SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
ERA UMA VEZ

A história de Pedro e Inês
Por édito d’El Rei D.
Afonso IV declaro aberta
a Caça ao Tesouro do amor
de Pedro e Inês.
Descobre     o    tesouro
escondido e aproveita a
maravilhosa viagem virtual
ao Mosteiro de Alcobaça.
REGRAS DO JOGO

 Número de jogadores: 1 jogador.
 Modo de jogar:
     • Lê atentamente o texto que vai aparecendo;
     • Clica no “BOBO” que te dará a indicação das pistas a seguir;
     • Clica em VOLTAR e faz a tua opção. Não te esqueças que apenas a
       resposta correcta permite avançar no jogo;
     • De pista em pista descobrirás o “TESOURO” que te dará acesso ao
       prémio: uma visita virtual ao Mosteiro de Alcobaça;
     • Para jogar deves estar conectado à Internet;
     • Os livros sugeridos podem ser consultados na Biblioteca da Escola, na
       Classe 0, 8 e 9.
Episódio I
No tempo em que governava el-Rei D. Afonso
IV, os casamentos eram todos combinados
entre as famílias mais nobres da Europa,
assim, quando seu filho D. Pedro atingiu a
idade    de   casar    “arranjou-se”  uma
pretendente.

                                  Dona Constança

                                  Dona Inês

                                  Dona Mafalda
Pista
                             1




Para descobrires com quem casou D. Pedro
consulta esta página web:
http://web.educom.pt/pr1305/ines.pedro.htm#
Introdução
Episódio II
D. Constança, uma jovem nobre que pertencia
à família real castelhana, vinha acompanhada
por um grupo de aias que a apoiavam nas suas
tarefas diárias.
Entretanto, D. Pedro perdeu-se de amores
por uma delas.

                                    Filipa

                                    Inês

                                    Amélia
Pista
                              2




Descobre aqui a personagem:
http://www.fundacaoinesdecastro.com/
Episódio III
A paixão entre eles era tão forte que não
conseguiram esconder o amor que sentiam um
pelo outro, sendo este romance fonte de
comentários na Corte. Também D. Constança
se apercebeu deste romance e decidiu tratar
do assunto de uma forma discreta,
convidando D. Inês para madrinha do seu
primeiro filho.
Mas, pressionada pelo rei D. Afonso IV Inês
regressa a Castela. Entretanto, D. Constança
fica doente e pede o regresso de Inês a
Portugal. Mais tarde D. Pedro ficaria viúvo.
É nesta altura que D. Pedro se junta à sua
amada e viveram felizes durante anos. Já
com três filhos, decidiram mudar-se para
Coimbra.




                                 Quinta dos Amores

                                 Quinta das Lágrimas

                                 Casa do Cadaval
"As filhas do Mondego, a morte escura
  Longo tempo chorando memoraram        Pista
 E por memória eterna em fonte pura     3
 As Lágrimas choradas transformaram
  O nome lhe puseram que ainda dura
 Dos amores de Inês que ali passaram
 Vede que fresca fonte rega as flores
  Que as Lágrimas são água e o nome
               amores”

       “Os Lusíadas, canto III.
Episódio IV
Com esta mudança as intrigas voltaram e os
conselheiros convenceram o rei de que a única
forma de afastar Inês era matá-la! Um dia,
sabendo que o príncipe não iria estar, D. Afonso IV
e três homens da Corte foram procurá-la. Ela
estava à beira de uma fonte e quando os avistou,
soube        logo        ao       que        vinham.
Ela suplicou ao rei que lhe poupasse a vida, pois era
a mãe dos seus netos, que ainda eram muito
pequenos. Eles, sem qualquer tipo de remorso,
apunhalaram-na, deixando Inês morta junto à
fonte.
                                    D. Afonso IV

                                    O Rei e os três homens

                                    Os três homens da Corte
Pista
                                        4




              Consulta a página 216 do livro:
ALÇADA, Isabel; MAGALHÃES, Ana (2001) Uma Aventura
na Quinta das Lágrimas, Vol 41. Caminho: Lisboa, p. 216.
Episódio V
D. Pedro louco de dor e de raiva, jurou
perseguir os assassinos de sua amada até que
a sua morte fosse vingada! E assim fez,
revoltou-se contra o seu pai, destruindo
muitos castelos e povoações.
Só mais tarde aceitou fazer as pazes com o
rei, mas os assassinos de Inês não foram
esquecidos e, assim que subiu ao trono,
mandou capturá-los e condenou-os à morte.
                                     O Cru

                                     O Lavrador

                                     O Formoso
Pista
                                        5




                Consulta a ligação:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_de_Portugal
Episódio VI
Diz a lenda que ele obrigou o carrasco dos
assassinos a retirar o coração de cada um
deles e que mandou retirar D. Inês do túmulo.
Colocou-a no trono e ordenou que toda a
Corte lhe beijasse a mão.




                                Foi sepultada em Castela

                                Foi para o céu

                                Foi coroada rainha
Pista
                                      6




Consulta: CAMÕES, Luís Vaz de (2010) Os
Lusíadas. Canto III[SI] Lello Editores: Oeiras,
                 estrofe 118.
Episódio VII
Isto seria a parte mais fantasiosa da história,
mas de facto D. Pedro mandou construir dois
belos túmulos num Mosteiro, para que os dois
pudessem estar juntos para toda a
eternidade. Quando tudo estava pronto ele
organizou um cortejo fúnebre digno de uma
Rainha de Portugal!


                                   Mosteiro da Batalha

                                   Mosteiro dos Jerónimos

                                   Mosteiro de Alcobaça
Pista
7
PARABÉNS!

             Encontraste o tesouro!
          Clica na imagem ao lado e faz
          uma visita virtual ao Mosteiro
                  de Alcobaça.
          Assim termina o romance de
           Inês e Pedro, pois aqui se
           encontram os seus túmulos.




                    FONTES
                BIBLIOGRÁFICAS

AUTORES
FONTES BIBLIOGRÁFICAS
ALÇADA, Isabel; MAGALHÃES, Ana (2001) Uma Aventura na Quinta das Lágrimas, Vol 41.
Caminho: Lisboa.
CAMÕES, Luís Vaz de (2010) Os Lusíadas. Canto III[SI] Lello Editores: Oeiras.
SILVA, Ângelo (2009) A História de Inês de Castro. Letras & Coisas: Leça da Palmeira.
MATOSO, José [et al] (1995) Tempos de Revolução: História de Portugal, Vol III. Lisboa: Caminho.
A história de amor de D. Pedro e D. Inês [Em linha] [Consultado em 15 de Fevereiro de 2011 ]
Disponível em WWW: http://web.educom.pt/pr1305/ines.pedro.htm#Introdução
Fundação Inês de Castro [Em linha] [Consultado em 22 de Fevereiro de 2011] Disponível em WWW:
http://www.fundacaoinesdecastro.com/
Mosteiro de Alcobaça [Em linha] [Consultado em 15 de Fevereiro de 2011] Disponível em WWW:
http://3d.culturaonline.pt/Content/Common/VirtualTour/Index.
Wikipédia: Pedro I de Portugal [Em linha] [Consultado em 1 de Março de 2011] Disponível em
WWW: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_de_Portugal
TRABALHO REALIZADO POR:

 Rafael Rodrigues Ferreira, nº 18, 5º D

 Diogo Martins Leite, nº 12, 5º D

 Joana Catarina Almeida, nº 13, 5º D




                           VOLTAR
L A M E N T O M A S F I Z E S T E A E S C O L H A E R R A DA .
 T E N T A N O VA M E N T E C L I C A N D O N A I M A G E M

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (17)

D. inês e d. pedro
D. inês e d. pedroD. inês e d. pedro
D. inês e d. pedro
 
InêS De Castro Power Point Gaby Mary 2
InêS De Castro   Power Point   Gaby Mary   2InêS De Castro   Power Point   Gaby Mary   2
InêS De Castro Power Point Gaby Mary 2
 
D. inês de castro e d. pedro
D. inês de castro e d. pedroD. inês de castro e d. pedro
D. inês de castro e d. pedro
 
D. pedro i e d. inês de castro trabalho de grupo de história ppt
D. pedro i e d. inês de castro   trabalho de grupo de história pptD. pedro i e d. inês de castro   trabalho de grupo de história ppt
D. pedro i e d. inês de castro trabalho de grupo de história ppt
 
História de Amor
História de AmorHistória de Amor
História de Amor
 
Dona Ines De Castro Numero 5555555555
Dona Ines De Castro Numero 5555555555Dona Ines De Castro Numero 5555555555
Dona Ines De Castro Numero 5555555555
 
D. pedro i e d. inês de castro trabalho de grupo de história ppt
D. pedro i e d. inês de castro   trabalho de grupo de história pptD. pedro i e d. inês de castro   trabalho de grupo de história ppt
D. pedro i e d. inês de castro trabalho de grupo de história ppt
 
Romace entre D.Pedro e D. Inês de Castro
Romace entre D.Pedro e D. Inês de CastroRomace entre D.Pedro e D. Inês de Castro
Romace entre D.Pedro e D. Inês de Castro
 
Biografia de inês de castro
Biografia de inês de castroBiografia de inês de castro
Biografia de inês de castro
 
Biografia inês
Biografia inêsBiografia inês
Biografia inês
 
Pedro E InêS
Pedro E InêSPedro E InêS
Pedro E InêS
 
InêS De Castro Beatriz E Eric
InêS De Castro   Beatriz E EricInêS De Castro   Beatriz E Eric
InêS De Castro Beatriz E Eric
 
Pedroe ines
Pedroe inesPedroe ines
Pedroe ines
 
O Amor De Pedro Por Ines
O Amor De Pedro Por InesO Amor De Pedro Por Ines
O Amor De Pedro Por Ines
 
Pedro Por Ines
Pedro Por InesPedro Por Ines
Pedro Por Ines
 
Pedro e ines
Pedro e inesPedro e ines
Pedro e ines
 
D.inês de castro
D.inês de castroD.inês de castro
D.inês de castro
 

Destaque (10)

D. inês de castro e d. pedro
D. inês de castro e d. pedroD. inês de castro e d. pedro
D. inês de castro e d. pedro
 
Vida de dom pedro i
Vida de dom pedro iVida de dom pedro i
Vida de dom pedro i
 
D.Pedro & Inês de Castro
D.Pedro & Inês de CastroD.Pedro & Inês de Castro
D.Pedro & Inês de Castro
 
Biografia d. pedro
Biografia d. pedroBiografia d. pedro
Biografia d. pedro
 
O período democrático ou populista
O período democrático ou populistaO período democrático ou populista
O período democrático ou populista
 
D.Pedro e Inês de Castro
D.Pedro e Inês de CastroD.Pedro e Inês de Castro
D.Pedro e Inês de Castro
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
D.Pedro I
D.Pedro ID.Pedro I
D.Pedro I
 
A vida de D.Pedro I - Prof.Altair Aguilar
A vida de D.Pedro I - Prof.Altair AguilarA vida de D.Pedro I - Prof.Altair Aguilar
A vida de D.Pedro I - Prof.Altair Aguilar
 
Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"Análise do episódio "Inês de Castro"
Análise do episódio "Inês de Castro"
 

Semelhante a Era uma vez a história de Pedro e Inês

Biografia de Inês de Castro
Biografia de Inês de CastroBiografia de Inês de Castro
Biografia de Inês de Castro
AnaRita9
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentao
armindaalmeida
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentao
armindaalmeida
 
Power Point Sobre InêS De Castro
Power Point Sobre InêS De CastroPower Point Sobre InêS De Castro
Power Point Sobre InêS De Castro
dmcb
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto Histórico Amores Inês Pedro A L T
Contexto Histórico  Amores  Inês  Pedro  A  L  TContexto Histórico  Amores  Inês  Pedro  A  L  T
Contexto Histórico Amores Inês Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
ricardocostacruz
 

Semelhante a Era uma vez a história de Pedro e Inês (20)

Biografia de Inês de Castro
Biografia de Inês de CastroBiografia de Inês de Castro
Biografia de Inês de Castro
 
Pedro e inês 1 m
Pedro  e  inês 1 mPedro  e  inês 1 m
Pedro e inês 1 m
 
D. pedro i e d. inês de castro trabalho de grupo de história ppt
D. pedro i e d. inês de castro   trabalho de grupo de história pptD. pedro i e d. inês de castro   trabalho de grupo de história ppt
D. pedro i e d. inês de castro trabalho de grupo de história ppt
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentao
 
Insdecastro apresentao
Insdecastro apresentaoInsdecastro apresentao
Insdecastro apresentao
 
Power Point Sobre InêS De Castro
Power Point Sobre InêS De CastroPower Point Sobre InêS De Castro
Power Point Sobre InêS De Castro
 
O Romance
O RomanceO Romance
O Romance
 
O Romance
O RomanceO Romance
O Romance
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto Histórico Amores Inês Pedro A L T
Contexto Histórico  Amores  Inês  Pedro  A  L  TContexto Histórico  Amores  Inês  Pedro  A  L  T
Contexto Histórico Amores Inês Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L TContexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
Contexto HistóRico Amores InêS Pedro A L T
 

Mais de Amadeu Sousa (20)

Área 4: Avaliação (DigCompEdu)
Área 4: Avaliação (DigCompEdu)Área 4: Avaliação (DigCompEdu)
Área 4: Avaliação (DigCompEdu)
 
Agriculture Portugal
Agriculture PortugalAgriculture Portugal
Agriculture Portugal
 
Urban parks and gardens
Urban parks and gardensUrban parks and gardens
Urban parks and gardens
 
Men's impact on the environment
Men's impact on the environmentMen's impact on the environment
Men's impact on the environment
 
Vinicius amigos
Vinicius amigosVinicius amigos
Vinicius amigos
 
Meio Ambiente+Segredos Do Mar
Meio Ambiente+Segredos Do MarMeio Ambiente+Segredos Do Mar
Meio Ambiente+Segredos Do Mar
 
World Wide Telescope
World Wide TelescopeWorld Wide Telescope
World Wide Telescope
 
Photosynth
PhotosynthPhotosynth
Photosynth
 
Photo Story
Photo StoryPhoto Story
Photo Story
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 
Moinho
MoinhoMoinho
Moinho
 
IPv6
IPv6IPv6
IPv6
 
Trabalho De Ap Sida
Trabalho De Ap SidaTrabalho De Ap Sida
Trabalho De Ap Sida
 
Sida2
Sida2Sida2
Sida2
 
Sida1
Sida1Sida1
Sida1
 
Direitos Do Consumidor
Direitos Do ConsumidorDireitos Do Consumidor
Direitos Do Consumidor
 
Ementa
EmentaEmenta
Ementa
 
Sacos PláSticos
Sacos PláSticosSacos PláSticos
Sacos PláSticos
 
Moinho
MoinhoMoinho
Moinho
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 

Era uma vez a história de Pedro e Inês

  • 1. ERA UMA VEZ A história de Pedro e Inês
  • 2. Por édito d’El Rei D. Afonso IV declaro aberta a Caça ao Tesouro do amor de Pedro e Inês. Descobre o tesouro escondido e aproveita a maravilhosa viagem virtual ao Mosteiro de Alcobaça.
  • 3. REGRAS DO JOGO  Número de jogadores: 1 jogador.  Modo de jogar: • Lê atentamente o texto que vai aparecendo; • Clica no “BOBO” que te dará a indicação das pistas a seguir; • Clica em VOLTAR e faz a tua opção. Não te esqueças que apenas a resposta correcta permite avançar no jogo; • De pista em pista descobrirás o “TESOURO” que te dará acesso ao prémio: uma visita virtual ao Mosteiro de Alcobaça; • Para jogar deves estar conectado à Internet; • Os livros sugeridos podem ser consultados na Biblioteca da Escola, na Classe 0, 8 e 9.
  • 4. Episódio I No tempo em que governava el-Rei D. Afonso IV, os casamentos eram todos combinados entre as famílias mais nobres da Europa, assim, quando seu filho D. Pedro atingiu a idade de casar “arranjou-se” uma pretendente. Dona Constança Dona Inês Dona Mafalda
  • 5. Pista 1 Para descobrires com quem casou D. Pedro consulta esta página web: http://web.educom.pt/pr1305/ines.pedro.htm# Introdução
  • 6. Episódio II D. Constança, uma jovem nobre que pertencia à família real castelhana, vinha acompanhada por um grupo de aias que a apoiavam nas suas tarefas diárias. Entretanto, D. Pedro perdeu-se de amores por uma delas. Filipa Inês Amélia
  • 7. Pista 2 Descobre aqui a personagem: http://www.fundacaoinesdecastro.com/
  • 8. Episódio III A paixão entre eles era tão forte que não conseguiram esconder o amor que sentiam um pelo outro, sendo este romance fonte de comentários na Corte. Também D. Constança se apercebeu deste romance e decidiu tratar do assunto de uma forma discreta, convidando D. Inês para madrinha do seu primeiro filho. Mas, pressionada pelo rei D. Afonso IV Inês regressa a Castela. Entretanto, D. Constança fica doente e pede o regresso de Inês a Portugal. Mais tarde D. Pedro ficaria viúvo.
  • 9. É nesta altura que D. Pedro se junta à sua amada e viveram felizes durante anos. Já com três filhos, decidiram mudar-se para Coimbra. Quinta dos Amores Quinta das Lágrimas Casa do Cadaval
  • 10. "As filhas do Mondego, a morte escura Longo tempo chorando memoraram Pista E por memória eterna em fonte pura 3 As Lágrimas choradas transformaram O nome lhe puseram que ainda dura Dos amores de Inês que ali passaram Vede que fresca fonte rega as flores Que as Lágrimas são água e o nome amores” “Os Lusíadas, canto III.
  • 11. Episódio IV Com esta mudança as intrigas voltaram e os conselheiros convenceram o rei de que a única forma de afastar Inês era matá-la! Um dia, sabendo que o príncipe não iria estar, D. Afonso IV e três homens da Corte foram procurá-la. Ela estava à beira de uma fonte e quando os avistou, soube logo ao que vinham. Ela suplicou ao rei que lhe poupasse a vida, pois era a mãe dos seus netos, que ainda eram muito pequenos. Eles, sem qualquer tipo de remorso, apunhalaram-na, deixando Inês morta junto à fonte. D. Afonso IV O Rei e os três homens Os três homens da Corte
  • 12. Pista 4 Consulta a página 216 do livro: ALÇADA, Isabel; MAGALHÃES, Ana (2001) Uma Aventura na Quinta das Lágrimas, Vol 41. Caminho: Lisboa, p. 216.
  • 13. Episódio V D. Pedro louco de dor e de raiva, jurou perseguir os assassinos de sua amada até que a sua morte fosse vingada! E assim fez, revoltou-se contra o seu pai, destruindo muitos castelos e povoações. Só mais tarde aceitou fazer as pazes com o rei, mas os assassinos de Inês não foram esquecidos e, assim que subiu ao trono, mandou capturá-los e condenou-os à morte. O Cru O Lavrador O Formoso
  • 14. Pista 5 Consulta a ligação: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_de_Portugal
  • 15. Episódio VI Diz a lenda que ele obrigou o carrasco dos assassinos a retirar o coração de cada um deles e que mandou retirar D. Inês do túmulo. Colocou-a no trono e ordenou que toda a Corte lhe beijasse a mão. Foi sepultada em Castela Foi para o céu Foi coroada rainha
  • 16. Pista 6 Consulta: CAMÕES, Luís Vaz de (2010) Os Lusíadas. Canto III[SI] Lello Editores: Oeiras, estrofe 118.
  • 17. Episódio VII Isto seria a parte mais fantasiosa da história, mas de facto D. Pedro mandou construir dois belos túmulos num Mosteiro, para que os dois pudessem estar juntos para toda a eternidade. Quando tudo estava pronto ele organizou um cortejo fúnebre digno de uma Rainha de Portugal! Mosteiro da Batalha Mosteiro dos Jerónimos Mosteiro de Alcobaça
  • 19. PARABÉNS! Encontraste o tesouro! Clica na imagem ao lado e faz uma visita virtual ao Mosteiro de Alcobaça. Assim termina o romance de Inês e Pedro, pois aqui se encontram os seus túmulos. FONTES BIBLIOGRÁFICAS AUTORES
  • 20. FONTES BIBLIOGRÁFICAS ALÇADA, Isabel; MAGALHÃES, Ana (2001) Uma Aventura na Quinta das Lágrimas, Vol 41. Caminho: Lisboa. CAMÕES, Luís Vaz de (2010) Os Lusíadas. Canto III[SI] Lello Editores: Oeiras. SILVA, Ângelo (2009) A História de Inês de Castro. Letras & Coisas: Leça da Palmeira. MATOSO, José [et al] (1995) Tempos de Revolução: História de Portugal, Vol III. Lisboa: Caminho. A história de amor de D. Pedro e D. Inês [Em linha] [Consultado em 15 de Fevereiro de 2011 ] Disponível em WWW: http://web.educom.pt/pr1305/ines.pedro.htm#Introdução Fundação Inês de Castro [Em linha] [Consultado em 22 de Fevereiro de 2011] Disponível em WWW: http://www.fundacaoinesdecastro.com/ Mosteiro de Alcobaça [Em linha] [Consultado em 15 de Fevereiro de 2011] Disponível em WWW: http://3d.culturaonline.pt/Content/Common/VirtualTour/Index. Wikipédia: Pedro I de Portugal [Em linha] [Consultado em 1 de Março de 2011] Disponível em WWW: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_de_Portugal
  • 21. TRABALHO REALIZADO POR:  Rafael Rodrigues Ferreira, nº 18, 5º D  Diogo Martins Leite, nº 12, 5º D  Joana Catarina Almeida, nº 13, 5º D VOLTAR
  • 22. L A M E N T O M A S F I Z E S T E A E S C O L H A E R R A DA . T E N T A N O VA M E N T E C L I C A N D O N A I M A G E M