SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
AULA -2
Prof(a): Paula Aciole
AJUDAR A COMPREENDER A NATUREZA
A IDÉIA FOI...

AGRUPAR POR SEMELHANÇAS.
QUAIS SERIAM AS SELHANÇAS
LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO?
TIPO DE ALIMENTAÇÃO
HABITAT
NICHO ECOLÓGICO
A UTILIDADE DESSA SER VIVO PARA O
 HOMEM
CAPACIDADE DE LOCOMOÇÃO
1. ARISTÓTELES – CRIOU O PRIMEIRO MODELO
   DE CLASSIFICAÇÃO
SERES AQUÍCOLAS
SERES TERRÍCOLAS
SERES AERÍCOLAS
ESSA CLASSIFICAÇÃO ERA MUITO AMPLA.
2. TEOFRASTO – ORGANIZOU OS VEGETAIS EM 3
GRUPOS:
ERVAS
ARBUSTOS
ÁRVORES
3. LINEU – DESENVOLVEO O MÉTODE DE
CLASSIFICAÇÃO BINOMIAL DOS SERES VIVOS,
QUE ATÉ HOJE É USADO.
4- CHARLES DARWIN – FOI UM GRANDE
COLABORADOR

   A CLASSIFICAÇÃO
  DEVERIA REVELAR O
   PARESTESCO DOS
     SERES VIVOS.
CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS E
 FISIOLÓGICAS;
METABOLISMO;
HABITAT E NICHO ECOLÓGICO
DNA
BIOQUÍMICA
1. CRIAR CATEGORIAS DE CLASSIFICAÇÃO
CRIAR O “NOME
  CIÊNTÍFICO”
 NOME COMPOSTO FORMADO POR DUAS
  PALAVRA, UMA REPRESENTA O GÊNERO E OUTrA
  A ESPÉCIE.
EX: Felis catus
 NOME DO GÊNERO ESCRITO COM LETRA
  MAIÚSCULA.
 NOME DA ESPÉCIE COM LETRAS MINÚSCULAS.
 O NOME CIENTÍFICO DEVE SER DESTACADO DO
  TEXTO COM LETRAS EM ITÁLICO, O NOME
  SUBLINHADO OU EM NEGRITO.
RESUMO
Espécies fúngicas do gênero Aspergillus são frequentemente associadas com alta
mortalidade de aves marinhas em cativeiro. Tendo em vista que a aspergilose
geralmente é adquirida pela inalação dos propágulos fúngicos presentes no ar, o
estudo objetivou avaliar a qualidade do ar quanto às espécies de Aspergillus, das
instalações internas de um centro de reabilitação de animais marinhos que
frequentemente recebe pingüins, gaivotas, albatrozes e petréis acometidos por
alguma moléstia. Oitenta e um dias de colheitas foram realizados distribuídos
em um período de aproximadamente dois anos, através da exposição de placas
de Petri contendo Agar Sabouraud dextrose acrescido de cloranfenicol no
ambiente, as quais foram posteriormente incubadas a 25ºC. As colônias
identificadas como pertencentes ao gênero Aspergillus, foram classificadas
quanto à espécie através da avaliação macro e micro morfológica associada a
uma chave de identificação. Foram obtidos 43 isolados classificados em sete
espécies distintas, sendo A. fumigatus a predominante correspondendo a 27,9%,
seguida de A. niger, A. flavus e outras quatro espécies de Aspergillus sp.,
demonstrando que as aves marinhas estão expostas a espécies fúngicas com
potencial patogênico, o que enfatiza a necessidade de um controle
microbiológico no ambiente onde são mantidos os animais em cativeiro.
Palavras-chave: Ar; Aspergilose; Pingüim; Micologia; Aves marinhas.
ABSTRACT
Aspergillosis in captivity seabirds is often associated with elevated rates of
mortality. The infection is usually acquired by inhalation of airborne fungal
conidia. The aim of this study was to evaluate the presence
ofAspergillus species in the indoor environment of a rehabilitation centre for
marine animals in Southern Brazil. This centre continuously receives injured
penguins, seagulls, albatrosses and petrels. Petri dishes plates with Agar
Sabouraud dextrose and chloramphenicol were left open for 15 minutes in 3
distinct points in the rehabilitation centre and then incubated at 25ºC. During
a period of two years the indoor air was sampled in 81 occasions. A total of
43 isolates belonging to 7 different Aspergillus species were
recovered. Aspegillus fumigatus was the predominant species (27.9%),
followed by A. niger (25.6%), and A. flavus (16.3%). Four
other Aspergillus species were isolated. This study demonstrates that
seabirds were exposed to pathogenic Aspergillus species in our rehabilitation
centre, reinforcing the need for a strict microbiology control of the indoor air
in the captivity environment.
Key-words: Air; Aspergillosis; Penguin; Mycology; Seabird.
Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano
Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivosshaleny
 
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres VivosEscola Modelo de Iguatu
 
Introdução aos 05 reinos 7º ano
Introdução aos 05 reinos   7º anoIntrodução aos 05 reinos   7º ano
Introdução aos 05 reinos 7º anoAndré Garrido
 
Nomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológicaNomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológicaElaine Santos
 
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...Jorge Souza
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivoscrisbassanimedeiros
 
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosAula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosLucia Virginio
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosCostaralho
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres VivosVideoaulas De Biologia Apoio
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosDavid Oliveira
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosHeliosjp
 
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópiaCristiana Leal
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosEliana Frade
 
[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação BiológicaBiossomos Aragão
 
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos   Profa. Aline MirandaClassificação dos seres vivos   Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos Profa. Aline MirandaAline Silva
 

Mais procurados (20)

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
A Classificacao Dos Seres Vivos
A Classificacao Dos Seres VivosA Classificacao Dos Seres Vivos
A Classificacao Dos Seres Vivos
 
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
1º Ano - Classificação dos Seres Vivos
 
Introdução aos 05 reinos 7º ano
Introdução aos 05 reinos   7º anoIntrodução aos 05 reinos   7º ano
Introdução aos 05 reinos 7º ano
 
Nomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológicaNomenclatura zoológica
Nomenclatura zoológica
 
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
Aula do sétimo ano (Escola Maurício R. de Paula) - classificação dos seres vi...
 
Nomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomiaNomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomia
 
Classificação biológica
Classificação biológicaClassificação biológica
Classificação biológica
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
 
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivosAula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
Aula 1 biodiversidade e a classificação dos seres vivos
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
 
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivoswww.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia -  Classificação dos Seres Vivos
www.aulasdebiologiaapoio.com - Biologia - Classificação dos Seres Vivos
 
Seres vivos - características e classificação
Seres vivos - características e classificaçãoSeres vivos - características e classificação
Seres vivos - características e classificação
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
 
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
4091602 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-ciencias-02 cópia
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica[Biossomos] Classificação Biológica
[Biossomos] Classificação Biológica
 
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos   Profa. Aline MirandaClassificação dos seres vivos   Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
 

Destaque

Reino monera, protista e fungi slides
Reino monera, protista e fungi   slidesReino monera, protista e fungi   slides
Reino monera, protista e fungi slidesJeisiane Veloso
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monerasanthdalcin
 
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e FungiSistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e FungiSheila Lorena Araujo Coelho
 
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino HornClassificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino HornPericles Emanoel
 

Destaque (7)

Reino monera, protista e fungi slides
Reino monera, protista e fungi   slidesReino monera, protista e fungi   slides
Reino monera, protista e fungi slides
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]
 
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e FungiSistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
Sistemática, Vírus, Reino Protista, Monera e Fungi
 
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino HornClassificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
Classificação dos seres vivos 2º ano Raulino Horn
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Reino monera e vírus
Reino monera e vírusReino monera e vírus
Reino monera e vírus
 

Semelhante a Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano

Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunesAnálise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunesCarlos Alberto Monteiro
 
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)guest599576
 
Coleção do Label
Coleção do LabelColeção do Label
Coleção do LabelLabel-ha
 
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006Coonass
 
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptOs anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptCamilaSantana300186
 
Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca ConexaoCaramujo
 
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptxSistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptxLarissaOliveira603150
 
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]APIME
 
Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Ercio Novaes
 
Unidade 2 evolução
Unidade 2 evoluçãoUnidade 2 evolução
Unidade 2 evoluçãopabloagfs
 
Banhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordiBanhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordiavisaassociacao
 

Semelhante a Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano (20)

Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunesAnálise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
Análise das principais espécies de Scolytidae na Amazônia - Eli nunes
 
Documento2
Documento2Documento2
Documento2
 
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
PredaçãO De Pequenos MamíFeros Por Suindara (Tyto Alba)
 
Coccinellidae
CoccinellidaeCoccinellidae
Coccinellidae
 
Helicicultura.pptx
Helicicultura.pptxHelicicultura.pptx
Helicicultura.pptx
 
R0819 1
R0819 1R0819 1
R0819 1
 
Coleção do Label
Coleção do LabelColeção do Label
Coleção do Label
 
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
Guia de sapos da reserva adolpho ducke, amazonia central 2006
 
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
(Lamarckismo e Darwinismo).pptx
 
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.pptOs anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
Os anfíbios para o equilíbrio ecológico do ambiente.ppt
 
Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca Publicações na Área - Mollusca
Publicações na Área - Mollusca
 
Bioterismo
BioterismoBioterismo
Bioterismo
 
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptxSistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
Sistema respiratório das aves, mamíferos, repteis, peixes e anfibios pptx
 
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
Aves de rapina e abelhas nativas do brasil[1]
 
Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)Aval 7 ano(invertebrados)
Aval 7 ano(invertebrados)
 
R0746 1
R0746 1R0746 1
R0746 1
 
Biologia modulo iii
Biologia modulo iiiBiologia modulo iii
Biologia modulo iii
 
Unidade 2 evolução
Unidade 2 evoluçãoUnidade 2 evolução
Unidade 2 evolução
 
Banhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordiBanhado pachecos avifauna_accordi
Banhado pachecos avifauna_accordi
 
Artigo bioterra v14_n2_01
Artigo bioterra v14_n2_01Artigo bioterra v14_n2_01
Artigo bioterra v14_n2_01
 

Mais de camaceio

Comunicado feira cultural
Comunicado feira culturalComunicado feira cultural
Comunicado feira culturalcamaceio
 
Encerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestreEncerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestrecamaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ccamaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano abcamaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ccamaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano abcamaceio
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral   2ºbim-6ºano acConteúdo bimestral   2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano accamaceio
 
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
Conteúdos bimestrais  9ºs anosConteúdos bimestrais  9ºs anos
Conteúdos bimestrais 9ºs anoscamaceio
 
Comunicado feira
Comunicado feiraComunicado feira
Comunicado feiracamaceio
 
Excursão chapada
Excursão chapadaExcursão chapada
Excursão chapadacamaceio
 
Excursão natal fortaleza
Excursão natal fortalezaExcursão natal fortaleza
Excursão natal fortalezacamaceio
 
Comunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogosComunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogoscamaceio
 
Comunicado coord infantil e fund i
Comunicado   coord infantil e fund iComunicado   coord infantil e fund i
Comunicado coord infantil e fund icamaceio
 
Comunicado coord fund ii
Comunicado   coord fund iiComunicado   coord fund ii
Comunicado coord fund iicamaceio
 
Sistema de aveliação 3º ano
Sistema de aveliação   3º anoSistema de aveliação   3º ano
Sistema de aveliação 3º anocamaceio
 
Sistema de aveliação 2º ano
Sistema de aveliação   2º anoSistema de aveliação   2º ano
Sistema de aveliação 2º anocamaceio
 
Sistema de aveliação 1º ano
Sistema de aveliação   1º anoSistema de aveliação   1º ano
Sistema de aveliação 1º anocamaceio
 
Sistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º anoSistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º anocamaceio
 
Sistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º anoSistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º anocamaceio
 
Conteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anosConteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anoscamaceio
 

Mais de camaceio (20)

Comunicado feira cultural
Comunicado feira culturalComunicado feira cultural
Comunicado feira cultural
 
Encerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestreEncerramento do 1º semestre
Encerramento do 1º semestre
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano c
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano ab
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral   2ºbim-8ºano cConteúdo bimestral   2ºbim-8ºano c
Conteúdo bimestral 2ºbim-8ºano c
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral   2ºbim-7ºano abConteúdo bimestral   2ºbim-7ºano ab
Conteúdo bimestral 2ºbim-7ºano ab
 
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral   2ºbim-6ºano acConteúdo bimestral   2ºbim-6ºano ac
Conteúdo bimestral 2ºbim-6ºano ac
 
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
Conteúdos bimestrais  9ºs anosConteúdos bimestrais  9ºs anos
Conteúdos bimestrais 9ºs anos
 
Comunicado feira
Comunicado feiraComunicado feira
Comunicado feira
 
Excursão chapada
Excursão chapadaExcursão chapada
Excursão chapada
 
Excursão natal fortaleza
Excursão natal fortalezaExcursão natal fortaleza
Excursão natal fortaleza
 
Comunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogosComunicado mudança dos jogos
Comunicado mudança dos jogos
 
Comunicado coord infantil e fund i
Comunicado   coord infantil e fund iComunicado   coord infantil e fund i
Comunicado coord infantil e fund i
 
Comunicado coord fund ii
Comunicado   coord fund iiComunicado   coord fund ii
Comunicado coord fund ii
 
Sistema de aveliação 3º ano
Sistema de aveliação   3º anoSistema de aveliação   3º ano
Sistema de aveliação 3º ano
 
Sistema de aveliação 2º ano
Sistema de aveliação   2º anoSistema de aveliação   2º ano
Sistema de aveliação 2º ano
 
Sistema de aveliação 1º ano
Sistema de aveliação   1º anoSistema de aveliação   1º ano
Sistema de aveliação 1º ano
 
Sistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º anoSistema de avaliação 9º ano
Sistema de avaliação 9º ano
 
Sistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º anoSistema de avaliação 8º ano
Sistema de avaliação 8º ano
 
Conteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anosConteúdos bimestrais 9º anos
Conteúdos bimestrais 9º anos
 

Último

MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSPedro Luis Moraes
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do séculoBiblioteca UCS
 
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Cabiamar
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...azulassessoria9
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreLeandroLima265595
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Centro Jacques Delors
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxLucasFCapistrano
 
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...azulassessoria9
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaANNAPAULAAIRESDESOUZ
 
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfAutonoma
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...azulassessoria9
 

Último (20)

MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do séculoSistema de Bibliotecas UCS  - Cantos do fim do século
Sistema de Bibliotecas UCS - Cantos do fim do século
 
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
No processo de aprendizagem motora, a forma como o indivíduo processa as info...
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
O desenvolvimento é um conceito mais amplo, pode ter um contexto biológico ou...
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-pontuação-4º-ou-5º-ano-respostas.pdf
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
 

Aula 2 classificação dos seres vivos-2º ano

  • 3. A IDÉIA FOI... AGRUPAR POR SEMELHANÇAS.
  • 4. QUAIS SERIAM AS SELHANÇAS LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO?
  • 5. TIPO DE ALIMENTAÇÃO HABITAT NICHO ECOLÓGICO A UTILIDADE DESSA SER VIVO PARA O HOMEM CAPACIDADE DE LOCOMOÇÃO
  • 6. 1. ARISTÓTELES – CRIOU O PRIMEIRO MODELO DE CLASSIFICAÇÃO SERES AQUÍCOLAS
  • 10. 2. TEOFRASTO – ORGANIZOU OS VEGETAIS EM 3 GRUPOS: ERVAS
  • 13. 3. LINEU – DESENVOLVEO O MÉTODE DE CLASSIFICAÇÃO BINOMIAL DOS SERES VIVOS, QUE ATÉ HOJE É USADO.
  • 14. 4- CHARLES DARWIN – FOI UM GRANDE COLABORADOR A CLASSIFICAÇÃO DEVERIA REVELAR O PARESTESCO DOS SERES VIVOS.
  • 15. CARACTERÍSTICAS ANATÔMICAS E FISIOLÓGICAS; METABOLISMO; HABITAT E NICHO ECOLÓGICO DNA BIOQUÍMICA
  • 16. 1. CRIAR CATEGORIAS DE CLASSIFICAÇÃO
  • 17.
  • 18. CRIAR O “NOME CIÊNTÍFICO”
  • 19.  NOME COMPOSTO FORMADO POR DUAS PALAVRA, UMA REPRESENTA O GÊNERO E OUTrA A ESPÉCIE. EX: Felis catus  NOME DO GÊNERO ESCRITO COM LETRA MAIÚSCULA.  NOME DA ESPÉCIE COM LETRAS MINÚSCULAS.  O NOME CIENTÍFICO DEVE SER DESTACADO DO TEXTO COM LETRAS EM ITÁLICO, O NOME SUBLINHADO OU EM NEGRITO.
  • 20. RESUMO Espécies fúngicas do gênero Aspergillus são frequentemente associadas com alta mortalidade de aves marinhas em cativeiro. Tendo em vista que a aspergilose geralmente é adquirida pela inalação dos propágulos fúngicos presentes no ar, o estudo objetivou avaliar a qualidade do ar quanto às espécies de Aspergillus, das instalações internas de um centro de reabilitação de animais marinhos que frequentemente recebe pingüins, gaivotas, albatrozes e petréis acometidos por alguma moléstia. Oitenta e um dias de colheitas foram realizados distribuídos em um período de aproximadamente dois anos, através da exposição de placas de Petri contendo Agar Sabouraud dextrose acrescido de cloranfenicol no ambiente, as quais foram posteriormente incubadas a 25ºC. As colônias identificadas como pertencentes ao gênero Aspergillus, foram classificadas quanto à espécie através da avaliação macro e micro morfológica associada a uma chave de identificação. Foram obtidos 43 isolados classificados em sete espécies distintas, sendo A. fumigatus a predominante correspondendo a 27,9%, seguida de A. niger, A. flavus e outras quatro espécies de Aspergillus sp., demonstrando que as aves marinhas estão expostas a espécies fúngicas com potencial patogênico, o que enfatiza a necessidade de um controle microbiológico no ambiente onde são mantidos os animais em cativeiro. Palavras-chave: Ar; Aspergilose; Pingüim; Micologia; Aves marinhas.
  • 21. ABSTRACT Aspergillosis in captivity seabirds is often associated with elevated rates of mortality. The infection is usually acquired by inhalation of airborne fungal conidia. The aim of this study was to evaluate the presence ofAspergillus species in the indoor environment of a rehabilitation centre for marine animals in Southern Brazil. This centre continuously receives injured penguins, seagulls, albatrosses and petrels. Petri dishes plates with Agar Sabouraud dextrose and chloramphenicol were left open for 15 minutes in 3 distinct points in the rehabilitation centre and then incubated at 25ºC. During a period of two years the indoor air was sampled in 81 occasions. A total of 43 isolates belonging to 7 different Aspergillus species were recovered. Aspegillus fumigatus was the predominant species (27.9%), followed by A. niger (25.6%), and A. flavus (16.3%). Four other Aspergillus species were isolated. This study demonstrates that seabirds were exposed to pathogenic Aspergillus species in our rehabilitation centre, reinforcing the need for a strict microbiology control of the indoor air in the captivity environment. Key-words: Air; Aspergillosis; Penguin; Mycology; Seabird.