SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Oqueébullying?
A palavra bullying é de origem inglesa e não tem uma tradução exata
para o português. O radical bully, em inglês, significa valentão, brigão,
tirano, e o sufixo -ing (acrescido ao radical bully) dá ideia de
continuidade,constância¹.
Dessa forma, só podemos chamar de bullying o comportamento
agressivo sistemático e constante. Episódios isolados de agressão física
ou verbal não são classificados como bullying².
O ato é caracterizado pelo desequilíbrio de poder entre os envolvidos,
limitado às relações entre pares (na escola, entre os estudantes), cuja
repetição tem potencial para longa duração, constituindo objeto de
preocupação constante aos envolvidos. Um fator agravante é a
dificuldade de comunicação, sobretudo por parte do alvo em assumira
humilhaçãosofrida³.
É importante entender que o bullying é um caso particular de
violência. Por ser um ato repetitivo e constante, reflete no
comportamento dos envolvidos, causando impactos físicos e
emocionais no alvo, no agente e nos espectadores³.
As ações do bullying
são agressivas, intencionais e
repetidas, exercidas por um
indivíduo ou grupo que usa de
seu poder ou força, com o
intuito de expor, humilhar,
ameaçar, agredir, intimidar³.
Tipos debullying
As agressões realizadas em um ato de bullying podem ser de diferentes
tipos. Uma das formas de classificá-las é em2:
• Físico: as agressões físicas envolvem ações palpáveis, que ferem a integridade corporal
dos alvos. Podem se manifestar na forma de chutes, socos, empurrões, tapas, bloqueios
de passagens, entre outros que envolvam o toque inadequado e não permitido dos alvos.
• Verbal: as agressões verbais, geralmente, atingem a moral dos alvos, levando-os a se
sentirem humilhados e inferiores. São manifestos na forma de xingamentos, apelidos, rótulos, piadas, etc.
• Material: envolvem a manipulação inadequada de materiais que pertencem aos alvos, de forma a
danificar os objetos ou não permitir que o alvo desfrute de sua utilização. São praticados quando os
agentes escondem, sujam, estragam, rasgam, danifiquem ou se apropriem dos materiais sem o aval dos
donos.
• Sexual: envolvem o assédio, a indução e o abuso sexual.
• Moral: envolvem atitudes difamatórias ecaluniosas.
• Social: se expressa na forma de isolar
, apartar
, ignorar ou excluir de forma frequente algum indivíduo do
grupo, impedindo seu convívio e interação social com os demais. São discriminações de qualquer
natureza, podendo estar relacionado a questões religiosas, raciais e de gênero.
• Psicológica: envolve perseguir
, amedrontar
, aterrorizar
,intimidar
, dominar
,manipular
,
chantagear e infernizar oalvo.
Como
identificar?
Ciberbullying
O ciberbullying é a prática do bullying em ambientes virtuais,
muito comum nos dias atuais. Acontece com a criação,
montagens, manipulação, divulgação e compartilhamento de
imagens, áudios e vídeos constrangedores ou com a escrita de
textos e notícias falsas e vexatórias. As mensagens envolvidas
tendem a ser violentas, humilhantes e depreciativas para o alvo.
O agente, geralmente, utiliza perfis falsos na rede, o que
dificulta a identificação do autor das postagens. O estrago,
geralmente, é muito maior, pois a plateia é virtual e ilimitada,
composta de muitos espectadores 5.
Osenvolvidos
• Agentes: os agentes são os responsáveis pela prática do bullying e tendem a escolher como alvos
outros indivíduos que eles identificam como mais frágeis ou em situações de vulnerabilidade.
Suas ações são realizadas com a intenção de causar danos ao alvo escolhido, podendo ser de
ordem física, emocional, social, psicológica, entre outros.
• Alvos: os alvos são os que recebem a ação praticada, identificando-se como sem recursos para
reagir ao ato. Geralmente são tímidos, podem ter alguma dificuldade no relacionamento com
outras pessoas e/ou sentir-se isolados, de modo que venham a se sentir em posição menos
favorecida para reação.
• Espectadores: são os indivíduos que assistem as ações praticadas, muitas vezes sem intervir nos
atos. Alguns presenciam os atos de forma a reafirmar as ações dos agentes, rindo ou
reforçando seu comportamento. Outros se omitem, sem prestar auxílio aos alvos, com medo de
sofrerem as mesmas agressões.
Ocomportamento
As práticas de bullying impactam de forma profunda um indivíduo, modificando seu com-
portamento e atitude frente ao grupo e ao ambiente onde o ato ocorre.Algumas indicações
de um potencial alvo debullying incluem:
• Surgimento de machucados e lesões sem alguma explicação convincente.
• Apresentação de roupas danificadas, sujas ou rasgadas.
• Perda frequente ou danificação de pertences pessoais e materiais escolares.
• Receio ou medo de sair sozinho, não querer ir à escola.
• Isolamento e ausência de socialização eamizades.
• Desmotivação nos estudos e queda no rendimento escolar
.
• Tristeza,solidão e estresse.
• Insônia e pesadelosfrequentes.
• Perda do apetite e baixa imunidade sem motivos aparentes.
• Pensamentos suicidas.
• Depressão.
Como
identificar?
É importante que os responsáveis pelas
crianças ou adolescentes estejam atentos
aos sinais e a qualquer mudança brusca
de comportamento, sem que haja
uma motivação. O Clube também
desempenha um papel crucial na
identificação, devendo estar alertas a
qualquer tipo de interação violenta e
intimidadora, além de estar alerta a
mudanças comportamentais de algum
desbravador.
Estatuto da criança e do
adolescente
Artigo 5º
Nenhuma criança ou adolescente será objeto
discriminação, exploração,
de qualquer forma de negligência,
violência,
crueldade e opressão, punido na forma da lei
qualquer atentado, por ação ou omissão, aos
seus direitosfundamentais.
Artigo 17º
O direito ao respeito consiste na
inviolabilidade da integridade física, psíquica
e moral da criança e do adolescente,
abrangendo a preservação da imagem, da
identidade, da autonomia, dos valores, idéias
e crenças, dosespaços e objetos pessoais.
Código penal
brasileiro
Artigo 146º
Constranger alguém, mediante
violência ou grave ameaça, ou depois
de lhe haver reduzido, por qualquer
outro meio, a capacidade de
resistência, a não fazer o que a lei
permite, ou a fazer o que ela não
manda.
Artigo 147º
Ameaçar alguém, por palavra,escrito
ou gesto, ou qualquer outro meio
simbólico, de causar-lhe mal injusto e
grave.
Conse-
quências
legais
DISQUE 100
Canal de
denúncia
nacional de
violência contra
os direitos
humanos
sensibilizar
acolher
identificar
conhecer
IDENTIFICAÇÃO
diz respeito ao
processo de
reconhecimento
de um ato de
bullying e às
medidas
socioeducativas
cabíveis, voltado
principalmente
para o agente e
espectador
ACOLHIMENTO
diz respeito ao
suporte ao alvo
SENSIBILIZAÇÃO
diz respeito às
palestras e
eventos sobre o
bullying e seus
desdobramentos
CONHECIMENTO
diz respeito às
ações
educacionais
sobre o tema
eixos
Bullying.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Bullying.pptx

Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio Escolar
Msaude
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio Escolar
Msaude
 
Bullying para usar na escola 22 07
Bullying para usar na escola 22 07Bullying para usar na escola 22 07
Bullying para usar na escola 22 07
Joseph Romacoj
 
Bullying para se usar em reuniões na escola
Bullying para se usar em reuniões na escola Bullying para se usar em reuniões na escola
Bullying para se usar em reuniões na escola
Joseph Romacoj
 
A para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabeA para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabe
29portugal
 
Género e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas EscolasGénero e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas Escolas
Michele Pó
 
Trabalho escrito psicologia
Trabalho escrito psicologiaTrabalho escrito psicologia
Trabalho escrito psicologia
Amanda Jhonys
 

Semelhante a Bullying.pptx (20)

Violência contra crianças
Violência contra criançasViolência contra crianças
Violência contra crianças
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio Escolar
 
Violência
ViolênciaViolência
Violência
 
ApresentaçãO Do Bullying Palestra 2007
ApresentaçãO Do Bullying Palestra 2007ApresentaçãO Do Bullying Palestra 2007
ApresentaçãO Do Bullying Palestra 2007
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio Escolar
 
Bullying para usar na escola 22 07
Bullying para usar na escola 22 07Bullying para usar na escola 22 07
Bullying para usar na escola 22 07
 
Bullying para se usar em reuniões na escola
Bullying para se usar em reuniões na escola Bullying para se usar em reuniões na escola
Bullying para se usar em reuniões na escola
 
A para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabeA para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabe
 
Género e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas EscolasGénero e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas Escolas
 
Trabalho escrito psicologia
Trabalho escrito psicologiaTrabalho escrito psicologia
Trabalho escrito psicologia
 
Bullyng
BullyngBullyng
Bullyng
 
Power point4
Power point4Power point4
Power point4
 
Projeto bullying
Projeto bullyingProjeto bullying
Projeto bullying
 
Bullying grupo b
Bullying grupo bBullying grupo b
Bullying grupo b
 
Bullying "Gilnei"
Bullying "Gilnei"Bullying "Gilnei"
Bullying "Gilnei"
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Bullying de olho nas consequências
Bullying   de olho nas consequênciasBullying   de olho nas consequências
Bullying de olho nas consequências
 
Bullying e suas consequências
 Bullying e suas consequências  Bullying e suas consequências
Bullying e suas consequências
 
12. ESTILOS EDUCATIVOS PARENTAIS.pptx
12. ESTILOS EDUCATIVOS PARENTAIS.pptx12. ESTILOS EDUCATIVOS PARENTAIS.pptx
12. ESTILOS EDUCATIVOS PARENTAIS.pptx
 
Tipos de Violência 2011.ppt
Tipos de Violência 2011.pptTipos de Violência 2011.ppt
Tipos de Violência 2011.ppt
 

Mais de Luan Souza (6)

Jesus é Vida.pptx
Jesus é Vida.pptxJesus é Vida.pptx
Jesus é Vida.pptx
 
1.pptx
1.pptx1.pptx
1.pptx
 
04-AMOR QUE VIVE NA ADORAÇÃO.pptx
04-AMOR QUE VIVE NA ADORAÇÃO.pptx04-AMOR QUE VIVE NA ADORAÇÃO.pptx
04-AMOR QUE VIVE NA ADORAÇÃO.pptx
 
03-AMOR QUE INSISTE E NÃO DESISTE.pptx
03-AMOR QUE INSISTE E NÃO DESISTE.pptx03-AMOR QUE INSISTE E NÃO DESISTE.pptx
03-AMOR QUE INSISTE E NÃO DESISTE.pptx
 
02-AMOR QUE VIVE NA FAMÍLIA.pptx
02-AMOR QUE VIVE NA FAMÍLIA.pptx02-AMOR QUE VIVE NA FAMÍLIA.pptx
02-AMOR QUE VIVE NA FAMÍLIA.pptx
 
01-AMOR QUE VIVE NA CRUZ.pptx
01-AMOR QUE VIVE NA CRUZ.pptx01-AMOR QUE VIVE NA CRUZ.pptx
01-AMOR QUE VIVE NA CRUZ.pptx
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
LeandroLima265595
 

Último (20)

Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 

Bullying.pptx

  • 1.
  • 2. Oqueébullying? A palavra bullying é de origem inglesa e não tem uma tradução exata para o português. O radical bully, em inglês, significa valentão, brigão, tirano, e o sufixo -ing (acrescido ao radical bully) dá ideia de continuidade,constância¹. Dessa forma, só podemos chamar de bullying o comportamento agressivo sistemático e constante. Episódios isolados de agressão física ou verbal não são classificados como bullying². O ato é caracterizado pelo desequilíbrio de poder entre os envolvidos, limitado às relações entre pares (na escola, entre os estudantes), cuja repetição tem potencial para longa duração, constituindo objeto de preocupação constante aos envolvidos. Um fator agravante é a dificuldade de comunicação, sobretudo por parte do alvo em assumira humilhaçãosofrida³. É importante entender que o bullying é um caso particular de violência. Por ser um ato repetitivo e constante, reflete no comportamento dos envolvidos, causando impactos físicos e emocionais no alvo, no agente e nos espectadores³. As ações do bullying são agressivas, intencionais e repetidas, exercidas por um indivíduo ou grupo que usa de seu poder ou força, com o intuito de expor, humilhar, ameaçar, agredir, intimidar³.
  • 3. Tipos debullying As agressões realizadas em um ato de bullying podem ser de diferentes tipos. Uma das formas de classificá-las é em2: • Físico: as agressões físicas envolvem ações palpáveis, que ferem a integridade corporal dos alvos. Podem se manifestar na forma de chutes, socos, empurrões, tapas, bloqueios de passagens, entre outros que envolvam o toque inadequado e não permitido dos alvos. • Verbal: as agressões verbais, geralmente, atingem a moral dos alvos, levando-os a se sentirem humilhados e inferiores. São manifestos na forma de xingamentos, apelidos, rótulos, piadas, etc. • Material: envolvem a manipulação inadequada de materiais que pertencem aos alvos, de forma a danificar os objetos ou não permitir que o alvo desfrute de sua utilização. São praticados quando os agentes escondem, sujam, estragam, rasgam, danifiquem ou se apropriem dos materiais sem o aval dos donos. • Sexual: envolvem o assédio, a indução e o abuso sexual. • Moral: envolvem atitudes difamatórias ecaluniosas. • Social: se expressa na forma de isolar , apartar , ignorar ou excluir de forma frequente algum indivíduo do grupo, impedindo seu convívio e interação social com os demais. São discriminações de qualquer natureza, podendo estar relacionado a questões religiosas, raciais e de gênero. • Psicológica: envolve perseguir , amedrontar , aterrorizar ,intimidar , dominar ,manipular , chantagear e infernizar oalvo. Como identificar?
  • 4. Ciberbullying O ciberbullying é a prática do bullying em ambientes virtuais, muito comum nos dias atuais. Acontece com a criação, montagens, manipulação, divulgação e compartilhamento de imagens, áudios e vídeos constrangedores ou com a escrita de textos e notícias falsas e vexatórias. As mensagens envolvidas tendem a ser violentas, humilhantes e depreciativas para o alvo. O agente, geralmente, utiliza perfis falsos na rede, o que dificulta a identificação do autor das postagens. O estrago, geralmente, é muito maior, pois a plateia é virtual e ilimitada, composta de muitos espectadores 5.
  • 5. Osenvolvidos • Agentes: os agentes são os responsáveis pela prática do bullying e tendem a escolher como alvos outros indivíduos que eles identificam como mais frágeis ou em situações de vulnerabilidade. Suas ações são realizadas com a intenção de causar danos ao alvo escolhido, podendo ser de ordem física, emocional, social, psicológica, entre outros. • Alvos: os alvos são os que recebem a ação praticada, identificando-se como sem recursos para reagir ao ato. Geralmente são tímidos, podem ter alguma dificuldade no relacionamento com outras pessoas e/ou sentir-se isolados, de modo que venham a se sentir em posição menos favorecida para reação. • Espectadores: são os indivíduos que assistem as ações praticadas, muitas vezes sem intervir nos atos. Alguns presenciam os atos de forma a reafirmar as ações dos agentes, rindo ou reforçando seu comportamento. Outros se omitem, sem prestar auxílio aos alvos, com medo de sofrerem as mesmas agressões.
  • 6. Ocomportamento As práticas de bullying impactam de forma profunda um indivíduo, modificando seu com- portamento e atitude frente ao grupo e ao ambiente onde o ato ocorre.Algumas indicações de um potencial alvo debullying incluem: • Surgimento de machucados e lesões sem alguma explicação convincente. • Apresentação de roupas danificadas, sujas ou rasgadas. • Perda frequente ou danificação de pertences pessoais e materiais escolares. • Receio ou medo de sair sozinho, não querer ir à escola. • Isolamento e ausência de socialização eamizades. • Desmotivação nos estudos e queda no rendimento escolar . • Tristeza,solidão e estresse. • Insônia e pesadelosfrequentes. • Perda do apetite e baixa imunidade sem motivos aparentes. • Pensamentos suicidas. • Depressão. Como identificar? É importante que os responsáveis pelas crianças ou adolescentes estejam atentos aos sinais e a qualquer mudança brusca de comportamento, sem que haja uma motivação. O Clube também desempenha um papel crucial na identificação, devendo estar alertas a qualquer tipo de interação violenta e intimidadora, além de estar alerta a mudanças comportamentais de algum desbravador.
  • 7. Estatuto da criança e do adolescente Artigo 5º Nenhuma criança ou adolescente será objeto discriminação, exploração, de qualquer forma de negligência, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitosfundamentais. Artigo 17º O direito ao respeito consiste na inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, da autonomia, dos valores, idéias e crenças, dosespaços e objetos pessoais. Código penal brasileiro Artigo 146º Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda. Artigo 147º Ameaçar alguém, por palavra,escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave. Conse- quências legais DISQUE 100 Canal de denúncia nacional de violência contra os direitos humanos
  • 9. IDENTIFICAÇÃO diz respeito ao processo de reconhecimento de um ato de bullying e às medidas socioeducativas cabíveis, voltado principalmente para o agente e espectador ACOLHIMENTO diz respeito ao suporte ao alvo SENSIBILIZAÇÃO diz respeito às palestras e eventos sobre o bullying e seus desdobramentos CONHECIMENTO diz respeito às ações educacionais sobre o tema eixos