SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
out/nov/dez-2009 - Ano 3 - Número 10




O INPES atinge a maioridade
com pioneirismo
Alênio Calil Mathias
O INPES - Instituto de Pesquisa em Saúde Aluísio        ratório de Odontologia Esportiva do Brasil - um fixo
Calil Mathias surgiu em 2006 como uma entidade          e um móvel - que percorrerá clubes, associações e
sem fins lucrativos, através de um movimento dos        entidades para avaliar os 3.000 atletas participantes
diretores, professores do CETAO e colaboradores ex-     do Bolsa-Atleta da Secretaria de Alto Rendimento
ternos com o intuito de ser uma opção para a Área       do Ministério do Esporte. Os laboratórios contarão
de Saúde. Alguns de seus objetivos são: desenvol-       com consultórios e equipamentos de última gera-
ver projetos, pesquisas e ações sociais na área de      ção, inclusive na área de fisiologia e servirão para se
saúde. Além disso, ampliou seu estatuto para as         fazer uma avaliação bucal detalhada de cada atleta,
áreas de Esporte, Educação e Lazer, componentes         associada à sua atividade física e na melhoria de de-
indispensáveis para o conceito de Saúde em qual-        sempenho. Fará ainda uma análise genética, através
quer de suas competências. Nestes 3 anos o INPES        da saliva colhida dos 100 melhores atletas nacionais
cresceu, tanto em número de pesquisadores - hoje        (olímpicos) na busca de um perfil do atleta olímpico
já são 25 (dentistas, médicos, biólogos) - como em      brasileiro. Coordenados pela equipe CODEC-Centro
número de pesquisas. São 23 publicações, sendo 14       de Odontologia do Esporte-CETAO, sob direção dos
nacionais e 9 internacionais, entre trabalhos publi-    CDs. Alexandre Jun Zerbini Ueda e Hilton Sadayuki
cados ou para publicação, além da apresentação de       Tiba e equipe composta de Tomomi Harashima e Ra-
painéis em congressos. Realizou 3 eventos anuais, o     fael Golghetto Domingos. O INPES, sob a gestão da
I, II e III Encontros Multidisciplinares INPES/CETAO    Dra. Renata Tucci, se orgulha de ser o pioneiro nes-
em 2007, 2008 e 2009 sempre focando a multidisci-       ta área no Brasil e espera contribuir com a criação
plinaridade. Fez 3 ações sociais anuais em entidades    desta nova especialidade: a Odontologia do Espor-
carentes, com o objetivo de conscientizar a popula-     te. Para isto capacitará entre 150 a 200 dentistas
ção em relação aos cuidados orais. E no final de 2009   em todo o Brasil que irão desenvolver o tratamento
tornou-se uma OSCIP - Organização da Sociedade          destes atletas sob sua supervisão. Com a coleta de
Civil de Interesse Público, título outorgado pelo Mi-   dados aumentará também o número de publicações
nistério da Justiça. Culminou ainda no final de 2009    científicas nesta área. Com isto, tanto o INPES como
com um Convênio com o Ministério do Esporte, em         o CETAO se consolidam cada vez mais como insti-
que em conjunto com o CETAO executarão o proje-         tuições de vanguarda que estão ampliando os ho-
to: AVALIAÇÃO DE ATLETAS DO BOLSA-ATLETA/ME             rizontes da odontologia, firmando cada vez mais a
EM ODONTOLOGIA DO ESPORTE - INPES / MINIS-              importância do profissional de odontologia e abrindo
TÉRIO DO ESPORTE. O projeto vai criar o 1º Labo-        novos espaços de trabalho.




CETAO e Ministério do Esporte trabalhando
para o desenvolvimento dos atletas
No dia 27 de outubro, aconteceu em São Paulo, o         to, Ricardo Avellar, e dos especialistas Dr. Alênio Calil
1º Fórum de Odontologia do Esporte para Atletas de      Mathias, coordenador do CETAO, e Dr. Alexandre Jun
Alto Rendimento, organizado pelo CETAO, ocasião         Ueda, coordenador do CODEC. A área de odontolo-
em que se reuniram aproximadamente 130 pesso-           gia esportiva é reconhecida e orientada pelo Comitê
as, entre dentistas, médicos especialistas, atletas e   Olímpico Internacional (COI), que lançou em 2000
gerentes esportivos.                                    um manual sobre o tema.
O evento traçou um panorama da história e dos           Com o sucesso do evento e competência dos profis-
avanços da odontologia esportiva no Brasil e no         sionais, o CETAO, através do Instituto de Pesquisa
mundo e abordou aspectos que vão ao encontro do         Aluísio Calil Mathias – INPES, acaba de firmar um
foco do Ministério do Esporte para os Jogos Olímpi-     convênio com o Ministério do Esporte para a criação
cos e Paraolímpicos Rio 2016, ou seja, o desenvol-      do primeiro laboratório de Odontologia do Esporte,
vimento do atleta. Segundo o diretor da Secretaria      que contará com uma unidade móvel e outra fixa
Nacional de Alto Rendimento, Marco Aurélio Klein,       nas instalações do CETAO. O primeiro objetivo desse
“o atleta está inserido na dimensão multifacetada do    laboratório será diagnosticar, avaliar e traçar o plano
esporte, que possui diversas vertentes complemen-       de tratamento de 3.000 atletas, beneficiados com
tares, entre elas os campos da medicina, da ciência     o programa Bolsa Atleta, do Ministério do Esporte.
e da pesquisa”.                                         Estes atletas, que estão espalhados por todo o Bra-
O Fórum contou ainda com a presença do coordena-        sil, serão acompanhados pelo convênio até os Jogos
dor geral da Secretaria Nacional de Alto Rendimen-      de 2016.


Cursos para 2010
O CETAO já está divulgando seus cursos que acon-        Biotecnologia e Odontologia do Esporte e, em parce-
tecerão durante o primeiro semestre de 2010. Além       ria com o Hospital Heliópolis, o curso de Pós-Gradu-
das áreas de Ortodontia, Implantodontia, Prótese        ação em Oncologia Odontológica, que será realizado
Dentária, Dentística e Estética, Oclusão, entre ou-     nas instalações do CETAO e do próprio hospital.
tras, que fizeram do CETAO uma referência na for-       Para ficar por dentro das novidades do CETAO e co-
mação de especialistas, serão oferecidos durante        nhecer nossos cursos, consulte nossa programação
o primeiro semestre cursos em novas áreas, como         completa pelo site: www.cetao.com.br
Como fazer bons registros fotográficos dos
  trabalhos odontológicos?
  A fotografia digital vem sendo incorporada por todas as especia-          105mm macro e um flash circular. Estes acessórios não necessi-
  lidades da Odontologia e se tornou uma ferramenta de grande               tam ser da mesma marca que o corpo da câmera.
  importância para os dentistas. Entretanto, a grande maioria não
  possui conhecimentos sobre a escolha do equipamento mais                  2)    Uma máquina boa e apropriada para o dia-a-dia do con-
  adequado ou sobre a técnica fotográfica mais efetiva para o uso           sultório
  no âmbito de suas clínicas. A rápida velocidade com que surgem            Opte por equipamentos de marcas mais conhecidas. Primeiro, é
  novidades acaba, por vezes, dificultando a entrada de muitos              preciso definir quanto é possível investir na aquisição do equipa-
  dentistas no universo da fotografia digital.                              mento. Depois, é importante procurar colegas próximos que já
  O curso Fotografia Digital na Odontologia, ministrado pelo CE-            tenham um equipamento e testá-los.
  TAO, é destinado tanto a dentistas e técnicos em prótese den-
  tária, como aos demais profissionais envolvidos com a docu-               3) Fotos “estouradas”, muito claras, muito brancas
  mentação odontológica. Não há necessidade de conhecimentos                Verifique se você não está tirando a foto muito próximo da boca
  prévios de fotografia.                                                    do paciente ou do objeto fotografado. É aconselhável fazer a
  Durante o curso, o aluno aprenderá os princípios básicos da fo-           foto distante: de 30 a 40cm. Se não melhorar, diminua a po-
  tografia convencional, a técnica mais adequada para obter re-             tência do flash.
  sultados consistentes e reproduzíveis com as câmeras digitais
  e os segredos para escolher a câmera mais adequada para as                4) Fotos com muita sombra
  suas reais necessidades. “Abordamos também como ajustar o                 Geralmente isso acontece porque a câmera é compacta e não
  equipamento para fotos clínicas, laboratoriais e de radiografias,         consegue adaptar um flash circular. Você pode então colocar
  passos para obter excelentes fotos clínicas com a colaboração             algumas camadas de fita veda rosca em cima do flash, pode
  dos pacientes, cuidados com as informações legais e científicas           colocar também papel sulfite, micropor branco ou qualquer ou-
  das imagens, características que o computador deverá possuir              tro dispositivo que deixe a luz do flash difusa, desde que seja
  para gerenciar as imagens digitais, programas mais úteis para             branco.
  ajustar as imagens digitais e, ainda, estratégias de armazena-
  mento e organização dos arquivos. Fazemos recomendações                   Mais informações sobre fotografia digital
  também sobre como evitar erros que podem comprometer a                    www.ivanyoshio.com/site.php
  documentação digital”, diz o Prof. Ivan Yoshio, especializado em          sti.br.inter.net/gobara/fotosE.htm
  Dentística Restauradora Estética.                                         fotografiadigitalodonto.blogspot.com
  Veja algumas dicas do Prof. Ivan Yoshio para fazer bons regis-
  tros odontológicos:                                                       Informações sobre o curso
                                                                            O curso Fotografia Digital na Odontologia é ministrado pelos
  1) Câmera fotográfica ideal para a Odontologia                            professores Sérgio Gobara e Ivan Yoshio. Para mais informa-
  Não existe uma só câmera ideal, o que existe é um equipamento             ções: telefones (11) 5051-2370/5051-6209, ou e-mail cetao@
  ideal. Este equipamento seria então um kit reflex, uma câmera             cetao.com.br. O conteúdo programático completo está disponí-
  do tipo Reflex junto com acessórios, como uma lente 90, 100 ou            vel no site: www.cetao.com.br/areas.asp?id=42&idc=27 .




  Terapia fotodinâmica (PDT) na periodontia
  Silvia Cristina Núñez e Aguinaldo Silva Garcez
  A emergência da resistência microbiana tem incentivado me-                No caso clínico apresentado, temos paciente de 19 anos com
  didas de combate a este fenômeno com ações nas áreas epi-                 presença de amelogênese imperfeita (Fig. 1). Ao exame clíni-
  demiológicas, educacionais, bem como na análise de efetivas               co constatou-se a presença de bolsa periodontal na região de
  medidas de controle no uso de agentes antimicrobianos. Para               incisivos inferiores com profundidade de sondagem de aproxi-
  a prevenção da disseminação deste fenômeno é imprescindível               madamente 10 mm (Fig. 2).
  que o uso racional de agentes antimicrobianos seja instituído.            Foram realizados raspagem e o alisamento radicular com ul-
  Infecções localizadas e de pouca profundidade poderiam ser                trassom e curetas manuais; após a raspagem o corante foi
  tratadas localmente. Neste contexto, a Odontologia apresen-               aplicado dentro da bolsa periodontal e após 3 minutos foi rea-
  ta-se como uma especialidade, na qual o emprego de efetivas               lizada a irradiação com laser de baixa potência por 3 minutos
  ações antimicrobianas locais apresentaria eficácia semelhan-              por dente (Fig. 3). Após duas sessões de tratamento, o quadro
  te à obtida com a aplicação de agentes sistêmicos. O uso de               apresentou considerável melhora como pode ser observado na
  agentes antimicrobianos é recomendado em diversas situações               (Fig. 4) com ausência de sangramento e considerável diminui-
  clínicas, como na presença de abscessos dento-alveolares, na              ção da profundidade de sondagem.
  prevenção de endocardite infecciosa e na doença periodontal               A PDT não deve ser vista como um tratamento, mas sim como
  refratária. Neste contexto a terapia fotodinâmica antimicro-              um complemento ao tratamento convencional visando aumen-
  biana (PDT do inglês – Photodynamic Therapy) pode se apre-                tar a redução microbiana conseguida.
  sentar como uma alternativa viável. Consiste na associação de
                                                                            Os autores são doutores em ciências, mestres em laser e professores
  uma fonte de luz, normalmente lasers de baixa potência, e um              do CETAO
  agente fotossensibilizador que quando irradiado com o laser
  promove stress oxidativo levando à morte celular.




  Paciente 19 anos com quadro       Presença de bolsa periodontal na      Realização da PDT com irradiação   Aspecto clínico após duas sessões
  de amelogênese imperfeita.        região anterior inferior constatada   de 3 minutos por dente.            de raspagem e PDT (note a
                                    no exame clínico.                                                        isquemia do tecido gengival).


02 CetaoNews                                                                                                                      cetao.com.br
Avaliação histológica de diferentes tipos de enxerto
   utilizados em levantamento do seio maxilar
   Renata Tucci
   O levantamento do seio maxilar para colocação de implantes
   dentários tem se tornado procedimento de rotina na clínica        “O osso autógeno continua mostrando
   odontológica. Considera-se padrão ouro para este procedi-         os melhores resultados, mas evidências
   mento a utilização de enxerto ósseo autógeno. Entretanto,
   substitutos ósseos com biomateriais têm sido usados com su-       preliminares com a utilização de
   cesso na engenharia do tecido ósseo. Atualmente, a busca é        biomaterial (hidroxiapatita e colágeno
   por um material que possibilite a formação de um osso que
   permita a ancoragem das fixações e que tenha menor morbi-         tipo I) mostram que ocorre aumento do
   dade ao paciente.                                                              volume ósseo”
   “Considera-se padrão ouro para este pro-                         diferentes tipos de enxertos realizados para levantamento do
   cedimento a utilização de enxerto ósseo                          seio maxilar.
   autógeno. Entretanto, substitutos ósseos                         Estão sendo avaliados e comparados enxertos ósseos reali-
                                                                    zados com osso autógeno, hidroxiapatita, banco de ossos e
   com biomateriais têm sido usados com                             coágulo. O osso autógeno continua mostrando os melhores
    sucesso na engenharia do tecido ósseo”                          resultados, mas evidências preliminares com a utilização de
                                                                    biomaterial (hidroxiapatita e colágeno tipo I) mostram que
   Os biomateriais para enxerto podem ser divididos em três gru-    ocorre aumento do volume ósseo e consequentemente a exis-
   pos: metálicos, poliméricos e cerâmicos, sendo que os dois       tência de um leito consistente e resistente para a colocação de
   últimos têm sido mais estudados para o preenchimento de          implantes dentários.
   defeitos ósseos. O INPES conta com uma equipe multidisci-        Havendo interesse na participação nos projetos de pesquisa
   plinar de pesquisadores trabalhando em projetos de pesqui-       ou no envio de material de enxerto para análise histológica,
   sa, que têm como objetivo principal a avaliação histológica de   entre em contato através do email: renatatucci@inpes.org.br




   Uma visão de estratégia de marketing e
   posicionamento competitivo (parte II)
   Fernando Schiavetto
   Segundo Johnson e Scholes (1998) estratégia é a adequa-          é que as ações propostas não as acompanham, pois é preciso
   ção das atividades de uma organização ao ambiente em que         criar novas abordagens para fugirmos do comum, é latente a
   ela opera e a seus próprios recursos. Assim, logo podemos        falta de comprometimento com o negócio e isso inclui a visão
   concluir que as ações de marketing devem ser adequadas           organizacional, mais precisamente a administração financeira e
   às necessidades e exigências do mercado, ou melhor, do seu       contábil, já que as atuais ações de marketing não contemplam
   público-alvo. Igualmente os recursos organizacionais devem       a métrica. Já o posicionamento deve ser embasado em alguns
   obedecer a um critério de adequação dentro da realidade de       pontos críticos, que em muitas vezes são desconhecidos ou
   mercado. Com isso vimos que a estratégia de marketing está       passam despercebidos. Podemos citar alguns: competências
   intimamente ligada aos recursos organizacionais e, sem uma       essenciais (qual a sua competência), foco no usuário final (o
   perfeita sincronia e sinergia entre estes, não haverá sucesso.   desafio são as pessoas) e melhores práticas (os clientes não o
   Mas cabe uma ressalva: onde você deve diferenciar estratégia     escolherão em detrimento dos concorrentes, se você mantiver
   de marketing e posicionamento das ações isoladas de marke-       os mesmos serviços que eles, é preciso se diferenciar).
   ting, ou seja, uma mala direta aos seus clientes é uma ação e    Não resta dúvida de que o mercado será a força dominante
   não uma estratégia, criar um pacote atrativo de financiamento    que influenciará os negócios em um futuro muito próximo.
   é uma ação também. Estratégia é a definição de negócio, e es-    Assim, estar preparado para enfrentá-lo é a única solução para
   tas ações, as quais são chamadas de funcionais, é que são os     nos mantermos atuando nele. Saber estabelecer uma rela-
   caminhos para se alcançar os objetivos traçados. Ao que me       ção de confiança com o mercado por meio de seus clientes e
   parece, falta uma conscientização das mudanças que estão         parceiros é o ponto a ser trabalhado. Oferecer café e alguns
   afetando o ambiente em que o marketing opera, que é dividi-      minutos de distração com TV na recepção não terão o mesmo
   do em dois elementos: o ambiente competitivo que engloba a       impacto de um atendimento exclusivo e personalizado, com
   empresa - neste caso o consultório, os concorrentes diretos e    uma equipe focada no cliente e pronta para satisfazer às suas
   os clientes de forma geral - e o macroambiente que é onde        necessidades. No segmento odontológico, o marketing é viral,
   as empresas operam incluindo, portanto, o ambiente social,       ou seja, boca-a-boca, e criar uma marca única com seus clien-
   político e econômico. Com base nestas premissas é que deve-      tes tornar-se-á vital para o seu negócio. Isso o levaria a entrar
   mos nos pautar em nossas ações de marketing, analisando de       na cadeia de valores dele. Mas sempre resta uma última per-
   forma crítica e objetiva o ambiente competitivo e estabelecer    gunta: você sabe o que o seu cliente valoriza? Com toda certe-
   quais seus alvos e em seguida posicionar sua organização.        za o bom profissional de marketing saberia lhe responder.
   Ressaltamos que a importância de se compreender o macro-
   ambiente é de fundamental importância para a sobrevivência       Fernando Schiavetto – Consultor Empresarial – Megaas Assessoria
                                                                    Empresarial Ltda (Especializada em Odontologia) – Professor do CE-
   do seu negócio, uma vez que o reconhecimento das mudanças        TAO e da Universidade Uninove nas áreas de contabilidade e admi-
   no ambiente de negócios pode lhe dar uma vantagem compe-         nistração. WWW.megaas@megaas.com.br ou blog http://proffernan-
   titiva ao mesmo tempo em que o auxilia a reagir às mudanças      doschiavetto.blogspot.com/
   que este ambiente promove. É certo que a origens destas
   mudanças vêm se alterando ao longo do tempo e o que vemos




cetao.com.br                                                                                                        CetaoNews        03
ORTODONTIA                                                 IMPLANTE
Mecânica ortodôntica para iniciantes: Typodont (técni-     Curso básico em implantodontia: cirurgico e protético –
ca edgewise) - Data: 17 de março a 07 de julho             sistema Ankylos (Dentsply) - Data: 19 e 20 de março

Curso de typodont técnica Straight – Wire (arco – reto)    Curso de prótese associado a implante - Estágio Clínico
- Data: 15 de março a 28 de junho                          - Início: 19 de março

Ortodontia preventiva - Início: 16 de março                Cirurgia avançada em implantodontia - Data: 16 de mar-
                                                           ço a 29 de junho
Curso clínico de ortodontia – Técnica Straight Wire –
Início: 22 de fevereiro
                                                           Curso básico de implantodontia – Módulo cirúrgico –
Curso de cefalometria radiográfica para o diagnóstico      Nobel Biocare - Início: 26 e 27 de fevereiro
ortodôntico e ortopédico - Data: 18 de março a 10 de ju-
nho                                                        Curso avançado em implantodontia - Cirúrgico e Proté-
                                                           tico – Método ITI / Straumann - Data: 15 de Março a 29
Diagnóstico e planejamento do tratamento ortodôntico       de Novembro
- Data: 18 de março a 15 de julho
                                                           Curso de cirurgia avançada com uso de biomateriais em
Diagnóstico e planejamento do tratamento ortodôntico       implantodontia - Data: 13 de março
II - Data: 18 de março a 15 de julho
                                                           Enxertos ósseos avançados com osso de banco - Datas:
Expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente          26 e 27 de março
(correção de mordida cruzada em adultos) - Data: 30
de março                                                   Mini-implante ortodôntico - Data: 20 de março

Mini-implante para movimentações ortodônticas - Data:
15 de maio                                                 CIRURGIA ORAL
Curso de tratamento ortodôntico em adultos – Ortoa-        Atualização em cirurgia oral - Data: 14 de maio
dultos - Início: 05 de fevereiro

                                                           ENDODONTIA
ORTOPEDIA FUNCIONAL
                                                           Endodontia ao alcance do clínico geral - Data: 19 de mar-
Curso clínico de ortopedia funcional dos maxilares -       ço a 17 de dezembro
Data: 17 de março a 15 de dezembro

Diagnóstico e planejamento em ortopedia funcional na       PERIODONTIA
odontopediatria - Data: 16 de março a 13 de julho
                                                           Cirurgia estética periodontal e periimplantar - Início: 26
Entendendo a ortopedia funcional dos maxilares - Data:     e 27 de março
11 de março a 24 de junho
                                                           CURSOS EM OUTRAS ÁREAS:
PRÓTESE DENTÁRIA                                           BIOTECNOLOGIA EM ODONTOLOGIA / NOVIDADES NA
                                                           TERAPÊUTICA DA DOR E DA INFECÇÃO / DIAGNÓSTICO
Curso de prótese fixa – Pré-Clínico - Data: 12 de março    POR IMAGEM DA DISFUNÇÃO TÊMPORO-MANDIBULAR /
a 09 de julho                                              DIAGNÓSTICO BUCAL AO ALCANCE DO CLÍNICO GERAL /
                                                           ATUALIZAÇÃO EM DOR OROFACIAL / ATUALIZAÇÃO EM
Reabilitação de paciente edentado com implantes -          CLÍNICA INTEGRADA / ODONTOLOGIA DO ESPORTE /
Overdenture e Protocolo - Data: 16 de março a 24 de        COMO ADMINISTRAR UM CONSULTÓRIO / MARKETING
agosto                                                     DE SERVIÇOS VOLTADO PARA RESULTADOS / CURSO DE
                                                           AUDITORIA EM ODONTOLOGIA / MARKETING APLICADO
OCLUSÃO                                                    AO PROFISSIONAL DE SAÚDE & PLANEJAMENTO
                                                           FINANCEIRO / HOMEOPATIA NA ODONTOLOGIA /
Placas de mordida e oclusão - Data: 17 de março a 9 de     BIOSSEGURANÇA EM ODONTOLOGIA / CUIDADOS
junho                                                      ORAIS EM PACIENTES QUE RECEBEM RADIOTERAPIA
                                                           E QUIMIOTERAPIA / FOTOGRAFIA DIGITAL NA
                                                           ODONTOLOGIA / TREINAMENTO PARA AUXILIAR DE
DENTÍSTICA E ESTÉTICA                                      SAÚDE BUCAL / ADMINISTRAÇÃO E MARKETING PARA
                                                           SECRETÁRIAS E ASB / RECEPÇÃO: QUALIDADE TOTAL
Atualização clínica em odontologia restauradora estéti-    NO ATENDIMENTO AO CLIENTE / INICIAÇÃO BÁSICA
ca e adesiva - Data: 11 de março a 02 de dezembro          PARA ATENDIMENTO E RECEPÇÃO EM CLÍNICAS E
                                                           CONSULTÓRIOS.
Excelência em estética: da implantodontia às restaura-
ções cerâmicas - Data: 04 e 05 de março
                                                           PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ONCOLÓGICA
                                                           Início do curso: março de 2010




                                  CETAO Instituição de Ensino Superior
                                  Extensão e Pós-Graduação em Odontologia
   Av. Indianópolis, 153 – Moema - 04063-000 – São Paulo/SP – Brasil - Telefax: 55 11 5051-2370 – 5051-6209

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Destaque (9)

Cetao news 06
Cetao news 06Cetao news 06
Cetao news 06
 
Cetao news 05
Cetao news 05Cetao news 05
Cetao news 05
 
Cetao news 03
Cetao news 03Cetao news 03
Cetao news 03
 
Cetao news 03
Cetao news 03Cetao news 03
Cetao news 03
 
Cetao news 09
Cetao news 09Cetao news 09
Cetao news 09
 
Cetao news 07
Cetao news 07Cetao news 07
Cetao news 07
 
Cetao news 08
Cetao news 08Cetao news 08
Cetao news 08
 
Cetao news 02
Cetao news 02Cetao news 02
Cetao news 02
 
Barrios
BarriosBarrios
Barrios
 

Semelhante a Cetao news 10

Atividades Extracurriculares em Odontologia
Atividades Extracurriculares em OdontologiaAtividades Extracurriculares em Odontologia
Atividades Extracurriculares em Odontologia
PET - Odontologia UFPR
 
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico  uma visão do futuroArtigo hospital odontológico  uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
Thiago Dant
 

Semelhante a Cetao news 10 (20)

Cetao news 01
Cetao news 01Cetao news 01
Cetao news 01
 
RECURSOS HUMANOS.pdf
RECURSOS HUMANOS.pdfRECURSOS HUMANOS.pdf
RECURSOS HUMANOS.pdf
 
Revista abho 20
Revista abho 20Revista abho 20
Revista abho 20
 
Atividades Extracurriculares em Odontologia
Atividades Extracurriculares em OdontologiaAtividades Extracurriculares em Odontologia
Atividades Extracurriculares em Odontologia
 
Odontologia legal
Odontologia legalOdontologia legal
Odontologia legal
 
Declaração de madrid sobre ozonoterapia
Declaração de madrid sobre ozonoterapiaDeclaração de madrid sobre ozonoterapia
Declaração de madrid sobre ozonoterapia
 
E rgonomia unici
E rgonomia uniciE rgonomia unici
E rgonomia unici
 
VALOR: 45,00 - PRODUÇÃO TEXTUAL A REDE DE FRANQUIAS SALUTE – GESTÃO HOSPITALA...
VALOR: 45,00 - PRODUÇÃO TEXTUAL A REDE DE FRANQUIAS SALUTE – GESTÃO HOSPITALA...VALOR: 45,00 - PRODUÇÃO TEXTUAL A REDE DE FRANQUIAS SALUTE – GESTÃO HOSPITALA...
VALOR: 45,00 - PRODUÇÃO TEXTUAL A REDE DE FRANQUIAS SALUTE – GESTÃO HOSPITALA...
 
Avaesporte - Software de Avaliação Física e Prescrição Esportiva
Avaesporte - Software de Avaliação Física e Prescrição EsportivaAvaesporte - Software de Avaliação Física e Prescrição Esportiva
Avaesporte - Software de Avaliação Física e Prescrição Esportiva
 
oficina-saudebucal_09_marco_2018_fernanda_goedert.ppt
oficina-saudebucal_09_marco_2018_fernanda_goedert.pptoficina-saudebucal_09_marco_2018_fernanda_goedert.ppt
oficina-saudebucal_09_marco_2018_fernanda_goedert.ppt
 
Jornal
JornalJornal
Jornal
 
Jornal
JornalJornal
Jornal
 
Oms trabalho saudavel
Oms trabalho saudavelOms trabalho saudavel
Oms trabalho saudavel
 
Biomaterials4
Biomaterials4Biomaterials4
Biomaterials4
 
Apresentação do ILACS
Apresentação do ILACSApresentação do ILACS
Apresentação do ILACS
 
Revista Odontlife ed57
Revista Odontlife ed57Revista Odontlife ed57
Revista Odontlife ed57
 
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico  uma visão do futuroArtigo hospital odontológico  uma visão do futuro
Artigo hospital odontológico uma visão do futuro
 
8274 agosto
8274 agosto8274 agosto
8274 agosto
 
UNIARA- 19/5/2011 - O biomédico e sua atuação na estética -nova finalizada
UNIARA- 19/5/2011 - O biomédico e sua atuação na estética -nova finalizadaUNIARA- 19/5/2011 - O biomédico e sua atuação na estética -nova finalizada
UNIARA- 19/5/2011 - O biomédico e sua atuação na estética -nova finalizada
 
00. guia do participante promocao da saude bucal (1)
00. guia do participante   promocao da saude bucal (1)00. guia do participante   promocao da saude bucal (1)
00. guia do participante promocao da saude bucal (1)
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 

Cetao news 10

  • 1. out/nov/dez-2009 - Ano 3 - Número 10 O INPES atinge a maioridade com pioneirismo Alênio Calil Mathias O INPES - Instituto de Pesquisa em Saúde Aluísio ratório de Odontologia Esportiva do Brasil - um fixo Calil Mathias surgiu em 2006 como uma entidade e um móvel - que percorrerá clubes, associações e sem fins lucrativos, através de um movimento dos entidades para avaliar os 3.000 atletas participantes diretores, professores do CETAO e colaboradores ex- do Bolsa-Atleta da Secretaria de Alto Rendimento ternos com o intuito de ser uma opção para a Área do Ministério do Esporte. Os laboratórios contarão de Saúde. Alguns de seus objetivos são: desenvol- com consultórios e equipamentos de última gera- ver projetos, pesquisas e ações sociais na área de ção, inclusive na área de fisiologia e servirão para se saúde. Além disso, ampliou seu estatuto para as fazer uma avaliação bucal detalhada de cada atleta, áreas de Esporte, Educação e Lazer, componentes associada à sua atividade física e na melhoria de de- indispensáveis para o conceito de Saúde em qual- sempenho. Fará ainda uma análise genética, através quer de suas competências. Nestes 3 anos o INPES da saliva colhida dos 100 melhores atletas nacionais cresceu, tanto em número de pesquisadores - hoje (olímpicos) na busca de um perfil do atleta olímpico já são 25 (dentistas, médicos, biólogos) - como em brasileiro. Coordenados pela equipe CODEC-Centro número de pesquisas. São 23 publicações, sendo 14 de Odontologia do Esporte-CETAO, sob direção dos nacionais e 9 internacionais, entre trabalhos publi- CDs. Alexandre Jun Zerbini Ueda e Hilton Sadayuki cados ou para publicação, além da apresentação de Tiba e equipe composta de Tomomi Harashima e Ra- painéis em congressos. Realizou 3 eventos anuais, o fael Golghetto Domingos. O INPES, sob a gestão da I, II e III Encontros Multidisciplinares INPES/CETAO Dra. Renata Tucci, se orgulha de ser o pioneiro nes- em 2007, 2008 e 2009 sempre focando a multidisci- ta área no Brasil e espera contribuir com a criação plinaridade. Fez 3 ações sociais anuais em entidades desta nova especialidade: a Odontologia do Espor- carentes, com o objetivo de conscientizar a popula- te. Para isto capacitará entre 150 a 200 dentistas ção em relação aos cuidados orais. E no final de 2009 em todo o Brasil que irão desenvolver o tratamento tornou-se uma OSCIP - Organização da Sociedade destes atletas sob sua supervisão. Com a coleta de Civil de Interesse Público, título outorgado pelo Mi- dados aumentará também o número de publicações nistério da Justiça. Culminou ainda no final de 2009 científicas nesta área. Com isto, tanto o INPES como com um Convênio com o Ministério do Esporte, em o CETAO se consolidam cada vez mais como insti- que em conjunto com o CETAO executarão o proje- tuições de vanguarda que estão ampliando os ho- to: AVALIAÇÃO DE ATLETAS DO BOLSA-ATLETA/ME rizontes da odontologia, firmando cada vez mais a EM ODONTOLOGIA DO ESPORTE - INPES / MINIS- importância do profissional de odontologia e abrindo TÉRIO DO ESPORTE. O projeto vai criar o 1º Labo- novos espaços de trabalho. CETAO e Ministério do Esporte trabalhando para o desenvolvimento dos atletas No dia 27 de outubro, aconteceu em São Paulo, o to, Ricardo Avellar, e dos especialistas Dr. Alênio Calil 1º Fórum de Odontologia do Esporte para Atletas de Mathias, coordenador do CETAO, e Dr. Alexandre Jun Alto Rendimento, organizado pelo CETAO, ocasião Ueda, coordenador do CODEC. A área de odontolo- em que se reuniram aproximadamente 130 pesso- gia esportiva é reconhecida e orientada pelo Comitê as, entre dentistas, médicos especialistas, atletas e Olímpico Internacional (COI), que lançou em 2000 gerentes esportivos. um manual sobre o tema. O evento traçou um panorama da história e dos Com o sucesso do evento e competência dos profis- avanços da odontologia esportiva no Brasil e no sionais, o CETAO, através do Instituto de Pesquisa mundo e abordou aspectos que vão ao encontro do Aluísio Calil Mathias – INPES, acaba de firmar um foco do Ministério do Esporte para os Jogos Olímpi- convênio com o Ministério do Esporte para a criação cos e Paraolímpicos Rio 2016, ou seja, o desenvol- do primeiro laboratório de Odontologia do Esporte, vimento do atleta. Segundo o diretor da Secretaria que contará com uma unidade móvel e outra fixa Nacional de Alto Rendimento, Marco Aurélio Klein, nas instalações do CETAO. O primeiro objetivo desse “o atleta está inserido na dimensão multifacetada do laboratório será diagnosticar, avaliar e traçar o plano esporte, que possui diversas vertentes complemen- de tratamento de 3.000 atletas, beneficiados com tares, entre elas os campos da medicina, da ciência o programa Bolsa Atleta, do Ministério do Esporte. e da pesquisa”. Estes atletas, que estão espalhados por todo o Bra- O Fórum contou ainda com a presença do coordena- sil, serão acompanhados pelo convênio até os Jogos dor geral da Secretaria Nacional de Alto Rendimen- de 2016. Cursos para 2010 O CETAO já está divulgando seus cursos que acon- Biotecnologia e Odontologia do Esporte e, em parce- tecerão durante o primeiro semestre de 2010. Além ria com o Hospital Heliópolis, o curso de Pós-Gradu- das áreas de Ortodontia, Implantodontia, Prótese ação em Oncologia Odontológica, que será realizado Dentária, Dentística e Estética, Oclusão, entre ou- nas instalações do CETAO e do próprio hospital. tras, que fizeram do CETAO uma referência na for- Para ficar por dentro das novidades do CETAO e co- mação de especialistas, serão oferecidos durante nhecer nossos cursos, consulte nossa programação o primeiro semestre cursos em novas áreas, como completa pelo site: www.cetao.com.br
  • 2. Como fazer bons registros fotográficos dos trabalhos odontológicos? A fotografia digital vem sendo incorporada por todas as especia- 105mm macro e um flash circular. Estes acessórios não necessi- lidades da Odontologia e se tornou uma ferramenta de grande tam ser da mesma marca que o corpo da câmera. importância para os dentistas. Entretanto, a grande maioria não possui conhecimentos sobre a escolha do equipamento mais 2) Uma máquina boa e apropriada para o dia-a-dia do con- adequado ou sobre a técnica fotográfica mais efetiva para o uso sultório no âmbito de suas clínicas. A rápida velocidade com que surgem Opte por equipamentos de marcas mais conhecidas. Primeiro, é novidades acaba, por vezes, dificultando a entrada de muitos preciso definir quanto é possível investir na aquisição do equipa- dentistas no universo da fotografia digital. mento. Depois, é importante procurar colegas próximos que já O curso Fotografia Digital na Odontologia, ministrado pelo CE- tenham um equipamento e testá-los. TAO, é destinado tanto a dentistas e técnicos em prótese den- tária, como aos demais profissionais envolvidos com a docu- 3) Fotos “estouradas”, muito claras, muito brancas mentação odontológica. Não há necessidade de conhecimentos Verifique se você não está tirando a foto muito próximo da boca prévios de fotografia. do paciente ou do objeto fotografado. É aconselhável fazer a Durante o curso, o aluno aprenderá os princípios básicos da fo- foto distante: de 30 a 40cm. Se não melhorar, diminua a po- tografia convencional, a técnica mais adequada para obter re- tência do flash. sultados consistentes e reproduzíveis com as câmeras digitais e os segredos para escolher a câmera mais adequada para as 4) Fotos com muita sombra suas reais necessidades. “Abordamos também como ajustar o Geralmente isso acontece porque a câmera é compacta e não equipamento para fotos clínicas, laboratoriais e de radiografias, consegue adaptar um flash circular. Você pode então colocar passos para obter excelentes fotos clínicas com a colaboração algumas camadas de fita veda rosca em cima do flash, pode dos pacientes, cuidados com as informações legais e científicas colocar também papel sulfite, micropor branco ou qualquer ou- das imagens, características que o computador deverá possuir tro dispositivo que deixe a luz do flash difusa, desde que seja para gerenciar as imagens digitais, programas mais úteis para branco. ajustar as imagens digitais e, ainda, estratégias de armazena- mento e organização dos arquivos. Fazemos recomendações Mais informações sobre fotografia digital também sobre como evitar erros que podem comprometer a www.ivanyoshio.com/site.php documentação digital”, diz o Prof. Ivan Yoshio, especializado em sti.br.inter.net/gobara/fotosE.htm Dentística Restauradora Estética. fotografiadigitalodonto.blogspot.com Veja algumas dicas do Prof. Ivan Yoshio para fazer bons regis- tros odontológicos: Informações sobre o curso O curso Fotografia Digital na Odontologia é ministrado pelos 1) Câmera fotográfica ideal para a Odontologia professores Sérgio Gobara e Ivan Yoshio. Para mais informa- Não existe uma só câmera ideal, o que existe é um equipamento ções: telefones (11) 5051-2370/5051-6209, ou e-mail cetao@ ideal. Este equipamento seria então um kit reflex, uma câmera cetao.com.br. O conteúdo programático completo está disponí- do tipo Reflex junto com acessórios, como uma lente 90, 100 ou vel no site: www.cetao.com.br/areas.asp?id=42&idc=27 . Terapia fotodinâmica (PDT) na periodontia Silvia Cristina Núñez e Aguinaldo Silva Garcez A emergência da resistência microbiana tem incentivado me- No caso clínico apresentado, temos paciente de 19 anos com didas de combate a este fenômeno com ações nas áreas epi- presença de amelogênese imperfeita (Fig. 1). Ao exame clíni- demiológicas, educacionais, bem como na análise de efetivas co constatou-se a presença de bolsa periodontal na região de medidas de controle no uso de agentes antimicrobianos. Para incisivos inferiores com profundidade de sondagem de aproxi- a prevenção da disseminação deste fenômeno é imprescindível madamente 10 mm (Fig. 2). que o uso racional de agentes antimicrobianos seja instituído. Foram realizados raspagem e o alisamento radicular com ul- Infecções localizadas e de pouca profundidade poderiam ser trassom e curetas manuais; após a raspagem o corante foi tratadas localmente. Neste contexto, a Odontologia apresen- aplicado dentro da bolsa periodontal e após 3 minutos foi rea- ta-se como uma especialidade, na qual o emprego de efetivas lizada a irradiação com laser de baixa potência por 3 minutos ações antimicrobianas locais apresentaria eficácia semelhan- por dente (Fig. 3). Após duas sessões de tratamento, o quadro te à obtida com a aplicação de agentes sistêmicos. O uso de apresentou considerável melhora como pode ser observado na agentes antimicrobianos é recomendado em diversas situações (Fig. 4) com ausência de sangramento e considerável diminui- clínicas, como na presença de abscessos dento-alveolares, na ção da profundidade de sondagem. prevenção de endocardite infecciosa e na doença periodontal A PDT não deve ser vista como um tratamento, mas sim como refratária. Neste contexto a terapia fotodinâmica antimicro- um complemento ao tratamento convencional visando aumen- biana (PDT do inglês – Photodynamic Therapy) pode se apre- tar a redução microbiana conseguida. sentar como uma alternativa viável. Consiste na associação de Os autores são doutores em ciências, mestres em laser e professores uma fonte de luz, normalmente lasers de baixa potência, e um do CETAO agente fotossensibilizador que quando irradiado com o laser promove stress oxidativo levando à morte celular. Paciente 19 anos com quadro Presença de bolsa periodontal na Realização da PDT com irradiação Aspecto clínico após duas sessões de amelogênese imperfeita. região anterior inferior constatada de 3 minutos por dente. de raspagem e PDT (note a no exame clínico. isquemia do tecido gengival). 02 CetaoNews cetao.com.br
  • 3. Avaliação histológica de diferentes tipos de enxerto utilizados em levantamento do seio maxilar Renata Tucci O levantamento do seio maxilar para colocação de implantes dentários tem se tornado procedimento de rotina na clínica “O osso autógeno continua mostrando odontológica. Considera-se padrão ouro para este procedi- os melhores resultados, mas evidências mento a utilização de enxerto ósseo autógeno. Entretanto, substitutos ósseos com biomateriais têm sido usados com su- preliminares com a utilização de cesso na engenharia do tecido ósseo. Atualmente, a busca é biomaterial (hidroxiapatita e colágeno por um material que possibilite a formação de um osso que permita a ancoragem das fixações e que tenha menor morbi- tipo I) mostram que ocorre aumento do dade ao paciente. volume ósseo” “Considera-se padrão ouro para este pro- diferentes tipos de enxertos realizados para levantamento do cedimento a utilização de enxerto ósseo seio maxilar. autógeno. Entretanto, substitutos ósseos Estão sendo avaliados e comparados enxertos ósseos reali- zados com osso autógeno, hidroxiapatita, banco de ossos e com biomateriais têm sido usados com coágulo. O osso autógeno continua mostrando os melhores sucesso na engenharia do tecido ósseo” resultados, mas evidências preliminares com a utilização de biomaterial (hidroxiapatita e colágeno tipo I) mostram que Os biomateriais para enxerto podem ser divididos em três gru- ocorre aumento do volume ósseo e consequentemente a exis- pos: metálicos, poliméricos e cerâmicos, sendo que os dois tência de um leito consistente e resistente para a colocação de últimos têm sido mais estudados para o preenchimento de implantes dentários. defeitos ósseos. O INPES conta com uma equipe multidisci- Havendo interesse na participação nos projetos de pesquisa plinar de pesquisadores trabalhando em projetos de pesqui- ou no envio de material de enxerto para análise histológica, sa, que têm como objetivo principal a avaliação histológica de entre em contato através do email: renatatucci@inpes.org.br Uma visão de estratégia de marketing e posicionamento competitivo (parte II) Fernando Schiavetto Segundo Johnson e Scholes (1998) estratégia é a adequa- é que as ações propostas não as acompanham, pois é preciso ção das atividades de uma organização ao ambiente em que criar novas abordagens para fugirmos do comum, é latente a ela opera e a seus próprios recursos. Assim, logo podemos falta de comprometimento com o negócio e isso inclui a visão concluir que as ações de marketing devem ser adequadas organizacional, mais precisamente a administração financeira e às necessidades e exigências do mercado, ou melhor, do seu contábil, já que as atuais ações de marketing não contemplam público-alvo. Igualmente os recursos organizacionais devem a métrica. Já o posicionamento deve ser embasado em alguns obedecer a um critério de adequação dentro da realidade de pontos críticos, que em muitas vezes são desconhecidos ou mercado. Com isso vimos que a estratégia de marketing está passam despercebidos. Podemos citar alguns: competências intimamente ligada aos recursos organizacionais e, sem uma essenciais (qual a sua competência), foco no usuário final (o perfeita sincronia e sinergia entre estes, não haverá sucesso. desafio são as pessoas) e melhores práticas (os clientes não o Mas cabe uma ressalva: onde você deve diferenciar estratégia escolherão em detrimento dos concorrentes, se você mantiver de marketing e posicionamento das ações isoladas de marke- os mesmos serviços que eles, é preciso se diferenciar). ting, ou seja, uma mala direta aos seus clientes é uma ação e Não resta dúvida de que o mercado será a força dominante não uma estratégia, criar um pacote atrativo de financiamento que influenciará os negócios em um futuro muito próximo. é uma ação também. Estratégia é a definição de negócio, e es- Assim, estar preparado para enfrentá-lo é a única solução para tas ações, as quais são chamadas de funcionais, é que são os nos mantermos atuando nele. Saber estabelecer uma rela- caminhos para se alcançar os objetivos traçados. Ao que me ção de confiança com o mercado por meio de seus clientes e parece, falta uma conscientização das mudanças que estão parceiros é o ponto a ser trabalhado. Oferecer café e alguns afetando o ambiente em que o marketing opera, que é dividi- minutos de distração com TV na recepção não terão o mesmo do em dois elementos: o ambiente competitivo que engloba a impacto de um atendimento exclusivo e personalizado, com empresa - neste caso o consultório, os concorrentes diretos e uma equipe focada no cliente e pronta para satisfazer às suas os clientes de forma geral - e o macroambiente que é onde necessidades. No segmento odontológico, o marketing é viral, as empresas operam incluindo, portanto, o ambiente social, ou seja, boca-a-boca, e criar uma marca única com seus clien- político e econômico. Com base nestas premissas é que deve- tes tornar-se-á vital para o seu negócio. Isso o levaria a entrar mos nos pautar em nossas ações de marketing, analisando de na cadeia de valores dele. Mas sempre resta uma última per- forma crítica e objetiva o ambiente competitivo e estabelecer gunta: você sabe o que o seu cliente valoriza? Com toda certe- quais seus alvos e em seguida posicionar sua organização. za o bom profissional de marketing saberia lhe responder. Ressaltamos que a importância de se compreender o macro- ambiente é de fundamental importância para a sobrevivência Fernando Schiavetto – Consultor Empresarial – Megaas Assessoria Empresarial Ltda (Especializada em Odontologia) – Professor do CE- do seu negócio, uma vez que o reconhecimento das mudanças TAO e da Universidade Uninove nas áreas de contabilidade e admi- no ambiente de negócios pode lhe dar uma vantagem compe- nistração. WWW.megaas@megaas.com.br ou blog http://proffernan- titiva ao mesmo tempo em que o auxilia a reagir às mudanças doschiavetto.blogspot.com/ que este ambiente promove. É certo que a origens destas mudanças vêm se alterando ao longo do tempo e o que vemos cetao.com.br CetaoNews 03
  • 4. ORTODONTIA IMPLANTE Mecânica ortodôntica para iniciantes: Typodont (técni- Curso básico em implantodontia: cirurgico e protético – ca edgewise) - Data: 17 de março a 07 de julho sistema Ankylos (Dentsply) - Data: 19 e 20 de março Curso de typodont técnica Straight – Wire (arco – reto) Curso de prótese associado a implante - Estágio Clínico - Data: 15 de março a 28 de junho - Início: 19 de março Ortodontia preventiva - Início: 16 de março Cirurgia avançada em implantodontia - Data: 16 de mar- ço a 29 de junho Curso clínico de ortodontia – Técnica Straight Wire – Início: 22 de fevereiro Curso básico de implantodontia – Módulo cirúrgico – Curso de cefalometria radiográfica para o diagnóstico Nobel Biocare - Início: 26 e 27 de fevereiro ortodôntico e ortopédico - Data: 18 de março a 10 de ju- nho Curso avançado em implantodontia - Cirúrgico e Proté- tico – Método ITI / Straumann - Data: 15 de Março a 29 Diagnóstico e planejamento do tratamento ortodôntico de Novembro - Data: 18 de março a 15 de julho Curso de cirurgia avançada com uso de biomateriais em Diagnóstico e planejamento do tratamento ortodôntico implantodontia - Data: 13 de março II - Data: 18 de março a 15 de julho Enxertos ósseos avançados com osso de banco - Datas: Expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente 26 e 27 de março (correção de mordida cruzada em adultos) - Data: 30 de março Mini-implante ortodôntico - Data: 20 de março Mini-implante para movimentações ortodônticas - Data: 15 de maio CIRURGIA ORAL Curso de tratamento ortodôntico em adultos – Ortoa- Atualização em cirurgia oral - Data: 14 de maio dultos - Início: 05 de fevereiro ENDODONTIA ORTOPEDIA FUNCIONAL Endodontia ao alcance do clínico geral - Data: 19 de mar- Curso clínico de ortopedia funcional dos maxilares - ço a 17 de dezembro Data: 17 de março a 15 de dezembro Diagnóstico e planejamento em ortopedia funcional na PERIODONTIA odontopediatria - Data: 16 de março a 13 de julho Cirurgia estética periodontal e periimplantar - Início: 26 Entendendo a ortopedia funcional dos maxilares - Data: e 27 de março 11 de março a 24 de junho CURSOS EM OUTRAS ÁREAS: PRÓTESE DENTÁRIA BIOTECNOLOGIA EM ODONTOLOGIA / NOVIDADES NA TERAPÊUTICA DA DOR E DA INFECÇÃO / DIAGNÓSTICO Curso de prótese fixa – Pré-Clínico - Data: 12 de março POR IMAGEM DA DISFUNÇÃO TÊMPORO-MANDIBULAR / a 09 de julho DIAGNÓSTICO BUCAL AO ALCANCE DO CLÍNICO GERAL / ATUALIZAÇÃO EM DOR OROFACIAL / ATUALIZAÇÃO EM Reabilitação de paciente edentado com implantes - CLÍNICA INTEGRADA / ODONTOLOGIA DO ESPORTE / Overdenture e Protocolo - Data: 16 de março a 24 de COMO ADMINISTRAR UM CONSULTÓRIO / MARKETING agosto DE SERVIÇOS VOLTADO PARA RESULTADOS / CURSO DE AUDITORIA EM ODONTOLOGIA / MARKETING APLICADO OCLUSÃO AO PROFISSIONAL DE SAÚDE & PLANEJAMENTO FINANCEIRO / HOMEOPATIA NA ODONTOLOGIA / Placas de mordida e oclusão - Data: 17 de março a 9 de BIOSSEGURANÇA EM ODONTOLOGIA / CUIDADOS junho ORAIS EM PACIENTES QUE RECEBEM RADIOTERAPIA E QUIMIOTERAPIA / FOTOGRAFIA DIGITAL NA ODONTOLOGIA / TREINAMENTO PARA AUXILIAR DE DENTÍSTICA E ESTÉTICA SAÚDE BUCAL / ADMINISTRAÇÃO E MARKETING PARA SECRETÁRIAS E ASB / RECEPÇÃO: QUALIDADE TOTAL Atualização clínica em odontologia restauradora estéti- NO ATENDIMENTO AO CLIENTE / INICIAÇÃO BÁSICA ca e adesiva - Data: 11 de março a 02 de dezembro PARA ATENDIMENTO E RECEPÇÃO EM CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS. Excelência em estética: da implantodontia às restaura- ções cerâmicas - Data: 04 e 05 de março PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ONCOLÓGICA Início do curso: março de 2010 CETAO Instituição de Ensino Superior Extensão e Pós-Graduação em Odontologia Av. Indianópolis, 153 – Moema - 04063-000 – São Paulo/SP – Brasil - Telefax: 55 11 5051-2370 – 5051-6209