SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Baixar para ler offline
Carlos Lopes
Bibliotecas de ensino superior:
novas e saudáveis tendências
2
Bibliotecas de ensino superior:
novas e saudáveis tendências
Carlos Lopes
:https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_34__ITM.jpg
3
Um problema partilhado é um
problema meio resolvido.
A melhor forma de ter uma boa
ideia é ter muitas ideias.
(Ditados populares)
> Questões de partida…
4
o O que há no horizonte para os próximos anos para as
bibliotecas de ensino superior?
o Que tendências e tecnologias dirigirão a mudança
nas bibliotecas de ensino superior?
o Quais são os desafios considerados solucionáveis ou
difíceis de superar, e como podemos criar
estratégias efetivas para solucioná-las?
5
É composto por bibliotecários de várias instituições
públicas e privadas do ensino superior de Portugal e tem
como objetivos:
o potenciar formas de cooperação entre profissionais
e bibliotecas
o gerar transferência de saberes para um
conhecimento profissional mais aprofundado, promover
projetos de desenvolvimento técnico
o acompanhar de forma atenta e crítica os projetos
relevantes no campo da ciência e ensino
o melhorar o contributo das bibliotecas e a sua
relevância social e procurar novas oportunidades e
projetos inovadores de intervenção pública
> GT-BES da BAD, quem somos?> GT-BES da BAD, quem somos?
6
o explorar as áreas de intervenção que
exigem atualmente às bibliotecas a definição
de uma estratégia de ação efetiva e imediata
o potenciar a cooperação entre profissionais
de bibliotecas de ensino superior
o promover a atualização de competências e
de métodos de trabalho dos profissionais de
informação
Intenção?
> Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior do GT-BES> Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior do GT-BES
7
Profissionais de informação das bibliotecas de
ensino superior nacionais, bem como às estruturas
de tutela das instituições de ensino superior.
Destinatários?
> Destinatários das recomendações> Destinatários das recomendações
8
As 10 recomendações focam-se essencialmente
em quatro vertentes da ação das bibliotecas:
1. Apoio ao ensino e aprendizagem, especificamente
na promoção das competências de literacia de
informação;
2. Suporte às atividades de investigação e de
publicação científica;
3. Gestão organizacional de parcerias e de projetos de
cooperação entre bibliotecas;
4. Conceção e disponibilização de serviços, sistemas
e espaços que facilitem e potenciem a aprendizagem e a
descoberta e gestão da informação.
GT-BES
> Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior de Portugal 2016> Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior de Portugal 2016
10
ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS
COM OS PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO
REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA
INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA
APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA
E CIENTÍFICA
DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS BIBLIOTECAS
PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM
10RecomendaçõesGT-BES
CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS
CIENTÍFICOS
POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À
INVESTIGAÇÃO
PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE
INFORMAÇÃO
FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À
COMUNIDADE ACADÉMICA
REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS
APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE
PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES
11
1
Reafirmar a relevância das
competências de literacia da
informação na comunidade
académica
Photo by George Serdechny: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_Iw23M.jpg
12
1. REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA
INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA
1. REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA
INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA
Afirmar a necessidade de desenvolvimento da
literacia da informação na comunidade
académica, sublinhando, junto dos parceiros
institucionais, a importância da creditação de
competências de literacia da informação,
incluindo nos curricula dos cursos iniciativas que
promovam essas competências e garantindo que a
biblioteca responde, de forma prospetiva e
proactiva, às solicitações dos docentes para apoio
às atividades de ensino e investigação.
13
2
Desenvolver competências dos
profissionais das bibliotecas
para apoio às atividades de
ensino e aprendizagem
Photo by George Serdechny: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_ITM.jpg
14
2. DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS
BIBLIOTECAS PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM
2. DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS
BIBLIOTECAS PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM
Apostar no reforço e desenvolvimento de
competências técnicas e pedagógicas dos
profissionais das bibliotecas e na criação de
conteúdos online para as atividades de formação
e transferência de conhecimento da Biblioteca,
investindo no estabelecimento de parcerias com
os docentes e na conceção e desenvolvimento de
serviços de apoio ao ensino, concretizando
iniciativas que promovam a partilha de
conteúdos.
15
3
Apoiar projetos editoriais de
publicação académica e
científica
http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
16
3. APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA E
CIENTÍFICA
3. APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA E
CIENTÍFICA
Estar disponível para assumir novas funções no
domínio da publicação e edição de revistas
académicas e científicas, livros ou outras novas
formas de partilhar ciência, apoiando os
responsáveis na definição de políticas editoriais e
modelos de negócio, bem como na coordenação
editorial, através do desenvolvimento,
manutenção e suporte de sistemas de informação
que permitam o alojamento e a disseminação
destas publicações.
17
4
Assegurar repositórios
institucionais alinhados com os
padrões de interoperabilidade e
preservação
http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
18
4. ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS COM OS
PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO
4. ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS COM OS
PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO
Consolidar repositórios institucionais com as
especificações técnicas que garantam os padrões
de interoperabilidade e de preservação digital,
reforçando o papel central do repositório nos
ecossistemas institucionais e nacionais de
informação académica e científica, nomeadamente
na integração com os sistemas de gestão de ciência
(CRIS - Current Research Information Systems) e na
aplicação das políticas de Acesso Aberto.
19
5
Criar serviços de apoio à gestão
de dados científicos
http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
20
5. CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS CIENTÍFICOS5. CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS CIENTÍFICOS
Conceber serviços de apoio à gestão de dados
científicos, alicerçados em planos de intervenção
estratégica para atuação institucional que respondam
às necessidades da gestão dos dados gerados e
recolhidos na atividade dos investigadores,
compreendendo o papel relevante das instituições de
investigação no cumprimento das políticas de dados
dos organismos financiadores da ciência e
procurando a promoção de uma cultura de dados
abertos que incentive a partilha, identificação e a
citação dos dados de investigação.
21
6
Potenciar o papel da biblioteca
no apoio à investigação
http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
22
6. POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À INVESTIGAÇÃO6. POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À INVESTIGAÇÃO
Fomentar uma relação de confiança e parceria
entre a Biblioteca e os investigadores de forma a
evidenciar as novas competências dos profissionais
de informação no suporte à atividade de
investigação, publicação e avaliação de
desempenho, dotando os investigadores das
ferramentas necessárias para aumentar a
visibilidade do trabalho científico ao nível
individual e institucional, interpretar os indicadores
de avaliação e aferir o impacto da produção
científica.
23
7
Fomentar parcerias com
estruturas de apoio à
comunidade académica
http:// www.vend11231.com/
24
7. FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À COMUNIDADE
ACADÉMICA
7. FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À COMUNIDADE
ACADÉMICA
Desenvolver, de forma ativa e efetiva, parcerias
com as estruturas e serviços de apoio aos
estudantes, professores e investigadores,
construindo soluções comuns, geradores de mais-
valias para a comunidade académica, potenciando
serviços inovadores de caráter transversal.
25
8
Promover e facilitar o acesso às
fontes de informação
http:// www.vend111.com/
26
8. PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO8. PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO
Promover e facilitar o acesso às fontes de
informação impressas e digitais disponíveis na
instituição e outros recursos para o ensino e a
investigação, mediante a divulgação efetiva e
regular dos mesmos, a disponibilização de sistemas
integrados que permitam uma descoberta de
informação eficaz e a inclusão dos dados
bibliográficos dos sistemas de informação geridos
pela Biblioteca em sistemas agregadores externos.
27
9
Reinventar e potenciar os
espaços das bibliotecas
http:// www.vend1771.com/
http:// www.vend131.com/
28
9. REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS9. REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS
Reinventar os espaços das Bibliotecas através de
desenhos mais flexíveis, abertos e dinâmicos,
promotores de maior acessibilidade e de
modalidades distintas de trabalho (colaborativo
e individual), para que se constituam
simultaneamente como espaços de socialização
e laboratórios de aprendizagem.
29
10
Aprofundar redes de
colaboração entre profissionais
e instituições
http:// www.vend14.com
30
10. APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS E
INSTITUIÇÕES
10. APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS E
INSTITUIÇÕES
Aprofundar redes de colaboração entre
profissionais e instituições que desenvolvam e
promovam ativamente iniciativas para aproximar
profissionais, gerar parcerias institucionais e
valorizar boas práticas, construindo valor sobre
redes já existentes e assegurando condições de
funcionamento para novas iniciativas de
cooperação.
Criação de Conteúdos
Partilha de Conteúdos
Organização de Conteúdos
Profissionais da Informação
Criação de Conteúdos
Partilha de Conteúdos
Organização de Conteúdos
Comunicação
Profissionais da Informação
Desafio
Inovação
Transformar Ideias em Serviços
http:// www.vend02.com/
> Questões de discussão e reflexão para as
bibliotecas na área da saúde:
34
o 1. Qual seria a questão mais importante em cada
uma das dez recomendações para a área da saúde,
bem como para as comunidades a quem serve?
o 2. Que ações poderiam ser tomadas para garantir a
participação das bibliotecas da saúde nas questões
identificadas?
o 3. Quem poderia assumir a liderança destas ações,
quem poderia ser parceiro?
Questões?
35
ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS
COM OS PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO
REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA
INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA
APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA
E CIENTÍFICA
DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS BIBLIOTECAS
PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM
10RecomendaçõesGT-BES
CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS
CIENTÍFICOS
POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À
INVESTIGAÇÃO
PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE
INFORMAÇÃO
FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À
COMUNIDADE ACADÉMICA
REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS
APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE
PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES
36
A leitura é uma necessidade biológica da espécie.
Nenhum ecrã e nenhuma tecnologia conseguirão suprimir
a necessidade de leitura tradicional.
Photo by George Serdechny: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_1__ITM.jpg
> Umberto Eco
(…) A internet é perigosa para o ignorante porque não filtra
nada para ele. Ela só é boa para quem já conhece – e sabe
onde está o conhecimento. A longo prazo, o resultado
pedagógico será dramático. Veremos multidões de
ignorantes usando a internet para as mais variadas bobagens:
jogos, bate-papos e busca de notícias irrelevantes.
ÉPOCA - Há uma solução para o problema do excesso de
informação?
Eco - Seria preciso criar uma teoria da filtragem. Uma
disciplina prática, baseada na experimentação quotidiana
com a internet. Fica aí uma sugestão para as universidades:
elaborar uma teoria e uma ferramenta de filtragem que
funcionem para o bem do conhecimento. Conhecer é filtrar.
Fonte: http://revistaepoca.globo.com/ideias/noticia/2011/12/umberto-eco-o-excesso-de-informacao-provoca-amnesia.html
Nem todas as verdades são para todos os ouvidos.
(In O Nome da Rosa)
OBRIGADO, Umberto Eco!
39
“O Homem não pode descobrir novos
oceanos, se não tiver a coragem de perder
a costa de vista.”
André Guide (escritor francês, Prémio Nobel
da Literatura em 1947; 1869-1951)
40
Obrigado pela vossa atenção!
Carlos Lopes | clopes@ispa.pt
XIIJornadasAPDIS-Inovação,Inovação,Intervenção,22deAbril2016
Diretor do Centro de Documentação
Grupo de Trabalho das Bibliotecas do Ensino Superior (BAD)
Grupo de Investigação em Psicopatologia, Emoções, Cognição e Documentação
> Sinopse
41
O que há no horizonte para os próximos anos para as bibliotecas de ensino
superior? Que tendências e tecnologias dirigirão a mudança nas bibliotecas de
ensino superior? Quais são os desafios considerados solucionáveis ou difíceis de
superar, e como podemos criar estratégias efetivas para solucioná-las? Estas
questões com respeito à adoção tecnológica e à mudança educacional são o
propósito desta comunicação sobre tendências para as bibliotecas de ensino
superior. São apresentadas as dez recomendações elaboradas pelo grupo de
trabalho das bibliotecas de ensino superior da BAD (Associação Portuguesa de
Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, 2015) com foco essencialmente em
quatro vertentes da ação das bibliotecas: (a) o apoio ao ensino e aprendizagem,
especificamente na promoção das competências de literacia de informação; (b) o
suporte às atividades de investigação e de publicação científica; (c) a gestão
organizacional de parcerias e de projetos de cooperação entre bibliotecas; (d)
a conceção e disponibilização de serviços, sistemas e espaços que facilitem e
potenciem a aprendizagem e a descoberta e gestão da informação.
Palavras-chave:
Educação, Colaboração, Bibliotecas de ensino superior, tendências.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sessão de apresentação das Recomendações para as Bibliotecas do Ensino Super...
Sessão de apresentação das Recomendações para as  Bibliotecas do Ensino Super...Sessão de apresentação das Recomendações para as  Bibliotecas do Ensino Super...
Sessão de apresentação das Recomendações para as Bibliotecas do Ensino Super...Pedro Príncipe
 
Construir comunidades inteligentes
Construir comunidades inteligentesConstruir comunidades inteligentes
Construir comunidades inteligentesMaria Jose Vitorino
 
Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018
Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018
Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018Maria Jose Vitorino
 
Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...
Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...
Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...Universidade de Aveiro
 
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...Pedro Príncipe
 
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016Portal de Periódicos UFSC
 
Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013be23ceb
 
Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...
Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...
Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...Tatyanne Valdez
 
Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003
Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003
Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003Maria Da Graça Gonçalves
 
Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...
Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...
Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...Ana Carolina Simionato
 
Proposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da InformaçãoProposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da InformaçãoAna Carolina Simionato
 
Paa bibliotecas escolares 2017 2018
Paa bibliotecas escolares 2017 2018Paa bibliotecas escolares 2017 2018
Paa bibliotecas escolares 2017 2018Risoleta Montez
 
Learning Commons: Inovando nos espaços da Biblioteca
Learning Commons: Inovando nos espaços da BibliotecaLearning Commons: Inovando nos espaços da Biblioteca
Learning Commons: Inovando nos espaços da BibliotecaUniversidade de São Paulo
 
Acooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperior
AcooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperiorAcooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperior
Acooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperiorzildasilva
 
Paa 2014 2015-bibliotecas_escolares
Paa 2014 2015-bibliotecas_escolaresPaa 2014 2015-bibliotecas_escolares
Paa 2014 2015-bibliotecas_escolaresRisoleta Montez
 
Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012
Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012
Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012Maria Jose Vitorino
 

Mais procurados (20)

Sessão de apresentação das Recomendações para as Bibliotecas do Ensino Super...
Sessão de apresentação das Recomendações para as  Bibliotecas do Ensino Super...Sessão de apresentação das Recomendações para as  Bibliotecas do Ensino Super...
Sessão de apresentação das Recomendações para as Bibliotecas do Ensino Super...
 
Construir comunidades inteligentes
Construir comunidades inteligentesConstruir comunidades inteligentes
Construir comunidades inteligentes
 
Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018
Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018
Redes de bibliotecas = Reti di biblioteche Bologna 2018
 
Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...
Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...
Bibliotecas, Web e Literacia: o apoio ao utilizador nas Bibliotecas da Univer...
 
Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos Gestão de Portais de Periódicos
Gestão de Portais de Periódicos
 
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
Tendências nas Bibliotecas, infraestruturas de informação e comunicação cient...
 
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
Relatório Anual do Portal de Periódicos UFSC: gestão de 2016
 
Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013
 
Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...
Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...
Comunidades de prática online para as bibliotecas dos Colégios de Aplicação d...
 
Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003
Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003
Standards of profissional excellence for teacher librarians v2972003
 
Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...
Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...
Proposta de serviço de disseminação da informação para bibliotecas universitá...
 
Proposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da InformaçãoProposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da Informação
 
Paa bibliotecas escolares 2017 2018
Paa bibliotecas escolares 2017 2018Paa bibliotecas escolares 2017 2018
Paa bibliotecas escolares 2017 2018
 
Perto
PertoPerto
Perto
 
Papel do Bibliotecário
Papel do BibliotecárioPapel do Bibliotecário
Papel do Bibliotecário
 
Learning Commons: Inovando nos espaços da Biblioteca
Learning Commons: Inovando nos espaços da BibliotecaLearning Commons: Inovando nos espaços da Biblioteca
Learning Commons: Inovando nos espaços da Biblioteca
 
Prioridades2020.21
Prioridades2020.21Prioridades2020.21
Prioridades2020.21
 
Acooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperior
AcooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperiorAcooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperior
Acooperacaooentreasbibliotecasdoensinosuperior
 
Paa 2014 2015-bibliotecas_escolares
Paa 2014 2015-bibliotecas_escolaresPaa 2014 2015-bibliotecas_escolares
Paa 2014 2015-bibliotecas_escolares
 
Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012
Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012
Escolas, bibliotecas públicas : integração com 3 C. S. Paulo (Brasil) 22.11.2012
 

Semelhante a Bibliotecas de ensino superior: novas e saudáveis tendências

Congresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteracia
Congresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteraciaCongresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteracia
Congresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteraciaDiana Silva
 
Bibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidade
Bibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidadeBibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidade
Bibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidadePedro Príncipe
 
Cantanhede_PADDE_RBE.pdf
Cantanhede_PADDE_RBE.pdfCantanhede_PADDE_RBE.pdf
Cantanhede_PADDE_RBE.pdfJorge Borges
 
Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...
Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...
Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...http://bvsalud.org/
 
Os novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas Universitárias
Os novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas UniversitáriasOs novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas Universitárias
Os novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas UniversitáriasPaula Carina De Araújo
 
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e MetasBiblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e MetasAna Ferreira
 
Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...
Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...
Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...Pedro Príncipe
 
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)André Avorio
 
Prointer oficcial biblioteca virtual
Prointer oficcial   biblioteca virtualProinter oficcial   biblioteca virtual
Prointer oficcial biblioteca virtualViviane Macedo
 
A Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de Famalicão
A Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de FamalicãoA Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de Famalicão
A Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de FamalicãoPedro Príncipe
 

Semelhante a Bibliotecas de ensino superior: novas e saudáveis tendências (20)

Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
 
Congresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteracia
Congresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteraciaCongresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteracia
Congresso BAD 10 - Bibliotecas, Web e LIteracia
 
Bibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidade
Bibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidadeBibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidade
Bibliotecas, Web e Literacia: construir recursos e serviços em comunidade
 
Pdc. be. ag. vila d'este 1
Pdc. be. ag. vila d'este  1Pdc. be. ag. vila d'este  1
Pdc. be. ag. vila d'este 1
 
Ctdi diana
Ctdi dianaCtdi diana
Ctdi diana
 
CTDI_Vila_Conde
CTDI_Vila_CondeCTDI_Vila_Conde
CTDI_Vila_Conde
 
Cantanhede_PADDE_RBE.pdf
Cantanhede_PADDE_RBE.pdfCantanhede_PADDE_RBE.pdf
Cantanhede_PADDE_RBE.pdf
 
Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...
Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...
Experiência colaborativa para implantação de novos serviços e produtos: novas...
 
Os novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas Universitárias
Os novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas UniversitáriasOs novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas Universitárias
Os novos serviços de apoio à pesquisa em Bibliotecas Universitárias
 
Plano de Gestão Atualizado
Plano de Gestão AtualizadoPlano de Gestão Atualizado
Plano de Gestão Atualizado
 
Biblioteca ativa
Biblioteca ativaBiblioteca ativa
Biblioteca ativa
 
Workshop Apresentação MABE
Workshop Apresentação MABEWorkshop Apresentação MABE
Workshop Apresentação MABE
 
Workshop Apresentação MABE
Workshop Apresentação MABEWorkshop Apresentação MABE
Workshop Apresentação MABE
 
Workshop Apresentação MABE
Workshop Apresentação MABEWorkshop Apresentação MABE
Workshop Apresentação MABE
 
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e MetasBiblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
 
Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...
Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...
Cooperação e Redes de Bibliotecas - Apresentação do Grupo de Trabalho das Bib...
 
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
 
Plano de Gestão
Plano de GestãoPlano de Gestão
Plano de Gestão
 
Prointer oficcial biblioteca virtual
Prointer oficcial   biblioteca virtualProinter oficcial   biblioteca virtual
Prointer oficcial biblioteca virtual
 
A Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de Famalicão
A Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de FamalicãoA Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de Famalicão
A Biblioteca e as Redes Sociais - Encontro das Bibliotecas de Famalicão
 

Mais de Carlos Lopes

1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal
1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal
1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em PortugalCarlos Lopes
 
Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...
Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...
Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...Carlos Lopes
 
Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)
Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)
Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)Carlos Lopes
 
Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)
Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)
Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)Carlos Lopes
 
ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...
ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...
ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...Carlos Lopes
 
QUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA
QUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICAQUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA
QUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICACarlos Lopes
 
Comunicacion ibersid 2017 final ok_final
Comunicacion ibersid 2017 final ok_finalComunicacion ibersid 2017 final ok_final
Comunicacion ibersid 2017 final ok_finalCarlos Lopes
 
Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...
Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...
Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...Carlos Lopes
 
3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...
3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...
3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...Carlos Lopes
 
Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...
Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...
Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...Carlos Lopes
 
Comunicação de carlos lopes no workshoop literacia da informação no 3º enco...
Comunicação de carlos lopes no workshoop  literacia da informação  no 3º enco...Comunicação de carlos lopes no workshoop  literacia da informação  no 3º enco...
Comunicação de carlos lopes no workshoop literacia da informação no 3º enco...Carlos Lopes
 
#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015
#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015
#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015Carlos Lopes
 
#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.pptCarlos Lopes
 
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015Carlos Lopes
 
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.pptCarlos Lopes
 
Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...
Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...
Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...Carlos Lopes
 
Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...
Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...
Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...Carlos Lopes
 
Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...
Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...
Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...Carlos Lopes
 

Mais de Carlos Lopes (20)

1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal
1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal
1º Curso de Pós-Graduação em Literacia em Saúde em Portugal
 
Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...
Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...
Literacia da informação no combate às fake news - Workshop #4 Encontro das BE...
 
Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)
Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)
Webinar gtbes 18 dez 2018_lopes_sanches_antunes_vfinal_ok (1)
 
Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)
Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)
Pós-graduação em Literacia em Saúde (ISPA -Instituto Universitário)
 
ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...
ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...
ECIL 2018 > INFORMATİON LİTERACY AND OPEN SCİENCE Before and after the new AC...
 
QUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA
QUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICAQUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA
QUARENTA ANOS DA REVISTA ANÁLISE PSICOLÓGICA (1977-2017): ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA
 
Comunicacion ibersid 2017 final ok_final
Comunicacion ibersid 2017 final ok_finalComunicacion ibersid 2017 final ok_final
Comunicacion ibersid 2017 final ok_final
 
Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...
Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...
Aveiro apresentação comemoração dos 10 anos da biblioteca da univ_aveiro__200...
 
3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...
3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...
3ºencontro bes 2016 : 3. Integração da literacia da informação nos curricula:...
 
Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...
Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...
Sessão de apresentação do PG em literacia em saúde: modelos, estratégias e in...
 
Comunicação de carlos lopes no workshoop literacia da informação no 3º enco...
Comunicação de carlos lopes no workshoop  literacia da informação  no 3º enco...Comunicação de carlos lopes no workshoop  literacia da informação  no 3º enco...
Comunicação de carlos lopes no workshoop literacia da informação no 3º enco...
 
Mendeley
Mendeley Mendeley
Mendeley
 
#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015
#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015
#1# workshop de doutoramento apresentação__27 e 28 novembro 2015
 
#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#4# apa workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
 
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
#2# wos workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015
 
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
#3# ebsco e b on-workshop de doutoramento__27 e 28 novembro 2015.ppt
 
Learning theories
Learning theoriesLearning theories
Learning theories
 
Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...
Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...
Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários: va...
 
Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...
Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...
Modelo ECSI - satisfação e lealdade dos utilizadores aplicado a bibliotecas u...
 
Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...
Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...
Comunicação no 1ª encontro de editores de revistas científicas portuguesas_SC...
 

Último

ParasitosesDeformaResumida.finalissima.ppt
ParasitosesDeformaResumida.finalissima.pptParasitosesDeformaResumida.finalissima.ppt
ParasitosesDeformaResumida.finalissima.pptAlberto205764
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástricoAnatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástricoMarianaAnglicaMirand
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
O mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdf
O mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdfO mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdf
O mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdfNelmo Pinto
 
Primeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e AnatomiaPrimeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e AnatomiaCristianodaRosa5
 

Último (10)

ParasitosesDeformaResumida.finalissima.ppt
ParasitosesDeformaResumida.finalissima.pptParasitosesDeformaResumida.finalissima.ppt
ParasitosesDeformaResumida.finalissima.ppt
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãosAplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
 
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástricoAnatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
O mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdf
O mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdfO mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdf
O mundo secreto dos desenhos - Gregg M. Furth.pdf
 
Primeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e AnatomiaPrimeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
 

Bibliotecas de ensino superior: novas e saudáveis tendências

  • 1. Carlos Lopes Bibliotecas de ensino superior: novas e saudáveis tendências
  • 2. 2 Bibliotecas de ensino superior: novas e saudáveis tendências Carlos Lopes :https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_34__ITM.jpg
  • 3. 3 Um problema partilhado é um problema meio resolvido. A melhor forma de ter uma boa ideia é ter muitas ideias. (Ditados populares)
  • 4. > Questões de partida… 4 o O que há no horizonte para os próximos anos para as bibliotecas de ensino superior? o Que tendências e tecnologias dirigirão a mudança nas bibliotecas de ensino superior? o Quais são os desafios considerados solucionáveis ou difíceis de superar, e como podemos criar estratégias efetivas para solucioná-las?
  • 5. 5 É composto por bibliotecários de várias instituições públicas e privadas do ensino superior de Portugal e tem como objetivos: o potenciar formas de cooperação entre profissionais e bibliotecas o gerar transferência de saberes para um conhecimento profissional mais aprofundado, promover projetos de desenvolvimento técnico o acompanhar de forma atenta e crítica os projetos relevantes no campo da ciência e ensino o melhorar o contributo das bibliotecas e a sua relevância social e procurar novas oportunidades e projetos inovadores de intervenção pública > GT-BES da BAD, quem somos?> GT-BES da BAD, quem somos?
  • 6. 6 o explorar as áreas de intervenção que exigem atualmente às bibliotecas a definição de uma estratégia de ação efetiva e imediata o potenciar a cooperação entre profissionais de bibliotecas de ensino superior o promover a atualização de competências e de métodos de trabalho dos profissionais de informação Intenção? > Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior do GT-BES> Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior do GT-BES
  • 7. 7 Profissionais de informação das bibliotecas de ensino superior nacionais, bem como às estruturas de tutela das instituições de ensino superior. Destinatários? > Destinatários das recomendações> Destinatários das recomendações
  • 8. 8 As 10 recomendações focam-se essencialmente em quatro vertentes da ação das bibliotecas: 1. Apoio ao ensino e aprendizagem, especificamente na promoção das competências de literacia de informação; 2. Suporte às atividades de investigação e de publicação científica; 3. Gestão organizacional de parcerias e de projetos de cooperação entre bibliotecas; 4. Conceção e disponibilização de serviços, sistemas e espaços que facilitem e potenciem a aprendizagem e a descoberta e gestão da informação. GT-BES > Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior de Portugal 2016> Recomendações para as Bibliotecas de Ensino Superior de Portugal 2016
  • 9. 10 ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS COM OS PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA E CIENTÍFICA DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS BIBLIOTECAS PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM 10RecomendaçõesGT-BES CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS CIENTÍFICOS POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À INVESTIGAÇÃO PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À COMUNIDADE ACADÉMICA REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES
  • 10. 11 1 Reafirmar a relevância das competências de literacia da informação na comunidade académica Photo by George Serdechny: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_Iw23M.jpg
  • 11. 12 1. REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA 1. REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA Afirmar a necessidade de desenvolvimento da literacia da informação na comunidade académica, sublinhando, junto dos parceiros institucionais, a importância da creditação de competências de literacia da informação, incluindo nos curricula dos cursos iniciativas que promovam essas competências e garantindo que a biblioteca responde, de forma prospetiva e proactiva, às solicitações dos docentes para apoio às atividades de ensino e investigação.
  • 12. 13 2 Desenvolver competências dos profissionais das bibliotecas para apoio às atividades de ensino e aprendizagem Photo by George Serdechny: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_ITM.jpg
  • 13. 14 2. DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS BIBLIOTECAS PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM 2. DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS BIBLIOTECAS PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM Apostar no reforço e desenvolvimento de competências técnicas e pedagógicas dos profissionais das bibliotecas e na criação de conteúdos online para as atividades de formação e transferência de conhecimento da Biblioteca, investindo no estabelecimento de parcerias com os docentes e na conceção e desenvolvimento de serviços de apoio ao ensino, concretizando iniciativas que promovam a partilha de conteúdos.
  • 14. 15 3 Apoiar projetos editoriais de publicação académica e científica http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
  • 15. 16 3. APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA E CIENTÍFICA 3. APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA E CIENTÍFICA Estar disponível para assumir novas funções no domínio da publicação e edição de revistas académicas e científicas, livros ou outras novas formas de partilhar ciência, apoiando os responsáveis na definição de políticas editoriais e modelos de negócio, bem como na coordenação editorial, através do desenvolvimento, manutenção e suporte de sistemas de informação que permitam o alojamento e a disseminação destas publicações.
  • 16. 17 4 Assegurar repositórios institucionais alinhados com os padrões de interoperabilidade e preservação http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
  • 17. 18 4. ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS COM OS PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO 4. ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS COM OS PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO Consolidar repositórios institucionais com as especificações técnicas que garantam os padrões de interoperabilidade e de preservação digital, reforçando o papel central do repositório nos ecossistemas institucionais e nacionais de informação académica e científica, nomeadamente na integração com os sistemas de gestão de ciência (CRIS - Current Research Information Systems) e na aplicação das políticas de Acesso Aberto.
  • 18. 19 5 Criar serviços de apoio à gestão de dados científicos http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
  • 19. 20 5. CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS CIENTÍFICOS5. CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS CIENTÍFICOS Conceber serviços de apoio à gestão de dados científicos, alicerçados em planos de intervenção estratégica para atuação institucional que respondam às necessidades da gestão dos dados gerados e recolhidos na atividade dos investigadores, compreendendo o papel relevante das instituições de investigação no cumprimento das políticas de dados dos organismos financiadores da ciência e procurando a promoção de uma cultura de dados abertos que incentive a partilha, identificação e a citação dos dados de investigação.
  • 20. 21 6 Potenciar o papel da biblioteca no apoio à investigação http://blog.prosperyourmind_2_2013.com
  • 21. 22 6. POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À INVESTIGAÇÃO6. POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À INVESTIGAÇÃO Fomentar uma relação de confiança e parceria entre a Biblioteca e os investigadores de forma a evidenciar as novas competências dos profissionais de informação no suporte à atividade de investigação, publicação e avaliação de desempenho, dotando os investigadores das ferramentas necessárias para aumentar a visibilidade do trabalho científico ao nível individual e institucional, interpretar os indicadores de avaliação e aferir o impacto da produção científica.
  • 22. 23 7 Fomentar parcerias com estruturas de apoio à comunidade académica http:// www.vend11231.com/
  • 23. 24 7. FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À COMUNIDADE ACADÉMICA 7. FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À COMUNIDADE ACADÉMICA Desenvolver, de forma ativa e efetiva, parcerias com as estruturas e serviços de apoio aos estudantes, professores e investigadores, construindo soluções comuns, geradores de mais- valias para a comunidade académica, potenciando serviços inovadores de caráter transversal.
  • 24. 25 8 Promover e facilitar o acesso às fontes de informação http:// www.vend111.com/
  • 25. 26 8. PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO8. PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO Promover e facilitar o acesso às fontes de informação impressas e digitais disponíveis na instituição e outros recursos para o ensino e a investigação, mediante a divulgação efetiva e regular dos mesmos, a disponibilização de sistemas integrados que permitam uma descoberta de informação eficaz e a inclusão dos dados bibliográficos dos sistemas de informação geridos pela Biblioteca em sistemas agregadores externos.
  • 26. 27 9 Reinventar e potenciar os espaços das bibliotecas http:// www.vend1771.com/ http:// www.vend131.com/
  • 27. 28 9. REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS9. REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS Reinventar os espaços das Bibliotecas através de desenhos mais flexíveis, abertos e dinâmicos, promotores de maior acessibilidade e de modalidades distintas de trabalho (colaborativo e individual), para que se constituam simultaneamente como espaços de socialização e laboratórios de aprendizagem.
  • 28. 29 10 Aprofundar redes de colaboração entre profissionais e instituições http:// www.vend14.com
  • 29. 30 10. APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES 10. APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES Aprofundar redes de colaboração entre profissionais e instituições que desenvolvam e promovam ativamente iniciativas para aproximar profissionais, gerar parcerias institucionais e valorizar boas práticas, construindo valor sobre redes já existentes e assegurando condições de funcionamento para novas iniciativas de cooperação.
  • 30. Criação de Conteúdos Partilha de Conteúdos Organização de Conteúdos Profissionais da Informação
  • 31. Criação de Conteúdos Partilha de Conteúdos Organização de Conteúdos Comunicação Profissionais da Informação
  • 32. Desafio Inovação Transformar Ideias em Serviços http:// www.vend02.com/
  • 33. > Questões de discussão e reflexão para as bibliotecas na área da saúde: 34 o 1. Qual seria a questão mais importante em cada uma das dez recomendações para a área da saúde, bem como para as comunidades a quem serve? o 2. Que ações poderiam ser tomadas para garantir a participação das bibliotecas da saúde nas questões identificadas? o 3. Quem poderia assumir a liderança destas ações, quem poderia ser parceiro? Questões?
  • 34. 35 ASSEGURAR REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS ALINHADOS COM OS PADRÕES DE INTEROPERABILIDADE E PRESERVAÇÃO REAFIRMAR A RELEVÂNCIA DAS COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNIDADE ACADÉMICA APOIAR PROJETOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÃO ACADÉMICA E CIENTÍFICA DESENVOLVER COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DAS BIBLIOTECAS PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE ENSINO E APRENDIZAGEM 10RecomendaçõesGT-BES CRIAR SERVIÇOS DE APOIO À GESTÃO DE DADOS CIENTÍFICOS POTENCIAR O PAPEL DA BIBLIOTECA NO APOIO À INVESTIGAÇÃO PROMOVER E FACILITAR O ACESSO ÀS FONTES DE INFORMAÇÃO FOMENTAR PARCERIAS COM ESTRUTURAS DE APOIO À COMUNIDADE ACADÉMICA REINVENTAR E POTENCIAR OS ESPAÇOS DAS BIBLIOTECAS APROFUNDAR REDES DE COLABORAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS E INSTITUIÇÕES
  • 35. 36 A leitura é uma necessidade biológica da espécie. Nenhum ecrã e nenhuma tecnologia conseguirão suprimir a necessidade de leitura tradicional. Photo by George Serdechny: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_lecture_at_the_1__ITM.jpg
  • 36. > Umberto Eco (…) A internet é perigosa para o ignorante porque não filtra nada para ele. Ela só é boa para quem já conhece – e sabe onde está o conhecimento. A longo prazo, o resultado pedagógico será dramático. Veremos multidões de ignorantes usando a internet para as mais variadas bobagens: jogos, bate-papos e busca de notícias irrelevantes. ÉPOCA - Há uma solução para o problema do excesso de informação? Eco - Seria preciso criar uma teoria da filtragem. Uma disciplina prática, baseada na experimentação quotidiana com a internet. Fica aí uma sugestão para as universidades: elaborar uma teoria e uma ferramenta de filtragem que funcionem para o bem do conhecimento. Conhecer é filtrar. Fonte: http://revistaepoca.globo.com/ideias/noticia/2011/12/umberto-eco-o-excesso-de-informacao-provoca-amnesia.html Nem todas as verdades são para todos os ouvidos. (In O Nome da Rosa)
  • 38. 39 “O Homem não pode descobrir novos oceanos, se não tiver a coragem de perder a costa de vista.” André Guide (escritor francês, Prémio Nobel da Literatura em 1947; 1869-1951)
  • 39. 40 Obrigado pela vossa atenção! Carlos Lopes | clopes@ispa.pt XIIJornadasAPDIS-Inovação,Inovação,Intervenção,22deAbril2016 Diretor do Centro de Documentação Grupo de Trabalho das Bibliotecas do Ensino Superior (BAD) Grupo de Investigação em Psicopatologia, Emoções, Cognição e Documentação
  • 40. > Sinopse 41 O que há no horizonte para os próximos anos para as bibliotecas de ensino superior? Que tendências e tecnologias dirigirão a mudança nas bibliotecas de ensino superior? Quais são os desafios considerados solucionáveis ou difíceis de superar, e como podemos criar estratégias efetivas para solucioná-las? Estas questões com respeito à adoção tecnológica e à mudança educacional são o propósito desta comunicação sobre tendências para as bibliotecas de ensino superior. São apresentadas as dez recomendações elaboradas pelo grupo de trabalho das bibliotecas de ensino superior da BAD (Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, 2015) com foco essencialmente em quatro vertentes da ação das bibliotecas: (a) o apoio ao ensino e aprendizagem, especificamente na promoção das competências de literacia de informação; (b) o suporte às atividades de investigação e de publicação científica; (c) a gestão organizacional de parcerias e de projetos de cooperação entre bibliotecas; (d) a conceção e disponibilização de serviços, sistemas e espaços que facilitem e potenciem a aprendizagem e a descoberta e gestão da informação. Palavras-chave: Educação, Colaboração, Bibliotecas de ensino superior, tendências.