SlideShare uma empresa Scribd logo
Recursos expressivos

Descrição

Alegoria

Série de imagens (metáfora, comparações) utilizadas para
concretizar um pensamento ou uma realidade abstracta.
Repetição intencional de sons consonânticos (isto é, sons de
consoantes) dentro da mesma palavra ou em várias palavras
seguidas.
Evocação, de modo indirecto, de alguém ou algo que não se
nomeia explicitamente.
Repetição de uma palavra ou grupos de palavras, no início de
frases ou versos sucessivos.
Exprime um contraste ou oposição entre duas ideias, objectos ou
seres.
Chamamento ou interpelação de pessoas ou de alguma coisa
personificada, isto é, através deste recurso, o enunciador dirigese a um destinatário (humano ou não, vivo ou morto, real ou
fictício)
Repetição intencional de sons vocálicos (isto é, sons de vogais)
em sílabas ou palavras próximas.
Estabelecimento de uma relação de semelhança por meio da
conjunção como ou de outras palavras e expressões equivalentes
(à semelhança de, à maneira de, tal, parecer, assemelhar-se,
lembrar…)
Apresentação sucessiva de elementos que mantém entre si uma
correlação logica ou semântica, como forma de intensificar uma
ideia.
Exprime-se uma realidade ou ideia consideradas desagradáveis
de uma forma suavizada.
É uma inversão de sentido em que se transfere para uma palavra
uma característica que, na realidade, pertence a outra.
Inversão da ordem direta das palavras na frase.
Emprego de termos exagerados, afim de pôr em destaque
determinada realidade.
Exprime-se uma ideia dizendo exactamente o contrário.
Identificação de duas realidades distintas, a partir de elementos
semelhantes entra as duas.
Substituição de um termo por outro com que está em íntima
ligação.
Utilização de varias palavras para exprimir o que se poderia dizer
com menos.
Atribuição de características humanas a seres inanimados ou não
humanos
Consiste em reforçar uma ideia pela repetição de palvras e
expressões redundantes, desnecessária.
Distingue-se da personificação por introduzir num enunciado
“falas” de personagens mortas ou ausentes, seres sobrenaturais
e seres imaginários.
Relação que se associa algo (objecto, ser animado…) a uma ideia,
a um conceito, a um sentimento.
Consiste em tomar a parte pelo todo ou vice-versa, o singular
pelo plural ou vice-versa.

Aliteração

Alusão
Anáfora
Antítese
Apóstrofe

Assonância
Comparação

Enumeração

Eufemismo
Hipálage
Hipérbato
Hipérbole
Ironia
Metáfora
Metonímia
Perífrase
Personificação
Pleonasmo
Prosopopeia

Símbolo
Sinédoque
Recursos expressivos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
Lurdes Augusto
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
Paula Angelo
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
Delfina Vernuccio
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
Paula Oliveira Cruz
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
Margarida Rodrigues
 
Valor aspetual
Valor aspetualValor aspetual
Valor aspetual
Cristina Martins
 
Esquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosEsquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versos
domplex123
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
António Fernandes
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Anabela Fernandes
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
Dina Baptista
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
Helena Coutinho
 
Actos Ilocutórios
Actos IlocutóriosActos Ilocutórios
Actos Ilocutórios
Isabel Martins
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
Dina Baptista
 
Cantigas de amigo
Cantigas de amigoCantigas de amigo
Cantigas de amigo
Paula Oliveira Cruz
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
Sílvia Faim
 
Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
Celina Medeiros
 
Descalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonteDescalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonte
Helena Coutinho
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões lírico
Raffaella Ergün
 
Atos de fala
Atos de falaAtos de fala
Atos de fala
António Fernandes
 
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
FilipaFonseca
 

Mais procurados (20)

Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
 
Valor aspetual
Valor aspetualValor aspetual
Valor aspetual
 
Esquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosEsquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versos
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Actos Ilocutórios
Actos IlocutóriosActos Ilocutórios
Actos Ilocutórios
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Cantigas de amigo
Cantigas de amigoCantigas de amigo
Cantigas de amigo
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
 
Descalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonteDescalça vai para a fonte
Descalça vai para a fonte
 
Resumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões líricoResumos de Português: Camões lírico
Resumos de Português: Camões lírico
 
Atos de fala
Atos de falaAtos de fala
Atos de fala
 
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
 

Destaque

Ficha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos ExpressivosFicha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos Expressivos
Raquel Antunes
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
Ana Arminda Moreira
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Bárbara Minhoto
 
O apogeu da Europa
O apogeu da EuropaO apogeu da Europa
O apogeu da Europa
Bárbara Minhoto
 
Italo calvino as cidades invisíveis
Italo calvino   as cidades invisíveisItalo calvino   as cidades invisíveis
Italo calvino as cidades invisíveis
Filipe Carvalho
 
Cidades Invisíveis Essencial
Cidades Invisíveis EssencialCidades Invisíveis Essencial
Cidades Invisíveis Essencial
Carlos Elson Cunha
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
Sónia Azevedo
 
Recursos estilísticos
Recursos estilísticosRecursos estilísticos
Recursos estilísticos
Ana Arminda Moreira
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursos
manjosp
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Bruno Pinto
 
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
A. Simoes
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
Catarina Vieira
 
Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indireto
Ana Arminda Moreira
 
Relacoes entre palavras
Relacoes entre palavrasRelacoes entre palavras
Relacoes entre palavras
Ana Arminda Moreira
 
As personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterizaçãoAs personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterização
Catarina Barbosa
 
PP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na EuropaPP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na Europa
isabel mgm
 
Princípios do nazismo
Princípios do nazismoPrincípios do nazismo
Princípios do nazismo
Susana Simões
 
Figuras de estilo
Figuras de estiloFiguras de estilo
Figuras de estilo
Luís Sérgio
 
Português : Graus dos Adjetivos
Português :  Graus dos AdjetivosPortuguês :  Graus dos Adjetivos
Português : Graus dos Adjetivos
A. Simoes
 
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e ComposiçãoProcessos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
A. Simoes
 

Destaque (20)

Ficha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos ExpressivosFicha informativa_ Recursos Expressivos
Ficha informativa_ Recursos Expressivos
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
O apogeu da Europa
O apogeu da EuropaO apogeu da Europa
O apogeu da Europa
 
Italo calvino as cidades invisíveis
Italo calvino   as cidades invisíveisItalo calvino   as cidades invisíveis
Italo calvino as cidades invisíveis
 
Cidades Invisíveis Essencial
Cidades Invisíveis EssencialCidades Invisíveis Essencial
Cidades Invisíveis Essencial
 
4.3. o estado novo
4.3. o estado novo4.3. o estado novo
4.3. o estado novo
 
Recursos estilísticos
Recursos estilísticosRecursos estilísticos
Recursos estilísticos
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursos
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
 
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
 
Discurso direto e indireto
Discurso direto e indiretoDiscurso direto e indireto
Discurso direto e indireto
 
Relacoes entre palavras
Relacoes entre palavrasRelacoes entre palavras
Relacoes entre palavras
 
As personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterizaçãoAs personagens de felizmente há luar caracterização
As personagens de felizmente há luar caracterização
 
PP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na EuropaPP Os regimes ditatoriais na Europa
PP Os regimes ditatoriais na Europa
 
Princípios do nazismo
Princípios do nazismoPrincípios do nazismo
Princípios do nazismo
 
Figuras de estilo
Figuras de estiloFiguras de estilo
Figuras de estilo
 
Português : Graus dos Adjetivos
Português :  Graus dos AdjetivosPortuguês :  Graus dos Adjetivos
Português : Graus dos Adjetivos
 
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e ComposiçãoProcessos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
Processos de Formação de Palavras: Derivação e Composição
 

Semelhante a Recursos expressivos

Metáfora
MetáforaMetáfora
Cleber
CleberCleber
Cleber
elipromat
 
Substantivo 6
Substantivo 6Substantivo 6
Substantivo 6
Karla Costa
 
Figuras de linguagem versos drummondianos
Figuras de linguagem   versos drummondianosFiguras de linguagem   versos drummondianos
Figuras de linguagem versos drummondianos
Kleber Brito
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
Jordano Santos Cerqueira
 
Aqui mariana!!!!!!!
Aqui mariana!!!!!!!Aqui mariana!!!!!!!
Aqui mariana!!!!!!!
mariananunes1998
 
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziFiguras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
José Janicki
 
Portugues 2015
Portugues 2015Portugues 2015
Portugues 2015
Eduardo Araujo
 
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptxSLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
Nathaly Teresa Paulino
 
P
PP
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
Josete Perdigao
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
recursostec
 
Figuras de linguagem (aluno)
Figuras de linguagem (aluno)Figuras de linguagem (aluno)
Figuras de linguagem (aluno)
Carlos Eduardo Matias
 
Figuras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumoFiguras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumo
Elaine Blogger
 
Principais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagemPrincipais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagem
Don Veneziani
 
Recursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camõesRecursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camões
Fátima Martins
 
interativo_classes_gramaticais-3 (1).pdf
interativo_classes_gramaticais-3 (1).pdfinterativo_classes_gramaticais-3 (1).pdf
interativo_classes_gramaticais-3 (1).pdf
Andréia Cristina
 
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docxCLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
Nalva21
 
Coesão
CoesãoCoesão
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Marta Morais
 

Semelhante a Recursos expressivos (20)

Metáfora
MetáforaMetáfora
Metáfora
 
Cleber
CleberCleber
Cleber
 
Substantivo 6
Substantivo 6Substantivo 6
Substantivo 6
 
Figuras de linguagem versos drummondianos
Figuras de linguagem   versos drummondianosFiguras de linguagem   versos drummondianos
Figuras de linguagem versos drummondianos
 
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira  -  Linguagem Jurídica - AULA 05
FACELI - D1 - Zilda Maria Fantin Moreira - Linguagem Jurídica - AULA 05
 
Aqui mariana!!!!!!!
Aqui mariana!!!!!!!Aqui mariana!!!!!!!
Aqui mariana!!!!!!!
 
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenziFiguras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
Figuras de linguagem 1° ano do ensino medio escola E.E.B giardini luiz lenzi
 
Portugues 2015
Portugues 2015Portugues 2015
Portugues 2015
 
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptxSLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
SLIDES-FIGURAS-DE-LINGUAGEM-8º-ANO.pptx
 
P
PP
P
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Figuras de linguagem (aluno)
Figuras de linguagem (aluno)Figuras de linguagem (aluno)
Figuras de linguagem (aluno)
 
Figuras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumoFiguras de linguagem resumo
Figuras de linguagem resumo
 
Principais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagemPrincipais figuras de linguagem
Principais figuras de linguagem
 
Recursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camõesRecursos estilísticos utilizados por camões
Recursos estilísticos utilizados por camões
 
interativo_classes_gramaticais-3 (1).pdf
interativo_classes_gramaticais-3 (1).pdfinterativo_classes_gramaticais-3 (1).pdf
interativo_classes_gramaticais-3 (1).pdf
 
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docxCLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO E ARTIG .docx
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 

Recursos expressivos

  • 1. Recursos expressivos Descrição Alegoria Série de imagens (metáfora, comparações) utilizadas para concretizar um pensamento ou uma realidade abstracta. Repetição intencional de sons consonânticos (isto é, sons de consoantes) dentro da mesma palavra ou em várias palavras seguidas. Evocação, de modo indirecto, de alguém ou algo que não se nomeia explicitamente. Repetição de uma palavra ou grupos de palavras, no início de frases ou versos sucessivos. Exprime um contraste ou oposição entre duas ideias, objectos ou seres. Chamamento ou interpelação de pessoas ou de alguma coisa personificada, isto é, através deste recurso, o enunciador dirigese a um destinatário (humano ou não, vivo ou morto, real ou fictício) Repetição intencional de sons vocálicos (isto é, sons de vogais) em sílabas ou palavras próximas. Estabelecimento de uma relação de semelhança por meio da conjunção como ou de outras palavras e expressões equivalentes (à semelhança de, à maneira de, tal, parecer, assemelhar-se, lembrar…) Apresentação sucessiva de elementos que mantém entre si uma correlação logica ou semântica, como forma de intensificar uma ideia. Exprime-se uma realidade ou ideia consideradas desagradáveis de uma forma suavizada. É uma inversão de sentido em que se transfere para uma palavra uma característica que, na realidade, pertence a outra. Inversão da ordem direta das palavras na frase. Emprego de termos exagerados, afim de pôr em destaque determinada realidade. Exprime-se uma ideia dizendo exactamente o contrário. Identificação de duas realidades distintas, a partir de elementos semelhantes entra as duas. Substituição de um termo por outro com que está em íntima ligação. Utilização de varias palavras para exprimir o que se poderia dizer com menos. Atribuição de características humanas a seres inanimados ou não humanos Consiste em reforçar uma ideia pela repetição de palvras e expressões redundantes, desnecessária. Distingue-se da personificação por introduzir num enunciado “falas” de personagens mortas ou ausentes, seres sobrenaturais e seres imaginários. Relação que se associa algo (objecto, ser animado…) a uma ideia, a um conceito, a um sentimento. Consiste em tomar a parte pelo todo ou vice-versa, o singular pelo plural ou vice-versa. Aliteração Alusão Anáfora Antítese Apóstrofe Assonância Comparação Enumeração Eufemismo Hipálage Hipérbato Hipérbole Ironia Metáfora Metonímia Perífrase Personificação Pleonasmo Prosopopeia Símbolo Sinédoque