SlideShare uma empresa Scribd logo
I BALADÃO com os descritores de Língua
Portuguesa do SPAECE / SAEB 2023
AULÃO NO RITMO DA APRENDIZAGEM –
9º ANO
Prof. Merilane
Música... ERRO QUE DÁ CERTO
Quem canta... LUAN ESTILIZADO
Pode chamar de acidente
Pode espalhar que eu não presto
Pode mentir pra geral
Que a gente é só sexo
Cê fala mal mas depois cê me liga
Porque na cama ninguém faz melhor
Apaga meu contato da sua lista
Mas sua saudade sabe ele de cor
Que sou eu
O que sua boca xinga e o coração
chama de meu
Eu sou o erro que dá certo
A raiva que cê quer por perto
Quer sentir ódio mas só sente amor
Passatempo que nunca passou
Eu sou o erro que dá certo
A raiva que cê quer por perto
Quer sentir ódio mas só sente amor
Passatempo que nunca passou
Eita, Luan Estilizado
Ela tentou me esquecer
Mas esqueceu que não consegue, viu
ThiagoAquino
Canta aí!
Cê fala mal mas depois cê me liga
Porque na cama ninguém faz melhor
Apaga meu contato da sua lista
Mas sua saudade sabe ele de cor
Que sou eu
O que sua boca xinga e o coração chama de meu
Eu sou o erro que dá certo
A raiva que cê quer por perto
Quer sentir ódio mas só sente amor
O passatempo que nunca passou
Eu sou o erro que dá certo
A raiva que cê quer por perto
Quer sentir ódio mas só sente amor
O passatempo que nunca passou
Eu sou o erro que dá certo
A raiva que cê quer por perto
Quer sentir ódio mas só sente amor
Passatempo que nunca passou
Eu sou o erro que dá certo
A raiva que cê quer por perto (é, paixão!)
Quer sentir ódio mas só sente amor
Passatempo que nunca passou
Valeu, Luan Estilizado!
ThiagoAquino!
'Brigado, meu irmão
Eu que agradeço, meu filho
D18./D14. Reconhecer as relações entre partes de um texto, identificando os recursos
coesivos que contribuem para sua continuidade
1- No verso: “Quer sentir ódio/ mas só sente
amor” o termo destacado estabelece uma relação
com o verso anterior de:
(A) Explicação
(B) Sentido contrário
(C) Condição
(D) Conclusão
D18./D14. Reconhecer as relações entre partes de um texto, identificando
os recursos coesivos que contribuem para sua continuidade
1- No verso: “Quer sentir ódio/ mas só sente
amor” o termo destacado estabelece uma
relação com o verso anterior de:
(A) Explicação
(C) Condição
(D) Conclusão
D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que
evidenciam locutor e/ou interlocutor.
2 – A linguagem usada na letra da música sugere que
o autor fez uso de uma linguagem:
(A) ajustada às situações informais.
(B) rigorosa na precisão vocabular.
(C) exata quanto à linguagem formal.
(D) conforme a linguagem padrão.
D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que
evidenciam locutor e/ou interlocutor.
2 – A linguagem usada na letra da música sugere que o
autor fez uso de uma linguagem:
(A) ajustada às situações informais.
(B) rigorosa na precisão vocabular.
(C) exata quanto à linguagem formal.
(D) conforme a linguagem padrão.
D6./ D5. Identificar o tema ou assunto de um texto.
3- O tema abordado na Música é:
(A) O amor é um passatempo;
(B) O amor não correspondido;
(C) A saudade do casal;
(D) Um amor que não foi esquecido;
D6./ D5. Identificar o tema ou assunto de um texto.
3- O tema abordado na Música é:
(A)O amor é um passatempo;
(B) O amor não correspondido;
(C) A saudade do casal;
(D) Um amor que não foi esquecido;
Música... VOU COMEÇAR A NÃO
PRESTAR
Quem canta... .Theuzinho Cantor
Vou Começar a Não Prestar – Theuzinho Cantor
Parece que você nem sabe
O que é reciprocidade
Só eu que demonstro se não percebeu
Tudo eu
Suas mensagens são mais frias que pedra de gelo
Eu me encaixo no seu mundo e não mudo seu jeito
Só um lado gosta, só um lado posta e você nem reposta
Vou começar a não prestar
Pra tu me valorizar
Pra tu gostar mais de mim
Vou passar a ser ruim
Vou passar a ser ruim
Pra tu me valorizar
Pra tu gostar mais de mim
Vou passar a ser ruim
A gente só vai dar certo assim
D3./D3 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão.
4- O Uso da palavra “reciprocidade”, no segundo
verso da primeira estrofe, pode ser substituída sem
perder o sentido por:
(A)Dar e receber
(B)Valorizar
(C)Perceber
(D)Gostar de alguém
D3./D3 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão.
4- O Uso da palavra “reciprocidade”, no segundo
verso da primeira estrofe, pode ser substituída sem
perder o sentido por:
(A)Dar e receber
(B)Valorizar
(C)Perceber
(D)Gostar de alguém
D18./D19. Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de palavras,
frases ou expressões.
5- No trecho “vou começar a não prestar pra tu
me valorizar” a expressão destacada revela:
(A)Que o casal não se gosta mais
(B)Que sentem falta um do outro
(C)Que um não se importa mais com o outro
(D)Que um vai ter que agir diferente para ser
valorizado
D18./D19. Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de
palavras, frases ou expressões.
5- No trecho “vou começar a não prestar pra tu
me valorizar” a expressão destacada revela:
(A)Que o casal não se gosta mais
(B)Que sentem falta um do outro
(C)Que um não se importa mais com o outro
(D)Que um vai ter que agir diferente para ser
valorizado
Música... ERRO GOSTOSO
Quem canta... Simone Mendes
Erro Gostoso Canção – Simone Mendes
Calma, deixa eu respirar um pouco
Nós somos dois loucos
Olha a gente nessa cama de novo
O que 'cê sente quando 'cê mente na minha
cara
Pra ter uma hora de cama suada?
Eu percebo a cada visita
'Cê não gosta de mim
'Cê gosta é da conquista
Quero ver
Ah, e agora como eu fico nessa casa?
Com um sorriso ou choro no rosto?
'Cê vem aqui, me acostuma errado
Cola meus pedaços pra quebrar de novo
Eu preciso aprender a falar "não" um pouco
Pra esse erro gostoso
Ah, e agora como eu fico nessa casa?
Com um sorriso ou choro no rosto?
'Cê vem aqui, me acostuma errado
Cola meus pedaços pra quebrar de novo
Eu preciso aprender a falar "não" um pouco
Pra esse erro gostoso
Calma, deixa eu respirar um pouco
Nós somos dois loucos
Olha a gente nessa cama de novo
O que 'cê sente quando 'cê mente na minha
cara
Pra ter uma hora de cama suada?
Eu percebo a cada visita
'Cê não gosta de mim
'Cê gosta é da conquista
Vai
Ah, e agora como eu fico nessa casa?
Com um sorriso ou choro no rosto?
'Cê vem aqui, me acostuma errado
Cola meus pedaços pra quebrar de novo
Eu preciso aprender a falar "não" um pouco
Pra esse erro gostoso
Ah, e agora como eu fico nessa casa?
Com um sorriso ou choro no rosto?
'Cê vem aqui, me acostuma errado
Cola meus pedaços pra quebrar de novo
Eu preciso aprender a falar "não" um pouco
Pra esse erro gostoso, uh
D19./ D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas
por conjunções, advérbios, etc.
6- No verso: “com o sorriso e o choro no rosto?”
o termo destacado tem por objetivo:
(A)indicar a quantidade de vezes em que a ação
aconteceu.
(B) refutar argumentos anteriores.
(C) reforçar a ação provocada por uma pessoa.
(D) rimar contra outra palavra da canção.
D19./ D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas
por conjunções, advérbios, etc.
6- No verso: “com o sorriso e o choro no rosto?”
o termo destacado tem por objetivo:
(A)indicar a quantidade de vezes em que a ação
aconteceu.
(B) refutar argumentos anteriores.
(C) reforçar a ação provocada por uma pessoa.
(D) rimar contra outra palavra da canção.
D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de
outras notações.
7- O uso do ponto de interrogação no trecho “Ah, e
agora como eu fico nessa casa?”, reforça a ideia
de
(A)O personagem dizer que ama infinitamente.
(B) O personagem afirmar que tem dúvidas.
(C) O personagem confirmar que não é amada.
(D)O personagem querer ser mais amado
D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e
de outras notações.
7- O uso do ponto de interrogação no trecho “Ah, e
agora como eu fico nessa casa?”, reforça a ideia
de
(A) A personagem dizer que ama infinitamente.
(B) A personagem afirmar que tem dúvidas.
(C) A personagem confirmar que não é amada.
(D) A personagem querer ser mais amado
Música... A CULPA É NOSSA.
Quem canta... Nadson o Ferinha.
A Culpa É Nossa – Nadson o Ferinha
Tá preocupado com o que eu vou falar
Quando alguém perguntar o motivo da
gente largar
Eu vou falar a verdade
Se isso te incomoda
Pensasse antes de ter feito
O que chama de erro, eu chamo de escolha
Ou quer me convencer que alguém colocou
uma arma na sua cabeça e falou
Beija minha boca?
Já que cê não quer sair como o ruim da
história, então fala aí
Que a culpa é nossa
De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê
ser um bosta
Que a culpa é nossa
De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê
ser um bosta
Já que cê não quer sair como o ruim da
história
Então mente aí que a culpa é nossa
Pensasse antes de ter feito
O que chama de erro, eu chamo de
escolha
Ou quer me convencer que alguém
colocou uma arma na sua cabeça e falou
Beija minha boca?
Já que cê não quer sair como o ruim da
história, então fala aí
Que a culpa é nossa
De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê
ser um bosta
Que a culpa é nossa
De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê
ser um bosta
Já que cê não quer sair como o ruim da
história
Então mente aí que a culpa é nossa
D16./ D22 Reconhecer efeitos de humor e ironia.
8- Na música podemos ver que o personagem
foi irônico quando diz:
(A) Eu vou falar a verdade.
(B) Que a culpa é nossa.
(C) O motivo da gente largar.
(D) Pensasse antes de ter feito.
D16./ D22 Reconhecer efeitos de humor e ironia.
8- Na música podemos ver que o personagem
foi irônico quando diz:
(A) Eu vou falar a verdade.
(B) Que a culpa é nossa.
(C) O motivo da gente largar.
(D) Pensasse antes de ter feito.
D4./ D2 Inferir informação em texto verbal.
9- No final da história, pode-se entender que:
(A)O personagem terminou o relacionamento com
a amada porque foi obrigado.
(B)O personagem terminou o relacionamento por
se sentir culpado.
(C)O personagem terminou o relacionamento por
que foi traído.
(D)O personagem terminou por que não a amava
mais.
D4./ D2 Inferir informação em texto verbal.
9- No final da história, pode-se entender que:
(A) O personagem terminou o relacionamento com a amada
porque foi obrigado.
(B)O personagem terminou o relacionamento por se sentir
culpado.
(C)O personagem terminou o relacionamento por que foi
traído.
(D) O personagem terminou por que não a amava mais.
Música... DUAS
Quem canta... Nadson o Ferinha
Duas – Nadsom o Ferinha
Antes de você
Talvez você tivesse todos os motivos
Pra desconfiar de mim
Eu fiz tanta coisa no passado
Mas não tinha do meu lado
Uma mulher assim
Se quer procurar, procura
Se quer vasculhar, vasculha
Se eu tivesse que ter outra
Escuta
Se eu tivesse que ter duas
Uma seria você, e a outra, uma filha sua
Duas
Com o olho igual ao meu e a boca sua
Eu não te trocaria
Por nada nessa vida
Eu não te trocaria
Nunca
Antes de você
Talvez você tivesse todos os motivos
Pra desconfiar de mim
Eu fiz tanta coisa no passado
Mas não tinha do meu lado
Uma mulher assim
Se quer procurar, procura
Se quer vasculhar, vasculha
Se eu tivesse que ter outra
Escuta
Se eu tivesse que ter duas
Uma seria você, e a outra, uma filha sua
Duas
Com o olho igual ao meu e a boca sua
Eu não te trocaria
Por nada nessa vida
Eu não te trocaria
Nunca
D15./D17. Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas
por conjunções, advérbios etc.
10- No trecho “antes de ir” (l. 1), a expressão
sublinhada dá ideia de:
(A) causa.
(B) explicação.
(C) lugar.
(D) tempo.
D15./D17. Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas
marcadas por conjunções, advérbios etc.
(l. 1), a
10- No trecho “antes de ir”
expressão sublinhada dá idéia de:
(A) causa.
(B) explicação.
(C) lugar.
(D) tempo.
D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de
outras notações.
11-No trecho “Se quer procurar, procura”
(
ℓ
.1 da terceira estrofe), a vírgula tem o efeito
de:
(A) desafiar.
(B) avisar.
(C) apresentar
(D) questionar.
D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e
de outras notações.
11-No trecho “Se quer procurar, procura” (
ℓ
.1
da terceira estrofe), o a vírgula tem o efeito
de:
(A) desafiar.
(B) avisar.
(C) apresentar
(D) questionar.
D3./D3 Inferir o sentido da palavra ou expressão.
12- No trecho “se quer vasculhar,
vasculha" (v. 2, terceira estrofe), a palavra
sublinhada refere-se à:
(A) Limpar
(B) Investigar
(C) Examinar
(D) Buscar
D3./D3 Inferir o sentido da palavra ou expressão.
12- No trecho “se quer vasculhar,
vasculha" (v. 2, terceira estrofe), a palavra
sublinhada refere-se à:
(A) Limpar
(B) Investigar
(C) Examinar
(D) Buscar
Música... NOSSO QUADRO.
Quem canta... Ana Castela
Nosso Quadro- Ana Castela
Todo mundo tem um amor que quando deita
e olha pro teto
Vem a pergunta: Será que se fosse hoje a
gente dava certo?
Um episódio que nunca vai ser lançado, um
álbum incompleto
Uma história que parou pela metade, cê
imagina o resto?
É saudade que toma, que toma
Que toma conta de mim
E não me dá remorso, nem raiva
Nem ódio da pena do fim
Agora o nosso quadro casando na igreja
Não vai ser pendurado, só existe na minha
cabeça
Nós dois tocando o gado, a filha boiadeira
Nossa vida no mato só existe na minha
cabeça
Vai ser amor mesmo não sendo a vida
inteira
Vai ser amor mesmo não sendo a vida
inteira
Tem coisas que nem querendo a gente esquece
Final do ano de 2017
Eu começando Odonto e você na Vet
A sua camisa jeans na minha caminhonete
Os meus amigos perguntam que fim cê levou
O meu pai não desiste, ainda quer ser vovô
O tempo não foi tão legal com nós dois
Podia ter sido, mas não foi
Agora o nosso quadro casando na igreja
Não vai ser pendurado, só existe na minha
cabeça
Nós dois tocando o gado, a filha boiadeira
Nossa vida no mato só existe na minha cabeça
Vai ser amor mesmo não sendo a vida inteira
Vai ser amor mesmo não sendo a vida inteira
D9./D7 Diferenciar a informação principal das secundárias em um
texto.
13- A ideia principal desse texto é:
(A)O quadro pendurado na igreja, não existe mais
só as lembranças.
(B)Uma garota que tem saudade de alguém e que
queria se casar com esta pessoa, mas, por algum
motivo, não conseguiu.
(C)As lembranças da época em que um estudava
Odonto e o outro Vet
(D)A vida no mato, tocando gado, tendo uma filha
boiadeira, vai ser amor pra vida inteira
D9./D7 Diferenciar a informação principal das secundárias em um
texto.
13- A ideia principal desse texto é:
(A)O quadro pendurado na igreja, não existe mais
só as lembranças.
(B)Uma garota que tem saudade de alguém e
que queria se casar com esta pessoa, mas, por
algum motivo, não conseguiu.
(C)As lembranças da época em que um estudava
Odonto e o outro Vet
(D)A vida no mato, tocando gado, tendo uma filha
boiadeira, vai ser amor pra vida inteira
Música... CHEGOU UM AÚDIO
Quem canta... Israel e Rodolffo
Mandei "to com saudade" já me
arrependi
Eu tentei apagar
E apaguei só pra mim
'Tava no grau e até sarei na hora
E ela 'tá gravando e desgravando
Já faz tempo
Ó, chegou um áudio
Nem quando andei
De avião pela primeira vez
Tremi assim
Meu Deus do céu que sensação ruim
Nem quando ouvi "perdeu"
E o ladrão levou o que era meu
Fiquei nervoso assim
Por um áudio que dizia
Então "volta pra mim"
Chegou um Áudio - Israel & Rodolffo
E ela 'tá gravando e desgravando
Já faz tempo
Ó, chegou um áudio
Nem quando andei
De avião pela primeira vez
Tremi assim
Meu Deus do céu que sensação ruim
Nem quando ouvi "perdeu"
E o ladrão levou o que era meu
Fiquei nervoso assim
Por um áudio que dizia
Nem quando andei
De avião pela primeira vez
Tremi assim
Meu Deus do céu que sensação ruim
Nem quando ouvi "perdeu"
E o ladrão levou o que era meu
Fiquei nervoso assim
Por um áudio que dizia
Então "volta pra mim"
D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas
marcadas por conjunções, advérbios, etc.
14Na expressão “E ela tá gravando e
desgravando” , a palavra destacada indica:
(A) alternância.
(B) oposição.
(C) explicação.
(D) adição.
D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas
marcadas por conjunções, advérbios, etc.
14- Na expressão “E ela tá gravando e
desgravando” , a palavra destacada
indica:
(A)alternância.
(B) oposição.
(C) explicação.
(D) adição.
D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas
marcadas por conjunções, advérbios, etc.
15- No trecho “E o ladrão levou o que era
meu” a forma verbal destacada estabelece
relação de concordância com a palavra
(A) meu
(B) ladrão
(C) áudio
(D) avião
D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas
marcadas por conjunções, advérbios, etc.
15- No trecho “E o ladrão levou o que era
meu” a forma verbal destacada estabelece
relação de concordância com a palavra
(A) meu
(B) ladrão
(C) áudio
(D) avião
D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que
evidenciam locutor e/ou interlocutor.
16- O verso “Tava no grau e até sarei
na hora” é um exemplo de linguagem
(A) Coloquial
(B) Formal
(C) Jornalística
(D) Literária
D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que
evidenciam locutor e/ou interlocutor.
16- O verso “Tava no grau e até sarei na
hora” é um exemplo de linguagem
(A) Coloquial
(B) Formal
(C) Jornalística
(D) Literária
Música... LEÃO
Quem canta... Marília Mendonça
Leão - Marília Mendonça
Sei que 'cê me entende bem
Sempre foge quando namora
Se você não ama ninguém
Por que 'tá me escutando agora?
Sua linda, tão louca, minha Mona Lisa
Tira a minha roupa, me fascina
Me assassina, me beija na boca, minha mulher,
menina
Me ensina a ser vida louca, teu olho piscina
Me afoga e faz boca à boca, renova minha rima
Vem de garfo que hoje é sopa, menina
Mas quem vai nos julgar
Vilão particular
Se eu subo nesse palco aqui
Foi Deus que me criou assim
E os holofotes vêm ao meu encontro
É que eu te amo e nem te conto
Não, não posso ser seu santo
Que o Sol da manhã te dissolva
Seu vampiro de filmes pastelão
Mas quem vai nos julgar?
Sou seu despenteado leão
Sou fato ou hipótese
Sou rei, cigano ou nômade
Desculpa esse meu jeito soberano
Mas hoje é por você que eu canto
É por você que eu canto
Sei que 'cê me quer também
Marília leoa gostosa
Posso te ligar, meu bem
Que que 'cê 'tá fazendo agora?
Tão lindo, tão louco, meu grande amigo
Depois de você os outros são outros, 'cê 'tá
fudido
Vamo' fazer amor, cantar sertanejo antigo
E beijar na boca, amor
Pode ser até que você não me dê moral
Até me ver no espaço pela banca de jornal
D17./ D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de
outras notações.
17- No trecho “Mas quem vai nos julgar?” o
ponto de interrogação reforça a ideia de
(A)Dúvida e contrariedade
(B)Reflexão e questionamento
(C)Surpresa e conclusão
(D)Decepção e tristeza
D17./ D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da
pontuação e de outras notações.
17- No trecho “Mas quem vai nos julgar?” o
ponto de interrogação reforça a ideia de
(A)Dúvida e contrariedade
(B)Reflexão e questionamento
(C)Surpresa e conclusão
(D)Decepção e tristeza
D21./ D06 Distinguir fato de opinião relativa ao fato.
18- Nesse texto, o trecho que marca uma
opinião é:
(A) Foi Deus que me criou assim
(B) Mas quem vai nos julgar
(C) Me ensina a ser vida louca
(D) Se você não ama ninguém
D21./ D06 Distinguir fato de opinião relativa ao fato.
18- Nesse texto, o trecho que marca uma
opinião é:
(A) Foi Deus que me criou assim
(B) Mas quem vai nos julgar
(C) Me ensina a ser vida louca
(D) Se você não ama ninguém
baladospaeb2023-230821103256-5412fd1e.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a baladospaeb2023-230821103256-5412fd1e.pptx

6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada
6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada
6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada
PriscilaGuimares27
 
594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................
594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................
594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................
manuelxavierpires
 
594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt
594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt
594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt
BEATRIZDELDOTTODIASD
 
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptxBaladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
Marcos895089
 
Revoada de Língua Portuguesa.pdf
Revoada de Língua Portuguesa.pdfRevoada de Língua Portuguesa.pdf
Revoada de Língua Portuguesa.pdf
Marcos895089
 
3ª e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx
3ª  e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx3ª  e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx
3ª e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx
SuianeCordeiro
 
aulão terceirão pocket.pptx
aulão terceirão pocket.pptxaulão terceirão pocket.pptx
aulão terceirão pocket.pptx
Graça Silva
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
acaciocarmo1
 
VARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptx
VARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptxVARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptx
VARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptx
ADELMA MARIA
 
REVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptx
REVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptxREVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptx
REVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptx
EscolaDAL
 
baladao LP.pptx
baladao LP.pptxbaladao LP.pptx
baladao LP.pptx
AuriceliaRosa
 
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptxBALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
ElaineOliveira199465
 
baladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdf
baladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdfbaladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdf
baladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdf
josevalpaixaovieira
 
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptxBALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
ElaineOliveira199465
 
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptxBALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BIBIANAFERREIRA6
 
baladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptx
baladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptxbaladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptx
baladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptx
BEATRIZDELDOTTODIASD
 
Meu primeiro beijo apresentação
Meu primeiro beijo  apresentaçãoMeu primeiro beijo  apresentação
Meu primeiro beijo apresentação
444888222
 
Lm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglês
Lm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglêsLm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglês
Lm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglês
Alecione Vanessa Moura
 
BALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA 01.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
BALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA  01.pptx  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxBALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA  01.pptx  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
BALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA 01.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
IvaneiseBezerraDosSa
 
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIMAvaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Edilene Aparecida
 

Semelhante a baladospaeb2023-230821103256-5412fd1e.pptx (20)

6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada
6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada
6.Baladão 9º ano - estudo da língua portuguesa de forma gamificada
 
594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................
594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................
594874424-Baladao-9º-Ano-2ppt.............................
 
594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt
594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt
594874424-Baladao-9º-Ano-2021.ppt
 
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptxBaladão dos Descritores PASSADO.pptx
Baladão dos Descritores PASSADO.pptx
 
Revoada de Língua Portuguesa.pdf
Revoada de Língua Portuguesa.pdfRevoada de Língua Portuguesa.pdf
Revoada de Língua Portuguesa.pdf
 
3ª e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx
3ª  e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx3ª  e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx
3ª e 4ª aula - VAQUEJADA DOS DESCRITORES OK.pptx
 
aulão terceirão pocket.pptx
aulão terceirão pocket.pptxaulão terceirão pocket.pptx
aulão terceirão pocket.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
VARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptx
VARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptxVARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptx
VARIAÇÃO LINGUISTICA COM MÚSICA.pptx
 
REVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptx
REVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptxREVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptx
REVOADA DA LÍNGUA PORTUGUESA 5º ANO.pptx
 
baladao LP.pptx
baladao LP.pptxbaladao LP.pptx
baladao LP.pptx
 
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptxBALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
 
baladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdf
baladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdfbaladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdf
baladodosdescritores-1-230529005437-85d1c931_(1).pdf
 
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptxBALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
BALADÃO DOS DESCRITORES-1.pptx
 
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptxBALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
BALADAO-DOS-DESCRITORES (1).pptx
 
baladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptx
baladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptxbaladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptx
baladao-dos-descritores1-221108194710-4ebe0ff9 (1).pptx
 
Meu primeiro beijo apresentação
Meu primeiro beijo  apresentaçãoMeu primeiro beijo  apresentação
Meu primeiro beijo apresentação
 
Lm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglês
Lm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglêsLm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglês
Lm15 livro digital-10 gírias e expressões em inglês
 
BALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA 01.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
BALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA  01.pptx  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxBALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA  01.pptx  xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
BALADÃO - LÍNGUA PORTUGUESA 01.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIMAvaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
 

Mais de LuisFernando652236

2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
LuisFernando652236
 
categorias deeeeee análise geografia.ppt
categorias deeeeee análise geografia.pptcategorias deeeeee análise geografia.ppt
categorias deeeeee análise geografia.ppt
LuisFernando652236
 
Romance urbano, soooocial, regional..ppt
Romance urbano, soooocial, regional..pptRomance urbano, soooocial, regional..ppt
Romance urbano, soooocial, regional..ppt
LuisFernando652236
 
categorias-de-análise-gehhhhografia.pptx
categorias-de-análise-gehhhhografia.pptxcategorias-de-análise-gehhhhografia.pptx
categorias-de-análise-gehhhhografia.pptx
LuisFernando652236
 
Apresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptx
Apresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptxApresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptx
Apresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptx
LuisFernando652236
 
literatura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshaskl
literatura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshasklliteratura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshaskl
literatura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshaskl
LuisFernando652236
 
150296.pptx
150296.pptx150296.pptx
150296.pptx
LuisFernando652236
 

Mais de LuisFernando652236 (7)

2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_LINGUAGENS_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
 
categorias deeeeee análise geografia.ppt
categorias deeeeee análise geografia.pptcategorias deeeeee análise geografia.ppt
categorias deeeeee análise geografia.ppt
 
Romance urbano, soooocial, regional..ppt
Romance urbano, soooocial, regional..pptRomance urbano, soooocial, regional..ppt
Romance urbano, soooocial, regional..ppt
 
categorias-de-análise-gehhhhografia.pptx
categorias-de-análise-gehhhhografia.pptxcategorias-de-análise-gehhhhografia.pptx
categorias-de-análise-gehhhhografia.pptx
 
Apresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptx
Apresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptxApresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptx
Apresentahhhhhhhhhhknkljlkkjlkção de Arte.pptx
 
literatura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshaskl
literatura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshasklliteratura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshaskl
literatura completa 123kdhshsgsgajhsgakjshbakjshaskl
 
150296.pptx
150296.pptx150296.pptx
150296.pptx
 

Último

Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
dataprovider
 
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
 
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 

baladospaeb2023-230821103256-5412fd1e.pptx

  • 1.
  • 2. I BALADÃO com os descritores de Língua Portuguesa do SPAECE / SAEB 2023 AULÃO NO RITMO DA APRENDIZAGEM – 9º ANO Prof. Merilane
  • 3. Música... ERRO QUE DÁ CERTO Quem canta... LUAN ESTILIZADO
  • 4. Pode chamar de acidente Pode espalhar que eu não presto Pode mentir pra geral Que a gente é só sexo Cê fala mal mas depois cê me liga Porque na cama ninguém faz melhor Apaga meu contato da sua lista Mas sua saudade sabe ele de cor Que sou eu O que sua boca xinga e o coração chama de meu Eu sou o erro que dá certo A raiva que cê quer por perto Quer sentir ódio mas só sente amor Passatempo que nunca passou Eu sou o erro que dá certo A raiva que cê quer por perto Quer sentir ódio mas só sente amor Passatempo que nunca passou Eita, Luan Estilizado Ela tentou me esquecer Mas esqueceu que não consegue, viu ThiagoAquino Canta aí! Cê fala mal mas depois cê me liga Porque na cama ninguém faz melhor Apaga meu contato da sua lista Mas sua saudade sabe ele de cor Que sou eu O que sua boca xinga e o coração chama de meu Eu sou o erro que dá certo A raiva que cê quer por perto Quer sentir ódio mas só sente amor O passatempo que nunca passou Eu sou o erro que dá certo A raiva que cê quer por perto Quer sentir ódio mas só sente amor O passatempo que nunca passou Eu sou o erro que dá certo A raiva que cê quer por perto Quer sentir ódio mas só sente amor Passatempo que nunca passou Eu sou o erro que dá certo A raiva que cê quer por perto (é, paixão!) Quer sentir ódio mas só sente amor Passatempo que nunca passou Valeu, Luan Estilizado! ThiagoAquino! 'Brigado, meu irmão Eu que agradeço, meu filho
  • 5. D18./D14. Reconhecer as relações entre partes de um texto, identificando os recursos coesivos que contribuem para sua continuidade 1- No verso: “Quer sentir ódio/ mas só sente amor” o termo destacado estabelece uma relação com o verso anterior de: (A) Explicação (B) Sentido contrário (C) Condição (D) Conclusão
  • 6. D18./D14. Reconhecer as relações entre partes de um texto, identificando os recursos coesivos que contribuem para sua continuidade 1- No verso: “Quer sentir ódio/ mas só sente amor” o termo destacado estabelece uma relação com o verso anterior de: (A) Explicação (C) Condição (D) Conclusão
  • 7. D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que evidenciam locutor e/ou interlocutor. 2 – A linguagem usada na letra da música sugere que o autor fez uso de uma linguagem: (A) ajustada às situações informais. (B) rigorosa na precisão vocabular. (C) exata quanto à linguagem formal. (D) conforme a linguagem padrão.
  • 8. D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que evidenciam locutor e/ou interlocutor. 2 – A linguagem usada na letra da música sugere que o autor fez uso de uma linguagem: (A) ajustada às situações informais. (B) rigorosa na precisão vocabular. (C) exata quanto à linguagem formal. (D) conforme a linguagem padrão.
  • 9. D6./ D5. Identificar o tema ou assunto de um texto. 3- O tema abordado na Música é: (A) O amor é um passatempo; (B) O amor não correspondido; (C) A saudade do casal; (D) Um amor que não foi esquecido;
  • 10. D6./ D5. Identificar o tema ou assunto de um texto. 3- O tema abordado na Música é: (A)O amor é um passatempo; (B) O amor não correspondido; (C) A saudade do casal; (D) Um amor que não foi esquecido;
  • 11. Música... VOU COMEÇAR A NÃO PRESTAR Quem canta... .Theuzinho Cantor
  • 12. Vou Começar a Não Prestar – Theuzinho Cantor Parece que você nem sabe O que é reciprocidade Só eu que demonstro se não percebeu Tudo eu Suas mensagens são mais frias que pedra de gelo Eu me encaixo no seu mundo e não mudo seu jeito Só um lado gosta, só um lado posta e você nem reposta Vou começar a não prestar Pra tu me valorizar Pra tu gostar mais de mim Vou passar a ser ruim Vou passar a ser ruim Pra tu me valorizar Pra tu gostar mais de mim Vou passar a ser ruim A gente só vai dar certo assim
  • 13. D3./D3 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão. 4- O Uso da palavra “reciprocidade”, no segundo verso da primeira estrofe, pode ser substituída sem perder o sentido por: (A)Dar e receber (B)Valorizar (C)Perceber (D)Gostar de alguém
  • 14. D3./D3 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão. 4- O Uso da palavra “reciprocidade”, no segundo verso da primeira estrofe, pode ser substituída sem perder o sentido por: (A)Dar e receber (B)Valorizar (C)Perceber (D)Gostar de alguém
  • 15. D18./D19. Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de palavras, frases ou expressões. 5- No trecho “vou começar a não prestar pra tu me valorizar” a expressão destacada revela: (A)Que o casal não se gosta mais (B)Que sentem falta um do outro (C)Que um não se importa mais com o outro (D)Que um vai ter que agir diferente para ser valorizado
  • 16. D18./D19. Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de palavras, frases ou expressões. 5- No trecho “vou começar a não prestar pra tu me valorizar” a expressão destacada revela: (A)Que o casal não se gosta mais (B)Que sentem falta um do outro (C)Que um não se importa mais com o outro (D)Que um vai ter que agir diferente para ser valorizado
  • 17. Música... ERRO GOSTOSO Quem canta... Simone Mendes
  • 18. Erro Gostoso Canção – Simone Mendes Calma, deixa eu respirar um pouco Nós somos dois loucos Olha a gente nessa cama de novo O que 'cê sente quando 'cê mente na minha cara Pra ter uma hora de cama suada? Eu percebo a cada visita 'Cê não gosta de mim 'Cê gosta é da conquista Quero ver Ah, e agora como eu fico nessa casa? Com um sorriso ou choro no rosto? 'Cê vem aqui, me acostuma errado Cola meus pedaços pra quebrar de novo Eu preciso aprender a falar "não" um pouco Pra esse erro gostoso Ah, e agora como eu fico nessa casa? Com um sorriso ou choro no rosto? 'Cê vem aqui, me acostuma errado Cola meus pedaços pra quebrar de novo Eu preciso aprender a falar "não" um pouco Pra esse erro gostoso Calma, deixa eu respirar um pouco Nós somos dois loucos Olha a gente nessa cama de novo O que 'cê sente quando 'cê mente na minha cara Pra ter uma hora de cama suada? Eu percebo a cada visita 'Cê não gosta de mim 'Cê gosta é da conquista Vai Ah, e agora como eu fico nessa casa? Com um sorriso ou choro no rosto? 'Cê vem aqui, me acostuma errado Cola meus pedaços pra quebrar de novo Eu preciso aprender a falar "não" um pouco Pra esse erro gostoso Ah, e agora como eu fico nessa casa? Com um sorriso ou choro no rosto? 'Cê vem aqui, me acostuma errado Cola meus pedaços pra quebrar de novo Eu preciso aprender a falar "não" um pouco Pra esse erro gostoso, uh
  • 19. D19./ D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios, etc. 6- No verso: “com o sorriso e o choro no rosto?” o termo destacado tem por objetivo: (A)indicar a quantidade de vezes em que a ação aconteceu. (B) refutar argumentos anteriores. (C) reforçar a ação provocada por uma pessoa. (D) rimar contra outra palavra da canção.
  • 20. D19./ D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios, etc. 6- No verso: “com o sorriso e o choro no rosto?” o termo destacado tem por objetivo: (A)indicar a quantidade de vezes em que a ação aconteceu. (B) refutar argumentos anteriores. (C) reforçar a ação provocada por uma pessoa. (D) rimar contra outra palavra da canção.
  • 21. D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. 7- O uso do ponto de interrogação no trecho “Ah, e agora como eu fico nessa casa?”, reforça a ideia de (A)O personagem dizer que ama infinitamente. (B) O personagem afirmar que tem dúvidas. (C) O personagem confirmar que não é amada. (D)O personagem querer ser mais amado
  • 22. D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. 7- O uso do ponto de interrogação no trecho “Ah, e agora como eu fico nessa casa?”, reforça a ideia de (A) A personagem dizer que ama infinitamente. (B) A personagem afirmar que tem dúvidas. (C) A personagem confirmar que não é amada. (D) A personagem querer ser mais amado
  • 23. Música... A CULPA É NOSSA. Quem canta... Nadson o Ferinha.
  • 24. A Culpa É Nossa – Nadson o Ferinha Tá preocupado com o que eu vou falar Quando alguém perguntar o motivo da gente largar Eu vou falar a verdade Se isso te incomoda Pensasse antes de ter feito O que chama de erro, eu chamo de escolha Ou quer me convencer que alguém colocou uma arma na sua cabeça e falou Beija minha boca? Já que cê não quer sair como o ruim da história, então fala aí Que a culpa é nossa De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê ser um bosta Que a culpa é nossa De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê ser um bosta Já que cê não quer sair como o ruim da história Então mente aí que a culpa é nossa Pensasse antes de ter feito O que chama de erro, eu chamo de escolha Ou quer me convencer que alguém colocou uma arma na sua cabeça e falou Beija minha boca? Já que cê não quer sair como o ruim da história, então fala aí Que a culpa é nossa De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê ser um bosta Que a culpa é nossa De cê ter traído, de cê ter mentido, de cê ser um bosta Já que cê não quer sair como o ruim da história Então mente aí que a culpa é nossa
  • 25. D16./ D22 Reconhecer efeitos de humor e ironia. 8- Na música podemos ver que o personagem foi irônico quando diz: (A) Eu vou falar a verdade. (B) Que a culpa é nossa. (C) O motivo da gente largar. (D) Pensasse antes de ter feito.
  • 26. D16./ D22 Reconhecer efeitos de humor e ironia. 8- Na música podemos ver que o personagem foi irônico quando diz: (A) Eu vou falar a verdade. (B) Que a culpa é nossa. (C) O motivo da gente largar. (D) Pensasse antes de ter feito.
  • 27. D4./ D2 Inferir informação em texto verbal. 9- No final da história, pode-se entender que: (A)O personagem terminou o relacionamento com a amada porque foi obrigado. (B)O personagem terminou o relacionamento por se sentir culpado. (C)O personagem terminou o relacionamento por que foi traído. (D)O personagem terminou por que não a amava mais.
  • 28. D4./ D2 Inferir informação em texto verbal. 9- No final da história, pode-se entender que: (A) O personagem terminou o relacionamento com a amada porque foi obrigado. (B)O personagem terminou o relacionamento por se sentir culpado. (C)O personagem terminou o relacionamento por que foi traído. (D) O personagem terminou por que não a amava mais.
  • 29. Música... DUAS Quem canta... Nadson o Ferinha
  • 30. Duas – Nadsom o Ferinha Antes de você Talvez você tivesse todos os motivos Pra desconfiar de mim Eu fiz tanta coisa no passado Mas não tinha do meu lado Uma mulher assim Se quer procurar, procura Se quer vasculhar, vasculha Se eu tivesse que ter outra Escuta Se eu tivesse que ter duas Uma seria você, e a outra, uma filha sua Duas Com o olho igual ao meu e a boca sua Eu não te trocaria Por nada nessa vida Eu não te trocaria Nunca Antes de você Talvez você tivesse todos os motivos Pra desconfiar de mim Eu fiz tanta coisa no passado Mas não tinha do meu lado Uma mulher assim Se quer procurar, procura Se quer vasculhar, vasculha Se eu tivesse que ter outra Escuta Se eu tivesse que ter duas Uma seria você, e a outra, uma filha sua Duas Com o olho igual ao meu e a boca sua Eu não te trocaria Por nada nessa vida Eu não te trocaria Nunca
  • 31. D15./D17. Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios etc. 10- No trecho “antes de ir” (l. 1), a expressão sublinhada dá ideia de: (A) causa. (B) explicação. (C) lugar. (D) tempo.
  • 32. D15./D17. Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios etc. (l. 1), a 10- No trecho “antes de ir” expressão sublinhada dá idéia de: (A) causa. (B) explicação. (C) lugar. (D) tempo.
  • 33. D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. 11-No trecho “Se quer procurar, procura” ( ℓ .1 da terceira estrofe), a vírgula tem o efeito de: (A) desafiar. (B) avisar. (C) apresentar (D) questionar.
  • 34. D17./D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. 11-No trecho “Se quer procurar, procura” ( ℓ .1 da terceira estrofe), o a vírgula tem o efeito de: (A) desafiar. (B) avisar. (C) apresentar (D) questionar.
  • 35. D3./D3 Inferir o sentido da palavra ou expressão. 12- No trecho “se quer vasculhar, vasculha" (v. 2, terceira estrofe), a palavra sublinhada refere-se à: (A) Limpar (B) Investigar (C) Examinar (D) Buscar
  • 36. D3./D3 Inferir o sentido da palavra ou expressão. 12- No trecho “se quer vasculhar, vasculha" (v. 2, terceira estrofe), a palavra sublinhada refere-se à: (A) Limpar (B) Investigar (C) Examinar (D) Buscar
  • 37. Música... NOSSO QUADRO. Quem canta... Ana Castela
  • 38. Nosso Quadro- Ana Castela Todo mundo tem um amor que quando deita e olha pro teto Vem a pergunta: Será que se fosse hoje a gente dava certo? Um episódio que nunca vai ser lançado, um álbum incompleto Uma história que parou pela metade, cê imagina o resto? É saudade que toma, que toma Que toma conta de mim E não me dá remorso, nem raiva Nem ódio da pena do fim Agora o nosso quadro casando na igreja Não vai ser pendurado, só existe na minha cabeça Nós dois tocando o gado, a filha boiadeira Nossa vida no mato só existe na minha cabeça Vai ser amor mesmo não sendo a vida inteira Vai ser amor mesmo não sendo a vida inteira Tem coisas que nem querendo a gente esquece Final do ano de 2017 Eu começando Odonto e você na Vet A sua camisa jeans na minha caminhonete Os meus amigos perguntam que fim cê levou O meu pai não desiste, ainda quer ser vovô O tempo não foi tão legal com nós dois Podia ter sido, mas não foi Agora o nosso quadro casando na igreja Não vai ser pendurado, só existe na minha cabeça Nós dois tocando o gado, a filha boiadeira Nossa vida no mato só existe na minha cabeça Vai ser amor mesmo não sendo a vida inteira Vai ser amor mesmo não sendo a vida inteira
  • 39. D9./D7 Diferenciar a informação principal das secundárias em um texto. 13- A ideia principal desse texto é: (A)O quadro pendurado na igreja, não existe mais só as lembranças. (B)Uma garota que tem saudade de alguém e que queria se casar com esta pessoa, mas, por algum motivo, não conseguiu. (C)As lembranças da época em que um estudava Odonto e o outro Vet (D)A vida no mato, tocando gado, tendo uma filha boiadeira, vai ser amor pra vida inteira
  • 40. D9./D7 Diferenciar a informação principal das secundárias em um texto. 13- A ideia principal desse texto é: (A)O quadro pendurado na igreja, não existe mais só as lembranças. (B)Uma garota que tem saudade de alguém e que queria se casar com esta pessoa, mas, por algum motivo, não conseguiu. (C)As lembranças da época em que um estudava Odonto e o outro Vet (D)A vida no mato, tocando gado, tendo uma filha boiadeira, vai ser amor pra vida inteira
  • 41. Música... CHEGOU UM AÚDIO Quem canta... Israel e Rodolffo
  • 42. Mandei "to com saudade" já me arrependi Eu tentei apagar E apaguei só pra mim 'Tava no grau e até sarei na hora E ela 'tá gravando e desgravando Já faz tempo Ó, chegou um áudio Nem quando andei De avião pela primeira vez Tremi assim Meu Deus do céu que sensação ruim Nem quando ouvi "perdeu" E o ladrão levou o que era meu Fiquei nervoso assim Por um áudio que dizia Então "volta pra mim" Chegou um Áudio - Israel & Rodolffo E ela 'tá gravando e desgravando Já faz tempo Ó, chegou um áudio Nem quando andei De avião pela primeira vez Tremi assim Meu Deus do céu que sensação ruim Nem quando ouvi "perdeu" E o ladrão levou o que era meu Fiquei nervoso assim Por um áudio que dizia Nem quando andei De avião pela primeira vez Tremi assim Meu Deus do céu que sensação ruim Nem quando ouvi "perdeu" E o ladrão levou o que era meu Fiquei nervoso assim Por um áudio que dizia Então "volta pra mim"
  • 43. D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios, etc. 14Na expressão “E ela tá gravando e desgravando” , a palavra destacada indica: (A) alternância. (B) oposição. (C) explicação. (D) adição.
  • 44. D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios, etc. 14- Na expressão “E ela tá gravando e desgravando” , a palavra destacada indica: (A)alternância. (B) oposição. (C) explicação. (D) adição.
  • 45. D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios, etc. 15- No trecho “E o ladrão levou o que era meu” a forma verbal destacada estabelece relação de concordância com a palavra (A) meu (B) ladrão (C) áudio (D) avião
  • 46. D15./D17 Reconhecer o sentido das relações lógico-discursivas marcadas por conjunções, advérbios, etc. 15- No trecho “E o ladrão levou o que era meu” a forma verbal destacada estabelece relação de concordância com a palavra (A) meu (B) ladrão (C) áudio (D) avião
  • 47. D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que evidenciam locutor e/ou interlocutor. 16- O verso “Tava no grau e até sarei na hora” é um exemplo de linguagem (A) Coloquial (B) Formal (C) Jornalística (D) Literária
  • 48. D13./D23 Identificar os níveis de linguagem e/ou as marcas linguísticas que evidenciam locutor e/ou interlocutor. 16- O verso “Tava no grau e até sarei na hora” é um exemplo de linguagem (A) Coloquial (B) Formal (C) Jornalística (D) Literária
  • 49. Música... LEÃO Quem canta... Marília Mendonça
  • 50. Leão - Marília Mendonça Sei que 'cê me entende bem Sempre foge quando namora Se você não ama ninguém Por que 'tá me escutando agora? Sua linda, tão louca, minha Mona Lisa Tira a minha roupa, me fascina Me assassina, me beija na boca, minha mulher, menina Me ensina a ser vida louca, teu olho piscina Me afoga e faz boca à boca, renova minha rima Vem de garfo que hoje é sopa, menina Mas quem vai nos julgar Vilão particular Se eu subo nesse palco aqui Foi Deus que me criou assim E os holofotes vêm ao meu encontro É que eu te amo e nem te conto Não, não posso ser seu santo Que o Sol da manhã te dissolva Seu vampiro de filmes pastelão Mas quem vai nos julgar? Sou seu despenteado leão Sou fato ou hipótese Sou rei, cigano ou nômade Desculpa esse meu jeito soberano Mas hoje é por você que eu canto É por você que eu canto Sei que 'cê me quer também Marília leoa gostosa Posso te ligar, meu bem Que que 'cê 'tá fazendo agora? Tão lindo, tão louco, meu grande amigo Depois de você os outros são outros, 'cê 'tá fudido Vamo' fazer amor, cantar sertanejo antigo E beijar na boca, amor Pode ser até que você não me dê moral Até me ver no espaço pela banca de jornal
  • 51. D17./ D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. 17- No trecho “Mas quem vai nos julgar?” o ponto de interrogação reforça a ideia de (A)Dúvida e contrariedade (B)Reflexão e questionamento (C)Surpresa e conclusão (D)Decepção e tristeza
  • 52. D17./ D20 Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. 17- No trecho “Mas quem vai nos julgar?” o ponto de interrogação reforça a ideia de (A)Dúvida e contrariedade (B)Reflexão e questionamento (C)Surpresa e conclusão (D)Decepção e tristeza
  • 53. D21./ D06 Distinguir fato de opinião relativa ao fato. 18- Nesse texto, o trecho que marca uma opinião é: (A) Foi Deus que me criou assim (B) Mas quem vai nos julgar (C) Me ensina a ser vida louca (D) Se você não ama ninguém
  • 54. D21./ D06 Distinguir fato de opinião relativa ao fato. 18- Nesse texto, o trecho que marca uma opinião é: (A) Foi Deus que me criou assim (B) Mas quem vai nos julgar (C) Me ensina a ser vida louca (D) Se você não ama ninguém