SlideShare uma empresa Scribd logo
A Moreninha
Manoel de almeida
Equipe:
● Mateus lima
● Mikeias sales
● Eduarda silva
● Lázaro silva
Foi jornalista,
professor, romancista,
poeta, teatrólogo e
memorialista; Foi
professor de História e
Geografia do Brasil no
Colégio Pedro II;
Era muito ligado à
Família Imperial, tendo
sido professor dos
filhos da
Princesa Isabel.
Joaquim Manuel
de Macedo:
Nasceu no Rio de Janeiro em 1820;
1844 formou-se em Medicina no Rio de Janeiro,
e no mesmo ano estreou na literatura, com a publicação
daquele que viria a ser seu
romance mais conhecido, A MORENINHA, a qual lhe deu
fama instantânea e constituiu uma pequena revolução
literária, inaugurando
a voga do romance nacional.
Enredo
Quatro estudantes de Medicina, da cidade do RJ, do fim da primeira metade do séc.
XIX, Filipe, Augusto, Fabrício e Leopoldo vão passar o dia de Sant’Anna na casa da avó
de Filipe D. Ana, na Ilha de Paquetá; Na casa de D. Ana, também estariam duas primas
e a irmã de Filipe, Carolina, mais conhecida como “Moreninha”;
Augusto é tido pelos amigos como namorador incorrigível; ele garante aos amigos ser
incapaz de amar uma mulher por mais de três dias; os amigos fazem uma aposta: se a
partir daquele final de semana Augusto se envolver sentimentalmente com uma
mulher por no mínimo 15 dias, deverá escrever um romance, no qual contará a história
de seu primeiro amor duradouro;
Ao chegar a Ilha Augusto começa a se envolver com Carolina, porém, ele se sente
perturbado e acaba por confessar a Dona Ana, avó de Carolina, que enquanto criança
teria se apaixonado por uma garota que sem se identificar desapareceu da sua vida,
então jurou não se apaixonar por mais ninguém durante toda vida.
Porém, ao conhecer a moreninha, ele foi dominado por um sentimento
altamente contagiante que superava o vivido em seu passado e que ele não
conseguia controlar; Carolina revela a Augusto que ela era a garota por quem ele
teria se apaixonado no passado.
Os dois terminam felizes e Augusto acaba por pagar a aposta escrevendo o romance
de sua vida, sob o título de A Moreninha.
Características
● Possui espírito romântico (final feliz);
● Nostalgia medievalista (indianismo);
● Idealismo;
● Culto à natureza;
● Cristianismo(Festa de San’t Ana);
● Sentimentalismo;
● Liberdade criadora;
● Narrada em 3ª pessoa.
Publicada originalmente sob a forma de FOLHETIM,
a obra é considerada o primeiro romance da Literatura
brasileira.
Alcançou de imediato grande
popularidade junto aos leitores.
Personagens
D. Carolina
É muito jovem , tinha apenas 14 anos , "moreninha" e
também travessa, inteligente, astuta e persistente na
obtenção de seus intentos.
Carolina encarna a jovem índia Ahy, que espera
incansavelmente por seu amado Aoitin –uma antiga
história da ilha que D. Ana conta a Augusto.
No final ela revela para Augusto que era a menina para
quem lhe prometera casamento.
Augusto
Resume um certo tipo de estudante de medicina, alegre,
jovial, inteligente e namorador.
Dotado de sólidos princípios morais, fez no início
daadolescência um juramento amoroso que retardará a
concretização de seu amor por Carolina.
Esse impedimento de ordem moral permitirá o
desenvolvimento de várias ações até que, ao final da
história, Carolina revelará ser ela mesma a menina a quem
o jovem Augusto jurara amor eterno.
Cenario
Toda a ação de A Moreninha concentra-se basicamente na
paradisíaca Ilha onde vivem D. Ana e sua neta Carolina. O
início e o fim do romance incluem cenas que se passam na
cidade onde moram Augusto e seus amigos.
Tempo
A narrativa e a ação dos personagens se dão em tempo linear,
trinta dias.
Os eventos narrados desenrolam-se durante os trinta dias
pelos quais a aposta era válida. A aposta foi feita em 20 de
julho de 1844 uma segunda-feira, e termina no dia do pedido
de casamento, 20 de agosto do mesmo ano.
Existe um recuo ao passado (flashback).
Quando a história se inicia, Augusto está no quinto ano de
Medicina e conquistara, entre os amigos, a fama de incerta.
Nos capítulos, o autor conta-nos a origem da instabilidade
amorosa do herói. Tudo começara há oito anos, quando
Augusto contava 13, e Carolina 7 anos de idade.
Carolina tem um lastro poético indianista
refletindo a preocupação fundamental da
literatura de época em criar e valorizar
elementos culturais da jovem nação brasileira.
O herói supera todos os problemas para
conseguir, ao final, concretizar
seu grande amor.
Nesse caso, tal esquema é acrescido de um
recurso literário relativamente incomum para a
época:
O uso da METALINGUAGEM.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Amoreninha1.ppt

Clarice lispector
Clarice lispector Clarice lispector
Clarice lispector
Luciano Ferraz
 
140287591-Luis-Gama-Slide.pptx
140287591-Luis-Gama-Slide.pptx140287591-Luis-Gama-Slide.pptx
140287591-Luis-Gama-Slide.pptx
ItaloCosta27
 
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel MacedoAnálise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Marcely Duany Correa de Brito
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
Sarah Delgado
 
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - BiografiaJoaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
Tiago Toledo Jr.
 
A moreninha (14)hugo
A moreninha (14)hugoA moreninha (14)hugo
A moreninha (14)hugo
teresakashino
 
Joaquim Manuel de Macedo
Joaquim Manuel de Macedo Joaquim Manuel de Macedo
Joaquim Manuel de Macedo
Renata Araujo
 
Clarice lispector 3 a
Clarice lispector 3 aClarice lispector 3 a
Clarice lispector 3 a
cvp
 
Clarice lispector 3 A
Clarice lispector 3 AClarice lispector 3 A
Clarice lispector 3 A
cvp
 
Resumos obras - Romantismo
Resumos obras - RomantismoResumos obras - Romantismo
Resumos obras - Romantismo
Andriane Cursino
 
A moreninha (6)jéssica diogo
A moreninha (6)jéssica diogoA moreninha (6)jéssica diogo
A moreninha (6)jéssica diogo
teresakashino
 
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de MacedoA moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
AnielleFabrcia
 
Especial Clarice Lispector
Especial Clarice LispectorEspecial Clarice Lispector
Especial Clarice Lispector
Ana Batista
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Lurdes Augusto
 
Clarice Lispector - A hora da estrela
Clarice Lispector  -    A  hora da estrelaClarice Lispector  -    A  hora da estrela
Clarice Lispector - A hora da estrela
Marcia Facelli
 
Análise literária - Clarice Lispector
Análise literária - Clarice LispectorAnálise literária - Clarice Lispector
Análise literária - Clarice Lispector
Regina Gabriela
 
Clarice lispector- A hora da Estrela
Clarice lispector- A hora da EstrelaClarice lispector- A hora da Estrela
Clarice lispector- A hora da Estrela
Giuliane Alves Berchele
 
Enredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa românticaEnredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa romântica
Seduc/AM
 
A moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabelaA moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabela
teresakashino
 
A Moreninha
A MoreninhaA Moreninha
A Moreninha
Alunos 210
 

Semelhante a Amoreninha1.ppt (20)

Clarice lispector
Clarice lispector Clarice lispector
Clarice lispector
 
140287591-Luis-Gama-Slide.pptx
140287591-Luis-Gama-Slide.pptx140287591-Luis-Gama-Slide.pptx
140287591-Luis-Gama-Slide.pptx
 
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel MacedoAnálise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
Análise Literária do Livro "A Moreninha" de Joaquim Manuel Macedo
 
A moreninha
A moreninhaA moreninha
A moreninha
 
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - BiografiaJoaquim Manuel de Macedo - Biografia
Joaquim Manuel de Macedo - Biografia
 
A moreninha (14)hugo
A moreninha (14)hugoA moreninha (14)hugo
A moreninha (14)hugo
 
Joaquim Manuel de Macedo
Joaquim Manuel de Macedo Joaquim Manuel de Macedo
Joaquim Manuel de Macedo
 
Clarice lispector 3 a
Clarice lispector 3 aClarice lispector 3 a
Clarice lispector 3 a
 
Clarice lispector 3 A
Clarice lispector 3 AClarice lispector 3 A
Clarice lispector 3 A
 
Resumos obras - Romantismo
Resumos obras - RomantismoResumos obras - Romantismo
Resumos obras - Romantismo
 
A moreninha (6)jéssica diogo
A moreninha (6)jéssica diogoA moreninha (6)jéssica diogo
A moreninha (6)jéssica diogo
 
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de MacedoA moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
 
Especial Clarice Lispector
Especial Clarice LispectorEspecial Clarice Lispector
Especial Clarice Lispector
 
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo BrancoAmor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
Amor de Perdição (exceto cap. VI, VII, VIII) de Camilo Castelo Branco
 
Clarice Lispector - A hora da estrela
Clarice Lispector  -    A  hora da estrelaClarice Lispector  -    A  hora da estrela
Clarice Lispector - A hora da estrela
 
Análise literária - Clarice Lispector
Análise literária - Clarice LispectorAnálise literária - Clarice Lispector
Análise literária - Clarice Lispector
 
Clarice lispector- A hora da Estrela
Clarice lispector- A hora da EstrelaClarice lispector- A hora da Estrela
Clarice lispector- A hora da Estrela
 
Enredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa românticaEnredos das principais obras da prosa romântica
Enredos das principais obras da prosa romântica
 
A moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabelaA moreninha (4)derek e isabela
A moreninha (4)derek e isabela
 
A Moreninha
A MoreninhaA Moreninha
A Moreninha
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 

Amoreninha1.ppt

  • 1. A Moreninha Manoel de almeida Equipe: ● Mateus lima ● Mikeias sales ● Eduarda silva ● Lázaro silva
  • 2. Foi jornalista, professor, romancista, poeta, teatrólogo e memorialista; Foi professor de História e Geografia do Brasil no Colégio Pedro II; Era muito ligado à Família Imperial, tendo sido professor dos filhos da Princesa Isabel. Joaquim Manuel de Macedo:
  • 3. Nasceu no Rio de Janeiro em 1820; 1844 formou-se em Medicina no Rio de Janeiro, e no mesmo ano estreou na literatura, com a publicação daquele que viria a ser seu romance mais conhecido, A MORENINHA, a qual lhe deu fama instantânea e constituiu uma pequena revolução literária, inaugurando a voga do romance nacional.
  • 4. Enredo Quatro estudantes de Medicina, da cidade do RJ, do fim da primeira metade do séc. XIX, Filipe, Augusto, Fabrício e Leopoldo vão passar o dia de Sant’Anna na casa da avó de Filipe D. Ana, na Ilha de Paquetá; Na casa de D. Ana, também estariam duas primas e a irmã de Filipe, Carolina, mais conhecida como “Moreninha”; Augusto é tido pelos amigos como namorador incorrigível; ele garante aos amigos ser incapaz de amar uma mulher por mais de três dias; os amigos fazem uma aposta: se a partir daquele final de semana Augusto se envolver sentimentalmente com uma mulher por no mínimo 15 dias, deverá escrever um romance, no qual contará a história de seu primeiro amor duradouro; Ao chegar a Ilha Augusto começa a se envolver com Carolina, porém, ele se sente perturbado e acaba por confessar a Dona Ana, avó de Carolina, que enquanto criança teria se apaixonado por uma garota que sem se identificar desapareceu da sua vida, então jurou não se apaixonar por mais ninguém durante toda vida. Porém, ao conhecer a moreninha, ele foi dominado por um sentimento altamente contagiante que superava o vivido em seu passado e que ele não conseguia controlar; Carolina revela a Augusto que ela era a garota por quem ele teria se apaixonado no passado. Os dois terminam felizes e Augusto acaba por pagar a aposta escrevendo o romance de sua vida, sob o título de A Moreninha.
  • 5. Características ● Possui espírito romântico (final feliz); ● Nostalgia medievalista (indianismo); ● Idealismo; ● Culto à natureza; ● Cristianismo(Festa de San’t Ana); ● Sentimentalismo; ● Liberdade criadora; ● Narrada em 3ª pessoa.
  • 6. Publicada originalmente sob a forma de FOLHETIM, a obra é considerada o primeiro romance da Literatura brasileira. Alcançou de imediato grande popularidade junto aos leitores.
  • 7. Personagens D. Carolina É muito jovem , tinha apenas 14 anos , "moreninha" e também travessa, inteligente, astuta e persistente na obtenção de seus intentos. Carolina encarna a jovem índia Ahy, que espera incansavelmente por seu amado Aoitin –uma antiga história da ilha que D. Ana conta a Augusto. No final ela revela para Augusto que era a menina para quem lhe prometera casamento.
  • 8. Augusto Resume um certo tipo de estudante de medicina, alegre, jovial, inteligente e namorador. Dotado de sólidos princípios morais, fez no início daadolescência um juramento amoroso que retardará a concretização de seu amor por Carolina. Esse impedimento de ordem moral permitirá o desenvolvimento de várias ações até que, ao final da história, Carolina revelará ser ela mesma a menina a quem o jovem Augusto jurara amor eterno.
  • 9. Cenario Toda a ação de A Moreninha concentra-se basicamente na paradisíaca Ilha onde vivem D. Ana e sua neta Carolina. O início e o fim do romance incluem cenas que se passam na cidade onde moram Augusto e seus amigos.
  • 10. Tempo A narrativa e a ação dos personagens se dão em tempo linear, trinta dias. Os eventos narrados desenrolam-se durante os trinta dias pelos quais a aposta era válida. A aposta foi feita em 20 de julho de 1844 uma segunda-feira, e termina no dia do pedido de casamento, 20 de agosto do mesmo ano. Existe um recuo ao passado (flashback). Quando a história se inicia, Augusto está no quinto ano de Medicina e conquistara, entre os amigos, a fama de incerta. Nos capítulos, o autor conta-nos a origem da instabilidade amorosa do herói. Tudo começara há oito anos, quando Augusto contava 13, e Carolina 7 anos de idade.
  • 11. Carolina tem um lastro poético indianista refletindo a preocupação fundamental da literatura de época em criar e valorizar elementos culturais da jovem nação brasileira. O herói supera todos os problemas para conseguir, ao final, concretizar seu grande amor. Nesse caso, tal esquema é acrescido de um recurso literário relativamente incomum para a época: O uso da METALINGUAGEM.
  • 12. FIM