SlideShare uma empresa Scribd logo

Plano de Gestão

1 de 11
Baixar para ler offline
Plano de Gestão

UNIPAMPA ConsolidAção

  Quadriênio 2012-2015

   Ulrika “Ulla” Arns
Almir Barros Santos Neto




 Bagé, 10 de Agosto de 2011
A partir das visitas aos campi e a setores da reitoria, realizadas no mês de
julho e agosto, foram identificadas demandas que, para a ConsolidAção, devem
ser assumidas como prioritárias.

       Inicialmente reafirmamos nosso compromisso em garantir o diálogo com
todos os segmentos da comunidade acadêmica, respeitar as diferenças
individuais, assegurar o cumprimento das decisões dos colegiados instituídos e
promover a transparência dos atos administrativos e acadêmicos. Desse modo,
fomentaremos a descentralização integrada e a consolidação do processo de
implantação da Unipampa através de quatro grandes eixos de ação



      1. Fortalecer e consolidar a concepção multicampi da UNIPAMPA,
         dotando igualmente todos os campi de condições de trabalho e de
         estudo adequadas em toda a Universidade.

      2. Realizar permanente adequação quantitativa do quadro de pessoal
         docente e técnico-administrativo às necessidades institucionais.

      3. Promover a reflexão coletiva acerca da função social da Unipampa
         com vistas a buscar maior inserção na sociedade e contribuir para o
         desenvolvimento regional.

      4. Ampliar e consolidar a área física e infraestrutura dos campi:
         laboratórios, bibliotecas, salas para atendimento a acadêmicos,
         espaços de convivência.

      5. Trabalhar pela ampliação da autonomia de gestão acadêmica e
         administrativa dos Campi, visando sua qualificação e aperfeiçoamento.

      6. Promover a descentralização integrada dos processos de decisão em
         todos os níveis, aperfeiçoando a gestão democrática.

      7. Aprimorar os processos de assistência estudantil e de formação
         acadêmica através de locação, aquisição e construção moradias
         estudantis nos dez Campus; implementação de soluções                para
         alimentação dos estudantes nos dez Campus: cantina, subsídio
         para refeições, parcerias com outras instituições, restaurantes
         universitários; ampliação e c o n s o l i d a ç ã o d e p rogramas como
         PBDA, PET, PIBID, entre outros; assessoramento para organização do
         movimento estudantil, considerando o caráter multicampi da Unipampa.


      8. Ampliar a qualidade da gestão a partir da definição e unificação dos
processos acadêmicos e administrativos; estabelecer reuniões
           periódicas de diferentes grupos de gestores (reunião de diretores de
           campus; de coordenadores acadêmicos; de coordenadores
           administrativos; entre técnicos de diferentes pró-reitorias que trabalham
           de modo integrado; etc.); padronizar documentos oficiais (atas,
           certificados, atestados, memorandos, ofícios); aprimorar os sistemas de
           informação para agilizar processos administrativos e acadêmicos:
           protocolo, projetos, compras, orçamento; incentivar o desenvolvimento
           de ações conjuntas entre NTI e setores acadêmicos para melhor
           aproveitamento do SIE; promover maior participação dos servidores nos
           processos de gestão de cada unidade.

     9. Qualificar os processos de Comunicação interna e         externa da
        instituição; aprimoramento dos canais de comunicação já disponíveis:
        site, telefonia; criação de novos canais de comunicação: radio web,
        televisão, editora, publicações impressas e eletrônicas; disponibilizar,
        através de publicações periódicas, informações pertinentes à tomada
        de decisões institucionais e à prestação de contas.

     10.   Implementar o Projeto Institucional atual e organizar o processo de
           construção participativa do novo projeto que vigorará a partir de 2014.

     11. Fortalecer as relações institucionais da UNIPAMPA, no âmbito regional,
         nacional e internacional, especialmente com os países do cone sul.




  Políticas
Política de Ensino
D a r ênfase à qualificação dos cursos de graduação, bem como à promoção
dos programas de pós-graduação, cientes de que o ensino assume papel
primordial   na formação       acadêmica, profissional e nas relações da
Universidade com a sociedade.


Ações

      Planejar ofertas de novos cursos de graduação que visem
      simultaneamente o atendimento das demandas sociais, a consolidação
      dos Campus e a racionalização dos recursos humanos e de
      infraestrutura.

    Incentivar, através de recursos humanos e materiais, a criação de
estratégias que permitam aos ingressantes superarem defasagens em sua
 formação escolar anterior, de modo a reduzir os índices de reprovação nos
 semestres iniciais e a assegurar a qualidade dos cursos de graduação.

   Fomentar e apoiar a criação de novos cursos lato sensu e stricto sensu
   que tenham o objetivo de formar recursos humanos qualificados para
   desenvolver   pesquisa, tecnologia    e    inovação,   e     promover
   desenvolvimento regional.

   Implantar programas de doutorado.

   Criar um sistema de avaliação para monitorar os cursos de graduação e
pós-graduação.

   Concluir o processo de adequação dos Projetos Pedagógicos de Cursos
   ao Projeto Institucional da UNIPAMPA.

   Incentivar ações de inovação didático-pedagógicas e de avaliação
   voltadas ao processo de ensino e aprendizagem, com vistas à inclusão
   social e à qualificação da formação acadêmica.

   Incluir a UNIPAMPA no rol de IES com acesso pleno ao Portal de
   Periódicos da CAPES.
Incentivar e viabilizar o uso de ferramentas de ensino a distância (EaD)
      na instituição, como forma de inclusão de pessoas, de disseminação do
      conhecimento institucional entre todos os Campus e o aumento da oferta
      de componentes curriculares aos alunos.

      Promover maior inserção dos cursos na sociedade a partir do
      desenvolvimento de atividades técnicas, científicas, culturais e sociais nas
      comunidades.


      Criar um núcleo multicampi de idiomas para a capacitação da
      comunidade acadêmica.

      Apoiar eventos científicos e culturais.



Política de Pesquisa
Assumimos uma política de pesquisa com o objetivo de promover, ampliar e
consolidar atividades de pesquisa científica e tecnológica desenvolvidas na
UNIPAMPA que contribuam para o desenvolvimento local, regional e nacional,
em diferentes áreas do conhecimento.


Ações

      Dar continuidade à implantação e aperfeiçoamento da infraestrutura que
      subsidie a pesquisa.

         Estimular ações internas de financiamento a pesquisadores iniciantes.

      Incentivar a formação de grupos de pesquisa que promovam a iniciação
      científica, a interação entre ensino, pesquisa e extensão, entre docentes
      e discentes bem como valorização de ações já desenvolvidas na
      instituição.

      Dar continuidade à busca de apoio financeiro em órgãos de fomento
      nacionais e internacionais para implantação de infraestrutura de pesquisa,
      bem como incrementar o número de bolsas de iniciação científica.

      Incentivar ações voltadas às atividades que possam resultar em inovação
      tecnológica.

      Constituir o Núcleo de Inovação Tecnológica.
Fomentar as atividades de pesquisa e inovação tecnológica com vistas a
      desenvolver o Parque Tecnológico do Pampa e o Centro de Interpretação
      do Pampa, fortalecendo suas concepções multicampi.

      Fomentar a interação entre grupos de pesquisa da instituição com
      diferentes setores as sociedade.

      Promover fóruns de discussão envolvendo os grupos de pesquisa.

     Possibilitar a socialização do conhecimento construído através dos meios
     disponíveis: seminários, periódicos, internet, radiodifusão....



Política de Extensão
Reconhecida como um processo interdisciplinar, educativo, cultural, científico e
político que promove a interação transformadora entre universidade e outros
setores da sociedade, a Extensão Universitária orienta-se pelo princípio
constitucional da indissociabilidade com o ensino e a pesquisa.


Ações
     Apoiar ações que identifiquem demandas e atividades de setores sociais
     da Metade Sul e região da Fronteira Oeste do Rio Grande do sul.

      Estruturar um Programa de Formação de Extensionistas, oferecendo
      capacitações periódicas aos servidores e estudantes da UNIPAMPA.

      Qualificar os processos administrativos da Extensão a partir da
      institucionalização de procedimentos e de capacitação técnica que
      favoreçam o desenvolvimento de ações.

      Ampliar a política de captação de recursos externos junto aos órgãos de
      fomento, aumentando desta maneira o número de bolsas de extensão.

      Instituir um espaço regular de comunicação para a divulgação das ações
      de extensão desenvolvidas, bem como de demandas de diferentes
      setores da sociedade, a fim de dar visibilidade ao trabalho e promover
      novas ações.

     Registrar, avaliar e documentar as ações de extensão, bem como
     incentivar publicações do trabalho desenvolvido.

      Fomentar a criação de componentes curriculares em ações de extensão
      integradas aos currículos dos cursos de graduação.

      Reconhecer horas de integralização curricular pela atuação em projetos
      e/ou programas de extensão.

      Fomentar programas, projetos, eventos, avaliações, implementação de

Recomendados

Apresentação UFPR pra Valer
Apresentação UFPR pra ValerApresentação UFPR pra Valer
Apresentação UFPR pra ValerTarcisa Bona
 
Formação do Programa de Educação Tutorial no Brasil
Formação do Programa de Educação Tutorial no Brasil Formação do Programa de Educação Tutorial no Brasil
Formação do Programa de Educação Tutorial no Brasil Petbci Ufscar
 
Programa de-gestao cida sa candidata direcao if sertao floresta pernambuco
Programa de-gestao cida sa candidata direcao if sertao floresta pernambucoPrograma de-gestao cida sa candidata direcao if sertao floresta pernambuco
Programa de-gestao cida sa candidata direcao if sertao floresta pernambucoblogdoelvis
 
Anexo vii paa 2013-2014 (2)
Anexo vii   paa 2013-2014 (2)Anexo vii   paa 2013-2014 (2)
Anexo vii paa 2013-2014 (2)AMG Sobrenome
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de gestao 2014 2017 final-pdf
Plano de gestao 2014 2017 final-pdfPlano de gestao 2014 2017 final-pdf
Plano de gestao 2014 2017 final-pdfRonilson Santos
 
Plano de Ação - 2016 E. E. 2 de Setembro
Plano de Ação - 2016    E. E. 2 de SetembroPlano de Ação - 2016    E. E. 2 de Setembro
Plano de Ação - 2016 E. E. 2 de Setembropatyste
 
Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Pet Esef
 
Compromissos da chapa UFOPA EM AÇÃO
Compromissos da chapa UFOPA EM AÇÃOCompromissos da chapa UFOPA EM AÇÃO
Compromissos da chapa UFOPA EM AÇÃOronilsonsb
 
Folder Walter Diretor
Folder Walter DiretorFolder Walter Diretor
Folder Walter Diretorwalterdiretor
 
Relatorio 2016
Relatorio 2016Relatorio 2016
Relatorio 2016Pet Esef
 
Rel. autoavaliação domínio d be boliqueime _2012 2013_pdf
Rel. autoavaliação  domínio d  be boliqueime _2012 2013_pdfRel. autoavaliação  domínio d  be boliqueime _2012 2013_pdf
Rel. autoavaliação domínio d be boliqueime _2012 2013_pdfBELidiaJorge
 
Curso fnde trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...
Curso fnde   trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...Curso fnde   trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...
Curso fnde trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...Pyter Sky
 
Menten plano de gestão-pdf
Menten plano de gestão-pdfMenten plano de gestão-pdf
Menten plano de gestão-pdfDiogo Luis Nalle
 
Atividade final curso par
Atividade final curso parAtividade final curso par
Atividade final curso parGilnbiaMendes
 
Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013be23ceb
 
Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...
Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...
Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...Renato Feliciano
 

Mais procurados (20)

Forúm
ForúmForúm
Forúm
 
Plano de gestao 2014 2017 final-pdf
Plano de gestao 2014 2017 final-pdfPlano de gestao 2014 2017 final-pdf
Plano de gestao 2014 2017 final-pdf
 
Plano Anual de Atividades do Agrupamento
Plano Anual de Atividades do AgrupamentoPlano Anual de Atividades do Agrupamento
Plano Anual de Atividades do Agrupamento
 
Plano de Ação - 2016 E. E. 2 de Setembro
Plano de Ação - 2016    E. E. 2 de SetembroPlano de Ação - 2016    E. E. 2 de Setembro
Plano de Ação - 2016 E. E. 2 de Setembro
 
Plano rafael
Plano rafaelPlano rafael
Plano rafael
 
Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1Planejamento 2016 1
Planejamento 2016 1
 
Compromissos da chapa UFOPA EM AÇÃO
Compromissos da chapa UFOPA EM AÇÃOCompromissos da chapa UFOPA EM AÇÃO
Compromissos da chapa UFOPA EM AÇÃO
 
Folder Walter Diretor
Folder Walter DiretorFolder Walter Diretor
Folder Walter Diretor
 
Relatorio 2016
Relatorio 2016Relatorio 2016
Relatorio 2016
 
Rel. autoavaliação domínio d be boliqueime _2012 2013_pdf
Rel. autoavaliação  domínio d  be boliqueime _2012 2013_pdfRel. autoavaliação  domínio d  be boliqueime _2012 2013_pdf
Rel. autoavaliação domínio d be boliqueime _2012 2013_pdf
 
Curso fnde trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...
Curso fnde   trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...Curso fnde   trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...
Curso fnde trabalho final - competencias básicas - itauan e cristina viana ...
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca EscolarPlano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
 
Menten plano de gestão-pdf
Menten plano de gestão-pdfMenten plano de gestão-pdf
Menten plano de gestão-pdf
 
Ppt Mav SessãO3
Ppt Mav SessãO3Ppt Mav SessãO3
Ppt Mav SessãO3
 
Ações do PDE - Escola
Ações do PDE - EscolaAções do PDE - Escola
Ações do PDE - Escola
 
Resumo Fenerc 2011 - UFRGS
Resumo Fenerc 2011 - UFRGSResumo Fenerc 2011 - UFRGS
Resumo Fenerc 2011 - UFRGS
 
Atividade final curso par
Atividade final curso parAtividade final curso par
Atividade final curso par
 
Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013Plano de Acção 2009/2013
Plano de Acção 2009/2013
 
Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...
Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...
Prática docentes vivenciadas no PIBID e sua infalência na formação de novos P...
 
20 pea-2013-2016
20 pea-2013-201620 pea-2013-2016
20 pea-2013-2016
 

Destaque

Al aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsillo
Al aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsilloAl aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsillo
Al aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsillopremiumeffects485
 
Ejercicios de estática ii 4º
Ejercicios de estática ii   4ºEjercicios de estática ii   4º
Ejercicios de estática ii 4ºbrisagaela29
 
Sistema de ecuaciones 3º
Sistema de ecuaciones   3ºSistema de ecuaciones   3º
Sistema de ecuaciones 3ºbrisagaela29
 
Harvard questões curriculares
Harvard questões curricularesHarvard questões curriculares
Harvard questões curricularesAndréa Ramires
 
Punto medios y área del triángulo 5º
Punto medios y área del triángulo   5ºPunto medios y área del triángulo   5º
Punto medios y área del triángulo 5ºbrisagaela29
 
Cuestionario coevaluación
Cuestionario coevaluaciónCuestionario coevaluación
Cuestionario coevaluaciónJUANSEYUBEL
 
A crise brasileira
A crise brasileiraA crise brasileira
A crise brasileirapaulorbt
 
Problemas de direccionamiento
Problemas de direccionamientoProblemas de direccionamiento
Problemas de direccionamientocyntiaEO
 
Tecnología aplicada a la eduación
Tecnología aplicada a la eduaciónTecnología aplicada a la eduación
Tecnología aplicada a la eduaciónVianka Peña
 
Ensayo laboratorio
Ensayo laboratorioEnsayo laboratorio
Ensayo laboratorioanyeline16
 
Entorno a la cultura escrita
Entorno a la cultura escritaEntorno a la cultura escrita
Entorno a la cultura escrita06161994
 
Entorno a la cultura escrita esquema
Entorno a la cultura escrita esquemaEntorno a la cultura escrita esquema
Entorno a la cultura escrita esquemagalis-galis-23
 
Desafíos matemáticos primer grado. ¿Con qué se midió?
Desafíos matemáticos primer grado.      ¿Con qué se midió?Desafíos matemáticos primer grado.      ¿Con qué se midió?
Desafíos matemáticos primer grado. ¿Con qué se midió?Jessica Sanchez
 
Manual de Integração NFS-e Montes Claros
Manual de Integração NFS-e Montes ClarosManual de Integração NFS-e Montes Claros
Manual de Integração NFS-e Montes ClarosFernando Oliveira
 
Risco - um fator estratégico
Risco - um fator estratégicoRisco - um fator estratégico
Risco - um fator estratégicoShield Consulting
 
Regulamento concurso brasília ano 54
Regulamento concurso brasília ano 54Regulamento concurso brasília ano 54
Regulamento concurso brasília ano 54Fmoreira4
 

Destaque (20)

Al aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsillo
Al aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsilloAl aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsillo
Al aire libre :: Comentarios de diferentes Swarovski binoculares de bolsillo
 
Ejercicios de estática ii 4º
Ejercicios de estática ii   4ºEjercicios de estática ii   4º
Ejercicios de estática ii 4º
 
Sistema de ecuaciones 3º
Sistema de ecuaciones   3ºSistema de ecuaciones   3º
Sistema de ecuaciones 3º
 
Harvard questões curriculares
Harvard questões curricularesHarvard questões curriculares
Harvard questões curriculares
 
Punto medios y área del triángulo 5º
Punto medios y área del triángulo   5ºPunto medios y área del triángulo   5º
Punto medios y área del triángulo 5º
 
Enzimas 26 09 2012
Enzimas 26 09 2012Enzimas 26 09 2012
Enzimas 26 09 2012
 
Cuestionario coevaluación
Cuestionario coevaluaciónCuestionario coevaluación
Cuestionario coevaluación
 
A crise brasileira
A crise brasileiraA crise brasileira
A crise brasileira
 
Problemas de direccionamiento
Problemas de direccionamientoProblemas de direccionamiento
Problemas de direccionamiento
 
Tecnología aplicada a la eduación
Tecnología aplicada a la eduaciónTecnología aplicada a la eduación
Tecnología aplicada a la eduación
 
Rm tarea - 4º
Rm   tarea - 4ºRm   tarea - 4º
Rm tarea - 4º
 
Ensayo laboratorio
Ensayo laboratorioEnsayo laboratorio
Ensayo laboratorio
 
Entorno a la cultura escrita
Entorno a la cultura escritaEntorno a la cultura escrita
Entorno a la cultura escrita
 
Entorno a la cultura escrita esquema
Entorno a la cultura escrita esquemaEntorno a la cultura escrita esquema
Entorno a la cultura escrita esquema
 
Practica 2
Practica 2Practica 2
Practica 2
 
Desafíos matemáticos primer grado. ¿Con qué se midió?
Desafíos matemáticos primer grado.      ¿Con qué se midió?Desafíos matemáticos primer grado.      ¿Con qué se midió?
Desafíos matemáticos primer grado. ¿Con qué se midió?
 
Manual de Integração NFS-e Montes Claros
Manual de Integração NFS-e Montes ClarosManual de Integração NFS-e Montes Claros
Manual de Integração NFS-e Montes Claros
 
Risco - um fator estratégico
Risco - um fator estratégicoRisco - um fator estratégico
Risco - um fator estratégico
 
Mate tarea - 2º
Mate   tarea - 2ºMate   tarea - 2º
Mate tarea - 2º
 
Regulamento concurso brasília ano 54
Regulamento concurso brasília ano 54Regulamento concurso brasília ano 54
Regulamento concurso brasília ano 54
 

Semelhante a Plano de Gestão

Plano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAção
Plano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAçãoPlano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAção
Plano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAçãoConsolidAção Unipampa
 
Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020
Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020
Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020Diógenes de Oliveira
 
2 relatorio final 2010
2 relatorio final 20102 relatorio final 2010
2 relatorio final 2010jornalfensg
 
Relatório Final Extensão 2010
Relatório Final Extensão 2010Relatório Final Extensão 2010
Relatório Final Extensão 2010jornalfensg
 
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)André Avorio
 
Carta Universia Rio 2014
Carta Universia Rio 2014Carta Universia Rio 2014
Carta Universia Rio 2014BANCO SANTANDER
 
Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009
Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009
Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009afermartins
 
Plano de Gestão Walter Diretor
Plano de Gestão Walter DiretorPlano de Gestão Walter Diretor
Plano de Gestão Walter Diretorwalterdiretor
 
Projecto educativo objectivos
Projecto educativo objectivosProjecto educativo objectivos
Projecto educativo objectivosANA GRALHEIRO
 
Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...
Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...
Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...Pedro Príncipe
 
Plano anual de actividades2011 12
Plano anual de actividades2011 12Plano anual de actividades2011 12
Plano anual de actividades2011 12ANA GRALHEIRO
 
Plano anual actividades 2011 12
Plano anual actividades 2011 12Plano anual actividades 2011 12
Plano anual actividades 2011 12ANA GRALHEIRO
 
Propostas da Chapa Outras Palavras
Propostas da Chapa Outras PalavrasPropostas da Chapa Outras Palavras
Propostas da Chapa Outras PalavrasMatheus Sampaio
 
Apresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão ereniceApresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão ereniceWildete Silva
 
Apresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão ereniceApresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão ereniceWildete Silva
 
Objectivos do proj educ actualizados
Objectivos do proj educ actualizadosObjectivos do proj educ actualizados
Objectivos do proj educ actualizadosANA GRALHEIRO
 
Manual da qualidade[mar2011] (2)
Manual da qualidade[mar2011] (2)Manual da qualidade[mar2011] (2)
Manual da qualidade[mar2011] (2)Elsa Silva
 

Semelhante a Plano de Gestão (20)

Plano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAção
Plano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAçãoPlano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAção
Plano de Gestão - Chapa Unipampa ConsolidAção
 
Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020
Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020
Propostas do Prof. Sivaldo para a Reitora do IFRR 2016-2020
 
Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1Plano de gestão CHAPA 1
Plano de gestão CHAPA 1
 
2 relatorio final 2010
2 relatorio final 20102 relatorio final 2010
2 relatorio final 2010
 
Relatório Final Extensão 2010
Relatório Final Extensão 2010Relatório Final Extensão 2010
Relatório Final Extensão 2010
 
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
Agenda Regional de Práticas Educacionais Abertas (PEA)
 
Carta Universia Rio 2014
Carta Universia Rio 2014Carta Universia Rio 2014
Carta Universia Rio 2014
 
Convocação geral
Convocação geralConvocação geral
Convocação geral
 
Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009
Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009
Ensino medioinovador camaraeducacaobasica-01junho2009
 
Plano de Gestão Walter Diretor
Plano de Gestão Walter DiretorPlano de Gestão Walter Diretor
Plano de Gestão Walter Diretor
 
Projecto educativo objectivos
Projecto educativo objectivosProjecto educativo objectivos
Projecto educativo objectivos
 
Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...
Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...
Recomendações para as bibliotecas de ensino superior de Portugal - Webinar @B...
 
Plano anual de actividades2011 12
Plano anual de actividades2011 12Plano anual de actividades2011 12
Plano anual de actividades2011 12
 
Plano anual actividades 2011 12
Plano anual actividades 2011 12Plano anual actividades 2011 12
Plano anual actividades 2011 12
 
Propostas da Chapa Outras Palavras
Propostas da Chapa Outras PalavrasPropostas da Chapa Outras Palavras
Propostas da Chapa Outras Palavras
 
Apresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão ereniceApresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão erenice
 
Apresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão ereniceApresentaçã fed est maranhão erenice
Apresentaçã fed est maranhão erenice
 
Objectivos do proj educ actualizados
Objectivos do proj educ actualizadosObjectivos do proj educ actualizados
Objectivos do proj educ actualizados
 
Síntese dos processos (formação & avaliação)
Síntese dos processos (formação & avaliação)Síntese dos processos (formação & avaliação)
Síntese dos processos (formação & avaliação)
 
Manual da qualidade[mar2011] (2)
Manual da qualidade[mar2011] (2)Manual da qualidade[mar2011] (2)
Manual da qualidade[mar2011] (2)
 

Plano de Gestão

  • 1. Plano de Gestão UNIPAMPA ConsolidAção Quadriênio 2012-2015 Ulrika “Ulla” Arns Almir Barros Santos Neto Bagé, 10 de Agosto de 2011
  • 2. A partir das visitas aos campi e a setores da reitoria, realizadas no mês de julho e agosto, foram identificadas demandas que, para a ConsolidAção, devem ser assumidas como prioritárias. Inicialmente reafirmamos nosso compromisso em garantir o diálogo com todos os segmentos da comunidade acadêmica, respeitar as diferenças individuais, assegurar o cumprimento das decisões dos colegiados instituídos e promover a transparência dos atos administrativos e acadêmicos. Desse modo, fomentaremos a descentralização integrada e a consolidação do processo de implantação da Unipampa através de quatro grandes eixos de ação 1. Fortalecer e consolidar a concepção multicampi da UNIPAMPA, dotando igualmente todos os campi de condições de trabalho e de estudo adequadas em toda a Universidade. 2. Realizar permanente adequação quantitativa do quadro de pessoal docente e técnico-administrativo às necessidades institucionais. 3. Promover a reflexão coletiva acerca da função social da Unipampa com vistas a buscar maior inserção na sociedade e contribuir para o desenvolvimento regional. 4. Ampliar e consolidar a área física e infraestrutura dos campi: laboratórios, bibliotecas, salas para atendimento a acadêmicos, espaços de convivência. 5. Trabalhar pela ampliação da autonomia de gestão acadêmica e administrativa dos Campi, visando sua qualificação e aperfeiçoamento. 6. Promover a descentralização integrada dos processos de decisão em todos os níveis, aperfeiçoando a gestão democrática. 7. Aprimorar os processos de assistência estudantil e de formação acadêmica através de locação, aquisição e construção moradias estudantis nos dez Campus; implementação de soluções para alimentação dos estudantes nos dez Campus: cantina, subsídio para refeições, parcerias com outras instituições, restaurantes universitários; ampliação e c o n s o l i d a ç ã o d e p rogramas como PBDA, PET, PIBID, entre outros; assessoramento para organização do movimento estudantil, considerando o caráter multicampi da Unipampa. 8. Ampliar a qualidade da gestão a partir da definição e unificação dos
  • 3. processos acadêmicos e administrativos; estabelecer reuniões periódicas de diferentes grupos de gestores (reunião de diretores de campus; de coordenadores acadêmicos; de coordenadores administrativos; entre técnicos de diferentes pró-reitorias que trabalham de modo integrado; etc.); padronizar documentos oficiais (atas, certificados, atestados, memorandos, ofícios); aprimorar os sistemas de informação para agilizar processos administrativos e acadêmicos: protocolo, projetos, compras, orçamento; incentivar o desenvolvimento de ações conjuntas entre NTI e setores acadêmicos para melhor aproveitamento do SIE; promover maior participação dos servidores nos processos de gestão de cada unidade. 9. Qualificar os processos de Comunicação interna e externa da instituição; aprimoramento dos canais de comunicação já disponíveis: site, telefonia; criação de novos canais de comunicação: radio web, televisão, editora, publicações impressas e eletrônicas; disponibilizar, através de publicações periódicas, informações pertinentes à tomada de decisões institucionais e à prestação de contas. 10. Implementar o Projeto Institucional atual e organizar o processo de construção participativa do novo projeto que vigorará a partir de 2014. 11. Fortalecer as relações institucionais da UNIPAMPA, no âmbito regional, nacional e internacional, especialmente com os países do cone sul. Políticas Política de Ensino D a r ênfase à qualificação dos cursos de graduação, bem como à promoção dos programas de pós-graduação, cientes de que o ensino assume papel primordial na formação acadêmica, profissional e nas relações da Universidade com a sociedade. Ações Planejar ofertas de novos cursos de graduação que visem simultaneamente o atendimento das demandas sociais, a consolidação dos Campus e a racionalização dos recursos humanos e de infraestrutura. Incentivar, através de recursos humanos e materiais, a criação de
  • 4. estratégias que permitam aos ingressantes superarem defasagens em sua formação escolar anterior, de modo a reduzir os índices de reprovação nos semestres iniciais e a assegurar a qualidade dos cursos de graduação. Fomentar e apoiar a criação de novos cursos lato sensu e stricto sensu que tenham o objetivo de formar recursos humanos qualificados para desenvolver pesquisa, tecnologia e inovação, e promover desenvolvimento regional. Implantar programas de doutorado. Criar um sistema de avaliação para monitorar os cursos de graduação e pós-graduação. Concluir o processo de adequação dos Projetos Pedagógicos de Cursos ao Projeto Institucional da UNIPAMPA. Incentivar ações de inovação didático-pedagógicas e de avaliação voltadas ao processo de ensino e aprendizagem, com vistas à inclusão social e à qualificação da formação acadêmica. Incluir a UNIPAMPA no rol de IES com acesso pleno ao Portal de Periódicos da CAPES.
  • 5. Incentivar e viabilizar o uso de ferramentas de ensino a distância (EaD) na instituição, como forma de inclusão de pessoas, de disseminação do conhecimento institucional entre todos os Campus e o aumento da oferta de componentes curriculares aos alunos. Promover maior inserção dos cursos na sociedade a partir do desenvolvimento de atividades técnicas, científicas, culturais e sociais nas comunidades. Criar um núcleo multicampi de idiomas para a capacitação da comunidade acadêmica. Apoiar eventos científicos e culturais. Política de Pesquisa Assumimos uma política de pesquisa com o objetivo de promover, ampliar e consolidar atividades de pesquisa científica e tecnológica desenvolvidas na UNIPAMPA que contribuam para o desenvolvimento local, regional e nacional, em diferentes áreas do conhecimento. Ações Dar continuidade à implantação e aperfeiçoamento da infraestrutura que subsidie a pesquisa. Estimular ações internas de financiamento a pesquisadores iniciantes. Incentivar a formação de grupos de pesquisa que promovam a iniciação científica, a interação entre ensino, pesquisa e extensão, entre docentes e discentes bem como valorização de ações já desenvolvidas na instituição. Dar continuidade à busca de apoio financeiro em órgãos de fomento nacionais e internacionais para implantação de infraestrutura de pesquisa, bem como incrementar o número de bolsas de iniciação científica. Incentivar ações voltadas às atividades que possam resultar em inovação tecnológica. Constituir o Núcleo de Inovação Tecnológica.
  • 6. Fomentar as atividades de pesquisa e inovação tecnológica com vistas a desenvolver o Parque Tecnológico do Pampa e o Centro de Interpretação do Pampa, fortalecendo suas concepções multicampi. Fomentar a interação entre grupos de pesquisa da instituição com diferentes setores as sociedade. Promover fóruns de discussão envolvendo os grupos de pesquisa. Possibilitar a socialização do conhecimento construído através dos meios disponíveis: seminários, periódicos, internet, radiodifusão.... Política de Extensão Reconhecida como um processo interdisciplinar, educativo, cultural, científico e político que promove a interação transformadora entre universidade e outros setores da sociedade, a Extensão Universitária orienta-se pelo princípio constitucional da indissociabilidade com o ensino e a pesquisa. Ações Apoiar ações que identifiquem demandas e atividades de setores sociais da Metade Sul e região da Fronteira Oeste do Rio Grande do sul. Estruturar um Programa de Formação de Extensionistas, oferecendo capacitações periódicas aos servidores e estudantes da UNIPAMPA. Qualificar os processos administrativos da Extensão a partir da institucionalização de procedimentos e de capacitação técnica que favoreçam o desenvolvimento de ações. Ampliar a política de captação de recursos externos junto aos órgãos de fomento, aumentando desta maneira o número de bolsas de extensão. Instituir um espaço regular de comunicação para a divulgação das ações de extensão desenvolvidas, bem como de demandas de diferentes setores da sociedade, a fim de dar visibilidade ao trabalho e promover novas ações. Registrar, avaliar e documentar as ações de extensão, bem como incentivar publicações do trabalho desenvolvido. Fomentar a criação de componentes curriculares em ações de extensão integradas aos currículos dos cursos de graduação. Reconhecer horas de integralização curricular pela atuação em projetos e/ou programas de extensão. Fomentar programas, projetos, eventos, avaliações, implementação de
  • 7. políticas demandadas pela Educação Básica. Criar programa pré-universitário nos campi. Promover o intercâmbio artístico e cultural entre os campi. Política de Assistência Estudantil A Assistência Estudantil desenvolve uma política cujos princípios e diretrizes norteiam as ações para a garantia do acesso, da permanência e da conclusão de cursos de graduação e pós-graduação dos estudantes da UNIPAMPA, na perspectiva da inclusão social, formação acadêmica ampla, produção do conhecimento e melhoria do desempenho acadêmico e da qualidade de vida, auxiliando assim na construção de uma sociedade mais justa. Ações Criar programas para integração entre estudantes do ensino médio e a universidade. Definir dotação orçamentária anual, própria da UNIPAMPA, para assistência estudantil. Ampliar o programa PBDA, com bolsas destinadas à pesquisa, ensino, extensão e gestão, dando continuidade à integração das áreas acadêmicas e atualizando os valores das bolsas, seguindo os reajustes dos órgãos de fomento. Elevar os valores dos auxílios de bolsas permanência: transporte, moradia e alimentação. Buscar soluções para moradias estudantis nos dez Campus: locação, aquisição, construção e outras. Alugar e/ou comprar espaços ociosos e equipá-los como residências estudantis. Buscar soluções para alimentação dos estudantes nos dez Campus: restaurantes universitários, subsídio para refeições, parcerias com outras instituições. Expandir programas e projetos de inclusão, acessibilidade e desenvolvi mento acadêmico. Implantar programas e projetos de atividades de esporte, cultura, lazer e complementação da formação acadêmica em cursos de idiomas e inclusão digital, a partir das demandas dos Campus. Apoio à institucionalização de políticas de combate ao preconceito. Fortalecer o Ediuni
  • 8. Consolidar o Núcleo de Desenvolvimento Educacional - NUDES - como referência ao atendimento pedagógico e psicossocial aos estudantes, nos Campus. Ampliar o apoio aos eventos acadêmicos e ao assessoramento às representações estudantis. Política de Gestão de Pessoal A promoção e valorização dos servidores, a gestão participativa na política de pessoal bem como a adequação do quadro de servidores às demandas institucionais são as diretrizes da política de gestão de pessoal. Ações Continuar o trabalho de implementação dos programas que integram o Plano de Desenvolvimento de Pessoal (capacitação e qualificação) Ampliar as ações de capacitação e qualificação dos técnicos administrativos: cursos de graduação, pós-graduação (especialização e mestrado profissional ou acadêmico) e extensão, assim como cursos a distância Incentivar o ingresso em programas de pós-graduação e criar programa de premiação e critérios de acesso aos mesmos Implementar o programa de qualidade de vida no trabalho. Fortalecer o comitê institucional e os comitês locais de política de pessoal. Promover políticas de valorização dos servidores na instituição. Criar programas de formação docente em tecnologias e práticas de EaD, com vistas a fomentar a inserção de componentes curriculares dessa modalidade nos cursos da Universidade. Estabelecer políticas de aprimoramento, incluindo critérios e planos de qualificação docente, visando à formação e à qualificação de doutores. Promover programas de capacitação continuada para atualização didático-pedagógica do corpo docente e técnico, institucionalizando e valorizando novas práticas docentes com vistas ao aprimoramento do processo ensino-aprendizagem. Capacitar servidores da UNIPAMPA na Linguagem Brasileira de Sinais (LIBRAS). Promover a capacitação pedagógica para atendimento d a s p e s s o a s
  • 9. portadoras de necessidades educacionais especiais Defender, junto ao MEC, a implantação de políticas de valorização dos servidores das ifes novas e interiorizadas. Apoiar a busca de direitos dos servidores no que se refere ao adicional fronteira. Garantir a implementação efetiva dos adicionais de insalubridade, periculosidade ou atividades penosas. Buscar aumento do número de CDs e FGs e equalizar sua distribuição. Política de Infraestrutura A consolidação e melhoria da infraestrutura, a partir da construção de novas edificações e da revitalização daquelas que compõem o patrimônio da UNIPAMPA, é primordial para garantir melhores condições de humanização dos espaços de trabalho, estudo, cultura e lazer. Ações Construir e adequar a infraestrutura física das unidades, para o atendimento das atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão. Criar espaços de cultura, esporte, lazer, bem como de auditórios para eventos acadêmicos nos Campus. Criar condições adequadas de acesso à s pes soa s com necessidades especiais nas diversas dependências da universidade. Criar Plano Diretor e Plano estratégico plurianual da infraestrutura dos campi e da UNIPAMPA, para regular a gestão dos espaços físicos levando em consideração as ações de preservação e sustentabilidade do meio ambiente. Política de Comunicação Com vistas a aprimorar e redimensionar os processos de informação e interação com a comunidade acadêmica e com a comunidade externa buscaremos consolidar a infraestrutura do sistema de comunicação da universidade, fundamental qualificação do ensino, pesquisa e extensão e para estimular produção intelectual, debates e posicionamentos internos, bem como para permitir as relações interinstitucionais e para firmar a relevância social da universidade. Ações
  • 10. Qualificar o site da universidade. Implantar rádio web.
  • 11. Buscar inserção de coluna semanal em jornais das diferentes cidades em que a UNIPAMPA está inserida. Fomentar e apoiar a participação dos Campus em programas de rádio locais. Criar estratégias de divulgação da agenda acadêmica: eventos institucionais, encontros estudantis, manual do estudante. Apoiar a implantação de Editora da UNIPAMPA. Iniciar estudo de viabilidade de uma TV Educativa. Planejar e organizar o registro da memória de construção da UNIPAMPA. Assim, tendo ingressado e assumido responsabilidades de gestão na UNIPAMPA desde seus primeiros momentos, nós, da chapa ConsolidAção, reafirmamos nosso compromisso com a comunidade acadêmica e com os demais setores da sociedade de contribuir para formação de sujeitos e cidadãos através da constante promoção da construção do conhecimento e com o firme propósito de atuar para a diminuição das desigualdades sociais.