SlideShare uma empresa Scribd logo
A Historicidade da Bíblia
O livro mais lido, traduzido e distribuído do mundo – desde as
suas origens, foi considerada sagrada e de grande importância.
Sumário
1. Introdução
2. Cânon Bíblico
3. O antigo Testamento
3.1. Formação e Canonização do A.T.
3.2. Traduções do Antigo Testamento
3.2.1. A septuaginta
4. O Novo testamento
4.1. Formação e Canonização do N.T.
5. Por que Estudar a Bíblia?
5.1. A Palavra de Deus Vivifica o Espirito
5.2. A Palavra de Deus é Viva e Eficaz
2
Introdução
“Oh! quão doces são as tuas palavras ao
meu paladar, mais doces do que o mel à
minha boca.
Pelos teus mandamentos alcancei
entendimento; por isso odeio todo falso
caminho.
Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e
luz para o meu caminho.
Jurei, e o cumprirei, que guardarei os teus
justos juízos.
Estou aflitíssimo; vivifica-me, ó Senhor,
segundo a tua palavra.”
Salmos 119:103-107
3
A Bíblia
É o livro mais lido, traduzido e
distribuído do mundo – desde as suas
origens, foi considerada sagrada e de
grande importância. E, como tal, deveria
ser conhecida e compreendida por toda
a humanidade.
A necessidade de difundir seus
ensinamentos, através dos tempos e
entre os mais variados povos, resultou
em inúmeras traduções para os mais
variados idiomas.
Hoje é possível encontrar a Bíblia,
completa ou em porções, em mais de
2.527 línguas diferentes (levantamento
de dez/2010).
A relação entre a Bíblia e a História diz
respeito à forma como a Bíblia é
encarada de um ponto de vista
historiográfico.
A Bíblia – coletânea de livros escritos em
várias épocas em sua maioria por autores
anônimos – é um livro considerado
sagrado por grupos ocidentais.
A História é uma disciplina que lida com
o estudo de vestígios e documentos de
épocas pretéritas tendo em vista pensar
o passado.
4
A Bíblia
importantes ao mesmo tempo em que
possuem uma redação tardia e
tendenciosa.
A Resistencia ao tempo
Por milênios Deus vem mantendo a
existência da humanidade por meio de
sua palavra, ensinando, exortando e
motivando. E por este motivo resolvi
criar este e-book com temas
fundamentais da educação da fé cristã.
Abordaremos informações históricas à
formação ao Cânon Sagrado e o motivo
pela qual devemos estuda-la, seja muito
bem vindo e uma boa leitura.
Por muitos anos, o contexto de produção
da Bíblia foi simplesmente ignorado,
uma vez que o estudo deste livro estava
relegado à teologia.
Isso mudou quando “uma série de
descobertas – o deciframento da escrita
hieroglífica egípcia (1822) e o
deciframento da escrita cuneiforme
acadiana (por volta de 1857) – fez a
Bíblia sair de seu ‘esplêndido isolamento’.
Desde então, os textos da Bíblia têm sido
lidos como documentos históricos iguais
a quaisquer outros - no caso, que
preservam informações antigas e
5
Cânon Bíblico
A palavra cânon vem do grego kanón =
régua, que por extensão passou a
significar catálogo.
Na linguagem católica há livros
protocanônicos (catalogados em
primeira instância), que os protestantes
chamam simplesmente “canônicos”.
Há livros deuterocanônicos (catalogados
em segunda instância, depois de
discutidos), que os protestantes têm
como “apócrifos”.
São sete: Tobias, Judite, Eclesiástico,
Baruque, Sabedoria, 1/2 Macabeus, além
de fragmentos de Daniel e Ester.
Há outrossim livros apócrifos, que os
protestantes designam como pseud-
epígrafos (=falsamente intitulados):
Evangelhos de Tomé, de Pedro, de
Nicodemos...
6
O antigo Testamento
O Antigo Testamento, também
conhecido como Escrituras Hebraicas ou
Tanakh pelos Judeus.
Tanakh é acrônimo lembrando as
grandes divisões dos escritos sagrados
da Bíblia hebraica que são os Livros da
Lei (ou Torá), os livros dos profetas (ou
Nevi'im), e os chamados escritos
(Ketuvim).
Entretanto, a tradição cristã divide o
antigo testamento em outras partes, e
reordena os livros dividindo-os em
categorias; Lei, história, poesia (ou livros
de sabedoria) e Profecias.
A diferença básica do Tanakh e Antigo
Testamento Protestante encontra-se na
enumeração e na ordem dos livros.
Por exemplo, no Tanakh os livros de 1
Samuel e 2 Samuel formam um único
volume; O mesmo ocorre com os livros
de 1 Crônicas e 2 Crônicas.
O Antigo Testamento protestante é
dividido em quatro gêneros literários, a
saber: Pentateuco ou Lei, Livros
Históricos, Livros Poéticos e Livros
Proféticos (Profetas Maiores e Profetas
Menores).
7
Formação e Canonização do Antigo
Testamento
Os livros do Antigo Testamento foram
escritos em longos pergaminhos
confeccionados em pele de cabra e
copiados cuidadosamente pelos escribas.
Geralmente, cada um desses livros era
escrito em um pergaminho separado,
embora a Lei ocupasse espaço maior,
sendo escrita em dois grandes
pergaminhos.
Sua Língua
O aramaico foi a língua original de
algumas partes dos livros de Daniel e
de Esdras.
Hoje tem-se conhecimento de que o
pergaminho de Isaías é o mais remoto
trecho do Antigo Testamento
em hebraico.
Estima-se que foi escrito durante o
Século II A.C. em um período de,
aproximadamente 1500 anos.
8
Traduções do Antigo Testamento
Estima-se que a primeira Tradução foi
difundida por Alexandre, O Grande, com
o crescimento da cultura helênica (grega)
por todo mundo. Por esta razão, as
escrituras hebraicas foram traduzidas
primeiro para língua grega, em
Alexandria, no Egito, supostamente a
pedido de um Rei egípcio, por volta do
terceiro século A.C.
Esse Rei chamado Ptolomeu II Filadelfo,
teria convocado 72 sábios judeus para
traduzirem a Torah para o grego, com a
finalidade de incluí-la na Biblioteca de
Alexandria. Consequentemente esta obra
ficou conhecida por Septuaginta (LXX).
9
A Septuaginta
Septuaginta é o nome da versão da
Bíblia hebraica traduzida em etapas para
o grego koiné (comum), entre o século III
a.C. e o século I a.C., em Alexandria.
Dentre outras tantas, é a mais antiga
tradução da bíblia hebraica para o grego,
língua franca do Mediterrâneo oriental
pelo tempo de Alexandre, o Grande.
Primeiro, foram traduzidos os cincos
primeiros livros da Bíblia (O Pentateuco),
e os demais volumes nos 200 anos
subsequentes.
10
O Novo Testamento
O Novo Testamento é composto por 27
livros, e diferentemente do Antigo
Testamento, foi escrito em um período
de aproximadamente 100 anos –
contados entre a sua história e a sua
redação. Também foi escrito
originalmente em grego koiné (comum).
O Novo Testamento é dividido em
quatro gêneros literários, a saber:
Evangelhos, História, Epistolas (paulinas e
gerais) e revelação.
11
Formação e canonização do Novo
Testamento
Alguns anos depois da ressureição de
Jesus Cristo, dezenas de escritos passou
a percorrer as cidades e comunidades
cristãs.
Muitos desses registros (escritos) eram
de valores duvidosos (heresias) ao
testemunho de Jesus Cristo.
Então houve uma grande necessidade de
criar uma única fonte confiável literária,
então a Igreja teve que tomar uma
atitude preventiva que veio a ser a
eleição dos livros que seriam adotados
como Literatura para regra de fé e
prática cristã.
Santo Anastácio, bispo de Alexandria, no
Egito (séc. IV), foi o primeiro a fazer esta
seleção para a Igreja. Seleção está que
veio a ser confirmada no Concílio de
Hipona, na África em 393 (d.C.), quando
foi fechado o Cânon Bíblico.
12
Porque estudar a Bíblia?
“Porque Deus amou o mundo de tal
maneira que deu o seu Filho unigênito,
para que todo aquele que nele crê não
pereça, mas tenha a vida eterna.”
João 3:16
Ao conhecer os métodos e os processos
de canonização da bíblia, faz-nos
entender o cuidado de Deus para com a
humanidade, apesar de todas as
limitações e dificuldades impostas aos
redatores e escribas; em detrimentos a
que foram expostos os pergaminhos e
rolos, a verdade eterna atravessou os
séculos e chegou a nós.
Nada mais gratificante para um Autor
(Deus), seria ver a valorização da sua
Obra em nós. Então separei algumas das
razões para estudarmos a Bíblia.
13
A Palavra de Deus Vivifica o Espirito
“O Espírito dá vida; a carne não produz
nada que se aproveite. As palavras que eu
lhes disse são espírito e vida.”
João 6:63
No livro de João cap. 8, Jesus subverteu
a ideia do texto da Lei, atentando para
vida daquela adultera, que naquele
momento se apresentava: "Mestre, esta
mulher foi surpreendida em ato de
adultério. Na Lei, Moisés nos ordena
apedrejar tais mulheres” João 8:4-5
Se o amor e o poder de Cristo
estivessem limitados ao que estava
escrito, a adultera (prostituta) não teria
sido salva.
O espírito traz vida (vivifica) às
circunstâncias e às necessidades
humanas.
14
A Palavra de Deus é Viva e Eficaz
“Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz,
e mais cortante do que qualquer espada
de dois gumes, e penetra até ao ponto de
dividir alma e espírito, juntas e medulas, e
apta para discernir os pensamentos e
propósitos do coração”.
Hebreus 4:12
Só o Senhor pode, por meio da Sua
Palavra, guiar-nos ao caminho eterno (SL
139.23,24).
A Palavra do Senhor é verdade, vida e
fonte que nos alimenta e restaura as
nossas forças.
Nela encontramos esperança e alegria,
por isso, somos convidados a reservar
um momento do nosso dia para ter a
experiência de ouvir a Deus por
intermédio da leitura das Sagradas
Escrituras.
15
Conclusão
Esse livro é uma introdução ao mundo
de conhecimento que você deve
aprender sobre a Bíblia, seja para
trabalhar na Igreja ou aplicar na sua vida
pessoal.
Aplique o máximo a Palavra de Deus em
sua vida, desfrute das promessas que a
Bíblia oferece, caso não consiga
compreende-la. Você precisa ter acesso a
um conhecimento mais avançado do que
eu te mostrei nesse livro.
É por esse motivo que eu quero te
apresentar um Ebook: MÉTODO COMO
LER A BÍBLIA E ENTENDÊ-LA MAIS.
E se você decidir aprender a usar esse
método para compreender melhor, esse
conhecimento é imprescindível.
Clique aqui para ver agora como ter sua
cópia!
Eu preparei um vídeo especial para te
explicar exatamente como ter acesso
GRÁTIS a esse conteúdo e por que você
não vai precisar arriscar nem 1 real para
obter esse conhecimento.
Nós nos vemos na próxima!
16
Escola Bíblica
Digital
Nada do que você leu nesse livro vai te
ajudar se você não colocar em prática a
leitura da Bíblia. E viva os benefícios da
palavra de Deus em sua vida!
Conheça nossos canais de comunicação!
Blog: escolabíblicadigital.com.br
Quer ter acesso GRÁTIS a um conhecimento mais avançado de Teologia?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptxIBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
Rubens Sohn
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Apostila de bibliologia
Apostila de bibliologiaApostila de bibliologia
Apostila de bibliologia
Antonio Rodrigues
 
Divisoes da teologia
Divisoes da teologiaDivisoes da teologia
Divisoes da teologia
Estudos Bíblicos
 
Introdução bíblica
Introdução bíblicaIntrodução bíblica
Introdução bíblica
Alípio Vallim
 
Lição 1 a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...
Lição 1   a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...Lição 1   a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...
Lição 1 a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...
Sergio Silva
 
Lição 1 - O Livro de Jó
Lição 1 - O Livro de Jó Lição 1 - O Livro de Jó
Lição 1 - O Livro de Jó
Éder Tomé
 
Curso de Bibliologia
Curso de BibliologiaCurso de Bibliologia
Curso de Bibliologia
Sergio Silva
 
As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2
Fabio Renato Ventura Pinto
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
Viva a Igreja
 
Aula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoAula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon Sagrado
Maxsuel Aquino
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
A origem da Bíblia e a sua História
A origem da Bíblia e a sua HistóriaA origem da Bíblia e a sua História
A origem da Bíblia e a sua História
Robson Rocha
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Gesiel Oliveira
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
Eraldo Luciano
 
Geografia bíblica
Geografia bíblicaGeografia bíblica
Geografia bíblica
sergio_chumbinho
 
01 a bíblia
01 a bíblia01 a bíblia
01 a bíblia
Fátima Rocha
 
Os Poéticos
Os PoéticosOs Poéticos
Os Poéticos
Egmon Pereira
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Erivelton Rodrigues Nunes
 
Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01
aylanj
 

Mais procurados (20)

IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptxIBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
IBADEP - BIBLIOLOGIA AULA 3.pptx
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
Apostila de bibliologia
Apostila de bibliologiaApostila de bibliologia
Apostila de bibliologia
 
Divisoes da teologia
Divisoes da teologiaDivisoes da teologia
Divisoes da teologia
 
Introdução bíblica
Introdução bíblicaIntrodução bíblica
Introdução bíblica
 
Lição 1 a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...
Lição 1   a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...Lição 1   a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...
Lição 1 a biblioteca de deus - examinai as escrituras - ed. cristã evangéli...
 
Lição 1 - O Livro de Jó
Lição 1 - O Livro de Jó Lição 1 - O Livro de Jó
Lição 1 - O Livro de Jó
 
Curso de Bibliologia
Curso de BibliologiaCurso de Bibliologia
Curso de Bibliologia
 
As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2As 7 igrejas da asia 2
As 7 igrejas da asia 2
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
 
Aula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoAula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon Sagrado
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
O pentateuco
 
A origem da Bíblia e a sua História
A origem da Bíblia e a sua HistóriaA origem da Bíblia e a sua História
A origem da Bíblia e a sua História
 
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza OliveiraPentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
 
Geografia bíblica
Geografia bíblicaGeografia bíblica
Geografia bíblica
 
01 a bíblia
01 a bíblia01 a bíblia
01 a bíblia
 
Os Poéticos
Os PoéticosOs Poéticos
Os Poéticos
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
 
Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01Hebreus_introducao 01
Hebreus_introducao 01
 

Destaque

Taller de biblia 1
Taller de biblia 1Taller de biblia 1
Línia del temps Ramon Llull
Línia del temps Ramon LlullLínia del temps Ramon Llull
Línia del temps Ramon Llull
jmpinya
 
Presencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURA
Presencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURAPresencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURA
Presencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURA
Enna Rodríguez
 
La Historia de la Biblia
La Historia de la BibliaLa Historia de la Biblia
La Historia de la Biblia
liderazgobiblico
 
La revelación y la Biblia
La revelación y la BibliaLa revelación y la Biblia
La revelación y la Biblia
Andrés Moisés Molina Arango
 
Consagracion de monaguillos
Consagracion de monaguillosConsagracion de monaguillos
Consagracion de monaguillos
Roberto -Buenaire Manzano
 
La Historia de Dios en el Pueblo Hebreo
La Historia de Dios en el Pueblo HebreoLa Historia de Dios en el Pueblo Hebreo
La Historia de Dios en el Pueblo Hebreo
Juan Dejo
 
Antiguo testamento - El monoteísmo
Antiguo testamento - El monoteísmoAntiguo testamento - El monoteísmo
Antiguo testamento - El monoteísmo
Montse de Paz
 
Antes de leer la Biblia
Antes de leer la BibliaAntes de leer la Biblia
Antes de leer la Biblia
Montse de Paz
 
Antiguo testamento - La pérdida del paraíso
Antiguo testamento - La pérdida del paraísoAntiguo testamento - La pérdida del paraíso
Antiguo testamento - La pérdida del paraíso
Montse de Paz
 
Antiguo Testamento 0 - Antes de...
Antiguo Testamento 0 - Antes de...Antiguo Testamento 0 - Antes de...
Antiguo Testamento 0 - Antes de...
Montse de Paz
 
Antiguo testamento - Abraham y la promesa
Antiguo testamento - Abraham y la promesaAntiguo testamento - Abraham y la promesa
Antiguo testamento - Abraham y la promesa
Montse de Paz
 
Historia Del Pueblo De Dios - version 2
Historia Del Pueblo De Dios - version 2Historia Del Pueblo De Dios - version 2
Historia Del Pueblo De Dios - version 2
antso
 
La alianza de Dios con el Pueblo de Israel
La alianza de Dios con el Pueblo de IsraelLa alianza de Dios con el Pueblo de Israel
La alianza de Dios con el Pueblo de Israel
Hector Lopez Urueta
 
Tema 1 la creación, libro de la naturaleza
Tema 1 la creación, libro de la naturalezaTema 1 la creación, libro de la naturaleza
Tema 1 la creación, libro de la naturaleza
Montse de Paz
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Taller DE La Biblia - Sesión 2
Taller DE La Biblia - Sesión 2Taller DE La Biblia - Sesión 2
Taller DE La Biblia - Sesión 2
Jorge Ayona
 
Taller De La Biblia - Sesión I
Taller De La Biblia - Sesión ITaller De La Biblia - Sesión I
Taller De La Biblia - Sesión I
Jorge Ayona
 
Apologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTE
Apologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTEApologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTE
Apologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTE
Gladysmorayma Creamer Berrios
 
RESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIA
RESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIARESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIA
RESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIA
Ismael Antonio Serrano España
 

Destaque (20)

Taller de biblia 1
Taller de biblia 1Taller de biblia 1
Taller de biblia 1
 
Línia del temps Ramon Llull
Línia del temps Ramon LlullLínia del temps Ramon Llull
Línia del temps Ramon Llull
 
Presencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURA
Presencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURAPresencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURA
Presencia Eclesial de la Biblia/INTRODUCCIÓN A LA SAGRADA ESCRITURA
 
La Historia de la Biblia
La Historia de la BibliaLa Historia de la Biblia
La Historia de la Biblia
 
La revelación y la Biblia
La revelación y la BibliaLa revelación y la Biblia
La revelación y la Biblia
 
Consagracion de monaguillos
Consagracion de monaguillosConsagracion de monaguillos
Consagracion de monaguillos
 
La Historia de Dios en el Pueblo Hebreo
La Historia de Dios en el Pueblo HebreoLa Historia de Dios en el Pueblo Hebreo
La Historia de Dios en el Pueblo Hebreo
 
Antiguo testamento - El monoteísmo
Antiguo testamento - El monoteísmoAntiguo testamento - El monoteísmo
Antiguo testamento - El monoteísmo
 
Antes de leer la Biblia
Antes de leer la BibliaAntes de leer la Biblia
Antes de leer la Biblia
 
Antiguo testamento - La pérdida del paraíso
Antiguo testamento - La pérdida del paraísoAntiguo testamento - La pérdida del paraíso
Antiguo testamento - La pérdida del paraíso
 
Antiguo Testamento 0 - Antes de...
Antiguo Testamento 0 - Antes de...Antiguo Testamento 0 - Antes de...
Antiguo Testamento 0 - Antes de...
 
Antiguo testamento - Abraham y la promesa
Antiguo testamento - Abraham y la promesaAntiguo testamento - Abraham y la promesa
Antiguo testamento - Abraham y la promesa
 
Historia Del Pueblo De Dios - version 2
Historia Del Pueblo De Dios - version 2Historia Del Pueblo De Dios - version 2
Historia Del Pueblo De Dios - version 2
 
La alianza de Dios con el Pueblo de Israel
La alianza de Dios con el Pueblo de IsraelLa alianza de Dios con el Pueblo de Israel
La alianza de Dios con el Pueblo de Israel
 
Tema 1 la creación, libro de la naturaleza
Tema 1 la creación, libro de la naturalezaTema 1 la creación, libro de la naturaleza
Tema 1 la creación, libro de la naturaleza
 
Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
 
Taller DE La Biblia - Sesión 2
Taller DE La Biblia - Sesión 2Taller DE La Biblia - Sesión 2
Taller DE La Biblia - Sesión 2
 
Taller De La Biblia - Sesión I
Taller De La Biblia - Sesión ITaller De La Biblia - Sesión I
Taller De La Biblia - Sesión I
 
Apologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTE
Apologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTEApologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTE
Apologetica cristiana catolica VII LA BIBLIA, TRADICION CANON I PARTE
 
RESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIA
RESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIARESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIA
RESUMEN DE INTRODUCCIÓN A LA BIBLIA
 

Semelhante a A Historicidade da Bíblia

Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo TestamentoApostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Viva a Igreja
 
Bíblia - introdução
Bíblia - introduçãoBíblia - introdução
Sagrada escritura
Sagrada escrituraSagrada escritura
Sagrada escritura
Blog VALDERI
 
Bíblia sagrada
Bíblia sagradaBíblia sagrada
Bíblia sagrada
Manoel Francisco Xavier
 
Bíblia sagrada
Bíblia sagradaBíblia sagrada
Bíblia sagrada
Manoel Francisco Xavier
 
Introdução ao Estudo do Antigo Testamento - completo
Introdução ao Estudo do Antigo Testamento - completoIntrodução ao Estudo do Antigo Testamento - completo
Introdução ao Estudo do Antigo Testamento - completo
Francelia Carvalho Oliveira
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
Pastoral da Juventude
 
TEMA BIBLIA para crisma 2° encontro
TEMA BIBLIA para crisma 2° encontroTEMA BIBLIA para crisma 2° encontro
TEMA BIBLIA para crisma 2° encontro
Emanuel Costa
 
Como manusear a Bíblia.ppt
Como manusear a Bíblia.pptComo manusear a Bíblia.ppt
Como manusear a Bíblia.ppt
SamuelFerreira344872
 
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 014º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
Joel de Oliveira
 
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 014º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
Joel Silva
 
Lição 1 - O Que Cremos Sobre a Bíblia
Lição 1 - O Que Cremos Sobre a BíbliaLição 1 - O Que Cremos Sobre a Bíblia
Lição 1 - O Que Cremos Sobre a Bíblia
Respirando Deus
 
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT
Márcio Azevedo
 
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT
Márcio Azevedo
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
antonio211075
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
Renato Bordoni
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
Adilson Lima Costa
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
Angelo Nhar
 

Semelhante a A Historicidade da Bíblia (20)

Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo TestamentoApostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
 
Bíblia - introdução
Bíblia - introduçãoBíblia - introdução
Bíblia - introdução
 
Sagrada escritura
Sagrada escrituraSagrada escritura
Sagrada escritura
 
Bíblia sagrada
Bíblia sagradaBíblia sagrada
Bíblia sagrada
 
Bíblia sagrada
Bíblia sagradaBíblia sagrada
Bíblia sagrada
 
Introdução ao Estudo do Antigo Testamento - completo
Introdução ao Estudo do Antigo Testamento - completoIntrodução ao Estudo do Antigo Testamento - completo
Introdução ao Estudo do Antigo Testamento - completo
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
 
TEMA BIBLIA para crisma 2° encontro
TEMA BIBLIA para crisma 2° encontroTEMA BIBLIA para crisma 2° encontro
TEMA BIBLIA para crisma 2° encontro
 
Como manusear a Bíblia.ppt
Como manusear a Bíblia.pptComo manusear a Bíblia.ppt
Como manusear a Bíblia.ppt
 
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 014º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
 
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 014º trimestre 2015 adolescentes lição 01
4º trimestre 2015 adolescentes lição 01
 
Lição 1 - O Que Cremos Sobre a Bíblia
Lição 1 - O Que Cremos Sobre a BíbliaLição 1 - O Que Cremos Sobre a Bíblia
Lição 1 - O Que Cremos Sobre a Bíblia
 
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS.PPT
 
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT
29052014060457BIBLIA___CURSO_DE_FORMACAO_DOS_MINISTROS (1).PPT
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
 
Biblia facil
Biblia facilBiblia facil
Biblia facil
 

Último

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 

Último (20)

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 

A Historicidade da Bíblia

  • 1. A Historicidade da Bíblia O livro mais lido, traduzido e distribuído do mundo – desde as suas origens, foi considerada sagrada e de grande importância.
  • 2. Sumário 1. Introdução 2. Cânon Bíblico 3. O antigo Testamento 3.1. Formação e Canonização do A.T. 3.2. Traduções do Antigo Testamento 3.2.1. A septuaginta 4. O Novo testamento 4.1. Formação e Canonização do N.T. 5. Por que Estudar a Bíblia? 5.1. A Palavra de Deus Vivifica o Espirito 5.2. A Palavra de Deus é Viva e Eficaz 2
  • 3. Introdução “Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar, mais doces do que o mel à minha boca. Pelos teus mandamentos alcancei entendimento; por isso odeio todo falso caminho. Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho. Jurei, e o cumprirei, que guardarei os teus justos juízos. Estou aflitíssimo; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua palavra.” Salmos 119:103-107 3
  • 4. A Bíblia É o livro mais lido, traduzido e distribuído do mundo – desde as suas origens, foi considerada sagrada e de grande importância. E, como tal, deveria ser conhecida e compreendida por toda a humanidade. A necessidade de difundir seus ensinamentos, através dos tempos e entre os mais variados povos, resultou em inúmeras traduções para os mais variados idiomas. Hoje é possível encontrar a Bíblia, completa ou em porções, em mais de 2.527 línguas diferentes (levantamento de dez/2010). A relação entre a Bíblia e a História diz respeito à forma como a Bíblia é encarada de um ponto de vista historiográfico. A Bíblia – coletânea de livros escritos em várias épocas em sua maioria por autores anônimos – é um livro considerado sagrado por grupos ocidentais. A História é uma disciplina que lida com o estudo de vestígios e documentos de épocas pretéritas tendo em vista pensar o passado. 4
  • 5. A Bíblia importantes ao mesmo tempo em que possuem uma redação tardia e tendenciosa. A Resistencia ao tempo Por milênios Deus vem mantendo a existência da humanidade por meio de sua palavra, ensinando, exortando e motivando. E por este motivo resolvi criar este e-book com temas fundamentais da educação da fé cristã. Abordaremos informações históricas à formação ao Cânon Sagrado e o motivo pela qual devemos estuda-la, seja muito bem vindo e uma boa leitura. Por muitos anos, o contexto de produção da Bíblia foi simplesmente ignorado, uma vez que o estudo deste livro estava relegado à teologia. Isso mudou quando “uma série de descobertas – o deciframento da escrita hieroglífica egípcia (1822) e o deciframento da escrita cuneiforme acadiana (por volta de 1857) – fez a Bíblia sair de seu ‘esplêndido isolamento’. Desde então, os textos da Bíblia têm sido lidos como documentos históricos iguais a quaisquer outros - no caso, que preservam informações antigas e 5
  • 6. Cânon Bíblico A palavra cânon vem do grego kanón = régua, que por extensão passou a significar catálogo. Na linguagem católica há livros protocanônicos (catalogados em primeira instância), que os protestantes chamam simplesmente “canônicos”. Há livros deuterocanônicos (catalogados em segunda instância, depois de discutidos), que os protestantes têm como “apócrifos”. São sete: Tobias, Judite, Eclesiástico, Baruque, Sabedoria, 1/2 Macabeus, além de fragmentos de Daniel e Ester. Há outrossim livros apócrifos, que os protestantes designam como pseud- epígrafos (=falsamente intitulados): Evangelhos de Tomé, de Pedro, de Nicodemos... 6
  • 7. O antigo Testamento O Antigo Testamento, também conhecido como Escrituras Hebraicas ou Tanakh pelos Judeus. Tanakh é acrônimo lembrando as grandes divisões dos escritos sagrados da Bíblia hebraica que são os Livros da Lei (ou Torá), os livros dos profetas (ou Nevi'im), e os chamados escritos (Ketuvim). Entretanto, a tradição cristã divide o antigo testamento em outras partes, e reordena os livros dividindo-os em categorias; Lei, história, poesia (ou livros de sabedoria) e Profecias. A diferença básica do Tanakh e Antigo Testamento Protestante encontra-se na enumeração e na ordem dos livros. Por exemplo, no Tanakh os livros de 1 Samuel e 2 Samuel formam um único volume; O mesmo ocorre com os livros de 1 Crônicas e 2 Crônicas. O Antigo Testamento protestante é dividido em quatro gêneros literários, a saber: Pentateuco ou Lei, Livros Históricos, Livros Poéticos e Livros Proféticos (Profetas Maiores e Profetas Menores). 7
  • 8. Formação e Canonização do Antigo Testamento Os livros do Antigo Testamento foram escritos em longos pergaminhos confeccionados em pele de cabra e copiados cuidadosamente pelos escribas. Geralmente, cada um desses livros era escrito em um pergaminho separado, embora a Lei ocupasse espaço maior, sendo escrita em dois grandes pergaminhos. Sua Língua O aramaico foi a língua original de algumas partes dos livros de Daniel e de Esdras. Hoje tem-se conhecimento de que o pergaminho de Isaías é o mais remoto trecho do Antigo Testamento em hebraico. Estima-se que foi escrito durante o Século II A.C. em um período de, aproximadamente 1500 anos. 8
  • 9. Traduções do Antigo Testamento Estima-se que a primeira Tradução foi difundida por Alexandre, O Grande, com o crescimento da cultura helênica (grega) por todo mundo. Por esta razão, as escrituras hebraicas foram traduzidas primeiro para língua grega, em Alexandria, no Egito, supostamente a pedido de um Rei egípcio, por volta do terceiro século A.C. Esse Rei chamado Ptolomeu II Filadelfo, teria convocado 72 sábios judeus para traduzirem a Torah para o grego, com a finalidade de incluí-la na Biblioteca de Alexandria. Consequentemente esta obra ficou conhecida por Septuaginta (LXX). 9
  • 10. A Septuaginta Septuaginta é o nome da versão da Bíblia hebraica traduzida em etapas para o grego koiné (comum), entre o século III a.C. e o século I a.C., em Alexandria. Dentre outras tantas, é a mais antiga tradução da bíblia hebraica para o grego, língua franca do Mediterrâneo oriental pelo tempo de Alexandre, o Grande. Primeiro, foram traduzidos os cincos primeiros livros da Bíblia (O Pentateuco), e os demais volumes nos 200 anos subsequentes. 10
  • 11. O Novo Testamento O Novo Testamento é composto por 27 livros, e diferentemente do Antigo Testamento, foi escrito em um período de aproximadamente 100 anos – contados entre a sua história e a sua redação. Também foi escrito originalmente em grego koiné (comum). O Novo Testamento é dividido em quatro gêneros literários, a saber: Evangelhos, História, Epistolas (paulinas e gerais) e revelação. 11
  • 12. Formação e canonização do Novo Testamento Alguns anos depois da ressureição de Jesus Cristo, dezenas de escritos passou a percorrer as cidades e comunidades cristãs. Muitos desses registros (escritos) eram de valores duvidosos (heresias) ao testemunho de Jesus Cristo. Então houve uma grande necessidade de criar uma única fonte confiável literária, então a Igreja teve que tomar uma atitude preventiva que veio a ser a eleição dos livros que seriam adotados como Literatura para regra de fé e prática cristã. Santo Anastácio, bispo de Alexandria, no Egito (séc. IV), foi o primeiro a fazer esta seleção para a Igreja. Seleção está que veio a ser confirmada no Concílio de Hipona, na África em 393 (d.C.), quando foi fechado o Cânon Bíblico. 12
  • 13. Porque estudar a Bíblia? “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16 Ao conhecer os métodos e os processos de canonização da bíblia, faz-nos entender o cuidado de Deus para com a humanidade, apesar de todas as limitações e dificuldades impostas aos redatores e escribas; em detrimentos a que foram expostos os pergaminhos e rolos, a verdade eterna atravessou os séculos e chegou a nós. Nada mais gratificante para um Autor (Deus), seria ver a valorização da sua Obra em nós. Então separei algumas das razões para estudarmos a Bíblia. 13
  • 14. A Palavra de Deus Vivifica o Espirito “O Espírito dá vida; a carne não produz nada que se aproveite. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida.” João 6:63 No livro de João cap. 8, Jesus subverteu a ideia do texto da Lei, atentando para vida daquela adultera, que naquele momento se apresentava: "Mestre, esta mulher foi surpreendida em ato de adultério. Na Lei, Moisés nos ordena apedrejar tais mulheres” João 8:4-5 Se o amor e o poder de Cristo estivessem limitados ao que estava escrito, a adultera (prostituta) não teria sido salva. O espírito traz vida (vivifica) às circunstâncias e às necessidades humanas. 14
  • 15. A Palavra de Deus é Viva e Eficaz “Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”. Hebreus 4:12 Só o Senhor pode, por meio da Sua Palavra, guiar-nos ao caminho eterno (SL 139.23,24). A Palavra do Senhor é verdade, vida e fonte que nos alimenta e restaura as nossas forças. Nela encontramos esperança e alegria, por isso, somos convidados a reservar um momento do nosso dia para ter a experiência de ouvir a Deus por intermédio da leitura das Sagradas Escrituras. 15
  • 16. Conclusão Esse livro é uma introdução ao mundo de conhecimento que você deve aprender sobre a Bíblia, seja para trabalhar na Igreja ou aplicar na sua vida pessoal. Aplique o máximo a Palavra de Deus em sua vida, desfrute das promessas que a Bíblia oferece, caso não consiga compreende-la. Você precisa ter acesso a um conhecimento mais avançado do que eu te mostrei nesse livro. É por esse motivo que eu quero te apresentar um Ebook: MÉTODO COMO LER A BÍBLIA E ENTENDÊ-LA MAIS. E se você decidir aprender a usar esse método para compreender melhor, esse conhecimento é imprescindível. Clique aqui para ver agora como ter sua cópia! Eu preparei um vídeo especial para te explicar exatamente como ter acesso GRÁTIS a esse conteúdo e por que você não vai precisar arriscar nem 1 real para obter esse conhecimento. Nós nos vemos na próxima! 16
  • 17. Escola Bíblica Digital Nada do que você leu nesse livro vai te ajudar se você não colocar em prática a leitura da Bíblia. E viva os benefícios da palavra de Deus em sua vida! Conheça nossos canais de comunicação! Blog: escolabíblicadigital.com.br Quer ter acesso GRÁTIS a um conhecimento mais avançado de Teologia?