SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula 5
Escalas: Conceitos e Aplicações
Carolina Moutinho Duque de Pinho
Flávia da Fonseca Feitosa
Vitor Vieira Vasconcelos
Fevereiro de 2024
Universidade Federal do ABC
Retomando a discussão sobre a
questão da representação...
Para representar qualquer porção do
território, é necessário fazer escolhas:
- O que representar?
- Em qual período/instante do tempo?
- Em que nível de detalhamento?
ESCALA
(contexto espacial)
O mundo é infinitamente complexo, mas os sistemas
computacionais são finitos, assim como nossa
capacidade de apreensão e interpretação.
Representações precisam, de alguma forma,
limitar a quantidade de detalhes capturados.
Essas representações nos permitem apreender,
explorar e analisar lugares que estão além de nossa
experiência imediata
REPRESENTAÇÃO & ESCALA
REPRESENTAÇÃO & ESCALA
Do Rigor na Ciência - Jorge Luis Borges
(Extraído de Viajes de Varones Prudentes, de Suarés
Miranda, livro IV, cap. XIV, Lérida, 1658. Citado por Jorge
Luís Borges, História Universal da Infâmia, 1981: 143-144)
“Naquele império, a arte da cartografia atingiu tal perfeição que
o mapa de uma só província ocupava toda uma cidade, e o mapa
do império, toda uma província. Com o tempo, esses mapas
desmesurados não bastaram e os colégios de cartógrafos fizeram
um mapa do império, que tinha o tamanho do império e
coincidia exactamente com ele. Menos interessadas no estudo
da cartografia, as gerações seguintes entenderam que esse
extenso mapa era inútil e sem piedade entregaram-no à
inclemência do sol e dos invernos.”
Como representar uma cidade?
Ponto, Área ou Volume?
Como representar uma cidade?
Ponto, Área ou Volume?
Representação
menos detalhada
(análise regional)
Cidade = PONTO
http://www.saopaulo.sp.gov.br/
Como representar uma cidade?
Ponto, Área ou Volume?
Representação
mais detalhada
Cidade = Área
http://www.sp-turismo.com
Como representar uma cidade?
Ponto, Área ou Volume?
Representação: Vivência Cotiana
(útil no processo de participação popular)
Cidade = Volume
Fonte: Cidade 3D
ESCALA: Vários Significados
Escala fina?
Escala grosseira?
Escala grande?
Escala pequena?
Escala local?
Escala regional?
Escala global?
Scale in Remote Sensing and GIS
Dale A. Quattrochi, Michael F. Goodchild
CRC Press, 21 de jan de 1997
ESCALA: Vários Significados
… A escala está nos detalhes
RESOLUÇÃO ESPACIAL
Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou
nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos,
caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro)
… A escala refere-se à extensão
ESCALA GEOGRÁFICA
Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma
representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena
área. Escalas local, regional, nacional, global.
… A escala de um mapa
ESCALA CARTOGRÁFICA
Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a
distância do terreno. Ex: 1:10.000
Longley et al. (2013), p. 104
ESCALA: Vários Significados
Longley et al. (2013), p. 104
… A escala está nos detalhes
RESOLUÇÃO ESPACIAL
Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou
nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos,
caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro)
… A escala refere-se à extensão
ESCALA GEOGRÁFICA
Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma
representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena
área. Escalas local, regional, nacional, global.
… A escala de um mapa
ESCALA CARTOGRÁFICA
Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a
distância do terreno. Ex: 1:10.000
RESOLUÇÃO ESPACIAL
Corresponde ao menor objeto ou feição que pode ser
representada em um conjunto de dados.
Em dados matriciais,
equivale à área que
representa cada
“pixel” no terreno.
ESCALA: Vários Significados
Longley et al. (2013), p. 104
… A escala está nos detalhes
RESOLUÇÃO ESPACIAL
Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou
nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos,
caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro)
… A escala refere-se à extensão
ESCALA GEOGRÁFICA
Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma
representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena
área. Escalas local, regional, nacional, global.
… A escala de um mapa
ESCALA CARTOGRÁFICA
Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a
distância do terreno. Ex: 1:10.000
ESCALA GEOGRÁFICA
Amplitude da área
geográfica em
estudo.
Quanto maior a
extensão da área,
maior a escala
geográfica
ESCALA MAIOR
MACRO ESCALA
Escalas Geográficas Espaço-Temporais
Minutos Dias Anos Séculos Milhões
de anos
Bilhões
de anos
Tempo (log)
Espaço
(log)
1km
10km
100km
1.000km
10.000km
Global
Erosão
Previsão
do Tempo
Eras
Glaciais
El
Niño
Tempestades
Especiação
Placas
Tectônicas
Formação
do solo
Migração
de Espécies
Relações entre Escalas
Escala
de
Estudo
Escalas
mais
amplas
TURNER, M.G.; GARGNER, R.H.; O'Neill, R. V. l. Landscape Ecology in Theory and Practice: Pattern and Process. New York: Springer, 2001
Componentes
Condições e
Restrições
Mapas e Dados
Estatísticos
Mecanismos
Explicativos
Macro-clima
Fragmentos
de Vegetação
Relações entre
as Espécies
Exemplo
ESCALA: Vários Significados
… A escala está nos detalhes
RESOLUÇÃO ESPACIAL
Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou
nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos,
caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro)
… A escala refere-se à extensão
ESCALA GEOGRÁFICA
Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma
representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena
área. Escalas local, regional, nacional, global.
… A escala de um mapa
ESCALA CARTOGRÁFICA
Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a
distância do terreno. Ex: 1:10.000
ESCALA CARTOGRÁFICA
Relação entre a distância medida sobre um mapa e a
sua medida real na superfície terrestre.
1 : 100.000
1 cm = 1 km
Valor no
Mapa
Valor na
Realidade
Pode ser NUMÉRICA, GRÁFICA ou NOMINAL
ESCALA CARTOGRÁFICA
ESCALA NUMÉRICA
Representada por uma razão em que o numerador corresponde
a uma unidade medida no mapa, enquanto o denominador
expressa a medida real da unidade no terreno.
É a mais utilizada em mapas impressos.
Esta razão é adimensional, já que relaciona quantidades
físicas identicas de mesma unidade.
Exemplo: 1:50.000 ou 1/50.000
A escala é de um para cinquenta mil – Uma unidade no mapa
corresponde a 50.000 unidades no terreno
1 cm no mapa = 50.000 cm no terreno (500 m)
Lembrete!
ESCALA CARTOGRÁFICA
ESCALA GRÁFICA
Representada por uma régua graduada, contendo subdivisões. Cada
subdivisão apresenta a relação de seu comprimento com o valor
correspondente no terreno. É a mais utilizada em mapas digitais.
ESCALA NOMINAL
Apresentada por uma igualdade entre o valor representado no
mapa e a correspondência no terreno.
1cm = 10 km
ESCALA GRANDE E PEQUENA
CARTOGRÁFICA VS. GEOGRÁFICA
Qual escala é MAIOR:
1:100 ou 1:100.000?
ESCALA GRANDE E PEQUENA
CARTOGRÁFICA VS. GEOGRÁFICA
ESCALA CARTOGRÁFICA
Escala Grande = Denominador Pequeno → 1:50, 1:100, 1:200
Escala Pequena = Denominador Grande → 1:200.000, 1:1.000.000
Quanto maior o denominador, menor a escala, menor o
detalhamento e maior a extensão da área mapeada, considerando a
mesma dimensão do plano de representação
É o contrário da ESCALA GEOGRÁFICA!!!
BAIRRO 1:20.000 ESCALA CARTOGRÁFICA GRANDE ESCALA GEOGRÁFICA PEQUENA
PAÍS 1:2.000.000 ESCALA CARTOGRÁFICA PEQUENA ESCALA GEOGRÁFICA GRANDE
ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA
MAPAS: “representação gráfica, em geral
uma superfície plana e numa determinada
escala, com a representação de acidentes
físicos e culturais da superfície da Terra, ou
de um planeta ou satélite”. (ABNT)
MAPAS, CARTAS & PLANTAS
ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA
CARTA: “representação dos aspectos naturais
e artificiais da Terra, destinada a fins práticos
da atividade humana, permitindo a avaliação
precisa de distâncias, direções e a localização
plana, geralmente em média ou grande
escala, de uma superfície da Terra,
subdividida em folhas, de forma sistemática,
obdecendo a um plano nacional ou
internacional”. (ABNT)
MAPAS, CARTAS & PLANTAS
ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA
Mapa Geológico do Brasil e Brasil dividido em folhas para
formar a Carta Geológica do Brasil
ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA
MAPAS, CARTAS & PLANTAS
PLANTA: É uma carta que representa uma
área suficientemente restrita (escala
cartográfica grande) para que sua curvatura
não precise ser levada em consideração. Ou
seja, as medidas executadas adotam, como
superfície de referência da Terra, uma
superfície plana
http://www.ub.edu/geocrit/sn/sn-194-92.htm
APLICABILIDADE
CATEGORIA ESCALA
CARTOGRÁFICA
FINALIDADE
Grande 1:100 e 1:200
1:500 e 1:1.000
1:1.000 a 1:5.000
1:5.000 a 1:25.000
Plantas de pequenos lotes e edifícios
Planta de arruamentos e loteamentos,
redes de água e esgoto
Plantas de propriedades rurais
Carta/Planta cadastral de cidades e
grandes propriedades rurais ou
industriais
Média 1:50.000 a 1:100.000
1:25.000 a 1:250.000
Cartas de municípios
Cartas/Mapas topográficos
Pequena Acima de 1:250.000 Mapas de estados, países, continentes…
Atlas geográficos e globos
APLICABILIDADE
CATEGORIA ESCALA
CARTOGRÁFICA
FINALIDADE
Grande 1:100 e 1:200
1:500 e 1:1.000
1:1.000 a 1:5.000
1:5.000 a 1:25.000
Plantas de pequenos lotes e edifícios
Planta de arruamentos e loteamentos,
redes de água e esgoto
Plantas de propriedades rurais
Carta/Planta cadastral de cidades e
grandes propriedades rurais ou
industriais
Média 1:50.000 a 1:100.000
1:25.000 a 1:250.000
Cartas de municípios
Cartas/Mapas topográficos
Pequena Acima de 1:250.000 Mapas de estados, países, continentes…
Atlas geográficos e globos
Mapa Municipal – São Bernardo do Campo - 1:50.000
ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_estatisticos/censo_2010/mapa_municipal_estatistico/sp/sao_bernardo_do_campo_v2.pdf
1: 250.000 –http://www.armazemdedados.rio.rj.gov.br/
APLICABILIDADE
CATEGORIA ESCALA
CARTOGRÁFICA
FINALIDADE
Grande 1:100 e 1:200
1:500 e 1:1.000
1:1.000 a 1:5.000
1:5.000 a 1:25.000
Plantas de pequenos lotes e edifícios
Planta de arruamentos e loteamentos,
redes de água e esgoto
Plantas de propriedades rurais
Carta/Planta cadastral de cidades e
grandes propriedades rurais ou
industriais
Média 1:50.000 a 1:100.000
1:25.000 a 1:250.000
Cartas de municípios
Cartas/Mapas topográficos
Pequena Acima de 1:250.000 Mapas de estados, países, continentes…
Atlas geográficos e globos
Resolução vs. Escala Cartográfica
Qual a resolução de imagem necessária para a
elaboração de um mapa em escala 1:50.000?
ACUIDADE VISUAL: Olho humano distingue até 0,2 mm
RESOLUÇÃO: Menor grandeza medida/representada no terreno.
Qual dimensão corresponde à 0,2mm em um mapa 1:50.000 ???
Regra de Três → Se 1 = 50.000, ENTÃO 0.2 = ?
RESOLUÇÃO = 50.000 X 0.2 = 10.000mm = 10m
RESOLUÇÃO = ESCALA X ACUIDADE VISUAL
A resolução espacial é equivalente a um conceito cartográfico
conhecido como PRECISÃO GRÁFICA
Escala Cartográfica & Mapa Digital
Com a disseminação dos mapas digitais, ganhamos a capacidade
de transformar facilmente a escala de um mapa para qualquer
valor.
No entanto, é importante lembrar que a qualidade das
informações continuará vinculada à do mapa original.
O que realmente condiz com a realidade é a origem das
informações geradas.
Um mapa criado em meio digital, originalmente
concebido na escala de 1:50.000, NUNCA terá a precisão
maior do que a permitida para essa escala (10 m).
Escala Cartográfica & Mapa Digital
Fonte: MENESES, Paulo Roberto; ALMEIDA, T. de. Introdução ao processamento de imagens de
sensoriamento remoto. Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Escala Cartográfica & Mapa Digital
Projeto:
escala.qgs
A passagem de uma escala cartográfica para outra menor envolve um
processo de GENERALIZAÇÃO → Simplificação ou eliminação de
alguns objetos, de modo a facilitar a visualização de informações, ao
mesmo tempo que surgem novas informações antes ignoradas.
Escala Cartográfica & Mapa Digital
Generalização
É realizado intelectualmente, pela seleção de informações que
podem compor a nova escala de trabalho de modo coerente com
os objetivos do estudo. (Monmonier, 1996)
Vários métodos de
generalização foram
estabelecidos:
simplificação, suavização,
colapso, agregação, etc.
(McMaster e Shea, 1992)
Não é um processo
automático!
A definição de uma escala de trabalho, em seu sentido amplo
(nível de detalhe espacial, extensão geográfica, escalas
cartográficas) está diretamente relacionada à escolha de
UNIDADES ESPACIAIS DE ANÁLISE.
IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) – MUNDO.
Unidade de Análise: Países (Unidade Político-administrativa)
Escala & Unidades Espaciais
A definição de uma escala de trabalho, em seu sentido amplo
(nível de detalhe espacial, extensão geográfica, escalas
cartográficas) está diretamente relacionada à escolha de
UNIDADES ESPACIAIS DE ANÁLISE.
Escala & Unidades Espaciais
IDH
Índice de Desenvolvimento Humano
Unidade de Análise: Estados
(Unidade Político-administrativa)
A definição de uma escala de trabalho, em seu sentido amplo
(nível de detalhe espacial, extensão geográfica, escalas
cartográficas) está diretamente relacionada à escolha de
UNIDADES ESPACIAIS DE ANÁLISE.
Escala & Unidades Espaciais
IDH
Índice de Desenvolvimento Humano
Unidade de Análise: Municípios
(Unidade Político-administrativa)
FÍSICO-TERRITORIAIS
Bacia hidrográfica
Ecossistema
Quadra
Lote
TÉCNICAS
Micro região geográfica (IBGE)
Área de influência de cidades (IBGE)
“Região homogênea” (diversos)
POPULARES
Bairro
Favela
Slides: Christovam Barcellos, CICT/Fiocruz
Unidades Espaciais Mais Comuns
POLÍTICO-ADMINISTRATIVAS
Estado
Município
Distrito
OPERACIONAIS
Setor Censitário (IBGE)
Área de ponderação (IBGE)
Distrito de água e esgoto (Ag. Saneamento)
CEP (Correios)
Distrito sanitário (SMS)
Slides: Christovam Barcellos, CICT/Fiocruz
Unidades Espaciais Mais Comuns
• Fenômeno a ser estudado
▪ Ocupação urbana município ou região metropolitana
▪ Imigração nacional ou internacional
• Disponibilidade de dados
▪ Dados demográficos: setores censitários ou municipais
▪ Recursos + Tempo para levantamento de dados
• Escala de Intervenção
▪ Plano Diretor município ou região metropolitana
▪ Plano de Manejo unidade de conservação + entorno
Escolha da Escala e Unidade Espacial
MEA. Millennium Ecosystem Assessment. Ecosystems and Human Well-being: A Framework for Assessment, Island Press, UN, 2003
Unidades Espaciais
dos Trabalhos da
Disciplina
???
Reflexão final
Escala
Representação
da realidade
(modelo, mapa)
Percepção
do mundo
Condiciona Muda
Escolha
CASTRO, Iná Elias. O problema da escala. In: CASTRO, Iná Elias; GOMES, Paulo César da Costa; CORRÊA,
Roberto Lobato. Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. p. 117-140.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações

Cartografia powerpoint
Cartografia powerpointCartografia powerpoint
Cartografia powerpoint
danielcpacheco2
 
Noções de Cartografia.pdf
Noções de Cartografia.pdfNoções de Cartografia.pdf
Noções de Cartografia.pdf
daniel936004
 
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º AnoEspaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Pré Master
 
006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf
006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf
006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf
TATIANIDASILVAJOVINO1
 
Documentos cartográficos conceitos e representações
Documentos  cartográficos   conceitos e representaçõesDocumentos  cartográficos   conceitos e representações
Documentos cartográficos conceitos e representações
Luciano Pessanha
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
Colégio Aprov
 
Apostila elementos cartografia
Apostila elementos cartografiaApostila elementos cartografia
Apostila elementos cartografia
Emmanuel Steferson Silva e Souza
 
Aula 02 area e escala 2011 em doc
Aula 02   area e  escala 2011  em docAula 02   area e  escala 2011  em doc
Aula 02 area e escala 2011 em doc
Procambiental
 
elementos dos mapas.pdf
elementos dos mapas.pdfelementos dos mapas.pdf
elementos dos mapas.pdf
LusRobertoCavalcanti
 
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EMPRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
profrodrigoribeiro
 
Elementos da cartografia
Elementos da cartografiaElementos da cartografia
Elementos da cartografia
PIBID Geografia UNEAL CAMPUS I
 
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e EscalaAulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Eduardo Mendes
 
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptxAULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
Karollyna Maciel
 
AULA 3 - Escalas.pptx
AULA 3 - Escalas.pptxAULA 3 - Escalas.pptx
AULA 3 - Escalas.pptx
Karollyna Maciel
 
Fundamentos da Cartografia-W.pptx
Fundamentos da Cartografia-W.pptxFundamentos da Cartografia-W.pptx
Fundamentos da Cartografia-W.pptx
LaCosta16
 
fundamentos-da-cartografia.ppt
fundamentos-da-cartografia.pptfundamentos-da-cartografia.ppt
fundamentos-da-cartografia.ppt
EvertonFAlves1
 
[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia
flaviocosac
 
IECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º Ano
IECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º AnoIECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º Ano
IECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º Ano
profrodrigoribeiro
 
Elementos de um mapa
Elementos de um mapaElementos de um mapa
Elementos de um mapa
flaviocosac
 
Cartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do MapaCartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do Mapa
Eduardo Mendes
 

Semelhante a Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações (20)

Cartografia powerpoint
Cartografia powerpointCartografia powerpoint
Cartografia powerpoint
 
Noções de Cartografia.pdf
Noções de Cartografia.pdfNoções de Cartografia.pdf
Noções de Cartografia.pdf
 
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º AnoEspaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
Espaço E Representações Cartográficas - 3º Ano
 
006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf
006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf
006_8°ano_Elementos da Cartografia .pdf
 
Documentos cartográficos conceitos e representações
Documentos  cartográficos   conceitos e representaçõesDocumentos  cartográficos   conceitos e representações
Documentos cartográficos conceitos e representações
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
Apostila elementos cartografia
Apostila elementos cartografiaApostila elementos cartografia
Apostila elementos cartografia
 
Aula 02 area e escala 2011 em doc
Aula 02   area e  escala 2011  em docAula 02   area e  escala 2011  em doc
Aula 02 area e escala 2011 em doc
 
elementos dos mapas.pdf
elementos dos mapas.pdfelementos dos mapas.pdf
elementos dos mapas.pdf
 
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EMPRIVEST - CAP.   03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
PRIVEST - CAP. 03 - Cartografia - Mapas - 1º EM
 
Elementos da cartografia
Elementos da cartografiaElementos da cartografia
Elementos da cartografia
 
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e EscalaAulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
Aulas 1º Téc. Integrados - Cartografia e Escala
 
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptxAULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
AULA 3 - SLIDES - Escalas.pptx
 
AULA 3 - Escalas.pptx
AULA 3 - Escalas.pptxAULA 3 - Escalas.pptx
AULA 3 - Escalas.pptx
 
Fundamentos da Cartografia-W.pptx
Fundamentos da Cartografia-W.pptxFundamentos da Cartografia-W.pptx
Fundamentos da Cartografia-W.pptx
 
fundamentos-da-cartografia.ppt
fundamentos-da-cartografia.pptfundamentos-da-cartografia.ppt
fundamentos-da-cartografia.ppt
 
[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia[Material de aula] cartografia
[Material de aula] cartografia
 
IECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º Ano
IECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º AnoIECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º Ano
IECJ - Cap. 06 – A representação do espaço geográfico - 6º Ano
 
Elementos de um mapa
Elementos de um mapaElementos de um mapa
Elementos de um mapa
 
Cartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do MapaCartografia: Elementos do Mapa
Cartografia: Elementos do Mapa
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGisGeocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitasAcesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções CartográficasSistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  BásicosIntrodução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o MarxanPlanejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no RAtividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, GeodiversidadeDiversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de CasoGeotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia socialGeotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia social
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Geovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGISGeovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGIS
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGisGeocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
Geocodificação de endereços, roteirização e geotagging no QGis
 
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitasAcesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
Acesso e aquisição de bases de imagens de satélite gratuitas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
Integração entre Biodiversidade, Geodiversidade e Paisagem - Estudos de Caso ...
 
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
Sensoriamento remoto - Introdução - 2024
 
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis  - 2024
Anáise espacial baseada em distância - Prática no QGis - 2024
 
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
Análise Espacial baseada em Localização - Prática no QGis - 2024
 
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções CartográficasSistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
Sistemas de Coordenadas e Projeções Cartográficas
 
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
Atividade prática - Introdução ao QGis - parte 2
 
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
Atividade prática - Introdução ao QGis, parte 1
 
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  BásicosIntrodução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos  Básicos
Introdução à Cartografia e Geoprocessamento - Conceitos Básicos
 
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
Representação Computacional do Espaço (Geoprocessamento)
 
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
Relações entre espécies e características ambientais - Prática de modelagem d...
 
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o MarxanPlanejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
Planejamento Sistemático de Conservação - Prática com o Marxan
 
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no RAtividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
Atividade prática de Biodiversidade e Agrodiversidade no R
 
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, GeodiversidadeDiversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
Diversidade - Biodiversidade, Agrodiversidade, Sociodiversidade, Geodiversidade
 
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de CasoGeotecnologias avançadas - Estudos de Caso
Geotecnologias avançadas - Estudos de Caso
 
Geotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia socialGeotecnologias e cartografia social
Geotecnologias e cartografia social
 
Geovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGISGeovisualização em portais WebGIS
Geovisualização em portais WebGIS
 

Último

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 

Último (20)

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 

Escalas, Resolução: Conceitos e aplicações

  • 1. Aula 5 Escalas: Conceitos e Aplicações Carolina Moutinho Duque de Pinho Flávia da Fonseca Feitosa Vitor Vieira Vasconcelos Fevereiro de 2024 Universidade Federal do ABC
  • 2. Retomando a discussão sobre a questão da representação...
  • 3. Para representar qualquer porção do território, é necessário fazer escolhas: - O que representar? - Em qual período/instante do tempo? - Em que nível de detalhamento? ESCALA (contexto espacial)
  • 4. O mundo é infinitamente complexo, mas os sistemas computacionais são finitos, assim como nossa capacidade de apreensão e interpretação. Representações precisam, de alguma forma, limitar a quantidade de detalhes capturados. Essas representações nos permitem apreender, explorar e analisar lugares que estão além de nossa experiência imediata REPRESENTAÇÃO & ESCALA
  • 5. REPRESENTAÇÃO & ESCALA Do Rigor na Ciência - Jorge Luis Borges (Extraído de Viajes de Varones Prudentes, de Suarés Miranda, livro IV, cap. XIV, Lérida, 1658. Citado por Jorge Luís Borges, História Universal da Infâmia, 1981: 143-144) “Naquele império, a arte da cartografia atingiu tal perfeição que o mapa de uma só província ocupava toda uma cidade, e o mapa do império, toda uma província. Com o tempo, esses mapas desmesurados não bastaram e os colégios de cartógrafos fizeram um mapa do império, que tinha o tamanho do império e coincidia exactamente com ele. Menos interessadas no estudo da cartografia, as gerações seguintes entenderam que esse extenso mapa era inútil e sem piedade entregaram-no à inclemência do sol e dos invernos.”
  • 6. Como representar uma cidade? Ponto, Área ou Volume?
  • 7. Como representar uma cidade? Ponto, Área ou Volume? Representação menos detalhada (análise regional) Cidade = PONTO http://www.saopaulo.sp.gov.br/
  • 8. Como representar uma cidade? Ponto, Área ou Volume? Representação mais detalhada Cidade = Área http://www.sp-turismo.com
  • 9. Como representar uma cidade? Ponto, Área ou Volume? Representação: Vivência Cotiana (útil no processo de participação popular) Cidade = Volume Fonte: Cidade 3D
  • 10. ESCALA: Vários Significados Escala fina? Escala grosseira? Escala grande? Escala pequena? Escala local? Escala regional? Escala global?
  • 11. Scale in Remote Sensing and GIS Dale A. Quattrochi, Michael F. Goodchild CRC Press, 21 de jan de 1997
  • 12. ESCALA: Vários Significados … A escala está nos detalhes RESOLUÇÃO ESPACIAL Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos, caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro) … A escala refere-se à extensão ESCALA GEOGRÁFICA Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena área. Escalas local, regional, nacional, global. … A escala de um mapa ESCALA CARTOGRÁFICA Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a distância do terreno. Ex: 1:10.000 Longley et al. (2013), p. 104
  • 13. ESCALA: Vários Significados Longley et al. (2013), p. 104 … A escala está nos detalhes RESOLUÇÃO ESPACIAL Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos, caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro) … A escala refere-se à extensão ESCALA GEOGRÁFICA Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena área. Escalas local, regional, nacional, global. … A escala de um mapa ESCALA CARTOGRÁFICA Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a distância do terreno. Ex: 1:10.000
  • 14. RESOLUÇÃO ESPACIAL Corresponde ao menor objeto ou feição que pode ser representada em um conjunto de dados. Em dados matriciais, equivale à área que representa cada “pixel” no terreno.
  • 15. ESCALA: Vários Significados Longley et al. (2013), p. 104 … A escala está nos detalhes RESOLUÇÃO ESPACIAL Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos, caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro) … A escala refere-se à extensão ESCALA GEOGRÁFICA Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena área. Escalas local, regional, nacional, global. … A escala de um mapa ESCALA CARTOGRÁFICA Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a distância do terreno. Ex: 1:10.000
  • 16. ESCALA GEOGRÁFICA Amplitude da área geográfica em estudo. Quanto maior a extensão da área, maior a escala geográfica ESCALA MAIOR MACRO ESCALA
  • 17. Escalas Geográficas Espaço-Temporais Minutos Dias Anos Séculos Milhões de anos Bilhões de anos Tempo (log) Espaço (log) 1km 10km 100km 1.000km 10.000km Global Erosão Previsão do Tempo Eras Glaciais El Niño Tempestades Especiação Placas Tectônicas Formação do solo Migração de Espécies
  • 18. Relações entre Escalas Escala de Estudo Escalas mais amplas TURNER, M.G.; GARGNER, R.H.; O'Neill, R. V. l. Landscape Ecology in Theory and Practice: Pattern and Process. New York: Springer, 2001 Componentes Condições e Restrições Mapas e Dados Estatísticos Mecanismos Explicativos Macro-clima Fragmentos de Vegetação Relações entre as Espécies Exemplo
  • 19. ESCALA: Vários Significados … A escala está nos detalhes RESOLUÇÃO ESPACIAL Nível de detalhe espacial nos dados. Os dados estão em escala fina (ou nível fino de granularidade) se incluem registros de objetos pequenos, caso contrário possuem escala grosseira (grão grosseiro) … A escala refere-se à extensão ESCALA GEOGRÁFICA Extensão geográfica ou escopo de uma representação. Uma representação em grande/pequena escala cobre uma grande/pequena área. Escalas local, regional, nacional, global. … A escala de um mapa ESCALA CARTOGRÁFICA Uma fração que representa a relação entre a distância do mapa e a distância do terreno. Ex: 1:10.000
  • 20. ESCALA CARTOGRÁFICA Relação entre a distância medida sobre um mapa e a sua medida real na superfície terrestre. 1 : 100.000 1 cm = 1 km Valor no Mapa Valor na Realidade Pode ser NUMÉRICA, GRÁFICA ou NOMINAL
  • 21. ESCALA CARTOGRÁFICA ESCALA NUMÉRICA Representada por uma razão em que o numerador corresponde a uma unidade medida no mapa, enquanto o denominador expressa a medida real da unidade no terreno. É a mais utilizada em mapas impressos. Esta razão é adimensional, já que relaciona quantidades físicas identicas de mesma unidade. Exemplo: 1:50.000 ou 1/50.000 A escala é de um para cinquenta mil – Uma unidade no mapa corresponde a 50.000 unidades no terreno 1 cm no mapa = 50.000 cm no terreno (500 m)
  • 23. ESCALA CARTOGRÁFICA ESCALA GRÁFICA Representada por uma régua graduada, contendo subdivisões. Cada subdivisão apresenta a relação de seu comprimento com o valor correspondente no terreno. É a mais utilizada em mapas digitais. ESCALA NOMINAL Apresentada por uma igualdade entre o valor representado no mapa e a correspondência no terreno. 1cm = 10 km
  • 24. ESCALA GRANDE E PEQUENA CARTOGRÁFICA VS. GEOGRÁFICA Qual escala é MAIOR: 1:100 ou 1:100.000?
  • 25. ESCALA GRANDE E PEQUENA CARTOGRÁFICA VS. GEOGRÁFICA ESCALA CARTOGRÁFICA Escala Grande = Denominador Pequeno → 1:50, 1:100, 1:200 Escala Pequena = Denominador Grande → 1:200.000, 1:1.000.000 Quanto maior o denominador, menor a escala, menor o detalhamento e maior a extensão da área mapeada, considerando a mesma dimensão do plano de representação É o contrário da ESCALA GEOGRÁFICA!!! BAIRRO 1:20.000 ESCALA CARTOGRÁFICA GRANDE ESCALA GEOGRÁFICA PEQUENA PAÍS 1:2.000.000 ESCALA CARTOGRÁFICA PEQUENA ESCALA GEOGRÁFICA GRANDE
  • 26. ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA MAPAS: “representação gráfica, em geral uma superfície plana e numa determinada escala, com a representação de acidentes físicos e culturais da superfície da Terra, ou de um planeta ou satélite”. (ABNT) MAPAS, CARTAS & PLANTAS
  • 27. ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA CARTA: “representação dos aspectos naturais e artificiais da Terra, destinada a fins práticos da atividade humana, permitindo a avaliação precisa de distâncias, direções e a localização plana, geralmente em média ou grande escala, de uma superfície da Terra, subdividida em folhas, de forma sistemática, obdecendo a um plano nacional ou internacional”. (ABNT) MAPAS, CARTAS & PLANTAS
  • 28. ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA Mapa Geológico do Brasil e Brasil dividido em folhas para formar a Carta Geológica do Brasil
  • 29. ESCALA & REPRESENTAÇÃO CARTOGRÁFICA MAPAS, CARTAS & PLANTAS PLANTA: É uma carta que representa uma área suficientemente restrita (escala cartográfica grande) para que sua curvatura não precise ser levada em consideração. Ou seja, as medidas executadas adotam, como superfície de referência da Terra, uma superfície plana
  • 30.
  • 32. APLICABILIDADE CATEGORIA ESCALA CARTOGRÁFICA FINALIDADE Grande 1:100 e 1:200 1:500 e 1:1.000 1:1.000 a 1:5.000 1:5.000 a 1:25.000 Plantas de pequenos lotes e edifícios Planta de arruamentos e loteamentos, redes de água e esgoto Plantas de propriedades rurais Carta/Planta cadastral de cidades e grandes propriedades rurais ou industriais Média 1:50.000 a 1:100.000 1:25.000 a 1:250.000 Cartas de municípios Cartas/Mapas topográficos Pequena Acima de 1:250.000 Mapas de estados, países, continentes… Atlas geográficos e globos
  • 33. APLICABILIDADE CATEGORIA ESCALA CARTOGRÁFICA FINALIDADE Grande 1:100 e 1:200 1:500 e 1:1.000 1:1.000 a 1:5.000 1:5.000 a 1:25.000 Plantas de pequenos lotes e edifícios Planta de arruamentos e loteamentos, redes de água e esgoto Plantas de propriedades rurais Carta/Planta cadastral de cidades e grandes propriedades rurais ou industriais Média 1:50.000 a 1:100.000 1:25.000 a 1:250.000 Cartas de municípios Cartas/Mapas topográficos Pequena Acima de 1:250.000 Mapas de estados, países, continentes… Atlas geográficos e globos
  • 34. Mapa Municipal – São Bernardo do Campo - 1:50.000 ftp://geoftp.ibge.gov.br/mapas_estatisticos/censo_2010/mapa_municipal_estatistico/sp/sao_bernardo_do_campo_v2.pdf
  • 36. APLICABILIDADE CATEGORIA ESCALA CARTOGRÁFICA FINALIDADE Grande 1:100 e 1:200 1:500 e 1:1.000 1:1.000 a 1:5.000 1:5.000 a 1:25.000 Plantas de pequenos lotes e edifícios Planta de arruamentos e loteamentos, redes de água e esgoto Plantas de propriedades rurais Carta/Planta cadastral de cidades e grandes propriedades rurais ou industriais Média 1:50.000 a 1:100.000 1:25.000 a 1:250.000 Cartas de municípios Cartas/Mapas topográficos Pequena Acima de 1:250.000 Mapas de estados, países, continentes… Atlas geográficos e globos
  • 37.
  • 38. Resolução vs. Escala Cartográfica Qual a resolução de imagem necessária para a elaboração de um mapa em escala 1:50.000? ACUIDADE VISUAL: Olho humano distingue até 0,2 mm RESOLUÇÃO: Menor grandeza medida/representada no terreno. Qual dimensão corresponde à 0,2mm em um mapa 1:50.000 ??? Regra de Três → Se 1 = 50.000, ENTÃO 0.2 = ? RESOLUÇÃO = 50.000 X 0.2 = 10.000mm = 10m RESOLUÇÃO = ESCALA X ACUIDADE VISUAL A resolução espacial é equivalente a um conceito cartográfico conhecido como PRECISÃO GRÁFICA
  • 39. Escala Cartográfica & Mapa Digital Com a disseminação dos mapas digitais, ganhamos a capacidade de transformar facilmente a escala de um mapa para qualquer valor. No entanto, é importante lembrar que a qualidade das informações continuará vinculada à do mapa original. O que realmente condiz com a realidade é a origem das informações geradas. Um mapa criado em meio digital, originalmente concebido na escala de 1:50.000, NUNCA terá a precisão maior do que a permitida para essa escala (10 m).
  • 40. Escala Cartográfica & Mapa Digital Fonte: MENESES, Paulo Roberto; ALMEIDA, T. de. Introdução ao processamento de imagens de sensoriamento remoto. Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
  • 41. Escala Cartográfica & Mapa Digital Projeto: escala.qgs
  • 42. A passagem de uma escala cartográfica para outra menor envolve um processo de GENERALIZAÇÃO → Simplificação ou eliminação de alguns objetos, de modo a facilitar a visualização de informações, ao mesmo tempo que surgem novas informações antes ignoradas. Escala Cartográfica & Mapa Digital
  • 43. Generalização É realizado intelectualmente, pela seleção de informações que podem compor a nova escala de trabalho de modo coerente com os objetivos do estudo. (Monmonier, 1996) Vários métodos de generalização foram estabelecidos: simplificação, suavização, colapso, agregação, etc. (McMaster e Shea, 1992) Não é um processo automático!
  • 44. A definição de uma escala de trabalho, em seu sentido amplo (nível de detalhe espacial, extensão geográfica, escalas cartográficas) está diretamente relacionada à escolha de UNIDADES ESPACIAIS DE ANÁLISE. IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) – MUNDO. Unidade de Análise: Países (Unidade Político-administrativa) Escala & Unidades Espaciais
  • 45. A definição de uma escala de trabalho, em seu sentido amplo (nível de detalhe espacial, extensão geográfica, escalas cartográficas) está diretamente relacionada à escolha de UNIDADES ESPACIAIS DE ANÁLISE. Escala & Unidades Espaciais IDH Índice de Desenvolvimento Humano Unidade de Análise: Estados (Unidade Político-administrativa)
  • 46. A definição de uma escala de trabalho, em seu sentido amplo (nível de detalhe espacial, extensão geográfica, escalas cartográficas) está diretamente relacionada à escolha de UNIDADES ESPACIAIS DE ANÁLISE. Escala & Unidades Espaciais IDH Índice de Desenvolvimento Humano Unidade de Análise: Municípios (Unidade Político-administrativa)
  • 47. FÍSICO-TERRITORIAIS Bacia hidrográfica Ecossistema Quadra Lote TÉCNICAS Micro região geográfica (IBGE) Área de influência de cidades (IBGE) “Região homogênea” (diversos) POPULARES Bairro Favela Slides: Christovam Barcellos, CICT/Fiocruz Unidades Espaciais Mais Comuns
  • 48. POLÍTICO-ADMINISTRATIVAS Estado Município Distrito OPERACIONAIS Setor Censitário (IBGE) Área de ponderação (IBGE) Distrito de água e esgoto (Ag. Saneamento) CEP (Correios) Distrito sanitário (SMS) Slides: Christovam Barcellos, CICT/Fiocruz Unidades Espaciais Mais Comuns
  • 49. • Fenômeno a ser estudado ▪ Ocupação urbana município ou região metropolitana ▪ Imigração nacional ou internacional • Disponibilidade de dados ▪ Dados demográficos: setores censitários ou municipais ▪ Recursos + Tempo para levantamento de dados • Escala de Intervenção ▪ Plano Diretor município ou região metropolitana ▪ Plano de Manejo unidade de conservação + entorno Escolha da Escala e Unidade Espacial MEA. Millennium Ecosystem Assessment. Ecosystems and Human Well-being: A Framework for Assessment, Island Press, UN, 2003
  • 50. Unidades Espaciais dos Trabalhos da Disciplina ???
  • 51. Reflexão final Escala Representação da realidade (modelo, mapa) Percepção do mundo Condiciona Muda Escolha CASTRO, Iná Elias. O problema da escala. In: CASTRO, Iná Elias; GOMES, Paulo César da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato. Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. p. 117-140.