SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
PAMPAS
Alunos: Arthur, Eline, Jenifer, Karine e Rosiellen.
O QUE É O PAMPAS?
 O Pampa, também denominado, campanha gaúcha, campos sulinos
ou campos do sul é o único bioma brasileiro presente somente numa
unidade federativa, ou seja, ocupa mais da metade do território do
Rio Grande do Sul e parte dos países: Uruguai e argentina.
VEGETAÇÃO
 Vegetação do pampa é majoritariamente composta por gramíneas
e plantas rasteiras. Árvores e pequenos arbustos também podem
ser encontrados na região, mas em minoria e de maneira esparsa.
Estima-se que a flora dos pampas abranja cerca de 3.000 espécies de
plantas entre campos nativos, matas e afloramentos rochosos.
RELEVO
 O bioma pampa é formado por quatro conjuntos que caracterizam
seu relevo:
 Planalto da campanha
 Depressão central
 Planalto sul- Grandense
 Planície costeira
 Em sua maior parte, destaca-se o relevo de planícies constituído de
grandes áreas de pastagens que se desenvolvem grandes rebanhos.
FAUNA
 A fauna do Pampa é extensa, com espécies raras de animais do qual
possui uma grande variedade de aves, mamíferos, artrópodes, répteis
e anfíbios. São aproximadamente 400 aves e 100 mamíferos que
fazem parte do bioma.
 Nos pampas há grande variedade de insetos e de pequenos animais,
o que favorece o crescimento dos pássaros, sendo assim considerada
uma das regiões do planeta onde a fauna de pássaros está mais
conservada.
FLORA
 O bioma Pampa conserva cerca de 40% de sua cobertura vegetal
nativa e, da mesma maneira que a fauna, a flora da pampa é bem
extensa constituída de espécies endêmicas (somente se desenvolvem
ali), raras e algumas em extinção.
No total, cerca de 3000 espécies de plantas compõem o bioma pampa,
com 70 tipos de cactos, 100 tipos de árvores, 450 tipos de gramíneas e
mais de 150 tipos são leguminosas.
CLIMA
 Com temperaturas que podem chegar aos 35 ºC no verão e médias
negativas no inverno, o clima no Pampa gaúcho é frio e úmido, com
chuvas concentradas no inverno e precipitação anual de em média
1.200 mm. São comuns as geadas e pode chegar a ter episódios
pontuais de neve.
DESMATAMENTO
 Os maiores riscos em termos ambientais no Bioma Pampa são,
dentre outros, a expansão da fronteira agrícola com a prática da
monocultura. Essa prática acaba por afastar os animais da região,
por conta da própria escassez alimentar ocasionada pela perda da
variedade vegetativa na região.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Mata de araucarias
Mata de araucarias Mata de araucarias
Mata de araucarias
 
Pampas
PampasPampas
Pampas
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
BIOMA: MATA ATLÂNTICA
BIOMA: MATA ATLÂNTICA BIOMA: MATA ATLÂNTICA
BIOMA: MATA ATLÂNTICA
 
O cerrado
O cerradoO cerrado
O cerrado
 
Trabalho de geo CERRADO
Trabalho de geo CERRADOTrabalho de geo CERRADO
Trabalho de geo CERRADO
 
Os biomas brasileiros , plano de aula ppt
Os biomas brasileiros , plano de aula pptOs biomas brasileiros , plano de aula ppt
Os biomas brasileiros , plano de aula ppt
 
Floresta Amazônica
Floresta AmazônicaFloresta Amazônica
Floresta Amazônica
 
Unidades de conservação na amazônia
Unidades de conservação na amazôniaUnidades de conservação na amazônia
Unidades de conservação na amazônia
 
Mata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - BiomasMata Atlântica - Biomas
Mata Atlântica - Biomas
 
Apresentação amazônia
Apresentação   amazôniaApresentação   amazônia
Apresentação amazônia
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
O Bioma Caatinga
O Bioma Caatinga O Bioma Caatinga
O Bioma Caatinga
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
 
Domínios Morfoclimátcos-Araucária
Domínios Morfoclimátcos-AraucáriaDomínios Morfoclimátcos-Araucária
Domínios Morfoclimátcos-Araucária
 
Bioma Campos Sulinos
Bioma   Campos SulinosBioma   Campos Sulinos
Bioma Campos Sulinos
 
Domínios morfoclimático - Araucária
Domínios morfoclimático - AraucáriaDomínios morfoclimático - Araucária
Domínios morfoclimático - Araucária
 
Bioma Costeiros Marinhos
Bioma Costeiros MarinhosBioma Costeiros Marinhos
Bioma Costeiros Marinhos
 
Bioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - CompletoBioma da Caatinga - Completo
Bioma da Caatinga - Completo
 
O Brasil a globalização e os blocos econômicos
O Brasil a globalização e os blocos econômicosO Brasil a globalização e os blocos econômicos
O Brasil a globalização e os blocos econômicos
 

Semelhante a BIOMA PAMPAS.pptx

Semelhante a BIOMA PAMPAS.pptx (20)

Pampas
PampasPampas
Pampas
 
Pampas gauchos
Pampas gauchosPampas gauchos
Pampas gauchos
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
 
Vegeta. brasileira 2010
Vegeta. brasileira 2010Vegeta. brasileira 2010
Vegeta. brasileira 2010
 
Principais biomas brasileiros
Principais biomas brasileirosPrincipais biomas brasileiros
Principais biomas brasileiros
 
kkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkk
 
Biomas brasileiros.pptx
Biomas brasileiros.pptxBiomas brasileiros.pptx
Biomas brasileiros.pptx
 
Vegetacao brasileira
Vegetacao brasileiraVegetacao brasileira
Vegetacao brasileira
 
DOC-20221105-WA0109. (1).pptx
DOC-20221105-WA0109. (1).pptxDOC-20221105-WA0109. (1).pptx
DOC-20221105-WA0109. (1).pptx
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Juntos
JuntosJuntos
Juntos
 
Projeto Biomas
Projeto Biomas Projeto Biomas
Projeto Biomas
 
Domínios Brasileiros - Campos Sulinos - Pampas Gaúchos
Domínios Brasileiros - Campos Sulinos - Pampas GaúchosDomínios Brasileiros - Campos Sulinos - Pampas Gaúchos
Domínios Brasileiros - Campos Sulinos - Pampas Gaúchos
 
Ifes aula 10-as-fronteiras_naturais_do_brasil
Ifes aula 10-as-fronteiras_naturais_do_brasilIfes aula 10-as-fronteiras_naturais_do_brasil
Ifes aula 10-as-fronteiras_naturais_do_brasil
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
 
Os biomas-brasileiros
Os biomas-brasileirosOs biomas-brasileiros
Os biomas-brasileiros
 
Os biomas brasileiros
Os biomas brasileirosOs biomas brasileiros
Os biomas brasileiros
 
Apresentação Campos Sulinos
Apresentação Campos SulinosApresentação Campos Sulinos
Apresentação Campos Sulinos
 

Último

Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfEversonFerreira20
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 

Último (20)

Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 

BIOMA PAMPAS.pptx

  • 1. PAMPAS Alunos: Arthur, Eline, Jenifer, Karine e Rosiellen.
  • 2. O QUE É O PAMPAS?  O Pampa, também denominado, campanha gaúcha, campos sulinos ou campos do sul é o único bioma brasileiro presente somente numa unidade federativa, ou seja, ocupa mais da metade do território do Rio Grande do Sul e parte dos países: Uruguai e argentina.
  • 3. VEGETAÇÃO  Vegetação do pampa é majoritariamente composta por gramíneas e plantas rasteiras. Árvores e pequenos arbustos também podem ser encontrados na região, mas em minoria e de maneira esparsa. Estima-se que a flora dos pampas abranja cerca de 3.000 espécies de plantas entre campos nativos, matas e afloramentos rochosos.
  • 4. RELEVO  O bioma pampa é formado por quatro conjuntos que caracterizam seu relevo:  Planalto da campanha  Depressão central  Planalto sul- Grandense  Planície costeira  Em sua maior parte, destaca-se o relevo de planícies constituído de grandes áreas de pastagens que se desenvolvem grandes rebanhos.
  • 5. FAUNA  A fauna do Pampa é extensa, com espécies raras de animais do qual possui uma grande variedade de aves, mamíferos, artrópodes, répteis e anfíbios. São aproximadamente 400 aves e 100 mamíferos que fazem parte do bioma.  Nos pampas há grande variedade de insetos e de pequenos animais, o que favorece o crescimento dos pássaros, sendo assim considerada uma das regiões do planeta onde a fauna de pássaros está mais conservada.
  • 6. FLORA  O bioma Pampa conserva cerca de 40% de sua cobertura vegetal nativa e, da mesma maneira que a fauna, a flora da pampa é bem extensa constituída de espécies endêmicas (somente se desenvolvem ali), raras e algumas em extinção. No total, cerca de 3000 espécies de plantas compõem o bioma pampa, com 70 tipos de cactos, 100 tipos de árvores, 450 tipos de gramíneas e mais de 150 tipos são leguminosas.
  • 7. CLIMA  Com temperaturas que podem chegar aos 35 ºC no verão e médias negativas no inverno, o clima no Pampa gaúcho é frio e úmido, com chuvas concentradas no inverno e precipitação anual de em média 1.200 mm. São comuns as geadas e pode chegar a ter episódios pontuais de neve.
  • 8. DESMATAMENTO  Os maiores riscos em termos ambientais no Bioma Pampa são, dentre outros, a expansão da fronteira agrícola com a prática da monocultura. Essa prática acaba por afastar os animais da região, por conta da própria escassez alimentar ocasionada pela perda da variedade vegetativa na região.