SlideShare uma empresa Scribd logo
Ecodesign  FMF - design

Quando surgiu?
Nos anos 90 as indústrias eletrônicas dos EUA buscavam uma forma de produção que causasse o
mínimo de impacto adverso ao meio ambiente. Assim, a Associação Americana de Eletrônica
(American Electronics Association) formou uma força tarefa para o desenvolvimento de
projetos com preocupação ambiental e produção de uma base conceitual que beneficiasse
primeiramente as membros da associação. Deste então, o nível de interesse pelo assunto tem
crescido rapidamente e os termos "Ecodesign" e "Design for Environment" têm-se tornado
comuns e seguidamente relacionados com programas de gestão ambiental e de prevenção da
poluição.



O que é?
>>Fiksel, 1996
O conceito de Ecodesign pode ser considerado recente, pois se originou do conceito de
projeto para o meio ambiente (DfE - Design for Environment).
Ecodesign é definido como sendo um conjunto específico de práticas de projeto, orientadas à
criação de produtos e processos eco-eficientes, tendo respeito aos objetivos ambientais, de saúde
e segurança, durante todo o ciclo de vida destes produtos e processos


                                                                    Ecoeficiência?
Pra que serve?                                       O conceito de ecoeficiência, como foi definido
                                                     anteriormente, nos remete a práticas
O principal objetivo do Ecodesign é a criação        ambientalmente responsáveis, que devem ser
de produtos ecoeficientes,sem comprometer            concordantes com as políticas e estratégias da
seus custos, qualidade e restrições de tempo         empresa. Desta maneira, para que sejam
para a fabricação.                                   alcançados os objetivos da empresa com relação
                                                     aos compromissos ambientais assumidos, é
                                                     necessário que sejam adotadas algumas práticas


Quais os benefícios que promove?

A implementação de um processo de EcoDesign e Cultura da Sustentabilidade no ambiente
construído, buscará minimizar os impactos negativos localmente existentes e concomitantemente
evitar futuras ações que possam incidir em referenciais degradados.
Criação de referenciais de qualidade de vida e salubridade urbana por localidades, com participação e
envolvimento da comunidade local na elegibilidade de critérios de qualidade de vida.
Criação e Manutenção de posturas locais de natureza pró-ativa para aprovação de futuros projetos
locais e formas de compensação de impactos negativos.




                                                                                                        1
Ecodesign  FMF - design

    Quem pratica o Ecodesign? Quais as vantagens obtidas?
A prática de Ecodesign torna-se essencial para aquelas empresas que já reconheceram que a
responsabilidade ambiental é de vital importância para o sucesso no longo prazo, pois promove
vantagem como:

!    redução dos custos;
!    menor geração de resíduos;
!    gera inovações em produtos;
!    atrai novos consumidores.

    Porque praticar?

!    Porque a lei demanda
        É uma tendência irreversível a conscientização e necessidade de cumprimento das leis.
        Além de surgirem novas leis — propostas por grupos pró-ativos — existe o acesso e
        participação da comunidade por conta de canais permanentes de comunicação, quanto à
        exposição de riscos de uma ecologia urbana insalubre.
!    Porque o meio ambiente construído é um bem coletivo
        Não devendo servir para interesses de um grupo enquanto degrada ambientalmente outra
        parte de convivência da coletividade.
!    Por uma questão de sobrevivência salubre nas áreas urbanas
        Segundo o princípios do EcoDesign, esta consciência deve estar alerta para todo o tipo de
        intervenção no meio urbano, uma vez que comprovadamente, os projetos tem o poder
        de efetivamente abalar a saúde local.
!    Por uma questão ética
        De forma a reorientar projetos e manter um nível de integridade da qualidade de vida
        local. A reconstrução dos valores e referenciais locais como um compromisso.

    Práticas para o compromisso ambiental.
Para que sejam alcançados os objetivos da empresa com relação aos compromissos
ambientais assumidos, é necessário que sejam adotadas algumas práticas durante o projeto de
um produto. Algumas dessas práticas estãoa seguir.

!    Recuperação de material
!    Projetos voltados à simplicidade
!    Redução de matérias-primas na fonte
!    Recuperação e reutilização de resíduos
!    Uso de formas de energia renováveis
!    Utilização de materiais renováveis
!    Produtos com maior durabilidade
!    Recuperação de embalagens
!    Utilização de substâncias a base de água
!    Prevenção de acidentes
                                                                                                    2
Ecodesign   FMF - design
Recuperação de material: para que sejam facilmente recuperados, os materiais utilizados devem estar o mais
próximo possível de seu estado natural. Materiais compostos (compósitos) são de difícil recuperação e reciclagem,
pois muitas vezes não é possível a separação dos componentes originais.

Projetos voltados à simplicidade : nesta prática do Ecodesign, o projetista deve procurar criar um produto que
tenha formas simples, não descuidando do fator estético.
Formas mais simples geralmente possuem um custo de produção menor, pois utilizam menor quantidade de material,
além de permitir maior facilidade de montagem e desmontagem,podendo possuir uma durabilidade maior.

Redução de matérias-primas na fonte : é uma prática que visa reduzir o consumo de materiais ao longo do ciclo
de vida do produto, sendo uma das alternativas mais desejáveis em termos de redução de impactos ambientais, pois
reduzindo o consumo de matérias-primas, reduz-se também a quantidade de resíduos gerados.

Recuperação e reutilização de resíduos : durante todo o ciclo de vida de um produto, são produzidos diversos
tipos de resíduos, sendo que o descarte após a vida útil é apenas uma fração destes resíduos, pois se encontram
presentes também durante a fabricação e uso.
Assim, é importante a adoção de tecnologias que recuperem estes resíduos, aproveitando o máximo da matéria-
prima, obtendo ganhos ambientais e econômicos. Porém é importante lembrar que se é mais ecoeficiente à medida
que uma menor quantidade de resíduo é gerada.

Uso de formas de energia renováveis: um dos pressupostos do desenvolvimento sustentável é a utilização de
formas de energia que utilizem recursos renováveis, como a solar, a eólica e a hidroelétrica, substituindo as que
utilizam recursos não renováveis em curto prazo, como, por exemplo, os combustíveis fósseis. Por recursos
renováveis entende-se como aqueles cuja taxa de renovação é suficiente para compensar a sua utilização. Deve-se
analisarn o ciclo de vida dos equipamentos e dispositivos que utilizam energias renováveis, para se determinar à
viabilidade, tanto ambiental como econômica, destes equipamentos, pode ocorrer que para a fabricação de um
coletor solar, por exemplo, seja consumida uma grande quantidade de recursos não renováveis e seja gerada uma
grande quantidade de resíduo perigoso.

Utilização de materiais renováveis: ainda dentro do conceito de desenvolvimento sustentável, pode-se optar pela
prática de utilizar materiais renováveis como substitutos de materiais não renováveis. Como exemplo podem ser
citadas as tintas de origem vegetal substituindo as químicas, e as madeiras reflorestadas.

Produtos com maior durabilidade : a extensão da vida útil de um produto contribui significativamente para a
ecoeficiência, pois fica claro que um produto durável evita a necessidade de fabricação de um substituto. O grande
desafio é fazer com que os fabricantes optem por esta prática, pois a princípio venderiam menos produtos, mas, em
contrapartida,conquistam maior credibilidade junto aos clientes. Para o aumento da durabilidade, pode ser
necessário que seja utilizada uma maior quantidade de material, opondo-se às práticas de projeto para desmontagem,
separação e redução de resíduos. Assim, o projetista deve analisar todo o ciclo de vida do produto, buscando
identificar quais os custos ambientais das opções de fabricar produtos duráveis ou de fácil recuperação, podendo
fazer uma escolha melhor.

Recuperação de embalagens : a aplicação desta prática prevê que as embalagens possam ser reaproveitadas, seja
na reutilização como na reciclagem. A utilização de produtos com refil é um bom exemplo de reutilização de
embalagens. Para tanto, é importante que os fabricantes assumam a responsabilidade pelas suas embalagens e
desenvolvam sistemas de recolhimento que facilitem a reutilização ou reciclagem.

Utilização de substâncias a base de água : a utilização de produtos a base de água,principalmente solventes e
tintas, para a substituição de produtos a base de petróleo, é uma prática que deve ser utilizada sempre que possível.

Prevenção de acidentes: o Ecodesign permite que as práticas de prevenção de acidentes sejam aplicadas durante o
projeto do produto, e não somente em produtos já existentes. Em produtos e processos já existentes, as práticas de
análise de riscos procuram identificar riscos potenciais, quantificá- los e determinar quais os meios para diminuí- los,
mas, aplicando estas práticas durante o processo produtivo, atua-se de forma mais preventiva.



                                                                                                                           3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambientalAula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambiental
Fundação Educacionbal Unificada Campograndense
 
Design SustentáVel
Design SustentáVelDesign SustentáVel
Design SustentáVel
Camila Márcia Contato
 
Construções sustentáveis
Construções sustentáveisConstruções sustentáveis
Construções sustentáveis
Master Ambiental
 
Economia circular
Economia circular Economia circular
Indicadores De Sustentabilidade
Indicadores De SustentabilidadeIndicadores De Sustentabilidade
Indicadores De Sustentabilidade
Gilberto De Martino Jannuzzi
 
GESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTALGESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTAL
Filipa Andrade
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
-
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administração
e-Tec
 
Ambiente
AmbienteAmbiente
Aula 7 gestão ambiental empresarial
Aula 7   gestão ambiental empresarialAula 7   gestão ambiental empresarial
Aula 7 gestão ambiental empresarial
Alex Santiago Nina
 
Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)
Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)
Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)
Plataforma R3 Mineral
 
Gestão ambiental aula 1 - facear
Gestão ambiental   aula 1 - facearGestão ambiental   aula 1 - facear
Gestão ambiental aula 1 - facear
Diego Alves
 
eco design
eco designeco design
eco design
UCDB,bacana design
 
Crédito de Carbono
Crédito de CarbonoCrédito de Carbono
Crédito de Carbono
TR Consulting
 
RECICLAGEM
RECICLAGEMRECICLAGEM
RECICLAGEM
Suelly De Sousa
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
sionara14
 
Urbanismo E Mobilidade Dr1
Urbanismo E Mobilidade Dr1Urbanismo E Mobilidade Dr1
Urbanismo E Mobilidade Dr1
Manuel Campinho
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
Gisele Fernandes
 
gestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarialgestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarial
Carolina Moura
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
lucasvinicius98
 

Mais procurados (20)

Aula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambientalAula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambiental
 
Design SustentáVel
Design SustentáVelDesign SustentáVel
Design SustentáVel
 
Construções sustentáveis
Construções sustentáveisConstruções sustentáveis
Construções sustentáveis
 
Economia circular
Economia circular Economia circular
Economia circular
 
Indicadores De Sustentabilidade
Indicadores De SustentabilidadeIndicadores De Sustentabilidade
Indicadores De Sustentabilidade
 
GESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTALGESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTAL
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administração
 
Ambiente
AmbienteAmbiente
Ambiente
 
Aula 7 gestão ambiental empresarial
Aula 7   gestão ambiental empresarialAula 7   gestão ambiental empresarial
Aula 7 gestão ambiental empresarial
 
Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)
Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)
Economia Circular -- Entendendo o futuro: Desafios e Oportunidades (Beatriz Luz)
 
Gestão ambiental aula 1 - facear
Gestão ambiental   aula 1 - facearGestão ambiental   aula 1 - facear
Gestão ambiental aula 1 - facear
 
eco design
eco designeco design
eco design
 
Crédito de Carbono
Crédito de CarbonoCrédito de Carbono
Crédito de Carbono
 
RECICLAGEM
RECICLAGEMRECICLAGEM
RECICLAGEM
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
 
Urbanismo E Mobilidade Dr1
Urbanismo E Mobilidade Dr1Urbanismo E Mobilidade Dr1
Urbanismo E Mobilidade Dr1
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
 
gestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarialgestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarial
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 

Semelhante a Conceitos Ecodesign

Eco design dfe
Eco design   dfeEco design   dfe
Eco design dfe
Mirieli Zanetti
 
ACV & Sustentabilidade uma Abordagem Automotiva
ACV & Sustentabilidade uma Abordagem AutomotivaACV & Sustentabilidade uma Abordagem Automotiva
ACV & Sustentabilidade uma Abordagem Automotiva
Fernando Jose Novaes
 
Proc. produt. 01 introdução
Proc. produt. 01 introduçãoProc. produt. 01 introdução
Proc. produt. 01 introdução
leonardolepesqueur
 
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - SustentabilidadeEngenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Fernando Alves
 
Gestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarialGestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarial
Alexandre Miranda
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
martha
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
martha
 
Engenharia verde
Engenharia verdeEngenharia verde
MÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUAL
MÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUALMÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUAL
MÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUAL
Carlos Fernando Jung
 
Produção sustentável
Produção sustentávelProdução sustentável
Produção sustentável
Pedro Henrique Alves
 
Ecodesign americo cti_maio_2010
Ecodesign americo cti_maio_2010Ecodesign americo cti_maio_2010
Ecodesign americo cti_maio_2010
grupogaia
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
Cadernos PPT
 
Cartilha Sustentabilidade
Cartilha SustentabilidadeCartilha Sustentabilidade
Cartilha Sustentabilidade
Priscila Stuani
 
Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental
Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental
Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental
Maira Teixeira
 
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus ConsultoriaMarketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Dialogus Consultoria
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
Francisco Carvalho
 
2011 SUSTENTABILIDADE
2011 SUSTENTABILIDADE 2011 SUSTENTABILIDADE
2011 SUSTENTABILIDADE
Catalejos
 
Projetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentávelProjetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentável
Jean Pires
 
Moda e sustentabilidade
Moda e sustentabilidadeModa e sustentabilidade
Moda e sustentabilidade
Vivian Vianna
 
Artigo gestão
Artigo gestãoArtigo gestão
Artigo gestão
catty27
 

Semelhante a Conceitos Ecodesign (20)

Eco design dfe
Eco design   dfeEco design   dfe
Eco design dfe
 
ACV & Sustentabilidade uma Abordagem Automotiva
ACV & Sustentabilidade uma Abordagem AutomotivaACV & Sustentabilidade uma Abordagem Automotiva
ACV & Sustentabilidade uma Abordagem Automotiva
 
Proc. produt. 01 introdução
Proc. produt. 01 introduçãoProc. produt. 01 introdução
Proc. produt. 01 introdução
 
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - SustentabilidadeEngenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
 
Gestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarialGestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarial
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
 
Engenharia verde
Engenharia verdeEngenharia verde
Engenharia verde
 
MÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUAL
MÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUALMÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUAL
MÉTODOS PARA SUSTENTABILIDADE: REVISÃO E SÍNTESE CONCEITUAL
 
Produção sustentável
Produção sustentávelProdução sustentável
Produção sustentável
 
Ecodesign americo cti_maio_2010
Ecodesign americo cti_maio_2010Ecodesign americo cti_maio_2010
Ecodesign americo cti_maio_2010
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
Cartilha Sustentabilidade
Cartilha SustentabilidadeCartilha Sustentabilidade
Cartilha Sustentabilidade
 
Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental
Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental
Ecoeficiência – Atuação da Gestão Ambiental
 
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus ConsultoriaMarketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
 
2011 SUSTENTABILIDADE
2011 SUSTENTABILIDADE 2011 SUSTENTABILIDADE
2011 SUSTENTABILIDADE
 
Projetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentávelProjetodesafio sustentável
Projetodesafio sustentável
 
Moda e sustentabilidade
Moda e sustentabilidadeModa e sustentabilidade
Moda e sustentabilidade
 
Artigo gestão
Artigo gestãoArtigo gestão
Artigo gestão
 

Mais de martha

Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01
martha
 
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
O Estado Geral Do Planeta   ReduzidoO Estado Geral Do Planeta   Reduzido
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
martha
 
O Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do PlanetaO Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do Planeta
martha
 
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
martha
 
Admin Marca Texto
Admin Marca TextoAdmin Marca Texto
Admin Marca Texto
martha
 
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãOMercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
martha
 
Manejo E Usos
Manejo E UsosManejo E Usos
Manejo E Usos
martha
 
Guia Cap0
Guia Cap0Guia Cap0
Guia Cap0
martha
 
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal BrasileiroDesenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
martha
 
Artesanato Madeira
Artesanato MadeiraArtesanato Madeira
Artesanato Madeira
martha
 
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade IndustrialArranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
martha
 
ResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidosResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidos
martha
 
Tutorial
TutorialTutorial
Tutorialmartha
 
O Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma ImagemO Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma Imagem
martha
 
HistóRia Da Fotografia
HistóRia Da FotografiaHistóRia Da Fotografia
HistóRia Da Fotografia
martha
 
Passoapasso
PassoapassoPassoapasso
Passoapasso
martha
 
Comp Grafica
Comp GraficaComp Grafica
Comp Grafica
martha
 
Teoria Das Cores
Teoria Das CoresTeoria Das Cores
Teoria Das Cores
martha
 
Desenho B 10 11 12
Desenho B 10 11 12Desenho B 10 11 12
Desenho B 10 11 12
martha
 
Teoria Da Imagem
Teoria Da ImagemTeoria Da Imagem
Teoria Da Imagem
martha
 

Mais de martha (20)

Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01
 
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
O Estado Geral Do Planeta   ReduzidoO Estado Geral Do Planeta   Reduzido
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
 
O Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do PlanetaO Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do Planeta
 
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
 
Admin Marca Texto
Admin Marca TextoAdmin Marca Texto
Admin Marca Texto
 
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãOMercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
 
Manejo E Usos
Manejo E UsosManejo E Usos
Manejo E Usos
 
Guia Cap0
Guia Cap0Guia Cap0
Guia Cap0
 
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal BrasileiroDesenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
 
Artesanato Madeira
Artesanato MadeiraArtesanato Madeira
Artesanato Madeira
 
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade IndustrialArranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
 
ResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidosResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidos
 
Tutorial
TutorialTutorial
Tutorial
 
O Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma ImagemO Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma Imagem
 
HistóRia Da Fotografia
HistóRia Da FotografiaHistóRia Da Fotografia
HistóRia Da Fotografia
 
Passoapasso
PassoapassoPassoapasso
Passoapasso
 
Comp Grafica
Comp GraficaComp Grafica
Comp Grafica
 
Teoria Das Cores
Teoria Das CoresTeoria Das Cores
Teoria Das Cores
 
Desenho B 10 11 12
Desenho B 10 11 12Desenho B 10 11 12
Desenho B 10 11 12
 
Teoria Da Imagem
Teoria Da ImagemTeoria Da Imagem
Teoria Da Imagem
 

Conceitos Ecodesign

  • 1. Ecodesign FMF - design Quando surgiu? Nos anos 90 as indústrias eletrônicas dos EUA buscavam uma forma de produção que causasse o mínimo de impacto adverso ao meio ambiente. Assim, a Associação Americana de Eletrônica (American Electronics Association) formou uma força tarefa para o desenvolvimento de projetos com preocupação ambiental e produção de uma base conceitual que beneficiasse primeiramente as membros da associação. Deste então, o nível de interesse pelo assunto tem crescido rapidamente e os termos "Ecodesign" e "Design for Environment" têm-se tornado comuns e seguidamente relacionados com programas de gestão ambiental e de prevenção da poluição. O que é? >>Fiksel, 1996 O conceito de Ecodesign pode ser considerado recente, pois se originou do conceito de projeto para o meio ambiente (DfE - Design for Environment). Ecodesign é definido como sendo um conjunto específico de práticas de projeto, orientadas à criação de produtos e processos eco-eficientes, tendo respeito aos objetivos ambientais, de saúde e segurança, durante todo o ciclo de vida destes produtos e processos Ecoeficiência? Pra que serve? O conceito de ecoeficiência, como foi definido anteriormente, nos remete a práticas O principal objetivo do Ecodesign é a criação ambientalmente responsáveis, que devem ser de produtos ecoeficientes,sem comprometer concordantes com as políticas e estratégias da seus custos, qualidade e restrições de tempo empresa. Desta maneira, para que sejam para a fabricação. alcançados os objetivos da empresa com relação aos compromissos ambientais assumidos, é necessário que sejam adotadas algumas práticas Quais os benefícios que promove? A implementação de um processo de EcoDesign e Cultura da Sustentabilidade no ambiente construído, buscará minimizar os impactos negativos localmente existentes e concomitantemente evitar futuras ações que possam incidir em referenciais degradados. Criação de referenciais de qualidade de vida e salubridade urbana por localidades, com participação e envolvimento da comunidade local na elegibilidade de critérios de qualidade de vida. Criação e Manutenção de posturas locais de natureza pró-ativa para aprovação de futuros projetos locais e formas de compensação de impactos negativos. 1
  • 2. Ecodesign FMF - design Quem pratica o Ecodesign? Quais as vantagens obtidas? A prática de Ecodesign torna-se essencial para aquelas empresas que já reconheceram que a responsabilidade ambiental é de vital importância para o sucesso no longo prazo, pois promove vantagem como: ! redução dos custos; ! menor geração de resíduos; ! gera inovações em produtos; ! atrai novos consumidores. Porque praticar? ! Porque a lei demanda É uma tendência irreversível a conscientização e necessidade de cumprimento das leis. Além de surgirem novas leis — propostas por grupos pró-ativos — existe o acesso e participação da comunidade por conta de canais permanentes de comunicação, quanto à exposição de riscos de uma ecologia urbana insalubre. ! Porque o meio ambiente construído é um bem coletivo Não devendo servir para interesses de um grupo enquanto degrada ambientalmente outra parte de convivência da coletividade. ! Por uma questão de sobrevivência salubre nas áreas urbanas Segundo o princípios do EcoDesign, esta consciência deve estar alerta para todo o tipo de intervenção no meio urbano, uma vez que comprovadamente, os projetos tem o poder de efetivamente abalar a saúde local. ! Por uma questão ética De forma a reorientar projetos e manter um nível de integridade da qualidade de vida local. A reconstrução dos valores e referenciais locais como um compromisso. Práticas para o compromisso ambiental. Para que sejam alcançados os objetivos da empresa com relação aos compromissos ambientais assumidos, é necessário que sejam adotadas algumas práticas durante o projeto de um produto. Algumas dessas práticas estãoa seguir. ! Recuperação de material ! Projetos voltados à simplicidade ! Redução de matérias-primas na fonte ! Recuperação e reutilização de resíduos ! Uso de formas de energia renováveis ! Utilização de materiais renováveis ! Produtos com maior durabilidade ! Recuperação de embalagens ! Utilização de substâncias a base de água ! Prevenção de acidentes 2
  • 3. Ecodesign FMF - design Recuperação de material: para que sejam facilmente recuperados, os materiais utilizados devem estar o mais próximo possível de seu estado natural. Materiais compostos (compósitos) são de difícil recuperação e reciclagem, pois muitas vezes não é possível a separação dos componentes originais. Projetos voltados à simplicidade : nesta prática do Ecodesign, o projetista deve procurar criar um produto que tenha formas simples, não descuidando do fator estético. Formas mais simples geralmente possuem um custo de produção menor, pois utilizam menor quantidade de material, além de permitir maior facilidade de montagem e desmontagem,podendo possuir uma durabilidade maior. Redução de matérias-primas na fonte : é uma prática que visa reduzir o consumo de materiais ao longo do ciclo de vida do produto, sendo uma das alternativas mais desejáveis em termos de redução de impactos ambientais, pois reduzindo o consumo de matérias-primas, reduz-se também a quantidade de resíduos gerados. Recuperação e reutilização de resíduos : durante todo o ciclo de vida de um produto, são produzidos diversos tipos de resíduos, sendo que o descarte após a vida útil é apenas uma fração destes resíduos, pois se encontram presentes também durante a fabricação e uso. Assim, é importante a adoção de tecnologias que recuperem estes resíduos, aproveitando o máximo da matéria- prima, obtendo ganhos ambientais e econômicos. Porém é importante lembrar que se é mais ecoeficiente à medida que uma menor quantidade de resíduo é gerada. Uso de formas de energia renováveis: um dos pressupostos do desenvolvimento sustentável é a utilização de formas de energia que utilizem recursos renováveis, como a solar, a eólica e a hidroelétrica, substituindo as que utilizam recursos não renováveis em curto prazo, como, por exemplo, os combustíveis fósseis. Por recursos renováveis entende-se como aqueles cuja taxa de renovação é suficiente para compensar a sua utilização. Deve-se analisarn o ciclo de vida dos equipamentos e dispositivos que utilizam energias renováveis, para se determinar à viabilidade, tanto ambiental como econômica, destes equipamentos, pode ocorrer que para a fabricação de um coletor solar, por exemplo, seja consumida uma grande quantidade de recursos não renováveis e seja gerada uma grande quantidade de resíduo perigoso. Utilização de materiais renováveis: ainda dentro do conceito de desenvolvimento sustentável, pode-se optar pela prática de utilizar materiais renováveis como substitutos de materiais não renováveis. Como exemplo podem ser citadas as tintas de origem vegetal substituindo as químicas, e as madeiras reflorestadas. Produtos com maior durabilidade : a extensão da vida útil de um produto contribui significativamente para a ecoeficiência, pois fica claro que um produto durável evita a necessidade de fabricação de um substituto. O grande desafio é fazer com que os fabricantes optem por esta prática, pois a princípio venderiam menos produtos, mas, em contrapartida,conquistam maior credibilidade junto aos clientes. Para o aumento da durabilidade, pode ser necessário que seja utilizada uma maior quantidade de material, opondo-se às práticas de projeto para desmontagem, separação e redução de resíduos. Assim, o projetista deve analisar todo o ciclo de vida do produto, buscando identificar quais os custos ambientais das opções de fabricar produtos duráveis ou de fácil recuperação, podendo fazer uma escolha melhor. Recuperação de embalagens : a aplicação desta prática prevê que as embalagens possam ser reaproveitadas, seja na reutilização como na reciclagem. A utilização de produtos com refil é um bom exemplo de reutilização de embalagens. Para tanto, é importante que os fabricantes assumam a responsabilidade pelas suas embalagens e desenvolvam sistemas de recolhimento que facilitem a reutilização ou reciclagem. Utilização de substâncias a base de água : a utilização de produtos a base de água,principalmente solventes e tintas, para a substituição de produtos a base de petróleo, é uma prática que deve ser utilizada sempre que possível. Prevenção de acidentes: o Ecodesign permite que as práticas de prevenção de acidentes sejam aplicadas durante o projeto do produto, e não somente em produtos já existentes. Em produtos e processos já existentes, as práticas de análise de riscos procuram identificar riscos potenciais, quantificá- los e determinar quais os meios para diminuí- los, mas, aplicando estas práticas durante o processo produtivo, atua-se de forma mais preventiva. 3