SlideShare uma empresa Scribd logo
Unidade-6- Tema s 1 e 2
Geopolítica e História
Até meados do século XIX, o Japão se caracterizou
por isolamento, descentralização política e poder
dos xóguns, grandes proprietários de terras.
A era Meiji (governo esclarecido), estabelecida no
poder entre 1868 e 1912, foi responsável pelas
seguintes realizações:
 restauração do poder político centralizado no
imperador e fim do feudalismo;
 rápida modernização por meio de importação de
tecnologia;
 expansão dos mercados interno e externo, com
grandes investimentos industriais;
 obras de infraestrutura e educação em massa;
 abertura para o ocidente e os vizinhos asiáticos.
 as zaibatsus das clãs Cresceram rápido.
Mutsuhito decretou o final do
Feudalismo japonês.
Geopolítica
 Disputa entre Japão X China pelas ilhas hoje
administradas pelo Japão. Chamadas pelos
chineses Senkaku pelos japoneses
de Diaoyutai.
 Motivos
1. Rotas marítimas estratégicas;
2. Área pesqueira;
3. Proximidade das regiões petrolíferas ;
Imperialismo Japonês
 Séc. XIX – surgia como potência militar,
econômica e com crescimento industrial.
 Problema- pobre em recursos naturais com
necessidade de importar fontes de energia e
minérios;
 Expansionismo japonês
Invasão de:
1. Ilhas no Pacífico;
2. Áreas do sudeste asiático;
3. China e Coreia
Objetivo: Domínio de matérias primas e
exportação de prod. industrializados
Fim da Supremacia Japonesa
 Séc. XX – Japão e Estado Unidos eram grandes
potências industriais e disputavam interesses
econômicos e políticos no pacífico;
 1941, durante a Segunda Guerra Mundial
(1939-1945), o Japão bombardeou o porto de
Pearl Harbor , no estado do Havaí
pertencente aos E.U.A.
 Em represália 6 de agosto de 1945, sobre
Hiroshima foi lançada a (Little boy) menininho;
dia 9 de agostos é lançada em Nagasaki ( Fat
Man); Bombas Nucleares que devastaram
essas cidades
 Hiroshima +100 mil mortos;
 Nagasak +70 mil mortos;
 Milhares de feridos e com sequelas da
radiação ( Tumores)
“A teoria do caos diz que os sistemas e eventos
muito simples ou pequenos podem causar
comportamentos ou eventos muito complexos”.
O "milagre econômico"
 1949 – Vitória da China revolução Comunistas;
 E.U.A - investiram bilhões de dólares para
evitar a proliferação de regimes comunistas na
Ásia;
 1960, o Japão já havia se recuperado
economicamente, passando a ser um grande
produtor mundial de bens de consumo, como
eletrodomésticos.
 1970, o arquipélago já era uma potência
industrial.
A cultura japonesa
da obediência, da
lealdade à família e
da disciplina.
Mão de
obra
qualificada
e barata;
Êxodo
Rural
Capital
americano
Fatores internos também contribuíram :
Tecnologia , Indústria e Agricultura
 As indústrias de alta tecnologia ou high-
tech concentram-se próximas às cidades de
Tóquio e de Osaka e estão voltadas para a
microeletrônica, a informática, a
biotecnologia, as telecomunicações, entre
outros tipos.
 O Japão importa a maior parte dos
alimentos, exceção feita ao arroz, que é a
principal cultura produzida no país, seguida
pela fruticultura. E com menor frequência
as culturas de: (criação do bicho da seda,
chá e trigo).
 Emprego de tecnologia para aumentar a
produtividades
 12% de terras agricultáveis
 Toyotismo: substitui a linha de produção,
típica da fábrica fordista, por equipes de
trabalho, nas quais cada equipe fica
encarregada de todo processo produtivo.
 Implantação do sistema Just-in-time (no
momento certo) que seria a eliminação de
estoque.
Empresa de produtos Eletrônicos .
Fontes de Energia
 Japão é grande importador de recursos
naturais;
 Energia Hidrelétrica – mesmo
com relevo que favorece a
energia não supre a demanda.
 30% da energia produzida no
Japão vem de usinas atômicas;
 Maior parte da produção
termelétricas , usa gás,
petróleo e carvão
 Petróleo vem da Arábia e
Emirados Árabes ; Carvão da
Austrália e Gás da Malásia
Problemas Ambientais
 Poluição do ar e à poluição marinha.
 Baia de Tóquio com menos
piscosidade;
 Quinto maior emissor de CO2
proveniente de atividades humanas.
 vazamento de água
radioativa. Fukushima 2011.
Japão: Exercício de Fixação 1
1 - Escreva no caderno um texto dissertativo usando quatro fatores
que contribuíram para a reconstrução e o fortalecimento da
economia e da sociedade japonesa após a Segunda guerra Mundial.
considere abordar os seguintes aspectos:
 capital estrangeiro, educação, mão de obra e produção industrial.
2 – O que ocasionou isso e quais os objetivos do expansionismo
japonês?
3. Shikoku
4. Kyushu
1.Hokkaido
2.Honshu
O arquipélago japonês é
formado por 3,9 mil ilhas,
das quais se destacam:
 Localizado na porção leste da Ásia e
Extremo Oriente,
 Essas 4 ilhas agrupam uma grande parcela
das atividades econômicas da população
japonesa.
 Relevo predominante é montanhas,
algumas com mais de 3 mil metros de
altitude, dificultando a ocupação.
Aspectos Gerais
Localização e Relevo
 Com área quase do tamanho do estado de
São Paulo;
 80% do espaço se constitui de planaltos e
montanhas, difíceis à ocupação humana;
 15% de planícies litorâneas
densamente povoadas e industrializadas
;
Hemisférios pertencentes ao Japão
Vulcão Sakurajima entrou em erupção em (Kagoshima 2013).
Chegada de tsunami na cidade de Miyako (Japão, 2011).
 O Japão se localiza no Círculo de Fogo do
Pacífico, em uma região de encontro das
placas tectônicas :
Euro-asiática, do Pacífico, Norte-americana
e das Filipinas.
 Grande instabilidade tectônica, que
circunda o norte do Oceano Pacífico,
onde ocorrem:
1. inúmeros terremotos,
2. intensa atividade vulcânica ,
3. possibilidade de formação de tsunamis.
Aspectos Gerais
Clima e Vegetação
 temperado frio no
extremo norte;
 temperado oceânico
no centro;
 subtropical no sul.
 Áreas de montanhas e no norte, situa-
se a floresta de coníferas;
 Ao sul, a floresta subtropical.
Hidrografia
 Multiplicidade de cursos de água rápidos
e irregulares, em função do próprio
relevo do arquipélago.
 Aproveitadas para geração de energia
elétrica, que não atende à demanda;
 Lago de origem vulcânica “Biwa” (670
km²), via de transporte, irrigação e
abastecimento de água potável.
Exercício de Fixação 2
1- O que impediu o crescimento industrial Japonês no seu
expansionismo?
2- Cite os fatores do milagre econômico Japonês:
3- Aponte o que originou o fim da supremacia Japonesa no século
XX?
4- Cite os principais climas e vegetações do Japão:
5- Quais os principais cultivos ? Onde são cultivados?
População
 127 milhões de pessoas nas áreas de
planície. A densidade demográfica é
alta: cerca de 335 hab./km2, chegando a
700 hab./km2 em Tóquio.
 Expectativa de, de 84 anos.
 A taxa de fecundidade é de 1,4 filho
por mulher.
 O crescimento populacional é negativo,
de -0,1%, e deverá ser de -0,4% em
 As despesas com a saúde e os custos
sociais dos idosos aumentam; em
contrapartida, a população
economicamente ativa (PEA) diminui.
 Valores como respeito, obediência e
disciplina são muito presentes e a
educação é valorizada e de excelente
qualidade.
 Lealdade a empresa muitas vezes
por toda a vida, mão-de-obra
altamente qualificada e pouco
reivindicativa.
 Apesar do esforço, as mulheres, em
geral, ganham menos que os
homens.
 muitas deixam sua vida profissional
para cuidar dos filhos.
Educação, cultura e trabalho Religião
Xintoísmo
Torii
Budismo
Roda Dharmica
 escolas, escritórios e repartições
públicas. Japão
 materiais reforçados para evitar que desmoronem em abalos
sísmicos.
 remédios, alimentos, documentos,
entre outros itens.
KIT DE SOBREVIVÊNCIA
TREINAMENTO EDIFÍCIOS COM ALICERCES ESPECIAIS
SISTEMA DE ALERTA CONTRA TSUNAMI
 As grandes cidades da megalópole são Osaka,
Kyoto, Nagoya, Kobe e Hiroshima.
 cidades tecnopolos = alta tecnologia ligados
à educação universitária, a instituições de
ensino e a empresas especializadas em
tecnologia de ponta.
A megalópole japonesa
 A capital japonesa é o centro
da megalópole conhecida como Tokaido,
que vai de Sendai (na ilha de Honshu) até
Fukuoka (ilha de Kyushu).
 Nela concentram-se aproximadamente 60%
da população do país.
Megalópole = Aglomerados de várias metrópoles muito povoadas servidas de
infraestrutura de serviços e transportes sem delimitação de área rural.
Conurbação = fenômeno urbano que nasce a partir da união de dois ou mais
municípios formando uma malha urbana .
 interligada por uma eficiente rede de
transporte ferroviária. Nessa rede
destaca-se o trem-bala (shinkansen).
 O Japão escoa sua produção por
portos modernos, bem
equipados, com terminais
intermodais (que conectam
diferentes tipos de meios de
transporte).
Transporte na megalópole
 O aterramento de suas baías
permite construir aeroporto
internacional de Narita, em Tóquio.
 Uso de balsas flutuantes.
 construções subterrâneas (trânsito)
Extensão territorial
Japão: Exercício de Fixação 3
Livro página- 158
Unidade-6- Tema 3
Velhos -Tigres Asiáticos
1980-1990
Conseguiram se
Desenvolver.
Novos-Tigres Asiáticos
1960-1970
 Não conseguiram alcançar
expressivo desenvolvimento
socioeconômico dos Velhos
Tigres.
 Nomenclatura em referência aos tigres,
animais de origem asiática que te como
características: a AGRESSIVIDADE,
AGILIDADE E RAPIDEZ. Do que se fez
referência a partir do processo de
crescimento industrial e nas relações
com o comércio internacional;
 Receberam incentivos (financeiro e
político )dos E.U.A e Japão, o que
proporcionou um crescimento expressivo
jamais visto no planeta;
Velhos -Tigres Asiáticos
1960-1970
 Esses investimentos tiveram como
objetivo de impedir a expansão
comunista no continente na Ásia.
 As indústrias passaram a fabricar
automóveis, navios, eletrônicos
sofisticados, aço em siderúrgicas,
produtos de informática,
petroquímicos etc.
 Investimento de Transnacionais;
Velhos -Tigres Asiáticos
 Basearam-se no modelo japonês que é
voltado para a produção de tecnologia
e exportação ;
 Após o crescimento produção voltada
tanto para o mercado externo como
para o interno.
 Estreito relacionamento entre as
empresas e o governo, elevando os
impostos sobre a importação;
 Incentivo as exportações;
 Mão-de-obra barata em relação aos
países desenvolvidos;
 Grandes investimento em educação e
qualificação profissional;
Fatores que favoreceram o
crescimento:
Velhos -Tigres Asiáticos
Novos Tigres Asiáticos
 novos investimentos provenientes do
Japão, dos Tigres Asiáticos foram feitos na
Indonésia, na Malásia e na Tailândia e
depois Filipinas e Vietnã.
 O objetivo era industrializá-los, como fora
feito com os Tigres Asiáticos, e integrar as
economias asiáticas do leste e do sudeste.
 Indústrias : têxteis, de produção de
componentes de telecomunicações e
informática, de eletroeletrônicos pouco
sofisticados e com o uso de tecnologia
importada e mão de obra menos
qualificada.
1980-1990
Japão: Exercício de Fixação 4
Analise os dados de dois Tigres Asiáticos.
País A – Exportações: eletroeletrônicos, têxteis, produtos químicos, óleo vegetal,
petróleo, gás natural.
Importações: eletrônicos, maquinários, produtos derivados de petróleo, veículos, ferro,
aço.
País B – Exportações: semicondutores, equipamentos de telecomunicações sem fio,
veículos, computadores, aço, navios, petroquímica.
Importações: maquinários, petróleo, aço, equipamentos de transporte, plásticos.
Quais desses países você classifica como Tigres Asiáticos e qual como Novo Tigre?
Justifique sua resposta a partir dos dados apresentados.
Unidade-6- Tema 4
 Após 1945 União Soviética e os Estados
Unidos dividiram a Coreia pelo paralelo 38°
N;
 península permaneceu como limite entre a
Coreia do Norte, comunista, e a Coreia do
Sul, capitalista.
 1980 e 1990, a Coreia do Sul passou de
exportador de tecidos e sapatos.
 Para: automóveis, eletrônicos, navios, aço
e, mais tarde, produtos de alta tecnologia.
 A população = 48,3 milhões
 expectativa de vida de 80,7 anos.
 tem uma das taxas de fecundidade mais
baixas do mundo, cerca de 1,23 filho por
mulher;
 11% de sua população tem mais de 65 anos.
Coreia do Sul
"Um guerreiro não desiste daquilo que ama,
ele encontra amor no que faz!“
"Conhecimento não é o mesmo que
sabedoria. A sabedoria está em agir.“
Filme : Poder Além da Vida
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Disputa entre Japão X China pelas terras

Industrialização do Japão
Industrialização do JapãoIndustrialização do Japão
Industrialização do Japão
Mayara Sousa
 
Insdustrialização do japão
Insdustrialização do japãoInsdustrialização do japão
Insdustrialização do japão
Franciele Fernandes
 
Aula 15 japão
Aula 15   japãoAula 15   japão
Aula 15 japão
Jonatas Carlos
 
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundialModulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Claudio Henrique Ramos Sales
 
JAPAO.pptx
JAPAO.pptxJAPAO.pptx
Japão
JapãoJapão
Japão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - Brasil
Japão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - BrasilJapão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - Brasil
Japão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - Brasil
Fabiane Ferreira
 
Extremo Oriente Economia
Extremo Oriente EconomiaExtremo Oriente Economia
Extremo Oriente Economia
Paticx
 
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliatoChina – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
RONALDO N CICILIATO Ciciliato
 
Japão em
Japão emJapão em
Japão em
santanasoul
 
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliatoChina – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
RONALDO N CICILIATO Ciciliato
 
Japão
JapãoJapão
Japao
JapaoJapao
Educação Financeira
Educação Financeira Educação Financeira
Educação Financeira
Niedja Oliveira
 
Educação Financeira
Educação FinanceiraEducação Financeira
Educação Financeira
Niedja Oliveira
 
Japão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticosJapão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticos
Jefferson Cunha
 
Geografia do japão
Geografia do japãoGeografia do japão
Geografia do japão
Blog do Prof. Elienai
 
História do Japão moderno
História do Japão modernoHistória do Japão moderno
História do Japão moderno
Isabel Rosa
 
Industrialização Pioneira
Industrialização PioneiraIndustrialização Pioneira
Industrialização Pioneira
Colégio Nova Geração COC
 
O milagre japonês
O milagre japonêsO milagre japonês
O milagre japonês
guestfe54e6
 

Semelhante a Disputa entre Japão X China pelas terras (20)

Industrialização do Japão
Industrialização do JapãoIndustrialização do Japão
Industrialização do Japão
 
Insdustrialização do japão
Insdustrialização do japãoInsdustrialização do japão
Insdustrialização do japão
 
Aula 15 japão
Aula 15   japãoAula 15   japão
Aula 15 japão
 
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundialModulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
 
JAPAO.pptx
JAPAO.pptxJAPAO.pptx
JAPAO.pptx
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
Japão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - Brasil
Japão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - BrasilJapão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - Brasil
Japão - CSFX ( Colégio São Francisco Xavier) Ipatinga - MG - Brasil
 
Extremo Oriente Economia
Extremo Oriente EconomiaExtremo Oriente Economia
Extremo Oriente Economia
 
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliatoChina – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
 
Japão em
Japão emJapão em
Japão em
 
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliatoChina – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
China – potência econômica, geopolítica e relações 2014 prof ciciliato
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
Japao
JapaoJapao
Japao
 
Educação Financeira
Educação Financeira Educação Financeira
Educação Financeira
 
Educação Financeira
Educação FinanceiraEducação Financeira
Educação Financeira
 
Japão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticosJapão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticos
 
Geografia do japão
Geografia do japãoGeografia do japão
Geografia do japão
 
História do Japão moderno
História do Japão modernoHistória do Japão moderno
História do Japão moderno
 
Industrialização Pioneira
Industrialização PioneiraIndustrialização Pioneira
Industrialização Pioneira
 
O milagre japonês
O milagre japonêsO milagre japonês
O milagre japonês
 

Mais de Nome Sobrenome

OPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptx
OPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptxOPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptx
OPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptx
Nome Sobrenome
 
Caso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.ppt
Caso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.pptCaso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.ppt
Caso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.ppt
Nome Sobrenome
 
ATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptx
ATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptxATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptx
ATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptx
Nome Sobrenome
 
AULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptx
AULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptxAULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptx
AULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptx
Nome Sobrenome
 
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David Nogueira
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David NogueiraBRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David Nogueira
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David Nogueira
Nome Sobrenome
 
AULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptxAULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptx
Nome Sobrenome
 
Russia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdf
Russia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdfRussia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdf
Russia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdf
Nome Sobrenome
 
Apresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da perícia
Apresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da períciaApresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da perícia
Apresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da perícia
Nome Sobrenome
 
496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx
496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx
496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx
Nome Sobrenome
 
AULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptx
AULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptxAULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptx
AULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptx
Nome Sobrenome
 
AULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptxAULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptx
Nome Sobrenome
 
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptx
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptxENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptx
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptx
Nome Sobrenome
 
Anatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptx
Anatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptxAnatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptx
Anatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptx
Nome Sobrenome
 
Apresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdf
Apresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdfApresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdf
Apresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdf
Nome Sobrenome
 
Continentte Aafricando e suas caracteristicas
Continentte Aafricando e suas caracteristicasContinentte Aafricando e suas caracteristicas
Continentte Aafricando e suas caracteristicas
Nome Sobrenome
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Nome Sobrenome
 
Varios canais de comunicação via smartphone
Varios canais de comunicação via smartphoneVarios canais de comunicação via smartphone
Varios canais de comunicação via smartphone
Nome Sobrenome
 
bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...
bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...
bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...
Nome Sobrenome
 
O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...
O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...
O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...
Nome Sobrenome
 

Mais de Nome Sobrenome (19)

OPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptx
OPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptxOPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptx
OPERADOR DE CAIXA função de realizar a abertura e o fechamento do caixa.pptx
 
Caso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.ppt
Caso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.pptCaso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.ppt
Caso_Clinico_Asma CURSO ENFERMAGEM -.ppt
 
ATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptx
ATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptxATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptx
ATENDENTE DE FARMÁCIA SISTEMA DIGESTIVO .pptx
 
AULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptx
AULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptxAULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptx
AULA - SISTEMA - OSSEO - MUSCULAAR - ORGÃAO DO SENTIDO.pptx
 
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David Nogueira
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David NogueiraBRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David Nogueira
BRASIL COLÔNIA (1500 – 1822) Prof. David Nogueira
 
AULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptxAULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM EM SAUDE DO IDOSO.pptx
 
Russia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdf
Russia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdfRussia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdf
Russia e Ucrania tudo sobre esses dois.pdf
 
Apresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da perícia
Apresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da períciaApresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da perícia
Apresentação de quesitos suplementares, ainda no decorrer da perícia
 
496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx
496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx
496373399-Slide-Aulas-FiSIOLOGGIAC-230221.pptx
 
AULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptx
AULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptxAULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptx
AULA 2 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA LOCAISS.pptx
 
AULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptxAULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptx
AULA 1 - ENFERMAGEM CIRÚRGICA HISTORIA ).pptx
 
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptx
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptxENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptx
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIO pre inntra e pos.pptx
 
Anatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptx
Anatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptxAnatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptx
Anatomia humana e seus sistemas contittuintess.pptx
 
Apresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdf
Apresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdfApresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdf
Apresentacao_Partybox_Encore_Essential.pdf
 
Continentte Aafricando e suas caracteristicas
Continentte Aafricando e suas caracteristicasContinentte Aafricando e suas caracteristicas
Continentte Aafricando e suas caracteristicas
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
Varios canais de comunicação via smartphone
Varios canais de comunicação via smartphoneVarios canais de comunicação via smartphone
Varios canais de comunicação via smartphone
 
bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...
bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...
bullying são atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotadas na esc...
 
O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...
O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...
O Google Drive é um serviço de armazenamento e sincronização de arquivos que ...
 

Último

UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 

Disputa entre Japão X China pelas terras

  • 2. Geopolítica e História Até meados do século XIX, o Japão se caracterizou por isolamento, descentralização política e poder dos xóguns, grandes proprietários de terras. A era Meiji (governo esclarecido), estabelecida no poder entre 1868 e 1912, foi responsável pelas seguintes realizações:  restauração do poder político centralizado no imperador e fim do feudalismo;  rápida modernização por meio de importação de tecnologia;  expansão dos mercados interno e externo, com grandes investimentos industriais;  obras de infraestrutura e educação em massa;  abertura para o ocidente e os vizinhos asiáticos.  as zaibatsus das clãs Cresceram rápido. Mutsuhito decretou o final do Feudalismo japonês.
  • 3. Geopolítica  Disputa entre Japão X China pelas ilhas hoje administradas pelo Japão. Chamadas pelos chineses Senkaku pelos japoneses de Diaoyutai.  Motivos 1. Rotas marítimas estratégicas; 2. Área pesqueira; 3. Proximidade das regiões petrolíferas ;
  • 4. Imperialismo Japonês  Séc. XIX – surgia como potência militar, econômica e com crescimento industrial.  Problema- pobre em recursos naturais com necessidade de importar fontes de energia e minérios;  Expansionismo japonês Invasão de: 1. Ilhas no Pacífico; 2. Áreas do sudeste asiático; 3. China e Coreia Objetivo: Domínio de matérias primas e exportação de prod. industrializados
  • 5. Fim da Supremacia Japonesa  Séc. XX – Japão e Estado Unidos eram grandes potências industriais e disputavam interesses econômicos e políticos no pacífico;  1941, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), o Japão bombardeou o porto de Pearl Harbor , no estado do Havaí pertencente aos E.U.A.  Em represália 6 de agosto de 1945, sobre Hiroshima foi lançada a (Little boy) menininho; dia 9 de agostos é lançada em Nagasaki ( Fat Man); Bombas Nucleares que devastaram essas cidades
  • 6.  Hiroshima +100 mil mortos;  Nagasak +70 mil mortos;  Milhares de feridos e com sequelas da radiação ( Tumores) “A teoria do caos diz que os sistemas e eventos muito simples ou pequenos podem causar comportamentos ou eventos muito complexos”.
  • 7. O "milagre econômico"  1949 – Vitória da China revolução Comunistas;  E.U.A - investiram bilhões de dólares para evitar a proliferação de regimes comunistas na Ásia;  1960, o Japão já havia se recuperado economicamente, passando a ser um grande produtor mundial de bens de consumo, como eletrodomésticos.  1970, o arquipélago já era uma potência industrial. A cultura japonesa da obediência, da lealdade à família e da disciplina. Mão de obra qualificada e barata; Êxodo Rural Capital americano Fatores internos também contribuíram :
  • 8. Tecnologia , Indústria e Agricultura  As indústrias de alta tecnologia ou high- tech concentram-se próximas às cidades de Tóquio e de Osaka e estão voltadas para a microeletrônica, a informática, a biotecnologia, as telecomunicações, entre outros tipos.  O Japão importa a maior parte dos alimentos, exceção feita ao arroz, que é a principal cultura produzida no país, seguida pela fruticultura. E com menor frequência as culturas de: (criação do bicho da seda, chá e trigo).  Emprego de tecnologia para aumentar a produtividades  12% de terras agricultáveis  Toyotismo: substitui a linha de produção, típica da fábrica fordista, por equipes de trabalho, nas quais cada equipe fica encarregada de todo processo produtivo.  Implantação do sistema Just-in-time (no momento certo) que seria a eliminação de estoque. Empresa de produtos Eletrônicos .
  • 9.
  • 10. Fontes de Energia  Japão é grande importador de recursos naturais;  Energia Hidrelétrica – mesmo com relevo que favorece a energia não supre a demanda.  30% da energia produzida no Japão vem de usinas atômicas;  Maior parte da produção termelétricas , usa gás, petróleo e carvão  Petróleo vem da Arábia e Emirados Árabes ; Carvão da Austrália e Gás da Malásia Problemas Ambientais  Poluição do ar e à poluição marinha.  Baia de Tóquio com menos piscosidade;  Quinto maior emissor de CO2 proveniente de atividades humanas.  vazamento de água radioativa. Fukushima 2011.
  • 11. Japão: Exercício de Fixação 1 1 - Escreva no caderno um texto dissertativo usando quatro fatores que contribuíram para a reconstrução e o fortalecimento da economia e da sociedade japonesa após a Segunda guerra Mundial. considere abordar os seguintes aspectos:  capital estrangeiro, educação, mão de obra e produção industrial. 2 – O que ocasionou isso e quais os objetivos do expansionismo japonês?
  • 12. 3. Shikoku 4. Kyushu 1.Hokkaido 2.Honshu O arquipélago japonês é formado por 3,9 mil ilhas, das quais se destacam:  Localizado na porção leste da Ásia e Extremo Oriente,  Essas 4 ilhas agrupam uma grande parcela das atividades econômicas da população japonesa.  Relevo predominante é montanhas, algumas com mais de 3 mil metros de altitude, dificultando a ocupação. Aspectos Gerais
  • 13.
  • 14.
  • 15. Localização e Relevo  Com área quase do tamanho do estado de São Paulo;  80% do espaço se constitui de planaltos e montanhas, difíceis à ocupação humana;  15% de planícies litorâneas densamente povoadas e industrializadas ; Hemisférios pertencentes ao Japão
  • 16. Vulcão Sakurajima entrou em erupção em (Kagoshima 2013). Chegada de tsunami na cidade de Miyako (Japão, 2011).  O Japão se localiza no Círculo de Fogo do Pacífico, em uma região de encontro das placas tectônicas : Euro-asiática, do Pacífico, Norte-americana e das Filipinas.  Grande instabilidade tectônica, que circunda o norte do Oceano Pacífico, onde ocorrem: 1. inúmeros terremotos, 2. intensa atividade vulcânica , 3. possibilidade de formação de tsunamis. Aspectos Gerais
  • 17.
  • 18.
  • 19. Clima e Vegetação  temperado frio no extremo norte;  temperado oceânico no centro;  subtropical no sul.  Áreas de montanhas e no norte, situa- se a floresta de coníferas;  Ao sul, a floresta subtropical.
  • 20.
  • 21. Hidrografia  Multiplicidade de cursos de água rápidos e irregulares, em função do próprio relevo do arquipélago.  Aproveitadas para geração de energia elétrica, que não atende à demanda;  Lago de origem vulcânica “Biwa” (670 km²), via de transporte, irrigação e abastecimento de água potável.
  • 22. Exercício de Fixação 2 1- O que impediu o crescimento industrial Japonês no seu expansionismo? 2- Cite os fatores do milagre econômico Japonês: 3- Aponte o que originou o fim da supremacia Japonesa no século XX? 4- Cite os principais climas e vegetações do Japão: 5- Quais os principais cultivos ? Onde são cultivados?
  • 23.
  • 24. População  127 milhões de pessoas nas áreas de planície. A densidade demográfica é alta: cerca de 335 hab./km2, chegando a 700 hab./km2 em Tóquio.  Expectativa de, de 84 anos.  A taxa de fecundidade é de 1,4 filho por mulher.  O crescimento populacional é negativo, de -0,1%, e deverá ser de -0,4% em  As despesas com a saúde e os custos sociais dos idosos aumentam; em contrapartida, a população economicamente ativa (PEA) diminui.
  • 25.
  • 26.  Valores como respeito, obediência e disciplina são muito presentes e a educação é valorizada e de excelente qualidade.  Lealdade a empresa muitas vezes por toda a vida, mão-de-obra altamente qualificada e pouco reivindicativa.  Apesar do esforço, as mulheres, em geral, ganham menos que os homens.  muitas deixam sua vida profissional para cuidar dos filhos. Educação, cultura e trabalho Religião Xintoísmo Torii Budismo Roda Dharmica
  • 27.  escolas, escritórios e repartições públicas. Japão  materiais reforçados para evitar que desmoronem em abalos sísmicos.  remédios, alimentos, documentos, entre outros itens. KIT DE SOBREVIVÊNCIA TREINAMENTO EDIFÍCIOS COM ALICERCES ESPECIAIS SISTEMA DE ALERTA CONTRA TSUNAMI
  • 28.  As grandes cidades da megalópole são Osaka, Kyoto, Nagoya, Kobe e Hiroshima.  cidades tecnopolos = alta tecnologia ligados à educação universitária, a instituições de ensino e a empresas especializadas em tecnologia de ponta. A megalópole japonesa  A capital japonesa é o centro da megalópole conhecida como Tokaido, que vai de Sendai (na ilha de Honshu) até Fukuoka (ilha de Kyushu).  Nela concentram-se aproximadamente 60% da população do país.
  • 29. Megalópole = Aglomerados de várias metrópoles muito povoadas servidas de infraestrutura de serviços e transportes sem delimitação de área rural. Conurbação = fenômeno urbano que nasce a partir da união de dois ou mais municípios formando uma malha urbana .
  • 30.
  • 31.  interligada por uma eficiente rede de transporte ferroviária. Nessa rede destaca-se o trem-bala (shinkansen).  O Japão escoa sua produção por portos modernos, bem equipados, com terminais intermodais (que conectam diferentes tipos de meios de transporte). Transporte na megalópole  O aterramento de suas baías permite construir aeroporto internacional de Narita, em Tóquio.  Uso de balsas flutuantes.  construções subterrâneas (trânsito) Extensão territorial
  • 32.
  • 33. Japão: Exercício de Fixação 3 Livro página- 158
  • 35. Velhos -Tigres Asiáticos 1980-1990 Conseguiram se Desenvolver. Novos-Tigres Asiáticos 1960-1970  Não conseguiram alcançar expressivo desenvolvimento socioeconômico dos Velhos Tigres.
  • 36.
  • 37.  Nomenclatura em referência aos tigres, animais de origem asiática que te como características: a AGRESSIVIDADE, AGILIDADE E RAPIDEZ. Do que se fez referência a partir do processo de crescimento industrial e nas relações com o comércio internacional;  Receberam incentivos (financeiro e político )dos E.U.A e Japão, o que proporcionou um crescimento expressivo jamais visto no planeta; Velhos -Tigres Asiáticos 1960-1970
  • 38.  Esses investimentos tiveram como objetivo de impedir a expansão comunista no continente na Ásia.  As indústrias passaram a fabricar automóveis, navios, eletrônicos sofisticados, aço em siderúrgicas, produtos de informática, petroquímicos etc.  Investimento de Transnacionais; Velhos -Tigres Asiáticos
  • 39.  Basearam-se no modelo japonês que é voltado para a produção de tecnologia e exportação ;  Após o crescimento produção voltada tanto para o mercado externo como para o interno.  Estreito relacionamento entre as empresas e o governo, elevando os impostos sobre a importação;  Incentivo as exportações;  Mão-de-obra barata em relação aos países desenvolvidos;  Grandes investimento em educação e qualificação profissional; Fatores que favoreceram o crescimento: Velhos -Tigres Asiáticos
  • 40. Novos Tigres Asiáticos  novos investimentos provenientes do Japão, dos Tigres Asiáticos foram feitos na Indonésia, na Malásia e na Tailândia e depois Filipinas e Vietnã.  O objetivo era industrializá-los, como fora feito com os Tigres Asiáticos, e integrar as economias asiáticas do leste e do sudeste.  Indústrias : têxteis, de produção de componentes de telecomunicações e informática, de eletroeletrônicos pouco sofisticados e com o uso de tecnologia importada e mão de obra menos qualificada. 1980-1990
  • 41.
  • 42. Japão: Exercício de Fixação 4 Analise os dados de dois Tigres Asiáticos. País A – Exportações: eletroeletrônicos, têxteis, produtos químicos, óleo vegetal, petróleo, gás natural. Importações: eletrônicos, maquinários, produtos derivados de petróleo, veículos, ferro, aço. País B – Exportações: semicondutores, equipamentos de telecomunicações sem fio, veículos, computadores, aço, navios, petroquímica. Importações: maquinários, petróleo, aço, equipamentos de transporte, plásticos. Quais desses países você classifica como Tigres Asiáticos e qual como Novo Tigre? Justifique sua resposta a partir dos dados apresentados.
  • 44.  Após 1945 União Soviética e os Estados Unidos dividiram a Coreia pelo paralelo 38° N;  península permaneceu como limite entre a Coreia do Norte, comunista, e a Coreia do Sul, capitalista.  1980 e 1990, a Coreia do Sul passou de exportador de tecidos e sapatos.  Para: automóveis, eletrônicos, navios, aço e, mais tarde, produtos de alta tecnologia.  A população = 48,3 milhões  expectativa de vida de 80,7 anos.  tem uma das taxas de fecundidade mais baixas do mundo, cerca de 1,23 filho por mulher;  11% de sua população tem mais de 65 anos. Coreia do Sul
  • 45. "Um guerreiro não desiste daquilo que ama, ele encontra amor no que faz!“ "Conhecimento não é o mesmo que sabedoria. A sabedoria está em agir.“ Filme : Poder Além da Vida Obrigado!