SlideShare uma empresa Scribd logo
David Gatinho
Felipe
Malafaia
Geilson
Rui Zomero
Thania
Jandrey
Pedagogiados esportes individuais – lutase artes marciais.
OBJETIVO
 Apresentar aos alunos, o contexto histórico-social,
desde sua origem, modificações, e sua imagem
atual;
 - Identificar e apresentar os principais
fundamentos que compõem a capoeira,
possibilitando aos alunos a vivencia, para entender
a função de cada fundamento, e as formas que os
mesmos podem ser executados;
 - Apresentar as principais regras e elementos que
compõem e colaboram para execução do jogo;
 - Identificar os principais expoentes que fizeram e
fazem parte do contexto histórico, e que preservam
a cultura, e estimular a valorização dos mesmos;
 - Estimular os alunos a refletirem sobre a
importância do jogo em quanto cultura, e as
formas de inclusão do mesmo no ambiente escolar.
SURGIMENTO DA CAPOEIRA NO BRASIL:
 Durante o século XVI, Portugal enviou escravos para
a América do Sul, provenientes da África Ocidental. O
Brasil foi o maior receptor da migração de escravos,
com 42% de todos os escravos enviados através do
Atlântico.
 Os seguintes povos foram os que frequentemente
eram vendidos no Brasil: o grupo sudanês e grupo
bantus.
 Os negros trouxeram consigo para o Novo Mundo as
suas tradições culturais e religião. A
homogeneização dos povos africanos sob a opressão
da escravatura foi o catalisador da capoeira.
 A capoeira foi desenvolvida pelos escravos do Brasil
como forma de resistir aos seus opressores, praticar
em segredo a sua arte, transmitir a sua cultura e
melhorar o seu moral.
EXISTEM TRÊS TIPOS DE CAPOEIRA, PORÉM SÓ DUAS SÃO
PRATICADAS, SÃO ELAS: ANGOLA E REGIONAL.
 Angola: é o estilo mais próximo de como os negros escravos jogavam
a Capoeira. Caracterizada por ser mais lenta, porém rápida,
movimentos furtivos executados perto do solo, como em cima, ela
enfatiza as tradições da Capoeira, que em sua raiz está ligada aos
rituais afro-brasileiros, caracterizado pelo Candomblé, sua música é
cadenciada, orgânica e ritualizada, Mestre Pastinha (Vicente Ferrera
Pastinha) foi o grande ícone do estilo. O jogo Angola se assemelha ao
xadrez pela complexidade dos elementos envolvidos, seu domínio é
muito mais complicado, envolvendo não só a parte mecânica do jogo
mas também características como sutileza, o subterfúgio, a
dissimulação, a teatralização, a mandinga e/ou mesmo a brincadeira
para superar o oponente.
 Regional: A capoeira regional foi criada por Mestre Bimba
(Manuel dos Reis Machado, 1899-1974) Bimba criou sequências de
ensino e metodizou o ensino de capoeira. Inicialmente, Bimba
chamou sua capoeira de "Luta regional baiana", de onde surgiu o
nome regional. Manoel dos Reis Machado, conhecido por ser um
habilidoso lutador nos ringues, e inclusive, ser um exímio
praticante da capoeira Angola, procurou fazer com que a capoeira
tivesse uma maior força como luta e fez isto incorporando a ela
novos golpes. Um fato que é conhecido, é de que Bimba teria
incorporado golpes do Batuque, uma luta já extinta, que era rica
em golpes traumáticos. A Regional surgiu por volta de 1930. Apesar
do que muitos pensam, na capoeira regional não são utilizados
saltos mortais, pois um dos fundamentos da capoeira regional,
segundo Mestre Bimba é manter no mínimo uma base ao solo (um
dos pés ou uma das mãos). O forte da capoeira regional são as
quedas, rasteiras, cabeçadas.
CARACTERÍSTICAS DE CADA TIPO DE CAPOEIRA
 A Angola é o estilo mais próximo de como os negros escravos jogavam a
Capoeira. Caracterizada por ser mais lenta, porém rápida, movimentos furtivos
executados perto do solo, como em cima, ela enfatiza as tradições da Capoeira,
que em sua raiz está ligada aos rituais afro-brasileiros, caracterizado pelo
Candomblé, sua música é cadenciada, orgânica e ritualizada, Mestre Pastinha
(Vicente Ferrera Pastinha) foi o grande ícone do estilo. O jogo Angola se
assemelha ao xadrez pela complexidade dos elementos envolvidos, seu domínio
é muito mais complicado, envolvendo não só a parte mecânica do jogo mas
também características como sutileza, o subterfúgio, a dissimulação, a
teatralização, a mandinga e/ou mesmo a brincadeira para superar o oponente.
QUAIS OS GRANDES REPRESENTANTES DA CAPOEIRAANGOLA E
CAPOEIRA REGIONAL
 O grande representante da
capoeira Angola foi Vicente
Ferrera Pastinha, Mais conhecido
por Mestre Pastinha, nascido em
cinco de abril de 1889, dizia não
ter aprendido a Capoeira em
escola, mas "com a sorte".
grande representante da
capoeira regional foi
Manuel dos Reis Machado,
também conhecido como
Mestre Bimba, nascido em
23 de novembro de 1899,
foi criador da Luta
Regional Baiana, mais
tarde chamada de capoeira
regional.
COMO É JOGADO A CAPOEIRA?
 Os capoeiristas se perfilam na roda de capoeira batendo palma no
ritmo do berimbau e cantando a música enquanto dois capoeiristas
jogam capoeira. O jogo entre dois capoeiristas pode terminar ao
comando do capoeirista no berimbau (normalmente um capoeirista
mais experiente) ou quando algum capoeirista da roda entra entre os
dois e inicia um novo jogo com um deles. O tamanho da roda pode
variar de um diâmetro de três metros até diâmetros superiores a dez
metros. O jogo normalmente se inicia ao pé dos berimbaus. A roda
de capoeira pode se realizar em praticamente qualquer lugar, em
ambientes fechados ou abertos, sobre o cimento, a terra, a areia, o
asfalto, na rua, numa praça, num descampado ou em uma
academia. Para que a roda seja realizada precisamos de uma
orquestra de instrumentos. Vários elementos permeiam nossas
relações com o mundo e no Jogo de Capoeira estes elementos
aparecem de maneira intensa. Respeito malicia maldade,
responsabilidade, provocação, disputa, liberdade, brincadeira, e
poder, entre outros, estão presentes em maior ou menor intensidade
durante um jogo, e não há um jogo igual ao outro, mesmo com um
mesmo oponente
 Em geral a capoeira não
busca destruir o oponente,
porém contusões devido a
combates mais agressivos não
são raras. Entretanto, de
maneira geral o capoeirista
prefere mostrar sua
superioridade "marcando" o
golpe no oponente sem no
entanto completá-lo. Se o seu
oponente não pode evitar um
ataque lento, não existe razão
para utilizar um golpe mais
rápido.
 A ginga é o movimento básico da capoeira, é um
movimento de pernas no ritmo do toque que
lembra uma dança, porém capoeiristas
experientes raramente ficam gingando pois estão
constantemente atacando, defendendo, e
"floreando" (movimentos acrobáticos).
 Além da ginga são muito comuns os chutes em
rotação, rasteiras, golpes com as mãos,
cabeçadas (com o objetivo principal de
desequilibrar), esquivas, saltos, mortais, giros
apoiados nas mãos e na cabeça, movimentos
acrobáticos e de grande elasticidade e
movimentos próximos ao solo.
 Em combates longos é comum a volta ao
mundo, que é quando um dos capoeiristas
solicita uma pausa no jogo dando algumas
voltas na roda com o oponente o seguindo.
Depois duas a três voltas os dois saem ao pé do
berimbau para continuar o jogo.
 Cada toque requer uma forma diferente de
jogar capoeira, acapoeira Angola pede um
jogo mais lento perto do solo e com mais
"mandinga"(matreiro, sutil, dissimulado),
São Bento Grande de Bimba um jogo rápido e
de muitos chutes em rotação, um jogo com
muitos floreios.
GOLPES E MOVIMENTOS DA CAPOEIRA REGIONAL
 Ginga
 Esquiva
 Giro de mão
 Salto mortal
 Giro de cabeça
 Meia-lua de
compasso
 Meia-lua de frente
 Armada
 Benção
 Cabeçada
 Chapa
 Martelo
 Martelo Cruzado
 Meia-lua
 Meia-lua de base
 Queixada
 Rabo-de-arraia
 Rasteira
 Voo do morcego
 Ponte aranha
 Ponta de faca
 Amazonas
QUALA IMPORTÂNCIAS DAS CANÇÕES NO JOGO?
 A música é um componente fundamental da
capoeira. Ela determina o ritmo e o estilo do
jogo que é jogado durante a roda de
capoeira. A música é composta
de instrumentos e de canções, podendo o
ritmo variar de acordo com o Toque de
Capoeira de bem lento (Angola) a bastante
acelerado (São Bento Grande).
Muitas canções são na forma de pequenas
estrofes intercaladas por um refrão, enquanto
outras vêm na forma de longas narrativas
(ladainhas). As canções de capoeira têm
assuntos dos mais variados.
COMO FUNCIONA O SISTEMA DE GRADUAÇÃO?
O sistema de graduação varia de grupo para grupo. Nos grupos de capoeira regional
ou de capoeira angola e regional, a graduação é normalmente representada pelas cores de
cordas ou cordéis amarrados na cintura do jogado.
Existem várias entidades (Ligas, Federações e Confederações) que tentam organizar a
graduação na capoeira. Atualmente a Confederação Brasileira de Capoeira adota o sistema de
graduação feito por cordões e seguindo as cores da bandeira brasileira. Temos então a seguinte
ordem do iniciante ao mestre.
Sistemas oficiais de graduação da CBC
 Os cordéis para graduação podem variar de acordo com o grupo de
capoeirista.
 A- Graduação Infantil (3 a 12 anos)
 1º estágio - iniciante: sem corda ou sem cordão
 2º estágio - batizado: cinza claro/verde
 3º estágio - graduado: cinza claro/amarelo
 4º estágio - graduado: cinza claro / azul
 5º estágio - intermediário: cinza claro/verde/ amarelo
 6º estágio - adiantado: cinza claro / verde / azul
 7º estágio - estagiário: cinza claro / amarelo / azul
 B- Graduação normal (a partir de 13 anos)
 1º estágio - iniciante: sem corda ou cordão
 2º estágio - batizado: verde
 3º estágio – graduado: amarelo
 4º estágio – graduado: azul
 5º estágio – intermediário: verde e amarelo
 6º estágio – adiantado: verde e azul
 7º estágio – estagiário: amarelo e azul
 C- Docente de capoeira
• 8º estágio - Formado: verde,
amarelo, azul e branco.
• 9º estágio - Monitor: verde e
branco
• 10º estágio - Instrutor: amarelo e
branco
• 11º estágio - Contramestre: azul e
branco
• 12º estágio - Mestre: branco

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-BrasileiraCultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-Brasileira
Niela Tuani
 
Influência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilInfluência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasil
Nancihorta
 
Lutas
LutasLutas
Lutas e suas classificações
Lutas e suas classificaçõesLutas e suas classificações
Lutas e suas classificações
Junior Oliveira
 
Forró
ForróForró
Samba
SambaSamba
Contribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasilContribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasil
Sandra Maria Sousa Ferreia
 
Danças brasileiras
Danças brasileirasDanças brasileiras
Danças brasileiras
VALDIR CONCEICAO
 
Atletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e RegrasAtletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e Regras
Prof. Saulo Bezerra
 
PARKOUR APRESENTAÇÃO
PARKOUR APRESENTAÇÃO PARKOUR APRESENTAÇÃO
PARKOUR APRESENTAÇÃO
Fernando Marlon Pilger Gradaschi
 
Ginastica rítmica
Ginastica rítmicaGinastica rítmica
Ginastica rítmica
Morais Neto
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
NetKids
 
Frevo
Frevo Frevo
Danças de salão
Danças de salãoDanças de salão
Danças de salão
José Mársy
 
Bocha (Adaptada)
Bocha (Adaptada) Bocha (Adaptada)
Bocha (Adaptada)
Mizael Pereira
 
O FREVO
O FREVOO FREVO
Slide dança
Slide dançaSlide dança
Slide dança
danmetallord
 
Capoeira - historia e regras
Capoeira - historia e regrasCapoeira - historia e regras
Capoeira - historia e regras
Kalú Cavalcante
 
Skate (Educação Fisica)
Skate (Educação Fisica)Skate (Educação Fisica)
Skate (Educação Fisica)
WellingtonDireito
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
Ítalo Moura
 

Mais procurados (20)

Cultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-BrasileiraCultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-Brasileira
 
Influência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilInfluência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasil
 
Lutas
LutasLutas
Lutas
 
Lutas e suas classificações
Lutas e suas classificaçõesLutas e suas classificações
Lutas e suas classificações
 
Forró
ForróForró
Forró
 
Samba
SambaSamba
Samba
 
Contribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasilContribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasil
 
Danças brasileiras
Danças brasileirasDanças brasileiras
Danças brasileiras
 
Atletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e RegrasAtletismo: História, Modalidades e Regras
Atletismo: História, Modalidades e Regras
 
PARKOUR APRESENTAÇÃO
PARKOUR APRESENTAÇÃO PARKOUR APRESENTAÇÃO
PARKOUR APRESENTAÇÃO
 
Ginastica rítmica
Ginastica rítmicaGinastica rítmica
Ginastica rítmica
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
 
Frevo
Frevo Frevo
Frevo
 
Danças de salão
Danças de salãoDanças de salão
Danças de salão
 
Bocha (Adaptada)
Bocha (Adaptada) Bocha (Adaptada)
Bocha (Adaptada)
 
O FREVO
O FREVOO FREVO
O FREVO
 
Slide dança
Slide dançaSlide dança
Slide dança
 
Capoeira - historia e regras
Capoeira - historia e regrasCapoeira - historia e regras
Capoeira - historia e regras
 
Skate (Educação Fisica)
Skate (Educação Fisica)Skate (Educação Fisica)
Skate (Educação Fisica)
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 

Destaque

Mma
MmaMma
MMA
MMAMMA
Aula capoeira movimentos básicos
Aula capoeira   movimentos básicosAula capoeira   movimentos básicos
Aula capoeira movimentos básicos
Junior Oliveira
 
Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012
Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012
Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012
Federação de Capoeira do Espírito Santo
 
Capoeira Regional
Capoeira RegionalCapoeira Regional
Capoeira Regional
Marcos Silva
 
Regras do mma
Regras do mmaRegras do mma
Regras do mma
eneck
 

Destaque (6)

Mma
MmaMma
Mma
 
MMA
MMAMMA
MMA
 
Aula capoeira movimentos básicos
Aula capoeira   movimentos básicosAula capoeira   movimentos básicos
Aula capoeira movimentos básicos
 
Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012
Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012
Regulamento desportivo internacional de capoeira 2012
 
Capoeira Regional
Capoeira RegionalCapoeira Regional
Capoeira Regional
 
Regras do mma
Regras do mmaRegras do mma
Regras do mma
 

Semelhante a Capoeira

Capoeira
CapoeiraCapoeira
Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022
Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022
Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022
Revista da Luta
 
capoeira.ppsx
capoeira.ppsxcapoeira.ppsx
capoeira.ppsx
TrcilaClara
 
Capoeira Forum
Capoeira ForumCapoeira Forum
Capoeira Forum
culturaafro
 
Book oficial carnaval 2011 consulado
Book oficial carnaval 2011  consuladoBook oficial carnaval 2011  consulado
Book oficial carnaval 2011 consulado
Mari Barboza
 
Lutas do Brasil aula de Educação física e História
Lutas do Brasil aula de Educação física e HistóriaLutas do Brasil aula de Educação física e História
Lutas do Brasil aula de Educação física e História
wilson778875
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
aDIRIANA SILVI
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
Luzia Gabriele
 
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturasSlide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Carina Soares Barroso
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Danças afro
Danças afroDanças afro
Danças afro
Elinton Oliveira
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
luistomaz54
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
luistomaz54
 
Figuras do Cavalo Marinho -Unicamp 2012 (Alício Amaral)
Figuras do Cavalo Marinho  -Unicamp 2012 (Alício Amaral)Figuras do Cavalo Marinho  -Unicamp 2012 (Alício Amaral)
Figuras do Cavalo Marinho -Unicamp 2012 (Alício Amaral)
Munduroda
 
Africanidades Brasil
Africanidades BrasilAfricanidades Brasil
Africanidades Brasil
izoldaferreira
 
Africanidades fato ou boato
Africanidades fato ou boatoAfricanidades fato ou boato
Africanidades fato ou boato
labjosecataldi
 
50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho
50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho
50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho
merlina Lovecraft
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
ntecaxambu
 
Capoeira angola-historia
Capoeira angola-historiaCapoeira angola-historia
Capoeira angola-historia
Adri Nzambi
 

Semelhante a Capoeira (20)

Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022
Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022
Revista Da Luta - Primeiro Semestre de 2022
 
capoeira.ppsx
capoeira.ppsxcapoeira.ppsx
capoeira.ppsx
 
Capoeira Forum
Capoeira ForumCapoeira Forum
Capoeira Forum
 
Book oficial carnaval 2011 consulado
Book oficial carnaval 2011  consuladoBook oficial carnaval 2011  consulado
Book oficial carnaval 2011 consulado
 
Lutas do Brasil aula de Educação física e História
Lutas do Brasil aula de Educação física e HistóriaLutas do Brasil aula de Educação física e História
Lutas do Brasil aula de Educação física e História
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturasSlide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
Slide sobre Brincadeiras, jogos,danças de nossas culturas
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Danças afro
Danças afroDanças afro
Danças afro
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Figuras do Cavalo Marinho -Unicamp 2012 (Alício Amaral)
Figuras do Cavalo Marinho  -Unicamp 2012 (Alício Amaral)Figuras do Cavalo Marinho  -Unicamp 2012 (Alício Amaral)
Figuras do Cavalo Marinho -Unicamp 2012 (Alício Amaral)
 
Africanidades Brasil
Africanidades BrasilAfricanidades Brasil
Africanidades Brasil
 
Africanidades fato ou boato
Africanidades fato ou boatoAfricanidades fato ou boato
Africanidades fato ou boato
 
50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho
50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho
50533878 a-heranca-de-mestre-bimba-angelo-augusto-decanio-filho
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Capoeira angola-historia
Capoeira angola-historiaCapoeira angola-historia
Capoeira angola-historia
 

Mais de David Alcantara

Culinária da Região Sudeste
Culinária da Região SudesteCulinária da Região Sudeste
Culinária da Região Sudeste
David Alcantara
 
Economia na Terceira Idade
Economia na Terceira IdadeEconomia na Terceira Idade
Economia na Terceira Idade
David Alcantara
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
David Alcantara
 
Hormônios Gonadotróficos
Hormônios Gonadotróficos Hormônios Gonadotróficos
Hormônios Gonadotróficos
David Alcantara
 
Ritmo na Psicomotricidade
Ritmo na PsicomotricidadeRitmo na Psicomotricidade
Ritmo na Psicomotricidade
David Alcantara
 
Trabalho Ética
Trabalho ÉticaTrabalho Ética
Trabalho Ética
David Alcantara
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
David Alcantara
 
Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.
Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.
Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.
David Alcantara
 

Mais de David Alcantara (8)

Culinária da Região Sudeste
Culinária da Região SudesteCulinária da Região Sudeste
Culinária da Região Sudeste
 
Economia na Terceira Idade
Economia na Terceira IdadeEconomia na Terceira Idade
Economia na Terceira Idade
 
Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Hormônios Gonadotróficos
Hormônios Gonadotróficos Hormônios Gonadotróficos
Hormônios Gonadotróficos
 
Ritmo na Psicomotricidade
Ritmo na PsicomotricidadeRitmo na Psicomotricidade
Ritmo na Psicomotricidade
 
Trabalho Ética
Trabalho ÉticaTrabalho Ética
Trabalho Ética
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 
Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.
Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.
Cenfaléia Tensional- Um mal que aflinge a maioria da população brasileira.
 

Último

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 

Último (20)

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 

Capoeira

  • 2. OBJETIVO  Apresentar aos alunos, o contexto histórico-social, desde sua origem, modificações, e sua imagem atual;  - Identificar e apresentar os principais fundamentos que compõem a capoeira, possibilitando aos alunos a vivencia, para entender a função de cada fundamento, e as formas que os mesmos podem ser executados;  - Apresentar as principais regras e elementos que compõem e colaboram para execução do jogo;  - Identificar os principais expoentes que fizeram e fazem parte do contexto histórico, e que preservam a cultura, e estimular a valorização dos mesmos;  - Estimular os alunos a refletirem sobre a importância do jogo em quanto cultura, e as formas de inclusão do mesmo no ambiente escolar.
  • 3. SURGIMENTO DA CAPOEIRA NO BRASIL:  Durante o século XVI, Portugal enviou escravos para a América do Sul, provenientes da África Ocidental. O Brasil foi o maior receptor da migração de escravos, com 42% de todos os escravos enviados através do Atlântico.  Os seguintes povos foram os que frequentemente eram vendidos no Brasil: o grupo sudanês e grupo bantus.  Os negros trouxeram consigo para o Novo Mundo as suas tradições culturais e religião. A homogeneização dos povos africanos sob a opressão da escravatura foi o catalisador da capoeira.  A capoeira foi desenvolvida pelos escravos do Brasil como forma de resistir aos seus opressores, praticar em segredo a sua arte, transmitir a sua cultura e melhorar o seu moral.
  • 4. EXISTEM TRÊS TIPOS DE CAPOEIRA, PORÉM SÓ DUAS SÃO PRATICADAS, SÃO ELAS: ANGOLA E REGIONAL.  Angola: é o estilo mais próximo de como os negros escravos jogavam a Capoeira. Caracterizada por ser mais lenta, porém rápida, movimentos furtivos executados perto do solo, como em cima, ela enfatiza as tradições da Capoeira, que em sua raiz está ligada aos rituais afro-brasileiros, caracterizado pelo Candomblé, sua música é cadenciada, orgânica e ritualizada, Mestre Pastinha (Vicente Ferrera Pastinha) foi o grande ícone do estilo. O jogo Angola se assemelha ao xadrez pela complexidade dos elementos envolvidos, seu domínio é muito mais complicado, envolvendo não só a parte mecânica do jogo mas também características como sutileza, o subterfúgio, a dissimulação, a teatralização, a mandinga e/ou mesmo a brincadeira para superar o oponente.
  • 5.  Regional: A capoeira regional foi criada por Mestre Bimba (Manuel dos Reis Machado, 1899-1974) Bimba criou sequências de ensino e metodizou o ensino de capoeira. Inicialmente, Bimba chamou sua capoeira de "Luta regional baiana", de onde surgiu o nome regional. Manoel dos Reis Machado, conhecido por ser um habilidoso lutador nos ringues, e inclusive, ser um exímio praticante da capoeira Angola, procurou fazer com que a capoeira tivesse uma maior força como luta e fez isto incorporando a ela novos golpes. Um fato que é conhecido, é de que Bimba teria incorporado golpes do Batuque, uma luta já extinta, que era rica em golpes traumáticos. A Regional surgiu por volta de 1930. Apesar do que muitos pensam, na capoeira regional não são utilizados saltos mortais, pois um dos fundamentos da capoeira regional, segundo Mestre Bimba é manter no mínimo uma base ao solo (um dos pés ou uma das mãos). O forte da capoeira regional são as quedas, rasteiras, cabeçadas.
  • 6. CARACTERÍSTICAS DE CADA TIPO DE CAPOEIRA  A Angola é o estilo mais próximo de como os negros escravos jogavam a Capoeira. Caracterizada por ser mais lenta, porém rápida, movimentos furtivos executados perto do solo, como em cima, ela enfatiza as tradições da Capoeira, que em sua raiz está ligada aos rituais afro-brasileiros, caracterizado pelo Candomblé, sua música é cadenciada, orgânica e ritualizada, Mestre Pastinha (Vicente Ferrera Pastinha) foi o grande ícone do estilo. O jogo Angola se assemelha ao xadrez pela complexidade dos elementos envolvidos, seu domínio é muito mais complicado, envolvendo não só a parte mecânica do jogo mas também características como sutileza, o subterfúgio, a dissimulação, a teatralização, a mandinga e/ou mesmo a brincadeira para superar o oponente.
  • 7. QUAIS OS GRANDES REPRESENTANTES DA CAPOEIRAANGOLA E CAPOEIRA REGIONAL  O grande representante da capoeira Angola foi Vicente Ferrera Pastinha, Mais conhecido por Mestre Pastinha, nascido em cinco de abril de 1889, dizia não ter aprendido a Capoeira em escola, mas "com a sorte".
  • 8. grande representante da capoeira regional foi Manuel dos Reis Machado, também conhecido como Mestre Bimba, nascido em 23 de novembro de 1899, foi criador da Luta Regional Baiana, mais tarde chamada de capoeira regional.
  • 9. COMO É JOGADO A CAPOEIRA?  Os capoeiristas se perfilam na roda de capoeira batendo palma no ritmo do berimbau e cantando a música enquanto dois capoeiristas jogam capoeira. O jogo entre dois capoeiristas pode terminar ao comando do capoeirista no berimbau (normalmente um capoeirista mais experiente) ou quando algum capoeirista da roda entra entre os dois e inicia um novo jogo com um deles. O tamanho da roda pode variar de um diâmetro de três metros até diâmetros superiores a dez metros. O jogo normalmente se inicia ao pé dos berimbaus. A roda de capoeira pode se realizar em praticamente qualquer lugar, em ambientes fechados ou abertos, sobre o cimento, a terra, a areia, o asfalto, na rua, numa praça, num descampado ou em uma academia. Para que a roda seja realizada precisamos de uma orquestra de instrumentos. Vários elementos permeiam nossas relações com o mundo e no Jogo de Capoeira estes elementos aparecem de maneira intensa. Respeito malicia maldade, responsabilidade, provocação, disputa, liberdade, brincadeira, e poder, entre outros, estão presentes em maior ou menor intensidade durante um jogo, e não há um jogo igual ao outro, mesmo com um mesmo oponente
  • 10.  Em geral a capoeira não busca destruir o oponente, porém contusões devido a combates mais agressivos não são raras. Entretanto, de maneira geral o capoeirista prefere mostrar sua superioridade "marcando" o golpe no oponente sem no entanto completá-lo. Se o seu oponente não pode evitar um ataque lento, não existe razão para utilizar um golpe mais rápido.
  • 11.  A ginga é o movimento básico da capoeira, é um movimento de pernas no ritmo do toque que lembra uma dança, porém capoeiristas experientes raramente ficam gingando pois estão constantemente atacando, defendendo, e "floreando" (movimentos acrobáticos).  Além da ginga são muito comuns os chutes em rotação, rasteiras, golpes com as mãos, cabeçadas (com o objetivo principal de desequilibrar), esquivas, saltos, mortais, giros apoiados nas mãos e na cabeça, movimentos acrobáticos e de grande elasticidade e movimentos próximos ao solo.
  • 12.  Em combates longos é comum a volta ao mundo, que é quando um dos capoeiristas solicita uma pausa no jogo dando algumas voltas na roda com o oponente o seguindo. Depois duas a três voltas os dois saem ao pé do berimbau para continuar o jogo.  Cada toque requer uma forma diferente de jogar capoeira, acapoeira Angola pede um jogo mais lento perto do solo e com mais "mandinga"(matreiro, sutil, dissimulado), São Bento Grande de Bimba um jogo rápido e de muitos chutes em rotação, um jogo com muitos floreios.
  • 13. GOLPES E MOVIMENTOS DA CAPOEIRA REGIONAL  Ginga  Esquiva  Giro de mão  Salto mortal  Giro de cabeça  Meia-lua de compasso  Meia-lua de frente  Armada  Benção  Cabeçada  Chapa  Martelo  Martelo Cruzado  Meia-lua  Meia-lua de base  Queixada  Rabo-de-arraia  Rasteira  Voo do morcego  Ponte aranha  Ponta de faca  Amazonas
  • 14. QUALA IMPORTÂNCIAS DAS CANÇÕES NO JOGO?  A música é um componente fundamental da capoeira. Ela determina o ritmo e o estilo do jogo que é jogado durante a roda de capoeira. A música é composta de instrumentos e de canções, podendo o ritmo variar de acordo com o Toque de Capoeira de bem lento (Angola) a bastante acelerado (São Bento Grande). Muitas canções são na forma de pequenas estrofes intercaladas por um refrão, enquanto outras vêm na forma de longas narrativas (ladainhas). As canções de capoeira têm assuntos dos mais variados.
  • 15. COMO FUNCIONA O SISTEMA DE GRADUAÇÃO? O sistema de graduação varia de grupo para grupo. Nos grupos de capoeira regional ou de capoeira angola e regional, a graduação é normalmente representada pelas cores de cordas ou cordéis amarrados na cintura do jogado. Existem várias entidades (Ligas, Federações e Confederações) que tentam organizar a graduação na capoeira. Atualmente a Confederação Brasileira de Capoeira adota o sistema de graduação feito por cordões e seguindo as cores da bandeira brasileira. Temos então a seguinte ordem do iniciante ao mestre. Sistemas oficiais de graduação da CBC  Os cordéis para graduação podem variar de acordo com o grupo de capoeirista.  A- Graduação Infantil (3 a 12 anos)  1º estágio - iniciante: sem corda ou sem cordão  2º estágio - batizado: cinza claro/verde  3º estágio - graduado: cinza claro/amarelo  4º estágio - graduado: cinza claro / azul  5º estágio - intermediário: cinza claro/verde/ amarelo  6º estágio - adiantado: cinza claro / verde / azul  7º estágio - estagiário: cinza claro / amarelo / azul
  • 16.  B- Graduação normal (a partir de 13 anos)  1º estágio - iniciante: sem corda ou cordão  2º estágio - batizado: verde  3º estágio – graduado: amarelo  4º estágio – graduado: azul  5º estágio – intermediário: verde e amarelo  6º estágio – adiantado: verde e azul  7º estágio – estagiário: amarelo e azul  C- Docente de capoeira • 8º estágio - Formado: verde, amarelo, azul e branco. • 9º estágio - Monitor: verde e branco • 10º estágio - Instrutor: amarelo e branco • 11º estágio - Contramestre: azul e branco • 12º estágio - Mestre: branco