SlideShare uma empresa Scribd logo
A movimentação da crosta terrestre Em 1912, o cientista alemão Alfred Wegener elaborou a  teoria da deriva dos continentes.
Wegener propôs que a a cerca de 200 milhões de anos, os continentes estariam todos unidos, formando um só bloco continental,  o pangéia , cercado por um massa líquida,  mar de thethys. Observando a semelhança entre os contornos dos litorais da América, Europa e África, e também: suas estruturas mineralógicas, de fauna e flora.
 
 
Poucos consideraram validas as idéias de  Wegener . Um dos poucos que apoiaram o inglês Arthur Holmes, elaborou em 1928,  a hipótese da expansão dos fundos oceânicos, baseando-se nos movimentos de convecção do magma na astenosfera. Para Holmes, o movimento circulatório do magma empurraria os continentes. No inicio dos anos 60, a hipótese de  Holmes  se confirmou, ou seja, provou-se que os assoalhos oceânicos se deslocando a partir das dorsais, que são cordilheiras meso-oceânicas.
 
A partir dessas constatações, chegou-se a conclusão de que não somente os continentes estariam em movimentando e, sim, blocos maiores, pedaços da crosta formados por parte continentais e oceânicas (o fundo ou assoalhos dos oceanos) Com isso a teoria da deriva continental, evoluiu para a chamada teoria de tectônica de placa.
 
Os movimentos das placas tectônicas
Divergentes: processo em que duas placas se afastam. Ex: Placas Sul Americana e Africana. Formação da Dorsal do Atlântico e do próprio oceano atlântico
Subducção (convergente): processo em que as placas movem-se uma em direção a outra, porém no momento do choque a placa oceânica (mais densa) mergulha em direção ao substrato magmático. Ex: Encontro da placa de Nazca com a Sul Americana, formando a cordilheira dos Andes.
Os terremotos e os vulcões ,[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],Outras possibilidades de ocorrência de terremotos:
Nas erupções vulcânicas, a rocha derretida ou fundida (o magma) penetra por fissuras (fendas) existentes na crosta terrestre e é expelida pela cratera do vulcões, situada na superfície da crosta terrestre. Esse processo geralmente é precedido de formação de nuvens epiroclástica, ou seja gases e cinzas.
 
 
 
 
 
Modelo esquemático e animado mostrando um dos mecanismos da formação de uma nuvem ardente.
 
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Condições que permitem Vida na Terra
Condições que permitem Vida na TerraCondições que permitem Vida na Terra
Condições que permitem Vida na Terra
Gabriela Bruno
 
Biogenese e abiogenese
Biogenese e abiogeneseBiogenese e abiogenese
Biogenese e abiogenese
Alexandre Batista
 
Simulado 9° ano universo e s. solar
Simulado 9° ano   universo e s. solarSimulado 9° ano   universo e s. solar
Simulado 9° ano universo e s. solar
jaira saraiva
 
Maquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano AlavancasMaquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano Alavancas
Priscilaqueirozmarchon
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
Catir
 
I.1 A história da vida na terra
I.1 A história da vida na terraI.1 A história da vida na terra
I.1 A história da vida na terra
Rebeca Vale
 
Tempo Geológico
Tempo GeológicoTempo Geológico
Tempo Geológico
Lucca
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
Professor
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Planeta Terra [7º Ano]
Planeta Terra [7º Ano] Planeta Terra [7º Ano]
Planeta Terra [7º Ano]
Vivian Reis
 
Planetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema SolarPlanetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema Solar
Tânia Reis
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
Rebeca Vale
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
Sérgio Luiz
 
Corpos celestes
Corpos celestesCorpos celestes
Corpos celestes
professor_rodrigob
 
Apresentação slide sistema solar
Apresentação slide sistema solarApresentação slide sistema solar
Apresentação slide sistema solar
gislainegeografiahumanas
 
Dinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°ano
Dinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°anoDinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°ano
Dinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°ano
Ronaldo Santana
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
O Sistema Solar - 6º Ano (2017)
O Sistema Solar - 6º Ano (2017)O Sistema Solar - 6º Ano (2017)
O Sistema Solar - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
Adaptação dos seres vivos
Adaptação dos seres vivosAdaptação dos seres vivos
Adaptação dos seres vivos
Rosana Santos Quirino
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
Edna Uliana
 

Mais procurados (20)

Condições que permitem Vida na Terra
Condições que permitem Vida na TerraCondições que permitem Vida na Terra
Condições que permitem Vida na Terra
 
Biogenese e abiogenese
Biogenese e abiogeneseBiogenese e abiogenese
Biogenese e abiogenese
 
Simulado 9° ano universo e s. solar
Simulado 9° ano   universo e s. solarSimulado 9° ano   universo e s. solar
Simulado 9° ano universo e s. solar
 
Maquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano AlavancasMaquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano Alavancas
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
I.1 A história da vida na terra
I.1 A história da vida na terraI.1 A história da vida na terra
I.1 A história da vida na terra
 
Tempo Geológico
Tempo GeológicoTempo Geológico
Tempo Geológico
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
 
Planeta Terra [7º Ano]
Planeta Terra [7º Ano] Planeta Terra [7º Ano]
Planeta Terra [7º Ano]
 
Planetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema SolarPlanetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema Solar
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
Corpos celestes
Corpos celestesCorpos celestes
Corpos celestes
 
Apresentação slide sistema solar
Apresentação slide sistema solarApresentação slide sistema solar
Apresentação slide sistema solar
 
Dinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°ano
Dinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°anoDinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°ano
Dinâmica: Força e Vetor - Aula Ensino Fundamental - Ciências Fisicas 9°ano
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
O Sistema Solar - 6º Ano (2017)
O Sistema Solar - 6º Ano (2017)O Sistema Solar - 6º Ano (2017)
O Sistema Solar - 6º Ano (2017)
 
Adaptação dos seres vivos
Adaptação dos seres vivosAdaptação dos seres vivos
Adaptação dos seres vivos
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
 

Destaque

Estabilidade X Instabilidade
Estabilidade X InstabilidadeEstabilidade X Instabilidade
Estabilidade X Instabilidade
Francisco Costa
 
Formaçao das Rochas Sedimentares
Formaçao das Rochas SedimentaresFormaçao das Rochas Sedimentares
Formaçao das Rochas Sedimentares
Arminda Malho
 
Estrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da TerraEstrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da Terra
Tânia Reis
 
Meios aquáticos e litoral
Meios aquáticos e litoralMeios aquáticos e litoral
Meios aquáticos e litoral
turmadasjoaninhas
 
Formas De Relevo
Formas De RelevoFormas De Relevo
Formas De Relevo
guest27dd184
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Catir
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
Catir
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochas
Catir
 

Destaque (8)

Estabilidade X Instabilidade
Estabilidade X InstabilidadeEstabilidade X Instabilidade
Estabilidade X Instabilidade
 
Formaçao das Rochas Sedimentares
Formaçao das Rochas SedimentaresFormaçao das Rochas Sedimentares
Formaçao das Rochas Sedimentares
 
Estrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da TerraEstrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da Terra
 
Meios aquáticos e litoral
Meios aquáticos e litoralMeios aquáticos e litoral
Meios aquáticos e litoral
 
Formas De Relevo
Formas De RelevoFormas De Relevo
Formas De Relevo
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochas
 

Semelhante a Crosta Terrestre e seus movimentos

Crostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópia
Crostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópiaCrostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópia
Crostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópia
Alexandre Quadrado
 
Crosta terrestre
Crosta terrestreCrosta terrestre
Crosta terrestre
Evandro Vilas Boas Coelho
 
Deriva continental e Tectônica de Placas.pptx
Deriva continental e Tectônica de Placas.pptxDeriva continental e Tectônica de Placas.pptx
Deriva continental e Tectônica de Placas.pptx
Kelvin Sousa
 
Ap 4 a terra, um planeta em mudança
Ap 4   a terra, um planeta em mudançaAp 4   a terra, um planeta em mudança
Ap 4 a terra, um planeta em mudança
essg
 
Mobilidade Geológica
Mobilidade GeológicaMobilidade Geológica
Mobilidade Geológica
Tânia Reis
 
Capítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestres
Capítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestresCapítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestres
Capítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestres
Bruna Ribeiro Guedes
 
Deriva continental
Deriva continentalDeriva continental
Deriva continental
Mario Lopes
 
Deriva dos continentes/ Tectónica de placas
Deriva dos continentes/ Tectónica de placasDeriva dos continentes/ Tectónica de placas
Deriva dos continentes/ Tectónica de placas
Nome Sobrenome
 
Deriva dos continentes e tectonica de placas
Deriva dos continentes e tectonica de placasDeriva dos continentes e tectonica de placas
Deriva dos continentes e tectonica de placas
Bruna Arriscado
 
Correção da ficha de avaliação
Correção da ficha de avaliação Correção da ficha de avaliação
Correção da ficha de avaliação
Francisca Santos
 
Teoria da deriva 2020
Teoria da deriva 2020Teoria da deriva 2020
Teoria da deriva 2020
CecliaGuise
 
Separação dos continentes
Separação dos continentes Separação dos continentes
Separação dos continentes
ruivaz1994
 
Dinâmica Interna da Terra
Dinâmica Interna da TerraDinâmica Interna da Terra
Dinâmica Interna da Terra
trizfernandes
 
Estrutura Interna da Terra
Estrutura Interna da TerraEstrutura Interna da Terra
Estrutura Interna da Terra
cleiton denez
 
Deriva continental
Deriva continentalDeriva continental
Deriva continental
Ana Castro
 
Deriva Continental
Deriva Continental Deriva Continental
Deriva Continental
Amanda Patricio
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
Cláudia Moura
 
Tectonica global - Geologia
Tectonica global - GeologiaTectonica global - Geologia
Tectonica global - Geologia
Diego Leite
 
Terremotos.pptx
Terremotos.pptxTerremotos.pptx
Terremotos.pptx
asdf895604
 
Tectonica de placas
Tectonica de placasTectonica de placas
Tectonica de placas
Cristina Mendes
 

Semelhante a Crosta Terrestre e seus movimentos (20)

Crostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópia
Crostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópiaCrostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópia
Crostaterrestre 110519004732-phpapp01 - cópia
 
Crosta terrestre
Crosta terrestreCrosta terrestre
Crosta terrestre
 
Deriva continental e Tectônica de Placas.pptx
Deriva continental e Tectônica de Placas.pptxDeriva continental e Tectônica de Placas.pptx
Deriva continental e Tectônica de Placas.pptx
 
Ap 4 a terra, um planeta em mudança
Ap 4   a terra, um planeta em mudançaAp 4   a terra, um planeta em mudança
Ap 4 a terra, um planeta em mudança
 
Mobilidade Geológica
Mobilidade GeológicaMobilidade Geológica
Mobilidade Geológica
 
Capítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestres
Capítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestresCapítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestres
Capítulo 1 - A dinâmica da natureza e os continentes terrestres
 
Deriva continental
Deriva continentalDeriva continental
Deriva continental
 
Deriva dos continentes/ Tectónica de placas
Deriva dos continentes/ Tectónica de placasDeriva dos continentes/ Tectónica de placas
Deriva dos continentes/ Tectónica de placas
 
Deriva dos continentes e tectonica de placas
Deriva dos continentes e tectonica de placasDeriva dos continentes e tectonica de placas
Deriva dos continentes e tectonica de placas
 
Correção da ficha de avaliação
Correção da ficha de avaliação Correção da ficha de avaliação
Correção da ficha de avaliação
 
Teoria da deriva 2020
Teoria da deriva 2020Teoria da deriva 2020
Teoria da deriva 2020
 
Separação dos continentes
Separação dos continentes Separação dos continentes
Separação dos continentes
 
Dinâmica Interna da Terra
Dinâmica Interna da TerraDinâmica Interna da Terra
Dinâmica Interna da Terra
 
Estrutura Interna da Terra
Estrutura Interna da TerraEstrutura Interna da Terra
Estrutura Interna da Terra
 
Deriva continental
Deriva continentalDeriva continental
Deriva continental
 
Deriva Continental
Deriva Continental Deriva Continental
Deriva Continental
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
 
Tectonica global - Geologia
Tectonica global - GeologiaTectonica global - Geologia
Tectonica global - Geologia
 
Terremotos.pptx
Terremotos.pptxTerremotos.pptx
Terremotos.pptx
 
Tectonica de placas
Tectonica de placasTectonica de placas
Tectonica de placas
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 

Crosta Terrestre e seus movimentos

  • 1. A movimentação da crosta terrestre Em 1912, o cientista alemão Alfred Wegener elaborou a teoria da deriva dos continentes.
  • 2. Wegener propôs que a a cerca de 200 milhões de anos, os continentes estariam todos unidos, formando um só bloco continental, o pangéia , cercado por um massa líquida, mar de thethys. Observando a semelhança entre os contornos dos litorais da América, Europa e África, e também: suas estruturas mineralógicas, de fauna e flora.
  • 3.  
  • 4.  
  • 5. Poucos consideraram validas as idéias de Wegener . Um dos poucos que apoiaram o inglês Arthur Holmes, elaborou em 1928, a hipótese da expansão dos fundos oceânicos, baseando-se nos movimentos de convecção do magma na astenosfera. Para Holmes, o movimento circulatório do magma empurraria os continentes. No inicio dos anos 60, a hipótese de Holmes se confirmou, ou seja, provou-se que os assoalhos oceânicos se deslocando a partir das dorsais, que são cordilheiras meso-oceânicas.
  • 6.  
  • 7. A partir dessas constatações, chegou-se a conclusão de que não somente os continentes estariam em movimentando e, sim, blocos maiores, pedaços da crosta formados por parte continentais e oceânicas (o fundo ou assoalhos dos oceanos) Com isso a teoria da deriva continental, evoluiu para a chamada teoria de tectônica de placa.
  • 8.  
  • 9. Os movimentos das placas tectônicas
  • 10. Divergentes: processo em que duas placas se afastam. Ex: Placas Sul Americana e Africana. Formação da Dorsal do Atlântico e do próprio oceano atlântico
  • 11. Subducção (convergente): processo em que as placas movem-se uma em direção a outra, porém no momento do choque a placa oceânica (mais densa) mergulha em direção ao substrato magmático. Ex: Encontro da placa de Nazca com a Sul Americana, formando a cordilheira dos Andes.
  • 12.
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.  
  • 17.
  • 18. Nas erupções vulcânicas, a rocha derretida ou fundida (o magma) penetra por fissuras (fendas) existentes na crosta terrestre e é expelida pela cratera do vulcões, situada na superfície da crosta terrestre. Esse processo geralmente é precedido de formação de nuvens epiroclástica, ou seja gases e cinzas.
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.  
  • 22.  
  • 23.  
  • 24. Modelo esquemático e animado mostrando um dos mecanismos da formação de uma nuvem ardente.
  • 25.  
  • 26.