SlideShare uma empresa Scribd logo
Gramática
Outras Expressões, 12.º ano
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
A coesão textual diz respeito a todos os meios pelos
quais, num texto, se processa a ligação entre os seus
componentes (palavras, orações, frases e parágrafos),
de modo que transmitam corretamente a ideia
apresentada.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
Tem por base:
– a retoma de elementos referidos anteriormente;
– a articulação da informação conhecida com a que se
lhe segue;
– a progressão temática;
– a utilização de conectores;
– a relação temporal entre as situações expressas.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
Coesão
textual
Coesão gramatical
Referencial
Frásica
Interfrásica
Temporal
Coesão lexical
(Por) Reiteração
(Por) Substituição
Sinonímia
Antonímia
Hiperonímia
Hiponímia
Holonímia
Meronímia
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
Mecanismo que assenta na existência de cadeias de
referência ou anafóricas, constituídas por um elemento
linguístico – o referente – que é retomado por outro(s) –
correferente(s), cujo entendimento só é possível
atendendo ao significado do referente.
1. Coesão gramatical
1.1. Coesão referencial
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
A coesão referencial concretiza-se com recurso a:
1. Coesão gramatical
1.1. Coesão referencial
Anáfora
Processo pelo qual os termos anafóricos retomam, no
decorrer do discurso, o antecedente já mencionado e respetivo
valor, mantendo-o ativo durante a progressão textual.
Ao sair da escola, encontrei o Luís e ele disse-me que o seu
médico o atendera rapidamente.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
1. Coesão gramatical
1.1. Coesão referencial
Catáfora
Processo semelhante ao da anáfora, mas em que os
termos correferentes surgem antes do elemento linguístico
que indica o referente do discurso.
Após a consulta e o que nela lhe fora dito, o jovem
sossegou.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
1. Coesão gramatical
1.1. Coesão referencial
Elipse
Processo em que o(s) termo(s) anafórico(s) ou
catafórico(s) não surge(m) lexicalmente realizado(s).
Subentende-se a presença de uma retoma, mas a cadeia
de referência é formada por espaços vazios no discurso.
O Armando foi à consulta e [-] sossegou.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
1. Coesão gramatical
1.1. Coesão referencial
Correferência não anafórica
Processo que consiste na utilização de duas ou mais
expressões relativas ao mesmo referente, mas sem que
nenhuma delas dependa da outra, o que apenas
elementos extradiscursivos e contextuais permite detetar.
O pequeno gato aventurou-se no mundo. A cria ganhou
liberdade.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
1. Coesão gramatical
1.2. Coesão frásica
Mecanismo que liga os diversos constituintes de uma
oração ou de uma frase simples, de modo a torná-los unos.
Serve-se de processos como:
a. ordenação das palavras e das funções sintáticas na
oração/frase;
b. concordância em género e/ou número de palavras;
c. regências;
d. presença de complementos exigidos pelos verbos.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
1. Coesão gramatical
1.2. Coesão frásica
Os meus vizinhos candidataram-se a um emprego em França.
Frase coesa:
• ordenação sintática corrente na língua portuguesa;
• concordância correta em género e número entre os elementos
lexicais;
• respeito pela regência do verbo;
• presença do complemento exigido pelo verbo transitivo indireto.
Coesão textual
1. Coesão gramatical
1.3. Coesão interfrásica
Mecanismo que liga frases simples, frases complexas e
parágrafos, garantindo a sua unidade semântica e
traduzindo as diversas dependências existentes entre si.
Recorre:
a. à coordenação (assindética e sindética);
b. à subordinação;
c. a conectores e organizadores do discurso;
d. à pontuação.
Coesão textual
1. Coesão gramatical
1.3. Coesão interfrásica
Decidi sair cedo, mas não cheguei a horas porque fiquei
preso no trânsito.
No Natal, Lurdes ofereceu uma boneca à filha, dedicou
um poema à mãe e preparou toda a ceia com o marido.
A Mónica cresceu tanto que a roupa do inverno anterior
já não lhe serve.
Outras Expressões, 12.º ano
Coesão textual
1. Coesão gramatical
1.4. Coesão temporal
Mecanismo que coordena os enunciados de acordo
com uma lógica de ordenação temporal das situações.
Os acontecimentos são apresentados numa
sequencialização que respeita o conhecimento do mundo
que é partilhado pelos falantes.
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
1. Coesão gramatical
1.4. Coesão temporal
É conseguida através:
a. do uso correlativo dos modos e tempos verbais,
atendendo ao seu valor;
b. do recurso a advérbios e/ou locuções adverbiais;
c. da utilização de expressões preposicionais com valor
temporal;
d. do uso de datas e marcas temporais;
e. do recurso a articuladores indicadores de ordenação.
Coesão textual
1. Coesão gramatical
1.4. Coesão interfrásica
Tinha decidido sair cedo, mas não cheguei a horas
porque fiquei preso no trânsito.
Ontem, a mãe já tinha feito o bolo, quando chegámos a
casa.
Apanhámos imediatamente o avião, depois de ter sido
verificada a bagagem.
Outras Expressões, 12.º ano
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
Mecanismo que se baseia na repetição da mesma
palavra ao longo do texto ou na sua substituição por
outras que com ela se relacionam em termos de
hierarquia, equivalência ou oposição semântica, de modo
a constituir uma rede semântica adequada ao tema
desenvolvido.
2. Coesão lexical
Coesão textual
2. Coesão lexical
2.1. Reiteração
(Repetição)
2.2. Substituição
2.2.1. Sinonímia
2.2.2. Antonímia
2.2.3. Hiperonímia
Hiponímia
2.2.4. Holonímia
Meronímia
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano
2. Coesão lexical
Coesão textual
Outras Expressões, 12.º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modificadores
ModificadoresModificadores
Modificadores
gracacruz
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
nando_reis
 
Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
Lurdes Augusto
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
ameliapadrao
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
Rui Matos
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
Dina Baptista
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
Dina Baptista
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
Delfina Vernuccio
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
Helena Coutinho
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
Paula Oliveira Cruz
 
Predicativo do complemento direto
Predicativo do complemento diretoPredicativo do complemento direto
Predicativo do complemento direto
quintaldasletras
 
Recursos Estilísticos
Recursos EstilísticosRecursos Estilísticos
Recursos Estilísticos
Rosalina Simão Nunes
 
Os Maias - personagens
Os Maias - personagensOs Maias - personagens
Os Maias - personagens
António Fernandes
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
Fernanda Monteiro
 
Atos de fala
Atos de falaAtos de fala
Atos de fala
António Fernandes
 
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaOs Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Dina Baptista
 
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Paulo Portelada
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Gijasilvelitz 2
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Susana Sobrenome
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
ameliapadrao
 

Mais procurados (20)

Modificadores
ModificadoresModificadores
Modificadores
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
 
Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
 
Memorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por CapítulosMemorial- Análise por Capítulos
Memorial- Análise por Capítulos
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Predicativo do complemento direto
Predicativo do complemento diretoPredicativo do complemento direto
Predicativo do complemento direto
 
Recursos Estilísticos
Recursos EstilísticosRecursos Estilísticos
Recursos Estilísticos
 
Os Maias - personagens
Os Maias - personagensOs Maias - personagens
Os Maias - personagens
 
O artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação críticaO artigo de apreciação crítica
O artigo de apreciação crítica
 
Atos de fala
Atos de falaAtos de fala
Atos de fala
 
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaOs Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
 
Orações coordenadas e subordinadas esquema
Orações coordenadas e subordinadas   esquemaOrações coordenadas e subordinadas   esquema
Orações coordenadas e subordinadas esquema
 
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão LopesCrónica de D. João I de Fernão Lopes
Crónica de D. João I de Fernão Lopes
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 

Semelhante a Coesão textual

Coerência e coesão textual,matias
Coerência e coesão textual,matiasCoerência e coesão textual,matias
Coerência e coesão textual,matias
Alexandra Gonçalves
 
coerência e coesão textual
coerência e coesão textual coerência e coesão textual
coerência e coesão textual
LeniomarMorais
 
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementosBreve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Miquéias Vitorino
 
Oficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua PortuguesaOficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua Portuguesa
Sadiasoares
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
Heydy Silva
 
Oficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua PortuguesaOficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua Portuguesa
Sadiasoares
 
Coesão e coerência textual com os elementos da referenciação
Coesão e coerência textual com os elementos da referenciaçãoCoesão e coerência textual com os elementos da referenciação
Coesão e coerência textual com os elementos da referenciação
FranciscoGaleno3
 
Coesão e coerência textual (1)
Coesão e coerência textual (1)Coesão e coerência textual (1)
Coesão e coerência textual (1)
fatimamendonca64
 
Coesão Textual
Coesão TextualCoesão Textual
Coesão Textual
Adilson P Motta Motta
 
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUALELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
Débora Costa
 
Coesao textual 1
Coesao textual 1Coesao textual 1
Coesao textual 1
Catarina Labisa
 
Tipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.ppt
Tipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.pptTipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.ppt
Tipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.ppt
Rosy Almeida
 

Semelhante a Coesão textual (12)

Coerência e coesão textual,matias
Coerência e coesão textual,matiasCoerência e coesão textual,matias
Coerência e coesão textual,matias
 
coerência e coesão textual
coerência e coesão textual coerência e coesão textual
coerência e coesão textual
 
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementosBreve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
Breve exposição sobre a coesão textual e seus elementos
 
Oficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua PortuguesaOficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua Portuguesa
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Oficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua PortuguesaOficina de Língua Portuguesa
Oficina de Língua Portuguesa
 
Coesão e coerência textual com os elementos da referenciação
Coesão e coerência textual com os elementos da referenciaçãoCoesão e coerência textual com os elementos da referenciação
Coesão e coerência textual com os elementos da referenciação
 
Coesão e coerência textual (1)
Coesão e coerência textual (1)Coesão e coerência textual (1)
Coesão e coerência textual (1)
 
Coesão Textual
Coesão TextualCoesão Textual
Coesão Textual
 
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUALELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
ELEMENTO DE TEXTUALIDADE: COESÃO TEXTUAL
 
Coesao textual 1
Coesao textual 1Coesao textual 1
Coesao textual 1
 
Tipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.ppt
Tipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.pptTipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.ppt
Tipos-e-mecanismos-de-coesao-textual.ppt
 

Mais de gracacruz

Pronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalPronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbal
gracacruz
 
Leitura de imagem
Leitura de imagemLeitura de imagem
Leitura de imagem
gracacruz
 
O cartoon proposta didática
O cartoon   proposta didáticaO cartoon   proposta didática
O cartoon proposta didática
gracacruz
 
A aia
A aiaA aia
A aia
gracacruz
 
Lista PNL Ensino Secundário
Lista PNL  Ensino SecundárioLista PNL  Ensino Secundário
Lista PNL Ensino Secundário
gracacruz
 
Verbo principal
Verbo principalVerbo principal
Verbo principal
gracacruz
 
Ligação verbo complemento
Ligação verbo  complementoLigação verbo  complemento
Ligação verbo complemento
gracacruz
 
Construir um cartoon instruções
Construir um cartoon   instruçõesConstruir um cartoon   instruções
Construir um cartoon instruções
gracacruz
 
Ficha formativa poesia
Ficha formativa    poesiaFicha formativa    poesia
Ficha formativa poesia
gracacruz
 
Guião visionamento de filme
Guião visionamento de filmeGuião visionamento de filme
Guião visionamento de filme
gracacruz
 
Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"
Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"
Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"
gracacruz
 
Quadro-síntese sobre "Frei Luís de Sousa"
Quadro-síntese  sobre "Frei Luís de Sousa"Quadro-síntese  sobre "Frei Luís de Sousa"
Quadro-síntese sobre "Frei Luís de Sousa"
gracacruz
 
Estrutura do Frei_Luis_de_Sousa
Estrutura do Frei_Luis_de_SousaEstrutura do Frei_Luis_de_Sousa
Estrutura do Frei_Luis_de_Sousa
gracacruz
 
Plural palavras compostas
Plural palavras compostasPlural palavras compostas
Plural palavras compostas
gracacruz
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"
gracacruz
 
Ligação verbo complemento
Ligação verbo  complementoLigação verbo  complemento
Ligação verbo complemento
gracacruz
 
Portugal em banda desenhada
Portugal em banda desenhadaPortugal em banda desenhada
Portugal em banda desenhada
gracacruz
 
Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)
gracacruz
 
Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)
gracacruz
 

Mais de gracacruz (19)

Pronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalPronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbal
 
Leitura de imagem
Leitura de imagemLeitura de imagem
Leitura de imagem
 
O cartoon proposta didática
O cartoon   proposta didáticaO cartoon   proposta didática
O cartoon proposta didática
 
A aia
A aiaA aia
A aia
 
Lista PNL Ensino Secundário
Lista PNL  Ensino SecundárioLista PNL  Ensino Secundário
Lista PNL Ensino Secundário
 
Verbo principal
Verbo principalVerbo principal
Verbo principal
 
Ligação verbo complemento
Ligação verbo  complementoLigação verbo  complemento
Ligação verbo complemento
 
Construir um cartoon instruções
Construir um cartoon   instruçõesConstruir um cartoon   instruções
Construir um cartoon instruções
 
Ficha formativa poesia
Ficha formativa    poesiaFicha formativa    poesia
Ficha formativa poesia
 
Guião visionamento de filme
Guião visionamento de filmeGuião visionamento de filme
Guião visionamento de filme
 
Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"
Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"
Quadro síntese "Frei Luís de Sousa"
 
Quadro-síntese sobre "Frei Luís de Sousa"
Quadro-síntese  sobre "Frei Luís de Sousa"Quadro-síntese  sobre "Frei Luís de Sousa"
Quadro-síntese sobre "Frei Luís de Sousa"
 
Estrutura do Frei_Luis_de_Sousa
Estrutura do Frei_Luis_de_SousaEstrutura do Frei_Luis_de_Sousa
Estrutura do Frei_Luis_de_Sousa
 
Plural palavras compostas
Plural palavras compostasPlural palavras compostas
Plural palavras compostas
 
Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"Power point "Frei Luís de Sousa"
Power point "Frei Luís de Sousa"
 
Ligação verbo complemento
Ligação verbo  complementoLigação verbo  complemento
Ligação verbo complemento
 
Portugal em banda desenhada
Portugal em banda desenhadaPortugal em banda desenhada
Portugal em banda desenhada
 
Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)
 
Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)Calendário escolar 2014 2015 (1)
Calendário escolar 2014 2015 (1)
 

Último

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 

Coesão textual

  • 2. Outras Expressões, 12.º ano A coesão textual diz respeito a todos os meios pelos quais, num texto, se processa a ligação entre os seus componentes (palavras, orações, frases e parágrafos), de modo que transmitam corretamente a ideia apresentada. Coesão textual
  • 3. Outras Expressões, 12.º ano Tem por base: – a retoma de elementos referidos anteriormente; – a articulação da informação conhecida com a que se lhe segue; – a progressão temática; – a utilização de conectores; – a relação temporal entre as situações expressas. Coesão textual
  • 4. Outras Expressões, 12.º ano Coesão textual Coesão gramatical Referencial Frásica Interfrásica Temporal Coesão lexical (Por) Reiteração (Por) Substituição Sinonímia Antonímia Hiperonímia Hiponímia Holonímia Meronímia Coesão textual
  • 5. Outras Expressões, 12.º ano Mecanismo que assenta na existência de cadeias de referência ou anafóricas, constituídas por um elemento linguístico – o referente – que é retomado por outro(s) – correferente(s), cujo entendimento só é possível atendendo ao significado do referente. 1. Coesão gramatical 1.1. Coesão referencial Coesão textual
  • 6. Outras Expressões, 12.º ano A coesão referencial concretiza-se com recurso a: 1. Coesão gramatical 1.1. Coesão referencial Anáfora Processo pelo qual os termos anafóricos retomam, no decorrer do discurso, o antecedente já mencionado e respetivo valor, mantendo-o ativo durante a progressão textual. Ao sair da escola, encontrei o Luís e ele disse-me que o seu médico o atendera rapidamente. Coesão textual
  • 7. Outras Expressões, 12.º ano 1. Coesão gramatical 1.1. Coesão referencial Catáfora Processo semelhante ao da anáfora, mas em que os termos correferentes surgem antes do elemento linguístico que indica o referente do discurso. Após a consulta e o que nela lhe fora dito, o jovem sossegou. Coesão textual
  • 8. Outras Expressões, 12.º ano 1. Coesão gramatical 1.1. Coesão referencial Elipse Processo em que o(s) termo(s) anafórico(s) ou catafórico(s) não surge(m) lexicalmente realizado(s). Subentende-se a presença de uma retoma, mas a cadeia de referência é formada por espaços vazios no discurso. O Armando foi à consulta e [-] sossegou. Coesão textual
  • 9. Outras Expressões, 12.º ano 1. Coesão gramatical 1.1. Coesão referencial Correferência não anafórica Processo que consiste na utilização de duas ou mais expressões relativas ao mesmo referente, mas sem que nenhuma delas dependa da outra, o que apenas elementos extradiscursivos e contextuais permite detetar. O pequeno gato aventurou-se no mundo. A cria ganhou liberdade. Coesão textual
  • 10. Outras Expressões, 12.º ano 1. Coesão gramatical 1.2. Coesão frásica Mecanismo que liga os diversos constituintes de uma oração ou de uma frase simples, de modo a torná-los unos. Serve-se de processos como: a. ordenação das palavras e das funções sintáticas na oração/frase; b. concordância em género e/ou número de palavras; c. regências; d. presença de complementos exigidos pelos verbos. Coesão textual
  • 11. Outras Expressões, 12.º ano 1. Coesão gramatical 1.2. Coesão frásica Os meus vizinhos candidataram-se a um emprego em França. Frase coesa: • ordenação sintática corrente na língua portuguesa; • concordância correta em género e número entre os elementos lexicais; • respeito pela regência do verbo; • presença do complemento exigido pelo verbo transitivo indireto. Coesão textual
  • 12. 1. Coesão gramatical 1.3. Coesão interfrásica Mecanismo que liga frases simples, frases complexas e parágrafos, garantindo a sua unidade semântica e traduzindo as diversas dependências existentes entre si. Recorre: a. à coordenação (assindética e sindética); b. à subordinação; c. a conectores e organizadores do discurso; d. à pontuação. Coesão textual
  • 13. 1. Coesão gramatical 1.3. Coesão interfrásica Decidi sair cedo, mas não cheguei a horas porque fiquei preso no trânsito. No Natal, Lurdes ofereceu uma boneca à filha, dedicou um poema à mãe e preparou toda a ceia com o marido. A Mónica cresceu tanto que a roupa do inverno anterior já não lhe serve. Outras Expressões, 12.º ano Coesão textual
  • 14. 1. Coesão gramatical 1.4. Coesão temporal Mecanismo que coordena os enunciados de acordo com uma lógica de ordenação temporal das situações. Os acontecimentos são apresentados numa sequencialização que respeita o conhecimento do mundo que é partilhado pelos falantes. Coesão textual Outras Expressões, 12.º ano
  • 15. 1. Coesão gramatical 1.4. Coesão temporal É conseguida através: a. do uso correlativo dos modos e tempos verbais, atendendo ao seu valor; b. do recurso a advérbios e/ou locuções adverbiais; c. da utilização de expressões preposicionais com valor temporal; d. do uso de datas e marcas temporais; e. do recurso a articuladores indicadores de ordenação. Coesão textual
  • 16. 1. Coesão gramatical 1.4. Coesão interfrásica Tinha decidido sair cedo, mas não cheguei a horas porque fiquei preso no trânsito. Ontem, a mãe já tinha feito o bolo, quando chegámos a casa. Apanhámos imediatamente o avião, depois de ter sido verificada a bagagem. Outras Expressões, 12.º ano Coesão textual
  • 17. Outras Expressões, 12.º ano Mecanismo que se baseia na repetição da mesma palavra ao longo do texto ou na sua substituição por outras que com ela se relacionam em termos de hierarquia, equivalência ou oposição semântica, de modo a constituir uma rede semântica adequada ao tema desenvolvido. 2. Coesão lexical Coesão textual
  • 18. 2. Coesão lexical 2.1. Reiteração (Repetição) 2.2. Substituição 2.2.1. Sinonímia 2.2.2. Antonímia 2.2.3. Hiperonímia Hiponímia 2.2.4. Holonímia Meronímia Coesão textual Outras Expressões, 12.º ano
  • 19. 2. Coesão lexical Coesão textual Outras Expressões, 12.º ano