SlideShare uma empresa Scribd logo
Meios de orientação geográfica
Professor: Carlos Lima
Meios de orientação geográfica
O planeta gira em torno do seu eixo, dando
origem as noites e os dias.
Dura aproximadamente 24
horas.
O planeta gira em torno do sol, dando origem as
estações do ano.
Dura aproximadamente 365 dias e 6 horas
365 dias e 6 horas
6+6+6+6 = 24 horas
24 horas = 1 dia
Ano de 365 dias a
cada quatro anos.
Periélio – Ponto de órbita onde o planeta está
mais próximo do sol.
Afélio – Ponto de órbita onde o planeta está mais
afastado do sol
• Pontos cardeais: N, S, L e O
• Pontos colaterais: NE, NO, SE
e SO.
• Pontos subcolaterais: NNE,
ENE, ESE, SSE, SSO, OSO,
ONO e NNO.
Resposta: letra D
Naturais:
1. Sol
2. Lua
3. Cruzeiro do Sul
Artificiais:
1. Bússola
2. GPS
3. Google Earth
São linhas paralelas à linha do Equador que cortam o
globo de leste à oeste. Vai de 0º à 90º sul e norte.
Cada paralelo tem seu
valor dado em graus. Os
graus de cada paralelo
denominam-se LATITUDE.
Portanto, falamos, por
exemplo, que a linha do
Equador possui 0º de
latitude.
Veja os exemplos a seguir:
60º Latitude Norte
30º Latitude Norte
0º Latitude
15º Latitude Sul
45º Latitude Sul
TENTE AGORA VOCÊ!
São linhas paralelas à linha do Meridiano de Greenwich
que cortam o globo de norte à sul. Vai de 0º à 180º leste
e oeste.
Cada meridiano tem seu
valor dado em graus.
Os graus de cada
meridiano denominam-
se LONGITUDE.
Portanto, falamos, por
exemplo, que o
meridiano de Greenwich
possui 0º de longitude.
Veja os exemplos a
seguir:
120º Longitude
Leste
45º Longitude
Leste
130º Longitude
Oeste
15º Longitude
Oeste
TENTE AGORA VOCÊ!
A
B
C
D
A
40º Latitude Norte
60º Longitude Leste
B
20º Latitude Sul
20º Longitude Oeste
C
80º Latitude Norte
40º Longitude Oeste
D
20º Latitude Sul
140º Longitude Leste
Qual o continente que
está localizado
a 60º Latitude Norte
e 40º Longitude Leste?
EUROPA
Projeções cartográficas
• A maioria dos mapas é feita a partir da projeção dos
meridianos e paralelos curvos da esfera terrestre em
uma das figuras geométricas abaixo.
ProjeçõesProjeções Paralelos e MeridianosParalelos e Meridianos UtilidadeUtilidade
Cilíndrica
Paralelos e Meridianos retos, e deformação nas regiões
de altas latitudes (pólos).
MELHOR PARA VISUALIZARMELHOR PARA VISUALIZAR
REGIÕES PERTO DO EQUADORREGIÕES PERTO DO EQUADOR
Cônica
Meridianos retos e convergentes, os paralelos
são círculos concêntricos.
MELHOR PARA VISUALIZARMELHOR PARA VISUALIZAR
REGIÕES DE LATITUDES MÉDIAS.REGIÕES DE LATITUDES MÉDIAS.
Azimutal
Meridianos retos e divergentes, os paralelos são
círculos concêntricos.
Distorções aumentam a partir do centro.
PREFERIDOS PARAPREFERIDOS PARA
REPRESENTAR REGIÕESREPRESENTAR REGIÕES
POLARES E MAPASPOLARES E MAPAS
ESTRATÉGICOS, QUANDO SEESTRATÉGICOS, QUANDO SE
QUER DAR DESTAQUE A UMQUER DAR DESTAQUE A UM
PONTO CENTRAL.PONTO CENTRAL.
Projeção de Mercator
• Idealizada no século XVI, a projeção cilíndrica de Mercator
tornou-se a preferida dos navegantes por ser a única em que as
direções podiam ser traçadas em linha reta sobre o mapa.
Nessa projeção, os paralelos e os meridianos
são linhas retas que se cruzam formando
ângulos retos. Pertence ao tipo chamado
conforme, porque não deforma os ângulos. Em
compensação, as áreas extensas ou situadas
em latitudes elevadas aparecem nos mapas
com dimensões exageradamente ampliadas
Projeção de Peters
• O professor alemão Arno Peters elaborou uma das mais recentes
(dec.70) e inovadoras projeções cartográficas. Trata-se de uma
projeção cilíndrica equivalente, ou seja, preserva as dimensões
relativas dos países e continentes.
• Distorce as formas,
principalmente nas
pequenas latitudes,
alongando os países e
continentes no sentido
norte-sul.
Mercator x Peters
Diferentes Visões do “Mundo”
• São os mapas-múndi mais usados.
• Ambos feitos a partir de projeções cilíndricas.
MERCATOR (1569) PETERS (1973)
Projeção de Mercator
• É uma cilíndrica conforme.
• Excelente para a navegação.
• Perfeita nos ângulos e formas.
• Distorcido nas áreas, com as terras próximas ao Pólos
(elevadas latitudes) desproporcionalmente maiores.
• Coloca a Europa no centro do mapa
( Eurocentrismo ).
Projeção de Peters
• Cilíndrica equivalente.
• Mantém a proporção nas áreas continentais
• Distorcido nos ângulos e formas
• África no centro
• Propostas de Peters:
1. Valorização do mundo subdesenvolvido, mostrando sua área
real.
2. Ressaltar a idéia que por trás de cada mapa, sempre existe um
conteúdo Político-Ideológico.
CURVAS DE NÍVEL
• As curvas de nível (ou isoípsas) são linhas que
unem os pontos do relevo que têm a mesma
altitude.
• É chamada de "curva" pois normalmente a
linha que resulta do estudo das altitudes de
um terreno são em geral manifestadas por
curvas.
• Quanto maior a declividade,
mais próximas as curvas de
nível aparecem
representadas.
• Quanto menor a declividade,
maior o afastamento entre
elas.
• São associadas a valores de
altitude em metros (m).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Orientação no Espaço Geografico
Orientação no Espaço GeograficoOrientação no Espaço Geografico
Orientação no Espaço Geografico
Prefeitura de Santana de Parnaíba
 
A orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestreA orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestre
paulotmo
 
Terra Orientação e Localização
Terra Orientação e LocalizaçãoTerra Orientação e Localização
Terra Orientação e Localização
Doug Caesar
 
Orientação e localizacao
Orientação e localizacaoOrientação e localizacao
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFIIIECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
profrodrigoribeiro
 
Os meios de orientação - 6º Ano (2016)
Os meios de orientação - 6º Ano (2016)Os meios de orientação - 6º Ano (2016)
Os meios de orientação - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
Orientação
Orientação Orientação
Orientação
Prof. Francesco Torres
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficas
Professor
 
Cartografia2.
Cartografia2.Cartografia2.
Cartografia2.
Professor
 
Aula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localizaçãoAula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localização
Péricles Penuel
 
Aula introdução cartografia
Aula   introdução cartografiaAula   introdução cartografia
Aula introdução cartografia
Omar Fürst
 
Localização no espaço geografico 6º ano
Localização no espaço geografico 6º anoLocalização no espaço geografico 6º ano
Localização no espaço geografico 6º ano
Nilberte Correia
 
20.170.405 Localização e orientação
20.170.405 Localização e orientação20.170.405 Localização e orientação
20.170.405 Localização e orientação
Daminismo Svanderlov
 
Coordenadas geograficas
Coordenadas geograficasCoordenadas geograficas
Coordenadas geograficas
robertobraz
 
Coordenadas geográficas
Coordenadas geográficasCoordenadas geográficas
Coordenadas geográficas
Gilcleia
 
Coordenadas Geograficas
Coordenadas GeograficasCoordenadas Geograficas
Coordenadas Geograficas
Luciano Pessanha
 
Pontos cardeais
Pontos cardeaisPontos cardeais
Pontos cardeais
Filipa Marques
 
Orientação geográfica
Orientação geográficaOrientação geográfica
Orientação geográfica
Rosemildo Lima
 
Pontos cardeais
Pontos cardeaisPontos cardeais
Pontos cardeais
Emerson Silva
 
Orientação no espaço localização
Orientação no espaço   localizaçãoOrientação no espaço   localização
Orientação no espaço localização
Luciano Pessanha
 

Mais procurados (20)

Orientação no Espaço Geografico
Orientação no Espaço GeograficoOrientação no Espaço Geografico
Orientação no Espaço Geografico
 
A orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestreA orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestre
 
Terra Orientação e Localização
Terra Orientação e LocalizaçãoTerra Orientação e Localização
Terra Orientação e Localização
 
Orientação e localizacao
Orientação e localizacaoOrientação e localizacao
Orientação e localizacao
 
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFIIIECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
IECJ - Capítulo 5 – Coordenadas geográficas - 6º ano do EFII
 
Os meios de orientação - 6º Ano (2016)
Os meios de orientação - 6º Ano (2016)Os meios de orientação - 6º Ano (2016)
Os meios de orientação - 6º Ano (2016)
 
Orientação
Orientação Orientação
Orientação
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficas
 
Cartografia2.
Cartografia2.Cartografia2.
Cartografia2.
 
Aula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localizaçãoAula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localização
 
Aula introdução cartografia
Aula   introdução cartografiaAula   introdução cartografia
Aula introdução cartografia
 
Localização no espaço geografico 6º ano
Localização no espaço geografico 6º anoLocalização no espaço geografico 6º ano
Localização no espaço geografico 6º ano
 
20.170.405 Localização e orientação
20.170.405 Localização e orientação20.170.405 Localização e orientação
20.170.405 Localização e orientação
 
Coordenadas geograficas
Coordenadas geograficasCoordenadas geograficas
Coordenadas geograficas
 
Coordenadas geográficas
Coordenadas geográficasCoordenadas geográficas
Coordenadas geográficas
 
Coordenadas Geograficas
Coordenadas GeograficasCoordenadas Geograficas
Coordenadas Geograficas
 
Pontos cardeais
Pontos cardeaisPontos cardeais
Pontos cardeais
 
Orientação geográfica
Orientação geográficaOrientação geográfica
Orientação geográfica
 
Pontos cardeais
Pontos cardeaisPontos cardeais
Pontos cardeais
 
Orientação no espaço localização
Orientação no espaço   localizaçãoOrientação no espaço   localização
Orientação no espaço localização
 

Destaque

Meios de orientação
Meios de orientaçãoMeios de orientação
Meios de orientação
Elô Steffens
 
Orientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º anoOrientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º ano
Nilberte Correia
 
Orientação 2010-2011
Orientação   2010-2011Orientação   2010-2011
Orientação 2010-2011
Fireshaker
 
Atividade de geografia 6º
Atividade de geografia 6ºAtividade de geografia 6º
Atividade de geografia 6º
rafaeldombosco
 
Localização espacial
Localização espacialLocalização espacial
Localização espacial
Fabrício Colombo
 
Orientação principios básicos
Orientação principios básicosOrientação principios básicos
Orientação principios básicos
Antonio Fleming
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
Roberta Sumar
 

Destaque (7)

Meios de orientação
Meios de orientaçãoMeios de orientação
Meios de orientação
 
Orientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º anoOrientação no espaço geográfico 6º ano
Orientação no espaço geográfico 6º ano
 
Orientação 2010-2011
Orientação   2010-2011Orientação   2010-2011
Orientação 2010-2011
 
Atividade de geografia 6º
Atividade de geografia 6ºAtividade de geografia 6º
Atividade de geografia 6º
 
Localização espacial
Localização espacialLocalização espacial
Localização espacial
 
Orientação principios básicos
Orientação principios básicosOrientação principios básicos
Orientação principios básicos
 
Categorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografiaCategorias de análise da geografia
Categorias de análise da geografia
 

Semelhante a Meios de orientação geográfica

Cartografia: A linguagem dos mapas
Cartografia: A linguagem dos mapasCartografia: A linguagem dos mapas
Cartografia: A linguagem dos mapas
Roberta Sumar
 
Cartografia odete
Cartografia odeteCartografia odete
Cartografia odete
geouerjvictor
 
Cartografia 1º ano
Cartografia 1º anoCartografia 1º ano
Cartografia 1º ano
Celso Roberto Pitta Santos
 
Geofísica
GeofísicaGeofísica
Geofísica
jupereirr
 
Aula - Projeções Cartográficas.ppt ggggg
Aula - Projeções Cartográficas.ppt gggggAula - Projeções Cartográficas.ppt ggggg
Aula - Projeções Cartográficas.ppt ggggg
Centro Educacional Nilton Oliveira Santos -CENOS
 
6º ano (caps. 4 e 5)
6º ano (caps. 4 e 5)6º ano (caps. 4 e 5)
6º ano (caps. 4 e 5)
Alexandre Alves
 
Cartografia Básica
Cartografia Básica Cartografia Básica
Cartografia Básica
Camila Brito
 
Slides rivancley
Slides   rivancleySlides   rivancley
Slides rivancley
Gabriel Reis
 
Apresentação curso geografia
Apresentação curso geografiaApresentação curso geografia
Apresentação curso geografia
Vandy Zago
 
Apresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografiaApresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografia
Lucas pk'
 
Cartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da Terra
Cartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da TerraCartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da Terra
Cartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da Terra
ronierefeitosa
 
Geofísica
GeofísicaGeofísica
Geofísica
UFES
 
Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)
Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)
Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)
terceiromotivo2012
 
Projeções2012
Projeções2012Projeções2012
Projeções2012
alfredo1ssa
 
Cartografia aula 2 - rede geográfica fuso horário
Cartografia   aula 2 - rede geográfica fuso horárioCartografia   aula 2 - rede geográfica fuso horário
Cartografia aula 2 - rede geográfica fuso horário
Kenia Diógenes
 
Amostra apostila-ibge-2011
Amostra apostila-ibge-2011Amostra apostila-ibge-2011
Amostra apostila-ibge-2011
jjfneto83
 
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
ProfMario De Mori
 
AULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptx
AULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptxAULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptx
AULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptx
MateusOliveira564539
 
Coordenadas geográficas 7ano
Coordenadas geográficas 7anoCoordenadas geográficas 7ano
Coordenadas geográficas 7ano
Suely Takahashi
 
Fuso horário
Fuso horárioFuso horário
Fuso horário
Uelson E E
 

Semelhante a Meios de orientação geográfica (20)

Cartografia: A linguagem dos mapas
Cartografia: A linguagem dos mapasCartografia: A linguagem dos mapas
Cartografia: A linguagem dos mapas
 
Cartografia odete
Cartografia odeteCartografia odete
Cartografia odete
 
Cartografia 1º ano
Cartografia 1º anoCartografia 1º ano
Cartografia 1º ano
 
Geofísica
GeofísicaGeofísica
Geofísica
 
Aula - Projeções Cartográficas.ppt ggggg
Aula - Projeções Cartográficas.ppt gggggAula - Projeções Cartográficas.ppt ggggg
Aula - Projeções Cartográficas.ppt ggggg
 
6º ano (caps. 4 e 5)
6º ano (caps. 4 e 5)6º ano (caps. 4 e 5)
6º ano (caps. 4 e 5)
 
Cartografia Básica
Cartografia Básica Cartografia Básica
Cartografia Básica
 
Slides rivancley
Slides   rivancleySlides   rivancley
Slides rivancley
 
Apresentação curso geografia
Apresentação curso geografiaApresentação curso geografia
Apresentação curso geografia
 
Apresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografiaApresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografia
 
Cartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da Terra
Cartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da TerraCartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da Terra
Cartografia, latitudes, longitudes, Movimentos da Terra
 
Geofísica
GeofísicaGeofísica
Geofísica
 
Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)
Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)
Projeções cartográficas ( terceiro ano e pré)
 
Projeções2012
Projeções2012Projeções2012
Projeções2012
 
Cartografia aula 2 - rede geográfica fuso horário
Cartografia   aula 2 - rede geográfica fuso horárioCartografia   aula 2 - rede geográfica fuso horário
Cartografia aula 2 - rede geográfica fuso horário
 
Amostra apostila-ibge-2011
Amostra apostila-ibge-2011Amostra apostila-ibge-2011
Amostra apostila-ibge-2011
 
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS CARTOGRAFIA - 1º ANOS
CARTOGRAFIA - 1º ANOS
 
AULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptx
AULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptxAULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptx
AULA DE GEOGRAFIA - CIENCIA CARTOGRAFICAptx
 
Coordenadas geográficas 7ano
Coordenadas geográficas 7anoCoordenadas geográficas 7ano
Coordenadas geográficas 7ano
 
Fuso horário
Fuso horárioFuso horário
Fuso horário
 

Mais de Carlos Antonio da Silva Lima Filho

Recursos naturais renováveis e não renováveis
Recursos naturais renováveis e não renováveisRecursos naturais renováveis e não renováveis
Recursos naturais renováveis e não renováveis
Carlos Antonio da Silva Lima Filho
 
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
Carlos Antonio da Silva Lima Filho
 
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
Carlos Antonio da Silva Lima Filho
 
Meio ambiente e a problemática ecológica
Meio ambiente e a problemática ecológicaMeio ambiente e a problemática ecológica
Meio ambiente e a problemática ecológica
Carlos Antonio da Silva Lima Filho
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização e exclusão social
Globalização e exclusão socialGlobalização e exclusão social
Globalização e exclusão social
Carlos Antonio da Silva Lima Filho
 

Mais de Carlos Antonio da Silva Lima Filho (7)

Recursos naturais renováveis e não renováveis
Recursos naturais renováveis e não renováveisRecursos naturais renováveis e não renováveis
Recursos naturais renováveis e não renováveis
 
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
 
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
O espaço geográfico dos EUA - Parte 01
 
Meio ambiente e a problemática ecológica
Meio ambiente e a problemática ecológicaMeio ambiente e a problemática ecológica
Meio ambiente e a problemática ecológica
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Globalização e exclusão social
Globalização e exclusão socialGlobalização e exclusão social
Globalização e exclusão social
 
Classificação do relevo brasileiro
Classificação do relevo brasileiroClassificação do relevo brasileiro
Classificação do relevo brasileiro
 

Meios de orientação geográfica

  • 1. Meios de orientação geográfica Professor: Carlos Lima
  • 3. O planeta gira em torno do seu eixo, dando origem as noites e os dias. Dura aproximadamente 24 horas.
  • 4. O planeta gira em torno do sol, dando origem as estações do ano. Dura aproximadamente 365 dias e 6 horas
  • 5. 365 dias e 6 horas 6+6+6+6 = 24 horas 24 horas = 1 dia Ano de 365 dias a cada quatro anos.
  • 6. Periélio – Ponto de órbita onde o planeta está mais próximo do sol. Afélio – Ponto de órbita onde o planeta está mais afastado do sol
  • 7. • Pontos cardeais: N, S, L e O • Pontos colaterais: NE, NO, SE e SO. • Pontos subcolaterais: NNE, ENE, ESE, SSE, SSO, OSO, ONO e NNO.
  • 9. Naturais: 1. Sol 2. Lua 3. Cruzeiro do Sul Artificiais: 1. Bússola 2. GPS 3. Google Earth
  • 10. São linhas paralelas à linha do Equador que cortam o globo de leste à oeste. Vai de 0º à 90º sul e norte. Cada paralelo tem seu valor dado em graus. Os graus de cada paralelo denominam-se LATITUDE. Portanto, falamos, por exemplo, que a linha do Equador possui 0º de latitude. Veja os exemplos a seguir:
  • 11. 60º Latitude Norte 30º Latitude Norte 0º Latitude 15º Latitude Sul 45º Latitude Sul TENTE AGORA VOCÊ!
  • 12. São linhas paralelas à linha do Meridiano de Greenwich que cortam o globo de norte à sul. Vai de 0º à 180º leste e oeste. Cada meridiano tem seu valor dado em graus. Os graus de cada meridiano denominam- se LONGITUDE. Portanto, falamos, por exemplo, que o meridiano de Greenwich possui 0º de longitude. Veja os exemplos a seguir:
  • 13. 120º Longitude Leste 45º Longitude Leste 130º Longitude Oeste 15º Longitude Oeste TENTE AGORA VOCÊ!
  • 14. A B C D A 40º Latitude Norte 60º Longitude Leste B 20º Latitude Sul 20º Longitude Oeste C 80º Latitude Norte 40º Longitude Oeste D 20º Latitude Sul 140º Longitude Leste Qual o continente que está localizado a 60º Latitude Norte e 40º Longitude Leste? EUROPA
  • 16. • A maioria dos mapas é feita a partir da projeção dos meridianos e paralelos curvos da esfera terrestre em uma das figuras geométricas abaixo.
  • 17. ProjeçõesProjeções Paralelos e MeridianosParalelos e Meridianos UtilidadeUtilidade Cilíndrica Paralelos e Meridianos retos, e deformação nas regiões de altas latitudes (pólos). MELHOR PARA VISUALIZARMELHOR PARA VISUALIZAR REGIÕES PERTO DO EQUADORREGIÕES PERTO DO EQUADOR Cônica Meridianos retos e convergentes, os paralelos são círculos concêntricos. MELHOR PARA VISUALIZARMELHOR PARA VISUALIZAR REGIÕES DE LATITUDES MÉDIAS.REGIÕES DE LATITUDES MÉDIAS. Azimutal Meridianos retos e divergentes, os paralelos são círculos concêntricos. Distorções aumentam a partir do centro. PREFERIDOS PARAPREFERIDOS PARA REPRESENTAR REGIÕESREPRESENTAR REGIÕES POLARES E MAPASPOLARES E MAPAS ESTRATÉGICOS, QUANDO SEESTRATÉGICOS, QUANDO SE QUER DAR DESTAQUE A UMQUER DAR DESTAQUE A UM PONTO CENTRAL.PONTO CENTRAL.
  • 18. Projeção de Mercator • Idealizada no século XVI, a projeção cilíndrica de Mercator tornou-se a preferida dos navegantes por ser a única em que as direções podiam ser traçadas em linha reta sobre o mapa. Nessa projeção, os paralelos e os meridianos são linhas retas que se cruzam formando ângulos retos. Pertence ao tipo chamado conforme, porque não deforma os ângulos. Em compensação, as áreas extensas ou situadas em latitudes elevadas aparecem nos mapas com dimensões exageradamente ampliadas
  • 19. Projeção de Peters • O professor alemão Arno Peters elaborou uma das mais recentes (dec.70) e inovadoras projeções cartográficas. Trata-se de uma projeção cilíndrica equivalente, ou seja, preserva as dimensões relativas dos países e continentes. • Distorce as formas, principalmente nas pequenas latitudes, alongando os países e continentes no sentido norte-sul.
  • 20. Mercator x Peters Diferentes Visões do “Mundo” • São os mapas-múndi mais usados. • Ambos feitos a partir de projeções cilíndricas. MERCATOR (1569) PETERS (1973)
  • 21. Projeção de Mercator • É uma cilíndrica conforme. • Excelente para a navegação. • Perfeita nos ângulos e formas. • Distorcido nas áreas, com as terras próximas ao Pólos (elevadas latitudes) desproporcionalmente maiores. • Coloca a Europa no centro do mapa ( Eurocentrismo ).
  • 22. Projeção de Peters • Cilíndrica equivalente. • Mantém a proporção nas áreas continentais • Distorcido nos ângulos e formas • África no centro • Propostas de Peters: 1. Valorização do mundo subdesenvolvido, mostrando sua área real. 2. Ressaltar a idéia que por trás de cada mapa, sempre existe um conteúdo Político-Ideológico.
  • 23. CURVAS DE NÍVEL • As curvas de nível (ou isoípsas) são linhas que unem os pontos do relevo que têm a mesma altitude. • É chamada de "curva" pois normalmente a linha que resulta do estudo das altitudes de um terreno são em geral manifestadas por curvas.
  • 24. • Quanto maior a declividade, mais próximas as curvas de nível aparecem representadas. • Quanto menor a declividade, maior o afastamento entre elas. • São associadas a valores de altitude em metros (m).