SlideShare uma empresa Scribd logo
Morfologia Vegetal
Profa. Dra. Priscila Belintani

Caule
Funções:
• Condução de
seivas;
• Sustentação;
• Armazenamento
de reservas
alimentares.
Regiões do Caule
Divisão:
• Nós: região de onde
parte uma folha
• Internós: região
compreendida entre
dois nós consecutivos.
• Gemas (apicais ou
laterais): meristema
primário protegido por
pequenas folhas
modificadas (escamas
ou catáfilos).
Microfotografia e diagrama do ápice caulinar de Coleus sp. e
respectivos meristemas
Gemas

• Gemas, são regiões meristemáticas protegidas por primórdios
foliares ou por escamas localizadas em diversos pontos do
caule. As gemas costumam ser denominadas gemas
terminais, quando ocorrem no ápice caulinar ou gemas
laterais, quando ocorrem em axilas de folhas.
• Portanto gema caulinar é toda aquela que se localiza no
caule, outra forma de se classificar as gemas é quanto à sua
atividade meristemática.
• Gemas ativas são aquelas que estão em atividade e inativas
aquelas que não estão, durante o crescimento da planta, as
gemas localizadas na região do ápice são gemas ativas, e as
gemas localizadas abaixo do ápice, quase sempre são gemas
inativas, mas mantém potencialidade de desenvolvimento,
podendo entrar em atividade, de acordo com a necessidade
do vegetal.
Gemas
• A característica exclusiva do caule é a existência de
gemas laterais. São locais dotados de tecido
embrionário (meristema) e que, ao entrarem em
atividade, são capazes de originar ramos de caule,
raiz, folhas ou flores.
• São estimuladas pelo hormônio vegetal auxina.
Gema axilar (lateral)
Tipos de ramificações:
• Sistema Monopodial:
ramos laterais no eixo principal

• Sistema simpodial:
sem eixo principal. Ramos com
crescimento limitado
Classificação dos Caules
Tronco - caule das árvores,
lenhoso, engrossa
Haste - caule das ervas, verde, mole
e fino (couve, feijoeiro, cravo e
salsinha)
Eretos
Estípite - caule das palmeiras,
cilíndrico sem meristemas
secundários
Aéreos
Colmo - caule das gramíneas,
dividido em gomos (bambu, canade-açúcar).
Sarmentoso - que se agarra por
gavinhas (chuchu).
Trepadores
Volúvel - que se enrola em um
suporte (lúpulo).
Estolão - rastejante que vai se
Rastejantes
alastrando pelo chão (morangueiro).
Rizoma - caule subterrâneo encontrado nas
bananeiras, samambaias e outros vegetais.
Tubérculo - ramo de caule que entumesce para
Subterrâneos
armazenar reservas (batata-inglesa).
Bulbo: Apresentam folhas que se sobrepõem
umas as outras (cebola, lírio, tulipa, açafrão).
Com parênquimas aeríferos que servem para
Aquáticos
respiração e flutuação (elódea)
Caule aéreo tipo tronco
•

Caule tipo estipe

•

Caule tipo Colmo

•Caule tipo Haste (TANCHAGEM)
Caules aéreos trepadores
• Caule tipo volúvel

• Caule Sarmentoso

• Caule aéreo Rastejante ESTOLÃO (morangueiro)
• Bulbo

Caules Subterrâneos
• Rizomas

• Tubérculo
Caules Aquáticos
Exemplo: Caule de
Elódea
Adaptações ou metamorfoses caulinares
Suculento - acumula água para sobreviver às
secas

Espinho - ramo modificado das plantas xerófitas
para não perder água

Cladódio - suculento achatado dos cactus. As
folhas se transformam em espinhos

Xilopódio - subterrâneo, característico da região
dos campos cerrados

Alado - fino e ramificado com expansão achatada Bulbo tunicado - subterâneo formado por gema
lateral
protegida por folhas

Gavinha - ramo modificado para fixação nas
trepadeiras sarmentosas

Bulbo - semelhante, porém protegido por folhas
curtas, como escamas
•

Acúleo é uma projeção na superfície da planta, sobretudo no caule,
semelhante a um espinho. É uma espécie de pelo enrijecido formado por
lignina ou pelo acumulo de substancias inorgânicas impregnadas junto à
parede celular, e não tem qualquer conexão com o sistema vascular do
caule (ao contrário dos espinhos), apresentando-se como uma peça
"encaixada" sobre a superfície do mesmo a qual quando destacada
permite a visualização de uma “cicatriz superficial, externa”. Tem a funçao
de defesa. É uma estrutura relativamente comum entre as plantas,
sobretudo nas Bombacaceae e nas Rosas.

•

Em botânica, um espinho é um órgão axial ou apendicular, duro e
pontiagudo, tais como os encontrados nas laranjeiras, resultantes da
modificação de um ramo, folha, estípula ou raiz, constituído por tecido
lignificado e vascular, e que se arrancado destrói o tecido subjacente.
Geralmente espinhos são estruturas modificadas. Nas cactáceas os
espinhos, por exemplo, são catafilos (folhas modificadas, com menor grau
de organização que folhas comuns) para evitar perda d'água.
observar espinhos

Cladódios

Suculento
Observar as modificações
caulinares:

• Gavinhas
• Alado
• Xilopódio
Tipos de caules
Estrutura eustélica secundária de caule de dicotiledôneas

Súber

Meristema secundário que faz com que a casca engrosse
Parênquima secundário formado pelo felogênio

Floema secundário
Cilíndro central

Felogênio
Feloderme

Casca

Tecido de reserva secundário, pluriestraatificado

Floema secundário formado pelo câmbio

Câmbio

Meristema secundário que faz o cilíndro central engrossar

Xilema secundário

Xilema secundário formado pelo câmbio, juntamente com
fibras de esclerênquima forma a madeira.
REFERENCIAS
GONCALVES, Eduardo Gomes; LORENZI, Harri. Morfologia vegetal: organografia e
dicionário ilustrado de morfologia das plantas vasculares. Nova Odessa: Instituto
Plantarum de Estudos da Flora, 2007.
OLIVEIRA, Fernando de; AKISUE, Gokithi. Fundamentos de farmacobotânica e de
morfologia vegetal. 3. ed. São Paulo: Atheneu, 2009. 228 p.
RAVEN, Peter H; EICHHORN, Susan E; EVERT, Ray F. Biologia vegetal. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 19--, 20--.
CUTTER, E.G. Anatomia vegetal (Partes I E Parte II). São Paulo: Roca, 20--.
ESAU, K. Anatomia das Plantas com Sementes. São Paulo: Edgard Blucher Ltda, 199-,
20-- .
FERRI, Mário Guimarães. Botânica: morfologia interna das plantas (anatomia). São
Paulo: Nobel, 19--..
FERRI, Mário Guimarães. Botânica: morfologia externa das plantas (organografia).
São Paulo: Nobel, 19--

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Folhas
FolhasFolhas
Folhas 2012 aula
Folhas 2012 aulaFolhas 2012 aula
Folhas 2012 aula
Priscila Belintani
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Turma Olímpica
 
Morfologia floral
Morfologia floralMorfologia floral
Morfologia floral
David Oliveira
 
Aula 5 Prof. Guth Berger
Aula 5 Prof. Guth BergerAula 5 Prof. Guth Berger
Aula 5 Prof. Guth Berger
Matheus Yuri
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
profatatiana
 
Anatomia vegetal
Anatomia vegetalAnatomia vegetal
Anatomia do caule
Anatomia do cauleAnatomia do caule
Anatomia do caule
Géssica Guarani-Kaiowá
 
Caule
CauleCaule
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Marcos Albuquerque
 
Morfologia vegetal da raiz
Morfologia vegetal da raizMorfologia vegetal da raiz
Morfologia vegetal da raiz
Joseanny Pereira
 
Classif
ClassifClassif
Classif
Alfredo Cossa
 
Órgãos Vegetativos
Órgãos VegetativosÓrgãos Vegetativos
Órgãos Vegetativos
Jézili Dias
 
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos EduardoOrganologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
 
Flores
FloresFlores
Flores
Jézili Dias
 
Morfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raízMorfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raíz
letyap
 
Raiz, caule e folha aula alex ppt
Raiz, caule e folha   aula alex pptRaiz, caule e folha   aula alex ppt
Raiz, caule e folha aula alex ppt
Gaspar Neto
 
Aula 6 - Caule
Aula 6 - CauleAula 6 - Caule
Aula 6 - Caule
Rodrigo Vianna
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
Marcos Albuquerque
 
Frutos e sementes
Frutos e sementesFrutos e sementes
Frutos e sementes
UERGS
 

Mais procurados (20)

Folhas
FolhasFolhas
Folhas
 
Folhas 2012 aula
Folhas 2012 aulaFolhas 2012 aula
Folhas 2012 aula
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
 
Morfologia floral
Morfologia floralMorfologia floral
Morfologia floral
 
Aula 5 Prof. Guth Berger
Aula 5 Prof. Guth BergerAula 5 Prof. Guth Berger
Aula 5 Prof. Guth Berger
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
 
Anatomia vegetal
Anatomia vegetalAnatomia vegetal
Anatomia vegetal
 
Anatomia do caule
Anatomia do cauleAnatomia do caule
Anatomia do caule
 
Caule
CauleCaule
Caule
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
 
Morfologia vegetal da raiz
Morfologia vegetal da raizMorfologia vegetal da raiz
Morfologia vegetal da raiz
 
Classif
ClassifClassif
Classif
 
Órgãos Vegetativos
Órgãos VegetativosÓrgãos Vegetativos
Órgãos Vegetativos
 
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos EduardoOrganologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
 
Flores
FloresFlores
Flores
 
Morfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raízMorfologia e anatomia de caule e raíz
Morfologia e anatomia de caule e raíz
 
Raiz, caule e folha aula alex ppt
Raiz, caule e folha   aula alex pptRaiz, caule e folha   aula alex ppt
Raiz, caule e folha aula alex ppt
 
Aula 6 - Caule
Aula 6 - CauleAula 6 - Caule
Aula 6 - Caule
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
 
Frutos e sementes
Frutos e sementesFrutos e sementes
Frutos e sementes
 

Destaque

O Caule
O CauleO Caule
Plantas: Caule
Plantas: CaulePlantas: Caule
Plantas: Caule
00367p
 
V.4 Angiospermas - raiz, caule e folha
V.4 Angiospermas - raiz, caule e folhaV.4 Angiospermas - raiz, caule e folha
V.4 Angiospermas - raiz, caule e folha
Rebeca Vale
 
Morfologia dos órgãos vegetativos folha
Morfologia dos órgãos vegetativos  folhaMorfologia dos órgãos vegetativos  folha
Morfologia dos órgãos vegetativos folha
ernandes damasceno
 
TIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/MorfologiaTIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/Morfologia
Andreza Campos
 
óRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetaisóRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetais
aulasdoaris
 
Caules
CaulesCaules
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermasA diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
Roxana Alhadas
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
Geisla Maia Gomes
 
Devolutiva material didático profs.
Devolutiva   material didático profs.Devolutiva   material didático profs.
Devolutiva material didático profs.
Hulia Scherer
 
2EM #13 Anatomia vegetal (2016)
2EM #13 Anatomia vegetal (2016)2EM #13 Anatomia vegetal (2016)
2EM #13 Anatomia vegetal (2016)
Professô Kyoshi
 
Estudo das Folhas- Biologia
Estudo das Folhas- BiologiaEstudo das Folhas- Biologia
Estudo das Folhas- Biologia
Martha Gislayne
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
Sara Castanheira
 
Cultivo de bananeiras notas de aula.
Cultivo de bananeiras   notas de aula. Cultivo de bananeiras   notas de aula.
Cultivo de bananeiras notas de aula.
CETEP, FTC, FASA..
 
63498547 organografia-de-fanerogamas
63498547 organografia-de-fanerogamas63498547 organografia-de-fanerogamas
63498547 organografia-de-fanerogamas
Débora Valente Dos Santos
 
Album didatico de_anatomia_vegetal
Album didatico de_anatomia_vegetalAlbum didatico de_anatomia_vegetal
Album didatico de_anatomia_vegetal
Rosani Arruda
 
Aula 8 - Folha
Aula 8 - FolhaAula 8 - Folha
Aula 8 - Folha
Rodrigo Vianna
 
Aula plantas
Aula plantasAula plantas
Aula plantas
Joseane Pasini CB
 
31929444 primeira-aula-de-fruticultura
31929444 primeira-aula-de-fruticultura31929444 primeira-aula-de-fruticultura
31929444 primeira-aula-de-fruticultura
Andre Moraes Costa
 
leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)
leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)
leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)
Mahmoud M. Sallam
 

Destaque (20)

O Caule
O CauleO Caule
O Caule
 
Plantas: Caule
Plantas: CaulePlantas: Caule
Plantas: Caule
 
V.4 Angiospermas - raiz, caule e folha
V.4 Angiospermas - raiz, caule e folhaV.4 Angiospermas - raiz, caule e folha
V.4 Angiospermas - raiz, caule e folha
 
Morfologia dos órgãos vegetativos folha
Morfologia dos órgãos vegetativos  folhaMorfologia dos órgãos vegetativos  folha
Morfologia dos órgãos vegetativos folha
 
TIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/MorfologiaTIPOS DE CAULES/Morfologia
TIPOS DE CAULES/Morfologia
 
óRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetaisóRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetais
 
Caules
CaulesCaules
Caules
 
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermasA diversidade das plantas 2   gimnospermas e angiospermas
A diversidade das plantas 2 gimnospermas e angiospermas
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
 
Devolutiva material didático profs.
Devolutiva   material didático profs.Devolutiva   material didático profs.
Devolutiva material didático profs.
 
2EM #13 Anatomia vegetal (2016)
2EM #13 Anatomia vegetal (2016)2EM #13 Anatomia vegetal (2016)
2EM #13 Anatomia vegetal (2016)
 
Estudo das Folhas- Biologia
Estudo das Folhas- BiologiaEstudo das Folhas- Biologia
Estudo das Folhas- Biologia
 
Diversidade das plantas
Diversidade das plantasDiversidade das plantas
Diversidade das plantas
 
Cultivo de bananeiras notas de aula.
Cultivo de bananeiras   notas de aula. Cultivo de bananeiras   notas de aula.
Cultivo de bananeiras notas de aula.
 
63498547 organografia-de-fanerogamas
63498547 organografia-de-fanerogamas63498547 organografia-de-fanerogamas
63498547 organografia-de-fanerogamas
 
Album didatico de_anatomia_vegetal
Album didatico de_anatomia_vegetalAlbum didatico de_anatomia_vegetal
Album didatico de_anatomia_vegetal
 
Aula 8 - Folha
Aula 8 - FolhaAula 8 - Folha
Aula 8 - Folha
 
Aula plantas
Aula plantasAula plantas
Aula plantas
 
31929444 primeira-aula-de-fruticultura
31929444 primeira-aula-de-fruticultura31929444 primeira-aula-de-fruticultura
31929444 primeira-aula-de-fruticultura
 
leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)
leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)
leaves (senna, eucalyptus, rosemary & sage)
 

Semelhante a Caule 2012 aula

Caule
CauleCaule
MorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.pptMorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.ppt
Sabrina Nascimento
 
Orgaos vegetais
Orgaos vegetaisOrgaos vegetais
Orgaos vegetais
jonathacioly
 
MorfologiaVegeta, descricao egetall.pptx
MorfologiaVegeta, descricao egetall.pptxMorfologiaVegeta, descricao egetall.pptx
MorfologiaVegeta, descricao egetall.pptx
ManuelAlbertoBizeque
 
Morfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.mMorfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.m
le_firmino
 
óRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetaisóRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetais
aulasdoaris
 
Reino plantae[1]
Reino plantae[1]Reino plantae[1]
Reino plantae[1]
Roberto Bagatini
 
Folha agronomia
Folha  agronomiaFolha  agronomia
Folha agronomia
Henrique Zini
 
7º ano reino plantae 1
7º ano    reino plantae 17º ano    reino plantae 1
7º ano reino plantae 1
Simone Maia
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
ISJ
 
2 caule e folhas
2 caule e folhas2 caule e folhas
2 caule e folhas
Cristóvão Lopes
 
Reino vegetal
Reino vegetalReino vegetal
Anatomia e Morfologia Vegetal - Ensino Médio
Anatomia e Morfologia Vegetal - Ensino MédioAnatomia e Morfologia Vegetal - Ensino Médio
Anatomia e Morfologia Vegetal - Ensino Médio
Camila Rossi
 
Raiz 97
Raiz 97Raiz 97
Raiz 97
profatatiana
 
Ctrl aula 2 gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta...
 Ctrl aula 2   gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta... Ctrl aula 2   gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta...
Ctrl aula 2 gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta...
Carol Castro
 
Anatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetalAnatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetal
le_firmino
 
Morfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermasMorfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermas
alinesantana1422
 
Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01
Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01
Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01
adrianapaulon
 
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Albano Novaes
 
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.pptmorfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
silvino10
 

Semelhante a Caule 2012 aula (20)

Caule
CauleCaule
Caule
 
MorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.pptMorfologiaVegetal.ppt
MorfologiaVegetal.ppt
 
Orgaos vegetais
Orgaos vegetaisOrgaos vegetais
Orgaos vegetais
 
MorfologiaVegeta, descricao egetall.pptx
MorfologiaVegeta, descricao egetall.pptxMorfologiaVegeta, descricao egetall.pptx
MorfologiaVegeta, descricao egetall.pptx
 
Morfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.mMorfologia vegetal 2o.m
Morfologia vegetal 2o.m
 
óRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetaisóRgãos e tecidos vegetais
óRgãos e tecidos vegetais
 
Reino plantae[1]
Reino plantae[1]Reino plantae[1]
Reino plantae[1]
 
Folha agronomia
Folha  agronomiaFolha  agronomia
Folha agronomia
 
7º ano reino plantae 1
7º ano    reino plantae 17º ano    reino plantae 1
7º ano reino plantae 1
 
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos7º ano cap 12 e 13   angiospermas - órgãos
7º ano cap 12 e 13 angiospermas - órgãos
 
2 caule e folhas
2 caule e folhas2 caule e folhas
2 caule e folhas
 
Reino vegetal
Reino vegetalReino vegetal
Reino vegetal
 
Anatomia e Morfologia Vegetal - Ensino Médio
Anatomia e Morfologia Vegetal - Ensino MédioAnatomia e Morfologia Vegetal - Ensino Médio
Anatomia e Morfologia Vegetal - Ensino Médio
 
Raiz 97
Raiz 97Raiz 97
Raiz 97
 
Ctrl aula 2 gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta...
 Ctrl aula 2   gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta... Ctrl aula 2   gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta...
Ctrl aula 2 gabarito avaliação de nivelamento e revisão de anatomia vegeta...
 
Anatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetalAnatofisiologia vegetal
Anatofisiologia vegetal
 
Morfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermasMorfologia das angiospermas
Morfologia das angiospermas
 
Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01
Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01
Morfologiavegetalsementeraizcauleefolha 111108063906-phpapp01
 
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
Ppoint.anatomia.vegetal.raiz.1
 
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.pptmorfologia_Externa_Plantas_.ppt
morfologia_Externa_Plantas_.ppt
 

Último

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 

Último (20)

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 

Caule 2012 aula

  • 1. Morfologia Vegetal Profa. Dra. Priscila Belintani Caule Funções: • Condução de seivas; • Sustentação; • Armazenamento de reservas alimentares.
  • 2. Regiões do Caule Divisão: • Nós: região de onde parte uma folha • Internós: região compreendida entre dois nós consecutivos. • Gemas (apicais ou laterais): meristema primário protegido por pequenas folhas modificadas (escamas ou catáfilos).
  • 3. Microfotografia e diagrama do ápice caulinar de Coleus sp. e respectivos meristemas
  • 4. Gemas • Gemas, são regiões meristemáticas protegidas por primórdios foliares ou por escamas localizadas em diversos pontos do caule. As gemas costumam ser denominadas gemas terminais, quando ocorrem no ápice caulinar ou gemas laterais, quando ocorrem em axilas de folhas. • Portanto gema caulinar é toda aquela que se localiza no caule, outra forma de se classificar as gemas é quanto à sua atividade meristemática. • Gemas ativas são aquelas que estão em atividade e inativas aquelas que não estão, durante o crescimento da planta, as gemas localizadas na região do ápice são gemas ativas, e as gemas localizadas abaixo do ápice, quase sempre são gemas inativas, mas mantém potencialidade de desenvolvimento, podendo entrar em atividade, de acordo com a necessidade do vegetal.
  • 5. Gemas • A característica exclusiva do caule é a existência de gemas laterais. São locais dotados de tecido embrionário (meristema) e que, ao entrarem em atividade, são capazes de originar ramos de caule, raiz, folhas ou flores. • São estimuladas pelo hormônio vegetal auxina.
  • 7. Tipos de ramificações: • Sistema Monopodial: ramos laterais no eixo principal • Sistema simpodial: sem eixo principal. Ramos com crescimento limitado
  • 8. Classificação dos Caules Tronco - caule das árvores, lenhoso, engrossa Haste - caule das ervas, verde, mole e fino (couve, feijoeiro, cravo e salsinha) Eretos Estípite - caule das palmeiras, cilíndrico sem meristemas secundários Aéreos Colmo - caule das gramíneas, dividido em gomos (bambu, canade-açúcar). Sarmentoso - que se agarra por gavinhas (chuchu). Trepadores Volúvel - que se enrola em um suporte (lúpulo). Estolão - rastejante que vai se Rastejantes alastrando pelo chão (morangueiro). Rizoma - caule subterrâneo encontrado nas bananeiras, samambaias e outros vegetais. Tubérculo - ramo de caule que entumesce para Subterrâneos armazenar reservas (batata-inglesa). Bulbo: Apresentam folhas que se sobrepõem umas as outras (cebola, lírio, tulipa, açafrão). Com parênquimas aeríferos que servem para Aquáticos respiração e flutuação (elódea)
  • 10. • Caule tipo estipe • Caule tipo Colmo •Caule tipo Haste (TANCHAGEM)
  • 11. Caules aéreos trepadores • Caule tipo volúvel • Caule Sarmentoso • Caule aéreo Rastejante ESTOLÃO (morangueiro)
  • 12. • Bulbo Caules Subterrâneos • Rizomas • Tubérculo
  • 14. Adaptações ou metamorfoses caulinares Suculento - acumula água para sobreviver às secas Espinho - ramo modificado das plantas xerófitas para não perder água Cladódio - suculento achatado dos cactus. As folhas se transformam em espinhos Xilopódio - subterrâneo, característico da região dos campos cerrados Alado - fino e ramificado com expansão achatada Bulbo tunicado - subterâneo formado por gema lateral protegida por folhas Gavinha - ramo modificado para fixação nas trepadeiras sarmentosas Bulbo - semelhante, porém protegido por folhas curtas, como escamas
  • 15. • Acúleo é uma projeção na superfície da planta, sobretudo no caule, semelhante a um espinho. É uma espécie de pelo enrijecido formado por lignina ou pelo acumulo de substancias inorgânicas impregnadas junto à parede celular, e não tem qualquer conexão com o sistema vascular do caule (ao contrário dos espinhos), apresentando-se como uma peça "encaixada" sobre a superfície do mesmo a qual quando destacada permite a visualização de uma “cicatriz superficial, externa”. Tem a funçao de defesa. É uma estrutura relativamente comum entre as plantas, sobretudo nas Bombacaceae e nas Rosas. • Em botânica, um espinho é um órgão axial ou apendicular, duro e pontiagudo, tais como os encontrados nas laranjeiras, resultantes da modificação de um ramo, folha, estípula ou raiz, constituído por tecido lignificado e vascular, e que se arrancado destrói o tecido subjacente. Geralmente espinhos são estruturas modificadas. Nas cactáceas os espinhos, por exemplo, são catafilos (folhas modificadas, com menor grau de organização que folhas comuns) para evitar perda d'água.
  • 17. Observar as modificações caulinares: • Gavinhas • Alado • Xilopódio
  • 19.
  • 20. Estrutura eustélica secundária de caule de dicotiledôneas Súber Meristema secundário que faz com que a casca engrosse Parênquima secundário formado pelo felogênio Floema secundário Cilíndro central Felogênio Feloderme Casca Tecido de reserva secundário, pluriestraatificado Floema secundário formado pelo câmbio Câmbio Meristema secundário que faz o cilíndro central engrossar Xilema secundário Xilema secundário formado pelo câmbio, juntamente com fibras de esclerênquima forma a madeira.
  • 21. REFERENCIAS GONCALVES, Eduardo Gomes; LORENZI, Harri. Morfologia vegetal: organografia e dicionário ilustrado de morfologia das plantas vasculares. Nova Odessa: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2007. OLIVEIRA, Fernando de; AKISUE, Gokithi. Fundamentos de farmacobotânica e de morfologia vegetal. 3. ed. São Paulo: Atheneu, 2009. 228 p. RAVEN, Peter H; EICHHORN, Susan E; EVERT, Ray F. Biologia vegetal. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 19--, 20--. CUTTER, E.G. Anatomia vegetal (Partes I E Parte II). São Paulo: Roca, 20--. ESAU, K. Anatomia das Plantas com Sementes. São Paulo: Edgard Blucher Ltda, 199-, 20-- . FERRI, Mário Guimarães. Botânica: morfologia interna das plantas (anatomia). São Paulo: Nobel, 19--.. FERRI, Mário Guimarães. Botânica: morfologia externa das plantas (organografia). São Paulo: Nobel, 19--