SlideShare uma empresa Scribd logo
Clima
Lisângela Kati do Nascimento
Vitor Vieira Vasconcelos
Disciplina de Estudos do Meio Físico
Universidade Federal do ABC
São Bernardo do campo-SP
Fevereiro de 2023
Conteúdo
§Clima eTempo
§Fatores Climáticos
• Latitude
• Altitude
• Maritimidade
•Formação dosVentos
§Tipos de Chuva
§Tipos climáticos
§Sistemas Climáticos na América do Sul
Definições
§Tempo:
• é o estado da atmosfera num determinado
tempo e local
§Clima:
• é o estado médio da atmosfera para um
determinado período
(pelo menos 30 anos)
§O Clima é uma sucessão habitual de Tempos
Latitude
Temperatura Média Anual
Zonas Climáticas
Altitude
Monte Kilimanjaro - África
A cada 200 metros, a temperatura
diminui 1 ºC
Pressão do Ar = Peso da Coluna de Ar
Ar quente se expande e
sobe
Ar frio se encolhe
e desce
Circulação Atmosférica
Circulação
Atmosférica
Superfície Quente Superfície Fria
Ventos
entre Mar e
Continente
FERREIRA, Graça M. L. Geografia em mapas. São Paulo: Ática, 2000
Monções
Circulação Atmosférica
Correntes Marítimas
Proximidade ao Mar
Maritimidade
• é a proximidade com mares e oceanos
• eles regulam as temperaturas, diminuindo a amplitude
térmica
• a maritimidade contribui para maior quantidade de chuva
Continentalidade
• é resultado da distância de mares e oceanos
• quanto mais distante do mar, maior a variação entre a
temperatura em um dado lugar
• áreas mais distantes do mar recebem menos chuva
Fonte/Imagem: Janiara Lima
Fonte/Imagem:
Salesianochapada2008.blogspot.com
TIPOS DE CHUVAS
Chuvas Orográficas no Brasil
Raqsonu, 2011
Chuvas Orográficas - Havaí
BORRERO, F. et al. Earth science: geology, the environment, and the universe. Glencoe. 2012
Frente Quente
Frente Fria
Precipitação Temperatura
Precipitação
Temperatura
Rad
Radiação solar por metro quadrado por ano em kWh
Velocidade do Vento
OLIVEIRA, Wagner Sousa; FERNANDES, Antonio Jorge. Global wind energy market,
industry and economic impacts. Energy and Environment Research, v. 2, n. 1, p. 79, 2012
Balanço Hídrico
Precipitação menos Evaporação
CRAMER, Wolfgang et al. Net Primary Productivity Model intercomparison activity (NPP). IGBP/GAIM Global Change, Potsdam, 1995.
Zonas Climáticas
Conteúdo
§Clima eTempo
§Fatores Climáticos
• Latitude
• Altitude
• Maritimidade
•Formação dosVentos
§Tipos de Chuva
§Tipos climáticos
§Sistemas Climáticos na América do Sul
Pluviosidade
na América do
Sul
(1979-1995)
SHI, W; HIGGINS, R. W.; YAROSH, E.; KOUSKY,
V. E. The Annual Cycle and Variability of
Precipitation in Brazil. NCEP/Climate Prediction
Center Atlas No 9, 2000. Disponível em
<http://www.cpc.noaa.gov/products/outreach/researc
h_papers/ncep_cpc_atlas/9>.
Sistemas
climáticos
Satyamurty, P., Nobre, C.A. and
Silva Dias, P.L., 1998. South
America. In Meteorology of the
southern hemisphere (pp. 119-
139). American Meteorological
Society, Boston, MA.
Anticiclone
Subtropical do
Atlântico Sul
Ventos alísios
do Nordeste
Zona de Convergência
doAtlântico
Sul
Zona de
Convergência
Intertropical
Anticiclone
Subtropical do
Pacífico Sul
J
a
t
o
s
d
e
B
a
i
x
o
s
N
í
v
e
i
s
Ventos
Alísios de
Sudeste
B: baixa pressão
BC: Baixa do Chaco
BNE: Baixas térmicas do
sudoeste argentino
CCM: complexo convectivo
de mesoescala
FF: frente fria
FQ: frente quente
NV: núvem vírgula
RC: regiões ciclogenéticas
Zonas de Convergência
Núvens
Liberaçã
o de
calor
latente
Liberação
de calor
latente
Ar quente e
úmido sobe
Fasullo, John . Principles of Climate. University of Colorado.
https://atoc.colorado.edu/~fasullo/pjw_class/hydrocycle3.html
Ventos alísios e Zona de
Convergência Intertropical
Soares, César. 2015. Zona de Convergência Intertropical e os temporais no
Nordeste. https://youtu.be/SHbQbIl_7wQ
Posição média da zona de convergência intertropical nos
meses de julho (vermelho) e janeiro (azul)
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:ITCZ_january-july.png
Halldin, Mats (2006)
Janeiro
Julho
https://cadernizando.blogspot.com/2017/08/a-zona-de-convergencia-do-atlantico-sul.html
Ciclone
Anticiclone
https://www.trilhosecumes.com/meteorologia
Pressão do ar
no verão
(1990-1999)
KANAMITSU, M.; EBISUZAKI, W.; WOOLLEN, J.; YANG, S–K.; HNILO, J. J.; FIORINO, M.; POTTER, G. L. NCEPDOE AMIP-II Reanalysis (R-2). Bulletin of the American
Meteorological Society, v. 83, p. 1631-1643, 2002.
Pressão do ar
no inverno
(1990-1999)
KANAMITSU, M.; EBISUZAKI, W.; WOOLLEN, J.; YANG, S–K.; HNILO, J. J.; FIORINO, M.; POTTER, G. L. NCEPDOE AMIP-II Reanalysis (R-2). Bulletin of the American
Meteorological Society, v. 83, p. 1631-1643, 2002.
Sistemas de nuvem vírgula
Dereczynski,Claudine; Hallak, Ricardo. Sistemas do tipo núvem vírgula. CPTEC/INPE.
http://climanalise.cptec.inpe.br/~rclimanl/boletim/cliesp10a/virgula.html
Nuvem na
retaguarda da
frente fria, com
menor pressão
(cavado) e
causadora de
chuvas Jato
Nuvem
Vírgula
V
ó
r
t
e
x
Jatos de Baixos Níveis
Rios Voadores?
Marengo, José A., Wagner R. Soares, and Tércio Ambrizzi. "Jato de Baixos Níveis ao
longo dos Andes." Tempo e clima no Brasil (2009).
Jatos de Baixos Níveis,
ZCAS e secas no Sudeste
MARENGO. J. A. et al. A seca e a crise hídrica de 2014-2015 em São Paulo. Revista
USP. n. 106. 2015
Sistemas
climáticos
Satyamurty, P., Nobre,
C.A. and Silva Dias, P.L.,
1998. South America. In
Meteorology of the
southern hemisphere
(pp. 119-139). American
Meteorological Society,
Boston, MA.
AB: Alta da Bolívia
VCAN: Vértice ciclônico de
altos níveis
CNE: Cavado do Nordeste
do Brasil
Jato Polar
Jato
Subtropical
Alta da
Bolívia
Pegorim, Josélia. 2016. Qual a diferença entre cavado e frente fria? Climatempo.
https://www.climatempo.com.br/noticia/2016/06/22/qual-a-diferenca-entre-cavado-e-frente-fria-4924
Alta da Bolívia, Cavado do Nordeste
e Vórtice Ciclônico de altos níveis (VCAN)
Alta da Bolívia e
Cavado do
Nordeste
Chegada de frente
fria polar
Formação do
vórtice ciclônico
de altos níveis
https://slideplayer.com.br/slide/51691/
Vórtice ciclônico de altos níveis (VCAN) tropical
https://www.terra.com.br/noticias/climatempo/os-vcans-e-a-chuva-na-regiao-nordeste-do-brasil,53597965fea049f7b7000b88156305a7x5m2mz2s.html
Terra. Os VCANS e a chuva na Região Nordeste do Brasil. 2018.
VCAN
subtropical
A zona de convergência do Atlântico Sul.
https://www.tempo.com/noticias/ciencia/a-zona-de-convergencia-do-atlantico-sul.html
Correntes de Jato
http://blog.hangar33.com.br/o-que-sao-correntes-de-jato-e-como-elas-funcionam/
Jatos
National Weather Service. Jetstream. 2008. Available at:
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Jetcrosssection.jpg
Satyamurty, P., Nobre,
C.A. and Silva Dias, P.L.,
1998. South America. In
Meteorology of the
southern hemisphere
(pp. 119-139). American
Meteorological Society,
Boston, MA.
Satyamurty, P., Nobre,
C.A. and Silva Dias, P.L.,
1998. South America. In
Meteorology of the
southern hemisphere
(pp. 119-139). American
Meteorological Society,
Boston, MA.
Satyamurty, P., Nobre,
C.A. and Silva Dias, P.L.,
1998. South America. In
Meteorology of the
southern hemisphere
(pp. 119-139). American
Meteorological Society,
Boston, MA.
Satyamurty, P., Nobre,
C.A. and Silva Dias, P.L.,
1998. South America. In
Meteorology of the
southern hemisphere
(pp. 119-139). American
Meteorological Society,
Boston, MA.
Ventos, precipitação e sistemas da
alta troposfera (200hPa)
Janeiro Julho
Chuva
(mm)
SHI, W; HIGGINS, R. W.; YAROSH, E.; KOUSKY, V. E. The Annual Cycle and Variability of Precipitation
in Brazil. NCEP/Climate Prediction Center Atlas No 9, 2000. Disponível em <
http://www.cpc.noaa.gov/products/outreach/research_papers/ncep_cpc_atlas/9> .
Verão Inverno
Normal
Jatos
de
Baixos
Níveis
da
Bolívia
Vento e
Umidade
MARENGO, J. A.; SOARES, W.
R.; SAULO, C.; NICOLINI, M.
Climatology of the Low-Level
Jet East of the Andes as Derived
from NCEP-NCAR Reanalyses:
Characteristics and Temporal
Variability. Journal of
Climate, v. 17, n. 12, p. 2261-
2280, 2004.
Efeito Borboleta
Uma borboleta batendo as asas no Brasil
pode pode causar um ciclone no Texas
algumas semanas depois.
Lorenz, Edward N., December 1972, Anual meeting of AAAS (American Association
for the advancement of Science)
El Niño no Oceano Pacífico diminui chuvas de verão no
Nordeste do Brasil, ao fortalecer o VCAN
Satyamurty, P., Nobre,
C.A. and Silva Dias, P.L.,
1998. South America. In
Meteorology of the
southern hemisphere
(pp. 119-139). American
Meteorological Society,
Boston, MA.
Sanabria, Janeet
Margarita. "Interannual
variability of the rainfall
regime and strong ENSO
events along the
Peruvian Pacific Basin:
large-scale control
mechanisms." PhD diss.,
Université Paul Sabatier-
Toulouse III, 2018.
Muito obrigado!
Dúvidas?
Comentários?

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Clima

Geografia a dinamica do clima
Geografia   a dinamica do climaGeografia   a dinamica do clima
Geografia a dinamica do clima
Gustavo Soares
 
Ecologia vegetal clima e fisionomia
Ecologia vegetal   clima e fisionomiaEcologia vegetal   clima e fisionomia
Ecologia vegetal clima e fisionomia
Ernane Nogueira Nunes
 
Geografia os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...
Geografia   os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...Geografia   os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...
Geografia os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...
Gustavo Soares
 
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-PardoEstudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
deborahfss
 
Adversidades climáticas geradoras de eventos de inundação
Adversidades climáticas geradoras de eventos de inundaçãoAdversidades climáticas geradoras de eventos de inundação
Adversidades climáticas geradoras de eventos de inundação
Braian Konzgen Maciel
 
Treinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte IITreinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte II
Rogério Bartilotti
 
Geografia os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiro
Geografia   os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiroGeografia   os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiro
Geografia os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiro
Gustavo Soares
 
Aula 3 elementos e fatores do clima.pptx
Aula 3 elementos e fatores do clima.pptxAula 3 elementos e fatores do clima.pptx
Aula 3 elementos e fatores do clima.pptx
EduardoMagno16
 
Fasc 05
Fasc 05Fasc 05
Geografia 1ano3bim
Geografia  1ano3bimGeografia  1ano3bim
Geografia 1ano3bim
Junior Oliveira
 
IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...
IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...
IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...
Claudiney C. Rodrigues
 
Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.
Ste Escola Bernardino
 
Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.
Ste Escola Bernardino
 
PROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdf
PROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdfPROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdf
PROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdf
Deto - Geografia
 
170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d
Rodrigo Duque de Oliveira
 
INTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptx
INTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptxINTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptx
INTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptx
Marcelo Pereira
 
1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf
1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf
1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf
MirnaCastro13
 
Aula estudos sobre o clima
Aula estudos sobre o climaAula estudos sobre o clima
Aula estudos sobre o clima
Adriana Pires Marcial
 
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Elias Galvan
 
Aula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdf
Aula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdfAula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdf
Aula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdf
LucasCsarFredianiSan
 

Semelhante a Clima (20)

Geografia a dinamica do clima
Geografia   a dinamica do climaGeografia   a dinamica do clima
Geografia a dinamica do clima
 
Ecologia vegetal clima e fisionomia
Ecologia vegetal   clima e fisionomiaEcologia vegetal   clima e fisionomia
Ecologia vegetal clima e fisionomia
 
Geografia os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...
Geografia   os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...Geografia   os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...
Geografia os diversos tipos de clima e a relacao com os diversos tipos de c...
 
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-PardoEstudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
 
Adversidades climáticas geradoras de eventos de inundação
Adversidades climáticas geradoras de eventos de inundaçãoAdversidades climáticas geradoras de eventos de inundação
Adversidades climáticas geradoras de eventos de inundação
 
Treinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte IITreinamento - Climatologia - parte II
Treinamento - Climatologia - parte II
 
Geografia os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiro
Geografia   os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiroGeografia   os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiro
Geografia os grandes complexos climaticos e botanicos do territorio brasileiro
 
Aula 3 elementos e fatores do clima.pptx
Aula 3 elementos e fatores do clima.pptxAula 3 elementos e fatores do clima.pptx
Aula 3 elementos e fatores do clima.pptx
 
Fasc 05
Fasc 05Fasc 05
Fasc 05
 
Geografia 1ano3bim
Geografia  1ano3bimGeografia  1ano3bim
Geografia 1ano3bim
 
IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...
IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...
IMPORTÂNCIA DA AGROECOLOGIA DOS VENTOS Fenômenos climáticos: a influencia de ...
 
Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.
 
Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.Os climas e as paisagens naturais da américa.
Os climas e as paisagens naturais da américa.
 
PROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdf
PROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdfPROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdf
PROF DEMETRIO MELO - FATORES CLIMÁTICOS E VEGETAÇÃO.pdf
 
170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d170 4c98e3103814d
170 4c98e3103814d
 
INTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptx
INTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptxINTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptx
INTRODUÇÃO A CLIMATOLOGIA.pptx
 
1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf
1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf
1-1 -IMO-Introdução 2023-1.pdf
 
Aula estudos sobre o clima
Aula estudos sobre o climaAula estudos sobre o clima
Aula estudos sobre o clima
 
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
 
Aula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdf
Aula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdfAula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdf
Aula 1, 2 e 3 - Apresentação, Conceitos gerais e Debate.pdf
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGisGeocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitasAcesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicaçõesEscalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções CartográficasSistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  BásicosIntrodução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o MarxanPlanejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no RAtividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, GeodiversidadeDiversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de CasoGeotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia socialGeotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia social
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGisGeocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
 
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitasAcesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
 
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
 
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
 
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
 
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicaçõesEscalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
 
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções CartográficasSistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
 
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
 
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
 
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  BásicosIntrodução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
 
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
 
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
 
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o MarxanPlanejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
 
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no RAtividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
 
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, GeodiversidadeDiversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
 
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de CasoGeotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
 
Geotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia socialGeotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia social
 

Clima

  • 1. Clima Lisângela Kati do Nascimento Vitor Vieira Vasconcelos Disciplina de Estudos do Meio Físico Universidade Federal do ABC São Bernardo do campo-SP Fevereiro de 2023
  • 2. Conteúdo §Clima eTempo §Fatores Climáticos • Latitude • Altitude • Maritimidade •Formação dosVentos §Tipos de Chuva §Tipos climáticos §Sistemas Climáticos na América do Sul
  • 3.
  • 4. Definições §Tempo: • é o estado da atmosfera num determinado tempo e local §Clima: • é o estado médio da atmosfera para um determinado período (pelo menos 30 anos) §O Clima é uma sucessão habitual de Tempos
  • 5.
  • 9. Altitude Monte Kilimanjaro - África A cada 200 metros, a temperatura diminui 1 ºC
  • 10. Pressão do Ar = Peso da Coluna de Ar
  • 11. Ar quente se expande e sobe Ar frio se encolhe e desce Circulação Atmosférica
  • 14. FERREIRA, Graça M. L. Geografia em mapas. São Paulo: Ática, 2000 Monções
  • 17. Proximidade ao Mar Maritimidade • é a proximidade com mares e oceanos • eles regulam as temperaturas, diminuindo a amplitude térmica • a maritimidade contribui para maior quantidade de chuva Continentalidade • é resultado da distância de mares e oceanos • quanto mais distante do mar, maior a variação entre a temperatura em um dado lugar • áreas mais distantes do mar recebem menos chuva Fonte/Imagem: Janiara Lima Fonte/Imagem: Salesianochapada2008.blogspot.com
  • 19. Chuvas Orográficas no Brasil Raqsonu, 2011
  • 20. Chuvas Orográficas - Havaí BORRERO, F. et al. Earth science: geology, the environment, and the universe. Glencoe. 2012
  • 23.
  • 25.
  • 27. Rad Radiação solar por metro quadrado por ano em kWh
  • 28. Velocidade do Vento OLIVEIRA, Wagner Sousa; FERNANDES, Antonio Jorge. Global wind energy market, industry and economic impacts. Energy and Environment Research, v. 2, n. 1, p. 79, 2012
  • 29. Balanço Hídrico Precipitação menos Evaporação CRAMER, Wolfgang et al. Net Primary Productivity Model intercomparison activity (NPP). IGBP/GAIM Global Change, Potsdam, 1995.
  • 31. Conteúdo §Clima eTempo §Fatores Climáticos • Latitude • Altitude • Maritimidade •Formação dosVentos §Tipos de Chuva §Tipos climáticos §Sistemas Climáticos na América do Sul
  • 32. Pluviosidade na América do Sul (1979-1995) SHI, W; HIGGINS, R. W.; YAROSH, E.; KOUSKY, V. E. The Annual Cycle and Variability of Precipitation in Brazil. NCEP/Climate Prediction Center Atlas No 9, 2000. Disponível em <http://www.cpc.noaa.gov/products/outreach/researc h_papers/ncep_cpc_atlas/9>.
  • 33. Sistemas climáticos Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119- 139). American Meteorological Society, Boston, MA. Anticiclone Subtropical do Atlântico Sul Ventos alísios do Nordeste Zona de Convergência doAtlântico Sul Zona de Convergência Intertropical Anticiclone Subtropical do Pacífico Sul J a t o s d e B a i x o s N í v e i s Ventos Alísios de Sudeste B: baixa pressão BC: Baixa do Chaco BNE: Baixas térmicas do sudoeste argentino CCM: complexo convectivo de mesoescala FF: frente fria FQ: frente quente NV: núvem vírgula RC: regiões ciclogenéticas
  • 34. Zonas de Convergência Núvens Liberaçã o de calor latente Liberação de calor latente Ar quente e úmido sobe Fasullo, John . Principles of Climate. University of Colorado. https://atoc.colorado.edu/~fasullo/pjw_class/hydrocycle3.html
  • 35. Ventos alísios e Zona de Convergência Intertropical Soares, César. 2015. Zona de Convergência Intertropical e os temporais no Nordeste. https://youtu.be/SHbQbIl_7wQ
  • 36. Posição média da zona de convergência intertropical nos meses de julho (vermelho) e janeiro (azul) https://commons.wikimedia.org/wiki/File:ITCZ_january-july.png Halldin, Mats (2006) Janeiro Julho
  • 39. Pressão do ar no verão (1990-1999) KANAMITSU, M.; EBISUZAKI, W.; WOOLLEN, J.; YANG, S–K.; HNILO, J. J.; FIORINO, M.; POTTER, G. L. NCEPDOE AMIP-II Reanalysis (R-2). Bulletin of the American Meteorological Society, v. 83, p. 1631-1643, 2002.
  • 40. Pressão do ar no inverno (1990-1999) KANAMITSU, M.; EBISUZAKI, W.; WOOLLEN, J.; YANG, S–K.; HNILO, J. J.; FIORINO, M.; POTTER, G. L. NCEPDOE AMIP-II Reanalysis (R-2). Bulletin of the American Meteorological Society, v. 83, p. 1631-1643, 2002.
  • 41. Sistemas de nuvem vírgula Dereczynski,Claudine; Hallak, Ricardo. Sistemas do tipo núvem vírgula. CPTEC/INPE. http://climanalise.cptec.inpe.br/~rclimanl/boletim/cliesp10a/virgula.html Nuvem na retaguarda da frente fria, com menor pressão (cavado) e causadora de chuvas Jato Nuvem Vírgula V ó r t e x
  • 42. Jatos de Baixos Níveis Rios Voadores? Marengo, José A., Wagner R. Soares, and Tércio Ambrizzi. "Jato de Baixos Níveis ao longo dos Andes." Tempo e clima no Brasil (2009).
  • 43. Jatos de Baixos Níveis, ZCAS e secas no Sudeste MARENGO. J. A. et al. A seca e a crise hídrica de 2014-2015 em São Paulo. Revista USP. n. 106. 2015
  • 44. Sistemas climáticos Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119-139). American Meteorological Society, Boston, MA. AB: Alta da Bolívia VCAN: Vértice ciclônico de altos níveis CNE: Cavado do Nordeste do Brasil Jato Polar Jato Subtropical
  • 46. Pegorim, Josélia. 2016. Qual a diferença entre cavado e frente fria? Climatempo. https://www.climatempo.com.br/noticia/2016/06/22/qual-a-diferenca-entre-cavado-e-frente-fria-4924
  • 47.
  • 48. Alta da Bolívia, Cavado do Nordeste e Vórtice Ciclônico de altos níveis (VCAN) Alta da Bolívia e Cavado do Nordeste Chegada de frente fria polar Formação do vórtice ciclônico de altos níveis https://slideplayer.com.br/slide/51691/
  • 49. Vórtice ciclônico de altos níveis (VCAN) tropical https://www.terra.com.br/noticias/climatempo/os-vcans-e-a-chuva-na-regiao-nordeste-do-brasil,53597965fea049f7b7000b88156305a7x5m2mz2s.html Terra. Os VCANS e a chuva na Região Nordeste do Brasil. 2018.
  • 51. A zona de convergência do Atlântico Sul. https://www.tempo.com/noticias/ciencia/a-zona-de-convergencia-do-atlantico-sul.html
  • 53. Jatos National Weather Service. Jetstream. 2008. Available at: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Jetcrosssection.jpg
  • 54. Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119-139). American Meteorological Society, Boston, MA.
  • 55. Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119-139). American Meteorological Society, Boston, MA.
  • 56. Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119-139). American Meteorological Society, Boston, MA.
  • 57. Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119-139). American Meteorological Society, Boston, MA.
  • 58. Ventos, precipitação e sistemas da alta troposfera (200hPa) Janeiro Julho Chuva (mm) SHI, W; HIGGINS, R. W.; YAROSH, E.; KOUSKY, V. E. The Annual Cycle and Variability of Precipitation in Brazil. NCEP/Climate Prediction Center Atlas No 9, 2000. Disponível em < http://www.cpc.noaa.gov/products/outreach/research_papers/ncep_cpc_atlas/9> .
  • 59. Verão Inverno Normal Jatos de Baixos Níveis da Bolívia Vento e Umidade MARENGO, J. A.; SOARES, W. R.; SAULO, C.; NICOLINI, M. Climatology of the Low-Level Jet East of the Andes as Derived from NCEP-NCAR Reanalyses: Characteristics and Temporal Variability. Journal of Climate, v. 17, n. 12, p. 2261- 2280, 2004.
  • 60. Efeito Borboleta Uma borboleta batendo as asas no Brasil pode pode causar um ciclone no Texas algumas semanas depois. Lorenz, Edward N., December 1972, Anual meeting of AAAS (American Association for the advancement of Science)
  • 61. El Niño no Oceano Pacífico diminui chuvas de verão no Nordeste do Brasil, ao fortalecer o VCAN Satyamurty, P., Nobre, C.A. and Silva Dias, P.L., 1998. South America. In Meteorology of the southern hemisphere (pp. 119-139). American Meteorological Society, Boston, MA. Sanabria, Janeet Margarita. "Interannual variability of the rainfall regime and strong ENSO events along the Peruvian Pacific Basin: large-scale control mechanisms." PhD diss., Université Paul Sabatier- Toulouse III, 2018.