SlideShare uma empresa Scribd logo
Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares
TERRITÓRIO
Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares
TERRITÓRIO
Para Andrade (2004), o conceito de território está
muito ligado à ideia de domínio ou de gestão de
determinada área. Assim, deve-se ligar sempre a ideia
de território à ideia de poder, quer se faça referência
ao poder público, estatal, quer ao poder das grandes
empresas que estendem por grandes áreas territoriais,
ignorando as fronteiras políticas.
Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares
CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO
Podemos classificado território em:
•Território de espécies animais;
•Território Político;
•Território pessoal;
•Território de um grupo organizado.
•Território econômico (ligado às grandes empresas);
CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO:
ÁREA DELIMITADA PELA POSSE DE UM ANIMAL
Em biologia, território
pode ser entendido
como uma área
delimitada pela posse
de um animal. Ou seja,
um espaço, onde
determinado animal
tem poder e domínio.Imagem disponível em:
http://www.nationalgeographic.com.es/2010/08/06/salvar_los_leones.html
CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO:
TERRITÓRIO POLÍTICO
No contexto político,
território refere-se a
superfície terrestre de um
Estado, seja ele soberano
ou não, ou o espaço físico
sobre o qual o Estado
exerce seu poder
soberano.
Fonte: http://www.significados.com.br/territorio/
Imagem disponível em: http://www.brasilescola.com/brasil/territorio-
brasileiro-localizacao-extensao-fronteiras.htm
Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares
CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO:
TERRITÓRIO PESSOAL
A casa de uma pessoa, ou
parte dela, o quarto, por
exemplo, também pode
ser entendido como um
território. Afinal, naquele
espaço existe a relação de
domínio e para visitá-lo é
necessário autorização do
proprietário.
Imagem disponível em: http://pt.dreamstime.com/imagem-de-stock-casa-
dos-desenhos-animados-image16120661
Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares
CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO:
TERRITÓRIO DE UM GRUPO ORGANIZADO
Existem espaços que são
controlados por grupos
organizados, onde são
elaboradas leis
específicas. Um bom
exemplo são as áreas
controladas pelo crime
organizando no Rio de
Janeiro/RJ – Brasil (Morro
do Alemão, por exemplo).
Morro do Alemão Rio de Janeiro/RJ – Brasil
Imagem disponível em: http://www.mancheteonline.com.br/tiroteio-complexo-alemao-mata-
policial-e-deixa-3-feridos/
CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO:
TERRITÓRIO ECONÔMICO (DAS GRANDES EMPRESAS)
Milton Santos (2009), chama
atenção para os territórios
das empresas. Para o autor o
território como um todo é
objeto da ação de várias
empresas, cada qual
preocupada com suas
próprias metas e arrastando,
a partir dessas metas, o
comportamento do resto das
empresas e instituições.Imagem disponível em: https://suedesantos.wordpress.com/2013/11/04/coca-nestle-
e-mais-8-empresas-controlam-499-produtos-confira/
E o que é CAPITALISMO?E o que é CAPITALISMO?
É o sistema socioeconômico em que os
meios de produção (terras, fábricas,
máquinas, edifícios) e o capital (dinheiro) são
propriedade privada, ou seja, têm um dono.
Principais características:Principais características:
toda mercadoria é destinada para a
venda e não para o uso pessoal;
o trabalhador recebe um salário em troca
do seu trabalho;
toda negociação é feita com dinheiro;
o capitalista pode admitir ou demitir
trabalhadores, já que é dono de tudo (o
capital e a propriedade).
No Capitalismo Financeiro surgem:No Capitalismo Financeiro surgem:
# MonopóliosMonopólios – uma empresa domina a oferta de
determinado produto ou serviço (Elektro). (Água)
# OligopóliosOligopólios – um grupo de empresas domina o mercado
de determinado produto ou serviço (Odebrech, Camargo
Correa)
►► Tipos de OLIGOPÓLIOSTipos de OLIGOPÓLIOS
1.1.CartelCartel – acordos entre empresas de um
mesmo setor para dominar o mercado de seus
produtos.
Ex. Postos de Gasolina
2.2. TRUSTETRUSTE – EMPRESAS QUE ABREM MÃO DE SUA
INDEPENDÊNCIA LEGAL E SE UNEM A OUTRAS PARA
CONSTITUIR UMA ÚNICA ORGANIZAÇÃO.
Dit territorios
Dit territorios
Dit territorios
2.2. TRUSTETRUSTE PODEM SER:
HORIZONTAIS – FUSÃO DE EMPRESAS DE UM MESMO SETOR.
VERTICAIS – FUSÃO DE EMPRESAS DE SETORES DIFERENTES,
FORMADA POR EMPRESAS QUE CUIDAM DE TODO O PROCESSO
DE PRODUÇÃO DESDE A MATÉRIA-PRIMA ATÉ O PRODUTO
ACABADO.
3.3. CONGLOMERADOCONGLOMERADO – É CONSTITUÍDO POR EMPRESAS QUE
DIVERSIFICAM SUA PRODUÇÃO PARA DOMINAR A OFERTA DE
CERTOS PRODUTOS OU SERVIÇOS. EXEMPLO: MITSUBISHI –
CARROS, TV, CANETAS ETC
4.4. HOLDINGHOLDING – É O ESTÁGIO MAIS AVANÇADO DO CAPITALISMO. É
UMA EMPRESA CRIADA PARA ADMINISTRAR OUTRAS, ATRAVÉS
DA POSSE DA MAIORIA DAS AÇÕES.
Dit territorios
Associação diz que regulador não tem condições de fiscalizar
Governo de SP estima arrecadar ao menos R$ 6 bi com holding da Sabesp - 30_0
Dit territorios
Dit territorios
As Empresas GlobaisAs Empresas Globais
► Após a Segunda Guerra Mundial, as grandes empresas
dos países desenvolvidos “invadiram” os países
subdesenvolvidos, buscando:
Matéria-Prima + Mercado Consumidor + Mão de Obra
Barata = Ampliação dos Lucros
As Empresas GlobaisAs Empresas Globais
► PARA:
1. Aumentar a fabricação de seus produtos e seus
mercados de consumo.
2. Para fugir de pesados impostos e de severas leis
trabalhistas existentes nos países de origem.
Surgimento e Evolução das EmpresasSurgimento e Evolução das Empresas
Globais:Globais:
(Surge a partir de 1980)
Fragmentação da produção.
Aproveita as vantagens que as diferentes partes do
espaço mundial oferecem.
O processo de produção passa a ser mundializado, isto é,
possuem unidades de produção complementares em vários
países.
Busca o aumento dos lucro$ com a maior redução de
custos com matéria-prima e mão de obra.
Dit territorios
Os território de atuação das empresas
Dit territorios
DIT – Divisão Internacional do TrabalhoDIT – Divisão Internacional do Trabalho
VALE RESSALTAR...VALE RESSALTAR...
Para que haja a DIT, são necessárias algumas
condições, dentre elas, o diferenciado grau de
estágio socioeconômico dos territórios, das suas
forças produtivas, e dos diferentes NÍVEIS DENÍVEIS DE
DESENVOLVIMENTO HUMANODESENVOLVIMENTO HUMANO.
Além disso, a DIT se relaciona com a diversidade
do meio natural e das condições sociais.
O IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – eO IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – e
os Níveis de Desenvolvimentoos Níveis de Desenvolvimento
►Os Níveis de Desenvolvimento – dividem os territórios da
atualidade a partir de critérios socioeconômicos – avaliados
a partir do IDH.
►O IDH avalia a qualidade de vida da população de um
território com base na:
renda per capita (média de renda por pessoa)
grau de saúde (expectativa de vida e mortalidade infantil);
Condições educacionais (analfabetismo e taxa de
matrículas na Educação Infantil, Ensino Fundamental e
Médio) da população.
O IDH varia de 0 a 1O IDH varia de 0 a 1
Dit territorios
Dit territorios
Dit territorios
Comparando com as características dosComparando com as características dos
territórios temos:territórios temos:
IDH igual ou superior a 0,800 – indicativo de elevado
desenvolvimento humano – território desenvolvido.
IDH de 0,500 a 0,799 – indicativo de desenvolvimento
humano médio – território em desenvolvimento
(emergentes e/ou subdesenvolvidos industrializados).
IDH abaixo de 0,500 – indicativo de baixo
desenvolvimento humano – território subdesenvolvido.
Características: TERRITÓRIOS DESENVOLVIDOSCaracterísticas: TERRITÓRIOS DESENVOLVIDOS
1. Elevado padrão de vida na maior parcela da população.
2. Dominação econômica, tecnológica e política sobre países
subdesenvolvidos.
3. Desenvolvimento industrial e tecnológico.
4. Os setores secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços)
abrigam a maior parte da população economicamente ativa.
5. Elevados investimentos em educação, ciência e tecnologia.
6. Baixo índice de mortalidade infantil e de analfabetismo.
7. Ingestão de calorias diárias muito acima do mínimo recomendado.
8. Predomínio de população urbana.
9. Grande expectativa de vida – além dos setenta anos.
10. Acesso aos benefícios sociais à maioria da população.
11. Emprego predominante de técnicas modernas, de máquinas e mão de
obra qualificada no campo.
12. Modernos e eficientes meios de comunicação e de transporte.
►Apesar dos territórios desenvolvidos apresentarem tais características, o grau de
ocorrência dessas particularidades varia entre eles.
Características: Territórios EM DESENVOLVIMENTOCaracterísticas: Territórios EM DESENVOLVIMENTO
1. Apresentam crescimento econômico e social maior que os demais
países subdesenvolvidos.
2. Possuem mão de obra, recursos naturais abundantes e baratos,
incentivos fiscais, ausência de legislação ambiental rigorosa, etc., ... –
aumentam a capacidade de atrair investimentos internacionais.
3. Não acabaram com os seguintes problemas característicos dos países
subdesenvolvidos: 1 - altas taxas de desemprego, subemprego e
analfabetismo; 2 - mortalidade infantil elevada; 3 - carência de
moradias e de saneamento básico.
4. Formam um grande mercado consumidor – população de cerca de 2,8
bilhões de pessoas.
5. Instabilidade econômica e política – falta de confiança nos governos
locais.
6. Significativa produção industrial.
7. Dependência tecnológica dos países desenvolvidos – há falta de
investimentos em pesquisas e educação, no desenvolvimento social e
cultural da população, torna-os meros compradores de tecnologia e
conhecimento.
►Apesar dos territórios em desenvolvimento apresentarem tais características, o grau de ocorrência dessas particularidades varia entre eles.
Características dos Territórios SUBDESENVOLVIDOSCaracterísticas dos Territórios SUBDESENVOLVIDOS
1. Má distribuição de renda – concentração da riqueza.
2. Dependência econômica, política, tecnológica e até mesmo cultural em
relação aos países desenvolvidos.
3. Economia predominantemente primário-exportadora (países pouco
industrializados)
4. Altos índices de analfabetismo, de mortalidade e de natalidade.
5. Elevado crescimento populacional.
6. Desnutrição crônica.
7. Alto índice de pessoas vivendo em submoradias.
8. Grandes dívidas externas impagáveis.
9. Proliferação de grandes centros urbanos sem instalação de infraestrutura,
com grandes problemas ambientais.
10. Os setores primário (agricultura, pecuária e extrativismo) e terciário
(comércio e serviços) da economia e o mercado informal abrigam a maior
parte da população empregada.
►Apesar dos territórios subdesenvolvidos apresentarem tais características, o grau de
ocorrência dessas particularidades varia entre eles.
A DIT se baseia em uma economia mundial, ou seja, em um
sistema de relações de produção e de relações de troca que
envolvam o mundo todo.
Além disso, a DIT está fortemente atrelada ao sistema de
acumulação de capital, ou seja, ao CAPITALISMO.
A DIT marcou a organização do espaço geográfico sob o domínio
do capitalismo.
Nenhum país no mundo é autossuficiente do ponto de vista
econômico. Nenhum país tem todos os recursos naturais de que
necessita ou tecnologia suficiente para promover seu
desenvolvimento e suprir todas as necessidades de sua população.
É necessário buscar recursos e técnicas fora de suas
fronteiras.
Dit territorios
Dit territorios
As características da DIT variam de acordo com o
cenário geoeconômico do momento, assim, pode-se dizer
que a Divisão Internacional do Trabalho sofreu fortes
transformações ao longo do tempo histórico.
Ou seja, a DIT não é inalterável; ela se modifica de acordo
com a conjuntura internacional. As crises do capitalismo
levam a reestruturações econômicas e espaciais,
podendo mudar o papel dos países nessa divisão.
práticas do trabalho escravo”.
A ampliação da terceirização a
principal mudança que deve
dificultar o combate ao trabalho
escravo.
“A nossa experiência de combate
ao trabalho escravo mostra que
todos os resgatados são
contratados por intermediários que
já são autônomos ou terceirizados,
e quem contrata busca se esquivar
da responsabilidade”, afirma
Com as novas regras, segundo
Faria, aumentará a prática de
empresas terceirizadas que
contratam outras empresas, a
chamada “quarteirização”. “Será
mais difícil que a gente identifique
quem é o real empregador”,
afirma.
“A explicação que as grandes
empresas dão sempre é ‘eu não
sabia de nada’, porque se referia a
uma empresa terceirizada. Com as
mudanças trabalhistas, isso vai
piorar”, afirma Faria.
Por fim, vale ressaltar que a riqueza gerada na economia
globalizada tem sido apropriada pelas nações
desenvolvidas, que, dispondo de mais recursos, elevam
cada vez mais seu nível tecnológico.
Em contrapartida, os países subdesenvolvidos e em
desenvolvimento tornam-se ainda mais pobres, com
grande limitação de recursos financeiros, o que constitui um
sério entrave ao desenvolvimento e à capacidade de
gerar novas tecnologias.
Assim, podemos concluir que na atual divisão internacional
do trabalho (DIT) existe uma sequência de etapas ligadas
ao nível de desenvolvimento tecnológico, tanto nos
países desenvolvidos quanto nos países subdesenvolvidos.
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
Países subdesenvolvidos Países desenvolvidos
Incapacidade de
gerar novas
tecnologias
Nível tecnológico
reduzido
Exploração
de produtos
menos
valorizados
Menor captação
de recursos
financeiros
Baixo
investimento em
pesquisa , ciência
e tecnologia
Desenvolvimento
de novas
tecnologias
Nível tecnológico
elevado
Exploração
de produtos
altamente
valorizados
Maior captação
de recursos
financeiros
Grandes
investimento em
pesquisa , ciência
e tecnologia
Produção científica mundial
Dit territorios
Bolsa/auxilio pesquisa
CNPQ
“O congelamento de 44% do orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações
e Comunicações (MCTIC) compromete pesquisas sobre dengue, zika, chikungunya e
doença de Chagas realizadas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)”
Ligação entre tecnologia e desenvolvimento humano
Construção das capacidades humanas
Viver uma vida longa e saudável
Adquirir conhecimento e ser criativo
Gozar de um nível de vida digno
Participar na vida social, econômica
e política de uma comunidade
Crescimento econômico
Recursos para
educação , saúde,
comunicação,
e Emprego
Progresso na
medicina,
comunicações,
agricultura,
energia,
manufaturaRecursos para
o desenvolvimento
Conhecimento
Criatividade
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
Países subdesenvolvidos Países desenvolvidos
Incapacidade de
gerar novas
tecnologias
Nível tecnológico
reduzido
Exploração
de produtos
menos
valorizados
Menor captação
de recursos
financeiros
Baixo
investimento em
pesquisa , ciência
e tecnologia
Desenvolvimento
de novas
tecnologias
Nível tecnológico
elevado
Exploração
de produtos
altamente
valorizados
Maior captação
de recursos
financeiros
Grandes
investimento em
pesquisa , ciência
e tecnologia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O neoliberalismo
O neoliberalismoO neoliberalismo
O neoliberalismo
Rodrigo Baglini
 
IDH
IDHIDH
Teoria malthusiana
Teoria malthusianaTeoria malthusiana
Teoria malthusiana
Vagno Barbosa
 
Globalização 2
Globalização   2Globalização   2
Globalização 2
Professor
 
IDH - Índice de Desenvolvimento Humano
IDH - Índice de Desenvolvimento HumanoIDH - Índice de Desenvolvimento Humano
IDH - Índice de Desenvolvimento Humano
Idalina Leite
 
Reforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasilReforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasil
dinicmax
 
Teorias demográficas
Teorias demográficasTeorias demográficas
Teorias demográficas
Rodrigo Baglini
 
Globalizacao - Slides 8° ano C ara prova de Geografia
Globalizacao - Slides 8° ano C ara prova de GeografiaGlobalizacao - Slides 8° ano C ara prova de Geografia
Globalizacao - Slides 8° ano C ara prova de Geografia
Nádya Dixon
 
Movimentos migratorios
Movimentos migratoriosMovimentos migratorios
Movimentos migratorios
dela28
 
Globalização da Economia
Globalização da EconomiaGlobalização da Economia
Globalização da Economia
André Luiz Marques
 
Aula industrialização
Aula   industrializaçãoAula   industrialização
Aula industrialização
Omar Fürst
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 
Oceania
OceaniaOceania
O que é globalização pdf
O que é globalização pdfO que é globalização pdf
O que é globalização pdf
Patrícia Ventura
 
Neoliberalismo
NeoliberalismoNeoliberalismo
Neoliberalismo
Edenilson Morais
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
Professor
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Turma Olímpica
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos Econômicos
Escolas privadas
 
Clima
ClimaClima
Do Meio Natural ao MTCI
Do Meio Natural ao MTCIDo Meio Natural ao MTCI
Do Meio Natural ao MTCI
wilson mousinho
 

Mais procurados (20)

O neoliberalismo
O neoliberalismoO neoliberalismo
O neoliberalismo
 
IDH
IDHIDH
IDH
 
Teoria malthusiana
Teoria malthusianaTeoria malthusiana
Teoria malthusiana
 
Globalização 2
Globalização   2Globalização   2
Globalização 2
 
IDH - Índice de Desenvolvimento Humano
IDH - Índice de Desenvolvimento HumanoIDH - Índice de Desenvolvimento Humano
IDH - Índice de Desenvolvimento Humano
 
Reforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasilReforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasil
 
Teorias demográficas
Teorias demográficasTeorias demográficas
Teorias demográficas
 
Globalizacao - Slides 8° ano C ara prova de Geografia
Globalizacao - Slides 8° ano C ara prova de GeografiaGlobalizacao - Slides 8° ano C ara prova de Geografia
Globalizacao - Slides 8° ano C ara prova de Geografia
 
Movimentos migratorios
Movimentos migratoriosMovimentos migratorios
Movimentos migratorios
 
Globalização da Economia
Globalização da EconomiaGlobalização da Economia
Globalização da Economia
 
Aula industrialização
Aula   industrializaçãoAula   industrialização
Aula industrialização
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
Oceania
OceaniaOceania
Oceania
 
O que é globalização pdf
O que é globalização pdfO que é globalização pdf
O que é globalização pdf
 
Neoliberalismo
NeoliberalismoNeoliberalismo
Neoliberalismo
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
 
Blocos Econômicos
Blocos EconômicosBlocos Econômicos
Blocos Econômicos
 
Clima
ClimaClima
Clima
 
Do Meio Natural ao MTCI
Do Meio Natural ao MTCIDo Meio Natural ao MTCI
Do Meio Natural ao MTCI
 

Semelhante a Dit territorios

Divisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalhoDivisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalho
Artur Lara
 
A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...
A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...
A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...
KauanLima21
 
Documento (6).pdf
Documento (6).pdfDocumento (6).pdf
Documento (6).pdf
p7nicolasbraz
 
Documento (6).pdf
Documento (6).pdfDocumento (6).pdf
Documento (6).pdf
p7nicolasbraz
 
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Gustavo Soares
 
Aula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimentoAula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimento
Carlos Alves
 
Marketing%20 estratégico[1]
Marketing%20 estratégico[1]Marketing%20 estratégico[1]
Marketing%20 estratégico[1]
FCAP JR. Consultoria
 
Cap 5 6 7
Cap 5 6 7Cap 5 6 7
Cap 5 6 7
Christie Freitas
 
Financiamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - Cemec
Financiamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - CemecFinanciamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - Cemec
Financiamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - Cemec
Cultura e Mercado
 
1 Aula-1-Economia (2).pdf
1  Aula-1-Economia (2).pdf1  Aula-1-Economia (2).pdf
1 Aula-1-Economia (2).pdf
Roxane Dias
 
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SULPAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
LUIS ABREU
 
Ambiente de marketing - Prof. Alexandre Siqueira
Ambiente de marketing - Prof. Alexandre SiqueiraAmbiente de marketing - Prof. Alexandre Siqueira
Ambiente de marketing - Prof. Alexandre Siqueira
Alexandre Siqueira
 
CLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGS
CLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGSCLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGS
CLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGS
Rafael Barros
 
Geopolítica subdesenvolvimento
Geopolítica  subdesenvolvimentoGeopolítica  subdesenvolvimento
Geopolítica subdesenvolvimento
Vania Leão
 
O Homem Transnacional
O Homem TransnacionalO Homem Transnacional
O Homem Transnacional
Manuel Teixeira
 
ambiente de marketing
ambiente de marketingambiente de marketing
ambiente de marketing
Danilo Kenji
 
capitalismo 7 ano.pdf
capitalismo 7 ano.pdfcapitalismo 7 ano.pdf
capitalismo 7 ano.pdf
JulianaFraga15
 
Slide terceiro ano geral
Slide terceiro ano geralSlide terceiro ano geral
Slide terceiro ano geral
Laisa Cabral Caetano
 
Geografia Geral Terceiro Ano
Geografia Geral Terceiro AnoGeografia Geral Terceiro Ano
Geografia Geral Terceiro Ano
Laisa Cabral Caetano
 
Jprv kienbaum
Jprv   kienbaumJprv   kienbaum
Jprv kienbaum
FernandoAvona
 

Semelhante a Dit territorios (20)

Divisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalhoDivisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalho
 
A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...
A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...
A evolução da DIT - Divisão Internacional do Trabalho - do colonialismo à glo...
 
Documento (6).pdf
Documento (6).pdfDocumento (6).pdf
Documento (6).pdf
 
Documento (6).pdf
Documento (6).pdfDocumento (6).pdf
Documento (6).pdf
 
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
 
Aula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimentoAula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimento
 
Marketing%20 estratégico[1]
Marketing%20 estratégico[1]Marketing%20 estratégico[1]
Marketing%20 estratégico[1]
 
Cap 5 6 7
Cap 5 6 7Cap 5 6 7
Cap 5 6 7
 
Financiamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - Cemec
Financiamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - CemecFinanciamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - Cemec
Financiamento Audiovisual - Minom Pinho - Julho 2014 - Cemec
 
1 Aula-1-Economia (2).pdf
1  Aula-1-Economia (2).pdf1  Aula-1-Economia (2).pdf
1 Aula-1-Economia (2).pdf
 
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SULPAÍSES DO NORTE E DO SUL
PAÍSES DO NORTE E DO SUL
 
Ambiente de marketing - Prof. Alexandre Siqueira
Ambiente de marketing - Prof. Alexandre SiqueiraAmbiente de marketing - Prof. Alexandre Siqueira
Ambiente de marketing - Prof. Alexandre Siqueira
 
CLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGS
CLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGSCLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGS
CLÁUDIA FAVARO - Contribuições UFRGS
 
Geopolítica subdesenvolvimento
Geopolítica  subdesenvolvimentoGeopolítica  subdesenvolvimento
Geopolítica subdesenvolvimento
 
O Homem Transnacional
O Homem TransnacionalO Homem Transnacional
O Homem Transnacional
 
ambiente de marketing
ambiente de marketingambiente de marketing
ambiente de marketing
 
capitalismo 7 ano.pdf
capitalismo 7 ano.pdfcapitalismo 7 ano.pdf
capitalismo 7 ano.pdf
 
Slide terceiro ano geral
Slide terceiro ano geralSlide terceiro ano geral
Slide terceiro ano geral
 
Geografia Geral Terceiro Ano
Geografia Geral Terceiro AnoGeografia Geral Terceiro Ano
Geografia Geral Terceiro Ano
 
Jprv kienbaum
Jprv   kienbaumJprv   kienbaum
Jprv kienbaum
 

Mais de Eduardo Mendes

Minicursoanarquismo
MinicursoanarquismoMinicursoanarquismo
Minicursoanarquismo
Eduardo Mendes
 
Projeções Cartográficas
Projeções CartográficasProjeções Cartográficas
Projeções Cartográficas
Eduardo Mendes
 
Orientacao absoluta coordenadas geográficas
Orientacao absoluta coordenadas geográficasOrientacao absoluta coordenadas geográficas
Orientacao absoluta coordenadas geográficas
Eduardo Mendes
 
Orientação relativa
Orientação relativaOrientação relativa
Orientação relativa
Eduardo Mendes
 
Aula Geologia
Aula Geologia Aula Geologia
Aula Geologia
Eduardo Mendes
 
Aula globalização ok
Aula globalização okAula globalização ok
Aula globalização ok
Eduardo Mendes
 
Síntese História das Coisas
Síntese História das CoisasSíntese História das Coisas
Síntese História das Coisas
Eduardo Mendes
 
PEA e Setores da Economia
PEA e Setores da EconomiaPEA e Setores da Economia
PEA e Setores da Economia
Eduardo Mendes
 
Violência Urbana e Geografia
Violência Urbana e GeografiaViolência Urbana e Geografia
Violência Urbana e Geografia
Eduardo Mendes
 
Geografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de Civilizações
Geografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de CivilizaçõesGeografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de Civilizações
Geografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de Civilizações
Eduardo Mendes
 
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e EscalaAulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Eduardo Mendes
 
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização GeográficaAula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Eduardo Mendes
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
Eduardo Mendes
 
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economiaPopulação Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
Eduardo Mendes
 
Cartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do MapaCartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do Mapa
Eduardo Mendes
 
O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105
O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105
O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105
Eduardo Mendes
 
O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014
O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014
O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014
Eduardo Mendes
 
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
Eduardo Mendes
 
3.leitura resultados saresp
3.leitura resultados saresp3.leitura resultados saresp
3.leitura resultados saresp
Eduardo Mendes
 
Oficinadeitens
OficinadeitensOficinadeitens
Oficinadeitens
Eduardo Mendes
 

Mais de Eduardo Mendes (20)

Minicursoanarquismo
MinicursoanarquismoMinicursoanarquismo
Minicursoanarquismo
 
Projeções Cartográficas
Projeções CartográficasProjeções Cartográficas
Projeções Cartográficas
 
Orientacao absoluta coordenadas geográficas
Orientacao absoluta coordenadas geográficasOrientacao absoluta coordenadas geográficas
Orientacao absoluta coordenadas geográficas
 
Orientação relativa
Orientação relativaOrientação relativa
Orientação relativa
 
Aula Geologia
Aula Geologia Aula Geologia
Aula Geologia
 
Aula globalização ok
Aula globalização okAula globalização ok
Aula globalização ok
 
Síntese História das Coisas
Síntese História das CoisasSíntese História das Coisas
Síntese História das Coisas
 
PEA e Setores da Economia
PEA e Setores da EconomiaPEA e Setores da Economia
PEA e Setores da Economia
 
Violência Urbana e Geografia
Violência Urbana e GeografiaViolência Urbana e Geografia
Violência Urbana e Geografia
 
Geografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de Civilizações
Geografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de CivilizaçõesGeografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de Civilizações
Geografia dos conflitos - Terrorismo e Choque de Civilizações
 
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e EscalaAulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
 
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização GeográficaAula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
Aula 1º anos Téc. Integrados - Localização Geográfica
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economiaPopulação Economicamente Ativa PEA e Setores economia
População Economicamente Ativa PEA e Setores economia
 
Cartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do MapaCartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do Mapa
 
O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105
O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105
O.T. Ciências Humanas "Situações de aprendizagem" 2105
 
O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014
O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014
O.T. Oficinas de Cartografia - Abril 2014
 
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
O.T. Desenvolvendo a Cartografia no Currículo de Geografia 03.2014
 
3.leitura resultados saresp
3.leitura resultados saresp3.leitura resultados saresp
3.leitura resultados saresp
 
Oficinadeitens
OficinadeitensOficinadeitens
Oficinadeitens
 

Último

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 

Último (20)

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 

Dit territorios

  • 1. Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares TERRITÓRIO
  • 2. Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares TERRITÓRIO Para Andrade (2004), o conceito de território está muito ligado à ideia de domínio ou de gestão de determinada área. Assim, deve-se ligar sempre a ideia de território à ideia de poder, quer se faça referência ao poder público, estatal, quer ao poder das grandes empresas que estendem por grandes áreas territoriais, ignorando as fronteiras políticas.
  • 3. Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO Podemos classificado território em: •Território de espécies animais; •Território Político; •Território pessoal; •Território de um grupo organizado. •Território econômico (ligado às grandes empresas);
  • 4. CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO: ÁREA DELIMITADA PELA POSSE DE UM ANIMAL Em biologia, território pode ser entendido como uma área delimitada pela posse de um animal. Ou seja, um espaço, onde determinado animal tem poder e domínio.Imagem disponível em: http://www.nationalgeographic.com.es/2010/08/06/salvar_los_leones.html
  • 5. CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO: TERRITÓRIO POLÍTICO No contexto político, território refere-se a superfície terrestre de um Estado, seja ele soberano ou não, ou o espaço físico sobre o qual o Estado exerce seu poder soberano. Fonte: http://www.significados.com.br/territorio/ Imagem disponível em: http://www.brasilescola.com/brasil/territorio- brasileiro-localizacao-extensao-fronteiras.htm
  • 6. Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO: TERRITÓRIO PESSOAL A casa de uma pessoa, ou parte dela, o quarto, por exemplo, também pode ser entendido como um território. Afinal, naquele espaço existe a relação de domínio e para visitá-lo é necessário autorização do proprietário. Imagem disponível em: http://pt.dreamstime.com/imagem-de-stock-casa- dos-desenhos-animados-image16120661
  • 7. Geografia, 6º Ano, Os territórios e os lugares CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO: TERRITÓRIO DE UM GRUPO ORGANIZADO Existem espaços que são controlados por grupos organizados, onde são elaboradas leis específicas. Um bom exemplo são as áreas controladas pelo crime organizando no Rio de Janeiro/RJ – Brasil (Morro do Alemão, por exemplo). Morro do Alemão Rio de Janeiro/RJ – Brasil Imagem disponível em: http://www.mancheteonline.com.br/tiroteio-complexo-alemao-mata- policial-e-deixa-3-feridos/
  • 8. CLASSIFICAÇÃO DE TERRITÓRIO: TERRITÓRIO ECONÔMICO (DAS GRANDES EMPRESAS) Milton Santos (2009), chama atenção para os territórios das empresas. Para o autor o território como um todo é objeto da ação de várias empresas, cada qual preocupada com suas próprias metas e arrastando, a partir dessas metas, o comportamento do resto das empresas e instituições.Imagem disponível em: https://suedesantos.wordpress.com/2013/11/04/coca-nestle- e-mais-8-empresas-controlam-499-produtos-confira/
  • 9. E o que é CAPITALISMO?E o que é CAPITALISMO? É o sistema socioeconômico em que os meios de produção (terras, fábricas, máquinas, edifícios) e o capital (dinheiro) são propriedade privada, ou seja, têm um dono. Principais características:Principais características: toda mercadoria é destinada para a venda e não para o uso pessoal; o trabalhador recebe um salário em troca do seu trabalho; toda negociação é feita com dinheiro; o capitalista pode admitir ou demitir trabalhadores, já que é dono de tudo (o capital e a propriedade).
  • 10. No Capitalismo Financeiro surgem:No Capitalismo Financeiro surgem: # MonopóliosMonopólios – uma empresa domina a oferta de determinado produto ou serviço (Elektro). (Água) # OligopóliosOligopólios – um grupo de empresas domina o mercado de determinado produto ou serviço (Odebrech, Camargo Correa) ►► Tipos de OLIGOPÓLIOSTipos de OLIGOPÓLIOS 1.1.CartelCartel – acordos entre empresas de um mesmo setor para dominar o mercado de seus produtos. Ex. Postos de Gasolina
  • 11. 2.2. TRUSTETRUSTE – EMPRESAS QUE ABREM MÃO DE SUA INDEPENDÊNCIA LEGAL E SE UNEM A OUTRAS PARA CONSTITUIR UMA ÚNICA ORGANIZAÇÃO.
  • 15. 2.2. TRUSTETRUSTE PODEM SER: HORIZONTAIS – FUSÃO DE EMPRESAS DE UM MESMO SETOR. VERTICAIS – FUSÃO DE EMPRESAS DE SETORES DIFERENTES, FORMADA POR EMPRESAS QUE CUIDAM DE TODO O PROCESSO DE PRODUÇÃO DESDE A MATÉRIA-PRIMA ATÉ O PRODUTO ACABADO. 3.3. CONGLOMERADOCONGLOMERADO – É CONSTITUÍDO POR EMPRESAS QUE DIVERSIFICAM SUA PRODUÇÃO PARA DOMINAR A OFERTA DE CERTOS PRODUTOS OU SERVIÇOS. EXEMPLO: MITSUBISHI – CARROS, TV, CANETAS ETC
  • 16. 4.4. HOLDINGHOLDING – É O ESTÁGIO MAIS AVANÇADO DO CAPITALISMO. É UMA EMPRESA CRIADA PARA ADMINISTRAR OUTRAS, ATRAVÉS DA POSSE DA MAIORIA DAS AÇÕES.
  • 18. Associação diz que regulador não tem condições de fiscalizar Governo de SP estima arrecadar ao menos R$ 6 bi com holding da Sabesp - 30_0
  • 21. As Empresas GlobaisAs Empresas Globais ► Após a Segunda Guerra Mundial, as grandes empresas dos países desenvolvidos “invadiram” os países subdesenvolvidos, buscando: Matéria-Prima + Mercado Consumidor + Mão de Obra Barata = Ampliação dos Lucros
  • 22. As Empresas GlobaisAs Empresas Globais ► PARA: 1. Aumentar a fabricação de seus produtos e seus mercados de consumo. 2. Para fugir de pesados impostos e de severas leis trabalhistas existentes nos países de origem.
  • 23. Surgimento e Evolução das EmpresasSurgimento e Evolução das Empresas Globais:Globais: (Surge a partir de 1980) Fragmentação da produção. Aproveita as vantagens que as diferentes partes do espaço mundial oferecem. O processo de produção passa a ser mundializado, isto é, possuem unidades de produção complementares em vários países. Busca o aumento dos lucro$ com a maior redução de custos com matéria-prima e mão de obra.
  • 25. Os território de atuação das empresas
  • 27. DIT – Divisão Internacional do TrabalhoDIT – Divisão Internacional do Trabalho
  • 28. VALE RESSALTAR...VALE RESSALTAR... Para que haja a DIT, são necessárias algumas condições, dentre elas, o diferenciado grau de estágio socioeconômico dos territórios, das suas forças produtivas, e dos diferentes NÍVEIS DENÍVEIS DE DESENVOLVIMENTO HUMANODESENVOLVIMENTO HUMANO. Além disso, a DIT se relaciona com a diversidade do meio natural e das condições sociais.
  • 29. O IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – eO IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – e os Níveis de Desenvolvimentoos Níveis de Desenvolvimento ►Os Níveis de Desenvolvimento – dividem os territórios da atualidade a partir de critérios socioeconômicos – avaliados a partir do IDH. ►O IDH avalia a qualidade de vida da população de um território com base na: renda per capita (média de renda por pessoa) grau de saúde (expectativa de vida e mortalidade infantil); Condições educacionais (analfabetismo e taxa de matrículas na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio) da população.
  • 30. O IDH varia de 0 a 1O IDH varia de 0 a 1
  • 34. Comparando com as características dosComparando com as características dos territórios temos:territórios temos: IDH igual ou superior a 0,800 – indicativo de elevado desenvolvimento humano – território desenvolvido. IDH de 0,500 a 0,799 – indicativo de desenvolvimento humano médio – território em desenvolvimento (emergentes e/ou subdesenvolvidos industrializados). IDH abaixo de 0,500 – indicativo de baixo desenvolvimento humano – território subdesenvolvido.
  • 35. Características: TERRITÓRIOS DESENVOLVIDOSCaracterísticas: TERRITÓRIOS DESENVOLVIDOS 1. Elevado padrão de vida na maior parcela da população. 2. Dominação econômica, tecnológica e política sobre países subdesenvolvidos. 3. Desenvolvimento industrial e tecnológico. 4. Os setores secundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) abrigam a maior parte da população economicamente ativa. 5. Elevados investimentos em educação, ciência e tecnologia. 6. Baixo índice de mortalidade infantil e de analfabetismo. 7. Ingestão de calorias diárias muito acima do mínimo recomendado. 8. Predomínio de população urbana. 9. Grande expectativa de vida – além dos setenta anos. 10. Acesso aos benefícios sociais à maioria da população. 11. Emprego predominante de técnicas modernas, de máquinas e mão de obra qualificada no campo. 12. Modernos e eficientes meios de comunicação e de transporte. ►Apesar dos territórios desenvolvidos apresentarem tais características, o grau de ocorrência dessas particularidades varia entre eles.
  • 36. Características: Territórios EM DESENVOLVIMENTOCaracterísticas: Territórios EM DESENVOLVIMENTO 1. Apresentam crescimento econômico e social maior que os demais países subdesenvolvidos. 2. Possuem mão de obra, recursos naturais abundantes e baratos, incentivos fiscais, ausência de legislação ambiental rigorosa, etc., ... – aumentam a capacidade de atrair investimentos internacionais. 3. Não acabaram com os seguintes problemas característicos dos países subdesenvolvidos: 1 - altas taxas de desemprego, subemprego e analfabetismo; 2 - mortalidade infantil elevada; 3 - carência de moradias e de saneamento básico. 4. Formam um grande mercado consumidor – população de cerca de 2,8 bilhões de pessoas. 5. Instabilidade econômica e política – falta de confiança nos governos locais. 6. Significativa produção industrial. 7. Dependência tecnológica dos países desenvolvidos – há falta de investimentos em pesquisas e educação, no desenvolvimento social e cultural da população, torna-os meros compradores de tecnologia e conhecimento. ►Apesar dos territórios em desenvolvimento apresentarem tais características, o grau de ocorrência dessas particularidades varia entre eles.
  • 37. Características dos Territórios SUBDESENVOLVIDOSCaracterísticas dos Territórios SUBDESENVOLVIDOS 1. Má distribuição de renda – concentração da riqueza. 2. Dependência econômica, política, tecnológica e até mesmo cultural em relação aos países desenvolvidos. 3. Economia predominantemente primário-exportadora (países pouco industrializados) 4. Altos índices de analfabetismo, de mortalidade e de natalidade. 5. Elevado crescimento populacional. 6. Desnutrição crônica. 7. Alto índice de pessoas vivendo em submoradias. 8. Grandes dívidas externas impagáveis. 9. Proliferação de grandes centros urbanos sem instalação de infraestrutura, com grandes problemas ambientais. 10. Os setores primário (agricultura, pecuária e extrativismo) e terciário (comércio e serviços) da economia e o mercado informal abrigam a maior parte da população empregada. ►Apesar dos territórios subdesenvolvidos apresentarem tais características, o grau de ocorrência dessas particularidades varia entre eles.
  • 38. A DIT se baseia em uma economia mundial, ou seja, em um sistema de relações de produção e de relações de troca que envolvam o mundo todo. Além disso, a DIT está fortemente atrelada ao sistema de acumulação de capital, ou seja, ao CAPITALISMO. A DIT marcou a organização do espaço geográfico sob o domínio do capitalismo. Nenhum país no mundo é autossuficiente do ponto de vista econômico. Nenhum país tem todos os recursos naturais de que necessita ou tecnologia suficiente para promover seu desenvolvimento e suprir todas as necessidades de sua população. É necessário buscar recursos e técnicas fora de suas fronteiras.
  • 41. As características da DIT variam de acordo com o cenário geoeconômico do momento, assim, pode-se dizer que a Divisão Internacional do Trabalho sofreu fortes transformações ao longo do tempo histórico. Ou seja, a DIT não é inalterável; ela se modifica de acordo com a conjuntura internacional. As crises do capitalismo levam a reestruturações econômicas e espaciais, podendo mudar o papel dos países nessa divisão.
  • 42. práticas do trabalho escravo”. A ampliação da terceirização a principal mudança que deve dificultar o combate ao trabalho escravo. “A nossa experiência de combate ao trabalho escravo mostra que todos os resgatados são contratados por intermediários que já são autônomos ou terceirizados, e quem contrata busca se esquivar da responsabilidade”, afirma Com as novas regras, segundo Faria, aumentará a prática de empresas terceirizadas que contratam outras empresas, a chamada “quarteirização”. “Será mais difícil que a gente identifique quem é o real empregador”, afirma. “A explicação que as grandes empresas dão sempre é ‘eu não sabia de nada’, porque se referia a uma empresa terceirizada. Com as mudanças trabalhistas, isso vai piorar”, afirma Faria.
  • 43. Por fim, vale ressaltar que a riqueza gerada na economia globalizada tem sido apropriada pelas nações desenvolvidas, que, dispondo de mais recursos, elevam cada vez mais seu nível tecnológico. Em contrapartida, os países subdesenvolvidos e em desenvolvimento tornam-se ainda mais pobres, com grande limitação de recursos financeiros, o que constitui um sério entrave ao desenvolvimento e à capacidade de gerar novas tecnologias. Assim, podemos concluir que na atual divisão internacional do trabalho (DIT) existe uma sequência de etapas ligadas ao nível de desenvolvimento tecnológico, tanto nos países desenvolvidos quanto nos países subdesenvolvidos.
  • 44. 1 2 3 4 5 1 2 3 4 5 Países subdesenvolvidos Países desenvolvidos Incapacidade de gerar novas tecnologias Nível tecnológico reduzido Exploração de produtos menos valorizados Menor captação de recursos financeiros Baixo investimento em pesquisa , ciência e tecnologia Desenvolvimento de novas tecnologias Nível tecnológico elevado Exploração de produtos altamente valorizados Maior captação de recursos financeiros Grandes investimento em pesquisa , ciência e tecnologia
  • 48. “O congelamento de 44% do orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) compromete pesquisas sobre dengue, zika, chikungunya e doença de Chagas realizadas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)”
  • 49. Ligação entre tecnologia e desenvolvimento humano Construção das capacidades humanas Viver uma vida longa e saudável Adquirir conhecimento e ser criativo Gozar de um nível de vida digno Participar na vida social, econômica e política de uma comunidade Crescimento econômico Recursos para educação , saúde, comunicação, e Emprego Progresso na medicina, comunicações, agricultura, energia, manufaturaRecursos para o desenvolvimento Conhecimento Criatividade
  • 50. 1 2 3 4 5 1 2 3 4 5 Países subdesenvolvidos Países desenvolvidos Incapacidade de gerar novas tecnologias Nível tecnológico reduzido Exploração de produtos menos valorizados Menor captação de recursos financeiros Baixo investimento em pesquisa , ciência e tecnologia Desenvolvimento de novas tecnologias Nível tecnológico elevado Exploração de produtos altamente valorizados Maior captação de recursos financeiros Grandes investimento em pesquisa , ciência e tecnologia