SlideShare uma empresa Scribd logo
Pós-Graduação Lato Sensu
“Especialização na Aplicação dos Instrumentos das
Políticas Urbana e Ambiental nos Contextos Municipais”
Profa. Denise Vogel
GEOTECNOLOGIAS AVANÇADAS E PORTAIS DE DADOS
Geotecnologias sociais
PROF. DR. VITOR VIEIRA VASCONCELOS
Conceitos e contextos mais utilizados
 Cartografia social
− Cartografia feita pela população
− Contraponto às cartografias oficiais (governo) e de empresas
 Mapeamento participativo
− Construção de cartografia social coletivamente, em oficinas
presenciais
 Mapeamento colaborativo
− Construção de cartografia social em meio virtual
 Cartografia Insurgente
− Cartografia social com objetivo de contestar relações de
poder e a cartografia oficial
Warner, C., 2015. Participatory Mapping: a literature review of community-based research and participatory planning. MIT.
Mac Gillavry, E., 2006. Collaborative mapping and GIS: an alternative geographic information framework. In Collaborative geographic information systems (pp.
103-120). IGI Global.
Sletto, B., 2012. Indigenous Rights, Insurgent Cartographies, and the Promise of Participatory Mapping. Portal, Issue 7, 2012.
Acselrad, H. Cartografia social, terra e território. Rio de Janeiro: UFRJ (2014)
Metodologias participativas em políticas
públicas
•Coprodução de conhecimento
A população conhece melhor o território em
que vive
Conhecimento produzido em diálogo com
técnicos
•Top-down vs Bottom-up
• Objetivos
• Métodos
• Acessibilidade
• Atualização
O que vai ser mapeado?
Como vai ser mapeado?
Quem pode acessar os dados espaciais?
Como e quando será atualizado?
Atividade para o fim da aula
Explique a diferença entre cartografia oficial e social,
exemplificando essas diferenças, em termos de decisão e
modo de execução, sobre:
• Quem cartografa quem?
• Localização, escala e extensão do processo de mapeamento
• Quem paga o custo das atividades?
• O que é mapeado?
• Como é mapeado?
• Quem guarda a informação?
• Que informação dos mapas é divulgada?
• Qual é a finalidade dos mapas?
• Relações de poder sobre os territórios e sobre os conflitos territoriais
• Legitimidade, reconhecimento e apropriação do conteúdo
cartografado.
Atividade para o fim da aula
Com base no conteúdo de aula, compare e
exemplifique as características das
cartografias oficial e social nos seguintes
casos:
a) Planejamento de ocupação do solo
b) Manejo de recursos naturais
c) Estratégias espaciais de disputa territorial
d) Formação de discursos e identidades
territoriais
Mapeando sobre o quê?
 Desenho livre (mapa mental)
 Limites territoriais (mapa vazio)
 Base cartográfica (rios, ruas,
quarteirões, elementos de referência)
 Imagem de satélite
Silva, C.N. and Verbicaro, C., 2016. O mapeamento participativo como metodologia de
análise do território. Scientia Plena, 12(6).
Uma cartografia da memória:
mapeamento participativo socioambiental
https://youtu.be/AENOuAB4z4s
Planejamento com mapeamento
participativo da Ocupação Paulo Freire
Bastos, C. D. Ocupações Urbanas e Práticas Emancipatórias: Estudos sobre a
aplicabilidade do Community Land Trust. Anais XVIII ENANPUR 2019
Belo Horizonte (MG) - 2015
Planejamento com mapeamento participativo
da Ocupação Paulo Freire
Bastos, C. D. Ocupações Urbanas e Práticas Emancipatórias: Estudos sobre a aplicabilidade do Community Land Trust. Anais XVIII ENANPUR 2019
Bastos, C. D. Ocupações Urbanas e Práticas Emancipatórias: Estudos sobre a aplicabilidade do Community Land Trust. Anais XVIII ENANPUR 2019
Junho - 2015
Junho - 2016
Dezembro - 2016
Mapeamento e Planejamento Participativo do Parque das
Ocupações (Belo Horizonte-MG, 2017)
http://naturezaurbana.indisciplinar.com/
http://naturezaurbana.indisciplinar.com/
http://naturezaurbana.indisciplinar.c
Popostas da comunidade para o Parque das Ocupações
Representação de espaços comuns
propostos no Parque das Ocupações
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
Planejamento e mapeamento participativo
de arborização na Ocupação Paulo Freire
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
Plantio das
mudas para
arborização da
Ocupação
Paulo Freire
Lopes, M.S.B., 2019.
Quatro experiências
extensionistas:
deslocamentos espaciais
e narrativos. Interfaces-
Revista de Extensão da
UFMG, 7(1).
http://www.arq.ufmg.br/controversas/index.php/2017/08/21/1a-conversadinamica-paulo-freire-21082017/
Planejamento e mapeamento participativo para uso do
MLBus - Ônibus doado ao Movimento de moradia
Planejamento e mapeamento participativo para uso do
MLBus - Ônibus doado ao Movimento de moradia
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
Planejamento de implantação da Rádio
Comunitária no Parque das Ocupações
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
Projeto participativo
da Rádio Comunitária
no Parque das
Ocupações
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências
extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão
da UFMG, 7(1).
Projeto participativo da Rádio Comunitária no
Parque das Ocupações
Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e
narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
Mapeamento coletivo da distribuição dos lotes
na Ocupação Dandara
2009 - Belo Horizonte/MG
https://aguasurbanasecologiaspoliticas.files.wordpress.com/2015/06/projeto-comunidade-dandara.pdf
Mapeamento coletivo da distribuição dos lotes
na Ocupação Dandara
2009 - Belo Horizonte/MG
https://aguasurbanasecologiaspoliticas.files.wordpress.com/2015/06/projeto-comunidade-dandara.pdf
https://aguasurbanasecologiaspoliticas.files.wordpress.com/2015/06/projeto-comunidade-dandara.pdf
Maio de 2009 – Trevo Dandara
Junho de 2009 – Ocupação Dandara
Maio de 2013 – Ocupação Dandara
Áreas a serem
preservadas no
Plano Diretor
Coletivo
Agosto de 2019 – Ocupação Dandara
Áreas a serem
preservadas no
Plano Diretor
Coletivo
Maquete participativa do parquinho elaborado pelas
crianças da Ocupação Dandara (Belo Horizonte/MG)
Lana, H.F.A.M.M., 2016. Uma experiência de produção de espaço coletivo na Ocupação
Dandara: a comunidade real como horizonte teórico de uma assessoria.
Mutirão de construção do parquinho na Ocupação
Dandara (Belo Horizonte/MG)
Lana, H.F.A.M.M., 2016. Uma experiência de produção de espaço coletivo na Ocupação
Dandara: a comunidade real como horizonte teórico de uma assessoria.
Parquinho na
Ocupação Dandara
Belo Horizonte/MG
Lana, H.F.A.M.M., 2016.
Uma experiência de
produção de espaço coletivo
na Ocupação Dandara: a
comunidade real como
horizonte teórico de uma
assessoria.
https://paisagensperifericas.wordpress.com
Mapeamento e planejamento participativo da Ocupação Bubas – Foz do Iguaçu
Definição coletiva de ruas, blocos e
endereços
https://paisagensperifericas.wordpress.com
Construção da identidade em relação ao lugar
Etnopedologia
Ribeiro Hora, K.E., Antônio Mauro, R. and Calaça, M., 2019. Desafios para o parcelamento dos assentamentos de
reforma agrária sob a perspectiva ambiental a partir da experiência do MST em Goiás. Revista NERA, 22(49).
Etnopedologia
participativa
Mapeamento de solos na reserva indígena Purhépecha (México)
Indígenas
Barrera‐Bassols, N., Zinck, J.A. and Van Ranst, E., 2009. Participatory soil survey: experience in
working with a Mesoamerican indigenous community. Soil use and Management, 25(1), pp.43-56.
Agrônomo
Qual será
mais útil?
Possibilidades
de diálogo
Mapeamento Colaborativo
OpenStreetMap
https://www.openstreetmap.org/
Mapeamento Colaborativo
Editando o OpenStreetMap
https://www.openstreetmap.org/
Consulta e download das bases do OpenStreetMaps
https://wiki.openstreetmap.org/wiki/QGIS_OSM_Plugin
Roteamento e isócronas de tempo
a partir do OpenStreetMap
https://twitter.com/ors_news/status/967476469516722176
Mapeando favelas no OpenStreet Maps
Projeto Map Kibera, em Nairobi, Kenia
https://mapkibera.org/
Mapeamento colaborativo como
base para o mapeamento
participativo da segurança em
Kibera
https://pbnetwork.org.uk/mapping-and-ideas-generation-visualising-participatory-budgeting/
Mapeo
OpenStreetMap Offline
https://www.digital-democracy.org/mapeo/
Mapeamento
colaborativo para
aldeias indígenas
Trechos selecionados:
https://youtu.be/BPG4XMuTSgY
Vídeo completo:
https://vimeo.com/93081871
Nunca é noite no mapa
https://youtu.be/dkVfRne-eM I
Guia Cultural de Favelas
Rio de Janeiro - RJ
http://guiaculturaldefavelas.org.br/
https://consumoresponsavel.org.br/
Portal do consumo responsável e aplicativo Responsa
Mapeando e conectando a cadeia de produtores, vendedores e consumidores de produtos agroecológicos
Criando o seu próprio mapa colaborativo
http://www.mapascoletivos.com.br
https://pontosdealagamento.crowdmap.com/
https://about.canvis.app/
Mapeamento
colaborativo de
assédio a
mulheres
Resgate no terremoto do Nepal em 2015
2.200 pedidos de resgate
650 na forma de resgate aéreo
https://www.ushahidi.com
Territórios do tráfico e milícias no Rio de Janeiro
https://sites.google.com/view/pistanews
Barricadas em favelas para impedir
acesso da polícia (Rio de Janeiro)
https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/tem-barricada-ai-o-mapa-alimentado-por-whatsapp-que-desvia-motoristas-de-bloqueios-feitos-por-criminosos-no-rio-07122018
Barricadas em favelas para impedir
acesso da polícia (Rio de Janeiro)
https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/tem-barricada-ai-o-mapa-alimentado-por-whatsapp-que-desvia-motoristas-de-bloqueios-feitos-por-criminosos-no-rio-07122018
Wikicidade em Porto Alegre (2012)
causas online estimulando colaboração offline
Formulários colaborativos georreferenciados
para ajuda humanitária
Kobo toolbox
https://www.kobotoolbox.org/
SW Maps – Aplicativo gratuito de SIG em smartphones
QField https://qfield.org/
Aplicativos de SIG móvel
2004 2010 2020
https://trends.google.com/
2023
Mapas colaborativos para gestão pública
https://www.fixmystreet.com/
https://solutions.arcgis.com/local-government/help/citizen-problem-reporter/
Mapas colaborativos
para gestão pública
•Citizen Problem Reporter
Mapeamento Colaborativo e Ciência Cidadã
Fritz, S., McCallum, I., Schill, C., Perger, C., Grillmayer, R., Achard, F., ... & Obersteiner, M. (2009). Geo-Wiki.
Org: The use of crowdsourcing to improve global land cover. Remote Sensing, 1(3), 345-354.
https://geo-wiki.org
Geo-Wiki – Land Cover
Cartografia Insurgente
Grupo de Arte Callejero (GAC) – 2001-2006/2015.
https://migrosmuseum.ch/en/works/268
Mapeamento
participativo
insurgente
São Paulo Ocupada
Cartografia das
Juventudes Insurgentes
Marino, A., 2017. Ocupas e
insurgências na São Paulo do Século
XXI. Anais ENANPUR, 17(1).
São Paulo Ocupada - Cartografia das Juventudes Insurgentes
Marino, A., 2017. Ocupas e insurgências na São Paulo do Século XXI. Anais ENANPUR, 17(1).
Mapeamento colaborativo insurgente
Mapeamento da violência policial (EUA)
https://mappingpoliceviolence.org/
https://fogocruzado.org.br/
Rio de Janeiro
e Recife
Uso da informações espaciais
de/em redes sociais - 2017
https://i.dailymail.co.uk/i/graphics/2014/09/internet_population/images/large/large.png
https://maps.worldbank.org/datasets/IT.NET.USER.ZS/internet?viewMore=Infrastructure
Uso da informações espaciais de/em redes sociais
https://i.dailymail.co.uk/i/graphics/2014/09/internet_population/images/large/large.png
2013
https://i.dailymail.co.uk/i/graphics/2014/09/internet_population/images/large/large.png
Uso da informações espaciais de/em redes sociais
2013
YANG, Chenghao;
LIU, Tongtong;
ZHANG, Shengtian.
Using Flickr Data to
Understand Image
of Urban Public
Spaces with a
Deep Learning
Model: A Case
Study of the Haihe
River in Tianjin.
ISPRS
International
Journal of Geo-
Information, v. 11,
n. 10, p. 497, 2022.
Densidade de
fotografias turísticas
(Flirck) Taijin, CHn
Densidade de fotos
de observação de
pássaros na Escócia
MANCINI, Francesca; COGHILL, George
M.; LUSSEAU, David. Using social media to
quantify spatial and temporal dynamics of
nature-based recreational activities. PloS
one, v. 13, n. 7, p. e0200565, 2018.
Inverno Primavera
Verão Outono
ISSA, Elias et al. Understanding the spatio-temporal characteristics of Twitter data with geotagged and non-geotagged content: two
case studies with the topic of flu and Ted (movie). Annals of GIS, v. 23, n. 3, p. 219-235, 2017.
https://app.wildlifeinsights.org/explore/
Localização
+
Visão
computacional
Uso de dados de redes sociais para
monitoramento de enchentes em tempo real
Twitter
ASSIS, Luiz Fernando Ferreira Gomes et al. Geographical
prioritization of social network messages in near real-time
using sensor data streams: an application to floods. In:
GeoInfo. 2015. p. 26-37.
Fotografias com geotag
Priorização de busca nas redes sociais com base
nos dados de inundação em tempo real
ASSIS, Luiz Fernando Ferreira Gomes et al.
Geographical prioritization of social network
messages in near real-time using sensor data
streams: an application to floods. In: GeoInfo.
2015. p. 26-37.
Bacias com
estações
fluviométricas
reportando
inundação
Priorização de
postagens do
Twitter
Uso de dados de redes sociais para
monitoramento de enchentes em tempo real
HORITA, Flávio EA et al. Determining flooded areas using crowd
sensing data and weather radar precipitation: a case study in
Brazil. 15th ISCRAM, Rochester, NY, USA May 2018.
Postagens de
redes socias
Filtro para
inundações
Mapa de
kernel (calor)
Dados de
chuva por
radar
Bacias
hidrográficas e
hidrografia
Intensidade da
chuva
Validação dos
agrupamentos
de inundação
Áreas
confirmadas
de inundação
Postagens em 16 de janeiro, 2018 Postagens em 21 de janeiro, 2018
HORITA, Flávio EA et al. Determining flooded areas using crowd
sensing data and weather radar precipitation: a case study in
Brazil. 15th ISCRAM, Rochester, NY, USA May 2018.
Clusters validados de áreas inundadas são exibidos como polígonos vermelhos, locais de radares
meteorológicos como triângulos vermelhos e áreas inundadas históricas relatadas como mapa de calor
HORITA, Flávio EA et al. Determining flooded areas using crowd
sensing data and weather radar precipitation: a case study in
Brazil. 15th ISCRAM, Rochester, NY, USA May 2018.
HORITA, Flávio EA et
al. Development of a
spatial decision
support system for
flood risk management
in Brazil that combines
volunteered
geographic information
with wireless sensor
networks. Computers
& Geosciences, v. 80,
p. 84-94, 2015.
Integração
com aplicativo
de notificação
voluntária de
inundações
Integração com sensores fluviométricos
em tempo real
HORITA, Flávio EA et al.
Development of a spatial
decision support system
for flood risk
management in Brazil
that combines
volunteered geographic
information with wireless
sensor networks.
Computers &
Geosciences, v. 80, p.
84-94, 2015.
Integração dos dados em um
painel de auxílio à decisão
HORITA, Flávio EA et al. AGORA-GeoDash: A geosensor
dashboard for real-time flood risk monitoring. 11th
ISCRAM –Pennsylvania, USA, May 2014
Atividade para o fim da aula
Explique a diferença entre cartografia oficial e social,
exemplificando essas diferenças, em termos de decisão e
modo de execução, sobre:
• Quem cartografa quem?
• Localização, escala e extensão do processo de mapeamento
• Quem paga o custo das atividades?
• O que é mapeado?
• Como é mapeado?
• Quem guarda a informação?
• Que informação dos mapas é divulgada?
• Qual é a finalidade dos mapas?
• Relações de poder sobre os territórios e sobre os conflitos territoriais
• Legitimidade, reconhecimento e apropriação do conteúdo
cartografado.
Atividade
Com base no o conteúdo de aula compare e
exemplifique as características das
cartografia oficial e social nos seguintes
casos:
a) Planejamento de ocupação do solo
b) Manejo de recursos naturais
c) Estratégias espaciais de disputa territorial
d) Formação de discursos e identidades
territoriais

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Geotecnologias e cartografia social

Urbanismo
UrbanismoUrbanismo
Urbanismo
Elise Pio
 
GEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdf
GEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdfGEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdf
GEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdf
ElianeElika
 
Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...
Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...
Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...
Ricardo de Sampaio Dagnino
 
Mapas colaborativos: Subversão de vigilância e poder
Mapas colaborativos: Subversão de vigilância e poderMapas colaborativos: Subversão de vigilância e poder
Mapas colaborativos: Subversão de vigilância e poder
Paulo Victor Sousa
 
Ct06 128 1404176751
Ct06 128 1404176751Ct06 128 1404176751
Ct06 128 1404176751
Lídia Pereira
 
Mapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - Coremas
Mapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - CoremasMapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - Coremas
Mapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - Coremas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Formigas no mapa
Formigas no mapaFormigas no mapa
Formigas no mapa
Paulo Victor Sousa
 
Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.
Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.
Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.
RaimundoNonatoDaSilv27
 
A aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de Geografia
A aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de GeografiaA aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de Geografia
A aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de Geografia
Cadernizando
 
Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...
Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...
Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...
resgate cambui ong
 
P.C CIENC 4 ANO.docx
P.C CIENC 4 ANO.docxP.C CIENC 4 ANO.docx
P.C CIENC 4 ANO.docx
RaabedosSantosBorges
 
Tc5 (52)
Tc5 (52)Tc5 (52)
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes EspaçosPráticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
petconexoes
 
Observatório habitacional da cidade de são paulo
Observatório habitacional da cidade de são pauloObservatório habitacional da cidade de são paulo
Observatório habitacional da cidade de são paulo
Lucas Santos
 
Conviver aval-geo-ano4-bim2 prof
Conviver aval-geo-ano4-bim2 profConviver aval-geo-ano4-bim2 prof
Conviver aval-geo-ano4-bim2 prof
NILDA Leite Leite
 
PCN de Geografia - Prof. Amábile
PCN de Geografia - Prof. AmábilePCN de Geografia - Prof. Amábile
PCN de Geografia - Prof. Amábile
Carmina Monteiro
 
Políticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço rural
Políticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço ruralPolíticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço rural
Políticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço rural
Gisele Ramos Onofre
 
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
Josi Zanette do Canto
 
Projeto Geografia nos parques: Curitiba-Paraná
Projeto Geografia nos parques: Curitiba-ParanáProjeto Geografia nos parques: Curitiba-Paraná
Projeto Geografia nos parques: Curitiba-Paraná
Augusto Rocha
 
Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011
lucavao2010
 

Semelhante a Geotecnologias e cartografia social (20)

Urbanismo
UrbanismoUrbanismo
Urbanismo
 
GEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdf
GEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdfGEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdf
GEOGRAFIA - ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS.pdf
 
Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...
Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...
Sistemas de Informação Geográfica (SIG) na identificação de padrões e modelos...
 
Mapas colaborativos: Subversão de vigilância e poder
Mapas colaborativos: Subversão de vigilância e poderMapas colaborativos: Subversão de vigilância e poder
Mapas colaborativos: Subversão de vigilância e poder
 
Ct06 128 1404176751
Ct06 128 1404176751Ct06 128 1404176751
Ct06 128 1404176751
 
Mapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - Coremas
Mapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - CoremasMapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - Coremas
Mapeamento de Cenários para Planejamento Ambiental - Coremas
 
Formigas no mapa
Formigas no mapaFormigas no mapa
Formigas no mapa
 
Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.
Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.
Redes e fluxos de transporte no Brasil apresentação.
 
A aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de Geografia
A aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de GeografiaA aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de Geografia
A aula de campo como meio de aprendizagem cartográfica nas aulas de Geografia
 
Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...
Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...
Resgate Cambui/Planejamento da arborização urbana como fazer e ferramentas di...
 
P.C CIENC 4 ANO.docx
P.C CIENC 4 ANO.docxP.C CIENC 4 ANO.docx
P.C CIENC 4 ANO.docx
 
Tc5 (52)
Tc5 (52)Tc5 (52)
Tc5 (52)
 
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes EspaçosPráticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
 
Observatório habitacional da cidade de são paulo
Observatório habitacional da cidade de são pauloObservatório habitacional da cidade de são paulo
Observatório habitacional da cidade de são paulo
 
Conviver aval-geo-ano4-bim2 prof
Conviver aval-geo-ano4-bim2 profConviver aval-geo-ano4-bim2 prof
Conviver aval-geo-ano4-bim2 prof
 
PCN de Geografia - Prof. Amábile
PCN de Geografia - Prof. AmábilePCN de Geografia - Prof. Amábile
PCN de Geografia - Prof. Amábile
 
Políticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço rural
Políticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço ruralPolíticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço rural
Políticas públicas aplicadas ao desenvolvimento do espaço rural
 
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
AO Uso de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na Perspectiva de Comunida...
 
Projeto Geografia nos parques: Curitiba-Paraná
Projeto Geografia nos parques: Curitiba-ParanáProjeto Geografia nos parques: Curitiba-Paraná
Projeto Geografia nos parques: Curitiba-Paraná
 
Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011Orientações curriculares 2011
Orientações curriculares 2011
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGisGeocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitasAcesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicaçõesEscalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções CartográficasSistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  BásicosIntrodução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o MarxanPlanejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no RAtividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, GeodiversidadeDiversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de CasoGeotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGISGeovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGIS
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGisGeocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
 
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitasAcesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
 
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
 
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
 
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
 
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicaçõesEscalas, Resolução: Conceitos e aplicações
Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações
 
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções CartográficasSistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
 
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
 
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
 
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  BásicosIntrodução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
 
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
 
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
 
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o MarxanPlanejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
 
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no RAtividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
 
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, GeodiversidadeDiversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
 
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de CasoGeotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
 
Geovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGISGeovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGIS
 

Último

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

Geotecnologias e cartografia social

  • 1. Pós-Graduação Lato Sensu “Especialização na Aplicação dos Instrumentos das Políticas Urbana e Ambiental nos Contextos Municipais” Profa. Denise Vogel GEOTECNOLOGIAS AVANÇADAS E PORTAIS DE DADOS Geotecnologias sociais PROF. DR. VITOR VIEIRA VASCONCELOS
  • 2. Conceitos e contextos mais utilizados  Cartografia social − Cartografia feita pela população − Contraponto às cartografias oficiais (governo) e de empresas  Mapeamento participativo − Construção de cartografia social coletivamente, em oficinas presenciais  Mapeamento colaborativo − Construção de cartografia social em meio virtual  Cartografia Insurgente − Cartografia social com objetivo de contestar relações de poder e a cartografia oficial Warner, C., 2015. Participatory Mapping: a literature review of community-based research and participatory planning. MIT. Mac Gillavry, E., 2006. Collaborative mapping and GIS: an alternative geographic information framework. In Collaborative geographic information systems (pp. 103-120). IGI Global. Sletto, B., 2012. Indigenous Rights, Insurgent Cartographies, and the Promise of Participatory Mapping. Portal, Issue 7, 2012. Acselrad, H. Cartografia social, terra e território. Rio de Janeiro: UFRJ (2014)
  • 3. Metodologias participativas em políticas públicas •Coprodução de conhecimento A população conhece melhor o território em que vive Conhecimento produzido em diálogo com técnicos •Top-down vs Bottom-up • Objetivos • Métodos • Acessibilidade • Atualização O que vai ser mapeado? Como vai ser mapeado? Quem pode acessar os dados espaciais? Como e quando será atualizado?
  • 4. Atividade para o fim da aula Explique a diferença entre cartografia oficial e social, exemplificando essas diferenças, em termos de decisão e modo de execução, sobre: • Quem cartografa quem? • Localização, escala e extensão do processo de mapeamento • Quem paga o custo das atividades? • O que é mapeado? • Como é mapeado? • Quem guarda a informação? • Que informação dos mapas é divulgada? • Qual é a finalidade dos mapas? • Relações de poder sobre os territórios e sobre os conflitos territoriais • Legitimidade, reconhecimento e apropriação do conteúdo cartografado.
  • 5. Atividade para o fim da aula Com base no conteúdo de aula, compare e exemplifique as características das cartografias oficial e social nos seguintes casos: a) Planejamento de ocupação do solo b) Manejo de recursos naturais c) Estratégias espaciais de disputa territorial d) Formação de discursos e identidades territoriais
  • 6. Mapeando sobre o quê?  Desenho livre (mapa mental)  Limites territoriais (mapa vazio)  Base cartográfica (rios, ruas, quarteirões, elementos de referência)  Imagem de satélite Silva, C.N. and Verbicaro, C., 2016. O mapeamento participativo como metodologia de análise do território. Scientia Plena, 12(6).
  • 7. Uma cartografia da memória: mapeamento participativo socioambiental https://youtu.be/AENOuAB4z4s
  • 8. Planejamento com mapeamento participativo da Ocupação Paulo Freire Bastos, C. D. Ocupações Urbanas e Práticas Emancipatórias: Estudos sobre a aplicabilidade do Community Land Trust. Anais XVIII ENANPUR 2019 Belo Horizonte (MG) - 2015
  • 9. Planejamento com mapeamento participativo da Ocupação Paulo Freire Bastos, C. D. Ocupações Urbanas e Práticas Emancipatórias: Estudos sobre a aplicabilidade do Community Land Trust. Anais XVIII ENANPUR 2019
  • 10. Bastos, C. D. Ocupações Urbanas e Práticas Emancipatórias: Estudos sobre a aplicabilidade do Community Land Trust. Anais XVIII ENANPUR 2019 Junho - 2015 Junho - 2016 Dezembro - 2016
  • 11. Mapeamento e Planejamento Participativo do Parque das Ocupações (Belo Horizonte-MG, 2017) http://naturezaurbana.indisciplinar.com/
  • 14. Representação de espaços comuns propostos no Parque das Ocupações Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 15. Planejamento e mapeamento participativo de arborização na Ocupação Paulo Freire Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 16. Plantio das mudas para arborização da Ocupação Paulo Freire Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces- Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 18. Planejamento e mapeamento participativo para uso do MLBus - Ônibus doado ao Movimento de moradia Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 19. Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 20. Planejamento de implantação da Rádio Comunitária no Parque das Ocupações Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 21. Projeto participativo da Rádio Comunitária no Parque das Ocupações Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 22. Projeto participativo da Rádio Comunitária no Parque das Ocupações Lopes, M.S.B., 2019. Quatro experiências extensionistas: deslocamentos espaciais e narrativos. Interfaces-Revista de Extensão da UFMG, 7(1).
  • 23. Mapeamento coletivo da distribuição dos lotes na Ocupação Dandara 2009 - Belo Horizonte/MG https://aguasurbanasecologiaspoliticas.files.wordpress.com/2015/06/projeto-comunidade-dandara.pdf
  • 24. Mapeamento coletivo da distribuição dos lotes na Ocupação Dandara 2009 - Belo Horizonte/MG https://aguasurbanasecologiaspoliticas.files.wordpress.com/2015/06/projeto-comunidade-dandara.pdf
  • 26. Maio de 2009 – Trevo Dandara
  • 27. Junho de 2009 – Ocupação Dandara
  • 28. Maio de 2013 – Ocupação Dandara Áreas a serem preservadas no Plano Diretor Coletivo
  • 29. Agosto de 2019 – Ocupação Dandara Áreas a serem preservadas no Plano Diretor Coletivo
  • 30. Maquete participativa do parquinho elaborado pelas crianças da Ocupação Dandara (Belo Horizonte/MG) Lana, H.F.A.M.M., 2016. Uma experiência de produção de espaço coletivo na Ocupação Dandara: a comunidade real como horizonte teórico de uma assessoria.
  • 31. Mutirão de construção do parquinho na Ocupação Dandara (Belo Horizonte/MG) Lana, H.F.A.M.M., 2016. Uma experiência de produção de espaço coletivo na Ocupação Dandara: a comunidade real como horizonte teórico de uma assessoria.
  • 32. Parquinho na Ocupação Dandara Belo Horizonte/MG Lana, H.F.A.M.M., 2016. Uma experiência de produção de espaço coletivo na Ocupação Dandara: a comunidade real como horizonte teórico de uma assessoria.
  • 33. https://paisagensperifericas.wordpress.com Mapeamento e planejamento participativo da Ocupação Bubas – Foz do Iguaçu
  • 34. Definição coletiva de ruas, blocos e endereços https://paisagensperifericas.wordpress.com Construção da identidade em relação ao lugar
  • 35. Etnopedologia Ribeiro Hora, K.E., Antônio Mauro, R. and Calaça, M., 2019. Desafios para o parcelamento dos assentamentos de reforma agrária sob a perspectiva ambiental a partir da experiência do MST em Goiás. Revista NERA, 22(49). Etnopedologia participativa
  • 36. Mapeamento de solos na reserva indígena Purhépecha (México) Indígenas Barrera‐Bassols, N., Zinck, J.A. and Van Ranst, E., 2009. Participatory soil survey: experience in working with a Mesoamerican indigenous community. Soil use and Management, 25(1), pp.43-56. Agrônomo Qual será mais útil? Possibilidades de diálogo
  • 38. Mapeamento Colaborativo Editando o OpenStreetMap https://www.openstreetmap.org/
  • 39. Consulta e download das bases do OpenStreetMaps https://wiki.openstreetmap.org/wiki/QGIS_OSM_Plugin
  • 40. Roteamento e isócronas de tempo a partir do OpenStreetMap https://twitter.com/ors_news/status/967476469516722176
  • 41. Mapeando favelas no OpenStreet Maps Projeto Map Kibera, em Nairobi, Kenia https://mapkibera.org/
  • 42. Mapeamento colaborativo como base para o mapeamento participativo da segurança em Kibera https://pbnetwork.org.uk/mapping-and-ideas-generation-visualising-participatory-budgeting/
  • 45. Nunca é noite no mapa https://youtu.be/dkVfRne-eM I
  • 46. Guia Cultural de Favelas Rio de Janeiro - RJ http://guiaculturaldefavelas.org.br/
  • 47. https://consumoresponsavel.org.br/ Portal do consumo responsável e aplicativo Responsa Mapeando e conectando a cadeia de produtores, vendedores e consumidores de produtos agroecológicos
  • 48. Criando o seu próprio mapa colaborativo http://www.mapascoletivos.com.br
  • 51. Resgate no terremoto do Nepal em 2015 2.200 pedidos de resgate 650 na forma de resgate aéreo https://www.ushahidi.com
  • 52. Territórios do tráfico e milícias no Rio de Janeiro https://sites.google.com/view/pistanews
  • 53. Barricadas em favelas para impedir acesso da polícia (Rio de Janeiro) https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/tem-barricada-ai-o-mapa-alimentado-por-whatsapp-que-desvia-motoristas-de-bloqueios-feitos-por-criminosos-no-rio-07122018
  • 54. Barricadas em favelas para impedir acesso da polícia (Rio de Janeiro) https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/tem-barricada-ai-o-mapa-alimentado-por-whatsapp-que-desvia-motoristas-de-bloqueios-feitos-por-criminosos-no-rio-07122018
  • 55. Wikicidade em Porto Alegre (2012) causas online estimulando colaboração offline
  • 56. Formulários colaborativos georreferenciados para ajuda humanitária Kobo toolbox https://www.kobotoolbox.org/
  • 57. SW Maps – Aplicativo gratuito de SIG em smartphones
  • 59. Aplicativos de SIG móvel 2004 2010 2020 https://trends.google.com/ 2023
  • 60. Mapas colaborativos para gestão pública https://www.fixmystreet.com/
  • 62. Mapeamento Colaborativo e Ciência Cidadã Fritz, S., McCallum, I., Schill, C., Perger, C., Grillmayer, R., Achard, F., ... & Obersteiner, M. (2009). Geo-Wiki. Org: The use of crowdsourcing to improve global land cover. Remote Sensing, 1(3), 345-354. https://geo-wiki.org Geo-Wiki – Land Cover
  • 63. Cartografia Insurgente Grupo de Arte Callejero (GAC) – 2001-2006/2015. https://migrosmuseum.ch/en/works/268
  • 64. Mapeamento participativo insurgente São Paulo Ocupada Cartografia das Juventudes Insurgentes Marino, A., 2017. Ocupas e insurgências na São Paulo do Século XXI. Anais ENANPUR, 17(1).
  • 65. São Paulo Ocupada - Cartografia das Juventudes Insurgentes Marino, A., 2017. Ocupas e insurgências na São Paulo do Século XXI. Anais ENANPUR, 17(1).
  • 66. Mapeamento colaborativo insurgente Mapeamento da violência policial (EUA) https://mappingpoliceviolence.org/
  • 68.
  • 69. Uso da informações espaciais de/em redes sociais - 2017 https://i.dailymail.co.uk/i/graphics/2014/09/internet_population/images/large/large.png https://maps.worldbank.org/datasets/IT.NET.USER.ZS/internet?viewMore=Infrastructure
  • 70. Uso da informações espaciais de/em redes sociais https://i.dailymail.co.uk/i/graphics/2014/09/internet_population/images/large/large.png 2013
  • 72. YANG, Chenghao; LIU, Tongtong; ZHANG, Shengtian. Using Flickr Data to Understand Image of Urban Public Spaces with a Deep Learning Model: A Case Study of the Haihe River in Tianjin. ISPRS International Journal of Geo- Information, v. 11, n. 10, p. 497, 2022. Densidade de fotografias turísticas (Flirck) Taijin, CHn
  • 73. Densidade de fotos de observação de pássaros na Escócia MANCINI, Francesca; COGHILL, George M.; LUSSEAU, David. Using social media to quantify spatial and temporal dynamics of nature-based recreational activities. PloS one, v. 13, n. 7, p. e0200565, 2018. Inverno Primavera Verão Outono
  • 74. ISSA, Elias et al. Understanding the spatio-temporal characteristics of Twitter data with geotagged and non-geotagged content: two case studies with the topic of flu and Ted (movie). Annals of GIS, v. 23, n. 3, p. 219-235, 2017.
  • 76. Uso de dados de redes sociais para monitoramento de enchentes em tempo real Twitter ASSIS, Luiz Fernando Ferreira Gomes et al. Geographical prioritization of social network messages in near real-time using sensor data streams: an application to floods. In: GeoInfo. 2015. p. 26-37. Fotografias com geotag
  • 77. Priorização de busca nas redes sociais com base nos dados de inundação em tempo real ASSIS, Luiz Fernando Ferreira Gomes et al. Geographical prioritization of social network messages in near real-time using sensor data streams: an application to floods. In: GeoInfo. 2015. p. 26-37. Bacias com estações fluviométricas reportando inundação Priorização de postagens do Twitter
  • 78. Uso de dados de redes sociais para monitoramento de enchentes em tempo real HORITA, Flávio EA et al. Determining flooded areas using crowd sensing data and weather radar precipitation: a case study in Brazil. 15th ISCRAM, Rochester, NY, USA May 2018. Postagens de redes socias Filtro para inundações Mapa de kernel (calor) Dados de chuva por radar Bacias hidrográficas e hidrografia Intensidade da chuva Validação dos agrupamentos de inundação Áreas confirmadas de inundação
  • 79. Postagens em 16 de janeiro, 2018 Postagens em 21 de janeiro, 2018 HORITA, Flávio EA et al. Determining flooded areas using crowd sensing data and weather radar precipitation: a case study in Brazil. 15th ISCRAM, Rochester, NY, USA May 2018.
  • 80. Clusters validados de áreas inundadas são exibidos como polígonos vermelhos, locais de radares meteorológicos como triângulos vermelhos e áreas inundadas históricas relatadas como mapa de calor HORITA, Flávio EA et al. Determining flooded areas using crowd sensing data and weather radar precipitation: a case study in Brazil. 15th ISCRAM, Rochester, NY, USA May 2018.
  • 81. HORITA, Flávio EA et al. Development of a spatial decision support system for flood risk management in Brazil that combines volunteered geographic information with wireless sensor networks. Computers & Geosciences, v. 80, p. 84-94, 2015. Integração com aplicativo de notificação voluntária de inundações
  • 82. Integração com sensores fluviométricos em tempo real HORITA, Flávio EA et al. Development of a spatial decision support system for flood risk management in Brazil that combines volunteered geographic information with wireless sensor networks. Computers & Geosciences, v. 80, p. 84-94, 2015.
  • 83. Integração dos dados em um painel de auxílio à decisão HORITA, Flávio EA et al. AGORA-GeoDash: A geosensor dashboard for real-time flood risk monitoring. 11th ISCRAM –Pennsylvania, USA, May 2014
  • 84. Atividade para o fim da aula Explique a diferença entre cartografia oficial e social, exemplificando essas diferenças, em termos de decisão e modo de execução, sobre: • Quem cartografa quem? • Localização, escala e extensão do processo de mapeamento • Quem paga o custo das atividades? • O que é mapeado? • Como é mapeado? • Quem guarda a informação? • Que informação dos mapas é divulgada? • Qual é a finalidade dos mapas? • Relações de poder sobre os territórios e sobre os conflitos territoriais • Legitimidade, reconhecimento e apropriação do conteúdo cartografado.
  • 85. Atividade Com base no o conteúdo de aula compare e exemplifique as características das cartografia oficial e social nos seguintes casos: a) Planejamento de ocupação do solo b) Manejo de recursos naturais c) Estratégias espaciais de disputa territorial d) Formação de discursos e identidades territoriais