SlideShare uma empresa Scribd logo
A	
  INVENÇÃO	
  DO	
  COTIDIANO	
  
Artes	
  de	
  Fazer	
  -­‐	
  Michel	
  de	
  Certeau	
  
DISCENTES	
  
MARIA	
  ROSÂNGELA	
  DOS	
  SANTOS	
  |	
  YURI	
  AMARAL	
  
PRÁTICAS	
  E	
  PROCEDIMENTOS	
  INTERDISCIPLINARES	
  
ALAI	
  DINIZ	
  |	
  LUIS	
  PRADA	
  |	
  RUBENS	
  DE	
  TOLEDO	
  
PPG-­‐IELA	
  
PROGRAMA	
  DE	
  PÓS	
  GRADUAÇÃO	
  EM	
  
ESTUDOS	
  INTERDISCIPLINARES	
  LATINO-­‐
AMERICANOS	
  
Michel	
  de	
  Certeau	
  
	
  
Nasceu	
  em	
  Chambéry,	
  França,	
  em	
  1925	
  
	
  
Formado	
  em	
  Filosofia,	
  Letras	
  Clássicas,	
  História	
  e	
  
Teologia	
  
	
  
Em	
  1956,	
  ingressa	
  na	
  Cia	
  de	
  Jesus	
  e	
  torna-­‐se	
  padre	
  
	
  
Apenas	
  entre	
  1970	
  e	
  80	
  é	
  que	
  vai	
  produzir	
  suas	
  mais	
  
relevantes	
  obras	
  
	
  
Faleceu	
  em	
  1986,	
  aos	
  61	
  anos	
  
ouvir	
  
“O cotidiano é aquilo que nos é dado cada dia (ou que
nos cabe em partilha), nos pressiona dia após dia, nos
oprime, pois existe uma opressão do presente. Todo dia,
pela manhã, aquilo que assumimos ao despertar, é o
peso da vida, a dificuldade de viver, ou de viver nesta ou
noutra condição. O cotidiano é aquilo que nos prende
intimamente, a partir do interior. É uma história a meio-
caminho de nós mesmos, quase em retirada, às vezes
velada (...) é o Invisível... não tão invisível assim...”
Certeau, 2003, p. 31	
  
1.  Uma cultura muito ordinária
2.  Teorias da arte do fazer
3.  Práticas do espaço
4.  Usos da língua
5.  Maneiras de crer	
  
A	
  INVENÇÃO	
  DO	
  COTIDIANO	
  
se	
  divide	
  em	
  cinco	
  partes	
  
NAS PRÁTICAS COTIDIANAS DE
LER | CONVERSAR | HABITAR | COZINHAR
SE OBSERVAM
MANEIRAS DE FALAR | MANEIRAS DE CAMINHAR
PELAS QUAIS O INDIVÍDUO PODE
SEDUZIR | PERSUADIR | REFUTAR
	
  
CERTEAU	
  
FREUD	
   LACAN	
  
FOUCAULT	
  BOURDIEU	
  
WITTIGENS
TEIN	
  
ESTRATÉGIAS
&
TÁTICAS	
  
BRICOLAGEM	
  
O	
  que	
  é	
  gambiologia?	
  
	
  
Gambiologia	
  é	
  a	
  “Ciência	
  da	
  Gambiarra”.	
  É	
  pesquisar	
  como	
  a	
  tradição	
  
brasileira	
  de	
  adaptar,	
  improvisar,	
  encontrar	
  soluções	
  simples	
  e	
  criaevas	
  
para	
  pequenos	
  problemas	
  coedianos	
  pode	
  ser	
  aplicada	
  hoje,	
  no	
  
contexto	
  da	
  arte	
  eletrônica.	
  
	
  
(…)	
  
	
  
Os	
  Gambiólogos	
  também	
  realizam	
  exposições,	
  publicações,	
  oficinas	
  de	
  
eletrônica	
  e	
  trocam	
  informação	
  com	
  qualquer	
  um	
  que	
  se	
  interesse	
  por:	
  
cultura	
  pop	
  tupiniquim,	
  do-­‐it-­‐yourself,	
  design	
  sustentável,	
  arte	
  
contemporânea,	
  colecionismo,	
  redes,	
  teoria	
  e	
  práeca	
  hacker,	
  
gambiarras	
  e	
  entretenimento.	
  
	
  
(…)	
  
	
  
gambiologia.net/blog	
  
Jeanne	
  Dielman*	
  
	
  
Três	
  dias	
  na	
  vida	
  de	
  Jeanne	
  Dielman	
  (Delphine	
  Seyrig),	
  uma	
  mulher	
  
ainda	
  jovem,	
  porém	
  viúva,	
  que	
  mora	
  com	
  o	
  filho	
  adolescente.	
  A	
  roena	
  
enfadonha	
  e	
  a	
  clareza	
  de	
  pequenos	
  gestos	
  e	
  detalhes	
  dessa	
  mulher	
  que	
  
cuida	
  da	
  casa	
  enquanto	
  o	
  filho	
  está	
  na	
  escola	
  e	
  se	
  prosetui	
  
ocasionalmente.	
  A	
  junção	
  do	
  sufocamento	
  pela	
  roena	
  com	
  o	
  fato	
  dela	
  
atender	
  aos	
  clientes	
  em	
  casa	
  conduzem	
  Jeanne	
  a	
  um	
  trágico	
  final.	
  
	
  
Dirigido	
  por	
  Chantal	
  Akerman	
  
	
  
	
  
	
  
	
  
*sinopse	
  reerada	
  de	
  hsp://www.adorocinema.com/filmes/filme-­‐2204/	
  
VÍDEO	
  
BIBLIOGRAFIA	
  
CERTEAU,	
  Michel	
  de;	
  A	
  invenção	
  do	
  coediano;	
  Editora	
  Vozes,	
  3ª	
  Edição;	
  Petrópolis,	
  1998.	
  
	
  
FREITAS,	
  Karine	
  Aragão	
  dos	
  Santos.	
  Resenha	
  de	
  CERTEAU,	
  Michel:	
  A	
  invenção	
  do	
  coediano:	
  1.	
  Artes	
  de	
  fazer.	
  Petrópolis:	
  
Vozes,	
  2008;	
  ENTRELETRAS,	
  Araguaína/TO,	
  v.	
  5,	
  n.	
  1,	
  p.	
  207,	
  jan./jul.	
  2014	
  (ISSN	
  2179-­‐3948	
  –	
  online)	
  	
  
	
  
Michel	
  de	
  Certeau:	
  História,	
  CoYdiano	
  e	
  Linguagem	
  (Parte	
  1);	
  disponível	
  em:	
  
hsps://www.youtube.com/watch?v=2SXmcTMcDnk	
  
	
  
Michel	
  de	
  Certeau	
  -­‐	
  Vida	
  e	
  Obra;	
  disponível	
  em:	
  hsps://www.youtube.com/watch?v=21PXfrJCojQ	
  
	
  
Jeanne	
  Dielman,	
  23	
  Quai	
  du	
  Commerce,	
  1080	
  Bruxelles	
  (1976);	
  hsps://www.youtube.com/watch?v=5C5Az-­‐239uM	
  

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jorge Amado
Jorge AmadoJorge Amado
Jorge Amado
Cláudia Heloísa
 
Soares, magda linguagem e escola
Soares, magda   linguagem e escolaSoares, magda   linguagem e escola
Soares, magda linguagem e escola
marcaocampos
 
1. diferentes concepções de gestão escolar
1. diferentes concepções de gestão escolar1. diferentes concepções de gestão escolar
1. diferentes concepções de gestão escolar
Paulo Lima
 
Literaturaoraletradicionaltipologia
LiteraturaoraletradicionaltipologiaLiteraturaoraletradicionaltipologia
Literaturaoraletradicionaltipologia
armindaalmeida
 
O conto (apresentação)
O conto  (apresentação)O conto  (apresentação)
O conto (apresentação)
vcosouto
 
Planejamento e Avaliação
Planejamento e AvaliaçãoPlanejamento e Avaliação
Planejamento e Avaliação
JOAO AURELIANO
 
As regularidades discursivas - Foucault
As regularidades discursivas - Foucault As regularidades discursivas - Foucault
As regularidades discursivas - Foucault
Bruna Lessa
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
carlosbidu
 
A função Social da Escola
A função Social da EscolaA função Social da Escola
A função Social da Escola
nadjelena
 
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
Thaynã Guedes
 
Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Pedagogia da Autonomia - Paulo FreirePedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Bruno Carrasco
 
Direito a literatura candido
Direito a literatura candidoDireito a literatura candido
Direito a literatura candido
Letras Unip
 
Slide Didática
Slide DidáticaSlide Didática
Slide Didática
murilobsk8
 
Capitães da Areia, Jorge Amado
Capitães da Areia,  Jorge AmadoCapitães da Areia,  Jorge Amado
Capitães da Areia, Jorge Amado
Daniele dos Santos Souza Onodera
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
Sonia Nudelman
 
Negrinha 3ª B - 2011
Negrinha 3ª B  -  2011Negrinha 3ª B  -  2011
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
naiellyrodrigues
 
Leitura e Produção Textual
Leitura e Produção TextualLeitura e Produção Textual
Leitura e Produção Textual
Ewerton Gindri
 
As teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da Silva
As teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da SilvaAs teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da Silva
As teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da Silva
Vanubia_sampaio
 
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas  Joana CavadasAlice no país das maravilhas  Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
professoraManuela
 

Mais procurados (20)

Jorge Amado
Jorge AmadoJorge Amado
Jorge Amado
 
Soares, magda linguagem e escola
Soares, magda   linguagem e escolaSoares, magda   linguagem e escola
Soares, magda linguagem e escola
 
1. diferentes concepções de gestão escolar
1. diferentes concepções de gestão escolar1. diferentes concepções de gestão escolar
1. diferentes concepções de gestão escolar
 
Literaturaoraletradicionaltipologia
LiteraturaoraletradicionaltipologiaLiteraturaoraletradicionaltipologia
Literaturaoraletradicionaltipologia
 
O conto (apresentação)
O conto  (apresentação)O conto  (apresentação)
O conto (apresentação)
 
Planejamento e Avaliação
Planejamento e AvaliaçãoPlanejamento e Avaliação
Planejamento e Avaliação
 
As regularidades discursivas - Foucault
As regularidades discursivas - Foucault As regularidades discursivas - Foucault
As regularidades discursivas - Foucault
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
 
A função Social da Escola
A função Social da EscolaA função Social da Escola
A função Social da Escola
 
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
RESUMO - Formação de Professores: Identidades e Saberes da Docência - Selma G...
 
Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Pedagogia da Autonomia - Paulo FreirePedagogia da Autonomia - Paulo Freire
Pedagogia da Autonomia - Paulo Freire
 
Direito a literatura candido
Direito a literatura candidoDireito a literatura candido
Direito a literatura candido
 
Slide Didática
Slide DidáticaSlide Didática
Slide Didática
 
Capitães da Areia, Jorge Amado
Capitães da Areia,  Jorge AmadoCapitães da Areia,  Jorge Amado
Capitães da Areia, Jorge Amado
 
Gêneros textuais marcuschi
Gêneros textuais   marcuschiGêneros textuais   marcuschi
Gêneros textuais marcuschi
 
Negrinha 3ª B - 2011
Negrinha 3ª B  -  2011Negrinha 3ª B  -  2011
Negrinha 3ª B - 2011
 
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
 
Leitura e Produção Textual
Leitura e Produção TextualLeitura e Produção Textual
Leitura e Produção Textual
 
As teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da Silva
As teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da SilvaAs teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da Silva
As teorias do currículo na perspectiva de Tomás Tadeu da Silva
 
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas  Joana CavadasAlice no país das maravilhas  Joana Cavadas
Alice no país das maravilhas Joana Cavadas
 

Destaque

Produção Autoral
Produção AutoralProdução Autoral
Produção Autoral
Yu Amaral
 
Linha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História GeralLinha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História Geral
André Santos Luigi
 
Gestao de produto em Portugal
Gestao de produto em PortugalGestao de produto em Portugal
Gestao de produto em Portugal
Alexandre Teixeira Lourenço, PMP
 
Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2
Yu Amaral
 
Direção de Arte
Direção de ArteDireção de Arte
Direção de Arte
Lau Yamazaki
 
Dia a dia de um designer
Dia a dia de um designerDia a dia de um designer
Dia a dia de um designer
Nathiel Moraes
 
Apresentação enpmoda
Apresentação enpmodaApresentação enpmoda
Apresentação enpmoda
Aline Okumura
 
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e PropagandaDireção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Alessandro Jacoby
 
Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1
Yu Amaral
 
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias SociaisCriação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
Yu Amaral
 
Pólos em Rede
Pólos em RedePólos em Rede
Pólos em Rede
Rafo Barbosa
 
Workshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhosWorkshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhos
Nathiel Moraes
 
Linha do Tempo - História
Linha do Tempo - HistóriaLinha do Tempo - História
Linha do Tempo - História
Carson Souza
 
Aula05 planejamento grafico
Aula05 planejamento graficoAula05 planejamento grafico
Aula05 planejamento grafico
IBMR Laureate International Universities
 
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arteMuvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Nathiel Moraes
 
Aula04 planejamento grafico
Aula04 planejamento graficoAula04 planejamento grafico
Aula04 planejamento grafico
IBMR Laureate International Universities
 
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitosfanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
Yu Amaral
 
Aula03 planejamento grafico
Aula03 planejamento graficoAula03 planejamento grafico
Aula03 planejamento grafico
IBMR Laureate International Universities
 
Aula08 planejamento grafico
Aula08 planejamento graficoAula08 planejamento grafico
Aula08 planejamento grafico
IBMR Laureate International Universities
 

Destaque (20)

Produção Autoral
Produção AutoralProdução Autoral
Produção Autoral
 
Linha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História GeralLinha do Tempo da História Geral
Linha do Tempo da História Geral
 
Capas
CapasCapas
Capas
 
Gestao de produto em Portugal
Gestao de produto em PortugalGestao de produto em Portugal
Gestao de produto em Portugal
 
Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2Breve introdução ao design - parte 2
Breve introdução ao design - parte 2
 
Direção de Arte
Direção de ArteDireção de Arte
Direção de Arte
 
Dia a dia de um designer
Dia a dia de um designerDia a dia de um designer
Dia a dia de um designer
 
Apresentação enpmoda
Apresentação enpmodaApresentação enpmoda
Apresentação enpmoda
 
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e PropagandaDireção de Arte 2 - Estética e Propaganda
Direção de Arte 2 - Estética e Propaganda
 
Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1Breve introdução ao design - parte 1
Breve introdução ao design - parte 1
 
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias SociaisCriação de Conteúdo para Mídias Sociais
Criação de Conteúdo para Mídias Sociais
 
Pólos em Rede
Pólos em RedePólos em Rede
Pólos em Rede
 
Workshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhosWorkshop / Estrutura para quadrinhos
Workshop / Estrutura para quadrinhos
 
Linha do Tempo - História
Linha do Tempo - HistóriaLinha do Tempo - História
Linha do Tempo - História
 
Aula05 planejamento grafico
Aula05 planejamento graficoAula05 planejamento grafico
Aula05 planejamento grafico
 
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arteMuvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
Muvuca na Cumbuca / Oficina - direção de arte
 
Aula04 planejamento grafico
Aula04 planejamento graficoAula04 planejamento grafico
Aula04 planejamento grafico
 
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitosfanzines: paisagens, memórias e sujeitos
fanzines: paisagens, memórias e sujeitos
 
Aula03 planejamento grafico
Aula03 planejamento graficoAula03 planejamento grafico
Aula03 planejamento grafico
 
Aula08 planejamento grafico
Aula08 planejamento graficoAula08 planejamento grafico
Aula08 planejamento grafico
 

Último

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 

Último (20)

UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 

a invenção do cotidiano - artes de fazer

  • 1. A  INVENÇÃO  DO  COTIDIANO   Artes  de  Fazer  -­‐  Michel  de  Certeau   DISCENTES   MARIA  ROSÂNGELA  DOS  SANTOS  |  YURI  AMARAL   PRÁTICAS  E  PROCEDIMENTOS  INTERDISCIPLINARES   ALAI  DINIZ  |  LUIS  PRADA  |  RUBENS  DE  TOLEDO  
  • 2. PPG-­‐IELA   PROGRAMA  DE  PÓS  GRADUAÇÃO  EM   ESTUDOS  INTERDISCIPLINARES  LATINO-­‐ AMERICANOS  
  • 3. Michel  de  Certeau     Nasceu  em  Chambéry,  França,  em  1925     Formado  em  Filosofia,  Letras  Clássicas,  História  e   Teologia     Em  1956,  ingressa  na  Cia  de  Jesus  e  torna-­‐se  padre     Apenas  entre  1970  e  80  é  que  vai  produzir  suas  mais   relevantes  obras     Faleceu  em  1986,  aos  61  anos  
  • 5. “O cotidiano é aquilo que nos é dado cada dia (ou que nos cabe em partilha), nos pressiona dia após dia, nos oprime, pois existe uma opressão do presente. Todo dia, pela manhã, aquilo que assumimos ao despertar, é o peso da vida, a dificuldade de viver, ou de viver nesta ou noutra condição. O cotidiano é aquilo que nos prende intimamente, a partir do interior. É uma história a meio- caminho de nós mesmos, quase em retirada, às vezes velada (...) é o Invisível... não tão invisível assim...” Certeau, 2003, p. 31  
  • 6. 1.  Uma cultura muito ordinária 2.  Teorias da arte do fazer 3.  Práticas do espaço 4.  Usos da língua 5.  Maneiras de crer   A  INVENÇÃO  DO  COTIDIANO   se  divide  em  cinco  partes  
  • 7. NAS PRÁTICAS COTIDIANAS DE LER | CONVERSAR | HABITAR | COZINHAR SE OBSERVAM MANEIRAS DE FALAR | MANEIRAS DE CAMINHAR PELAS QUAIS O INDIVÍDUO PODE SEDUZIR | PERSUADIR | REFUTAR  
  • 8. CERTEAU   FREUD   LACAN   FOUCAULT  BOURDIEU   WITTIGENS TEIN  
  • 11.
  • 12. O  que  é  gambiologia?     Gambiologia  é  a  “Ciência  da  Gambiarra”.  É  pesquisar  como  a  tradição   brasileira  de  adaptar,  improvisar,  encontrar  soluções  simples  e  criaevas   para  pequenos  problemas  coedianos  pode  ser  aplicada  hoje,  no   contexto  da  arte  eletrônica.     (…)     Os  Gambiólogos  também  realizam  exposições,  publicações,  oficinas  de   eletrônica  e  trocam  informação  com  qualquer  um  que  se  interesse  por:   cultura  pop  tupiniquim,  do-­‐it-­‐yourself,  design  sustentável,  arte   contemporânea,  colecionismo,  redes,  teoria  e  práeca  hacker,   gambiarras  e  entretenimento.     (…)     gambiologia.net/blog  
  • 13. Jeanne  Dielman*     Três  dias  na  vida  de  Jeanne  Dielman  (Delphine  Seyrig),  uma  mulher   ainda  jovem,  porém  viúva,  que  mora  com  o  filho  adolescente.  A  roena   enfadonha  e  a  clareza  de  pequenos  gestos  e  detalhes  dessa  mulher  que   cuida  da  casa  enquanto  o  filho  está  na  escola  e  se  prosetui   ocasionalmente.  A  junção  do  sufocamento  pela  roena  com  o  fato  dela   atender  aos  clientes  em  casa  conduzem  Jeanne  a  um  trágico  final.     Dirigido  por  Chantal  Akerman           *sinopse  reerada  de  hsp://www.adorocinema.com/filmes/filme-­‐2204/  
  • 16. CERTEAU,  Michel  de;  A  invenção  do  coediano;  Editora  Vozes,  3ª  Edição;  Petrópolis,  1998.     FREITAS,  Karine  Aragão  dos  Santos.  Resenha  de  CERTEAU,  Michel:  A  invenção  do  coediano:  1.  Artes  de  fazer.  Petrópolis:   Vozes,  2008;  ENTRELETRAS,  Araguaína/TO,  v.  5,  n.  1,  p.  207,  jan./jul.  2014  (ISSN  2179-­‐3948  –  online)       Michel  de  Certeau:  História,  CoYdiano  e  Linguagem  (Parte  1);  disponível  em:   hsps://www.youtube.com/watch?v=2SXmcTMcDnk     Michel  de  Certeau  -­‐  Vida  e  Obra;  disponível  em:  hsps://www.youtube.com/watch?v=21PXfrJCojQ     Jeanne  Dielman,  23  Quai  du  Commerce,  1080  Bruxelles  (1976);  hsps://www.youtube.com/watch?v=5C5Az-­‐239uM