SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
ECOLOGIA
Ecologia é a parte da Biologia que estuda os seres vivos no seu
relacionamento entre si e com o meio ambiente onde vivem.
Etimologicamente, o nome vem do grego oikos, ‘casa,
ambiente’, e logos, ‘estudo, tratado’.
É O ESTUDO DOS ECOSSISTEMAS.
Níveis de Organização:
Célula Tecido Órgão Sistema
Organismo População Comunidade Ecossistema Biosfera
Outros conceitos utilizados em Ecologia:
Hábitat: é o tipo de local ou lugar físico normalmente
habitado pelos indivíduos de uma espécie.
Nicho Ecológico: é o ‘lugar funcional’ ocupado por uma
espécie dentro do seu sistema.
População: é um conjunto de indivíduos de uma mesma
espécie que convivem numa área comum, mantendo ou não
um certo isolamento em relação a grupos de outra região.
Comunidade/Biocenoses: representa o conjunto de populações
que habitam o mesmo ecossistema, mantendo entre si um
relacionamento.
ECOSSISTEMA: Biocenose (Fatores Bióticos)
+ Biótipo (Fatores Abióticos)
Estudo dos Ecossistemas
Componentes bióticos / biocenose / biota / comunidade:
– Produtores ou Autótrofos:
Tipos: Fotossintetizantes (vegetais verdes ou
clorofilados) e Quimiossintetizantes (nitrobacterias).
– Consumidores:
Tipos: Heterótrofos e Decompositores.
Componentes abióticos: componentes físicos e químicos do ambiente.
- Físicos:
– Luz (Umbrófilas/Heliófilas)
– Temperatura (Eurit./Estenotermicas e Homeot./Heterotermicas)
– Água (Hidrófilas/Higrófilas/Xerófilas/Mesófilas)
– Pressão
– Chuvas
– pH
– Salinidade (Eurialinas/Estenoalinas)
- Químicos: Nutrientes minerais
É uma série de sucessivas transferências pela qual passa a
matéria desde os produtores até os decompositores, tendo
como intermediários os consumidores.
Componentes de uma cadeia alimentar:
Produtores: seres autótrofos como os vegetais e as algas do
fitoplâncton. Corresponde ao primeiro nível trófico.
Consumidores: são os organismos heterótrofos. Os herbívoros,
sendo os primeiros a consumir a matéria orgânica elaborada
pelos produtores, são chamados de consumidores primários;
seguidos dos consumidores secundários (nutrem-se de
herbívoros), terciários, etc., formando o segundo, terceiro nível
trófico.
Decompositores: são bactérias e fungos; decompõem as proteínas
e outros compostos orgânicos em uréia, amônia, nitratos,
nitritos, nitrogênio livre, etc., devolvendo a matéria inorgânica
ao meio abiótico.
Cadeia Alimentar
Teia Alimentar
Níveis Tróficos
COMPONENTES DE UMA TEIA ALIMENTAR:
• PRODUTORES:   AUTÓTROFOS: FOTOSSINTETIZANTES
QUIMIOSSINTETIZANTES
• CONSUMIDORES:   HETERÓTROFOS: HERBÍVOROS
CARNÍVOROS
ONÍVOROS
• DECOMPOSITORES:   SAPRÓFAGOS: FUNGOS
BACTÉRIAS
Dinâmica Energética de um Ecossistema
Fluxo de Matéria e de Energia
• Transferência de matéria e energia: PRODUTORES DECOMPOSITORES
• A quantidade de energia disponível diminui à medida que é transferida de um
nível trófico para outro.
• Fluxo de energia é unidirecional.
A energia, entretanto, não segue um
caminho cíclico. Ela é unidirecional, pois
se dispersa dos seres para o ambiente,
sob a forma de calor, não mais sendo
recuperável pelos organismos.
A matéria se mantém num ciclo
interminável, ora passa por uma fase
inorgânica, ora atravessa uma fase
orgânica.
Pirâmides Ecológicas
Representações gráficas das relações alimentares de uma
comunidade.
Os degraus de uma pirâmide poderão representar
a quantidade de kilocalorias (energia) presente nos
componentes de uma cadeia alimentar, a biomassa armazenada
em cada nível trófico ou a número de indivíduos envolvidos
na referida cadeia.
Portanto existem:
• PIRÂMIDES DE ENERGIA
• PIRÂMIDES DE BIOMASSA
• PIRÂMIDES DE NÚMEROS
PIRÂMIDE DE ENERGIA
PIRÂMIDE DE BIOMASSA
PIRÂMIDE DE NUMEROS
Produtividade nos Ecossistemas
• Produtividade Primária: quantidade de energia que e
assimilada e convertida em matéria orgânica pelos
produtores.
P.P.B.: síntese total de matéria orgânica
P.P.L.: P.P.B. – Energia (Respiração)
• Produtividade Secundária: quantidade de energia
acumulada pelos heterotróficos.
P.S.B.: armazenamento total
P.S.L.: P.S.B. – Energia (Respiração)
• É a substituição seqüencial de espécies em uma comunidade; compreende
todas as etapas desde a colonização das espécies pioneiras até o clímax.
• As comunidades ou biocenoses estão continuamente sujeitas a modificações
em função das alterações do meio ambiente.
• Características de uma Sucessão:
– Resposta as modificações nas condições ambientais locais;
– Aumento da diversidade dos seres vivos e da biomassa;
– Populações simples Populações Complexas;
– Estágios iniciais: Atividade Autotrófica Atividade Heterotrófica
Produtividade Bruta > Respiração
– Estágios de Clímax: Equilíbrio
P.B. = Respiração
P.L. baixa = toda a produção esta sendo utilizada.
– Durante uma sucessão há um aumento das relações interativas entre os
seres vivos.
• Tipos de Sucessão: Primária e Secundária
Sucessão Ecológica
Ciclos Biogeoquímicos
“Na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
O HOMEM AFETA O CICLO DA ÁGUA DE DUAS
FORMAS:
QUALITATIVAMENTE
QUANTITATIVAMENTE
A atividade respiratória dos seres
vivos e as combustões em geral,
lançam esse gás na atmosfera,
provocando poluição.
Durante a fotossíntese, os
organismos retiram CO2 do
ambiente e desprendem
oxigênio (O2).
DESTRUIÇÃO DA CAMADA DE
OZÔNIO
CAUSA: emissão de poluentes
(especialmente de CFC).
CONSEQUÊNCIA: Passagem de
radiação ultravioleta pela atmosfera
causando câncer de pele, catarata,
destruição do plâncton.
AQUECIMENTO GLOBAL
“Efeito Estufa”
CAUSA: emissão de poluentes
derivados da queima de combustíveis
fósseis.
CONSEQUÊNCIA: os poluentes
permitem a passagem de luz até a
superfície terrestre mas, aprisiona o
calor emanado por essa superfície,
alterando a temperatura média do
planeta.
- O nitrogênio é o gás mais abundante da atmosfera.
- O nitrogênio compõe proteínas, DNA, RNA, vitaminas, clorofila, ATP e outros
compostos orgânicos de grande importância.
- Os únicos seres que fixam o nitrogênio são bactérias, cianobactérias e fungos por
apresentarem enzimas apropriadas para essa função.
Ciclo do Nitrogênio
N2 NH3 NO2 NO3
Bactérias
Biofixadoras Nitrosomonas sp. Nitrobacter sp.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matériaResumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matériaLucca
 
Especialidade de bactérias
Especialidade de bactériasEspecialidade de bactérias
Especialidade de bactériasEd Wilson Santos
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaanacrmachado
 
Especialidade [DESBRAVADORES] ecologia
Especialidade [DESBRAVADORES] ecologiaEspecialidade [DESBRAVADORES] ecologia
Especialidade [DESBRAVADORES] ecologiaRonaldo Santana
 
Apostila de ecologia 1
Apostila de ecologia 1Apostila de ecologia 1
Apostila de ecologia 1Juh Rodrigues
 
Ecologia 2012 1.0
Ecologia 2012 1.0Ecologia 2012 1.0
Ecologia 2012 1.0rnogueira
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tcTeresa Monteiro
 
Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03Lunna01
 
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasAntonio Fernandes
 

Mais procurados (20)

Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matériaResumo fluxo de energia e ciclo da matéria
Resumo fluxo de energia e ciclo da matéria
 
Especialidade de bactérias
Especialidade de bactériasEspecialidade de bactérias
Especialidade de bactérias
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ecologia geral
Ecologia geralEcologia geral
Ecologia geral
 
Fluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matériaFluxo de energia e ciclo de matéria
Fluxo de energia e ciclo de matéria
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Ecologia
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Ecologia geral parte 1
Ecologia geral parte 1Ecologia geral parte 1
Ecologia geral parte 1
 
Apostila ecologia
Apostila ecologiaApostila ecologia
Apostila ecologia
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Especialidade [DESBRAVADORES] ecologia
Especialidade [DESBRAVADORES] ecologiaEspecialidade [DESBRAVADORES] ecologia
Especialidade [DESBRAVADORES] ecologia
 
Apostila de ecologia 1
Apostila de ecologia 1Apostila de ecologia 1
Apostila de ecologia 1
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Ecologia
 
Ecologia 2012 1.0
Ecologia 2012 1.0Ecologia 2012 1.0
Ecologia 2012 1.0
 
Especialidade de Ecologia - Aula PPT
Especialidade de Ecologia - Aula PPTEspecialidade de Ecologia - Aula PPT
Especialidade de Ecologia - Aula PPT
 
Fluxo de matéria e energia
Fluxo de matéria e energiaFluxo de matéria e energia
Fluxo de matéria e energia
 
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
00 cadeias e teias alimentares 2011_20102011_tc
 
Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03
 
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
 

Semelhante a Aula ecologia

Aula Ecologia.ppt
Aula Ecologia.pptAula Ecologia.ppt
Aula Ecologia.pptcelembio
 
Aula Ecologia energia básico para os ano
Aula Ecologia energia básico para os anoAula Ecologia energia básico para os ano
Aula Ecologia energia básico para os anoTainTeixeiraBiolouka
 
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemasConceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemasRenata Lemos Garcia
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point margaridabt
 
Ecologia power point
Ecologia   power pointEcologia   power point
Ecologia power pointSuely namaste
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidademargaridabt
 
ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptx
ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptxECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptx
ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptxMariaJlia363821
 
03 ecologia relacoes troficas
03 ecologia   relacoes troficas03 ecologia   relacoes troficas
03 ecologia relacoes troficasrommel andrade
 
Ecologia 111022083246-phpapp02
Ecologia 111022083246-phpapp02Ecologia 111022083246-phpapp02
Ecologia 111022083246-phpapp02Andreia Maria
 
Biologia - Luciana.pdf
Biologia - Luciana.pdfBiologia - Luciana.pdf
Biologia - Luciana.pdfRogrioArajo31
 
Vida e composição dos seres vivos
Vida e composição dos seres vivosVida e composição dos seres vivos
Vida e composição dos seres vivosJolealpp
 
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidadesigor-oliveira
 

Semelhante a Aula ecologia (20)

Ecossistemas matéria e energia (2) (1)
Ecossistemas   matéria e energia (2) (1)Ecossistemas   matéria e energia (2) (1)
Ecossistemas matéria e energia (2) (1)
 
Biologia 6 mais ecologia.ppt
Biologia 6 mais ecologia.pptBiologia 6 mais ecologia.ppt
Biologia 6 mais ecologia.ppt
 
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
2016 Frente 3 módulo 11 ecologia
 
Ecologia socorro
Ecologia socorroEcologia socorro
Ecologia socorro
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Aula Ecologia.ppt
Aula Ecologia.pptAula Ecologia.ppt
Aula Ecologia.ppt
 
Aula Ecologia energia básico para os ano
Aula Ecologia energia básico para os anoAula Ecologia energia básico para os ano
Aula Ecologia energia básico para os ano
 
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemasConceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
 
Ecologia power point
Ecologia   power pointEcologia   power point
Ecologia power point
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
 
ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptx
ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptxECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptx
ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS.pptx
 
03 ecologia relacoes troficas
03 ecologia   relacoes troficas03 ecologia   relacoes troficas
03 ecologia relacoes troficas
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ecologia 111022083246-phpapp02
Ecologia 111022083246-phpapp02Ecologia 111022083246-phpapp02
Ecologia 111022083246-phpapp02
 
Biologia - Luciana.pdf
Biologia - Luciana.pdfBiologia - Luciana.pdf
Biologia - Luciana.pdf
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Vida e composição dos seres vivos
Vida e composição dos seres vivosVida e composição dos seres vivos
Vida e composição dos seres vivos
 
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
1 agroecossistemas e propriedades estruturais de comunidades
 

Mais de Michele Moreira

Atividades agrinho BRANCO.docx
Atividades agrinho  BRANCO.docxAtividades agrinho  BRANCO.docx
Atividades agrinho BRANCO.docxMichele Moreira
 
Atividades agrinho - 2° ano.docx
Atividades agrinho - 2° ano.docxAtividades agrinho - 2° ano.docx
Atividades agrinho - 2° ano.docxMichele Moreira
 
Química distribuição camada
Química   distribuição camadaQuímica   distribuição camada
Química distribuição camadaMichele Moreira
 
Revisão avaliação bimestral enviar para os alunos
Revisão avaliação bimestral   enviar para os alunosRevisão avaliação bimestral   enviar para os alunos
Revisão avaliação bimestral enviar para os alunosMichele Moreira
 
Ava molusc ane artr equi
Ava molusc ane artr equiAva molusc ane artr equi
Ava molusc ane artr equiMichele Moreira
 
Trab cien 6 ano ar atmosfera instrumentos
Trab cien 6 ano ar atmosfera instrumentosTrab cien 6 ano ar atmosfera instrumentos
Trab cien 6 ano ar atmosfera instrumentosMichele Moreira
 
Ava cien agua e doenças
Ava cien agua e doençasAva cien agua e doenças
Ava cien agua e doençasMichele Moreira
 
Atividade matemática equacoes algebricas
Atividade matemática equacoes algebricasAtividade matemática equacoes algebricas
Atividade matemática equacoes algebricasMichele Moreira
 

Mais de Michele Moreira (12)

Atividades agrinho BRANCO.docx
Atividades agrinho  BRANCO.docxAtividades agrinho  BRANCO.docx
Atividades agrinho BRANCO.docx
 
Atividades agrinho - 2° ano.docx
Atividades agrinho - 2° ano.docxAtividades agrinho - 2° ano.docx
Atividades agrinho - 2° ano.docx
 
Química distribuição camada
Química   distribuição camadaQuímica   distribuição camada
Química distribuição camada
 
Revisão avaliação bimestral enviar para os alunos
Revisão avaliação bimestral   enviar para os alunosRevisão avaliação bimestral   enviar para os alunos
Revisão avaliação bimestral enviar para os alunos
 
Quiz 1 quim organica
Quiz 1 quim organicaQuiz 1 quim organica
Quiz 1 quim organica
 
Ava molusc ane artr equi
Ava molusc ane artr equiAva molusc ane artr equi
Ava molusc ane artr equi
 
Ava cien velocidade
Ava cien velocidadeAva cien velocidade
Ava cien velocidade
 
Ava cien7 virus monera
Ava cien7 virus moneraAva cien7 virus monera
Ava cien7 virus monera
 
Trab cien 6 ano ar atmosfera instrumentos
Trab cien 6 ano ar atmosfera instrumentosTrab cien 6 ano ar atmosfera instrumentos
Trab cien 6 ano ar atmosfera instrumentos
 
Ava cien agua e doenças
Ava cien agua e doençasAva cien agua e doenças
Ava cien agua e doenças
 
Atividade matemática equacoes algebricas
Atividade matemática equacoes algebricasAtividade matemática equacoes algebricas
Atividade matemática equacoes algebricas
 
8ano
8ano8ano
8ano
 

Último

Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 

Último (20)

Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 

Aula ecologia

  • 1. ECOLOGIA Ecologia é a parte da Biologia que estuda os seres vivos no seu relacionamento entre si e com o meio ambiente onde vivem. Etimologicamente, o nome vem do grego oikos, ‘casa, ambiente’, e logos, ‘estudo, tratado’. É O ESTUDO DOS ECOSSISTEMAS. Níveis de Organização: Célula Tecido Órgão Sistema Organismo População Comunidade Ecossistema Biosfera
  • 2. Outros conceitos utilizados em Ecologia: Hábitat: é o tipo de local ou lugar físico normalmente habitado pelos indivíduos de uma espécie. Nicho Ecológico: é o ‘lugar funcional’ ocupado por uma espécie dentro do seu sistema. População: é um conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que convivem numa área comum, mantendo ou não um certo isolamento em relação a grupos de outra região. Comunidade/Biocenoses: representa o conjunto de populações que habitam o mesmo ecossistema, mantendo entre si um relacionamento. ECOSSISTEMA: Biocenose (Fatores Bióticos) + Biótipo (Fatores Abióticos)
  • 3. Estudo dos Ecossistemas Componentes bióticos / biocenose / biota / comunidade: – Produtores ou Autótrofos: Tipos: Fotossintetizantes (vegetais verdes ou clorofilados) e Quimiossintetizantes (nitrobacterias). – Consumidores: Tipos: Heterótrofos e Decompositores. Componentes abióticos: componentes físicos e químicos do ambiente. - Físicos: – Luz (Umbrófilas/Heliófilas) – Temperatura (Eurit./Estenotermicas e Homeot./Heterotermicas) – Água (Hidrófilas/Higrófilas/Xerófilas/Mesófilas) – Pressão – Chuvas – pH – Salinidade (Eurialinas/Estenoalinas) - Químicos: Nutrientes minerais
  • 4. É uma série de sucessivas transferências pela qual passa a matéria desde os produtores até os decompositores, tendo como intermediários os consumidores. Componentes de uma cadeia alimentar: Produtores: seres autótrofos como os vegetais e as algas do fitoplâncton. Corresponde ao primeiro nível trófico. Consumidores: são os organismos heterótrofos. Os herbívoros, sendo os primeiros a consumir a matéria orgânica elaborada pelos produtores, são chamados de consumidores primários; seguidos dos consumidores secundários (nutrem-se de herbívoros), terciários, etc., formando o segundo, terceiro nível trófico. Decompositores: são bactérias e fungos; decompõem as proteínas e outros compostos orgânicos em uréia, amônia, nitratos, nitritos, nitrogênio livre, etc., devolvendo a matéria inorgânica ao meio abiótico. Cadeia Alimentar
  • 7. COMPONENTES DE UMA TEIA ALIMENTAR: • PRODUTORES:   AUTÓTROFOS: FOTOSSINTETIZANTES QUIMIOSSINTETIZANTES • CONSUMIDORES:   HETERÓTROFOS: HERBÍVOROS CARNÍVOROS ONÍVOROS • DECOMPOSITORES:   SAPRÓFAGOS: FUNGOS BACTÉRIAS
  • 8. Dinâmica Energética de um Ecossistema Fluxo de Matéria e de Energia • Transferência de matéria e energia: PRODUTORES DECOMPOSITORES • A quantidade de energia disponível diminui à medida que é transferida de um nível trófico para outro. • Fluxo de energia é unidirecional.
  • 9. A energia, entretanto, não segue um caminho cíclico. Ela é unidirecional, pois se dispersa dos seres para o ambiente, sob a forma de calor, não mais sendo recuperável pelos organismos. A matéria se mantém num ciclo interminável, ora passa por uma fase inorgânica, ora atravessa uma fase orgânica.
  • 10. Pirâmides Ecológicas Representações gráficas das relações alimentares de uma comunidade. Os degraus de uma pirâmide poderão representar a quantidade de kilocalorias (energia) presente nos componentes de uma cadeia alimentar, a biomassa armazenada em cada nível trófico ou a número de indivíduos envolvidos na referida cadeia. Portanto existem: • PIRÂMIDES DE ENERGIA • PIRÂMIDES DE BIOMASSA • PIRÂMIDES DE NÚMEROS
  • 11. PIRÂMIDE DE ENERGIA PIRÂMIDE DE BIOMASSA PIRÂMIDE DE NUMEROS
  • 12. Produtividade nos Ecossistemas • Produtividade Primária: quantidade de energia que e assimilada e convertida em matéria orgânica pelos produtores. P.P.B.: síntese total de matéria orgânica P.P.L.: P.P.B. – Energia (Respiração) • Produtividade Secundária: quantidade de energia acumulada pelos heterotróficos. P.S.B.: armazenamento total P.S.L.: P.S.B. – Energia (Respiração)
  • 13. • É a substituição seqüencial de espécies em uma comunidade; compreende todas as etapas desde a colonização das espécies pioneiras até o clímax. • As comunidades ou biocenoses estão continuamente sujeitas a modificações em função das alterações do meio ambiente. • Características de uma Sucessão: – Resposta as modificações nas condições ambientais locais; – Aumento da diversidade dos seres vivos e da biomassa; – Populações simples Populações Complexas; – Estágios iniciais: Atividade Autotrófica Atividade Heterotrófica Produtividade Bruta > Respiração – Estágios de Clímax: Equilíbrio P.B. = Respiração P.L. baixa = toda a produção esta sendo utilizada. – Durante uma sucessão há um aumento das relações interativas entre os seres vivos. • Tipos de Sucessão: Primária e Secundária Sucessão Ecológica
  • 14.
  • 15. Ciclos Biogeoquímicos “Na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
  • 16. O HOMEM AFETA O CICLO DA ÁGUA DE DUAS FORMAS: QUALITATIVAMENTE QUANTITATIVAMENTE
  • 17. A atividade respiratória dos seres vivos e as combustões em geral, lançam esse gás na atmosfera, provocando poluição. Durante a fotossíntese, os organismos retiram CO2 do ambiente e desprendem oxigênio (O2).
  • 18. DESTRUIÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO CAUSA: emissão de poluentes (especialmente de CFC). CONSEQUÊNCIA: Passagem de radiação ultravioleta pela atmosfera causando câncer de pele, catarata, destruição do plâncton. AQUECIMENTO GLOBAL “Efeito Estufa” CAUSA: emissão de poluentes derivados da queima de combustíveis fósseis. CONSEQUÊNCIA: os poluentes permitem a passagem de luz até a superfície terrestre mas, aprisiona o calor emanado por essa superfície, alterando a temperatura média do planeta.
  • 19. - O nitrogênio é o gás mais abundante da atmosfera. - O nitrogênio compõe proteínas, DNA, RNA, vitaminas, clorofila, ATP e outros compostos orgânicos de grande importância. - Os únicos seres que fixam o nitrogênio são bactérias, cianobactérias e fungos por apresentarem enzimas apropriadas para essa função. Ciclo do Nitrogênio
  • 20. N2 NH3 NO2 NO3 Bactérias Biofixadoras Nitrosomonas sp. Nitrobacter sp.