SlideShare uma empresa Scribd logo
A REENCARNAÇÃO DE
SEGISMUNDO
Missionários da Luz – Capítulos 12 e 13
PERSONAGENS
• ANDRÉ LUIZ (d) – É o Autor Espiritual. Desvenda os segredos da
reencarnação revelando a tarefa dos Espíritos missionários
encarregados do processo de renascimento.
• ALEXANDRE (d) – Instrutor - Espírito de "elevadas funções" no
"Nosso Lar". Está presente em todos os capítulos do livro
"Missionários da Luz”. Tem profunda sabedoria e bondade.
• SEGISMUNDO (d) – Preparando-se para reencarnar (em
processo normal)
• ADELINO e RAQUEL (e) – Serão pais de Segismundo, que em
vida passada, prejudicou-os
• HERCULANO (d) – Espírito elevado
• JOSINO (d) – Assistente, auxiliar do "Planejamento de
Reencarnações"
• MANASSÉS (d) – Auxiliar do "Planejamento de Reencarnações"
• SILVÉRIO (d) – Acatou a sugestão de trazer um defeito físico na
perna, a fim de se defender das tentações, como antídoto à
vaidade. Tem possibilidade de viver até 70 anos.
• ANACLETA (d) – Auxiliar do "Planejamento de Reencarnações"
• JOÃOZINHO (e) – Primeiro filho de Adelino e Raquel
PREPARAÇÃO
Missionários da Luz – Capítulo 12
André e Alexandre recebem a visita de Herculano
(entidade de elevada espiritualidade), pedindo
colaboração na preparação de Segismundo, para sua
volta ao plano físico, ou seja, a reencarnação.
Em uma encarnação anterior Raquel era casada com
Adelino. Após uma paixão desvairada, Segismundo
assassinou Adelino e Raquel foi parar no prostíbulo.
Desencarnaram, cada um por sua vez, sob intensa
vibração de ódio e desesperação, padecendo vários
anos, em zonas inferiores. Ainda no plano espiritual,
o casal prometeu retornar e receber Segismundo
como filho. E agora, já adultos, Raquel e Adelino se
casaram e já tem um filho (Joãozinho).
A reencarnacao de segismundo
Centro de Planejamento de Reencarnações
Cidade Espiritual “Nosso Lar”
A reencarnacao de segismundo
Instituto de Planejamento das Reencarnações
André Luiz
Alexandre
Josino
Pavilhão de Desenhos
Pavilhões de desenho,
onde numerosos
cooperadores traçavam
planos para
reencarnações incomuns.
A reencarnacao de segismundo
Segismundo virá com um
problema cardíaco que se
manifestará na idade adulta.
André Luiz
Manassés
Projeto de reencarnação
ReencarnanteManassésAndré Luiz
Silvério irá reencarnar, após 15
anos de atividades de auxílio no
plano espiritual, com objetivos
de reparar erros passados.
Estava um tanto hesitante, com
receio de contrair novos
débitos, devido ao
esquecimento do passado.
Acatou a sugestão de trazer um
defeito físico na perna, a fim de
se defender das tentações,
como antídoto à vaidade. Tem
possibilidade de viver até 70
anos.
http://www.blog.saude.gov.br/index.php/34721-into-debate-a-atencao-domiciliar
Anacleta vai reencarnar
após 40 anos de trabalho em favor
de espíritos familiares que estão
em desequilíbrio. Pretende
recebe-los como filhos, dois na
condição de paralisia, outro com
debilidade mental, e uma filha,
também com problemas, mas que
deverá auxilia-la na velhice do
corpo. Repara o erro de outra
encarnação, quando permitiu,
como mãe, através da falta de
disciplina e do excesso de mimo,
que seus filhos não conseguissem
enfrentar as lutas da vida.
Outra entidade que deve reencarnar, pede que
haja interferência na formação das glândulas tireoide e
paratireoide, a fim de que o corpo não se apresente
harmônico fisicamente, uma vez a beleza física poderia
dificultar as tarefas que ela devia desempenhar.
Imagem: https://www.olimpia24horas.com.br/noticias/iguatemi-rio-preto-campanha-de-conscientizacao-sobre-a-glandula-tireoide/7/5311
Úlcera planejada
Outro Espírito deve reencarnar com a possibilidade de
surgimento de uma úlcera logo que chegue a maioridade.
Através deste processo, poderá resgatar um crime cometido
há mais de cem anos antes, quando assassinou um homem a
facadas. A vítima tornou-se seu obsessor e provocou
gradativamente sua desencarnação. Após sofrer no plano
espiritual, reergueu-se moralmente e obteve várias
intercessões. No entanto, pela lei de ação e reação, o crime
ainda permanece em aberto, e a reencarnação dolorosa
servirá de pena e reparação.
A reencarnacao de segismundo
Missionários da Luz – Capítulo 13
A reencarnacao de segismundo
André Luiz e seu instrutor Alexandre chegam à casa de Adelino
e Raquel. Herculano, que trouxe Segismundo, para a
aproximação com o casal, esperava-os na entrada da casa.
Alexandre, André Luiz e Herculano se aproximam de
Segismundo, o qual se encontrava visivelmente abatido. O
casal Adelino e Raquel tomava a refeição da tarde com seu
filho primogênito.
O casal não está bem. Alexandre, André Luiz e Herculano se
aproximam da mesa e percebem que Adelino está aflito e de
pouca conversa com a esposa. O pensamento envenenado dele
destruía a substância da hereditariedade.
Alexandre aproxima-se e dá um passe no pequeno Joãozinho
para desperta-lhe o interesse sobre a conversa dos pais, para
que, com suas perguntas pueris, consiga desfazer o mal-estar,
melhorar a atitude de Adelino e o clima de relacionamento do
casal.
Profundamente, comovido com a atitude interessada do filho e
o diálogo amoroso da esposa, Adelino despede-se com uma
delicadeza não habitual e promete voltar, à noite, mais cedo
para orar juntos ao deitar.
Antes de dormir, conforme prometido, o casal segue, com grande
atenção, a oração dominical proferida, com emotividade infantil, pelo
pequenino João. O clima de preparação para aproximação de
Segismundo com Adelino melhora .
Adormecidos, Raquel e Adelino abandonam seus corpos
físicos. Raquel vai ao encontro de sua avó materna, enquanto
Adelino vagueava no quarto angustiado e espantadiço.
Adelino apavora-se ao ver Segismundo. Alexandre interfere
lançando raios magnéticos tranquilizadores sobre ele e, em
seguida, convence Adelino de que Segismundo não lhe deseja
mais nenhum mal e que está em busca de seu perdão e
acolhimento paternal.
Comovido com as explicações de Alexandre, Adelino aceita o
pedido de perdão de Segismundo, seu algoz em vida pretérita,
dissipando, nesse momento, as pesadas nuvens de ódio que
enodoava seu perispírito e escondia sua condição de espírito
elevado e nobre.
Satisfeitos com o trabalho da noite, Herculano e Alexandre
(frente) e André Luiz e Segismundo (atrás) deixam a casa de
Adelino e Raquel, para retornar na semana seguinte para
iniciar o serviço da reencarnação.
André Luiz e Alexandre chegam à casa de Adelino e Raquel
na véspera da ligação do espírito Segismundo com a matéria
orgânica. Lá encontraram Herculano e Segismundo, em
companhia de Espíritos Construtores, que iam cooperar na
sua formação fetal.
O ambiente familiar continuava cercado de afeição. Alexandre
examina os mapas cromossômicos planejados de Adelino,
com a assistência de Espíritos Construtores.
Ante a iminência da reencarnação, Segismundo torna-se extenuado e
abatido. Sentia-se fraco e incapacitado e receava a ideia de novos
fracassos no retorno à carne. Com o incentivo dos amigos, ele se
sentia mais confortado, principalmente ante a promessa deles de que a
colaboração continuaria mesmo após encarnado.
Antes de iniciar o processo de reencarnação, Segismundo, de olhar
triste e vagueante, aguardava aflito, em uma pequena câmara de
repouso, em seu futuro lar, o momento crucial de sua redução
perispiritual.
O Espíritos Construtores iniciam o processo de magnetização do corpo
perispiritual de Segismundo. Durante esse processo, a medida em que
sua forma perispiritual era reduzida, ele ia perdendo a lucidez e parecia
cada vez menos consciente.
Alexandre deposita Segismundo nos braços daquela que fora, quando
encarnada, a avó materna de Raquel para que ela seja a portadora da
entrega de Segismundo à sua neta.
Ante uma assembleia de espíritos, Alexandre anuncia o momento
sublime de entrega de Segismundo à sua futura mãe, sob o olhar
vigilante de Adelino. O aposento conjugal estava cheio de flores de luz
com o propósito de adornar os caminhos do recomeço de Segismundo.
Após a prece de Adelino e sob os influxos de energias sublimes de
Espíritos superiores, Raquel recebe o espírito de Segismundo dos
braços de sua avó materna.
Adelino se aproxima da esposa e lhe abraça ternamente. Segismundo,
em sua “forma infantil”, ligava-se fortemente à Raquel, tornando-se
alma de sua alma e, logo, seria carne de sua carne.
Naquela noite, após a união genésica de Adelino e Raquel, Alexandre
analisa a corrida dos espermatozoides em direção ao óvulo e, após
verificar as disposições cromossômicas dos milhões de
espermatozoides, Alexandre, com seu potencial magnético, sintoniza
aquele mais apto para a organização do corpo planejado de
Segismundo.
O espermatozoide magnetizado, ao dispor de energia
adicional sobre os demais, chega primeiro ao alvo, rompe
a cutícula e penetra no óvulo, gastando pouco mais de
quatro minutos para alcançar seu núcleo.
https://www.bbc.com/portuguese/geral-45464574
Sob o influxo magnético dos Construtores Espirituais, a forma
reduzida de Segismundo é ajustada ao útero materno, terminando,
assim, a operação inicial de ligação do processo reencarnatório.
A reencarnacao de segismundo
André Luiz e o orientador Alexandre deixam a cidade do Rio e volitam
em direção à colônia espiritual “Nosso Lar”, onde vivem.
Alexandre e André Luiz na colônia espiritual “Nosso Lar”.
A espiritualidade acompanha e protege o desenvolvimento
A reencarnacao de segismundo
CRÉDITOS
Formatação: Marta Gomes P. Miranda
Referências:
http://materialdoestudanteespirita.blogspot.com/2019/04/re
encarnacao-cap13-missionarios-da-luz.html<Acesso em
05/12/2019>.
KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Tradução de Salvador
Gentile. 182ª Ed. Araras – SP: IDE, 2009. Pág. 82 e 83.
XAVIER, Chico. Missionários da Luz. 43ª ed. Brasília: FEB,
2009, pág. 195 à 296. Pelo Espírito André Luiz.
Desenhos: Rodval Matias
Estúdio Cena & Ação – Produção S. E. Mãos Unidas
47
48
A reencarnacao de segismundo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Casamento na visão espirita
Casamento na visão espiritaCasamento na visão espirita
Casamento na visão espirita
Lisete B.
 
Missionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnaçãoMissionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnação
Lar Irmã Zarabatana
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
2.7.5 Idiotismo e loucura
2.7.5   Idiotismo e loucura2.7.5   Idiotismo e loucura
2.7.5 Idiotismo e loucura
Marta Gomes
 
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS  Obreiros do SenhorCapitulo XX - OS  Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
Jean Dias
 
A terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiaçõesA terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiações
Graça Maciel
 
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúdeOs sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Marcel Jefferson Gonçalves
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
Lisete B.
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
Denise Tamaê
 
Família - Uma Visão Espiritual
Família - Uma Visão EspiritualFamília - Uma Visão Espiritual
Família - Uma Visão Espiritual
Ricardo Azevedo
 
02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte
Denise Aguiar
 
Apresentação do Livro Os Mensageiros
Apresentação do Livro Os MensageirosApresentação do Livro Os Mensageiros
Apresentação do Livro Os Mensageiros
Patricia Farias
 
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5hAs colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
home
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
Jerri Almeida
 
02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville
Denise Aguiar
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Izabel Cristina Fonseca
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
Jorge Luiz dos Santos
 

Mais procurados (20)

Honrar pai e mãe
Honrar pai e mãeHonrar pai e mãe
Honrar pai e mãe
 
Casamento na visão espirita
Casamento na visão espiritaCasamento na visão espirita
Casamento na visão espirita
 
Missionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnaçãoMissionários da luz cap 13 reencarnação
Missionários da luz cap 13 reencarnação
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
2.7.5 Idiotismo e loucura
2.7.5   Idiotismo e loucura2.7.5   Idiotismo e loucura
2.7.5 Idiotismo e loucura
 
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS  Obreiros do SenhorCapitulo XX - OS  Obreiros do Senhor
Capitulo XX - OS Obreiros do Senhor
 
A terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiaçõesA terra planeta de provas e expiações
A terra planeta de provas e expiações
 
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúdeOs sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
Os sete chakras no espiritismo e em nossa saúde
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
 
Palestra beneficência
Palestra beneficênciaPalestra beneficência
Palestra beneficência
 
Família - Uma Visão Espiritual
Família - Uma Visão EspiritualFamília - Uma Visão Espiritual
Família - Uma Visão Espiritual
 
02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte02.02 allan kardec 1_parte
02.02 allan kardec 1_parte
 
Apresentação do Livro Os Mensageiros
Apresentação do Livro Os MensageirosApresentação do Livro Os Mensageiros
Apresentação do Livro Os Mensageiros
 
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5hAs colônias espirituais e a codificação 1,5h
As colônias espirituais e a codificação 1,5h
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 
02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville02.01 fenominos parte 1_hydesville
02.01 fenominos parte 1_hydesville
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 

Semelhante a A reencarnacao de segismundo

Fund1Mod06Rot4
Fund1Mod06Rot4Fund1Mod06Rot4
Fund1Mod06Rot4
Guto Ovsky
 
Missionários da Luz
Missionários da LuzMissionários da Luz
Missionários da Luz
Gevluz de Luz
 
Roteiro 4.1 segismundo - planejamento rematerializatório
Roteiro 4.1   segismundo - planejamento  rematerializatórioRoteiro 4.1   segismundo - planejamento  rematerializatório
Roteiro 4.1 segismundo - planejamento rematerializatório
Bruno Cechinel Filho
 
Fase2 aula 09 slides
Fase2 aula 09 slidesFase2 aula 09 slides
Fase2 aula 09 slides
Iara Paiva
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
Alan Diniz Souza
 
No Mundo Maior Cap 10 Dolorosa Perda parte 2 de 2
No Mundo Maior Cap 10  Dolorosa Perda parte 2 de 2No Mundo Maior Cap 10  Dolorosa Perda parte 2 de 2
No Mundo Maior Cap 10 Dolorosa Perda parte 2 de 2
Fernando Pinto
 
Porque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estouPorque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estou
walcamarra
 
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
Lar Irmã Zarabatana
 
Estudando André Luiz 1- Cap 2
Estudando André Luiz 1- Cap 2Estudando André Luiz 1- Cap 2
Estudando André Luiz 1- Cap 2
ThiagoPereiraSantos2
 
EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS - e Livro Voltei (compacto)
EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS  - e Livro Voltei (compacto) EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS  - e Livro Voltei (compacto)
EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS - e Livro Voltei (compacto)
Sergio Luiz , Palestrante Espírita - Professor, Cientista Social e Jornalista
 
LAÇOS ESPIRITUAIS
LAÇOS ESPIRITUAISLAÇOS ESPIRITUAIS
LAÇOS ESPIRITUAIS
Isnande Mota Barros
 

Semelhante a A reencarnacao de segismundo (11)

Fund1Mod06Rot4
Fund1Mod06Rot4Fund1Mod06Rot4
Fund1Mod06Rot4
 
Missionários da Luz
Missionários da LuzMissionários da Luz
Missionários da Luz
 
Roteiro 4.1 segismundo - planejamento rematerializatório
Roteiro 4.1   segismundo - planejamento  rematerializatórioRoteiro 4.1   segismundo - planejamento  rematerializatório
Roteiro 4.1 segismundo - planejamento rematerializatório
 
Fase2 aula 09 slides
Fase2 aula 09 slidesFase2 aula 09 slides
Fase2 aula 09 slides
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
No Mundo Maior Cap 10 Dolorosa Perda parte 2 de 2
No Mundo Maior Cap 10  Dolorosa Perda parte 2 de 2No Mundo Maior Cap 10  Dolorosa Perda parte 2 de 2
No Mundo Maior Cap 10 Dolorosa Perda parte 2 de 2
 
Porque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estouPorque estou na_familia_que_estou
Porque estou na_familia_que_estou
 
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
" Missionários da Luz " - Influenciação cap5
 
Estudando André Luiz 1- Cap 2
Estudando André Luiz 1- Cap 2Estudando André Luiz 1- Cap 2
Estudando André Luiz 1- Cap 2
 
EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS - e Livro Voltei (compacto)
EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS  - e Livro Voltei (compacto) EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS  - e Livro Voltei (compacto)
EM SLIDES CURTOS E OBJETIVOS - e Livro Voltei (compacto)
 
LAÇOS ESPIRITUAIS
LAÇOS ESPIRITUAISLAÇOS ESPIRITUAIS
LAÇOS ESPIRITUAIS
 

Mais de Marta Gomes

Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Marta Gomes
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Capitulo II - Elementos Gerais do Universo.docx
Capitulo II - Elementos Gerais do Universo.docxCapitulo II - Elementos Gerais do Universo.docx
Capitulo II - Elementos Gerais do Universo.docx
Marta Gomes
 
1.2 - Elementos Gerais do Universo.pptx
1.2 - Elementos Gerais do  Universo.pptx1.2 - Elementos Gerais do  Universo.pptx
1.2 - Elementos Gerais do Universo.pptx
Marta Gomes
 
Capitulo I - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
Capitulo I - Deus. Deus e o infinito. PanteísmoCapitulo I - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
Capitulo I - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
Marta Gomes
 
1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
Marta Gomes
 
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docxApresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Marta Gomes
 
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptxApresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Marta Gomes
 
Capítulo II - Penas e Gozos Futuros.docx
Capítulo II - Penas e Gozos Futuros.docxCapítulo II - Penas e Gozos Futuros.docx
Capítulo II - Penas e Gozos Futuros.docx
Marta Gomes
 
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
Marta Gomes
 
4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx
4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx
4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx
Marta Gomes
 
4.2.1 - Vida futura.pptx
4.2.1 - Vida futura.pptx4.2.1 - Vida futura.pptx
4.2.1 - Vida futura.pptx
Marta Gomes
 
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docxCapítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Marta Gomes
 
4.1.3 - Suicídio.pptx
4.1.3 - Suicídio.pptx4.1.3 - Suicídio.pptx
4.1.3 - Suicídio.pptx
Marta Gomes
 
4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx
4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx
4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx
Marta Gomes
 
4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx
4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx
4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx
Marta Gomes
 
Inveja e Ciúme.docx
Inveja e Ciúme.docxInveja e Ciúme.docx
Inveja e Ciúme.docx
Marta Gomes
 
0.5 - Inveja e ciúme.pptx
0.5 - Inveja e ciúme.pptx0.5 - Inveja e ciúme.pptx
0.5 - Inveja e ciúme.pptx
Marta Gomes
 
O Homem de bem.docx
O Homem de bem.docxO Homem de bem.docx
O Homem de bem.docx
Marta Gomes
 
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
Marta Gomes
 

Mais de Marta Gomes (20)

Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Capitulo II - Elementos Gerais do Universo.docx
Capitulo II - Elementos Gerais do Universo.docxCapitulo II - Elementos Gerais do Universo.docx
Capitulo II - Elementos Gerais do Universo.docx
 
1.2 - Elementos Gerais do Universo.pptx
1.2 - Elementos Gerais do  Universo.pptx1.2 - Elementos Gerais do  Universo.pptx
1.2 - Elementos Gerais do Universo.pptx
 
Capitulo I - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
Capitulo I - Deus. Deus e o infinito. PanteísmoCapitulo I - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
Capitulo I - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
 
1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
1.1 - Deus. Deus e o infinito. Panteísmo
 
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docxApresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
Apresentação da doutrina espírita e do Livro dos Espíritos.docx
 
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptxApresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
Apresentação da Doutrina Espírita e do Livro dos Espíritos.pptx
 
Capítulo II - Penas e Gozos Futuros.docx
Capítulo II - Penas e Gozos Futuros.docxCapítulo II - Penas e Gozos Futuros.docx
Capítulo II - Penas e Gozos Futuros.docx
 
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
 
4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx
4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx
4.2.2 - Penas e gozos futuros.pptx
 
4.2.1 - Vida futura.pptx
4.2.1 - Vida futura.pptx4.2.1 - Vida futura.pptx
4.2.1 - Vida futura.pptx
 
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docxCapítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
Capítulo I - Penas e Gozos Terrestres.docx
 
4.1.3 - Suicídio.pptx
4.1.3 - Suicídio.pptx4.1.3 - Suicídio.pptx
4.1.3 - Suicídio.pptx
 
4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx
4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx
4.1.2 - Perda de pessoas amadas.pptx
 
4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx
4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx
4.1.1 - Felicidade e infelicidade relativas.pptx
 
Inveja e Ciúme.docx
Inveja e Ciúme.docxInveja e Ciúme.docx
Inveja e Ciúme.docx
 
0.5 - Inveja e ciúme.pptx
0.5 - Inveja e ciúme.pptx0.5 - Inveja e ciúme.pptx
0.5 - Inveja e ciúme.pptx
 
O Homem de bem.docx
O Homem de bem.docxO Homem de bem.docx
O Homem de bem.docx
 
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
 

Último

controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 

Último (20)

controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 

A reencarnacao de segismundo

  • 1. A REENCARNAÇÃO DE SEGISMUNDO Missionários da Luz – Capítulos 12 e 13
  • 2. PERSONAGENS • ANDRÉ LUIZ (d) – É o Autor Espiritual. Desvenda os segredos da reencarnação revelando a tarefa dos Espíritos missionários encarregados do processo de renascimento. • ALEXANDRE (d) – Instrutor - Espírito de "elevadas funções" no "Nosso Lar". Está presente em todos os capítulos do livro "Missionários da Luz”. Tem profunda sabedoria e bondade. • SEGISMUNDO (d) – Preparando-se para reencarnar (em processo normal) • ADELINO e RAQUEL (e) – Serão pais de Segismundo, que em vida passada, prejudicou-os • HERCULANO (d) – Espírito elevado • JOSINO (d) – Assistente, auxiliar do "Planejamento de Reencarnações" • MANASSÉS (d) – Auxiliar do "Planejamento de Reencarnações" • SILVÉRIO (d) – Acatou a sugestão de trazer um defeito físico na perna, a fim de se defender das tentações, como antídoto à vaidade. Tem possibilidade de viver até 70 anos. • ANACLETA (d) – Auxiliar do "Planejamento de Reencarnações" • JOÃOZINHO (e) – Primeiro filho de Adelino e Raquel
  • 4. André e Alexandre recebem a visita de Herculano (entidade de elevada espiritualidade), pedindo colaboração na preparação de Segismundo, para sua volta ao plano físico, ou seja, a reencarnação. Em uma encarnação anterior Raquel era casada com Adelino. Após uma paixão desvairada, Segismundo assassinou Adelino e Raquel foi parar no prostíbulo. Desencarnaram, cada um por sua vez, sob intensa vibração de ódio e desesperação, padecendo vários anos, em zonas inferiores. Ainda no plano espiritual, o casal prometeu retornar e receber Segismundo como filho. E agora, já adultos, Raquel e Adelino se casaram e já tem um filho (Joãozinho).
  • 6. Centro de Planejamento de Reencarnações Cidade Espiritual “Nosso Lar”
  • 8. Instituto de Planejamento das Reencarnações André Luiz Alexandre Josino
  • 9. Pavilhão de Desenhos Pavilhões de desenho, onde numerosos cooperadores traçavam planos para reencarnações incomuns.
  • 11. Segismundo virá com um problema cardíaco que se manifestará na idade adulta. André Luiz Manassés
  • 13. Silvério irá reencarnar, após 15 anos de atividades de auxílio no plano espiritual, com objetivos de reparar erros passados. Estava um tanto hesitante, com receio de contrair novos débitos, devido ao esquecimento do passado. Acatou a sugestão de trazer um defeito físico na perna, a fim de se defender das tentações, como antídoto à vaidade. Tem possibilidade de viver até 70 anos. http://www.blog.saude.gov.br/index.php/34721-into-debate-a-atencao-domiciliar
  • 14. Anacleta vai reencarnar após 40 anos de trabalho em favor de espíritos familiares que estão em desequilíbrio. Pretende recebe-los como filhos, dois na condição de paralisia, outro com debilidade mental, e uma filha, também com problemas, mas que deverá auxilia-la na velhice do corpo. Repara o erro de outra encarnação, quando permitiu, como mãe, através da falta de disciplina e do excesso de mimo, que seus filhos não conseguissem enfrentar as lutas da vida.
  • 15. Outra entidade que deve reencarnar, pede que haja interferência na formação das glândulas tireoide e paratireoide, a fim de que o corpo não se apresente harmônico fisicamente, uma vez a beleza física poderia dificultar as tarefas que ela devia desempenhar. Imagem: https://www.olimpia24horas.com.br/noticias/iguatemi-rio-preto-campanha-de-conscientizacao-sobre-a-glandula-tireoide/7/5311
  • 16. Úlcera planejada Outro Espírito deve reencarnar com a possibilidade de surgimento de uma úlcera logo que chegue a maioridade. Através deste processo, poderá resgatar um crime cometido há mais de cem anos antes, quando assassinou um homem a facadas. A vítima tornou-se seu obsessor e provocou gradativamente sua desencarnação. Após sofrer no plano espiritual, reergueu-se moralmente e obteve várias intercessões. No entanto, pela lei de ação e reação, o crime ainda permanece em aberto, e a reencarnação dolorosa servirá de pena e reparação.
  • 18. Missionários da Luz – Capítulo 13
  • 20. André Luiz e seu instrutor Alexandre chegam à casa de Adelino e Raquel. Herculano, que trouxe Segismundo, para a aproximação com o casal, esperava-os na entrada da casa.
  • 21. Alexandre, André Luiz e Herculano se aproximam de Segismundo, o qual se encontrava visivelmente abatido. O casal Adelino e Raquel tomava a refeição da tarde com seu filho primogênito.
  • 22. O casal não está bem. Alexandre, André Luiz e Herculano se aproximam da mesa e percebem que Adelino está aflito e de pouca conversa com a esposa. O pensamento envenenado dele destruía a substância da hereditariedade.
  • 23. Alexandre aproxima-se e dá um passe no pequeno Joãozinho para desperta-lhe o interesse sobre a conversa dos pais, para que, com suas perguntas pueris, consiga desfazer o mal-estar, melhorar a atitude de Adelino e o clima de relacionamento do casal.
  • 24. Profundamente, comovido com a atitude interessada do filho e o diálogo amoroso da esposa, Adelino despede-se com uma delicadeza não habitual e promete voltar, à noite, mais cedo para orar juntos ao deitar.
  • 25. Antes de dormir, conforme prometido, o casal segue, com grande atenção, a oração dominical proferida, com emotividade infantil, pelo pequenino João. O clima de preparação para aproximação de Segismundo com Adelino melhora .
  • 26. Adormecidos, Raquel e Adelino abandonam seus corpos físicos. Raquel vai ao encontro de sua avó materna, enquanto Adelino vagueava no quarto angustiado e espantadiço.
  • 27. Adelino apavora-se ao ver Segismundo. Alexandre interfere lançando raios magnéticos tranquilizadores sobre ele e, em seguida, convence Adelino de que Segismundo não lhe deseja mais nenhum mal e que está em busca de seu perdão e acolhimento paternal.
  • 28. Comovido com as explicações de Alexandre, Adelino aceita o pedido de perdão de Segismundo, seu algoz em vida pretérita, dissipando, nesse momento, as pesadas nuvens de ódio que enodoava seu perispírito e escondia sua condição de espírito elevado e nobre.
  • 29. Satisfeitos com o trabalho da noite, Herculano e Alexandre (frente) e André Luiz e Segismundo (atrás) deixam a casa de Adelino e Raquel, para retornar na semana seguinte para iniciar o serviço da reencarnação.
  • 30. André Luiz e Alexandre chegam à casa de Adelino e Raquel na véspera da ligação do espírito Segismundo com a matéria orgânica. Lá encontraram Herculano e Segismundo, em companhia de Espíritos Construtores, que iam cooperar na sua formação fetal.
  • 31. O ambiente familiar continuava cercado de afeição. Alexandre examina os mapas cromossômicos planejados de Adelino, com a assistência de Espíritos Construtores.
  • 32. Ante a iminência da reencarnação, Segismundo torna-se extenuado e abatido. Sentia-se fraco e incapacitado e receava a ideia de novos fracassos no retorno à carne. Com o incentivo dos amigos, ele se sentia mais confortado, principalmente ante a promessa deles de que a colaboração continuaria mesmo após encarnado.
  • 33. Antes de iniciar o processo de reencarnação, Segismundo, de olhar triste e vagueante, aguardava aflito, em uma pequena câmara de repouso, em seu futuro lar, o momento crucial de sua redução perispiritual.
  • 34. O Espíritos Construtores iniciam o processo de magnetização do corpo perispiritual de Segismundo. Durante esse processo, a medida em que sua forma perispiritual era reduzida, ele ia perdendo a lucidez e parecia cada vez menos consciente.
  • 35. Alexandre deposita Segismundo nos braços daquela que fora, quando encarnada, a avó materna de Raquel para que ela seja a portadora da entrega de Segismundo à sua neta.
  • 36. Ante uma assembleia de espíritos, Alexandre anuncia o momento sublime de entrega de Segismundo à sua futura mãe, sob o olhar vigilante de Adelino. O aposento conjugal estava cheio de flores de luz com o propósito de adornar os caminhos do recomeço de Segismundo.
  • 37. Após a prece de Adelino e sob os influxos de energias sublimes de Espíritos superiores, Raquel recebe o espírito de Segismundo dos braços de sua avó materna.
  • 38. Adelino se aproxima da esposa e lhe abraça ternamente. Segismundo, em sua “forma infantil”, ligava-se fortemente à Raquel, tornando-se alma de sua alma e, logo, seria carne de sua carne.
  • 39. Naquela noite, após a união genésica de Adelino e Raquel, Alexandre analisa a corrida dos espermatozoides em direção ao óvulo e, após verificar as disposições cromossômicas dos milhões de espermatozoides, Alexandre, com seu potencial magnético, sintoniza aquele mais apto para a organização do corpo planejado de Segismundo.
  • 40. O espermatozoide magnetizado, ao dispor de energia adicional sobre os demais, chega primeiro ao alvo, rompe a cutícula e penetra no óvulo, gastando pouco mais de quatro minutos para alcançar seu núcleo. https://www.bbc.com/portuguese/geral-45464574
  • 41. Sob o influxo magnético dos Construtores Espirituais, a forma reduzida de Segismundo é ajustada ao útero materno, terminando, assim, a operação inicial de ligação do processo reencarnatório.
  • 43. André Luiz e o orientador Alexandre deixam a cidade do Rio e volitam em direção à colônia espiritual “Nosso Lar”, onde vivem.
  • 44. Alexandre e André Luiz na colônia espiritual “Nosso Lar”.
  • 45. A espiritualidade acompanha e protege o desenvolvimento
  • 47. CRÉDITOS Formatação: Marta Gomes P. Miranda Referências: http://materialdoestudanteespirita.blogspot.com/2019/04/re encarnacao-cap13-missionarios-da-luz.html<Acesso em 05/12/2019>. KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Tradução de Salvador Gentile. 182ª Ed. Araras – SP: IDE, 2009. Pág. 82 e 83. XAVIER, Chico. Missionários da Luz. 43ª ed. Brasília: FEB, 2009, pág. 195 à 296. Pelo Espírito André Luiz. Desenhos: Rodval Matias Estúdio Cena & Ação – Produção S. E. Mãos Unidas 47
  • 48. 48