SlideShare uma empresa Scribd logo
AULA -2
Prof(a): Paula Aciole
AJUDAR A COMPREENDER A NATUREZA
A IDÉIA FOI...

AGRUPAR POR SEMELHANÇAS.
QUAIS SERIAM AS SELHANÇAS
LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO?
TIPO DE ALIMENTAÇÃO
HABITAT
NICHO ECOLÓGICO
A UTILIDADE DESSA SER VIVO PARA O
 HOMEM
CAPACIDADE DE LOCOMOÇÃO
1. ARISTÓTELES – CRIOU O PRIMEIRO MODELO
   DE CLASSIFICAÇÃO
SERES AQUÍCOLAS
SERES TERRÍCOLAS
SERES AERÍCOLAS
ESSA CLASSIFICAÇÃO ERA MUITO AMPLA.
2. TEOFRASTO – ORGANIZOU OS VEGETAIS EM 3
GRUPOS:
ERVAS
ARBUSTOS
ÁRVORES
3. LINEU – DESENVOLVEO O MÉTODE DE
CLASSIFICAÇÃO BINOMIAL DOS SERES VIVOS,
QUE ATÉ HOJE É USADO.
4- CHARLES DARWIN – FOI UM GRANDE
COLABORADOR

   A CLASSIFICAÇÃO
  DEVERIA REVELAR O
   PARESTESCO DOS
     SERES VIVOS.
CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS E
 FISIOLÓGICAS;
METABOLISMO;
HABITAT E NICHO ECOLÓGICO
DNA
BIOQUÍMICA
1. CRIAR CATEGORIAS DE CLASSIFICAÇÃO
CRIAR O “NOME
  CIÊNTÍFICO”
 NOME COMPOSTO FORMADO POR DUAS
  PALAVRA, UMA REPRESENTA O GÊNERO E OUTrA
  A ESPÉCIE.
EX: Felis catus
 NOME DO GÊNERO ESCRITO COM LETRA
  MAIÚSCULA.
 NOME DA ESPÉCIE COM LETRAS MINÚSCULAS.
 O NOME CIENTÍFICO DEVE SER DESTACADO DO
  TEXTO COM LETRAS EM ITÁLICO, O NOME
  SUBLINHADO OU EM NEGRITO.
RESUMO
Espécies fúngicas do gênero Aspergillus são frequentemente associadas com alta
mortalidade de aves marinhas em cativeiro. Tendo em vista que a aspergilose
geralmente é adquirida pela inalação dos propágulos fúngicos presentes no ar, o
estudo objetivou avaliar a qualidade do ar quanto às espécies de Aspergillus, das
instalações internas de um centro de reabilitação de animais marinhos que
frequentemente recebe pingüins, gaivotas, albatrozes e petréis acometidos por
alguma moléstia. Oitenta e um dias de colheitas foram realizados distribuídos
em um período de aproximadamente dois anos, através da exposição de placas
de Petri contendo Agar Sabouraud dextrose acrescido de cloranfenicol no
ambiente, as quais foram posteriormente incubadas a 25ºC. As colônias
identificadas como pertencentes ao gênero Aspergillus, foram classificadas
quanto à espécie através da avaliação macro e micro morfológica associada a
uma chave de identificação. Foram obtidos 43 isolados classificados em sete
espécies distintas, sendo A. fumigatus a predominante correspondendo a 27,9%,
seguida de A. niger, A. flavus e outras quatro espécies de Aspergillus sp.,
demonstrando que as aves marinhas estão expostas a espécies fúngicas com
potencial patogênico, o que enfatiza a necessidade de um controle
microbiológico no ambiente onde são mantidos os animais em cativeiro.
Palavras-chave: Ar; Aspergilose; Pingüim; Micologia; Aves marinhas.
ABSTRACT
Aspergillosis in captivity seabirds is often associated with elevated rates of
mortality. The infection is usually acquired by inhalation of airborne fungal
conidia. The aim of this study was to evaluate the presence
ofAspergillus species in the indoor environment of a rehabilitation centre for
marine animals in Southern Brazil. This centre continuously receives injured
penguins, seagulls, albatrosses and petrels. Petri dishes plates with Agar
Sabouraud dextrose and chloramphenicol were left open for 15 minutes in 3
distinct points in the rehabilitation centre and then incubated at 25ºC. During
a period of two years the indoor air was sampled in 81 occasions. A total of
43 isolates belonging to 7 different Aspergillus species were
recovered. Aspegillus fumigatus was the predominant species (27.9%),
followed by A. niger (25.6%), and A. flavus (16.3%). Four
other Aspergillus species were isolated. This study demonstrates that
seabirds were exposed to pathogenic Aspergillus species in our rehabilitation
centre, reinforcing the need for a strict microbiology control of the indoor air
in the captivity environment.
Key-words: Air; Aspergillosis; Penguin; Mycology; Seabird.
Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano
Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
shaleny
 
A Classificacao Dos Seres Vivos
A Classificacao Dos Seres VivosA Classificacao Dos Seres Vivos
A Classificacao Dos Seres Vivos
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
Escola Modelo de Iguatu
 
Introdução aos 05 reinos 7º ano
Introdução aos 05 reinos   7º anoIntrodução aos 05 reinos   7º ano
Introdução aos 05 reinos 7º ano
André Garrido
 
Nomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológicaNomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológica
Elaine Santos
 
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Jorge Souza
 
Nomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomiaNomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomia
Iuri Fretta Wiggers
 
Classificação biológica
Classificação biológicaClassificação biológica
Classificação biológica
Werner Mendoza Blanco
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
crisbassanimedeiros
 
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosAula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Lucia Virginio
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
Costaralho
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
Videoaulas De Biologia Apoio
 
Seres vivos - características e classificação
Seres vivos - características e classificaçãoSeres vivos - características e classificação
Seres vivos - características e classificação
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
David Oliveira
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
Heliosjp
 
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
Cristiana Leal
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Eliana Frade
 
[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica
Biossomos Aragão
 
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos   Profa. Aline MirandaClassificação dos seres vivos   Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
Aline Silva
 

Mais procurados (20)

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
A Classificacao Dos Seres Vivos
A Classificacao Dos Seres VivosA Classificacao Dos Seres Vivos
A Classificacao Dos Seres Vivos
 
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
 
Introdução aos 05 reinos 7º ano
Introdução aos 05 reinos   7º anoIntrodução aos 05 reinos   7º ano
Introdução aos 05 reinos 7º ano
 
Nomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológicaNomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológica
 
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
 
Nomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomiaNomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomia
 
Classificação biológica
Classificação biológicaClassificação biológica
Classificação biológica
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
 
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosAula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
 
Seres vivos - características e classificação
Seres vivos - características e classificaçãoSeres vivos - características e classificação
Seres vivos - características e classificação
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
 
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica
 
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos   Profa. Aline MirandaClassificação dos seres vivos   Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
 

Destaque

Reino monera, protista e fungi slides
Reino monera, protista e fungi   slidesReino monera, protista e fungi   slides
Reino monera, protista e fungi slides
Jeisiane Veloso
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
santhdalcin
 
Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]
Roberto Bagatini
 
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e FungiSistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sheila Lorena Araujo Coelho
 
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino HornClassificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Pericles Emanoel
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
Roberto Bagatini
 
Reino monera e vírus
Reino monera e vírusReino monera e vírus
Reino monera e vírus
Roberto Bagatini
 

Destaque (7)

Reino monera, protista e fungi slides
Reino monera, protista e fungi   slidesReino monera, protista e fungi   slides
Reino monera, protista e fungi slides
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]
 
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e FungiSistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
 
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino HornClassificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Reino monera e vírus
Reino monera e vírusReino monera e vírus
Reino monera e vírus
 

Semelhante a Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano

Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunesAnálise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Carlos Alberto Monteiro
 
Documento2
Documento2Documento2
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
guest599576
 
Coccinellidae
CoccinellidaeCoccinellidae
Helicicultura.pptx
Helicicultura.pptxHelicicultura.pptx
Helicicultura.pptx
sandrosouza913294
 
R0819 1
R0819 1R0819 1
Coleção do Label
Coleção do LabelColeção do Label
Coleção do Label
Label-ha
 
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Coonass
 
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
DayaneFerreiraSantos2
 
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptOs anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
CamilaSantana300186
 
Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca
ConexaoCaramujo
 
Bioterismo
BioterismoBioterismo
Bioterismo
Animais Amados
 
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptxSistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
LarissaOliveira603150
 
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
APIME
 
Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)
Ercio Novaes
 
R0746 1
R0746 1R0746 1
Biologia modulo iii
Biologia modulo iiiBiologia modulo iii
Biologia modulo iii
Rita de Cássia Freitas
 
Unidade 2 evolução
Unidade 2 evoluçãoUnidade 2 evolução
Unidade 2 evolução
pabloagfs
 
Banhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordiBanhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordi
avisaassociacao
 
Artigo bioterra v14_n2_01
Artigo bioterra v14_n2_01Artigo bioterra v14_n2_01
Artigo bioterra v14_n2_01
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 

Semelhante a Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano (20)

Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunesAnálise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
 
Documento2
Documento2Documento2
Documento2
 
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
 
Coccinellidae
CoccinellidaeCoccinellidae
Coccinellidae
 
Helicicultura.pptx
Helicicultura.pptxHelicicultura.pptx
Helicicultura.pptx
 
R0819 1
R0819 1R0819 1
R0819 1
 
Coleção do Label
Coleção do LabelColeção do Label
Coleção do Label
 
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
 
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
 
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptOs anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
 
Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca
 
Bioterismo
BioterismoBioterismo
Bioterismo
 
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptxSistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
 
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
 
Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)
 
R0746 1
R0746 1R0746 1
R0746 1
 
Biologia modulo iii
Biologia modulo iiiBiologia modulo iii
Biologia modulo iii
 
Unidade 2 evolução
Unidade 2 evoluçãoUnidade 2 evolução
Unidade 2 evolução
 
Banhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordiBanhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordi
 
Artigo bioterra v14_n2_01
Artigo bioterra v14_n2_01Artigo bioterra v14_n2_01
Artigo bioterra v14_n2_01
 

Mais de camaceio

Comunicado feira cultural
Comunicado feira culturalComunicado feira cultural
Comunicado feira cultural
camaceio
 
Encerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestreEncerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestre
camaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
camaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
camaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
camaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
camaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral   2ºbim-6ºano acConteúdo bimestral   2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
camaceio
 
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
Conteúdos bimestrais  9ºs anosConteúdos bimestrais  9ºs anos
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
camaceio
 
Comunicado feira
Comunicado feiraComunicado feira
Comunicado feira
camaceio
 
Excursão chapada
Excursão chapadaExcursão chapada
Excursão chapadacamaceio
 
Excursão natal fortaleza
Excursão natal fortalezaExcursão natal fortaleza
Excursão natal fortalezacamaceio
 
Comunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogosComunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogos
camaceio
 
Comunicado coord infantil e fund i
Comunicado   coord infantil e fund iComunicado   coord infantil e fund i
Comunicado coord infantil e fund i
camaceio
 
Comunicado coord fund ii
Comunicado   coord fund iiComunicado   coord fund ii
Comunicado coord fund ii
camaceio
 
Sistema de aveliação 3º ano
Sistema de aveliação   3º anoSistema de aveliação   3º ano
Sistema de aveliação 3º ano
camaceio
 
Sistema de aveliação 2º ano
Sistema de aveliação   2º anoSistema de aveliação   2º ano
Sistema de aveliação 2º ano
camaceio
 
Sistema de aveliação 1º ano
Sistema de aveliação   1º anoSistema de aveliação   1º ano
Sistema de aveliação 1º ano
camaceio
 
Sistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º anoSistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º ano
camaceio
 
Sistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º anoSistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º ano
camaceio
 
Conteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anosConteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anos
camaceio
 

Mais de camaceio (20)

Comunicado feira cultural
Comunicado feira culturalComunicado feira cultural
Comunicado feira cultural
 
Encerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestreEncerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestre
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral   2ºbim-6ºano acConteúdo bimestral   2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
 
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
Conteúdos bimestrais  9ºs anosConteúdos bimestrais  9ºs anos
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
 
Comunicado feira
Comunicado feiraComunicado feira
Comunicado feira
 
Excursão chapada
Excursão chapadaExcursão chapada
Excursão chapada
 
Excursão natal fortaleza
Excursão natal fortalezaExcursão natal fortaleza
Excursão natal fortaleza
 
Comunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogosComunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogos
 
Comunicado coord infantil e fund i
Comunicado   coord infantil e fund iComunicado   coord infantil e fund i
Comunicado coord infantil e fund i
 
Comunicado coord fund ii
Comunicado   coord fund iiComunicado   coord fund ii
Comunicado coord fund ii
 
Sistema de aveliação 3º ano
Sistema de aveliação   3º anoSistema de aveliação   3º ano
Sistema de aveliação 3º ano
 
Sistema de aveliação 2º ano
Sistema de aveliação   2º anoSistema de aveliação   2º ano
Sistema de aveliação 2º ano
 
Sistema de aveliação 1º ano
Sistema de aveliação   1º anoSistema de aveliação   1º ano
Sistema de aveliação 1º ano
 
Sistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º anoSistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º ano
 
Sistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º anoSistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º ano
 
Conteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anosConteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anos
 

Último

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 

Último (20)

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 

Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano

  • 3. A IDÉIA FOI... AGRUPAR POR SEMELHANÇAS.
  • 4. QUAIS SERIAM AS SELHANÇAS LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO?
  • 5. TIPO DE ALIMENTAÇÃO HABITAT NICHO ECOLÓGICO A UTILIDADE DESSA SER VIVO PARA O HOMEM CAPACIDADE DE LOCOMOÇÃO
  • 6. 1. ARISTÓTELES – CRIOU O PRIMEIRO MODELO DE CLASSIFICAÇÃO SERES AQUÍCOLAS
  • 10. 2. TEOFRASTO – ORGANIZOU OS VEGETAIS EM 3 GRUPOS: ERVAS
  • 13. 3. LINEU – DESENVOLVEO O MÉTODE DE CLASSIFICAÇÃO BINOMIAL DOS SERES VIVOS, QUE ATÉ HOJE É USADO.
  • 14. 4- CHARLES DARWIN – FOI UM GRANDE COLABORADOR A CLASSIFICAÇÃO DEVERIA REVELAR O PARESTESCO DOS SERES VIVOS.
  • 15. CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS E FISIOLÓGICAS; METABOLISMO; HABITAT E NICHO ECOLÓGICO DNA BIOQUÍMICA
  • 16. 1. CRIAR CATEGORIAS DE CLASSIFICAÇÃO
  • 17.
  • 18. CRIAR O “NOME CIÊNTÍFICO”
  • 19.  NOME COMPOSTO FORMADO POR DUAS PALAVRA, UMA REPRESENTA O GÊNERO E OUTrA A ESPÉCIE. EX: Felis catus  NOME DO GÊNERO ESCRITO COM LETRA MAIÚSCULA.  NOME DA ESPÉCIE COM LETRAS MINÚSCULAS.  O NOME CIENTÍFICO DEVE SER DESTACADO DO TEXTO COM LETRAS EM ITÁLICO, O NOME SUBLINHADO OU EM NEGRITO.
  • 20. RESUMO Espécies fúngicas do gênero Aspergillus são frequentemente associadas com alta mortalidade de aves marinhas em cativeiro. Tendo em vista que a aspergilose geralmente é adquirida pela inalação dos propágulos fúngicos presentes no ar, o estudo objetivou avaliar a qualidade do ar quanto às espécies de Aspergillus, das instalações internas de um centro de reabilitação de animais marinhos que frequentemente recebe pingüins, gaivotas, albatrozes e petréis acometidos por alguma moléstia. Oitenta e um dias de colheitas foram realizados distribuídos em um período de aproximadamente dois anos, através da exposição de placas de Petri contendo Agar Sabouraud dextrose acrescido de cloranfenicol no ambiente, as quais foram posteriormente incubadas a 25ºC. As colônias identificadas como pertencentes ao gênero Aspergillus, foram classificadas quanto à espécie através da avaliação macro e micro morfológica associada a uma chave de identificação. Foram obtidos 43 isolados classificados em sete espécies distintas, sendo A. fumigatus a predominante correspondendo a 27,9%, seguida de A. niger, A. flavus e outras quatro espécies de Aspergillus sp., demonstrando que as aves marinhas estão expostas a espécies fúngicas com potencial patogênico, o que enfatiza a necessidade de um controle microbiológico no ambiente onde são mantidos os animais em cativeiro. Palavras-chave: Ar; Aspergilose; Pingüim; Micologia; Aves marinhas.
  • 21. ABSTRACT Aspergillosis in captivity seabirds is often associated with elevated rates of mortality. The infection is usually acquired by inhalation of airborne fungal conidia. The aim of this study was to evaluate the presence ofAspergillus species in the indoor environment of a rehabilitation centre for marine animals in Southern Brazil. This centre continuously receives injured penguins, seagulls, albatrosses and petrels. Petri dishes plates with Agar Sabouraud dextrose and chloramphenicol were left open for 15 minutes in 3 distinct points in the rehabilitation centre and then incubated at 25ºC. During a period of two years the indoor air was sampled in 81 occasions. A total of 43 isolates belonging to 7 different Aspergillus species were recovered. Aspegillus fumigatus was the predominant species (27.9%), followed by A. niger (25.6%), and A. flavus (16.3%). Four other Aspergillus species were isolated. This study demonstrates that seabirds were exposed to pathogenic Aspergillus species in our rehabilitation centre, reinforcing the need for a strict microbiology control of the indoor air in the captivity environment. Key-words: Air; Aspergillosis; Penguin; Mycology; Seabird.