SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Aula nº 4 25/09/2006
Transmissão da vida.
Particularidades que distinguem o
aparelho reprodutor dos restantes.
Correcção do T.P.C.
Particularidades que distinguem o
aparelho reprodutor dos restantes
* É o único com morfologia diferente no homem e na
mulher (embora apresentem organização geral
semelhante – duas gónadas, diversas vias genitais, e um
órgão sexual externo. No aparelho reprodutor masculino
existem as glândulas anexas);
* Leva cerca de uma década a tornar-se funcional, tendo
inicio a puberdade = inicio do funcionamento do sistema
reprodutor período fértil = período da vida de um
individuo em que há produção de gâmetas.
* Ao entrar em funcionamento,provoca mudanças físicas e
psicológicas nos dois sexos (distinção entre rapazes e
raparigas)
Aula nº 5 25/09/2006
Consequências da entrada em funcionamento
do sistema reprodutor.
Puberdade e maturação sexual.
Consequências da entrada em funcionamento
do sistema reprodutor:
• Mudanças físicas.
• Alterações psicológicas e afectivas.
• A partir da puberdade (início do funcionamento
do sistema reprodutor), a espécie humana
apresenta dimorfismo sexual.
• Dimorfismo sexual – diferentes
características que distinguem os indivíduos
masculinos dos indivíduos femininos, (comum
em várias espécies animais como nas aves –
pavão macho e fêmea, galo e galinha, ...).
• Nos primeiros anos de vida só os órgãos
sexuais são diferentes – caracteres sexuais
primários;
• A partir da puberdade, aparecem outras
diferenças – caracteres sexuais secundários.
Puberdade e Maturação Sexual
Caracteres sexuais secundários
Rapazes
• Aumento do tamanho do pénis e dos testículos;
• Aumento da massa muscular;
• Aparecimento de pêlos no peito, nas axilas e na região
púbica;
• Aparece a barba;
• Voz mais grossa/grave;
• Ombros mais largos;
• Ejaculação (emissão de esperma – líquido onde existem
espermatozóides, através do orifício genito-urinário,
existente no pénis)
Caracteres sexuais secundários
Raparigas
• Desenvolvimento dos seios;
• As ancas alargam e o corpo ganha formas mais arredondadas;
• Maior acumulação de gordura no tecido adiposo;
• Pêlos nas axilas e na região púbica;
• Menstruação mensal;
Nota - http://www.manualmerck.net/
Sistema reprodutor: puberdade e maturação sexual

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sexualidade & Reprodução
Sexualidade & ReproduçãoSexualidade & Reprodução
Sexualidade & ReproduçãoCatir
 
Transmissão da vida
Transmissão da vidaTransmissão da vida
Transmissão da vidaTânia Reis
 
02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoa02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoaCarla Gomes
 
02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoa02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoaCarla Gomes
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoCatir
 
R E P R O D UÇÃ O
R E P R O D UÇÃ OR E P R O D UÇÃ O
R E P R O D UÇÃ Oilda
 
Do nascimento á puberdade nrs 9 10 15 16 23
Do nascimento á puberdade  nrs  9 10 15 16 23Do nascimento á puberdade  nrs  9 10 15 16 23
Do nascimento á puberdade nrs 9 10 15 16 23Carla Gomes
 
Resumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução HumanaResumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução HumanaCatir
 
Sexualidade e transmissao da vida
Sexualidade e transmissao da vidaSexualidade e transmissao da vida
Sexualidade e transmissao da vidaRita Pereira
 
Professor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humana
Professor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humanaProfessor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humana
Professor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humanamestregil
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema ReprodutorFluffyDzn
 

Mais procurados (18)

Sexualidade & Reprodução
Sexualidade & ReproduçãoSexualidade & Reprodução
Sexualidade & Reprodução
 
Transmissão da vida
Transmissão da vidaTransmissão da vida
Transmissão da vida
 
Caracteres Sexuais
Caracteres SexuaisCaracteres Sexuais
Caracteres Sexuais
 
02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoa02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoa
 
02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoa02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoa
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 
R E P R O D UÇÃ O
R E P R O D UÇÃ OR E P R O D UÇÃ O
R E P R O D UÇÃ O
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Do nascimento á puberdade nrs 9 10 15 16 23
Do nascimento á puberdade  nrs  9 10 15 16 23Do nascimento á puberdade  nrs  9 10 15 16 23
Do nascimento á puberdade nrs 9 10 15 16 23
 
Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
 
Transmissao vida reprodutor
Transmissao vida reprodutorTransmissao vida reprodutor
Transmissao vida reprodutor
 
Resumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução HumanaResumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução Humana
 
Puberdade
PuberdadePuberdade
Puberdade
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Sexualidade e transmissao da vida
Sexualidade e transmissao da vidaSexualidade e transmissao da vida
Sexualidade e transmissao da vida
 
Ciencias
CienciasCiencias
Ciencias
 
Professor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humana
Professor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humanaProfessor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humana
Professor Gil Motta - 7a série - Sexo e reprodução humana
 
Sistema Reprodutor
Sistema ReprodutorSistema Reprodutor
Sistema Reprodutor
 

Semelhante a Sistema reprodutor: puberdade e maturação sexual

Bases morfofisiológicas da reprodução
Bases morfofisiológicas da reprodução  Bases morfofisiológicas da reprodução
Bases morfofisiológicas da reprodução Gaby Veloso
 
CN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANA
CN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANACN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANA
CN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANALuís Ferreira
 
5 -adolescencia_e_puberdade
5  -adolescencia_e_puberdade5  -adolescencia_e_puberdade
5 -adolescencia_e_puberdadeJoana Cunha
 
Fisiologia da reprodução ciclos sexuais
Fisiologia da reprodução ciclos sexuaisFisiologia da reprodução ciclos sexuais
Fisiologia da reprodução ciclos sexuaisPatrícia Santos
 
Sexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestraSexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestraJosy Farias
 
Aparelho reprodutor morfologia e fecundação
Aparelho reprodutor morfologia e fecundaçãoAparelho reprodutor morfologia e fecundação
Aparelho reprodutor morfologia e fecundaçãoPatrícia Santos
 
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicasCiências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicasLeonardo Alves
 
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdf
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdfCRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdf
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdfkleberLeiteJr
 
Reprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3dReprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3dCarla Gomes
 
02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoa02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoaCarla Gomes
 
02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoa02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoaCarla Gomes
 
Transmissão da vida
Transmissão da vida Transmissão da vida
Transmissão da vida Tânia Reis
 
Morfologia do Sistema Reprodutor
Morfologia do Sistema ReprodutorMorfologia do Sistema Reprodutor
Morfologia do Sistema ReprodutorGabriela Bruno
 
A reprodução humana (3)
A reprodução humana (3)A reprodução humana (3)
A reprodução humana (3)Carla Gomes
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução HumanaIsabel Lopes
 

Semelhante a Sistema reprodutor: puberdade e maturação sexual (20)

Bases morfofisiológicas da reprodução
Bases morfofisiológicas da reprodução  Bases morfofisiológicas da reprodução
Bases morfofisiológicas da reprodução
 
CN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANA
CN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANACN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANA
CN - BASES MORFOLÓGICAS E FISIOLÓGICAS DA REPRODUÇÃO HUMANA
 
Puberdade
PuberdadePuberdade
Puberdade
 
5 -adolescencia_e_puberdade
5  -adolescencia_e_puberdade5  -adolescencia_e_puberdade
5 -adolescencia_e_puberdade
 
Fisiologia da reprodução ciclos sexuais
Fisiologia da reprodução ciclos sexuaisFisiologia da reprodução ciclos sexuais
Fisiologia da reprodução ciclos sexuais
 
Sexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestraSexualidade Humana - palestra
Sexualidade Humana - palestra
 
Aparelho reprodutor morfologia e fecundação
Aparelho reprodutor morfologia e fecundaçãoAparelho reprodutor morfologia e fecundação
Aparelho reprodutor morfologia e fecundação
 
Reproducao
ReproducaoReproducao
Reproducao
 
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicasCiências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
Ciências Naturais 9ano-transmissão da vida-bases morfolgicas
 
Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
 
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdf
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdfCRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdf
CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CORPO HUMANO.pdf
 
Reprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3dReprodução humana ciencias 3d
Reprodução humana ciencias 3d
 
02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoa02 repro6 dtema2grupoa
02 repro6 dtema2grupoa
 
02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoa02 tema 2 grupoa
02 tema 2 grupoa
 
Corpo do menino
Corpo do meninoCorpo do menino
Corpo do menino
 
Transmissão da vida
Transmissão da vida Transmissão da vida
Transmissão da vida
 
Morfologia do Sistema Reprodutor
Morfologia do Sistema ReprodutorMorfologia do Sistema Reprodutor
Morfologia do Sistema Reprodutor
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
A reprodução humana (3)
A reprodução humana (3)A reprodução humana (3)
A reprodução humana (3)
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
 

Mais de Maria Pires

Vitaminas_alunos
Vitaminas_alunosVitaminas_alunos
Vitaminas_alunosMaria Pires
 
Planificação geral aulas reprodução humana
Planificação geral aulas reprodução humanaPlanificação geral aulas reprodução humana
Planificação geral aulas reprodução humanaMaria Pires
 
óGãos funções m-f
óGãos funções m-fóGãos funções m-f
óGãos funções m-fMaria Pires
 
História da alimentação
História da alimentaçãoHistória da alimentação
História da alimentaçãoMaria Pires
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentaresMaria Pires
 
Dieta mediterrânica
Dieta mediterrânica Dieta mediterrânica
Dieta mediterrânica Maria Pires
 
Dieta mediterrânica
Dieta mediterrânicaDieta mediterrânica
Dieta mediterrânicaMaria Pires
 
Dieta mediterrânica(1)
Dieta mediterrânica(1)Dieta mediterrânica(1)
Dieta mediterrânica(1)Maria Pires
 

Mais de Maria Pires (20)

Vitaminas_alunos
Vitaminas_alunosVitaminas_alunos
Vitaminas_alunos
 
Roda dos alim
Roda dos alimRoda dos alim
Roda dos alim
 
Planificação geral aulas reprodução humana
Planificação geral aulas reprodução humanaPlanificação geral aulas reprodução humana
Planificação geral aulas reprodução humana
 
óGãos funções m-f
óGãos funções m-fóGãos funções m-f
óGãos funções m-f
 
História da alimentação
História da alimentaçãoHistória da alimentação
História da alimentação
 
Habitos alimentares
Habitos alimentaresHabitos alimentares
Habitos alimentares
 
Food
FoodFood
Food
 
Dieta mediterrânica
Dieta mediterrânica Dieta mediterrânica
Dieta mediterrânica
 
Dieta mediterrânica
Dieta mediterrânicaDieta mediterrânica
Dieta mediterrânica
 
Dieta mediterrânica(1)
Dieta mediterrânica(1)Dieta mediterrânica(1)
Dieta mediterrânica(1)
 
Aula7 rep masc
Aula7 rep mascAula7 rep masc
Aula7 rep masc
 
Aula n 29_e_30
Aula n 29_e_30Aula n 29_e_30
Aula n 29_e_30
 
Aula n 28
Aula n 28Aula n 28
Aula n 28
 
Aula n 26_e_27
Aula n 26_e_27Aula n 26_e_27
Aula n 26_e_27
 
Aula 23 e_24
Aula 23 e_24Aula 23 e_24
Aula 23 e_24
 
Aula 21 e_22
Aula 21 e_22Aula 21 e_22
Aula 21 e_22
 
Aula 20
Aula 20Aula 20
Aula 20
 
Aula 18 e19
Aula 18 e19Aula 18 e19
Aula 18 e19
 
Aula 14 e_15
Aula 14 e_15Aula 14 e_15
Aula 14 e_15
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12
 

Último

Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 

Sistema reprodutor: puberdade e maturação sexual

  • 1. Aula nº 4 25/09/2006 Transmissão da vida. Particularidades que distinguem o aparelho reprodutor dos restantes. Correcção do T.P.C.
  • 2. Particularidades que distinguem o aparelho reprodutor dos restantes * É o único com morfologia diferente no homem e na mulher (embora apresentem organização geral semelhante – duas gónadas, diversas vias genitais, e um órgão sexual externo. No aparelho reprodutor masculino existem as glândulas anexas); * Leva cerca de uma década a tornar-se funcional, tendo inicio a puberdade = inicio do funcionamento do sistema reprodutor período fértil = período da vida de um individuo em que há produção de gâmetas. * Ao entrar em funcionamento,provoca mudanças físicas e psicológicas nos dois sexos (distinção entre rapazes e raparigas)
  • 3. Aula nº 5 25/09/2006 Consequências da entrada em funcionamento do sistema reprodutor. Puberdade e maturação sexual.
  • 4. Consequências da entrada em funcionamento do sistema reprodutor: • Mudanças físicas. • Alterações psicológicas e afectivas.
  • 5. • A partir da puberdade (início do funcionamento do sistema reprodutor), a espécie humana apresenta dimorfismo sexual. • Dimorfismo sexual – diferentes características que distinguem os indivíduos masculinos dos indivíduos femininos, (comum em várias espécies animais como nas aves – pavão macho e fêmea, galo e galinha, ...). • Nos primeiros anos de vida só os órgãos sexuais são diferentes – caracteres sexuais primários; • A partir da puberdade, aparecem outras diferenças – caracteres sexuais secundários. Puberdade e Maturação Sexual
  • 6. Caracteres sexuais secundários Rapazes • Aumento do tamanho do pénis e dos testículos; • Aumento da massa muscular; • Aparecimento de pêlos no peito, nas axilas e na região púbica; • Aparece a barba; • Voz mais grossa/grave; • Ombros mais largos; • Ejaculação (emissão de esperma – líquido onde existem espermatozóides, através do orifício genito-urinário, existente no pénis)
  • 7. Caracteres sexuais secundários Raparigas • Desenvolvimento dos seios; • As ancas alargam e o corpo ganha formas mais arredondadas; • Maior acumulação de gordura no tecido adiposo; • Pêlos nas axilas e na região púbica; • Menstruação mensal; Nota - http://www.manualmerck.net/