SlideShare uma empresa Scribd logo
Nome: João Paulo Moraes Da Silva Nº11
Nome:Gabriel Dos Santos Nº 4
A moreninha e iracema  joao paulo e gabriel
A Moreninha
 Tudo começa quando Augusto, Leopoldo e Fabrício são
convidados por Filipe para passar o feriado de Sant’Ana
na casa de sua avó. Antes de partirem Filipe havia feito
uma aposta com Augusto: se este voltasse da Ilha sem
ter se apaixonado verdadeiramente por uma das
meninas, Filipe escreveria um romance por ter perdido
a aposta. Caso se apaixonasse, Augusto é quem deveria
escrevê-lo.
 Depois de um tempo distantes, Augusto volta a Ilha
para se declarar a Carolina. Mas ela o repreende por
estar quebrando a promessa feita a uma garotinha há
anos atrás. Fim de semana termina e os jovens
retornam para os estudos, mas Augusto se vê com
saudades de Carolina e retorna a Ilha para encontra-la.
O pai de Augusto, achando que isso estava
atrapalhando seus estudos, proíbe o filho de visitar
Carolina O mistério é desfeito, e, para pagar a aposta,
Augusto escreve o livro A Moreninha. .
Personagens
 Filipe: estudante de medicina, amigo de Augusto. Faz o convite aos colegas para passarem o feriado
na casa de sua avó.
 - Leopoldo: o mais animado dos amigos de Augusto, também estudante de medicina.
 - Fabrício: é prático e um tanto mesquinho quando se trata de relacionamentos. Pede ajuda a Augusto
para livrar-se de Joaquina.
 - Augusto: é volúvel e inconstante nos relacionamentos amorosos. Apaixona-se facilmente, mas dura
pouco, por isso afirma nunca ter amado. Apesar da inconstância, é romântico. Pois não engana as
moças, apenas é volúvel.
 - Joana: prima de Filipe. Tem dezessete anos, cabelos e olhos negros, é pálida.
 - Joaquina: prima de Filipe. Tem dezesseis anos, é loura de olhos azuis e tem faces cor-de-rosa.
 - D. Ana: avó de Filipe. Dona da casa na ilha, senhora amável de sessenta anos que nutre um carinho
especial pela neta (a Moreninha) que criou após ter ficado órfã.
 - Moreninha: irmã de Filipe. Menina de quatorze anos, travessa, engraçada e impertinente.
 - D. Volante: uma senhora amiga de D. Ana. Era inconveniente e chateou Augusto com lamentações e
assuntos de doenças.
Contexto
 Sobre o autor
Joaquim Manoel de Macedo é um médico que nunca
exerceu a profissão, pois dedicou sua vida à literatura.
Tornou-se o autor mais lido no Brasil de sua época, sua
obra representava a classe média carioca que habitava
a corte em meados do século XIX.
O Livro
 O romance A Moreninha é considerado o primeiro
romance romântico brasileiro. Apresenta uma
linguagem simples, um enredo que prende o leitor com
algum suspense e um final feliz típico dessa fase do
movimento do Romantismo. A obra remonta o cenário
da alta sociedade carioca em meados do século XIX.
Joaquim Manuel de Macedo ganhou notoriedade na
corte carioca, pois a obra caiu no gosto do público.
Fotos
A moreninha e iracema  joao paulo e gabriel
Iracema
 O primeiro encontro dos dois se dá quando Iracema
está repousando em sua sesta quando é assustada por
um guerreiro estranho. Eles vão juntos até a tribo de
Iracema, chamada de tabajara. Martim é recebido pelo
Pajé e, como de costume, belas mulheres são levadas
até ele por Iracema Martim aceita. Começa nesse
momento uma troca de amor mútuo. À noite,
passeiam pelo bosque e ficam muito próximos. Um
guerreiro tabajara avista a proximidade dos dois
 Voltando para a cabana, Martim avisa que irá partir e
de presente leva consigo uma rede dada por Iracema.
Antes da partida, Iracema dá um beijo em Martim.
Porém, ela sabe que não pode se envolver com ele,
senão morrerá. Seu sentimento fica dividido entre a
loira dos castos afetos, que deixou em sua tribo, e
virgem morena dos ardentes amores. Acontece, então,
a primeira noite dos dois. s dois vivem felizes em sua
cabana. Até um dia que Iracema descobre que está
grávida. Martim precisa ir defender sua tribo junto
com o Poti
PERSONAGENS
 Martim: representa a cultura colonizadora. Herói, participa de várias
lutas em defesa do seu povo. Fica dividido entre a sua cultura e a de
Iracema.
Iracema: caracterizada no livro com a famosa frase “índia dos lábios de
mel”, é admirada pela sua beleza. Carrega consigo a castidade, já que é
sua obrigação da cultura diante dos deuses. Heroína rápida, como uma
flecha. Após sua união com Martim, torna-se submissa a ele.
Araquém: pai de Iracema. Pajé, recebe Martim em sua cabana e o
protege.
Poti: amigo fiel de Martim, está sempre com ele nas lutas.
Caubi: irmão de Iracema.
Moacir: filho de Iracema e Martim
Fotos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide a moreninha
Slide   a moreninhaSlide   a moreninha
Slide a moreninha
Bernadete Carrijo Oliveira
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
Laguat
 
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel MacedoAnálise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Marcely Duany Correa de Brito
 
A moreninha - análise
A moreninha - análiseA moreninha - análise
A moreninha - análise
jasonrplima
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
Sarah Delgado
 
Amoreninha
AmoreninhaAmoreninha
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - BiografiaJoaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
Tiago Toledo Jr.
 
A moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabelaA moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabela
teresakashino
 
Slide
SlideSlide
Slide
Maria Ione
 
Inocência-Visconde de Taunay
Inocência-Visconde de TaunayInocência-Visconde de Taunay
Inocência-Visconde de Taunay
Ragloferreira
 
Projeto leitura (3)
Projeto leitura (3)Projeto leitura (3)
Projeto leitura (3)
Silvia Fernandes
 
A moreninha-joaquim-manuel-de-macedo
A moreninha-joaquim-manuel-de-macedoA moreninha-joaquim-manuel-de-macedo
A moreninha-joaquim-manuel-de-macedo
Isabel Bacelar Barbosa
 
Enquanto Deus não está olhando
Enquanto Deus não está olhandoEnquanto Deus não está olhando
Enquanto Deus não está olhando
Ana Batista
 
Inocência - Visconde de Taunay
Inocência - Visconde de Taunay Inocência - Visconde de Taunay
Inocência - Visconde de Taunay
Victor Said
 
21 de fevereiro
21 de fevereiro21 de fevereiro
21 de fevereiro
Sandra Alves
 
Resumos obras - Romantismo
Resumos obras - RomantismoResumos obras - Romantismo
Resumos obras - Romantismo
Andriane Cursino
 
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análiseO quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
jasonrplima
 
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
Marcos Marcelino
 
Rachel de Queiroz - O Quinze
Rachel de Queiroz - O QuinzeRachel de Queiroz - O Quinze
Rachel de Queiroz - O Quinze
Thaynã Guedes
 
Coração, cabeça e estômago análise
Coração, cabeça e estômago   análiseCoração, cabeça e estômago   análise
Coração, cabeça e estômago análise
rafabebum
 

Mais procurados (20)

Slide a moreninha
Slide   a moreninhaSlide   a moreninha
Slide a moreninha
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
 
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel MacedoAnálise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
 
A moreninha - análise
A moreninha - análiseA moreninha - análise
A moreninha - análise
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
 
Amoreninha
AmoreninhaAmoreninha
Amoreninha
 
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - BiografiaJoaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
 
A moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabelaA moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabela
 
Slide
SlideSlide
Slide
 
Inocência-Visconde de Taunay
Inocência-Visconde de TaunayInocência-Visconde de Taunay
Inocência-Visconde de Taunay
 
Projeto leitura (3)
Projeto leitura (3)Projeto leitura (3)
Projeto leitura (3)
 
A moreninha-joaquim-manuel-de-macedo
A moreninha-joaquim-manuel-de-macedoA moreninha-joaquim-manuel-de-macedo
A moreninha-joaquim-manuel-de-macedo
 
Enquanto Deus não está olhando
Enquanto Deus não está olhandoEnquanto Deus não está olhando
Enquanto Deus não está olhando
 
Inocência - Visconde de Taunay
Inocência - Visconde de Taunay Inocência - Visconde de Taunay
Inocência - Visconde de Taunay
 
21 de fevereiro
21 de fevereiro21 de fevereiro
21 de fevereiro
 
Resumos obras - Romantismo
Resumos obras - RomantismoResumos obras - Romantismo
Resumos obras - Romantismo
 
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análiseO quinze, de Rachel de Queiroz - análise
O quinze, de Rachel de Queiroz - análise
 
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
O Quinze - Rachel de Queiroz - Seminário
 
Rachel de Queiroz - O Quinze
Rachel de Queiroz - O QuinzeRachel de Queiroz - O Quinze
Rachel de Queiroz - O Quinze
 
Coração, cabeça e estômago análise
Coração, cabeça e estômago   análiseCoração, cabeça e estômago   análise
Coração, cabeça e estômago análise
 

Destaque

Classicismo.pptx janaina
Classicismo.pptx janainaClassicismo.pptx janaina
Classicismo.pptx janaina
teresakashino
 
Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013
Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013
Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
fatimavy
 
Iracema
IracemaIracema
Iracema
rafabebum
 
Plano pedagógico - Iracema para todos
Plano pedagógico - Iracema para todosPlano pedagógico - Iracema para todos
Plano pedagógico - Iracema para todos
Roberio17Cosme
 
Iracema - José de Alencar
Iracema - José de AlencarIracema - José de Alencar
Iracema - José de Alencar
Adilson P Motta Motta
 
IRACEMA
IRACEMAIRACEMA
Iracema
IracemaIracema
Iracema
Joemille Leal
 
Iracema
IracemaIracema
Iracema
Seduc/AM
 
Livro Iracema Jose de alencar
Livro Iracema Jose de alencarLivro Iracema Jose de alencar
Livro Iracema Jose de alencar
thaahmendesbq
 
Lepra lucas israel 8 b
Lepra lucas israel 8 bLepra lucas israel 8 b
Lepra lucas israel 8 b
teresakashino
 
L epra 8b michael
L epra 8b michaelL epra 8b michael
L epra 8b michael
teresakashino
 
Dafne 8 a hanseníase
Dafne 8 a hanseníaseDafne 8 a hanseníase
Dafne 8 a hanseníase
teresakashino
 
Trabalho de português.pptx dom casmurro
Trabalho de português.pptx dom casmurroTrabalho de português.pptx dom casmurro
Trabalho de português.pptx dom casmurro
teresakashino
 
Lepra lucas henrique 8 b
Lepra lucas henrique 8 bLepra lucas henrique 8 b
Lepra lucas henrique 8 b
teresakashino
 
áLvares de azevedo 1 guilherme e rafaela
áLvares de azevedo 1 guilherme e rafaelaáLvares de azevedo 1 guilherme e rafaela
áLvares de azevedo 1 guilherme e rafaela
teresakashino
 
Lira dos vinte anos jessica 2ºb
Lira dos vinte anos jessica 2ºbLira dos vinte anos jessica 2ºb
Lira dos vinte anos jessica 2ºb
teresakashino
 
Trabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubas
Trabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubasTrabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubas
Trabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubas
teresakashino
 
Projeto leitura para o vestibular janaina 1º a
Projeto leitura para o vestibular  janaina 1º aProjeto leitura para o vestibular  janaina 1º a
Projeto leitura para o vestibular janaina 1º a
teresakashino
 
Lepra 8 a mateus
Lepra 8 a mateusLepra 8 a mateus
Lepra 8 a mateus
teresakashino
 

Destaque (20)

Classicismo.pptx janaina
Classicismo.pptx janainaClassicismo.pptx janaina
Classicismo.pptx janaina
 
Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013
Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013
Memórias de um Sargento de Milícias - 3ª A - 2013
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
 
Iracema
IracemaIracema
Iracema
 
Plano pedagógico - Iracema para todos
Plano pedagógico - Iracema para todosPlano pedagógico - Iracema para todos
Plano pedagógico - Iracema para todos
 
Iracema - José de Alencar
Iracema - José de AlencarIracema - José de Alencar
Iracema - José de Alencar
 
IRACEMA
IRACEMAIRACEMA
IRACEMA
 
Iracema
IracemaIracema
Iracema
 
Iracema
IracemaIracema
Iracema
 
Livro Iracema Jose de alencar
Livro Iracema Jose de alencarLivro Iracema Jose de alencar
Livro Iracema Jose de alencar
 
Lepra lucas israel 8 b
Lepra lucas israel 8 bLepra lucas israel 8 b
Lepra lucas israel 8 b
 
L epra 8b michael
L epra 8b michaelL epra 8b michael
L epra 8b michael
 
Dafne 8 a hanseníase
Dafne 8 a hanseníaseDafne 8 a hanseníase
Dafne 8 a hanseníase
 
Trabalho de português.pptx dom casmurro
Trabalho de português.pptx dom casmurroTrabalho de português.pptx dom casmurro
Trabalho de português.pptx dom casmurro
 
Lepra lucas henrique 8 b
Lepra lucas henrique 8 bLepra lucas henrique 8 b
Lepra lucas henrique 8 b
 
áLvares de azevedo 1 guilherme e rafaela
áLvares de azevedo 1 guilherme e rafaelaáLvares de azevedo 1 guilherme e rafaela
áLvares de azevedo 1 guilherme e rafaela
 
Lira dos vinte anos jessica 2ºb
Lira dos vinte anos jessica 2ºbLira dos vinte anos jessica 2ºb
Lira dos vinte anos jessica 2ºb
 
Trabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubas
Trabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubasTrabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubas
Trabalho de português (1).pptx memórias póstumas de brás cubas
 
Projeto leitura para o vestibular janaina 1º a
Projeto leitura para o vestibular  janaina 1º aProjeto leitura para o vestibular  janaina 1º a
Projeto leitura para o vestibular janaina 1º a
 
Lepra 8 a mateus
Lepra 8 a mateusLepra 8 a mateus
Lepra 8 a mateus
 

Semelhante a A moreninha e iracema joao paulo e gabriel

A Moreninha.docx
A Moreninha.docxA Moreninha.docx
A Moreninha.docx
2014fernanda
 
A Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptx
A Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptxA Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptx
A Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptx
Emma406338
 
Enredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa românticaEnredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa romântica
Seduc/AM
 
Romantismo romancistas
Romantismo romancistasRomantismo romancistas
Amoreninha1.ppt
Amoreninha1.pptAmoreninha1.ppt
Amoreninha1.ppt
MateusLima171175
 
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de MacedoA moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
AnielleFabrcia
 
Os maias analise global
Os maias   analise globalOs maias   analise global
Os maias analise global
Ana Ferreira
 
resumo dos trabalhos de jose de alencar
resumo dos trabalhos de jose de alencar resumo dos trabalhos de jose de alencar
resumo dos trabalhos de jose de alencar
biahb
 
Livros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileiraLivros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileira
Gabriel Martins
 
.
..
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
Mensagens Virtuais
 

Semelhante a A moreninha e iracema joao paulo e gabriel (20)

A Moreninha.docx
A Moreninha.docxA Moreninha.docx
A Moreninha.docx
 
A Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptx
A Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptxA Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptx
A Moreninhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.pptx
 
Enredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa românticaEnredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa romântica
 
Romantismo romancistas
Romantismo romancistasRomantismo romancistas
Romantismo romancistas
 
Amoreninha1.ppt
Amoreninha1.pptAmoreninha1.ppt
Amoreninha1.ppt
 
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de MacedoA moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
 
Os maias analise global
Os maias   analise globalOs maias   analise global
Os maias analise global
 
resumo dos trabalhos de jose de alencar
resumo dos trabalhos de jose de alencar resumo dos trabalhos de jose de alencar
resumo dos trabalhos de jose de alencar
 
Livros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileiraLivros da literatura brasileira
Livros da literatura brasileira
 
.
..
.
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 
Historia de butterfly
Historia de butterflyHistoria de butterfly
Historia de butterfly
 

Mais de teresakashino

Vanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismoVanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismo
teresakashino
 
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos  julia, heloisa, letíciaLira dos vinte anos  julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
teresakashino
 
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letíciaNavio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
teresakashino
 
Auto da barca do inferno (3)joseff, jonatan
Auto da barca do inferno (3)joseff, jonatanAuto da barca do inferno (3)joseff, jonatan
Auto da barca do inferno (3)joseff, jonatan
teresakashino
 
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos  andré,douglas, luis augustoLira dos vinte anos  andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
teresakashino
 
Zika virus analisse moraes
Zika virus  analisse moraesZika virus  analisse moraes
Zika virus analisse moraes
teresakashino
 
Canção do exílio (6)hudson e mariana
Canção do exílio (6)hudson e marianaCanção do exílio (6)hudson e mariana
Canção do exílio (6)hudson e mariana
teresakashino
 
Viagens na minha terra (5)edyane e ludmila
Viagens na minha terra (5)edyane e ludmilaViagens na minha terra (5)edyane e ludmila
Viagens na minha terra (5)edyane e ludmila
teresakashino
 
Canção do exílio (3)edyane e ludmila
Canção do exílio (3)edyane e ludmilaCanção do exílio (3)edyane e ludmila
Canção do exílio (3)edyane e ludmila
teresakashino
 
Memórias postumas joao e gabriel 2 (2)
Memórias postumas joao  e gabriel 2 (2)Memórias postumas joao  e gabriel 2 (2)
Memórias postumas joao e gabriel 2 (2)
teresakashino
 
Dom casmurro -hugo
Dom casmurro -hugoDom casmurro -hugo
Dom casmurro -hugo
teresakashino
 
Memórias póstumas de brás cubas (1)hugo
Memórias póstumas de brás cubas (1)hugoMemórias póstumas de brás cubas (1)hugo
Memórias póstumas de brás cubas (1)hugo
teresakashino
 
Apresentação3 guilherme e rafaela
Apresentação3 guilherme e rafaelaApresentação3 guilherme e rafaela
Apresentação3 guilherme e rafaela
teresakashino
 
Lucas manoel e ian o cortiço
Lucas manoel e ian  o cortiçoLucas manoel e ian  o cortiço
Lucas manoel e ian o cortiço
teresakashino
 
senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda
  senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda  senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda
senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda
teresakashino
 
Amor de perdição pedro
Amor de perdição pedroAmor de perdição pedro
Amor de perdição pedro
teresakashino
 
Amor de perdição camilo castelo branco
Amor de perdição  camilo castelo brancoAmor de perdição  camilo castelo branco
Amor de perdição camilo castelo branco
teresakashino
 
Sobre padre antônio vieira paulo e marcos 1º a
Sobre padre antônio vieira  paulo e marcos 1º aSobre padre antônio vieira  paulo e marcos 1º a
Sobre padre antônio vieira paulo e marcos 1º a
teresakashino
 
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo- Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
teresakashino
 
Apresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiço
Apresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiçoApresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiço
Apresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiço
teresakashino
 

Mais de teresakashino (20)

Vanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismoVanguardas do modernismo
Vanguardas do modernismo
 
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos  julia, heloisa, letíciaLira dos vinte anos  julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
 
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letíciaNavio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
 
Auto da barca do inferno (3)joseff, jonatan
Auto da barca do inferno (3)joseff, jonatanAuto da barca do inferno (3)joseff, jonatan
Auto da barca do inferno (3)joseff, jonatan
 
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos  andré,douglas, luis augustoLira dos vinte anos  andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
 
Zika virus analisse moraes
Zika virus  analisse moraesZika virus  analisse moraes
Zika virus analisse moraes
 
Canção do exílio (6)hudson e mariana
Canção do exílio (6)hudson e marianaCanção do exílio (6)hudson e mariana
Canção do exílio (6)hudson e mariana
 
Viagens na minha terra (5)edyane e ludmila
Viagens na minha terra (5)edyane e ludmilaViagens na minha terra (5)edyane e ludmila
Viagens na minha terra (5)edyane e ludmila
 
Canção do exílio (3)edyane e ludmila
Canção do exílio (3)edyane e ludmilaCanção do exílio (3)edyane e ludmila
Canção do exílio (3)edyane e ludmila
 
Memórias postumas joao e gabriel 2 (2)
Memórias postumas joao  e gabriel 2 (2)Memórias postumas joao  e gabriel 2 (2)
Memórias postumas joao e gabriel 2 (2)
 
Dom casmurro -hugo
Dom casmurro -hugoDom casmurro -hugo
Dom casmurro -hugo
 
Memórias póstumas de brás cubas (1)hugo
Memórias póstumas de brás cubas (1)hugoMemórias póstumas de brás cubas (1)hugo
Memórias póstumas de brás cubas (1)hugo
 
Apresentação3 guilherme e rafaela
Apresentação3 guilherme e rafaelaApresentação3 guilherme e rafaela
Apresentação3 guilherme e rafaela
 
Lucas manoel e ian o cortiço
Lucas manoel e ian  o cortiçoLucas manoel e ian  o cortiço
Lucas manoel e ian o cortiço
 
senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda
  senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda  senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda
senhora e o cortiço- Júlia e Maria Eduarda
 
Amor de perdição pedro
Amor de perdição pedroAmor de perdição pedro
Amor de perdição pedro
 
Amor de perdição camilo castelo branco
Amor de perdição  camilo castelo brancoAmor de perdição  camilo castelo branco
Amor de perdição camilo castelo branco
 
Sobre padre antônio vieira paulo e marcos 1º a
Sobre padre antônio vieira  paulo e marcos 1º aSobre padre antônio vieira  paulo e marcos 1º a
Sobre padre antônio vieira paulo e marcos 1º a
 
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo- Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
 
Apresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiço
Apresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiçoApresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiço
Apresentação1 (4)giovanna e laura. senhora e O cortiço
 

Último

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 

A moreninha e iracema joao paulo e gabriel

  • 1. Nome: João Paulo Moraes Da Silva Nº11 Nome:Gabriel Dos Santos Nº 4
  • 3. A Moreninha  Tudo começa quando Augusto, Leopoldo e Fabrício são convidados por Filipe para passar o feriado de Sant’Ana na casa de sua avó. Antes de partirem Filipe havia feito uma aposta com Augusto: se este voltasse da Ilha sem ter se apaixonado verdadeiramente por uma das meninas, Filipe escreveria um romance por ter perdido a aposta. Caso se apaixonasse, Augusto é quem deveria escrevê-lo.
  • 4.  Depois de um tempo distantes, Augusto volta a Ilha para se declarar a Carolina. Mas ela o repreende por estar quebrando a promessa feita a uma garotinha há anos atrás. Fim de semana termina e os jovens retornam para os estudos, mas Augusto se vê com saudades de Carolina e retorna a Ilha para encontra-la. O pai de Augusto, achando que isso estava atrapalhando seus estudos, proíbe o filho de visitar Carolina O mistério é desfeito, e, para pagar a aposta, Augusto escreve o livro A Moreninha. .
  • 5. Personagens  Filipe: estudante de medicina, amigo de Augusto. Faz o convite aos colegas para passarem o feriado na casa de sua avó.  - Leopoldo: o mais animado dos amigos de Augusto, também estudante de medicina.  - Fabrício: é prático e um tanto mesquinho quando se trata de relacionamentos. Pede ajuda a Augusto para livrar-se de Joaquina.  - Augusto: é volúvel e inconstante nos relacionamentos amorosos. Apaixona-se facilmente, mas dura pouco, por isso afirma nunca ter amado. Apesar da inconstância, é romântico. Pois não engana as moças, apenas é volúvel.  - Joana: prima de Filipe. Tem dezessete anos, cabelos e olhos negros, é pálida.  - Joaquina: prima de Filipe. Tem dezesseis anos, é loura de olhos azuis e tem faces cor-de-rosa.  - D. Ana: avó de Filipe. Dona da casa na ilha, senhora amável de sessenta anos que nutre um carinho especial pela neta (a Moreninha) que criou após ter ficado órfã.  - Moreninha: irmã de Filipe. Menina de quatorze anos, travessa, engraçada e impertinente.  - D. Volante: uma senhora amiga de D. Ana. Era inconveniente e chateou Augusto com lamentações e assuntos de doenças.
  • 6. Contexto  Sobre o autor Joaquim Manoel de Macedo é um médico que nunca exerceu a profissão, pois dedicou sua vida à literatura. Tornou-se o autor mais lido no Brasil de sua época, sua obra representava a classe média carioca que habitava a corte em meados do século XIX.
  • 7. O Livro  O romance A Moreninha é considerado o primeiro romance romântico brasileiro. Apresenta uma linguagem simples, um enredo que prende o leitor com algum suspense e um final feliz típico dessa fase do movimento do Romantismo. A obra remonta o cenário da alta sociedade carioca em meados do século XIX. Joaquim Manuel de Macedo ganhou notoriedade na corte carioca, pois a obra caiu no gosto do público.
  • 10. Iracema  O primeiro encontro dos dois se dá quando Iracema está repousando em sua sesta quando é assustada por um guerreiro estranho. Eles vão juntos até a tribo de Iracema, chamada de tabajara. Martim é recebido pelo Pajé e, como de costume, belas mulheres são levadas até ele por Iracema Martim aceita. Começa nesse momento uma troca de amor mútuo. À noite, passeiam pelo bosque e ficam muito próximos. Um guerreiro tabajara avista a proximidade dos dois
  • 11.  Voltando para a cabana, Martim avisa que irá partir e de presente leva consigo uma rede dada por Iracema. Antes da partida, Iracema dá um beijo em Martim. Porém, ela sabe que não pode se envolver com ele, senão morrerá. Seu sentimento fica dividido entre a loira dos castos afetos, que deixou em sua tribo, e virgem morena dos ardentes amores. Acontece, então, a primeira noite dos dois. s dois vivem felizes em sua cabana. Até um dia que Iracema descobre que está grávida. Martim precisa ir defender sua tribo junto com o Poti
  • 12. PERSONAGENS  Martim: representa a cultura colonizadora. Herói, participa de várias lutas em defesa do seu povo. Fica dividido entre a sua cultura e a de Iracema. Iracema: caracterizada no livro com a famosa frase “índia dos lábios de mel”, é admirada pela sua beleza. Carrega consigo a castidade, já que é sua obrigação da cultura diante dos deuses. Heroína rápida, como uma flecha. Após sua união com Martim, torna-se submissa a ele. Araquém: pai de Iracema. Pajé, recebe Martim em sua cabana e o protege. Poti: amigo fiel de Martim, está sempre com ele nas lutas. Caubi: irmão de Iracema. Moacir: filho de Iracema e Martim
  • 13. Fotos