1 classificação dos seres vivos

10.526 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
29 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.526
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
417
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
29
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 classificação dos seres vivos

  1. 2. <ul><li>Classificação feita pelo Homem primitivo : </li></ul><ul><li>Perigosos e não perigosos . </li></ul><ul><li>Comestíveis e não comestíveis . </li></ul><ul><li>Venenosos e não venenosos . </li></ul><ul><li>Aristóteles , filósofo grego do século IV a.c., dividiu os seres vivos em dois reinos: </li></ul><ul><li>Animais – com movimento. </li></ul><ul><li>Plantas – sem movimento. </li></ul>Lineu , naturalista sueco do século XVIII, manteve os dois reinos propostos por Aristóteles, mas introduziu importantes alterações na classificação dos seres vivos .
  2. 3. <ul><li>Categorias de classificação </li></ul><ul><li>Características morfológicas dos seres vivos. </li></ul><ul><li>Formação de grupos com características semelhantes. </li></ul><ul><li>Grupo com maior número de seres é o Reino , que se subdivide em grupos cada vez menores até à Espécie . </li></ul>Atribuição de um nome científico em latim para cada ser vivo, além do seu nome vulgar que varia de país para país, de região para região.
  3. 4. Com o progresso, e o desenvolvimento tecnológico, descobriu-se novos seres vivos que não se incluíam em nenhum dos reinos e também existiam erros na classificação de alguns seres vivos. O modelo de classificação foi evoluindo de modo que, actualmente, a classificação em cinco reinos de Whittaker (1979) é a mais aceite.
  4. 5. REINO MONERA São seres vivos unicelulares, sem núcleo distinto e de menor tamanho, podendo ser conhecidas também como micróbios ou bactérias.
  5. 6. Uma alga ( Laurencia ) Amoeba sp. Diatomáceas sob o microscópio Paramecium aurelia Dinoflagelado REINO PROTISTA São seres vivos seres unicelulares com núcleo definido, como é o caso dos protozoários e das algas unicelulares e pluricelulares que não possuem tecidos verdadeiros, como é o caso das algas multicelulares.
  6. 7. O cogumelo Oudemansiella nocturnum Fungo amarelo Bolores Saccharomyces cerevisiae – levedura ao microscópio REINO FUNGI É um grupo muito diversificado, sendo a maioria terrestre, unicelulares ou pluricelulares, não contém pigmentos fotossintéticos (clorofila). Alimentam-se de matéria orgânica em decomposição ou através de outros seres vivos (parasitas).
  7. 8. Tropaeolum majus , uma das 400 000 espécies de plantas conhecidas Musgo Feto arbóreo REINO PLANTAE Seres vivos pluricelulares que produzem o seu próprio alimento (autotróficas) a partir de matéria inorgânica e da energia solar. Possuem clorofila.
  8. 9. Esponjas calcáreas Polvo Cracas (crustáceo) Camarão (crustáceo) Pepino-do-mar Peixe-palhaço REINO ANIMALIA Seres vivos pluricelulares que se alimentam de outros seres vivos (heterotróficos). Geralmente, apresentam locomoção.
  9. 11. <ul><li>Critérios </li></ul><ul><li>Morfologia </li></ul><ul><li>Fisiologia </li></ul><ul><li>Genética </li></ul><ul><li>Bioquímica </li></ul><ul><li>Paleontologia </li></ul>Permite estabelecer as diferenças e semelhanças. Formam-se agrupamentos. Grupos taxonómicos Reino – grupo taxonómico com maior número e variedade de seres vivos. Espécie – seres vivos muito parecidos e que podem reproduzir-se entre si, produzindo descendência fértil. O nome científico de um ser vivo é composto por dois nomes em latim , escritos em itálico ou sublinhados . Primeiro nome – inicial maiúscula, representa o nome do género a que pertence o ser vivo. Segundo nome – em minúsculas, indica a espécie a que pertence o ser vivo.
  10. 12. Classificação de um ser vivo em vários grupos taxonómicos .

×