SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
1
2
MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA
Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio
Reserva Biológica de Sooretama - RBS
DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE
PROGRAMAÇÃO PARA A SEMANA DO MEIO AMBIENTE
a) MOSTRA DE VÍDEOS AMBIENTAIS
b) CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL NA BR-101
c) IV FESTIVAL ESTUDANTIL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS
DA
RESERVA BIOLÓGICA DE SOORETAMA – ICMBio
SOBRE O FESTIVAL
I - INTRODUÇÃO
Em 2014 estará em evidência um tema que representa a maior paixão do povo brasileiro
“A Copa do Mundo da FIFA”, a ser realizada em solo pátrio no primeiro semestre deste ano,
quando a atenção da maioria da sociedade estará voltada para a realização do evento. Em
verdade, pode-se dizer que todos os segmentos sociais independentes de idade, gênero,
raça e religião estarão de uma forma ou de outra atentas ao desenrolar dos fatos até sua
culminância no dia 13 de julho de 2014.
Sabe-se que a realização de um evento dessa envergadura proporciona inúmeros
impactos positivos na sociedade que o promove, indo desde a criação de oportunidades,
3
geração de empregos e renda, melhorias na infraestrutura e facilidade no intercâmbio com
outros povos. Por outro lado, a geração de um passivo ambiental é quase inevitável, tendo
em vista a diversidade de fatores envolvidos na realização do evento, como as grandes
obras, produção de CO2 e consumo de matérias primas que serão obtidas a partir da
exploração dos recursos naturais, como a terra, a água, entre outros.
É inegável que a realização da Copa do Mundo estabelecerá no país um clima festivo
que facilitará a aproximação das pessoas em torno do assunto, porém, do ponto de vista da
sustentabilidade, que preconiza o bem estar econômico, social e ambiental para as
presentes e futuras gerações, é necessário que outros temas de importância, sejam
mantidos na pauta das ações desenvolvidas no âmbito das entidades, principalmente
daquelas envolvidas com a formação dos jovens, que serão os responsáveis pelo destino do
país.
Neste sentido, é importante que os programas e ações de Educação Ambiental sejam
incrementados, a fim de manter em pauta o tema “Sustentabilidade”, evitando-se que ações
de formação e conscientização sobre o uso dos recursos ambientais em andamento caiam
no esquecimento neste primeiro semestre de 2014. Sendo assim, a Área de Educação
Ambiental da Reserva Biológica de Sooretama – ICMBio está propondo a realização do IV
Festival Estudantil de Musicas Ecológicas denominado IV FESMEC, que será efetivado com
base neste documento.
II – JUSTIFICATIVAS
A realização do IV FESMEC - Festival Estudantil de Músicas Ecológicas pela Reserva
Biológica de Sooretama, é mais uma forma de contribuir na formação dos jovens, pois
segundo RICCI, Sandra Mara, “As crianças que desenvolvem um trabalho com a música
apresentam melhor desempenho na escola e na vida como um todo e geralmente
apresentam notas mais elevadas quanto à aptidão escolar”. A valorização do contato da
criança com a música já era existente há tempos. Platão dizia que “a música é um
instrumento educacional mais potente do que qualquer outro”. Neste aspecto a
realização do festival é mais uma estratégia para inserir a questão ambiental no contexto das
escolas do entorno da Unidade de Conservação (UC), estimulando os jovens a compreender
melhor a realidade socioambiental a partir da problematização e reflexão sobre os fatores
que exercem influencia sobre o bem estar da sociedade no presente e perspectivas futuras.
4
A participação dos estudantes no festival implicará no envolvimento dos mesmos na
pesquisa sobre a temática proposta, para composição de letras com fundamento, definição
do gênero musical, estudo da música propriamente dito, o exercício do canto, a prática com
os instrumentos musicais, a busca de inspiração, que proporcione a expressão de ideias de
forma coesa e agradável ao público, além de proporcionar momentos de lazer e
estabelecimento de laços afetivos entre os diferentes grupos.
Certamente, um evento desta natureza contribuirá com o aperfeiçoamento dos
estudantes nas áreas do relacionamento sócio cultural, da pesquisa, da música e da arte,
focada no tema meio ambiente, tendo em vista a necessidade de maior interação dos
conteúdos acadêmicos com os temas relacionados com a sustentabilidade socioambiental, o
principal paradigma da atualidade. Além disso, a exteriorização de conhecimentos e
informações da área ambiental através da música tem um alcance importante para a
sociedade, tendo em vista que a mesma faz parte do dia-a-dia das pessoas, sendo
praticamente impossível encontrar alguém que despreze a música.
III – DOS OBJETIVOS
1) Estimular o interesse da comunidade estudantil ao engajamento na causa ambiental;
2) Divulgar através da música a importância da preservação dos recursos naturais para a
sustentabilidade do planeta;
3) Articulação com as instituições de ensino para mobilização dos estudantes em torno da
realização dos FESTIVAIS INTERNOS para escolha das canções para serem levadas ao IV
FESMEC no dia 06/06/2014;
4) Incentivar a musicalidade, expressão oral e escrita, criatividade artística e escrita, o
exercício da crítica construtiva, os relacionamentos e a solidariedade entre os seres
humanos e a natureza;
5) Promover a educação ambiental nas escolas visando a formação de pessoas
comprometidas com um modelo de vida sustentável e aptas a dialogar e propor medidas e
práticas sustentáveis a serem adotadas pelos diferentes segmentos da sociedade;
6) Denunciar e divulgar através da música a problemática e os conflitos ambientais que
ameaçam a sustentabilidade socioambiental das gerações presentes e futuras;
7) Chamar à reflexão e à consequente conscientização sobre o uso dos recursos naturais,
como a terra, água, florestas, fauna, ar, luz, entre outros;
5
8) Denunciar as atrocidades praticadas contra as demais formas de vida;
9) Promover a integração entre as comunidades limítrofes da Reserva Biológica de
Sooretama através da musica:
10) Divulgar canções que melhor expressem os objetivos propostos, atribuindo valores a
questão ambiental e as consequências sobre o mau uso dos recursos ambientais;
11) Destacar a luta de personalidades que fizeram história em defesa do meio ambiente e
dos habitantes da floresta;
12) Destacar a contribuição das Unidades de Conservação, com ênfase na Reserva
Biológica de Sooretama para a sustentabilidade das regiões em que se encontram inseridas.
- IMAGENS DO I FESTIVAL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS – RBS
IV – DA ORGANIZAÇÃO (ANEXO I)
a) Fases do IV FESMEC
- PRIMEIRA FASE
6
Divulgação e articulação junto às escolas, secretarias de educação e meio ambiente, SEDU
e outros;
- SEGUNDA FASE
Mobilização no âmbito das escolas para a realização de festivais internos visando a escolha
da melhor canção e a inscrição dos participantes no IV FESMEC;
- TERCEIRA FASE
- Realização da culminância do IV FESMEC no dia 06/06/2014 para apresentação das
músicas indicadas pelas escolas, além de outras atividades.
§ 1° - Para a culminância do evento serão inscritas 24 (vinte e quatro escolas) sendo 06
(seis) escolas do município de Linhares, 06 (seis) escolas do município de Sooretama, 06
(seis) escolas do município de Jaguaré e 06 (seis) escolas do município de Vila Valério;
§ 2° - O grupo de 06 (seis) escolas que representará cada município será composto por
escolas do ensino público e escolas do ensino privado de acordo com as seguintes
categorias:
a) Escolas do Ensino Público: total de 04 (quatro) escolas, sendo
- Categoria Ensino Fundamental: 03 (três) escolas;
- Categoria Ensino Médio: 01 (uma) escola.
b) Escolas do Ensino Privado: total de 02 (duas) escolas, sendo
- Categoria Ensino Fundamental: 01 (uma) escola;
- Categoria Ensino Médio: 01 (uma) escola.
§ 3° - Os municípios que possuem escolas privadas em apenas uma das categorias poderão
inscrever as duas vagas oferecidas na mesma categoria;
§ 4° - Os municípios que não possuem escolas do ensino privado ou não efetivarem sua
inscrição em qualquer uma das categorias até a data prevista, as vagas serão destinadas às
escolas do ensino público na sua respectiva categoria. Da mesma forma, as vagas
destinadas às escolas do ensino público dos municípios, que não efetivarem sua inscrição
até a data prevista em qualquer uma das categorias, serão destinadas ao ensino privado do
respectivo município;
7
§ 5° - As seis (06) vagas destinadas ao município, que eventualmente não forem preenchidas
por nenhuma das categorias serão redistribuídas ao ensino público dos demais municípios
participantes do IV FESMEC.
OBSERVAÇÃO: A culminância do evento será realizada na Quadra Poliesportiva do Colégio
Estadual Cândido Portinari no Patrimônio do Juncado, município de Sooretama, Espírito
Santo.
b) Cabe a Área de Educação Ambiental – AEA da Reserva Biológica de
Sooretama/ICMBio:
I - o planejamento do IV FESMEC;
II - a articulação com as escolas e instituições afins;
III - a adequação/preparação do espaço para realização do evento;
IV - a busca de parcerias e apoio logístico;
V - a arrecadação de prêmios;
VI - a coordenação da culminância do evento no dia 06/06/2014 (Dia Mundial do Meio
Ambiente (05/06).
Cabe às escolas que participarão do festival:
a) Divulgação, apoio e mobilização interna dos alunos para escolha da melhor canção
para ser levada ao IV FESMEC;
b) Organizar os grupos (intérpretes e torcida) e providenciar transporte e alimentação
para os alunos e comitivas inscritas;
c) Indicar um representante da escola como ponto focal para interface com a
organização do IV FESMEC;
d) Providenciar junto aos responsáveis pelos jovens (pais) o termo de
responsabilidade/autorização para o mesmo participar do evento.
OBSERVAÇÕES: I - Todas as despesas pessoais referentes à participação dos
alunos no IV FESMEC serão da responsabilidade de cada participante e/ou entidade
educativa;
8
II – A Comissão Organizadora do IV FESMEC poderá intermediar a
viabilização do fornecimento de alimentação na modalidade de self-service ou
marmitex fornecida por empresa especializada a ser pago pelos alunos no dia do
evento, desde que manifestado o interesse no ato da inscrição dos candidatos e da
comitiva (18/04/2014), informando o número de refeições a serem servidas.
V – PÚBLICO ALVO
Alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio das escolas públicas e privadas dos
municípios com área territorial inserida na Reserva Biológica de Sooretama (Linhares,
Sooretama, Jaguaré e Vila Valério).
VI – EXPECTATIVA DE PÚBLICO NO EVENTO
- Público direto – 1,8 mil participantes (representado pelos alunos da escola anfitriã,
comitivas de alunos das escolas inscritas, docentes e apoiadores), que participarão da
culminância do IV FESMEC no dia 06/06/2014;
- Público indireto – aproximadamente 25 mil pessoas (representado pelo universo de
alunos, docentes e apoiadores que participarão da mobilização interna nas escolas na fase
de escolha da música para ser levada ao IV FESMEC);
- Outros – 325 pessoas (representado pelo publico não estudantil, que participará nos
preparativos e culminância).
VII – RESULTADOS ESPERADOS
- Maior participação do público estudantil nas discussões acerca da conservação
ambiental e da sustentabilidade socioambiental;
- Difusão e compreensão da temática no ambiente escolar e integrar o tema na sua
rotina diária visando a melhoria da qualidade ambiental na comunidade e áreas de influência
das escolas;
- Que os participantes do evento atuem como replicadores do conhecimento
conservacionista, aplicando-os em atitudes diárias sustentáveis;
- Estabelecer um momento para reflexão e aprofundamento sobre a temática ambiental;
- Estreitamento das relações e uma melhor interação da comunidade escolar da região
com o maior remanescente de área protegida de Mata Atlântica do Espírito Santo.
9
VIII – PRINCIPAIS DEMANDAS PARA REALIZAÇÃO DO IV FESMEC
a) Apoio institucional
I - Acolhimento da proposta pelas entidades (Secretarias Municipais,
Superintendência, Escolas Municipais e Estaduais, Gestores, Estudantes, Apoiadores, etc);
II - Mobilização interna para escolha da canção, indicação e inscrição das escolas.
b) Apoio de terceiros (empresas e outros)
I - Montagem de palco, sonorização, arquibancadas;
II - Transporte e alimentação das comitivas;
III - Lanches para os participantes;
IV - Arrecadação de prêmios e brindes;
V - Confecção de camisetas e outros materiais de apoio;
VI - Confecção de faixas e banners;
VII - Despesas com consultorias;
VIII – Produção de material gráfico e divulgação.
XIV – Outros
XIV – PLANILHA ESTIMATIVA (ANEXO II)
Valdir Martins dos Santos
Analista Ambiental
RBS/ICMBio
10
ANEXO I
REGULAMENTO DO IV FESTIVAL ESTUDANTIL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS
I – DA PROMOÇÃO
- É uma ação de caráter educativo promovida pela Área de Educação Ambiental da Reserva
Biológica de Sooretama, Unidade de Conservação vinculada ao Instituto Chico Mendes de
Conservação da Biodiversidade – ICMBio – MMA;
- O festival consistirá no conjunto de apresentações musicais, previamente selecionadas no
âmbito das escolas participantes/inscritas;
- A temática abordada será o relacionamento do ser humano com o meio ambiente natural
nos seus diversos aspectos, com ênfase no uso, conservação e consequências das ações
humanas para as gerações presentes e futuras e para o planeta;
- Serão apoiadores do evento:
a) as escolas do ensino fundamental e ensino médio dos municípios de Linhares,
Sooretama, Vila Valério e Jaguaré, através da mobilização interna para participação dos
alunos na produção e apresentação das composições musicais;
b) as empresas locais através do apoio institucional, financeiro ou logístico para viabilizar
a realização do IV FESMEC;
c) membros da comunidade na organização do evento;
d) as prefeituras municipais através das suas Secretarias Municipais de Educação e
Secretarias Municipais de Meio Ambiente;
e) outras entidades.
II - DO CONCURSO
a) As letras das músicas deverão focar claramente a questão ecológica (local e/ou
planetária), não sendo aceitas músicas que não se enquadrem dentro da temática proposta;
b) A LETRA da música deverá ser em língua portuguesa e inédita, ou seja, que não tenha
sido gravada ou publicada em quaisquer meios de comunicação;
c) A MELODIA da música poderá ser inédita ou proveniente de músicas já existentes, sob a
forma de paródia, cabendo ao intérprete à responsabilidade pelo uso de produção de
terceiros;
11
d) As músicas deverão ser apresentadas com acompanhamento ao vivo;
e) A inscrição de músicas com letras que contenham termos de baixo nível e/ou que
denotem sentido duplo serão vetadas do concurso;
f) Não será aceita a inscrição de músicas que contrariem os preceitos constitucionais no
tocante a discriminação entre pessoas sob qualquer aspecto;
g) Para efeitos do concurso, uma música será considerada como o conteúdo representado
pela letra interpretada por um ou mais intérpretes/cantores, acompanhada de uma melodia
executada por um ou mais instrumentista(s);
h) Poderão participar do concurso estudantes cursando até o 3° ano do ensino médio e
regularmente matriculados no ano de 2014, nas escolas públicas ou privadas dos
municípios do entorno da UC (Linhares, Sooretama, Jaguaré e Vila Valério);
i) Serão permitidas as participações de não estudantes apenas como instrumentistas,
podendo estes estarem presentes em quantas apresentações couber, desde que
devidamente mencionados no ato da inscrição da música e participado dos ensaios junto ao
intérprete;
j) Cada escola poderá inscrever apenas (01) intérprete individual ou (01) grupo de intérpretes
para concorrerem no IV FESMEC;
k) É vetada a participação no concurso de membros da comissão organizadora e banca
julgadora, seja como instrumentista, intérprete ou compositor;
l) É obrigatório a decência dos trajes e coreografias.
III – DA DIVULGAÇÃO
A divulgação será efetuada mediante:
- Agendamento de reuniões conjuntas com as Secretarias de Educação e Secretarias de
Meio Ambiente municipais, Superintendência Regional de Educação (SEDU), para
articulação, apresentação do projeto, coleta de subsídio e outros;
- Agendamento de reuniões com a direção das escolas para apresentação do projeto e
outros materiais de divulgação;
- Agendamento de reuniões com outras entidades afins e entrega da cópia do presente
documento;
- Fixação de cartazes em locais de acesso livre aos estudantes;
- Outros meios de comunicação.
12
IV - DA FASE PREPARATÓRIA E RESPONSABILIDADES
I – A Área de Educação Ambiental (AEA) da REBIO Sooretama poderá participar das
atividades preparatórias para o festival nas escolas desde que demandada pelas mesmas;
II – A participação da AEA dar-se-á na forma de orientações, monitoramento de visitas de
grupos na Unidade de Conservação, palestras, apresentações sobre temas pertinentes à
temática do festival e sugestão de temas para as composições;
III – Produção da identidade visual do IV FESMEC (logomarca padrão e outros).
V - DAS INSCRIÇÕES
1) As inscrições deverão ser feitas pelas escolas até o dia 18 de abril de 2014
diretamente com a Comissão Organizadora através do e-mail visita.rebio@gmail.com, por
meio do preenchimento da Ficha Padrão (em anexo). Informações complementares podem
ser solicitadas pelos números 027 99991-2366 ou 027 99602-5306;
Parágrafo único: Conforme estabelecido no item IV – DA ORGANIZAÇÃO -
TERCEIRA FASE, a escola inscreverá apenas uma música, indicando claramente a
categoria a qual o(s) intérprete(s) estará representando tendo em vista que a classificação
final ocorrerá por categoria, sendo:
a) Categoria Ensino Fundamental: 1° e 2° lugares;
b) Categoria Ensino Médio: 1° e 2° lugares.
2) As letras originais das músicas deverão ser digitalizadas e enviadas por e-mail para
visita.rebio@gmail.com com o carimbo da escola, contendo a autoria e nome do(s)
intérpretes, bem como o(s) nome(s) do(s) instrumentista(s), impreterivelmente até o
dia 16 de maio de 2014;
3) O intérprete deverá estar matriculado e cursando regularmente qualquer ano em
escolas até o 3° ano do ensino médio dos municípios do entorno da Reserva Biológica
de Sooretama (Linhares, Sooretama, Jaguaré e Vila Valério), devendo este indicar no
ato da inscrição o nome ou nomes do instrumentista(s) que podem ser, ou não,
estudantes que comporão o conjunto para apresentação da música. No ato da
inscrição cada intérprete poderá inscrever apenas uma música;
13
4) Após o encerramento do prazo do envio das letras das músicas, a comissão
organizadora poderá vetar letras incompatíveis com a temática do IV FESMEC.
VI - DAS APRESENTAÇÕES
1) Todas as escolas regularmente inscritas até a data estabelecida (18/04/2014) e entrega
das letras em 16/05/2014 receberão uma cópia com detalhes sobre a programação final do
evento que ocorrerá no dia 06/06/2014;
2) O evento ocorrerá na Quadra Poliesportiva do Colégio Cândido Portinari, localizado no
distrito do Juncado, município de Sooretama – ES, com início das atividades previstas para
as 07h30min horas do dia 06 de junho de 2014 (sexta-feira) e encerramento às 18:00 horas.
3) A ordem de apresentação dos intérpretes será por intermédio de sorteio, após a abertura
do evento;
Parágrafo único: No sorteio da ordem das apresentações das músicas não haverá distinção
entre categorias, podendo ser intercaladas uma apresentação da categoria ensino
fundamental, seguida por uma ou mais apresentações da categoria ensino médio ou vice-
versa, porém os jurados preencherão a ficha de avaliação considerando a respectiva
categoria.
OBSERVAÇÃO: No eventual atraso da chegada da escola sorteada, a apresentação da
mesma será automaticamente remanejada para ser realizada somente após as demais
escolas presentes.
4) A fim de não comprometer o tempo de duração do IV FESMEC previsto para
encerramento ás 18:00 horas, para o quesito tempo, o júri atribuirá nota entre 0,5 a dez para
o intérprete e seu instrumentista que cumprir sua apresentação em ate doze minutos. O júri
poderá conceder um tempo extra de até três minutos caso necessário. Neste caso o
interprete perde o direito de receber a nota máxima de dez pontos para o quesito tempo.
Para o intérprete que ultrapassar quinze minutos será descontado na média final do
somatório de todos os quesitos, um (01) ponto para cada minuto de acréscimo acima dos
quinze minutos previstos no regulamento.
5) O evento disponibilizará o equipamento de sonorização básico (caixas de som,
microfones e bateria), mas cada intérprete acompanhado pelos seus instrumentistas deverão
levar seus próprios instrumentos musicais, como violão, guitarra e outros;
6) Cada comitiva escolar deverá se apresentar vestindo uniforme oficial da escola.
14
§ 1° - Os representantes – intérprete(s) e instrumentista(s) - deverão se apresentar vestindo
camisetas confeccionadas a critério da escola, devendo estas conter em destaque na altura
do peito a marca padrão do IV FESMEC;
§ 2° - Da mesma forma, é recomendável que as comitivas substituam o uniforme oficial por
camisetas alusivas ao festival confeccionadas a critério da escola, devendo estas conter em
destaque na altura do peito, a marca padrão do IV FESMEC.
OBSERVAÇÃO: Cada comitiva deverá vir acompanhada de um coordenador que
deverá apresentar na entrada do IV FESMEC uma lista com identificação da escola,
coordenador e dos integrantes.
- IMAGENS DO II FESTIVAL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS – RBS
VII - DOS JULGAMENTOS
1) Será constituída uma comissão julgadora composta por no mínimo 03 (três) jurados para
julgamento das apresentações, podendo estes atribuir notas finais entre 0,5 à 10,0 pontos ao
interprete de acordo com a somatória dos pontos atribuídos a cada quesito definidos no item
15
05 deste texto, descrito abaixo. Serão considerados classificados para etapa final no
universo das escolas inscritas 02 (dois) intérpretes por categoria, que obtiverem a maior
somatória das notas atribuídas pelo júri;
2) Os 02 (dois) primeiros intérpretes por categoria deverão ser submetidos a novo julgamento
(segunda fase), com a reapresentação da música classificada na primeira fase;
3) Os critérios a serem utilizados pelo júri na segunda fase serão os mesmos utilizados na
primeira fase;
4) Será considerado(a) vencedor(a) em primeiro lugar por categoria do IV FESMEC o(a)
intérprete que obtiver melhor pontuação na segunda fase do julgamento;
5) A avaliação será realizada com base nos 05 (cinco) quesitos abaixo:
I - Letra e adequação ao tema
II - Duração da musica e adequação ao tempo
III - Postura/presença de palco
IV - Criatividade/contextualização
V - Harmonia, integração, ritmo.
Para cada quesito supracitado será atribuído uma nota conforme o seguinte critério:
- Conceito REGULAR (R): será atribuída pontuação no intervalo entre 0,1 a 0,5 (inclusive);
- Conceito BOM (B): será atribuída pontuação no intervalo entre 0,6 a 1,0 (inclusive);
- Conceito ÓTIMO (O): será atribuída pontuação no intervalo entre 1,1 a 1,5 (inclusive);
- Conceito EXCELENTE (E): será atribuída pontuação no intervalo entre 1,6 a 2,0 (inclusive)
Exemplo:
Categoria: Nível fundamental Interprete:Claúdio P. Escola:PIO XII Município: Jaguaré
Canção: ......................................................................................................................................
Quesito R B O E Σ
1) Letra e adequação ao tema 1,8 1,8
2) Duração da musica e adequação ao tempo 0,5 0,5
3) Postura/presença de palco 1,4 1,4
4) Criatividade/contextualização 2,0 2,0
16
5) Harmonia, integração, ritmo 0,8 0,8
Nota final do intérprete 6,5
6) Cada membro da comissão julgadora receberá uma pasta contendo uma cópia original da
letra da musica que concorrerá no IV FESMEC, devidamente carimbada pela escola;
7) CRITÉRIOS DE DESEMPATE:
a) Presença da escola no momento do sorteio da ordem das apresentações
(pontualidade);
b) Maior média das notas atribuída pelo júri no quesito “1) Letra e adequação ao
tema”;
c) Maior média das notas atribuída pelo júri no quesito “3) Postura/presença de
palco”.
VIII – DAS PREMIAÇÕES
- Será garantido um prêmio aos classificados em primeiro e segundo lugar por categoria,
além de um prêmio para a escola do intérprete vencedor em primeiro lugar por categoria (06
premiações);
- Haverá um brinde para os instrumentistas do intérprete vencedor em primeiro lugar de cada
categoria (2 brindes).
IX - DO ENCERRAMENTO
O encerramento far-se-á com a reapresentação das músicas classificadas em primeiro
lugar de ambas as categorias do IV FESMEC, entrega dos prêmios e distribuição de mudas
de espécies florestais.
OBS: Serão distribuídas mudas de espécies nativas e outras a todos os participantes
como incentivo a compensar a produção de carbono gerado com a realização do IV
FESMEC.
17
ANEXO II
- Planilha estimativa de custos
ANEXO III
- Ficha de inscrição
COMISSÃO ORGANIZADORA
Valdir Martins dos Santos – RBS/ICMBIO
Marcel Redling Moreno – RBS/ICMBIO
Davi Bergamo – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Fabiana de Mendonça Cruz – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Rarissa Bayer de Menezes – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Ruan Preato Deolindo - RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Sheyla Dantas Rosse de Souza – RBS/IEMA
Antônio Alves Braga - Comunidade
Profª Valéria – Diretora do Colégio Estadual Cândido Portinari
EQUIPE DE APOIO
Sebastião Peroni – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Amadeu de Oliveira – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Élio de Menezes – RBS/ICMBio/LINCOLN
Alessandro Frank Monteiro – RBS/ICMBio/LINCOLN
Marinalda Guinazi - RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS
Eliton de Almeida Lima
CHEFE DA RESERVA BIOLÓGICA DE SOORETAMA/ICMBio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Periódico Extensão Rural 2011-1
Periódico Extensão Rural 2011-1Periódico Extensão Rural 2011-1
Periódico Extensão Rural 2011-1Ezequiel Redin
 
Apresentacao ivcnijma final_09_junho
Apresentacao ivcnijma final_09_junhoApresentacao ivcnijma final_09_junho
Apresentacao ivcnijma final_09_junhoRicardo Ferrao
 
Apresentacao passo a_passo
Apresentacao passo a_passoApresentacao passo a_passo
Apresentacao passo a_passoRicardo Ferrao
 
Matriz ultima dudu revisado
Matriz ultima  dudu revisadoMatriz ultima  dudu revisado
Matriz ultima dudu revisadoEduardo Bueno
 
Relatório cme 2009 2010
Relatório cme 2009  2010Relatório cme 2009  2010
Relatório cme 2009 2010cmepbi
 

Mais procurados (7)

Periódico Extensão Rural 2011-1
Periódico Extensão Rural 2011-1Periódico Extensão Rural 2011-1
Periódico Extensão Rural 2011-1
 
Apresentacao ivcnijma final_09_junho
Apresentacao ivcnijma final_09_junhoApresentacao ivcnijma final_09_junho
Apresentacao ivcnijma final_09_junho
 
Jornal escola viva 5
Jornal escola viva 5Jornal escola viva 5
Jornal escola viva 5
 
Apresentacao passo a_passo
Apresentacao passo a_passoApresentacao passo a_passo
Apresentacao passo a_passo
 
Boletim abril 15.05 (1)
Boletim abril 15.05 (1)Boletim abril 15.05 (1)
Boletim abril 15.05 (1)
 
Matriz ultima dudu revisado
Matriz ultima  dudu revisadoMatriz ultima  dudu revisado
Matriz ultima dudu revisado
 
Relatório cme 2009 2010
Relatório cme 2009  2010Relatório cme 2009  2010
Relatório cme 2009 2010
 

Semelhante a Edital IV FESMEC

apresentacao-ceijma.pdf
apresentacao-ceijma.pdfapresentacao-ceijma.pdf
apresentacao-ceijma.pdfnfxqieunpq
 
Regulamento Nacional Conferência
Regulamento  Nacional ConferênciaRegulamento  Nacional Conferência
Regulamento Nacional ConferênciaSabrina Amaral
 
Correio da paz out nov 2013
Correio da paz out nov 2013Correio da paz out nov 2013
Correio da paz out nov 2013Amorim Albert
 
Projeto Música na Escola. Musicart.
Projeto Música na Escola. Musicart. Projeto Música na Escola. Musicart.
Projeto Música na Escola. Musicart. Seduc MT
 
Relatório NURES - 2012
Relatório NURES - 2012Relatório NURES - 2012
Relatório NURES - 2012coeppelotas
 
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICOAPRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICOMarcio Souza Reis
 
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVAIII SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVAAucione Aguiar
 
Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01
Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01
Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01Geam Ufpa
 
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVAIII SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVAAucione Aguiar
 

Semelhante a Edital IV FESMEC (20)

apresentacao-ceijma.pdf
apresentacao-ceijma.pdfapresentacao-ceijma.pdf
apresentacao-ceijma.pdf
 
Regulamento estadual CNIJMA 2013
Regulamento estadual CNIJMA 2013Regulamento estadual CNIJMA 2013
Regulamento estadual CNIJMA 2013
 
Regulamento Nacional Conferência
Regulamento  Nacional ConferênciaRegulamento  Nacional Conferência
Regulamento Nacional Conferência
 
2014 disciplinas-diversificadas- 1-
2014 disciplinas-diversificadas- 1-2014 disciplinas-diversificadas- 1-
2014 disciplinas-diversificadas- 1-
 
Correio da paz out nov 2013
Correio da paz out nov 2013Correio da paz out nov 2013
Correio da paz out nov 2013
 
Projeto Música na Escola. Musicart.
Projeto Música na Escola. Musicart. Projeto Música na Escola. Musicart.
Projeto Música na Escola. Musicart.
 
Relatório NURES - 2012
Relatório NURES - 2012Relatório NURES - 2012
Relatório NURES - 2012
 
PROJETO MOMENTO CÍVICO
PROJETO MOMENTO CÍVICOPROJETO MOMENTO CÍVICO
PROJETO MOMENTO CÍVICO
 
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICOAPRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
 
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVAIII SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
 
Regulamento estadual
Regulamento estadualRegulamento estadual
Regulamento estadual
 
Inf historia 4
Inf historia 4Inf historia 4
Inf historia 4
 
Boletim outubro (1) (1)
Boletim outubro (1) (1)Boletim outubro (1) (1)
Boletim outubro (1) (1)
 
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da LagoaSobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
 
Ambiental 3
Ambiental 3Ambiental 3
Ambiental 3
 
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da LagoaSobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
 
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoaSobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
 
Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01
Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01
Revista Brasileira de Educação Ambiental - Edição 01
 
Proposta de plano de intervenção
Proposta de plano de intervençãoProposta de plano de intervenção
Proposta de plano de intervenção
 
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVAIII SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
III SEMINÁRIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL XIV SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA
 

Último

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 

Edital IV FESMEC

  • 1. 1
  • 2. 2 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE - MMA Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio Reserva Biológica de Sooretama - RBS DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE PROGRAMAÇÃO PARA A SEMANA DO MEIO AMBIENTE a) MOSTRA DE VÍDEOS AMBIENTAIS b) CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL NA BR-101 c) IV FESTIVAL ESTUDANTIL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS DA RESERVA BIOLÓGICA DE SOORETAMA – ICMBio SOBRE O FESTIVAL I - INTRODUÇÃO Em 2014 estará em evidência um tema que representa a maior paixão do povo brasileiro “A Copa do Mundo da FIFA”, a ser realizada em solo pátrio no primeiro semestre deste ano, quando a atenção da maioria da sociedade estará voltada para a realização do evento. Em verdade, pode-se dizer que todos os segmentos sociais independentes de idade, gênero, raça e religião estarão de uma forma ou de outra atentas ao desenrolar dos fatos até sua culminância no dia 13 de julho de 2014. Sabe-se que a realização de um evento dessa envergadura proporciona inúmeros impactos positivos na sociedade que o promove, indo desde a criação de oportunidades,
  • 3. 3 geração de empregos e renda, melhorias na infraestrutura e facilidade no intercâmbio com outros povos. Por outro lado, a geração de um passivo ambiental é quase inevitável, tendo em vista a diversidade de fatores envolvidos na realização do evento, como as grandes obras, produção de CO2 e consumo de matérias primas que serão obtidas a partir da exploração dos recursos naturais, como a terra, a água, entre outros. É inegável que a realização da Copa do Mundo estabelecerá no país um clima festivo que facilitará a aproximação das pessoas em torno do assunto, porém, do ponto de vista da sustentabilidade, que preconiza o bem estar econômico, social e ambiental para as presentes e futuras gerações, é necessário que outros temas de importância, sejam mantidos na pauta das ações desenvolvidas no âmbito das entidades, principalmente daquelas envolvidas com a formação dos jovens, que serão os responsáveis pelo destino do país. Neste sentido, é importante que os programas e ações de Educação Ambiental sejam incrementados, a fim de manter em pauta o tema “Sustentabilidade”, evitando-se que ações de formação e conscientização sobre o uso dos recursos ambientais em andamento caiam no esquecimento neste primeiro semestre de 2014. Sendo assim, a Área de Educação Ambiental da Reserva Biológica de Sooretama – ICMBio está propondo a realização do IV Festival Estudantil de Musicas Ecológicas denominado IV FESMEC, que será efetivado com base neste documento. II – JUSTIFICATIVAS A realização do IV FESMEC - Festival Estudantil de Músicas Ecológicas pela Reserva Biológica de Sooretama, é mais uma forma de contribuir na formação dos jovens, pois segundo RICCI, Sandra Mara, “As crianças que desenvolvem um trabalho com a música apresentam melhor desempenho na escola e na vida como um todo e geralmente apresentam notas mais elevadas quanto à aptidão escolar”. A valorização do contato da criança com a música já era existente há tempos. Platão dizia que “a música é um instrumento educacional mais potente do que qualquer outro”. Neste aspecto a realização do festival é mais uma estratégia para inserir a questão ambiental no contexto das escolas do entorno da Unidade de Conservação (UC), estimulando os jovens a compreender melhor a realidade socioambiental a partir da problematização e reflexão sobre os fatores que exercem influencia sobre o bem estar da sociedade no presente e perspectivas futuras.
  • 4. 4 A participação dos estudantes no festival implicará no envolvimento dos mesmos na pesquisa sobre a temática proposta, para composição de letras com fundamento, definição do gênero musical, estudo da música propriamente dito, o exercício do canto, a prática com os instrumentos musicais, a busca de inspiração, que proporcione a expressão de ideias de forma coesa e agradável ao público, além de proporcionar momentos de lazer e estabelecimento de laços afetivos entre os diferentes grupos. Certamente, um evento desta natureza contribuirá com o aperfeiçoamento dos estudantes nas áreas do relacionamento sócio cultural, da pesquisa, da música e da arte, focada no tema meio ambiente, tendo em vista a necessidade de maior interação dos conteúdos acadêmicos com os temas relacionados com a sustentabilidade socioambiental, o principal paradigma da atualidade. Além disso, a exteriorização de conhecimentos e informações da área ambiental através da música tem um alcance importante para a sociedade, tendo em vista que a mesma faz parte do dia-a-dia das pessoas, sendo praticamente impossível encontrar alguém que despreze a música. III – DOS OBJETIVOS 1) Estimular o interesse da comunidade estudantil ao engajamento na causa ambiental; 2) Divulgar através da música a importância da preservação dos recursos naturais para a sustentabilidade do planeta; 3) Articulação com as instituições de ensino para mobilização dos estudantes em torno da realização dos FESTIVAIS INTERNOS para escolha das canções para serem levadas ao IV FESMEC no dia 06/06/2014; 4) Incentivar a musicalidade, expressão oral e escrita, criatividade artística e escrita, o exercício da crítica construtiva, os relacionamentos e a solidariedade entre os seres humanos e a natureza; 5) Promover a educação ambiental nas escolas visando a formação de pessoas comprometidas com um modelo de vida sustentável e aptas a dialogar e propor medidas e práticas sustentáveis a serem adotadas pelos diferentes segmentos da sociedade; 6) Denunciar e divulgar através da música a problemática e os conflitos ambientais que ameaçam a sustentabilidade socioambiental das gerações presentes e futuras; 7) Chamar à reflexão e à consequente conscientização sobre o uso dos recursos naturais, como a terra, água, florestas, fauna, ar, luz, entre outros;
  • 5. 5 8) Denunciar as atrocidades praticadas contra as demais formas de vida; 9) Promover a integração entre as comunidades limítrofes da Reserva Biológica de Sooretama através da musica: 10) Divulgar canções que melhor expressem os objetivos propostos, atribuindo valores a questão ambiental e as consequências sobre o mau uso dos recursos ambientais; 11) Destacar a luta de personalidades que fizeram história em defesa do meio ambiente e dos habitantes da floresta; 12) Destacar a contribuição das Unidades de Conservação, com ênfase na Reserva Biológica de Sooretama para a sustentabilidade das regiões em que se encontram inseridas. - IMAGENS DO I FESTIVAL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS – RBS IV – DA ORGANIZAÇÃO (ANEXO I) a) Fases do IV FESMEC - PRIMEIRA FASE
  • 6. 6 Divulgação e articulação junto às escolas, secretarias de educação e meio ambiente, SEDU e outros; - SEGUNDA FASE Mobilização no âmbito das escolas para a realização de festivais internos visando a escolha da melhor canção e a inscrição dos participantes no IV FESMEC; - TERCEIRA FASE - Realização da culminância do IV FESMEC no dia 06/06/2014 para apresentação das músicas indicadas pelas escolas, além de outras atividades. § 1° - Para a culminância do evento serão inscritas 24 (vinte e quatro escolas) sendo 06 (seis) escolas do município de Linhares, 06 (seis) escolas do município de Sooretama, 06 (seis) escolas do município de Jaguaré e 06 (seis) escolas do município de Vila Valério; § 2° - O grupo de 06 (seis) escolas que representará cada município será composto por escolas do ensino público e escolas do ensino privado de acordo com as seguintes categorias: a) Escolas do Ensino Público: total de 04 (quatro) escolas, sendo - Categoria Ensino Fundamental: 03 (três) escolas; - Categoria Ensino Médio: 01 (uma) escola. b) Escolas do Ensino Privado: total de 02 (duas) escolas, sendo - Categoria Ensino Fundamental: 01 (uma) escola; - Categoria Ensino Médio: 01 (uma) escola. § 3° - Os municípios que possuem escolas privadas em apenas uma das categorias poderão inscrever as duas vagas oferecidas na mesma categoria; § 4° - Os municípios que não possuem escolas do ensino privado ou não efetivarem sua inscrição em qualquer uma das categorias até a data prevista, as vagas serão destinadas às escolas do ensino público na sua respectiva categoria. Da mesma forma, as vagas destinadas às escolas do ensino público dos municípios, que não efetivarem sua inscrição até a data prevista em qualquer uma das categorias, serão destinadas ao ensino privado do respectivo município;
  • 7. 7 § 5° - As seis (06) vagas destinadas ao município, que eventualmente não forem preenchidas por nenhuma das categorias serão redistribuídas ao ensino público dos demais municípios participantes do IV FESMEC. OBSERVAÇÃO: A culminância do evento será realizada na Quadra Poliesportiva do Colégio Estadual Cândido Portinari no Patrimônio do Juncado, município de Sooretama, Espírito Santo. b) Cabe a Área de Educação Ambiental – AEA da Reserva Biológica de Sooretama/ICMBio: I - o planejamento do IV FESMEC; II - a articulação com as escolas e instituições afins; III - a adequação/preparação do espaço para realização do evento; IV - a busca de parcerias e apoio logístico; V - a arrecadação de prêmios; VI - a coordenação da culminância do evento no dia 06/06/2014 (Dia Mundial do Meio Ambiente (05/06). Cabe às escolas que participarão do festival: a) Divulgação, apoio e mobilização interna dos alunos para escolha da melhor canção para ser levada ao IV FESMEC; b) Organizar os grupos (intérpretes e torcida) e providenciar transporte e alimentação para os alunos e comitivas inscritas; c) Indicar um representante da escola como ponto focal para interface com a organização do IV FESMEC; d) Providenciar junto aos responsáveis pelos jovens (pais) o termo de responsabilidade/autorização para o mesmo participar do evento. OBSERVAÇÕES: I - Todas as despesas pessoais referentes à participação dos alunos no IV FESMEC serão da responsabilidade de cada participante e/ou entidade educativa;
  • 8. 8 II – A Comissão Organizadora do IV FESMEC poderá intermediar a viabilização do fornecimento de alimentação na modalidade de self-service ou marmitex fornecida por empresa especializada a ser pago pelos alunos no dia do evento, desde que manifestado o interesse no ato da inscrição dos candidatos e da comitiva (18/04/2014), informando o número de refeições a serem servidas. V – PÚBLICO ALVO Alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio das escolas públicas e privadas dos municípios com área territorial inserida na Reserva Biológica de Sooretama (Linhares, Sooretama, Jaguaré e Vila Valério). VI – EXPECTATIVA DE PÚBLICO NO EVENTO - Público direto – 1,8 mil participantes (representado pelos alunos da escola anfitriã, comitivas de alunos das escolas inscritas, docentes e apoiadores), que participarão da culminância do IV FESMEC no dia 06/06/2014; - Público indireto – aproximadamente 25 mil pessoas (representado pelo universo de alunos, docentes e apoiadores que participarão da mobilização interna nas escolas na fase de escolha da música para ser levada ao IV FESMEC); - Outros – 325 pessoas (representado pelo publico não estudantil, que participará nos preparativos e culminância). VII – RESULTADOS ESPERADOS - Maior participação do público estudantil nas discussões acerca da conservação ambiental e da sustentabilidade socioambiental; - Difusão e compreensão da temática no ambiente escolar e integrar o tema na sua rotina diária visando a melhoria da qualidade ambiental na comunidade e áreas de influência das escolas; - Que os participantes do evento atuem como replicadores do conhecimento conservacionista, aplicando-os em atitudes diárias sustentáveis; - Estabelecer um momento para reflexão e aprofundamento sobre a temática ambiental; - Estreitamento das relações e uma melhor interação da comunidade escolar da região com o maior remanescente de área protegida de Mata Atlântica do Espírito Santo.
  • 9. 9 VIII – PRINCIPAIS DEMANDAS PARA REALIZAÇÃO DO IV FESMEC a) Apoio institucional I - Acolhimento da proposta pelas entidades (Secretarias Municipais, Superintendência, Escolas Municipais e Estaduais, Gestores, Estudantes, Apoiadores, etc); II - Mobilização interna para escolha da canção, indicação e inscrição das escolas. b) Apoio de terceiros (empresas e outros) I - Montagem de palco, sonorização, arquibancadas; II - Transporte e alimentação das comitivas; III - Lanches para os participantes; IV - Arrecadação de prêmios e brindes; V - Confecção de camisetas e outros materiais de apoio; VI - Confecção de faixas e banners; VII - Despesas com consultorias; VIII – Produção de material gráfico e divulgação. XIV – Outros XIV – PLANILHA ESTIMATIVA (ANEXO II) Valdir Martins dos Santos Analista Ambiental RBS/ICMBio
  • 10. 10 ANEXO I REGULAMENTO DO IV FESTIVAL ESTUDANTIL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS I – DA PROMOÇÃO - É uma ação de caráter educativo promovida pela Área de Educação Ambiental da Reserva Biológica de Sooretama, Unidade de Conservação vinculada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio – MMA; - O festival consistirá no conjunto de apresentações musicais, previamente selecionadas no âmbito das escolas participantes/inscritas; - A temática abordada será o relacionamento do ser humano com o meio ambiente natural nos seus diversos aspectos, com ênfase no uso, conservação e consequências das ações humanas para as gerações presentes e futuras e para o planeta; - Serão apoiadores do evento: a) as escolas do ensino fundamental e ensino médio dos municípios de Linhares, Sooretama, Vila Valério e Jaguaré, através da mobilização interna para participação dos alunos na produção e apresentação das composições musicais; b) as empresas locais através do apoio institucional, financeiro ou logístico para viabilizar a realização do IV FESMEC; c) membros da comunidade na organização do evento; d) as prefeituras municipais através das suas Secretarias Municipais de Educação e Secretarias Municipais de Meio Ambiente; e) outras entidades. II - DO CONCURSO a) As letras das músicas deverão focar claramente a questão ecológica (local e/ou planetária), não sendo aceitas músicas que não se enquadrem dentro da temática proposta; b) A LETRA da música deverá ser em língua portuguesa e inédita, ou seja, que não tenha sido gravada ou publicada em quaisquer meios de comunicação; c) A MELODIA da música poderá ser inédita ou proveniente de músicas já existentes, sob a forma de paródia, cabendo ao intérprete à responsabilidade pelo uso de produção de terceiros;
  • 11. 11 d) As músicas deverão ser apresentadas com acompanhamento ao vivo; e) A inscrição de músicas com letras que contenham termos de baixo nível e/ou que denotem sentido duplo serão vetadas do concurso; f) Não será aceita a inscrição de músicas que contrariem os preceitos constitucionais no tocante a discriminação entre pessoas sob qualquer aspecto; g) Para efeitos do concurso, uma música será considerada como o conteúdo representado pela letra interpretada por um ou mais intérpretes/cantores, acompanhada de uma melodia executada por um ou mais instrumentista(s); h) Poderão participar do concurso estudantes cursando até o 3° ano do ensino médio e regularmente matriculados no ano de 2014, nas escolas públicas ou privadas dos municípios do entorno da UC (Linhares, Sooretama, Jaguaré e Vila Valério); i) Serão permitidas as participações de não estudantes apenas como instrumentistas, podendo estes estarem presentes em quantas apresentações couber, desde que devidamente mencionados no ato da inscrição da música e participado dos ensaios junto ao intérprete; j) Cada escola poderá inscrever apenas (01) intérprete individual ou (01) grupo de intérpretes para concorrerem no IV FESMEC; k) É vetada a participação no concurso de membros da comissão organizadora e banca julgadora, seja como instrumentista, intérprete ou compositor; l) É obrigatório a decência dos trajes e coreografias. III – DA DIVULGAÇÃO A divulgação será efetuada mediante: - Agendamento de reuniões conjuntas com as Secretarias de Educação e Secretarias de Meio Ambiente municipais, Superintendência Regional de Educação (SEDU), para articulação, apresentação do projeto, coleta de subsídio e outros; - Agendamento de reuniões com a direção das escolas para apresentação do projeto e outros materiais de divulgação; - Agendamento de reuniões com outras entidades afins e entrega da cópia do presente documento; - Fixação de cartazes em locais de acesso livre aos estudantes; - Outros meios de comunicação.
  • 12. 12 IV - DA FASE PREPARATÓRIA E RESPONSABILIDADES I – A Área de Educação Ambiental (AEA) da REBIO Sooretama poderá participar das atividades preparatórias para o festival nas escolas desde que demandada pelas mesmas; II – A participação da AEA dar-se-á na forma de orientações, monitoramento de visitas de grupos na Unidade de Conservação, palestras, apresentações sobre temas pertinentes à temática do festival e sugestão de temas para as composições; III – Produção da identidade visual do IV FESMEC (logomarca padrão e outros). V - DAS INSCRIÇÕES 1) As inscrições deverão ser feitas pelas escolas até o dia 18 de abril de 2014 diretamente com a Comissão Organizadora através do e-mail visita.rebio@gmail.com, por meio do preenchimento da Ficha Padrão (em anexo). Informações complementares podem ser solicitadas pelos números 027 99991-2366 ou 027 99602-5306; Parágrafo único: Conforme estabelecido no item IV – DA ORGANIZAÇÃO - TERCEIRA FASE, a escola inscreverá apenas uma música, indicando claramente a categoria a qual o(s) intérprete(s) estará representando tendo em vista que a classificação final ocorrerá por categoria, sendo: a) Categoria Ensino Fundamental: 1° e 2° lugares; b) Categoria Ensino Médio: 1° e 2° lugares. 2) As letras originais das músicas deverão ser digitalizadas e enviadas por e-mail para visita.rebio@gmail.com com o carimbo da escola, contendo a autoria e nome do(s) intérpretes, bem como o(s) nome(s) do(s) instrumentista(s), impreterivelmente até o dia 16 de maio de 2014; 3) O intérprete deverá estar matriculado e cursando regularmente qualquer ano em escolas até o 3° ano do ensino médio dos municípios do entorno da Reserva Biológica de Sooretama (Linhares, Sooretama, Jaguaré e Vila Valério), devendo este indicar no ato da inscrição o nome ou nomes do instrumentista(s) que podem ser, ou não, estudantes que comporão o conjunto para apresentação da música. No ato da inscrição cada intérprete poderá inscrever apenas uma música;
  • 13. 13 4) Após o encerramento do prazo do envio das letras das músicas, a comissão organizadora poderá vetar letras incompatíveis com a temática do IV FESMEC. VI - DAS APRESENTAÇÕES 1) Todas as escolas regularmente inscritas até a data estabelecida (18/04/2014) e entrega das letras em 16/05/2014 receberão uma cópia com detalhes sobre a programação final do evento que ocorrerá no dia 06/06/2014; 2) O evento ocorrerá na Quadra Poliesportiva do Colégio Cândido Portinari, localizado no distrito do Juncado, município de Sooretama – ES, com início das atividades previstas para as 07h30min horas do dia 06 de junho de 2014 (sexta-feira) e encerramento às 18:00 horas. 3) A ordem de apresentação dos intérpretes será por intermédio de sorteio, após a abertura do evento; Parágrafo único: No sorteio da ordem das apresentações das músicas não haverá distinção entre categorias, podendo ser intercaladas uma apresentação da categoria ensino fundamental, seguida por uma ou mais apresentações da categoria ensino médio ou vice- versa, porém os jurados preencherão a ficha de avaliação considerando a respectiva categoria. OBSERVAÇÃO: No eventual atraso da chegada da escola sorteada, a apresentação da mesma será automaticamente remanejada para ser realizada somente após as demais escolas presentes. 4) A fim de não comprometer o tempo de duração do IV FESMEC previsto para encerramento ás 18:00 horas, para o quesito tempo, o júri atribuirá nota entre 0,5 a dez para o intérprete e seu instrumentista que cumprir sua apresentação em ate doze minutos. O júri poderá conceder um tempo extra de até três minutos caso necessário. Neste caso o interprete perde o direito de receber a nota máxima de dez pontos para o quesito tempo. Para o intérprete que ultrapassar quinze minutos será descontado na média final do somatório de todos os quesitos, um (01) ponto para cada minuto de acréscimo acima dos quinze minutos previstos no regulamento. 5) O evento disponibilizará o equipamento de sonorização básico (caixas de som, microfones e bateria), mas cada intérprete acompanhado pelos seus instrumentistas deverão levar seus próprios instrumentos musicais, como violão, guitarra e outros; 6) Cada comitiva escolar deverá se apresentar vestindo uniforme oficial da escola.
  • 14. 14 § 1° - Os representantes – intérprete(s) e instrumentista(s) - deverão se apresentar vestindo camisetas confeccionadas a critério da escola, devendo estas conter em destaque na altura do peito a marca padrão do IV FESMEC; § 2° - Da mesma forma, é recomendável que as comitivas substituam o uniforme oficial por camisetas alusivas ao festival confeccionadas a critério da escola, devendo estas conter em destaque na altura do peito, a marca padrão do IV FESMEC. OBSERVAÇÃO: Cada comitiva deverá vir acompanhada de um coordenador que deverá apresentar na entrada do IV FESMEC uma lista com identificação da escola, coordenador e dos integrantes. - IMAGENS DO II FESTIVAL DE MÚSICAS ECOLÓGICAS – RBS VII - DOS JULGAMENTOS 1) Será constituída uma comissão julgadora composta por no mínimo 03 (três) jurados para julgamento das apresentações, podendo estes atribuir notas finais entre 0,5 à 10,0 pontos ao interprete de acordo com a somatória dos pontos atribuídos a cada quesito definidos no item
  • 15. 15 05 deste texto, descrito abaixo. Serão considerados classificados para etapa final no universo das escolas inscritas 02 (dois) intérpretes por categoria, que obtiverem a maior somatória das notas atribuídas pelo júri; 2) Os 02 (dois) primeiros intérpretes por categoria deverão ser submetidos a novo julgamento (segunda fase), com a reapresentação da música classificada na primeira fase; 3) Os critérios a serem utilizados pelo júri na segunda fase serão os mesmos utilizados na primeira fase; 4) Será considerado(a) vencedor(a) em primeiro lugar por categoria do IV FESMEC o(a) intérprete que obtiver melhor pontuação na segunda fase do julgamento; 5) A avaliação será realizada com base nos 05 (cinco) quesitos abaixo: I - Letra e adequação ao tema II - Duração da musica e adequação ao tempo III - Postura/presença de palco IV - Criatividade/contextualização V - Harmonia, integração, ritmo. Para cada quesito supracitado será atribuído uma nota conforme o seguinte critério: - Conceito REGULAR (R): será atribuída pontuação no intervalo entre 0,1 a 0,5 (inclusive); - Conceito BOM (B): será atribuída pontuação no intervalo entre 0,6 a 1,0 (inclusive); - Conceito ÓTIMO (O): será atribuída pontuação no intervalo entre 1,1 a 1,5 (inclusive); - Conceito EXCELENTE (E): será atribuída pontuação no intervalo entre 1,6 a 2,0 (inclusive) Exemplo: Categoria: Nível fundamental Interprete:Claúdio P. Escola:PIO XII Município: Jaguaré Canção: ...................................................................................................................................... Quesito R B O E Σ 1) Letra e adequação ao tema 1,8 1,8 2) Duração da musica e adequação ao tempo 0,5 0,5 3) Postura/presença de palco 1,4 1,4 4) Criatividade/contextualização 2,0 2,0
  • 16. 16 5) Harmonia, integração, ritmo 0,8 0,8 Nota final do intérprete 6,5 6) Cada membro da comissão julgadora receberá uma pasta contendo uma cópia original da letra da musica que concorrerá no IV FESMEC, devidamente carimbada pela escola; 7) CRITÉRIOS DE DESEMPATE: a) Presença da escola no momento do sorteio da ordem das apresentações (pontualidade); b) Maior média das notas atribuída pelo júri no quesito “1) Letra e adequação ao tema”; c) Maior média das notas atribuída pelo júri no quesito “3) Postura/presença de palco”. VIII – DAS PREMIAÇÕES - Será garantido um prêmio aos classificados em primeiro e segundo lugar por categoria, além de um prêmio para a escola do intérprete vencedor em primeiro lugar por categoria (06 premiações); - Haverá um brinde para os instrumentistas do intérprete vencedor em primeiro lugar de cada categoria (2 brindes). IX - DO ENCERRAMENTO O encerramento far-se-á com a reapresentação das músicas classificadas em primeiro lugar de ambas as categorias do IV FESMEC, entrega dos prêmios e distribuição de mudas de espécies florestais. OBS: Serão distribuídas mudas de espécies nativas e outras a todos os participantes como incentivo a compensar a produção de carbono gerado com a realização do IV FESMEC.
  • 17. 17 ANEXO II - Planilha estimativa de custos ANEXO III - Ficha de inscrição COMISSÃO ORGANIZADORA Valdir Martins dos Santos – RBS/ICMBIO Marcel Redling Moreno – RBS/ICMBIO Davi Bergamo – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Fabiana de Mendonça Cruz – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Rarissa Bayer de Menezes – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Ruan Preato Deolindo - RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Sheyla Dantas Rosse de Souza – RBS/IEMA Antônio Alves Braga - Comunidade Profª Valéria – Diretora do Colégio Estadual Cândido Portinari EQUIPE DE APOIO Sebastião Peroni – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Amadeu de Oliveira – RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Élio de Menezes – RBS/ICMBio/LINCOLN Alessandro Frank Monteiro – RBS/ICMBio/LINCOLN Marinalda Guinazi - RBS/ICMBIO/APICE/PETROBRAS Eliton de Almeida Lima CHEFE DA RESERVA BIOLÓGICA DE SOORETAMA/ICMBio