SlideShare uma empresa Scribd logo
DESASTRES NATURAIS Vandriani Hermes Botelho – Pólo de Caxias do Sul - UCS
DESASTRES NATURAIS Um desastre é um evento usualmente não programado e ou extenso que geralmente ocorre inesperadamente e que tem um efeito e impacto severo sobre a vida e saúde de muitas pessoas e animais e/ou ocasiona considerável dano material ou coloca em risco a vida de um grande número de pessoas e outros seres vivos.
Fenômenos Naturais causadores de desastres naturais Enchente ou inundação Seca  Terremoto ou Sismo Furacão, Tufão,Tornado,Ciclone Tropical Vulcão Tempestade de Raios Oscilações Sísmicas: Maremoto e Tsunami
Enchentes ou Inundações Inundação é o resultado de uma grande quantidade de chuva que não foi suficientemente absorvida por rios e outras formas de escoamento. Pode ou não resultar de uma cheia. Há dois tipos de inundação: a Inundação Fluvial, quando há uma grande precipitação, causando esta o transbordamento de rios, lagos, etc., e a Inundação de origem Marítima, que é causada por grandes ondas (tsunamis).
 
SECA É um  fenômeno climático causado pela insuficiência de precipitação, ou chuva numa determinada região por um período de tempo muito grande. Este fenômeno provoca desequilíbrios hidrológicos importantes.
Desastres Naturais Seca
Terremoto ou sismo Fenômeno de vibração brusca e passageira da superfície da Terra, resultante de movimentos subterrâneos de placas rochosas, de atividade vulcânica, ou por deslocamentos de gases no interior da Terra, principalmente metano. O movimento é causado pela libertação rápida de grandes quantidades de energia na forma de ondas sísmicas.
 
Furacão e Tufão Este tipo de fenômeno é sempre devastador, embora com intensidades diferentes, e também assumem diferentes nomes de acordo com a área do Mundo  em que se registram: Furacões,Tufões, Tempestade Ciclônica Severas CicloneTropical.
 
Tornados Ocorrem só  em terra em meio a uma nuvem de tempestade, ventos quentes e úmidos se chocam com os ventos secos e frios, criando um funil que puxa a nuvem para baixo e suga para o alto o que estiver no solo. Os tornados se classificam pela escala Fujita ( F1 a F5 ), que calcula a força dos ventos segundo a destruição que eles causam.
Tornado
Vulcão É uma estrutura geológica criada quando o  magma ,  gases  e partículas quentes (como cinzas) escapam para a superfície terrestre. Eles ejectam altas quantidades de  poeira ,  gases  e  aerossóis  na  atmosfera , podendo causar resfriamento  climático  temporário. São frequentemente considerados causadores de  poluição  natural. Tipicamente, os vulcões apresentam formato  cónico  e  montanhoso .
A erupção de um vulcão é considerada um grave desastre natural, por vezes de consequências planetárias. Assim como outros desastres dessa natureza, são imprevisíveis e causam danos indiscriminados.
 
Tempestade de Raios Tempestades são caracterizadas por raios e trovões. São produzidas por uma ou mais nuvens  cumulunimbus  também conhecidas como nuvens de tempestade. Uma típica nuvem de tempestades tem um diâmetro de 10 a 20 km. Cerca de 2000 tempestades estão sempre ocorrendo, o que significa que 16 milhões ocorrem anualmente em nosso planeta. A freqüência de tempestades em um dado local depende de vários fatores, entre eles a topografia, a latitude, a proximidade de massas de água e a continentalidade.
 
Consequências Os raios podem ser perigosos. Quando estão caindo por perto, você está sujeito a ser atingido diretamente por eles. A chance de uma pessoa ser atingida por um raio é algo em torno de 1 para 1milhão. A maioria das mortes e ferimentos não acontecem devido a incidência direta de um raio. Na verdade, são efeitos indiretos associados à proximidade do raio ou por efeitos secundários. Danos A corrente do raio pode causar sérias queimaduras e outros danos ao coração, pulmões, sistema nervoso central e outras partes do corpo, através do aquecimento e uma variedade de reações eletroquímicas. A extensão do dano depende da intensidade da corrente, das partes do corpo afetadas, das condições físicas da vítima e das condições específicas do incidente. Cerca de 20 a 30% das vítimas de raios morrem, a maioria delas por parada cardíaca e respiratória, e cerca de 70% dos sobreviventes sofrem devido às sérias seqüelas
Oscilações sísmicas, maremotos  e  tsunamis Maremotos  são provocados por oscilações sísmicas na crosta terrestre tremores que provoca o  deslocamento das ondas do mar em  direção ao litoral, avançando em direção à costa, causando destruição. Tsunami-  Os terremotos que ocorrem sob os oceanos geram, ocasionalmente, ondas marítimas  gigantescas, denominadas Tsunamis. Após a ocorrência de um grande terremoto  com epicentro no mar, ondas gigantescas (até 10 ou 20m de altura) podem atingir regiões costeiras. Estas ondas, ou tsunamis, são geradas por um deslocamento rápido da coluna de água da área epicentral de um terremoto, ocorrido em uma falha próxima ao fundo do mar. Este deslocamento se propaga como ondas em todas as direções com velocidades que dependem da profundidade do mar.
Maremotos
 
Tsunami
Para refletir Estamos diante de um momento crítico na história daTerra, numa época em que a humanidade deve escolher o seu futuro. À medida que o mundo torna-se cada vez mais interdependente e frágil, o futuro enfrenta, ao mesmo tempo, grandes perigos e grandes promessas. Para seguir adiante, devemos reconhecer que no meio de uma magnífica diversidade de culturas e formas de vida, somos uma família humana e uma comunidade terrestre com um destino comum. Devemos somar forças para gerar uma sociedade sustentável global baseada no respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na justiça econômica e numa cultura da paz. Para chegar a este propósito, é imperativo que, nós, os povos da Terra, declaremos nossa responsabilidade uns para com os outros, com a grande comunidade da vida, e com as futuras gerações.
Vídeo Assista o vídeo... http://www.youtube.com/watch?v=Qvup4Oihz6A
Bibliografia http://pt.wikipedia.org/wiki/Tsunamis http://pt.wikipedia.org/wiki/Furac%C3%A3o http://inseguranca.no.sapo.pt/pc_cheias.html http :// pt.wikipedia.org/wiki/Vulc%C3%A3o http://www.icess.ucsb.edu/gem/furacoes.htm http://www.lookfordiagnosis.com/mesh_info.php?term=Desastres+Naturais&lang=3 http://henriquecortez.wordpress.com/tag/desastres-naturais/  http://en.wikipedia.org/wiki/Natural_disaster Imagens Google

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
protecaocivil
 
CatáStrofes Naturais
CatáStrofes NaturaisCatáStrofes Naturais
CatáStrofes Naturais
rfzamith
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
António Morais
 
desastres climaticos
desastres climaticosdesastres climaticos
desastres climaticos
B0das
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
Cristina Coelho
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
gueste6abb5
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
Maria João Carlos
 
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto ZanellaMaria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
 
Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1
Ana Abegão
 
Amar e pedro
Amar e pedroAmar e pedro
Amar e pedro
Mayjö .
 
Eliane Gomes Duarte
Eliane Gomes DuarteEliane Gomes Duarte
Eliane Gomes Duarte
ElianeDuarte
 
Riscos e catástrofes naturais 2
Riscos e catástrofes naturais 2Riscos e catástrofes naturais 2
Riscos e catástrofes naturais 2
Maria João Carlos
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
Ingrid Bispo
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
Rui Basto
 
Geografia. catastrofes naturais tatiana
Geografia. catastrofes naturais tatianaGeografia. catastrofes naturais tatiana
Geografia. catastrofes naturais tatiana
protecaocivil
 
Fenômenos naturais
Fenômenos naturaisFenômenos naturais
Fenômenos naturais
Clara Beatriz
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
Escola E.B.2,3 de Jovim Gondomar
 
Catastrofes naturais leandro 8º e
Catastrofes naturais   leandro 8º eCatastrofes naturais   leandro 8º e
Catastrofes naturais leandro 8º e
protecaocivil
 

Mais procurados (18)

Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
CatáStrofes Naturais
CatáStrofes NaturaisCatáStrofes Naturais
CatáStrofes Naturais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
desastres climaticos
desastres climaticosdesastres climaticos
desastres climaticos
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto ZanellaMaria Ivanete Lazzarotto Zanella
Maria Ivanete Lazzarotto Zanella
 
Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1Catástrofes Naturais - Grupo 1
Catástrofes Naturais - Grupo 1
 
Amar e pedro
Amar e pedroAmar e pedro
Amar e pedro
 
Eliane Gomes Duarte
Eliane Gomes DuarteEliane Gomes Duarte
Eliane Gomes Duarte
 
Riscos e catástrofes naturais 2
Riscos e catástrofes naturais 2Riscos e catástrofes naturais 2
Riscos e catástrofes naturais 2
 
Desastres naturais
Desastres naturaisDesastres naturais
Desastres naturais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Geografia. catastrofes naturais tatiana
Geografia. catastrofes naturais tatianaGeografia. catastrofes naturais tatiana
Geografia. catastrofes naturais tatiana
 
Fenômenos naturais
Fenômenos naturaisFenômenos naturais
Fenômenos naturais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Catastrofes naturais leandro 8º e
Catastrofes naturais   leandro 8º eCatastrofes naturais   leandro 8º e
Catastrofes naturais leandro 8º e
 

Semelhante a Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs

Catástrofes Naturais
Catástrofes NaturaisCatástrofes Naturais
Catástrofes Naturais
SMS191
 
Desastres naturais 2 A
Desastres naturais 2 ADesastres naturais 2 A
Desastres naturais 2 A
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Desastres naturais II 2º A
Desastres naturais II 2º ADesastres naturais II 2º A
Desastres naturais II 2º A
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
guestb7c120
 
David andrade diogo_daniel8a
David andrade diogo_daniel8aDavid andrade diogo_daniel8a
David andrade diogo_daniel8a
navegananet
 
Catástrofes naturais daniel
Catástrofes naturais danielCatástrofes naturais daniel
Catástrofes naturais daniel
protecaocivil
 
Fenomenos da natureza
Fenomenos da naturezaFenomenos da natureza
Fenomenos da natureza
Antonio Reali
 
1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt
1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt
1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt
JorgeFuruta1
 
Catástrofes Naturais
Catástrofes NaturaisCatástrofes Naturais
Catástrofes Naturais
cres-ser-saudavel
 
Múltiplos Desastres Naturais
Múltiplos Desastres NaturaisMúltiplos Desastres Naturais
Múltiplos Desastres Naturais
guest9eba629a
 
Riscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e PoluiçõesRiscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e Poluições
asgeoprofessoras
 
Catástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristianaCatástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristiana
protecaocivil
 
Ação da Natureza
Ação da NaturezaAção da Natureza
Ação da Natureza
Maria Faria
 
Ação da Natureza
Ação da NaturezaAção da Natureza
Ação da Natureza
Maria Faria
 
Catastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto finalCatastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto final
NelitaBeiro
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
guestce715c
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
guest2aa3a0e9c
 
Aspectos naturais da terra e seus recursos 2º ma
Aspectos naturais da terra e seus recursos 2º maAspectos naturais da terra e seus recursos 2º ma
Aspectos naturais da terra e seus recursos 2º ma
ProfMario De Mori
 
Terremoto- ciclone e furacão 2011
Terremoto- ciclone e furacão 2011Terremoto- ciclone e furacão 2011
Terremoto- ciclone e furacão 2011
Regina E Franck
 

Semelhante a Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs (19)

Catástrofes Naturais
Catástrofes NaturaisCatástrofes Naturais
Catástrofes Naturais
 
Desastres naturais 2 A
Desastres naturais 2 ADesastres naturais 2 A
Desastres naturais 2 A
 
Desastres naturais II 2º A
Desastres naturais II 2º ADesastres naturais II 2º A
Desastres naturais II 2º A
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
 
David andrade diogo_daniel8a
David andrade diogo_daniel8aDavid andrade diogo_daniel8a
David andrade diogo_daniel8a
 
Catástrofes naturais daniel
Catástrofes naturais danielCatástrofes naturais daniel
Catástrofes naturais daniel
 
Fenomenos da natureza
Fenomenos da naturezaFenomenos da natureza
Fenomenos da natureza
 
1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt
1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt
1fenomenosdanatureza-140322093826-phpapp02.ppt
 
Catástrofes Naturais
Catástrofes NaturaisCatástrofes Naturais
Catástrofes Naturais
 
Múltiplos Desastres Naturais
Múltiplos Desastres NaturaisMúltiplos Desastres Naturais
Múltiplos Desastres Naturais
 
Riscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e PoluiçõesRiscos Naturais e Poluições
Riscos Naturais e Poluições
 
Catástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristianaCatástrofes naturais cristiana
Catástrofes naturais cristiana
 
Ação da Natureza
Ação da NaturezaAção da Natureza
Ação da Natureza
 
Ação da Natureza
Ação da NaturezaAção da Natureza
Ação da Natureza
 
Catastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto finalCatastrofes naturais projecto final
Catastrofes naturais projecto final
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
 
Desastres Naturais
Desastres NaturaisDesastres Naturais
Desastres Naturais
 
Aspectos naturais da terra e seus recursos 2º ma
Aspectos naturais da terra e seus recursos 2º maAspectos naturais da terra e seus recursos 2º ma
Aspectos naturais da terra e seus recursos 2º ma
 
Terremoto- ciclone e furacão 2011
Terremoto- ciclone e furacão 2011Terremoto- ciclone e furacão 2011
Terremoto- ciclone e furacão 2011
 

Último

_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 

Último (20)

_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 

Desastres Naturais Vandriani Hermes Botelho Ucs

  • 1. DESASTRES NATURAIS Vandriani Hermes Botelho – Pólo de Caxias do Sul - UCS
  • 2. DESASTRES NATURAIS Um desastre é um evento usualmente não programado e ou extenso que geralmente ocorre inesperadamente e que tem um efeito e impacto severo sobre a vida e saúde de muitas pessoas e animais e/ou ocasiona considerável dano material ou coloca em risco a vida de um grande número de pessoas e outros seres vivos.
  • 3. Fenômenos Naturais causadores de desastres naturais Enchente ou inundação Seca Terremoto ou Sismo Furacão, Tufão,Tornado,Ciclone Tropical Vulcão Tempestade de Raios Oscilações Sísmicas: Maremoto e Tsunami
  • 4. Enchentes ou Inundações Inundação é o resultado de uma grande quantidade de chuva que não foi suficientemente absorvida por rios e outras formas de escoamento. Pode ou não resultar de uma cheia. Há dois tipos de inundação: a Inundação Fluvial, quando há uma grande precipitação, causando esta o transbordamento de rios, lagos, etc., e a Inundação de origem Marítima, que é causada por grandes ondas (tsunamis).
  • 5.  
  • 6. SECA É um fenômeno climático causado pela insuficiência de precipitação, ou chuva numa determinada região por um período de tempo muito grande. Este fenômeno provoca desequilíbrios hidrológicos importantes.
  • 8. Terremoto ou sismo Fenômeno de vibração brusca e passageira da superfície da Terra, resultante de movimentos subterrâneos de placas rochosas, de atividade vulcânica, ou por deslocamentos de gases no interior da Terra, principalmente metano. O movimento é causado pela libertação rápida de grandes quantidades de energia na forma de ondas sísmicas.
  • 9.  
  • 10. Furacão e Tufão Este tipo de fenômeno é sempre devastador, embora com intensidades diferentes, e também assumem diferentes nomes de acordo com a área do Mundo em que se registram: Furacões,Tufões, Tempestade Ciclônica Severas CicloneTropical.
  • 11.  
  • 12. Tornados Ocorrem só em terra em meio a uma nuvem de tempestade, ventos quentes e úmidos se chocam com os ventos secos e frios, criando um funil que puxa a nuvem para baixo e suga para o alto o que estiver no solo. Os tornados se classificam pela escala Fujita ( F1 a F5 ), que calcula a força dos ventos segundo a destruição que eles causam.
  • 14. Vulcão É uma estrutura geológica criada quando o magma , gases e partículas quentes (como cinzas) escapam para a superfície terrestre. Eles ejectam altas quantidades de poeira , gases e aerossóis na atmosfera , podendo causar resfriamento climático temporário. São frequentemente considerados causadores de poluição natural. Tipicamente, os vulcões apresentam formato cónico e montanhoso .
  • 15. A erupção de um vulcão é considerada um grave desastre natural, por vezes de consequências planetárias. Assim como outros desastres dessa natureza, são imprevisíveis e causam danos indiscriminados.
  • 16.  
  • 17. Tempestade de Raios Tempestades são caracterizadas por raios e trovões. São produzidas por uma ou mais nuvens cumulunimbus também conhecidas como nuvens de tempestade. Uma típica nuvem de tempestades tem um diâmetro de 10 a 20 km. Cerca de 2000 tempestades estão sempre ocorrendo, o que significa que 16 milhões ocorrem anualmente em nosso planeta. A freqüência de tempestades em um dado local depende de vários fatores, entre eles a topografia, a latitude, a proximidade de massas de água e a continentalidade.
  • 18.  
  • 19. Consequências Os raios podem ser perigosos. Quando estão caindo por perto, você está sujeito a ser atingido diretamente por eles. A chance de uma pessoa ser atingida por um raio é algo em torno de 1 para 1milhão. A maioria das mortes e ferimentos não acontecem devido a incidência direta de um raio. Na verdade, são efeitos indiretos associados à proximidade do raio ou por efeitos secundários. Danos A corrente do raio pode causar sérias queimaduras e outros danos ao coração, pulmões, sistema nervoso central e outras partes do corpo, através do aquecimento e uma variedade de reações eletroquímicas. A extensão do dano depende da intensidade da corrente, das partes do corpo afetadas, das condições físicas da vítima e das condições específicas do incidente. Cerca de 20 a 30% das vítimas de raios morrem, a maioria delas por parada cardíaca e respiratória, e cerca de 70% dos sobreviventes sofrem devido às sérias seqüelas
  • 20. Oscilações sísmicas, maremotos e tsunamis Maremotos são provocados por oscilações sísmicas na crosta terrestre tremores que provoca o deslocamento das ondas do mar em direção ao litoral, avançando em direção à costa, causando destruição. Tsunami- Os terremotos que ocorrem sob os oceanos geram, ocasionalmente, ondas marítimas gigantescas, denominadas Tsunamis. Após a ocorrência de um grande terremoto com epicentro no mar, ondas gigantescas (até 10 ou 20m de altura) podem atingir regiões costeiras. Estas ondas, ou tsunamis, são geradas por um deslocamento rápido da coluna de água da área epicentral de um terremoto, ocorrido em uma falha próxima ao fundo do mar. Este deslocamento se propaga como ondas em todas as direções com velocidades que dependem da profundidade do mar.
  • 22.  
  • 24. Para refletir Estamos diante de um momento crítico na história daTerra, numa época em que a humanidade deve escolher o seu futuro. À medida que o mundo torna-se cada vez mais interdependente e frágil, o futuro enfrenta, ao mesmo tempo, grandes perigos e grandes promessas. Para seguir adiante, devemos reconhecer que no meio de uma magnífica diversidade de culturas e formas de vida, somos uma família humana e uma comunidade terrestre com um destino comum. Devemos somar forças para gerar uma sociedade sustentável global baseada no respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na justiça econômica e numa cultura da paz. Para chegar a este propósito, é imperativo que, nós, os povos da Terra, declaremos nossa responsabilidade uns para com os outros, com a grande comunidade da vida, e com as futuras gerações.
  • 25. Vídeo Assista o vídeo... http://www.youtube.com/watch?v=Qvup4Oihz6A
  • 26. Bibliografia http://pt.wikipedia.org/wiki/Tsunamis http://pt.wikipedia.org/wiki/Furac%C3%A3o http://inseguranca.no.sapo.pt/pc_cheias.html http :// pt.wikipedia.org/wiki/Vulc%C3%A3o http://www.icess.ucsb.edu/gem/furacoes.htm http://www.lookfordiagnosis.com/mesh_info.php?term=Desastres+Naturais&lang=3 http://henriquecortez.wordpress.com/tag/desastres-naturais/ http://en.wikipedia.org/wiki/Natural_disaster Imagens Google