SlideShare uma empresa Scribd logo
O IMPACTO DAS TIC NO CURRÍCULO E
 NA APRENDIZAGEM ESCOLAR: UMA
    TRANSFORMAÇÃO EM CURSO


                          César Coll


     (Traducción al portugués de Vanessa Helena Campos de Miranda)




                          Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
O impacto das TIC no curriculo
         direto                                                            indireto

Incorporação das TIC                                          TIC e mudanças
 na educação escolar                                          associadas à SI

TIC e conteúdos
  curriculares                                                 As TIC e a nova
                                                                 ecologia da
                                                               aprendizagem
   TIC e metodologia
        docente

          O currículo escolar no contexto da
           nova ecologia da aprendizagem
                       Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC como conteúdos de aprendizagem:
o domínio funcional da tecnologia
As TIC e a metodologia: promover a
aprendizagem, melhorar o ensino
As TIC e a configuração de uma nova
ecologia da aprendizagem
O currículo escolar no contexto da nova
ecologia da aprendizagem


                Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC como conteúdos da aprendizagem:
o domínio funcional da tecnologia
  As necessidades básicas de aprendizagem
  associadas às TIC
  A alfabetização digital como meta da educação
  formal
  O estado da questão: os currículos da educação
  escolar frente a alfabetização digital
    Alfabetização   em TIC
    Alfabetização   em práticas letradas digitais
    Alfabetização   multimídia: meios, linguagem e formatos
    Alfabetização   no processamento da informação
                          Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC como conteúdos de aprendizagem:
o domínio funcional da tecnologia
 Questões abertas e linhas de pesquisa
   A alfabetização digital no currículo escolar:
   especificidade ou transversalidade?
   A (in)coerência dos conteúdos e habilidades digitais com
   outros conteúdos e habilidades do currículo escolar
   Importância, impacto e articulação das aprendizagens
   formais e informais na alfabetização digital: nativos
   digitais e alfabetização digital
  http://www.jisc.ac.uk/whatwedo/programmes/resou


                         Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC e a metodologia: promover a
aprendizagem, melhorar o ensino

 As TIC e a criação de espaços semióticos com
 possibilidades inéditas para
   Buscar, representar, processar, transmitir e
   compartilhar informação
   Pensar e interpensar (“ferramentas da mente”)
   Mediar –planificar, orientar, regular, ajustar– os
   processos de ensino e aprendizagem (“ferramentas
   didáticas”)


                      Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC e a metodologia: promover a
aprendizagem, melhorar o ensino
 O estado da questão: diferenças entre as
 expectativas e a realidade
   Em geral, as TIC são pouco utilizadas e tendem a
   reforçar as abordagens e práticas educativas existentes
   As diferenças não são atribuídas (apenas) à problemas
   de acesso: inclusive com livre acesso, o uso é em geral
   limitado e pouco inovador
   As TIC não geram automaticamente dinâmicas de
   inovação e melhoria educativa; mas sua utilização em
   determinados contextos de uso podem gerá-las.
   A potência transformadora das TIC e relações entre
   pedagogia e tecnologia
                       Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC e a metodologia: promover a
aprendizagem, melhorar o ensino
Questões abertas e linhas de pesquisa
    Usos “transformadores” versus usos “reforçadores” das
    práticas pedagógicas
    A conexão entre metodologias de pesquisa (PBL, CBL,
    Projetos), aprendizagem colaborativa e TIC
    O acesso e uso de Recursos Educativos Abertos e
    Práticas Educativas Abertas na educação formal
    Simulações, realidade virtual, realidade aumentada e
    aprendizagem
    Jogos, videogames, jogos sérios e aprendizagem
    baseada em jogos

                       Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC e a configuração de uma nova
ecologia da aprendizagem
 O surgimento de novos nichos de aprendizagem e agentes
 educativos
 As oportunidades de aprendizagem em cenários
 tradicionalmente “não educativos”
 As mudanças no mundo do trabalho e as necessidades da
 aprendizagem ao longo da vida
 A onipresença das TIC e a transformação das práticas
 sociais e culturais: a cultura digital
 A nova ecologia da aprendizagem: rumo a um modelo de
 educação distribuída e interconectada

                      Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
As TIC e a configuração de uma nova
 ecologia da aprendizagem
              Escolarização universal                             Educação distribuída e
                                                                     interconectada
                                                       Multiplicidade de cenários e
Onde e     Instituições educativas                     agentes educativos
com quem   Profissionais da educação                   A rede de nichos de
                                                       aprendizagem e sua articulação
                                                       Necessidades de aprendizagem
                                                       em diferentes etapas da vida
Quando     No início da vida
                                                       Alternância dos períodos de
                                                       formação e não formação
                                                       Competências ou “habilidades
           Saberes culturais “estáveis”                básicas” para o século XXI
O quê
           mais valorizados
                                                       As novas alfabetizações

                               Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
O currículo escolar no contexto da nova
 ecologia da aprendizagem
          Escolarização universal                              Educação distribuída e
                                                                  interconectada
       Preparar-se para desenvolver              Formar aprendizes competentes,
Para
       um projeto de vida pessoal e              capazes de seguir aprendendo ao
quê
       profissional                              longo da vida
                                                 Participação em comunidades de
       Mediante a ação educativa                 interesse, prática e aprendizagem
       intencional, sistemática e
       planificada (ensino)                      Utilização de diferentes formatos e
                                                 linguagem de representação da
Como   Predomínio das tecnologias                informação (com predomínio da
       baseadas na lingua escrita e              linguagem visual)
       as habilidades requeridas
       para seu uso (ler, escrever,              As TIC digitais como vias de
       ler e escrever para aprender)             acesso a informação e ao
                                                 conhecimento

                             Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
O currículo escolar no contexto da nova
ecologia da aprendizagem
Tensões e desajustes
  Sobrecarga de conteúdos curriculares (também e
  especialmente na educação básica)
  Escassa funcionalidade de alguns conteúdos curriculares
  Repetições, falta de articulação e inclusive contradições
  entre os conteúdos curriculares e as práticas
  socioculturais do alunado fora dos centros educativos
  Ausência de conteúdos (saberes fundamentais e
  habilidades básicas) necessários para o século XXI


                       Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
O currículo escolar no contexto da nova
ecologia da aprendizagem
 Desafios e propostas
   Realizar uma profunda revisão do currículo escolar com a
   finalidade de:
      Redimensioná-lo, atendendo as redes de nichos de
      aprendizagem do alunado
      Ajustá-lo as necessidades básicas de aprendizagem na
      SI e a sua satisfação a “através” e “ao longo” da vida
      (o debate sobre “o básico” na educação básica inicial)
      Promover no alunado a construção de uma identidade
      de aprendiz que os habilite para seguir aprendendo ao
      longo da vida

                       Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
O currículo escolar no contexto da nova
ecologia da aprendizagem
 … Além do currículo
   Estabelecer mecanismos e procedimentos de
   coordenação e acompanhamento do alunado no trânsito
   entre nichos de aprendizagem
   Assegurar a infraestrutura e o equipamento em TIC
   necessários para facilitar o acesso e uso do alunado e do
   professorado a recursos e agentes educativos situados
   fora da sala de aula
   Atender as particulares ecologias da aprendizagem do
   alunado na definição de políticas curriculares orientadas a
   promover a qualidade e a equidade em educação

                       Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
O CURRÍCULO ESCOLAR PARA A NOVA ECOLOGIA DE
               APRENDIZAGEM



       OBRIGADO PELA ATENÇÃO!


                 César Coll
         Universitat de Barcelona
                ccoll@ub.edu
  www.ub.es/grintie - www.psyed.edu.es/mipe



                  Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
Referências bibliográficas
Banks, A. et. alt. (2007). Learning In and Out of School in Diverse Environments: Life-
Long, Life-Wide, Life-Deep. The Learning in Informal and Formal Environments Center.
University of Washington, Stanford University, and SRI International. Available
(01/10/2011) at: http://education.washington.edu/cme/cenpub.htm
BROWN, J.S. (1999). Learning, working, and playing in the digital age.
BARRON, B. (2006). Interest and self-sustained learning as catalysts of development: A
learning ecologies perspective. Human Development, 49, 193-224.
BARRON, B. (2010). Conceptualizing and Tracing Learning Pathways over Time and
Setting. National Society for the Study of Education, 109(1), 113–127.
COLLINS, A & HALVERSON, R. (2010). Rethinking education in the age of technology. The
digital revolution and schooling in America. New York: Teachers College.
GREENHOW, CH., ROBELIA, B. & HUGHES, J. E. (2009). Learning, Teaching, and
Scholarship in a Digital AgeToward a Creative Social Web for Learners and Teachers.
Educational Researcher, 38(4) 246–259.
HAYES JACOBS, H. (Ed.) (2009). Curriculum 21. Essential education for a changing world.
Virginia: ASCD.



                                     Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
Referências bibliográficas
LOOI, C. K. (2001). Enhancing learning ecology on the internet. Journal of Computer
Assisted Learning, 17, 13-20.
MILLER, R. et al. (2008). School's Over: Learning Spaces in Europe in 2020: An
Imagining Exercise on the Future of Learning. Joint Research Center. European
Commission.
RUDD, T., SUTCH, D. & FACER, K. (2006). Towards new learning networks. Available
(04.09.2011) at: www.futurelab.org.uk/research/opening_education.htm.
SPIRES, H., WIEBE, E., YOUNG, C. A., HOLLEBRANDS, K. & LEE, J. (2009). Toward a New
Learning Ecology: Teaching and Learning in 1:1 Environments. Friday Institute White
Paper Series. NC State University: Raleigh, NC
US DEPARTMENT OF LABOR (1991). What Work Requires of Schools: A SCANS Report for
America 2000. The Secretary's Commission on Achieving Necessary Skills, a publication of
the US Department of Labor, June 1991.
WILLIAMS, R., KAROUSOU, R. & MACKNESS, J. (2011). Emergent Learning and
Learning Ecologies in Web 2.0. International Review of Research in Open and Distance
Learning, 12(3), 39-59.



                                    Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...
Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...
Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...
Lucila Pesce
 
17432019 Tecnologias Digitais Edu
17432019 Tecnologias Digitais Edu17432019 Tecnologias Digitais Edu
17432019 Tecnologias Digitais Edu
Rosane Fatima Gotardo Vogel
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
Sirley Zancanari Ferrantte
 
Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1
Risoleta Montez
 
Trabalho na revista grazi
Trabalho na revista graziTrabalho na revista grazi
Trabalho na revista grazi
Grazielli Martins
 
Tecnologia, Educação e Professor
Tecnologia, Educação e ProfessorTecnologia, Educação e Professor
Tecnologia, Educação e Professor
ncorrea17
 
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
Joyce Fettermann
 
Tarefa semana 2
Tarefa semana 2Tarefa semana 2
Tarefa semana 2
Rosangela Sena
 
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docenteAs tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
Zeneide Cordeiro
 
Unidade didática ifesp
Unidade didática ifespUnidade didática ifesp
Unidade didática ifesp
Regina Costa
 
Portal do professor.mec.gov.br
Portal do professor.mec.gov.brPortal do professor.mec.gov.br
Portal do professor.mec.gov.br
leoalves1
 
Tcc versâo final aline
Tcc   versâo final alineTcc   versâo final aline
Tcc versâo final aline
equipetics
 
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educaçãoTecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Fundação Educacionbal Unificada Campograndense
 
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Cornélia Castro
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
equipetics
 
Impacto das tic na formação de educadores brasileiros
Impacto das tic na formação de educadores brasileirosImpacto das tic na formação de educadores brasileiros
Impacto das tic na formação de educadores brasileiros
rositalima
 
Novas tecnologias
Novas tecnologias   Novas tecnologias
Novas tecnologias
claudinei xavier
 
Projeto Ti Cs 100h Palmitos
Projeto Ti Cs 100h PalmitosProjeto Ti Cs 100h Palmitos
Projeto Ti Cs 100h Palmitos
NTE Palmitos
 

Mais procurados (18)

Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...
Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...
Tecnologias e empoderamento: análise do Programa Um Computador por Aluno no E...
 
17432019 Tecnologias Digitais Edu
17432019 Tecnologias Digitais Edu17432019 Tecnologias Digitais Edu
17432019 Tecnologias Digitais Edu
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
 
Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1Oc 1 tic_1
Oc 1 tic_1
 
Trabalho na revista grazi
Trabalho na revista graziTrabalho na revista grazi
Trabalho na revista grazi
 
Tecnologia, Educação e Professor
Tecnologia, Educação e ProfessorTecnologia, Educação e Professor
Tecnologia, Educação e Professor
 
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
POSSIBILIDADES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR EM UMA PLATAFORMA DE ENSIN...
 
Tarefa semana 2
Tarefa semana 2Tarefa semana 2
Tarefa semana 2
 
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docenteAs tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
As tecnologias da informação e comunicação e a prática docente
 
Unidade didática ifesp
Unidade didática ifespUnidade didática ifesp
Unidade didática ifesp
 
Portal do professor.mec.gov.br
Portal do professor.mec.gov.brPortal do professor.mec.gov.br
Portal do professor.mec.gov.br
 
Tcc versâo final aline
Tcc   versâo final alineTcc   versâo final aline
Tcc versâo final aline
 
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educaçãoTecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
Tecnologia de informação e comunicação aplicada à educação
 
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
Morfologia da comunicação cognitiva 2.0 em sala de aula no âmbito do Ensino S...
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
 
Impacto das tic na formação de educadores brasileiros
Impacto das tic na formação de educadores brasileirosImpacto das tic na formação de educadores brasileiros
Impacto das tic na formação de educadores brasileiros
 
Novas tecnologias
Novas tecnologias   Novas tecnologias
Novas tecnologias
 
Projeto Ti Cs 100h Palmitos
Projeto Ti Cs 100h PalmitosProjeto Ti Cs 100h Palmitos
Projeto Ti Cs 100h Palmitos
 

Destaque

Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
Bia Bernardino
 
Progestao mod x
Progestao mod xProgestao mod x
Progestao mod x
progestaoanguera
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Escola
 
Síntese do texto klein
Síntese do texto kleinSíntese do texto klein
Síntese do texto klein
florbelaribeiro
 
Plano de Melhoria - TEIP3
Plano de Melhoria - TEIP3Plano de Melhoria - TEIP3
Plano de Melhoria - TEIP3
Cristina Couto Varela
 
Pnae Estudos
Pnae Estudos Pnae Estudos
Pnae Estudos
tecampinasoeste
 
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
ProjectoFenix
 
Progetão (módulo x )
Progetão  (módulo x )Progetão  (módulo x )
Progetão (módulo x )
progestaoanguera
 
Os quarto tipos de currículo Escolar
Os quarto tipos de currículo EscolarOs quarto tipos de currículo Escolar
Os quarto tipos de currículo Escolar
Alane Oliveira
 
C:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E Ppp
C:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E PppC:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E Ppp
C:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E Ppp
Ewerton Gindri
 
Apresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculoApresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculo
Tatá Oliveira
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
Natália Luz
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
José Antonio Ferreira da Silva
 
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOPROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
Cursos Profissionalizantes
 

Destaque (14)

Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
 
Progestao mod x
Progestao mod xProgestao mod x
Progestao mod x
 
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curricularesPalestra ah . sd . referenciais curriculares
Palestra ah . sd . referenciais curriculares
 
Síntese do texto klein
Síntese do texto kleinSíntese do texto klein
Síntese do texto klein
 
Plano de Melhoria - TEIP3
Plano de Melhoria - TEIP3Plano de Melhoria - TEIP3
Plano de Melhoria - TEIP3
 
Pnae Estudos
Pnae Estudos Pnae Estudos
Pnae Estudos
 
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
 
Progetão (módulo x )
Progetão  (módulo x )Progetão  (módulo x )
Progetão (módulo x )
 
Os quarto tipos de currículo Escolar
Os quarto tipos de currículo EscolarOs quarto tipos de currículo Escolar
Os quarto tipos de currículo Escolar
 
C:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E Ppp
C:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E PppC:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E Ppp
C:\Documents And Settings\Ewerton\Desktop\Planejamento Educacional E Ppp
 
Apresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculoApresentacao sobre curriculo
Apresentacao sobre curriculo
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
 
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogicomodelo-de-projeto-politico-pedagogico
modelo-de-projeto-politico-pedagogico
 
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOPROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
 

Semelhante a O impacto das TIC no currículo e na aprendizagem escolar

A Utilização das TIC na Sala de Aula
A Utilização das TIC na Sala de AulaA Utilização das TIC na Sala de Aula
A Utilização das TIC na Sala de Aula
Morgana Lacerda
 
Tics na Educação
Tics na EducaçãoTics na Educação
Tics na Educação
Joemille Leal
 
Ti cs
Ti csTi cs
TICs
TICsTICs
Projeto aprendendo e ensinando com as ti cs
Projeto aprendendo e ensinando com as ti csProjeto aprendendo e ensinando com as ti cs
Projeto aprendendo e ensinando com as ti cs
Débora Rodrigues
 
Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)
Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)
Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)
William Santana
 
Acção formação pte1
Acção formação pte1Acção formação pte1
Acção formação pte1
Ádila Faria
 
Relatorio candidatura ideias_merito_rbe
Relatorio candidatura ideias_merito_rbeRelatorio candidatura ideias_merito_rbe
Relatorio candidatura ideias_merito_rbe
SaoLivrosSenhor
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
TEODORO SOARES
 
portfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docxportfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docx
PolianaMartins29
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
equipetics
 
J9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptx
J9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptxJ9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptx
J9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptx
DaniloCastro77
 
Transversalidades das competências em tic
Transversalidades das competências em ticTransversalidades das competências em tic
Transversalidades das competências em tic
linamferro
 
Salema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguas
Salema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguasSalema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguas
Salema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguas
Luis Salema
 
CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...
CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...
CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...
Teresa Cardoso
 
Maryrose Semanacet 2008
Maryrose Semanacet 2008Maryrose Semanacet 2008
Maryrose Semanacet 2008
maryroseassis
 
Palestra Bette Prado Puc Gestores
Palestra Bette Prado Puc GestoresPalestra Bette Prado Puc Gestores
Palestra Bette Prado Puc Gestores
Renata Aquino
 
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Daniela Melaré
 
Os 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TIC
Os 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TICOs 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TIC
Os 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TIC
Elisabete Cruz
 
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
UTFPR Medianeira
 

Semelhante a O impacto das TIC no currículo e na aprendizagem escolar (20)

A Utilização das TIC na Sala de Aula
A Utilização das TIC na Sala de AulaA Utilização das TIC na Sala de Aula
A Utilização das TIC na Sala de Aula
 
Tics na Educação
Tics na EducaçãoTics na Educação
Tics na Educação
 
Ti cs
Ti csTi cs
Ti cs
 
TICs
TICsTICs
TICs
 
Projeto aprendendo e ensinando com as ti cs
Projeto aprendendo e ensinando com as ti csProjeto aprendendo e ensinando com as ti cs
Projeto aprendendo e ensinando com as ti cs
 
Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)
Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)
Tics investigativas-110204174633-phpapp01 (1)
 
Acção formação pte1
Acção formação pte1Acção formação pte1
Acção formação pte1
 
Relatorio candidatura ideias_merito_rbe
Relatorio candidatura ideias_merito_rbeRelatorio candidatura ideias_merito_rbe
Relatorio candidatura ideias_merito_rbe
 
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre TicPrograma Supervisao 08 09 Sobre Tic
Programa Supervisao 08 09 Sobre Tic
 
portfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docxportfólio 3° semestre Poliana.docx
portfólio 3° semestre Poliana.docx
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
 
J9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptx
J9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptxJ9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptx
J9jiah iwxgsugxxgw7dvwisgw7s.pptx
 
Transversalidades das competências em tic
Transversalidades das competências em ticTransversalidades das competências em tic
Transversalidades das competências em tic
 
Salema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguas
Salema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguasSalema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguas
Salema_&_Cardoso_Curriculum e novos media na educação em línguas
 
CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...
CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...
CURRICULUM E NOVOS MEDIA NA EDUCAÇÃO EM LÍNGUAS_Salema-Cardoso_224-Atas-ticED...
 
Maryrose Semanacet 2008
Maryrose Semanacet 2008Maryrose Semanacet 2008
Maryrose Semanacet 2008
 
Palestra Bette Prado Puc Gestores
Palestra Bette Prado Puc GestoresPalestra Bette Prado Puc Gestores
Palestra Bette Prado Puc Gestores
 
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
Aprendizagem, tecnologias e inovação- Conferência Profª Drª Isolina Oliveir...
 
Os 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TIC
Os 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TICOs 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TIC
Os 4P`s das Metas de Aprendizagem na área das TIC
 
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
 

Mais de grintie

Inteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresa
Inteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresaInteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresa
Inteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresa
grintie
 
How collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case study
How collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case studyHow collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case study
How collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case study
grintie
 
ABS_Singular
ABS_SingularABS_Singular
ABS_Singular
grintie
 
Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...
Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...
Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...
grintie
 
Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...
Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...
Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...
grintie
 
El impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolar
El impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolarEl impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolar
El impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolar
grintie
 
El concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacional
El concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacionalEl concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacional
El concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacional
grintie
 
Conceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learning
Conceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learningConceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learning
Conceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learning
grintie
 
Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...
Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...
Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...
grintie
 
Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...
Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...
Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...
grintie
 
Los retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtual
Los retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtualLos retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtual
Los retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtual
grintie
 
Social presence in small group work
Social presence in small group workSocial presence in small group work
Social presence in small group work
grintie
 
Accessing the process of asynchronous collaborative writing
Accessing the process of asynchronous collaborative writingAccessing the process of asynchronous collaborative writing
Accessing the process of asynchronous collaborative writing
grintie
 
Novice teachers, learners in context. A sociocultural approach.
Novice teachers, learners in context.  A sociocultural approach.Novice teachers, learners in context.  A sociocultural approach.
Novice teachers, learners in context. A sociocultural approach.
grintie
 
Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...
Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...
Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...
grintie
 
The micro genetic development of concepts
The micro genetic development of conceptsThe micro genetic development of concepts
The micro genetic development of concepts
grintie
 
Entornos digitales de enseñanza y aprendizaje
Entornos digitales de enseñanza y aprendizajeEntornos digitales de enseñanza y aprendizaje
Entornos digitales de enseñanza y aprendizaje
grintie
 
ISCAR 2011 Symposium: Identity in education
ISCAR 2011 Symposium: Identity in educationISCAR 2011 Symposium: Identity in education
ISCAR 2011 Symposium: Identity in education
grintie
 
Supporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicators
Supporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicatorsSupporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicators
Supporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicators
grintie
 
Reformas educativas
Reformas educativasReformas educativas
Reformas educativas
grintie
 

Mais de grintie (20)

Inteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresa
Inteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresaInteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresa
Inteligencia Artificial, capacidades humanas y personalización en la empresa
 
How collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case study
How collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case studyHow collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case study
How collaboration improves preservice teachers’ reflection: A case study
 
ABS_Singular
ABS_SingularABS_Singular
ABS_Singular
 
Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...
Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...
Coll (2015). Las tecnologías de la información y la comunicación y la persona...
 
Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...
Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...
Coll (2015). LA GESTIÓN DEL APRENDIZAJE EN LAS COMUNIDADES DE APRENDIZAJE EN ...
 
El impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolar
El impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolarEl impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolar
El impacto de las TIC en el curriculum y el aprendizaje escolar
 
El concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacional
El concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacionalEl concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacional
El concepto practico y la microgenesis de la co-mediacion representacional
 
Conceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learning
Conceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learningConceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learning
Conceptualizing Social Presence as a motivational component in e-learning
 
Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...
Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...
Formas de trabajo colaborativo en grupo y calidad del aprendizaje en entornos...
 
Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...
Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...
Diseño tecnopedagógico con plataformas de aprendizaje virtual: FAQ y errores ...
 
Los retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtual
Los retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtualLos retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtual
Los retos de la educación híbrida en un mundo cada vez más virtual
 
Social presence in small group work
Social presence in small group workSocial presence in small group work
Social presence in small group work
 
Accessing the process of asynchronous collaborative writing
Accessing the process of asynchronous collaborative writingAccessing the process of asynchronous collaborative writing
Accessing the process of asynchronous collaborative writing
 
Novice teachers, learners in context. A sociocultural approach.
Novice teachers, learners in context.  A sociocultural approach.Novice teachers, learners in context.  A sociocultural approach.
Novice teachers, learners in context. A sociocultural approach.
 
Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...
Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...
Simultaneous consideration of different levels of analysis in educational dya...
 
The micro genetic development of concepts
The micro genetic development of conceptsThe micro genetic development of concepts
The micro genetic development of concepts
 
Entornos digitales de enseñanza y aprendizaje
Entornos digitales de enseñanza y aprendizajeEntornos digitales de enseñanza y aprendizaje
Entornos digitales de enseñanza y aprendizaje
 
ISCAR 2011 Symposium: Identity in education
ISCAR 2011 Symposium: Identity in educationISCAR 2011 Symposium: Identity in education
ISCAR 2011 Symposium: Identity in education
 
Supporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicators
Supporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicatorsSupporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicators
Supporting Online Learning with Distributed Teaching Presence indicators
 
Reformas educativas
Reformas educativasReformas educativas
Reformas educativas
 

Último

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 

Último (20)

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 

O impacto das TIC no currículo e na aprendizagem escolar

  • 1. O IMPACTO DAS TIC NO CURRÍCULO E NA APRENDIZAGEM ESCOLAR: UMA TRANSFORMAÇÃO EM CURSO César Coll (Traducción al portugués de Vanessa Helena Campos de Miranda) Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 2. O impacto das TIC no curriculo direto indireto Incorporação das TIC TIC e mudanças na educação escolar associadas à SI TIC e conteúdos curriculares As TIC e a nova ecologia da aprendizagem TIC e metodologia docente O currículo escolar no contexto da nova ecologia da aprendizagem Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 3. As TIC como conteúdos de aprendizagem: o domínio funcional da tecnologia As TIC e a metodologia: promover a aprendizagem, melhorar o ensino As TIC e a configuração de uma nova ecologia da aprendizagem O currículo escolar no contexto da nova ecologia da aprendizagem Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 4. As TIC como conteúdos da aprendizagem: o domínio funcional da tecnologia As necessidades básicas de aprendizagem associadas às TIC A alfabetização digital como meta da educação formal O estado da questão: os currículos da educação escolar frente a alfabetização digital Alfabetização em TIC Alfabetização em práticas letradas digitais Alfabetização multimídia: meios, linguagem e formatos Alfabetização no processamento da informação Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 5. As TIC como conteúdos de aprendizagem: o domínio funcional da tecnologia Questões abertas e linhas de pesquisa A alfabetização digital no currículo escolar: especificidade ou transversalidade? A (in)coerência dos conteúdos e habilidades digitais com outros conteúdos e habilidades do currículo escolar Importância, impacto e articulação das aprendizagens formais e informais na alfabetização digital: nativos digitais e alfabetização digital http://www.jisc.ac.uk/whatwedo/programmes/resou Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 6. As TIC e a metodologia: promover a aprendizagem, melhorar o ensino As TIC e a criação de espaços semióticos com possibilidades inéditas para Buscar, representar, processar, transmitir e compartilhar informação Pensar e interpensar (“ferramentas da mente”) Mediar –planificar, orientar, regular, ajustar– os processos de ensino e aprendizagem (“ferramentas didáticas”) Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 7. As TIC e a metodologia: promover a aprendizagem, melhorar o ensino O estado da questão: diferenças entre as expectativas e a realidade Em geral, as TIC são pouco utilizadas e tendem a reforçar as abordagens e práticas educativas existentes As diferenças não são atribuídas (apenas) à problemas de acesso: inclusive com livre acesso, o uso é em geral limitado e pouco inovador As TIC não geram automaticamente dinâmicas de inovação e melhoria educativa; mas sua utilização em determinados contextos de uso podem gerá-las. A potência transformadora das TIC e relações entre pedagogia e tecnologia Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 8. As TIC e a metodologia: promover a aprendizagem, melhorar o ensino Questões abertas e linhas de pesquisa Usos “transformadores” versus usos “reforçadores” das práticas pedagógicas A conexão entre metodologias de pesquisa (PBL, CBL, Projetos), aprendizagem colaborativa e TIC O acesso e uso de Recursos Educativos Abertos e Práticas Educativas Abertas na educação formal Simulações, realidade virtual, realidade aumentada e aprendizagem Jogos, videogames, jogos sérios e aprendizagem baseada em jogos Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 9. As TIC e a configuração de uma nova ecologia da aprendizagem O surgimento de novos nichos de aprendizagem e agentes educativos As oportunidades de aprendizagem em cenários tradicionalmente “não educativos” As mudanças no mundo do trabalho e as necessidades da aprendizagem ao longo da vida A onipresença das TIC e a transformação das práticas sociais e culturais: a cultura digital A nova ecologia da aprendizagem: rumo a um modelo de educação distribuída e interconectada Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 10. As TIC e a configuração de uma nova ecologia da aprendizagem Escolarização universal Educação distribuída e interconectada Multiplicidade de cenários e Onde e Instituições educativas agentes educativos com quem Profissionais da educação A rede de nichos de aprendizagem e sua articulação Necessidades de aprendizagem em diferentes etapas da vida Quando No início da vida Alternância dos períodos de formação e não formação Competências ou “habilidades Saberes culturais “estáveis” básicas” para o século XXI O quê mais valorizados As novas alfabetizações Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 11. O currículo escolar no contexto da nova ecologia da aprendizagem Escolarização universal Educação distribuída e interconectada Preparar-se para desenvolver Formar aprendizes competentes, Para um projeto de vida pessoal e capazes de seguir aprendendo ao quê profissional longo da vida Participação em comunidades de Mediante a ação educativa interesse, prática e aprendizagem intencional, sistemática e planificada (ensino) Utilização de diferentes formatos e linguagem de representação da Como Predomínio das tecnologias informação (com predomínio da baseadas na lingua escrita e linguagem visual) as habilidades requeridas para seu uso (ler, escrever, As TIC digitais como vias de ler e escrever para aprender) acesso a informação e ao conhecimento Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 12. O currículo escolar no contexto da nova ecologia da aprendizagem Tensões e desajustes Sobrecarga de conteúdos curriculares (também e especialmente na educação básica) Escassa funcionalidade de alguns conteúdos curriculares Repetições, falta de articulação e inclusive contradições entre os conteúdos curriculares e as práticas socioculturais do alunado fora dos centros educativos Ausência de conteúdos (saberes fundamentais e habilidades básicas) necessários para o século XXI Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 13. O currículo escolar no contexto da nova ecologia da aprendizagem Desafios e propostas Realizar uma profunda revisão do currículo escolar com a finalidade de: Redimensioná-lo, atendendo as redes de nichos de aprendizagem do alunado Ajustá-lo as necessidades básicas de aprendizagem na SI e a sua satisfação a “através” e “ao longo” da vida (o debate sobre “o básico” na educação básica inicial) Promover no alunado a construção de uma identidade de aprendiz que os habilite para seguir aprendendo ao longo da vida Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 14. O currículo escolar no contexto da nova ecologia da aprendizagem … Além do currículo Estabelecer mecanismos e procedimentos de coordenação e acompanhamento do alunado no trânsito entre nichos de aprendizagem Assegurar a infraestrutura e o equipamento em TIC necessários para facilitar o acesso e uso do alunado e do professorado a recursos e agentes educativos situados fora da sala de aula Atender as particulares ecologias da aprendizagem do alunado na definição de políticas curriculares orientadas a promover a qualidade e a equidade em educação Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 15. O CURRÍCULO ESCOLAR PARA A NOVA ECOLOGIA DE APRENDIZAGEM OBRIGADO PELA ATENÇÃO! César Coll Universitat de Barcelona ccoll@ub.edu www.ub.es/grintie - www.psyed.edu.es/mipe Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 16. Referências bibliográficas Banks, A. et. alt. (2007). Learning In and Out of School in Diverse Environments: Life- Long, Life-Wide, Life-Deep. The Learning in Informal and Formal Environments Center. University of Washington, Stanford University, and SRI International. Available (01/10/2011) at: http://education.washington.edu/cme/cenpub.htm BROWN, J.S. (1999). Learning, working, and playing in the digital age. BARRON, B. (2006). Interest and self-sustained learning as catalysts of development: A learning ecologies perspective. Human Development, 49, 193-224. BARRON, B. (2010). Conceptualizing and Tracing Learning Pathways over Time and Setting. National Society for the Study of Education, 109(1), 113–127. COLLINS, A & HALVERSON, R. (2010). Rethinking education in the age of technology. The digital revolution and schooling in America. New York: Teachers College. GREENHOW, CH., ROBELIA, B. & HUGHES, J. E. (2009). Learning, Teaching, and Scholarship in a Digital AgeToward a Creative Social Web for Learners and Teachers. Educational Researcher, 38(4) 246–259. HAYES JACOBS, H. (Ed.) (2009). Curriculum 21. Essential education for a changing world. Virginia: ASCD. Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012
  • 17. Referências bibliográficas LOOI, C. K. (2001). Enhancing learning ecology on the internet. Journal of Computer Assisted Learning, 17, 13-20. MILLER, R. et al. (2008). School's Over: Learning Spaces in Europe in 2020: An Imagining Exercise on the Future of Learning. Joint Research Center. European Commission. RUDD, T., SUTCH, D. & FACER, K. (2006). Towards new learning networks. Available (04.09.2011) at: www.futurelab.org.uk/research/opening_education.htm. SPIRES, H., WIEBE, E., YOUNG, C. A., HOLLEBRANDS, K. & LEE, J. (2009). Toward a New Learning Ecology: Teaching and Learning in 1:1 Environments. Friday Institute White Paper Series. NC State University: Raleigh, NC US DEPARTMENT OF LABOR (1991). What Work Requires of Schools: A SCANS Report for America 2000. The Secretary's Commission on Achieving Necessary Skills, a publication of the US Department of Labor, June 1991. WILLIAMS, R., KAROUSOU, R. & MACKNESS, J. (2011). Emergent Learning and Learning Ecologies in Web 2.0. International Review of Research in Open and Distance Learning, 12(3), 39-59. Interdidática. Fórum Internacional de Tecnologia Educacional. Sâo Paulo. 17-18 de abril de 2012

Notas do Editor

  1. ..
  2. Punto de partida: el concepto de ecología del aprendizaje. Argumento: estamos asistiendo a la aparición de una nueva ecología del aprendizaje que comporta cambios la mayoría, por no decir en todos, sus ingredientes: en dónde se lleva a cabo el aprendizaje (con la aparición de nuevos nichos de aprendizaje), en cuándo se lleva a cabo el aprendizaje (con el concepto de aprendizaje a lo largo de la vida), en qué se necesita aprender y para qué (los saberes fundamentales y las competencias básicas en la SI), en cómo se aprende y en los procedimientos mediante los cuales se puede ayudar a las personas a aprender (es decir, en cómo desplegar una enseñanza eficaz). La hipótesis es que la toma en consideración de estos cambios cuestiona algunos aspectos esenciales del modelo educativo de escolarización universal y sugiere la dirección en la que avanzar. Una ecología es básicamente un sistema abierto, complejo, adaptativo que incluye elementos que son dinámicos e interdependientes [An ecology is basically an open, complex adaptive system comprising elements that are dynamic and interdependent (Brown, 1999)]. “ a set of contexts found in physical or virtual spaces that provide opportunities for learning ” (Barron, 2006, p. 195). Pueden ser contextos formales, informales y no formales. Ejemplos de nichos de aprendizaje que han conocido o están conociendo una gran expansión: escuela en casa, aprendizaje en el lugar de trabajo, centros de aprendizaje, educación a distancia, aprendizaje en línea, televisión educativa, software educativo, certificaciones técnicas, cafés internet, etc.
  3. Individualization refers to instruction that is paced to the learning needs of different learners. Learning goals are the same for all students, but students can progress through the material at different speeds according to their learning needs. For example, students might take longer to progress through a given topic, skip topics that cover information they already know, or repeat topics they need more help on. Differentiation refers to instruction that is tailored to the learning preferences of different learners. Learning goals are the same for all students, but the method or approach of instruction varies according to the preferences of each student or what research has found works best for students like them. Personalization refers to instruction that is paced to learning needs, tailored to learning preferences, and tailored to the specific interests of different learners. In an environment that is fully personalized, the learning objectives and content as well as the method and pace may all vary (so personalization encompasses differentiation and individualization).
  4. Individualization refers to instruction that is paced to the learning needs of different learners. Learning goals are the same for all students, but students can progress through the material at different speeds according to their learning needs. For example, students might take longer to progress through a given topic, skip topics that cover information they already know, or repeat topics they need more help on. Differentiation refers to instruction that is tailored to the learning preferences of different learners. Learning goals are the same for all students, but the method or approach of instruction varies according to the preferences of each student or what research has found works best for students like them. Personalization refers to instruction that is paced to learning needs, tailored to learning preferences, and tailored to the specific interests of different learners. In an environment that is fully personalized, the learning objectives and content as well as the method and pace may all vary (so personalization encompasses differentiation and individualization).
  5. Individualization refers to instruction that is paced to the learning needs of different learners. Learning goals are the same for all students, but students can progress through the material at different speeds according to their learning needs. For example, students might take longer to progress through a given topic, skip topics that cover information they already know, or repeat topics they need more help on. Differentiation refers to instruction that is tailored to the learning preferences of different learners. Learning goals are the same for all students, but the method or approach of instruction varies according to the preferences of each student or what research has found works best for students like them. Personalization refers to instruction that is paced to learning needs, tailored to learning preferences, and tailored to the specific interests of different learners. In an environment that is fully personalized, the learning objectives and content as well as the method and pace may all vary (so personalization encompasses differentiation and individualization).
  6. El aprendizaje bajo demanda comporta un paso más en la dirección de la Individualización (ajustar el ritmo de la enseñanza a los ritmos de aprendizaje, manteniendo los mismos objetivos y contenidos) y diferenciacion del aprendizaje (ajustar los métodos de enseñanza a las necesidades de aprendizaje, manteniendo los mismos objetivos y contenidos). Wen the material that knowledge learners require cannot be covered in school or when they are not in school, learners need on-demand opportunities for learning anytime and anywhere. On-demand learning is essential to life-long and life-wide learning, and technology produces a vital bridge, enabling productive use of learning resources across formal and informal learning settings (Barron, 2006). On-demand learning is facilitated by the vast information and learning resources on the web that are available in an always-on connection to the Internet. This is powerful for individual learners but even more so when accessed by groups of learners and learning communities – from small groups with different roles and responsibilities in pursuit of a learning project to far larger communities that may be pursuing ambitious design and learning products, such as developing an entry for Wikipedia or planning the reinvigoration of the environment of their city. Specific examples of on-demand learning include the following: • Inquiry and adventure environments with games and activities that foster learning. • Online “ collaboratories ” (National Science Foundation, 2008a) in which scientists establish protocols for collecting data with sensors from local environments across the planet. Learners and teachers learn science by doing science as they capture, upload, and then visualize and analyze geospatial and temporal data patterns from the data contributed by the globally networked community. • Earth- and sky-mapping web resources with data from the sciences and other fields of scholarly inquiry that anyone can use to develop virtual travel tours to be applied in learning and teaching activities. • Augmented reality platforms and games that bring locally relevant learning resources into view for users of mobile devices with a GPS (Johnson, Levine, Smith, & Stone, 2010). • Use of the power of collective intelligence and crowdsourcing to tackle complex interdisciplinary problems. • Powerful learning applications for mobile Internet access devices such as musical instrument simulators, language learning tools, and mathematical games. • Sites and communities that publish academic content, including user-generated content. One notable example is the videotaped lectures of MIT physics professor Walter Lewin, available on MIT ’ s OpenCourseWare site as well as through commercial courseware and video sharing sites. Lewin ’ s engaging and entertaining lectures have earned him a following of millions worldwide.
  7. El aprendizaje bajo demanda comporta un paso más en la dirección de la Individualización (ajustar el ritmo de la enseñanza a los ritmos de aprendizaje, manteniendo los mismos objetivos y contenidos) y diferenciacion del aprendizaje (ajustar los métodos de enseñanza a las necesidades de aprendizaje, manteniendo los mismos objetivos y contenidos). Wen the material that knowledge learners require cannot be covered in school or when they are not in school, learners need on-demand opportunities for learning anytime and anywhere. On-demand learning is essential to life-long and life-wide learning, and technology produces a vital bridge, enabling productive use of learning resources across formal and informal learning settings (Barron, 2006). On-demand learning is facilitated by the vast information and learning resources on the web that are available in an always-on connection to the Internet. This is powerful for individual learners but even more so when accessed by groups of learners and learning communities – from small groups with different roles and responsibilities in pursuit of a learning project to far larger communities that may be pursuing ambitious design and learning products, such as developing an entry for Wikipedia or planning the reinvigoration of the environment of their city. Specific examples of on-demand learning include the following: • Inquiry and adventure environments with games and activities that foster learning. • Online “ collaboratories ” (National Science Foundation, 2008a) in which scientists establish protocols for collecting data with sensors from local environments across the planet. Learners and teachers learn science by doing science as they capture, upload, and then visualize and analyze geospatial and temporal data patterns from the data contributed by the globally networked community. • Earth- and sky-mapping web resources with data from the sciences and other fields of scholarly inquiry that anyone can use to develop virtual travel tours to be applied in learning and teaching activities. • Augmented reality platforms and games that bring locally relevant learning resources into view for users of mobile devices with a GPS (Johnson, Levine, Smith, & Stone, 2010). • Use of the power of collective intelligence and crowdsourcing to tackle complex interdisciplinary problems. • Powerful learning applications for mobile Internet access devices such as musical instrument simulators, language learning tools, and mathematical games. • Sites and communities that publish academic content, including user-generated content. One notable example is the videotaped lectures of MIT physics professor Walter Lewin, available on MIT ’ s OpenCourseWare site as well as through commercial courseware and video sharing sites. Lewin ’ s engaging and entertaining lectures have earned him a following of millions worldwide.