SlideShare uma empresa Scribd logo
MARIA EDUARDA MOREIRA CHAVES RIBEIRO
MANEJO DO SOLO
2
SUMÁRIO
PREPARO DO SOLO;
CORREÇÃO DO SOLO;
CALAGEM E GESSAGEM;
PLANTIO CONVENCIONAL;
PLANTIO DIRETO.
3
PREPARO DO SOLO
Operações agrícolas que envolvem
mobilização por meio da ação
mecânica da camada arável do solo.
O que é?
Fonte: Canva, 2024.
4
ARAÇÃO
Controle de ervas
daninhas.
Fonte: Anglasa, 2024. Elaborado por: Maria Eduarda Moreira, 2024.
PREPARO DO SOLO
Inversão da camada de solo;
Incorporação de restos
culturais;
Maior aeração;
5
CORTE;
ELEVAÇÃO;
INVERSÃO.
Fonte: Arado e Grade, 2022.
PREPARO DO SOLO
6
Fonte: Força Nova Agrícola, 2024.
PREPARO DO SOLO
ARADO DE AIVECA;
7
Fonte: Agro22, 2024.
PREPARO DO SOLO
Arado de aiveca
ARADO DE AIVECA;
ARADO DE DISCOS.
8
Fonte: MF Rural, 2024.
GRADAGEM
9
GRADAGEM
Fonte: Arado e Grade, 2022.
PREPARO DO SOLO
Quebra de agregados;
Controle de ervas
daninhas.
Nivelamento do terreno;
10
ARADORA;
Fonte: Park Máquinas Agrícolas, 2024.
GRADES
PREPARO DO SOLO
11
ARADORA;
Fonte: Balcan, 2024.
GRADES
PREPARO DO SOLO
NIVELADORA.
12
Fonte: Arquivo pessoal, 2024.
PREPARO DO SOLO
SUBSOLADOR;
Alcança profundidades de mais de 30 cm.
13
Fonte: Arquivo pessoal, 2024.
PREPARO DO SOLO
SUBSOLADOR;
SUBSOLADOR.
Alcança profundidades de mais de
30 cm.
14
Fonte: Industrial Busse, 2024.
Chega a profundidade de até 30cm.
PREPARO DO SOLO
ESCARIFICADOR.
15
Deixar o solo em condições de
disponibilizar nutrientes para planta,
melhorando a sua estrutura, a
fertilidade e a acidez.
Fonte: Agrical, 2024.
CORREÇÃO DO SOLO
16
ARGILA; MATÉRIA ORGÂNICA.
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por Maria Eduarda Moreira, 2024.
CORREÇÃO DO SOLO
17
COLÓIDES
ARGILA MATÉRIA ORGÂNICA
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por Maria Eduarda Moreira, 2024.
CORREÇÃO DO SOLO
18
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por Maria Eduarda Moreira, 2024.
CORREÇÃO DO SOLO
19
CORREÇÃO DO SOLO
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por Maria Eduarda Moreira, 2024.
Afeta a atividade microbiana;
Impede a disponibilização de
nutrientes;
Afeta a mineralização da
matéria orgânica.
Ácido Neutro Alcalino
20
ANÁLISE DE SOLO
Fonte:.Prefeitura de Jundiaí, 2016.
É a principal ferramenta para determinar
todos os atributos necessários para corrigir
ou melhorar a fertilidade do solo.
21
Fonte: MF Rural, 2024.
CALAGEM E GESSAGEM
22
CALAGEM
CaCO₃
Corrige a CTC do solo;
Eleva o pH do solo;
Proporciona maior crescimento
das raízes;
Adiciona macronutrientes
como cálcio e magnésio.
23
CALAGEM
Quanto mais calcário melhor?
24
CALAGEM
Quanto mais calcário melhor?
Exceder as doses pode levar à distúrbios,
como indisponibilização de uma série de
nutrientes.
25
NC= T (V% - Va)
PRNT
NC= necessidade de calcário;
T= CTC;
V%= saturação por bases;
Va= saturação por base atual;
PRNT= poder relativo de neutralização total.
CALAGEM
26
NC= 7,1 (0,65 – 0,15)
0,80
NC= ?
T= 7,1;
V%= 65%;
Va= 15%;
PRNT= 80%.
CALAGEM
NC= 4,43 t/ha
27
CALAGEM
Calcíltico
5% de óxido de
magnésio;
Dolomítico
Mais de15% de
óxido de
magnésio.
Qual usar?
Magnesiano
Entre e 5 e 12%
de óxido de
magnésio;
28
CALAGEM
Quando usar o dolomítico?
1. Se o teor de Mg for maior que 1 cmol/dm³;
2. Se for utilizar gesso agrícola na forma de
gessagem.
29
CALAGEM
Quando usar o calcítico?
1. Calcule a relação Ca/Mg presente no solo.
A relação entre cálcio e magnésio deve ser
de 3 a 4 mol.
30
CALAGEM
Exemplo:
Análise hipotética
• Ca: 32 mmol/dm³
• Mg: 16 mmol/dm³
32/16=
Neste caso, você deve optar pelo calcário
calcítico para equilibrar o nível de cálcio no
solo.
Quando usar o calcítico?
2 mmol/dm³
31
CALAGEM
2. Observe a porcentagem de Ca e Mg na CTC total
Teor de cálcio/magnésio
CTC
100
)
(
%Ca > 60
%Mg < 15 Calcítico
Quando usar o calcítico?
32
CALAGEM
6,2
10,14
0,61 x 100 = 61%
10,14
1,2
0,11 x 100 = 11%
=
Ca:
Mg:
Neste caso, você deve optar pelo calcário
calcítico para equilibrar o nível de cálcio no
solo.
Quando usar o calcítico?
=
Teor de cálcio/magnésio
CTC
100
)
(
33
GESSAGEM
CaSO4
Imobiliza o alumínio;
Auxilia no desenvolvimento do
sistema radicular;
Aumenta os níveis de cálcio;
Atua em diferentes profundidades.
34
GESSAGEM
Quanto mais gesso agrícola
melhor?
35
Quanto mais gesso agrícola
melhor?
Exceder as doses pode afetar a FBN. O
excesso de enxofre prejudica o
Molibdênio, o que afeta a atividade da
nitrogenase, reduzindo assim o nível de
nitrogênio disponível para as plantas.
GESSAGEM
36
PLANTIO CONVENCIONAL
Fonte: Fertisystem, 2024.
37
PLANTIO CONVENCIONAL
PLANTIO CONVENCIONAL
Operações para descompactar
camadas superficiais do solo
com arados e grades pesadas.
Além de atuar na incorporação
de corretivos e fertilizantes.
Operações de destorroamento e
nivelamento da camada arada
do solo por meio de gradagens
do terreno.
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por Maria Eduarda Moreira,
2024.
38
PLANTIO CONVENCIONAL
Fatores para sustentabilidade
Data correta para
realizar as operações;
Adequação de
equipamentos;
Alternar profundidade
do preparo de solo;
Realizar as operações em
umidade adequada.
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por Maria Eduarda
Moreira, 2024.
39
Sistema de plantio no qual o solo não
sofre nenhuma manipulação além
da abertura do sulco para depositar
as sementes e o fertilizante.
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Fonte: Agroicone, 2024.
40
Surgiu em Ohio, nos
Estados Unidos;
Percebeu que o solo sofria
com ações agrícolas;
Na revolução verde, os
cientistas intensificaram as
pesquisas.
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Como surgiu?
41
Como chegou ao Brasil?
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Chegou em 1972 no
Paraná;
Herbert Bartz sofria com
problemas de erosão;
Buscou uma solução
no IDR-Paraná e foi lhe
apresentado o no-till.
42
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Como chegou em Goiás?
Flávio Faedo, de Passo
Fundo-RS foi pioneiro do
SPD no Goiás;
Se mudou em 1985 para
o Planalto Verde;
Primeiro a plantar com o
SPD no Goiás.
43
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Sem revolvimento do solo
Rotação de culturas
Uso da palhada
SPD
Menos custos;
Beneficia a atividade
biológica;
Otimiza o uso de
fertilizantes.
Pilares do SPD:
44
Benefícios da palhada
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Fonte: Brasmax, 2023.
45
Benefícios da palhada
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
Controla a temperatura;
Evita a erosão;
Supressão de plantas
daninhas;
Controla a umidade.
Fonte: Brasmax, 2023.
46
Fonte: Grupo Plantio Direto, 2024.
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
47
Fonte: Grupo Plantio Direto, 2024.
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
48
Fonte: Estadão, 2023.
SISTEMA DE PLANTIO DIRETO
49
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por: Maria Eduarda Moreira,
2024.
Vamos praticar!!
50
Fonte: Canva, 2024. Elaborado por: Maria Eduarda Moreira,
2024.
Acesse kahoot
Entre em contato conosco:
geagraufg.wordpress.com
geagracontato@gmail.com
GEAGRA UFG
@geagraufg
UNINDO CONHECIMENTO EM PROL DA AGRICULTURA!
MANEJO DO SOLO
madumchaves@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apresentação de Manejo do solo - Slides.pptx

sistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdf
sistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdfsistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdf
sistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdf
MichellinePoncianoSi
 
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Geagra UFG
 
Adubação verde
Adubação verdeAdubação verde
Adubação verde
MauroWagnerdeOliveir
 
Nutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milhoNutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milho
Geagra UFG
 
Palestra Emerson Borghi
Palestra Emerson BorghiPalestra Emerson Borghi
Palestra Emerson Borghi
Diego de Oliveira Carvalho
 
Palestra emerson borghi sit 2015
Palestra emerson borghi sit 2015Palestra emerson borghi sit 2015
Palestra emerson borghi sit 2015
Embrapa Milho e Sorgo
 

Semelhante a Apresentação de Manejo do solo - Slides.pptx (6)

sistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdf
sistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdfsistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdf
sistemasdeplantiodoarroz-160719000905 (1).pdf
 
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
Biotecnologias e posicionamento de cultivares de soja
 
Adubação verde
Adubação verdeAdubação verde
Adubação verde
 
Nutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milhoNutrição mineral e adubação do milho
Nutrição mineral e adubação do milho
 
Palestra Emerson Borghi
Palestra Emerson BorghiPalestra Emerson Borghi
Palestra Emerson Borghi
 
Palestra emerson borghi sit 2015
Palestra emerson borghi sit 2015Palestra emerson borghi sit 2015
Palestra emerson borghi sit 2015
 

Mais de Geagra UFG

Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Geagra UFG
 
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison TeixeiraMecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Geagra UFG
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação dos herbicidas slide.pptx
Mecanismo de ação dos herbicidas slide.pptxMecanismo de ação dos herbicidas slide.pptx
Mecanismo de ação dos herbicidas slide.pptx
Geagra UFG
 
APRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptxAPRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptx
Geagra UFG
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
Geagra UFG
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
Geagra UFG
 
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARESBIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
Geagra UFG
 
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptxMACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
Geagra UFG
 
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Geagra UFG
 
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
Geagra UFG
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
Geagra UFG
 
Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........
Geagra UFG
 
Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
Geagra UFG
 
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Geagra UFG
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
Geagra UFG
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
Geagra UFG
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
Geagra UFG
 

Mais de Geagra UFG (20)

Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
 
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison TeixeiraMecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Mecanismo de ação dos herbicidas slide.pptx
Mecanismo de ação dos herbicidas slide.pptxMecanismo de ação dos herbicidas slide.pptx
Mecanismo de ação dos herbicidas slide.pptx
 
APRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptxAPRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptx
APRESENTAÇÃO TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO.pptx
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Aline Castro
 
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline CastroMICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
MICRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA Palestrante: Aline Castro
 
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARESBIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
BIOTECNOLOGIA E POSICIONAMENTO DE CULTIVARES
 
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptxMACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
MACRONUTRIENTES NO SOLO E NA PLANTA.pptx
 
Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .Biotecnologias e manejos de cultivares .
Biotecnologias e manejos de cultivares .
 
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
REGULADORES DE CRESCIMENTO, DESFOLHANTES E MATURADORES.
 
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptxINTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
INTRODUÇÃO À COTONICULTURA - THAÍS MOREIRA.pptx
 
Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............Manejo de doenças da soja...............
Manejo de doenças da soja...............
 
Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........Mecanismo de ação de fungicidas.........
Mecanismo de ação de fungicidas.........
 
Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........Mecanismo de ação de inseticidas........
Mecanismo de ação de inseticidas........
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pptx
 
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdfCópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
Cópia de SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1).pdf
 
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptxSLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
SLIDE OFICIAL GEAGRA 2023.2 (2).pptx (1) (1).pptx
 
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptxMANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
MANEJO DE PLANTAS DANINHAS DA SOJA. .pptx
 
Manejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de sojaManejo do solo e plantio de soja
Manejo do solo e plantio de soja
 

Apresentação de Manejo do solo - Slides.pptx