SlideShare uma empresa Scribd logo
CURSO BÁSICO DE TEOLOGIA
ANJOS / HOMEM / PECADO / SALVAÇÃO

Prof. Fabio José da Silva
CURSO BÁSICO DE TEOLOGIA
LIÇÃO 02: ANGEOLOGIA
DOUTRINA DOS ANJOS

Prof. Fabio José da Silva
DOUTRINA DOS ANJOS
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
• DEFINIÇÃO: Angelologia é a parte da
Teologia que estuda a doutrina dos
anjos.
– Sabemos que os anjos são criaturas de
Deus e que a expressão “exércitos dos
céus” refere-se a eles.
– Não se pode determinar quando foram
criados, porém, sabe-se que o mundo
espiritual foi criado primeiro; em segundo
lugar criou-se o mundo material, e em
terceiro, a vida sobre a terra.
– Assim, os anjos foram criados antes da
matéria e do homem.
DOUTRINA DOS ANJOS
NATUREZA EPIRITUAL DOS ANJOS
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• Os anjos são espíritos.
– Não possuem corpo material, por
isto:
– Não estão sujeitos a ação da matéria;
– Não podem sofrer danos e nem
serem impedidos por obstáculos
materiais.
– Não sofrem a ação da lei da
gravidade, razão porque podem se
locomover com indescritível
velocidade.
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• Quando querem se revelar:
– Tomam forma humana, porém,
não habitam no corpo do
homem;
– Também não se incorporam
como fazem os demônios.
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• São dotados de personalidade.
– São pessoas; não são robôs, ou
máquinas.
– São, portanto, pessoas
angelicais, visto que são dotados
de inteligência, sentimento e
vontade.
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• São imortais, mas, não eternos.
– Como vimos, eles foram criados, logo
não são eternos, porque tiveram
começo; porém, são imortais, pois
não terão fim.
– Sendo imortais e não se
reproduzindo, o número deles
permanece o mesmo desde a
criação.
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• São seres muito numerosos.
– A Bíblia não revela quantos são,
porém, deixa claro que o número
deles é incalculável.
– Ela fala de milhares de milhares
e milhões de milhões, Ap 5.11.
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• São seres muito poderosos.
–A Bíblia revela que bastou
um para derrotar o poderoso
exército da Assíria e libertar
Jerusalém, IRs 19.35.
NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS

• A Bíblia fala em anjos santos, ou
eleitos e anjos caídos, ou
demônios.
– Deus, contudo, não criou anjos
santos e maus, simplesmente Deus
criou os anjos.
– Os chamados anjos caídos são os
que seguiram Satanás, em sua
rebelião, Ap 12.4.
DOUTRINA DOS ANJOS
ESBOÇO DE UMA DOUTRINA DOS ANJOS
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA

• A ORIGEM DOS ANJOS:
– Os anjos foram criados, Ne 9.6; Sl
148.2,5.
– Foram criados no passado remoto,
Jó 38.7
– Foram criados pela Palavra de Deus,
Sl 33.6
– Cristo é o centro de toda a criação,
Jo 1.3; Cl 1.16.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA

• A ORGANIZAÇÃO DOS ANJOS:
– Os Serafins, Is 6.1-6.
– Os Querubins, Hb 9.5; Sl 80.1; Ez
10.10.
– O Arcanjo, Jd 9; Dn 10.13; I Ts 4.16.
– As anjos, Mt 25.31; Hb 12.22; Jó
25.3.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA

• A NATUREZA DOS ANJOS:
– São criaturas, Ne 9.6
– São espíritos, Hb 1.14.
– São imortais, Lc 20.34,35.
– São numerosos, Jó 25.3
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA

• O CARÁTER DOS ANJOS:
– São obedientes, Mt 6.10; Sl 103.20.
– São reverentes, Fp 2.9-11; Hb 1.6
– São sábios, II Sm 14.17-20; Ez 28.1-5.
– São mansos, II Pe 2.11; Jd 9.
– São poderosos, Sl 103.20; Ap 18.1; II
Sm 24.16.
– São santos, Ap 14.10; At 10.22; Mc
8.38.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA

• OS ANJOS SÃO DESIGNADOS
COMO:
– Anjos, Hb 2.7
– Filhos de Deus, Jó 38.7
– Varões, Gn 18.3
– Vigias, Dn 4.3
– Santos, Sl 89.7
– Exércitos Celestiais, Lc 2.13
– Espíritos Ministradores, Hb 1.14.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• OS ANJOS COMO MENSAGEIROS DE
DEUS:

• Através dos Anjos, Deus envia:
– Anúncios, Lc 1.11-20; Mt 1.20,21.
– Advertências, Mt 2.13; Hb 2.2.
– Instrução, Mt 28.2-6; At 10.3; Dn 4.1317.
– Encorajamento, At 7.53; Gn 28.12; At
27.23.
– Revelação, At 7.53; Ap 1.1; Dn 9.2127.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• OS ANJOS COMO SERVOS DE DEUS:
• Como servos eles são enviados para:
– Sustentar, Mt 4.11; Lc 22.43; I Rs 19.5
– Preservar, Gn 16.7; 24.7; Ap 7.1; Ex
23.20.
– Interceder; Zc 1.12; Ap 8.3.
– Resgatar, Nm 20.16; Sl 34.7; 91.11; at
12.7.
– Servir ao justo depois da morte, Lc
16.22.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• A ATUAÇÃO DOS ANJOS NA VIDA
TERRENA DE JESUS:
– Anunciando seu nascimento, Mt 1.20,21; Lc
1.28-36.
– Estavam presentes em seu nascimento, Lc
2.10-14.
– Assistiram-no na tentação, Mc 1.13.
– Assistiram-no no Getsêmane, Lc 22.43
– Anunciaram a ressurreição, Mc 16.5; Mt
28.2-6.
– Na ascensão, confirmaram a sua chegada no
céu, At 1.10; Sl 24.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• O QUE OS ANJOS PODEM FAZER?
– Podem lançar males físicos aos homens, II
Sm 24.16.
– Podem influenciar pessoas e nações, Dn
10.11.
– Podem exercer força e poder, II Pe 2.11.
– Tem domínio sobre o fogo, Ap 14.18.
– Tem domínio sobre o vento, Ap 7.1.
– Tem domínio sobre o mar, Ap 16.3
– Tem domínio sobre o sol, Ap 16.8,9.
– Podem aparecer repentinamente, Dn 9.21;
Lc 2.14; At 1.10.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• AS TAREFAS DOS ANJOS
– Executam os juízos de Deus, II Sm 24.16.
– Executam os desígnios de Deus, Nm
22.22.
– Executam a vontade de Deus, Sl 103.20.
– Comunicam a vontade de Deus, Dn 8.1517; Lc 1.19,28.
– Louvam a Deus, Sl 148.2; Is 6.2; Lc
2.13,14.
– Alegram com a salvação dos homens, Lc
15.7,10.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• AS LIMITAÇÕES DOS ANJOS
–
–
–
–

Não recebem adoração, Ap 19.10; Cl 2.18.
Não procriam, Mt 22.30.
Não são onisciente, Mt 24.36.
Não conhecem os planos eternos de Deus,
Ef 3.9
– Não conhecem o mistério da salvação, I Pe
1.12.
– Não penetram nas profundezas de deus, I
Co 2. 10,11.
– Não sabem o que está no coração dos
homens, I Rs 8.39.
ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA
• OS ANJOS NA CONSUMAÇÃO DOS
SÉCULOS
–
–
–
–
–
–
–

Na ressurreição dos mortos, I Ts 4.16
No ajuntamento dos escolhidos, Mt 24.31
Na manifestação de Cristo, Mt 16.27
A ceifa final, Mc 13.39
No julgamento das nações, Mt 25.31-33.
Na extinção total da iniquidade, Mt 13.40-42.
Na prisão de Satanás, Ap 20.1,2.
DOUTRINA DOS ANJOS
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• A QUEDA DOS ANJOS:
– Os Anjos foram criados perfeitos e
sem pecado, e como o
homem, foram também dotados
de livre escolha.
– Sob a direção de Satanás, muitos
pecaram e foram banidos da sua
habitação.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• SATANÁS ANTES DA QUEDA:
– Seu nome era “Lúcifer” que
significa “aquele que leva luz”
– Era cheio de sabedoria, Ez 28.
3,12.
– Era perfeito em formosura, Ez
28.12.
– Era um Querubim ungida, Ez
28.14.
– Era perfeito em seus caminhos, Ez
28.15.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• SATANÁS DURANTE A QUEDA (Is
14.12-17)
– Eu subirei ao céu.
– Exaltarei o meu trono.
– No monte da congregação me
assentarei.
– Subirei acima das mais altas nuvens.
– Serei semelhante ao altíssimo.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• SATANÁS DURANTE A QUEDA (Is
14.12-17)
• Este era o pensamento de Lúcifer:
– Seu pensamento transformou-se em
vontade;
– Sua vontade em ação;
– Foi aí que ele rebelou-se contra o
próprio Deus;
– Aqui temos a maior catástrofe do
Universo e da história.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• AS CONSEQUÊNCIAS DO PECADO DE
LÚCIFER:

– Lançado fora do Monte Santo, Ez
28.16
– Precipitado no mais profundo abismo,
Is 14.15.
– Arrastou a terça parte dos anjos, Ap
12.4
– Caiu como um raio, Lc 10.18
– Passou a habitar nos ares, Ef 6.6,12;
Jó 1.6.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• A PERVERSIDADE DA NATUREZA DE
SATANÁS:
– Desde então, tornou-se o ser mais
perverso que existe, autor do pecado
e fonte de todo o mal.
– Sua natureza perversa é revelada
pelos seus vários nomes, como
veremos a seguir.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• NOMES QUEREVELAM SUA CRUELDADE:

– Leão, I Pe 5.8.
– Dragão, Is 27.1; Ap 20.2.
– Destruidor, Ap 9.1.
– Homicida, Jo 8.44
– Antiga serpente, Ap 20.1
– Valente, Mt 12.29; Mc 11.20-22
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• NOMES QUE REVELAM SUA ASTÚCIA:

– Mentiroso, I Jo 2.22
– Pai da mentira, Jo 8.44
– Serpente, II Co 11.3
– Tentador, Mt 4.3
– Ladrão, Jo 10.10
– Acusador, Ap 12.10
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• ELE TAMBÉM É CHAMADO DE:
– Príncipe, Jo 12.31
– Deus deste século, II Co 4.4
– Maligno, Mt 13.19; I Jo 2.19.
– Satanás, I Cr 21.1; Ap 12.9
(Adversário)
– Diabo, Mt 4.1; 10.11 (Caluniador)
– Belzebu, Lc 11.15 (Sujeira)
– Belial, II Co 6.15 (Maldade)
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• SATANÁS É DESCRITO COMO:
– Presunçoso, Mt 4.5,6.
– Orgulhoso, I Tm 3.6.
– Poderoso, Ef 2.2.
– Maligno, Jó 2.4.
– Astuto, Gn 3.1; II Co 11.3
– Enganador, Ef 6.11.
– Cruel e feroz, I Pe 5.8.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• SUAS ATIVIDADES MALÉFICAS:
– Perturbar a obra de Deus, I Ts 2.18.
– Opor-se ao Evangelho, Mt 13.19; Mc 4.15
– Opor-se a Deus e aos homens, I Cr 21.1;
Sl 109.6.
– Induzir ao pecado, Lc 22.3; At 5.3; 26.18.
– Afligir, Jó 1.12
– Tentar, I Ts 3.5
– Cegar, II Co 4.4
– Enganar, Ap 20.7,8; 12.9
– Laçar, I Tm 3.7.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• OS DEMÔNIOS:
– Tem personalidade, Mt 12.43
– Tem vontade própria, Mt 12.44
– Tem faculdades intelectuais, Mt 12.45
– Reconhecem a divindade de Jesus,
Mc 5.9
– São inumeráveis, Mc 5.9
– Tem como príncipe, Satanás, Mt 12.24
– São expulsos em Nome de Jesus, Mc
16.17
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS

• OS ANJOS CAÍDOS
– Esta classe de anjos, mencionada em
Judas 6 e II Pe 2.4;
– Estes anjos encontram se em cadeias
e trevas, ou no lugar chamado Tártaro;
– São classificados por alguns
estudiosos, como sendo um lugar
separado no Hades, ou como é mais
provável, o próprio Abismo.
– Estão presos, naturalmente por serem
de alta periculosidade, e aguardam o
Juízo Final.
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• A VITÓRIA DE JESUS SOBRE SATANÁS

– Jesus veio destruir as suas obras, I Jo
3.9
– Jesus o venceu na cruz, Jo 19.30
– Jesus triunfou sobre ele, Cl 2.15
– Jesus tirou-lhe toda a armadura, Lc
11.20-22
– Satanás foi dominado, I Co 15.25
– Jesus o destronou, Ap 1.18
– A vitória de Jesus é a nossa vitória, I Co
15:57
SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
• COMO PODEMOS VENCER SATANÁS:
– Sujeitando-se a Deus, Tg 4.7; I Pe 5.6
– Sendo sóbrio e vigilante, I Pe 5.8
– Resistindo-o, Tg 4.7
– Revestindo-se de toda a armadura de
Deus, Ef 6.10-12.
– Orando em todo tempo, Ef 6.18
Lição 02 - Doutrina dos Anjos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
Anderson Silvério
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Angeologia
 Angeologia Angeologia
Angeologia
RODRIGO FERREIRA
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Introdução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo TestamentoIntrodução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo Testamento
Viva a Igreja
 
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Éder Tomé
 
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
RODRIGO FERREIRA
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
Respirando Deus
 
antropologia teológica
antropologia teológicaantropologia teológica
antropologia teológica
RODRIGO FERREIRA
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
As provações de jó
As provações de jóAs provações de jó
As provações de jó
Claudio Melo David
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
faculdadeteologica
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
Gcom digital factory
 
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua DeidadeLição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Éder Tomé
 
Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1
Luciana Lisboa
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
Respirando Deus
 
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da BíbliaLição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Éder Tomé
 
Bibliologia - Cânon biblico
Bibliologia - Cânon biblicoBibliologia - Cânon biblico
Bibliologia - Cânon biblico
RODRIGO FERREIRA
 

Mais procurados (20)

A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Angeologia
 Angeologia Angeologia
Angeologia
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
 
Introdução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo TestamentoIntrodução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo Testamento
 
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
2. O Livro de Gênesis: o Pacto das Obras
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
 
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
HERESIOLOGIA (AULA 01-1 - BÁSICO - IBADEP)
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
 
antropologia teológica
antropologia teológicaantropologia teológica
antropologia teológica
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
As provações de jó
As provações de jóAs provações de jó
As provações de jó
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
 
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua DeidadeLição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
Lição 2 - A Humanidade de Jesus Cristo e a Sua Deidade
 
Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1Introdução à Teologia Sistemática 1
Introdução à Teologia Sistemática 1
 
Panorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - HabacuquePanorama do AT - Habacuque
Panorama do AT - Habacuque
 
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da BíbliaLição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
 
Bibliologia - Cânon biblico
Bibliologia - Cânon biblicoBibliologia - Cânon biblico
Bibliologia - Cânon biblico
 

Destaque

Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
JOSIAS MOURA DE MENEZES
 
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
Antonio Rodrigues
 
Angeologia Aula Unica
Angeologia Aula UnicaAngeologia Aula Unica
Angeologia Aula Unica
neymattos
 
Wilson angelologia
Wilson   angelologiaWilson   angelologia
Wilson angelologia
wildete
 
Antropologia Teológica Unidade II
Antropologia Teológica   Unidade IIAntropologia Teológica   Unidade II
Antropologia Teológica Unidade II
Coop. Fabio Silva
 
Lição 01 Doutrina da Criação
Lição 01   Doutrina da CriaçãoLição 01   Doutrina da Criação
Lição 01 Doutrina da Criação
Coop. Fabio Silva
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Coop. Fabio Silva
 
Curso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPCurso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEP
Moisés Sampaio
 
Estudo 02 - Confronto com Moisés
Estudo 02 - Confronto com MoisésEstudo 02 - Confronto com Moisés
Estudo 02 - Confronto com Moisés
Coop. Fabio Silva
 
Doutrina Dos Anjos Modulo 2
Doutrina Dos Anjos Modulo 2Doutrina Dos Anjos Modulo 2
Doutrina Dos Anjos Modulo 2
fogotv
 
5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia
5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia
5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia
Cristian Mateus
 
O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01
O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01 O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01
O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01
Coop. Fabio Silva
 
Doutrina do homem
Doutrina do homemDoutrina do homem
Doutrina do homem
Gcom digital factory
 
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIAIBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
Coop. Fabio Silva
 
ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBARE
ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBAREANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBARE
ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBARE
Coop. Fabio Silva
 
PRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01 DÍZIMOS
PRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01  DÍZIMOSPRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01  DÍZIMOS
PRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01 DÍZIMOS
Coop. Fabio Silva
 
Lição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIM
Lição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIMLição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIM
Lição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIM
Coop. Fabio Silva
 
Apostila teologia-sistematica-antropologia
Apostila teologia-sistematica-antropologiaApostila teologia-sistematica-antropologia
Apostila teologia-sistematica-antropologia
Magaly Costa
 
Teologia sistemática 3
Teologia sistemática 3Teologia sistemática 3
Teologia sistemática 3
Adejovane Junior
 
Anjos
AnjosAnjos
Anjos
Torah
 

Destaque (20)

Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
 
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
 
Angeologia Aula Unica
Angeologia Aula UnicaAngeologia Aula Unica
Angeologia Aula Unica
 
Wilson angelologia
Wilson   angelologiaWilson   angelologia
Wilson angelologia
 
Antropologia Teológica Unidade II
Antropologia Teológica   Unidade IIAntropologia Teológica   Unidade II
Antropologia Teológica Unidade II
 
Lição 01 Doutrina da Criação
Lição 01   Doutrina da CriaçãoLição 01   Doutrina da Criação
Lição 01 Doutrina da Criação
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
 
Curso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPCurso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEP
 
Estudo 02 - Confronto com Moisés
Estudo 02 - Confronto com MoisésEstudo 02 - Confronto com Moisés
Estudo 02 - Confronto com Moisés
 
Doutrina Dos Anjos Modulo 2
Doutrina Dos Anjos Modulo 2Doutrina Dos Anjos Modulo 2
Doutrina Dos Anjos Modulo 2
 
5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia
5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia
5052892 apostila-de-teologia-sistematica-angelologia-demonologia
 
O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01
O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01 O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01
O ETERNO PLANO DE DEUS - DO AT AO NT: ESTUDO 01
 
Doutrina do homem
Doutrina do homemDoutrina do homem
Doutrina do homem
 
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIAIBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
 
ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBARE
ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBAREANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBARE
ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA - UNIDADE I - SETEBARE
 
PRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01 DÍZIMOS
PRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01  DÍZIMOSPRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01  DÍZIMOS
PRINCÍPIOS DE GENENEROSIDADE: Estudo 01 DÍZIMOS
 
Lição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIM
Lição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIMLição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIM
Lição 09 - O PRENUNCIO DO TEMPO DO FIM
 
Apostila teologia-sistematica-antropologia
Apostila teologia-sistematica-antropologiaApostila teologia-sistematica-antropologia
Apostila teologia-sistematica-antropologia
 
Teologia sistemática 3
Teologia sistemática 3Teologia sistemática 3
Teologia sistemática 3
 
Anjos
AnjosAnjos
Anjos
 

Semelhante a Lição 02 - Doutrina dos Anjos

ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - AngelologiaDoutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
Roberto Trindade
 
Angelologia - INCITH.pptx
Angelologia - INCITH.pptxAngelologia - INCITH.pptx
Angelologia - INCITH.pptx
CarlosAzevedo109
 
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
GiovanaCosta40
 
ANGELOLOGIA.pptx
ANGELOLOGIA.pptxANGELOLOGIA.pptx
ANGELOLOGIA.pptx
PrJulioCesarSoares
 
Estudos sobre anjos
Estudos sobre anjosEstudos sobre anjos
Estudos sobre anjos
Luiz Ferreira
 
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxEstudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Tiago Silva
 
Pneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentinPneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentin
casa
 
Anjos aula 1
Anjos   aula 1Anjos   aula 1
Anjos aula 1
teologobrasil
 
Apresentação batalha espiritiual
Apresentação batalha espiritiualApresentação batalha espiritiual
Apresentação batalha espiritiual
Joseilson Santos Silva
 
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMOESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
Eli Vieira
 
Teologia 34
Teologia 34Teologia 34
Teologia 34
marcelo olegario
 
Apostila 34
Apostila 34Apostila 34
Apostila 34
amaildo pereira
 
Apostila 34
Apostila 34Apostila 34
Apostila 34
Omar Gebara
 
A doutrina bíblica dos anjos
A doutrina bíblica dos anjosA doutrina bíblica dos anjos
A doutrina bíblica dos anjos
Wellington L. Silva
 
PNEUMATOLOGIAEBDOK.pptx
PNEUMATOLOGIAEBDOK.pptxPNEUMATOLOGIAEBDOK.pptx
PNEUMATOLOGIAEBDOK.pptx
Vania Cristina Rocha Duarte
 
Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
Instituto Teológico Gamaliel
 
Slid roberto doutrina do espã‚ rito santo
Slid roberto doutrina do espã‚ rito santoSlid roberto doutrina do espã‚ rito santo
Slid roberto doutrina do espã‚ rito santo
robertovicente2015
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
Edivaldo Pereira
 
Angelologia bíblica
Angelologia bíblicaAngelologia bíblica
Angelologia bíblica
Luiz Ferreira
 

Semelhante a Lição 02 - Doutrina dos Anjos (20)

ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
ANJOS, HOMEM, PECADO E SALVAÇÃO (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
 
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - AngelologiaDoutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
 
Angelologia - INCITH.pptx
Angelologia - INCITH.pptxAngelologia - INCITH.pptx
Angelologia - INCITH.pptx
 
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
 
ANGELOLOGIA.pptx
ANGELOLOGIA.pptxANGELOLOGIA.pptx
ANGELOLOGIA.pptx
 
Estudos sobre anjos
Estudos sobre anjosEstudos sobre anjos
Estudos sobre anjos
 
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxEstudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
 
Pneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentinPneumatologia prof sandro valentin
Pneumatologia prof sandro valentin
 
Anjos aula 1
Anjos   aula 1Anjos   aula 1
Anjos aula 1
 
Apresentação batalha espiritiual
Apresentação batalha espiritiualApresentação batalha espiritiual
Apresentação batalha espiritiual
 
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMOESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
 
Teologia 34
Teologia 34Teologia 34
Teologia 34
 
Apostila 34
Apostila 34Apostila 34
Apostila 34
 
Apostila 34
Apostila 34Apostila 34
Apostila 34
 
A doutrina bíblica dos anjos
A doutrina bíblica dos anjosA doutrina bíblica dos anjos
A doutrina bíblica dos anjos
 
PNEUMATOLOGIAEBDOK.pptx
PNEUMATOLOGIAEBDOK.pptxPNEUMATOLOGIAEBDOK.pptx
PNEUMATOLOGIAEBDOK.pptx
 
Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
 
Slid roberto doutrina do espã‚ rito santo
Slid roberto doutrina do espã‚ rito santoSlid roberto doutrina do espã‚ rito santo
Slid roberto doutrina do espã‚ rito santo
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
 
Angelologia bíblica
Angelologia bíblicaAngelologia bíblica
Angelologia bíblica
 

Último

Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (16)

Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

Lição 02 - Doutrina dos Anjos

  • 1. CURSO BÁSICO DE TEOLOGIA ANJOS / HOMEM / PECADO / SALVAÇÃO Prof. Fabio José da Silva
  • 2. CURSO BÁSICO DE TEOLOGIA LIÇÃO 02: ANGEOLOGIA DOUTRINA DOS ANJOS Prof. Fabio José da Silva
  • 4. INTRODUÇÃO • DEFINIÇÃO: Angelologia é a parte da Teologia que estuda a doutrina dos anjos. – Sabemos que os anjos são criaturas de Deus e que a expressão “exércitos dos céus” refere-se a eles. – Não se pode determinar quando foram criados, porém, sabe-se que o mundo espiritual foi criado primeiro; em segundo lugar criou-se o mundo material, e em terceiro, a vida sobre a terra. – Assim, os anjos foram criados antes da matéria e do homem.
  • 5. DOUTRINA DOS ANJOS NATUREZA EPIRITUAL DOS ANJOS
  • 6. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • Os anjos são espíritos. – Não possuem corpo material, por isto: – Não estão sujeitos a ação da matéria; – Não podem sofrer danos e nem serem impedidos por obstáculos materiais. – Não sofrem a ação da lei da gravidade, razão porque podem se locomover com indescritível velocidade.
  • 7. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • Quando querem se revelar: – Tomam forma humana, porém, não habitam no corpo do homem; – Também não se incorporam como fazem os demônios.
  • 8. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • São dotados de personalidade. – São pessoas; não são robôs, ou máquinas. – São, portanto, pessoas angelicais, visto que são dotados de inteligência, sentimento e vontade.
  • 9. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • São imortais, mas, não eternos. – Como vimos, eles foram criados, logo não são eternos, porque tiveram começo; porém, são imortais, pois não terão fim. – Sendo imortais e não se reproduzindo, o número deles permanece o mesmo desde a criação.
  • 10. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • São seres muito numerosos. – A Bíblia não revela quantos são, porém, deixa claro que o número deles é incalculável. – Ela fala de milhares de milhares e milhões de milhões, Ap 5.11.
  • 11. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • São seres muito poderosos. –A Bíblia revela que bastou um para derrotar o poderoso exército da Assíria e libertar Jerusalém, IRs 19.35.
  • 12. NATUREZA ESPIRITUAL DOS ANJOS • A Bíblia fala em anjos santos, ou eleitos e anjos caídos, ou demônios. – Deus, contudo, não criou anjos santos e maus, simplesmente Deus criou os anjos. – Os chamados anjos caídos são os que seguiram Satanás, em sua rebelião, Ap 12.4.
  • 13. DOUTRINA DOS ANJOS ESBOÇO DE UMA DOUTRINA DOS ANJOS
  • 14. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • A ORIGEM DOS ANJOS: – Os anjos foram criados, Ne 9.6; Sl 148.2,5. – Foram criados no passado remoto, Jó 38.7 – Foram criados pela Palavra de Deus, Sl 33.6 – Cristo é o centro de toda a criação, Jo 1.3; Cl 1.16.
  • 15. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • A ORGANIZAÇÃO DOS ANJOS: – Os Serafins, Is 6.1-6. – Os Querubins, Hb 9.5; Sl 80.1; Ez 10.10. – O Arcanjo, Jd 9; Dn 10.13; I Ts 4.16. – As anjos, Mt 25.31; Hb 12.22; Jó 25.3.
  • 16. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • A NATUREZA DOS ANJOS: – São criaturas, Ne 9.6 – São espíritos, Hb 1.14. – São imortais, Lc 20.34,35. – São numerosos, Jó 25.3
  • 17. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • O CARÁTER DOS ANJOS: – São obedientes, Mt 6.10; Sl 103.20. – São reverentes, Fp 2.9-11; Hb 1.6 – São sábios, II Sm 14.17-20; Ez 28.1-5. – São mansos, II Pe 2.11; Jd 9. – São poderosos, Sl 103.20; Ap 18.1; II Sm 24.16. – São santos, Ap 14.10; At 10.22; Mc 8.38.
  • 18. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • OS ANJOS SÃO DESIGNADOS COMO: – Anjos, Hb 2.7 – Filhos de Deus, Jó 38.7 – Varões, Gn 18.3 – Vigias, Dn 4.3 – Santos, Sl 89.7 – Exércitos Celestiais, Lc 2.13 – Espíritos Ministradores, Hb 1.14.
  • 19. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • OS ANJOS COMO MENSAGEIROS DE DEUS: • Através dos Anjos, Deus envia: – Anúncios, Lc 1.11-20; Mt 1.20,21. – Advertências, Mt 2.13; Hb 2.2. – Instrução, Mt 28.2-6; At 10.3; Dn 4.1317. – Encorajamento, At 7.53; Gn 28.12; At 27.23. – Revelação, At 7.53; Ap 1.1; Dn 9.2127.
  • 20. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • OS ANJOS COMO SERVOS DE DEUS: • Como servos eles são enviados para: – Sustentar, Mt 4.11; Lc 22.43; I Rs 19.5 – Preservar, Gn 16.7; 24.7; Ap 7.1; Ex 23.20. – Interceder; Zc 1.12; Ap 8.3. – Resgatar, Nm 20.16; Sl 34.7; 91.11; at 12.7. – Servir ao justo depois da morte, Lc 16.22.
  • 21. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • A ATUAÇÃO DOS ANJOS NA VIDA TERRENA DE JESUS: – Anunciando seu nascimento, Mt 1.20,21; Lc 1.28-36. – Estavam presentes em seu nascimento, Lc 2.10-14. – Assistiram-no na tentação, Mc 1.13. – Assistiram-no no Getsêmane, Lc 22.43 – Anunciaram a ressurreição, Mc 16.5; Mt 28.2-6. – Na ascensão, confirmaram a sua chegada no céu, At 1.10; Sl 24.
  • 22. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • O QUE OS ANJOS PODEM FAZER? – Podem lançar males físicos aos homens, II Sm 24.16. – Podem influenciar pessoas e nações, Dn 10.11. – Podem exercer força e poder, II Pe 2.11. – Tem domínio sobre o fogo, Ap 14.18. – Tem domínio sobre o vento, Ap 7.1. – Tem domínio sobre o mar, Ap 16.3 – Tem domínio sobre o sol, Ap 16.8,9. – Podem aparecer repentinamente, Dn 9.21; Lc 2.14; At 1.10.
  • 23. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • AS TAREFAS DOS ANJOS – Executam os juízos de Deus, II Sm 24.16. – Executam os desígnios de Deus, Nm 22.22. – Executam a vontade de Deus, Sl 103.20. – Comunicam a vontade de Deus, Dn 8.1517; Lc 1.19,28. – Louvam a Deus, Sl 148.2; Is 6.2; Lc 2.13,14. – Alegram com a salvação dos homens, Lc 15.7,10.
  • 24. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • AS LIMITAÇÕES DOS ANJOS – – – – Não recebem adoração, Ap 19.10; Cl 2.18. Não procriam, Mt 22.30. Não são onisciente, Mt 24.36. Não conhecem os planos eternos de Deus, Ef 3.9 – Não conhecem o mistério da salvação, I Pe 1.12. – Não penetram nas profundezas de deus, I Co 2. 10,11. – Não sabem o que está no coração dos homens, I Rs 8.39.
  • 25.
  • 26. ESBOÇO DE UMA ANGEOLOGIA • OS ANJOS NA CONSUMAÇÃO DOS SÉCULOS – – – – – – – Na ressurreição dos mortos, I Ts 4.16 No ajuntamento dos escolhidos, Mt 24.31 Na manifestação de Cristo, Mt 16.27 A ceifa final, Mc 13.39 No julgamento das nações, Mt 25.31-33. Na extinção total da iniquidade, Mt 13.40-42. Na prisão de Satanás, Ap 20.1,2.
  • 27. DOUTRINA DOS ANJOS SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS
  • 28. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • A QUEDA DOS ANJOS: – Os Anjos foram criados perfeitos e sem pecado, e como o homem, foram também dotados de livre escolha. – Sob a direção de Satanás, muitos pecaram e foram banidos da sua habitação.
  • 29. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • SATANÁS ANTES DA QUEDA: – Seu nome era “Lúcifer” que significa “aquele que leva luz” – Era cheio de sabedoria, Ez 28. 3,12. – Era perfeito em formosura, Ez 28.12. – Era um Querubim ungida, Ez 28.14. – Era perfeito em seus caminhos, Ez 28.15.
  • 30. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • SATANÁS DURANTE A QUEDA (Is 14.12-17) – Eu subirei ao céu. – Exaltarei o meu trono. – No monte da congregação me assentarei. – Subirei acima das mais altas nuvens. – Serei semelhante ao altíssimo.
  • 31. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • SATANÁS DURANTE A QUEDA (Is 14.12-17) • Este era o pensamento de Lúcifer: – Seu pensamento transformou-se em vontade; – Sua vontade em ação; – Foi aí que ele rebelou-se contra o próprio Deus; – Aqui temos a maior catástrofe do Universo e da história.
  • 32. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • AS CONSEQUÊNCIAS DO PECADO DE LÚCIFER: – Lançado fora do Monte Santo, Ez 28.16 – Precipitado no mais profundo abismo, Is 14.15. – Arrastou a terça parte dos anjos, Ap 12.4 – Caiu como um raio, Lc 10.18 – Passou a habitar nos ares, Ef 6.6,12; Jó 1.6.
  • 33. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • A PERVERSIDADE DA NATUREZA DE SATANÁS: – Desde então, tornou-se o ser mais perverso que existe, autor do pecado e fonte de todo o mal. – Sua natureza perversa é revelada pelos seus vários nomes, como veremos a seguir.
  • 34. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • NOMES QUEREVELAM SUA CRUELDADE: – Leão, I Pe 5.8. – Dragão, Is 27.1; Ap 20.2. – Destruidor, Ap 9.1. – Homicida, Jo 8.44 – Antiga serpente, Ap 20.1 – Valente, Mt 12.29; Mc 11.20-22
  • 35. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • NOMES QUE REVELAM SUA ASTÚCIA: – Mentiroso, I Jo 2.22 – Pai da mentira, Jo 8.44 – Serpente, II Co 11.3 – Tentador, Mt 4.3 – Ladrão, Jo 10.10 – Acusador, Ap 12.10
  • 36. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • ELE TAMBÉM É CHAMADO DE: – Príncipe, Jo 12.31 – Deus deste século, II Co 4.4 – Maligno, Mt 13.19; I Jo 2.19. – Satanás, I Cr 21.1; Ap 12.9 (Adversário) – Diabo, Mt 4.1; 10.11 (Caluniador) – Belzebu, Lc 11.15 (Sujeira) – Belial, II Co 6.15 (Maldade)
  • 37. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • SATANÁS É DESCRITO COMO: – Presunçoso, Mt 4.5,6. – Orgulhoso, I Tm 3.6. – Poderoso, Ef 2.2. – Maligno, Jó 2.4. – Astuto, Gn 3.1; II Co 11.3 – Enganador, Ef 6.11. – Cruel e feroz, I Pe 5.8.
  • 38. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • SUAS ATIVIDADES MALÉFICAS: – Perturbar a obra de Deus, I Ts 2.18. – Opor-se ao Evangelho, Mt 13.19; Mc 4.15 – Opor-se a Deus e aos homens, I Cr 21.1; Sl 109.6. – Induzir ao pecado, Lc 22.3; At 5.3; 26.18. – Afligir, Jó 1.12 – Tentar, I Ts 3.5 – Cegar, II Co 4.4 – Enganar, Ap 20.7,8; 12.9 – Laçar, I Tm 3.7.
  • 39.
  • 40. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • OS DEMÔNIOS: – Tem personalidade, Mt 12.43 – Tem vontade própria, Mt 12.44 – Tem faculdades intelectuais, Mt 12.45 – Reconhecem a divindade de Jesus, Mc 5.9 – São inumeráveis, Mc 5.9 – Tem como príncipe, Satanás, Mt 12.24 – São expulsos em Nome de Jesus, Mc 16.17
  • 41. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • OS ANJOS CAÍDOS – Esta classe de anjos, mencionada em Judas 6 e II Pe 2.4; – Estes anjos encontram se em cadeias e trevas, ou no lugar chamado Tártaro; – São classificados por alguns estudiosos, como sendo um lugar separado no Hades, ou como é mais provável, o próprio Abismo. – Estão presos, naturalmente por serem de alta periculosidade, e aguardam o Juízo Final.
  • 42. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • A VITÓRIA DE JESUS SOBRE SATANÁS – Jesus veio destruir as suas obras, I Jo 3.9 – Jesus o venceu na cruz, Jo 19.30 – Jesus triunfou sobre ele, Cl 2.15 – Jesus tirou-lhe toda a armadura, Lc 11.20-22 – Satanás foi dominado, I Co 15.25 – Jesus o destronou, Ap 1.18 – A vitória de Jesus é a nossa vitória, I Co 15:57
  • 43. SATANÁS E SEUS ANJOS CAÍDOS • COMO PODEMOS VENCER SATANÁS: – Sujeitando-se a Deus, Tg 4.7; I Pe 5.6 – Sendo sóbrio e vigilante, I Pe 5.8 – Resistindo-o, Tg 4.7 – Revestindo-se de toda a armadura de Deus, Ef 6.10-12. – Orando em todo tempo, Ef 6.18