SlideShare uma empresa Scribd logo
A TERRA – ACREÇÃO E
   DIFERENCIAÇÃO
                 Liliane Morgado
                       2011/2012
A Terra – acreção e diferenciação


      A Terra, tal como os outros corpos do
Sistema Solar, teve origem a partir da acreção de
materiais da nébula solar por ação da força
gravítica, seguido de um processo de
diferenciação.
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação

      Embora se tenha começado a formar há
 cerca de 4600 M.a., continuou a crescer durante
 cerca de 120 a 150 M.a., até atingir as
 dimensões atuais.

      As rochas magmáticas mais antigas
 encontram-se na bacia de Hudson, Canadá.
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação

       Mas em 2007, um
 conjunto de pequenos
 diamantes em forma de
 agulhas, incrustados em
 cristais de zircão, foi
 datado de cerca de 4400
 M.a., uma idade muito
 próxima do que se crê ter
 sido o início da formação
 do planeta Terra.
A Terra – acreção e diferenciação
       Inicialmente a Terra teria uma estrutura
 homogénea, com uma distribuição regular do
 ferro, do Níquel, dos silicatos e da matéria
 menos densa.
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação
 A    estrutura     da  Terra   em      camadas
 concêntricas, com um núcleo central muito
 denso rodeado por um manto, e este pela
 crosta, menos densos, a existência de uma
 atmosfera e de uma hidrosfera levaram a
 procurar uma explicação para essa diferenciação
 estrutural e química.
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação

      Que fontes de energia estariam envolvidas
 no processo de diferenciação?

     Impactos dos planetesimais

     Compressão

     Desintegração radioactiva
A Terra – acreção e diferenciação

           Impacto dos planetesimais

 Energia cinética era convertida em calor, grande parte
 irradiava para o espaço, mas uma parcela era retida no
 planeta.
A Terra – acreção e diferenciação

      Na actualidade, a acreção ainda decorre
 no nosso planeta, com registos recentes de
 impactos de meteoritos.
A Terra – acreção e diferenciação
                      Compressão
As zonas internas do planeta eram comprimidas sob o peso
crescente da acumulação de novos materiais. Como resultado o
calor acumulava-se (baixa condutividade térmica das rochas) e a
temperatura aumentava no interior da Terra.
A Terra – acreção e diferenciação

          Desintegração radioactiva

   • Os átomos dos elementos pesados, Úranio, Tório e
     Potássio       (por       ex.)      desintegram-se
     espontaneamente, emitindo energia e transformando-
     se noutros elementos mais estáveis.

   • Esse calor flui com dificuldade devido à fraca
     condutividade térmica dos materiais sendo
     armazenado no interior da Terra.
A Terra – acreção e diferenciação
A Terra – acreção e diferenciação

 Diferenciação

   • Os materiais sofreram fusão.
   • Sendo o ferro mais denso deslocou-se na direção
     do centro do planeta (2000ºC) e os materiais
     menos densos para a periferia, que ao
     arrefecerem originaram a crosta primitiva.
   • Na crosta recém-formada os fenómenos de
     vulcanismo seriam generalizados, com libertação
     de gases.
A Terra – acreção e diferenciação

 A superfície da terra foi
 arrefecendo, de modo
 que os materiais que se
 encontravam             à
 superfície
 solidificaram, formando
 uma capa muito fina e
 quebradiça – a crosta
 primitiva.
A Terra – acreção e diferenciação
Esta crusta primitiva, ao ser bombardeada por
meteoritos, era quebrada e perfurada, permitindo
que o material que se encontrava por baixo, ainda
em estado fluido -magma primitivo-subisse até à
superfície, espalhando-se em vastos lençóis.
A Terra – acreção e diferenciação

 Forma-se a primeira verdadeira crusta
 continental, que se movia e flutuava sobre o
 material mais denso que se encontrava por
 baixo.
Origem e evolução da atmosfera

Juntamente com o derrame de lava seriam
libertadas grandes quantidades de gases que
permitiram o aparecimento da atmosfera.
Origem e evolução da atmosfera

Existem dois modelos clássicos que explicam a
origem e evolução da atmosfera:

Hipótese da desgasificação;

Hipótese da dissociação química.
Origem e evolução da atmosfera

Hipótese da desgasificação

Esta relacionada com os processos de vulcanismo
primitivo e com o processo de diferenciação da Terra por
densidades.

Os gases tiveram origem no interior da Terra, uns
libertaram-se para o espaço (H e He) e outros ficaram
retidos pela ação gravítica da Terra.

O aparecimento do O2 é explicado com o aparecimento
de seres fotossintéticos.
Origem e evolução da atmosfera
Hipótese da dissociação química

A atmosfera primitiva da Terra era semelhante à de
Júpiter, existindo Hidrogénio - H2 , Metano - CH4, Amoníaco -
NH3 e alguma H2O – vapor de água.

As ligações químicas destes gases, devido à ação de fortes
ventos solares rompiam-se e originavam elementos ou
radicais livres que se recombinavam de forma variada.

Algum do oxigénio livre era explicado com a fotodissociação
química da água, mas a quantidade significativa deste gás só
ocorreu com o aparecimento de seres fotossintéticos.
Origem e evolução da atmosfera


Estas duas hipóteses consideram que devido a
uma elevada quantidade de vapor de água
existente na atmosfera primitiva, que devido à
sua condensação provocada pelo arrefecimento
da Terra, originaram chuvas que se acumularam
formando o oceano primitivo.
Exploração de software para
   estudo do sistema solar
                       Liliane Morgado
                             2011/2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
Simone Peixoto
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
margaridabt
 
A terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoA terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interação
Marília Pereira
 
Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação
Rita Galrito
 
Actividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º anoActividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º ano
Sofia Ribeiro
 
O ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da luaO ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da lua
Cristina Graça
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
Cláudia Moura
 
Princípios Estratigráficos
Princípios EstratigráficosPrincípios Estratigráficos
Princípios Estratigráficos
Gabriela Bruno
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
Gabriela Bruno
 
Síntese
SínteseSíntese
Síntese
Gabriela Bruno
 
Aula 20 formação sistema solar
Aula 20   formação sistema solarAula 20   formação sistema solar
Aula 20 formação sistema solar
Liliane Morgado
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
catiacsantos
 
V - VULCANISMO
V - VULCANISMOV - VULCANISMO
V - VULCANISMO
sandranascimento
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
Ewerton Marinho
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
Alline Sa
 
II - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMAII - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMA
sandranascimento
 
Aula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º anoAula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º ano
André Ferreira Freitas
 
Vulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placasVulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placas
Luís Filipe Marinho
 
DinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da TerraDinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da Terra
ceama
 

Mais procurados (20)

Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
 
1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
A terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interaçãoA terra e os seus subsistemas em interação
A terra e os seus subsistemas em interação
 
Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação
 
Actividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º anoActividade vculcânica 7º ano
Actividade vculcânica 7º ano
 
O ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da luaO ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da lua
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
 
Princípios Estratigráficos
Princípios EstratigráficosPrincípios Estratigráficos
Princípios Estratigráficos
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Síntese
SínteseSíntese
Síntese
 
Aula 20 formação sistema solar
Aula 20   formação sistema solarAula 20   formação sistema solar
Aula 20 formação sistema solar
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
V - VULCANISMO
V - VULCANISMOV - VULCANISMO
V - VULCANISMO
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
II - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMAII - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMA
 
Aula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º anoAula 7 - CFQ 7º ano
Aula 7 - CFQ 7º ano
 
Vulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placasVulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placas
 
DinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da TerraDinâMica Interna Da Terra
DinâMica Interna Da Terra
 

Semelhante a A Terra – acreção e diferenciação

11.3 A Terra, acreção e diferenciação
11.3 A Terra, acreção e diferenciação11.3 A Terra, acreção e diferenciação
11.3 A Terra, acreção e diferenciação
guestf7e853
 
Formação do Sistema Solar
Formação do Sistema SolarFormação do Sistema Solar
Formação do Sistema Solar
Tânia Reis
 
Geologia apostila
Geologia apostilaGeologia apostila
Geologia apostila
rvmc2013
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
felipedacarpereira
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
geografiafelipe
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
geografiafelipe
 
Formação do Sistema Solar
Formação do Sistema SolarFormação do Sistema Solar
Formação do Sistema Solar
guestdbe434
 
Acreção e diferenciação
Acreção e diferenciaçãoAcreção e diferenciação
Acreção e diferenciação
Miguel Ferreira
 
Geografia aula módulo01 formancipa
Geografia  aula módulo01 formancipaGeografia  aula módulo01 formancipa
Geografia aula módulo01 formancipa
Jessica Lainne
 
C:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema Solar
C:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema SolarC:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema Solar
C:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema Solar
guestd7f9cbb
 
Deriva0002
Deriva0002Deriva0002
Deriva0002
YagoVerling
 
A evolução da vida na terra
A evolução da vida na terraA evolução da vida na terra
A evolução da vida na terra
Rosário Ferreira
 
geografia origem do mundo
geografia origem do mundogeografia origem do mundo
geografia origem do mundo
Lanna Hyuuga
 
4 sistema solar
4   sistema solar4   sistema solar
4 sistema solar
margaridabt
 
Rafael e michael 1 5°b
Rafael e michael 1 5°bRafael e michael 1 5°b
Rafael e michael 1 5°b
5canisioprofessoracintia
 
Estrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terraEstrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terra
Liz de Oliveira Mendes Francisco
 
11.1 FormaçãO Do Sistema Solar
11.1 FormaçãO Do Sistema Solar11.1 FormaçãO Do Sistema Solar
11.1 FormaçãO Do Sistema Solar
guestf7e853
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Rita Pereira
 
Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]
Marcelo Lois
 
ORIGEM DA LUA.ppt
ORIGEM DA LUA.pptORIGEM DA LUA.ppt
ORIGEM DA LUA.ppt
ChristieneMatos
 

Semelhante a A Terra – acreção e diferenciação (20)

11.3 A Terra, acreção e diferenciação
11.3 A Terra, acreção e diferenciação11.3 A Terra, acreção e diferenciação
11.3 A Terra, acreção e diferenciação
 
Formação do Sistema Solar
Formação do Sistema SolarFormação do Sistema Solar
Formação do Sistema Solar
 
Geologia apostila
Geologia apostilaGeologia apostila
Geologia apostila
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
 
Formação do Sistema Solar
Formação do Sistema SolarFormação do Sistema Solar
Formação do Sistema Solar
 
Acreção e diferenciação
Acreção e diferenciaçãoAcreção e diferenciação
Acreção e diferenciação
 
Geografia aula módulo01 formancipa
Geografia  aula módulo01 formancipaGeografia  aula módulo01 formancipa
Geografia aula módulo01 formancipa
 
C:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema Solar
C:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema SolarC:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema Solar
C:\Fakepath\FormaçãO Do Sistema Solar
 
Deriva0002
Deriva0002Deriva0002
Deriva0002
 
A evolução da vida na terra
A evolução da vida na terraA evolução da vida na terra
A evolução da vida na terra
 
geografia origem do mundo
geografia origem do mundogeografia origem do mundo
geografia origem do mundo
 
4 sistema solar
4   sistema solar4   sistema solar
4 sistema solar
 
Rafael e michael 1 5°b
Rafael e michael 1 5°bRafael e michael 1 5°b
Rafael e michael 1 5°b
 
Estrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terraEstrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terra
 
11.1 FormaçãO Do Sistema Solar
11.1 FormaçãO Do Sistema Solar11.1 FormaçãO Do Sistema Solar
11.1 FormaçãO Do Sistema Solar
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
 
Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]Trabalho Geologia geral [2]
Trabalho Geologia geral [2]
 
ORIGEM DA LUA.ppt
ORIGEM DA LUA.pptORIGEM DA LUA.ppt
ORIGEM DA LUA.ppt
 

Mais de Liliane Morgado

Aula 8º ano fluxo de energia
Aula 8º ano fluxo de energiaAula 8º ano fluxo de energia
Aula 8º ano fluxo de energia
Liliane Morgado
 
Sistema Terra Lua
Sistema Terra LuaSistema Terra Lua
Sistema Terra Lua
Liliane Morgado
 
A Terra e os outros planetas telúricos
A Terra e os outros planetas telúricosA Terra e os outros planetas telúricos
A Terra e os outros planetas telúricos
Liliane Morgado
 
Aula 23 planetas anões e outros corpos celestes
Aula 23   planetas anões e outros corpos celestesAula 23   planetas anões e outros corpos celestes
Aula 23 planetas anões e outros corpos celestes
Liliane Morgado
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
Liliane Morgado
 
Aula 20 eratóstenes
Aula 20   eratóstenesAula 20   eratóstenes
Aula 20 eratóstenes
Liliane Morgado
 
Introdução sistema solar
Introdução   sistema solarIntrodução   sistema solar
Introdução sistema solar
Liliane Morgado
 
Correio – eletrónico
Correio – eletrónicoCorreio – eletrónico
Correio – eletrónico
Liliane Morgado
 

Mais de Liliane Morgado (8)

Aula 8º ano fluxo de energia
Aula 8º ano fluxo de energiaAula 8º ano fluxo de energia
Aula 8º ano fluxo de energia
 
Sistema Terra Lua
Sistema Terra LuaSistema Terra Lua
Sistema Terra Lua
 
A Terra e os outros planetas telúricos
A Terra e os outros planetas telúricosA Terra e os outros planetas telúricos
A Terra e os outros planetas telúricos
 
Aula 23 planetas anões e outros corpos celestes
Aula 23   planetas anões e outros corpos celestesAula 23   planetas anões e outros corpos celestes
Aula 23 planetas anões e outros corpos celestes
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
 
Aula 20 eratóstenes
Aula 20   eratóstenesAula 20   eratóstenes
Aula 20 eratóstenes
 
Introdução sistema solar
Introdução   sistema solarIntrodução   sistema solar
Introdução sistema solar
 
Correio – eletrónico
Correio – eletrónicoCorreio – eletrónico
Correio – eletrónico
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 

A Terra – acreção e diferenciação

  • 1. A TERRA – ACREÇÃO E DIFERENCIAÇÃO Liliane Morgado 2011/2012
  • 2. A Terra – acreção e diferenciação A Terra, tal como os outros corpos do Sistema Solar, teve origem a partir da acreção de materiais da nébula solar por ação da força gravítica, seguido de um processo de diferenciação.
  • 3. A Terra – acreção e diferenciação
  • 4. A Terra – acreção e diferenciação
  • 5. A Terra – acreção e diferenciação Embora se tenha começado a formar há cerca de 4600 M.a., continuou a crescer durante cerca de 120 a 150 M.a., até atingir as dimensões atuais. As rochas magmáticas mais antigas encontram-se na bacia de Hudson, Canadá.
  • 6. A Terra – acreção e diferenciação
  • 7.
  • 8. A Terra – acreção e diferenciação Mas em 2007, um conjunto de pequenos diamantes em forma de agulhas, incrustados em cristais de zircão, foi datado de cerca de 4400 M.a., uma idade muito próxima do que se crê ter sido o início da formação do planeta Terra.
  • 9. A Terra – acreção e diferenciação Inicialmente a Terra teria uma estrutura homogénea, com uma distribuição regular do ferro, do Níquel, dos silicatos e da matéria menos densa.
  • 10. A Terra – acreção e diferenciação
  • 11. A Terra – acreção e diferenciação A estrutura da Terra em camadas concêntricas, com um núcleo central muito denso rodeado por um manto, e este pela crosta, menos densos, a existência de uma atmosfera e de uma hidrosfera levaram a procurar uma explicação para essa diferenciação estrutural e química.
  • 12.
  • 13. A Terra – acreção e diferenciação
  • 14. A Terra – acreção e diferenciação
  • 15. A Terra – acreção e diferenciação Que fontes de energia estariam envolvidas no processo de diferenciação? Impactos dos planetesimais Compressão Desintegração radioactiva
  • 16. A Terra – acreção e diferenciação Impacto dos planetesimais Energia cinética era convertida em calor, grande parte irradiava para o espaço, mas uma parcela era retida no planeta.
  • 17. A Terra – acreção e diferenciação Na actualidade, a acreção ainda decorre no nosso planeta, com registos recentes de impactos de meteoritos.
  • 18. A Terra – acreção e diferenciação Compressão As zonas internas do planeta eram comprimidas sob o peso crescente da acumulação de novos materiais. Como resultado o calor acumulava-se (baixa condutividade térmica das rochas) e a temperatura aumentava no interior da Terra.
  • 19. A Terra – acreção e diferenciação Desintegração radioactiva • Os átomos dos elementos pesados, Úranio, Tório e Potássio (por ex.) desintegram-se espontaneamente, emitindo energia e transformando- se noutros elementos mais estáveis. • Esse calor flui com dificuldade devido à fraca condutividade térmica dos materiais sendo armazenado no interior da Terra.
  • 20.
  • 21. A Terra – acreção e diferenciação
  • 22. A Terra – acreção e diferenciação Diferenciação • Os materiais sofreram fusão. • Sendo o ferro mais denso deslocou-se na direção do centro do planeta (2000ºC) e os materiais menos densos para a periferia, que ao arrefecerem originaram a crosta primitiva. • Na crosta recém-formada os fenómenos de vulcanismo seriam generalizados, com libertação de gases.
  • 23. A Terra – acreção e diferenciação A superfície da terra foi arrefecendo, de modo que os materiais que se encontravam à superfície solidificaram, formando uma capa muito fina e quebradiça – a crosta primitiva.
  • 24. A Terra – acreção e diferenciação Esta crusta primitiva, ao ser bombardeada por meteoritos, era quebrada e perfurada, permitindo que o material que se encontrava por baixo, ainda em estado fluido -magma primitivo-subisse até à superfície, espalhando-se em vastos lençóis.
  • 25. A Terra – acreção e diferenciação Forma-se a primeira verdadeira crusta continental, que se movia e flutuava sobre o material mais denso que se encontrava por baixo.
  • 26. Origem e evolução da atmosfera Juntamente com o derrame de lava seriam libertadas grandes quantidades de gases que permitiram o aparecimento da atmosfera.
  • 27. Origem e evolução da atmosfera Existem dois modelos clássicos que explicam a origem e evolução da atmosfera: Hipótese da desgasificação; Hipótese da dissociação química.
  • 28. Origem e evolução da atmosfera Hipótese da desgasificação Esta relacionada com os processos de vulcanismo primitivo e com o processo de diferenciação da Terra por densidades. Os gases tiveram origem no interior da Terra, uns libertaram-se para o espaço (H e He) e outros ficaram retidos pela ação gravítica da Terra. O aparecimento do O2 é explicado com o aparecimento de seres fotossintéticos.
  • 29.
  • 30. Origem e evolução da atmosfera Hipótese da dissociação química A atmosfera primitiva da Terra era semelhante à de Júpiter, existindo Hidrogénio - H2 , Metano - CH4, Amoníaco - NH3 e alguma H2O – vapor de água. As ligações químicas destes gases, devido à ação de fortes ventos solares rompiam-se e originavam elementos ou radicais livres que se recombinavam de forma variada. Algum do oxigénio livre era explicado com a fotodissociação química da água, mas a quantidade significativa deste gás só ocorreu com o aparecimento de seres fotossintéticos.
  • 31.
  • 32. Origem e evolução da atmosfera Estas duas hipóteses consideram que devido a uma elevada quantidade de vapor de água existente na atmosfera primitiva, que devido à sua condensação provocada pelo arrefecimento da Terra, originaram chuvas que se acumularam formando o oceano primitivo.
  • 33. Exploração de software para estudo do sistema solar Liliane Morgado 2011/2012