento da população nesse período. Ela passou de 2,4% ao ano na década de 40 para 3,0% na década de 50 e 2,9% na década de 60. A redução da taxa de fecundidade está ligada ao planejamento do casal, à entrada da mulher no mercado de trabalho e ao estilo de vida urbano. É um fenômeno internacional que está acontecendo no Brasil Durante todo esse período, cerca de 52% da população tinham menos de 20 anos.
  • 30. A taxa de fecundidade do país, estimada com base no número médio de filhos que uma mulher teria até o fim de seu período reprodutivo, caiu de 2,38 para 1,90 filho entre 2000 e 2010, queda de 20%. (Fonte : Jornal Extra – 27/04/2012)
  • 31.
  • 33. Fonte: 20/05/2010 Mulheres que não terminaram o primeiro grau têm duas vezes mais filhos Quanto maior a escolaridade, menor a quantidade de filhos por brasileira
  • 34.
  • 35. MÉTODOS CONTRACEPTIVOS Informações sobre o uso de anticoncepcionais no país reforçam essa certeza. Em 1986, no Brasil, estavam adotando algum método anticoncepcional 70% das mulheres casadas com idade entre 15 e 44 anos, 42% das mulheres já estavam esterilizadas (método irreversível) e 38% tomavam pílulas anticoncepcionais. São métodos muito eficientes, que pressupõem o desejo de ter famílias menores. A PÍRULA ANTICONCEPCIONAL FOI INVENTADA NOS EUA NA DÉCADA DE 1960
  • 37. Permitem a comparação entre países em que as populações tem características diferentes Permitem prever o comportamento futuro da população Permitem prever as necessidades futuras da população
  • 38.
  • 39. EVOLUÇÃO NA PIRÂMIDE ETÁRIA BRASILEIRA  Até o início dos anos 80, população predominantemente jovem.  A generalização das práticas anticonceptivas durante os anos 80 resultou no declínio da natalidade, o que se refletiu no estreitamento da base da pirâmide etária e na redução do contingente de jovens.
  • 40.
  • 41.
  • 42. O Brasil chegou ao final do século XX como um país urbano: em 2000 a população urbana ultrapassou 2/3 da população total, e atingiu a marca dos 138 milhões de pessoas. Este é o resultado de um processo iniciado na década de 50 na região Sudeste. A partir de então, este contraste se acentuou e se generalizou pelas cinco grandes regiões do país. A população urbana também cresceu. Em 2000, representava 81,25% dos brasileiros. E agora (2010), soma 84,35%. São Paulo A POPULAÇÃO BRASILEIRA É EMINENTEMENTE URBANA
  • 43. QUANTO GANHA O TRABALHADOR BRASILEIRO? Rendimento mensal das pessoas ocupadas Rendimento mensal é a soma dos rendimentos mensais de todos os trabalhos das pessoas de 10 anos ou mais de idade, ocupadas. Em 2003, 23% dos brasileiros ocupados viviam com 1 salário mínimo (SM) ou menos. Apenas 0,9% da população recebia mais de 20 salários mínimos.
  • 44.
  • 46.
  • 47.
  • 48. Que Pais é Esse? País esperança ... Na última década do século XX, a taxa de analfabetismo de pessoas de 15 anos ou mais de idade caiu de 20,1% para 13,6 %. Essa queda continua sendo percebida ao longo dos primeiros anos do século XXI, chegando a 11,8% em 2000. No entanto, apesar dessa redução, o país ainda tem um total de 14,6 milhões de pessoas analfabetas. Além do mais, a redução na taxa de analfabetismo não foi a mesma nas grandes regiões do país, como mostra o gráfico . Apesar das desigualdades, a esperança de um país mais justo somente se concretizará com o aumento da alfabetização e, consequentemente, da educação...
  • 49. Vídeo : População Brasileira x Censo 2010
  • 50. CENSO DEMOGRÁFICO 2010 - IBGE  Em dez anos, população de mulheres superou a de homens em 4 milhões no Brasil. A relação entre os gêneros, segundo o estudo, é de 96 homens para cada 100 mulheres. Nascem 105 homens a cada 100 mulheres, mas como eles estão mais vulneráveis a situações de violência, o número de mortes é maior  Com explosão demográfica, Rio das Ostras (RJ) é a cidade que mais cresceu no país (Em 2000, eram 36.419 habitantes, número que saltou para 105.676 no Censo 2010 --crescimento de 190%).  Maetinga (BA) perde quase a metade da população em dez anos (Entre 2000 e 2010, a população do município caiu de 13.686 para 7.038, redução de 49%).
  • 51.  Borá (SP) mantém o título de menor cidade do país (com 805 habitantes, apenas dez a mais do que foi registrado no Censo 2000);  Campinas (SP) continua ostentando título de maior cidade do interior (Campinas, tem 1.080.113 habitantes, segundo o Censo 2010);  Guarulhos (SP) e São Gonçalo (RJ): maiores cidades das regiões metropolitanas, exceto as capitais (Guarulhos (SP) é a maior cidade brasileira que não é capital e pertence a uma região metropolitana, com 1.221.979 habitantes. Em segundo lugar aparece São Gonçalo (RJ), com 999.728 moradores, seguido de Duque de Caxias (855.048), Nova Iguaçu (796.257);  Extensos e despovoados, municípios da região Norte têm menores densidades demográficas (O primeiro da lista é Japurá (AM), no Alto Rio Negro, que possui 8.549 habitantes espalhados para uma área de 56 mil km² --área equivalente a 37 municípios de São Paulo--, que dá uma densidade demográfica de 0,13 habitante por km²).
  • 52.  Formigueiros humanos: São João do Meriti (RJ) e cidades da Grande São Paulo (Apelidada de "formigueiro das Américas", São João de Meriti, na Baixada Fluminense, é a cidade com maior densidade demográfica, com 458.673 habitantes em apenas 35 km², o que dá uma densidade de 13.024 hab/km²  Porto Alegre, Recife e capitais do Sudeste têm menor crescimento Entre todas as capitais brasileiras, Porto Alegre foi a que menos cresceu entre 2000 e 2010, com aumento populacional de 3,58% --1.360.590 para 1.409.351 habitantes.  Capitais da região Norte são as que mais crescem Enquanto as metrópoles do Sul e Sudeste crescem moderadamente, na região Norte as capitais crescem em ritmo acelerado. Palmas foi a campeã em crescimento populacional (66,23%). A população aumentou de 112.848 para 228.332 na última década.  Brasil tem 58 cidades novas, a maioria no Rio Grande do Sul De acordo com o Censo 2010, 58 cidades novas foram fundadas no Brasil entre 2000 e 2010, 29 delas no Rio Grande do Sul e 15 em Mato Grosso. Outros quatro municípios foram criados em Goiás, três no Piauí e dois na Bahia. No Rio Grande do Norte, Alagoas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, um município novo surgiu na última década.