SlideShare uma empresa Scribd logo

 O outono (ao 1945: Outono) é a estação do ano que
sucede ao verão e antecede o inverno. É caraterizado
por queda na temperatura, e pelo amarelar e início
da queda das folhas das árvores, que indica a
passagem de estações (exceto nas regiões próximas
ao equador).
O outono

 O outono do hemisfério norte é chamado de "outono
boreal", e o do hemisfério sul é chamado de "outono
austral". O "outono boreal" tem início, no hemisfério
norte, a 22 ou 23 de setembro e termina a 21 ou 22 de
dezembro. O "outono austral" tem início, no
hemisfério sul, a 20 de março e termina a 20 ou 21 de
junho.
Continuação

 A vindima é a colheita (apanha) da uva. Num
sentido mais lato a vindima engloba o período entre
a colheita das uvas e o inicio da produção do vinho.
Vindima

 Em Portugal, a vindima ocorre em diferentes meses,
consoante a espécie da uva e a localização das
vinhas. Na região do Douro, a vindima é feita
durante o mês de setembro, podendo se estender até
outubro.
Continuação

Frutos do outono

 O dióspiro ou caqui é um fruto tropical, de cor mais
ou menos alaranjada, com a pele lisa e um sabor
muito doce. Consome-se como fruta fresca, embora
se possa utilizar no fabrico de pasteis ou
marmeladas. É uma fonte importante de vitaminas A
e C.
Diospiro

 A amêndoa, semente do fruto da amendoeira, é de
fácil aproveitamento no cardápio do homem.
Coberta por uma pele fina e acastanhada, envolvida
numa casca dura que protege a semente, ela é uma
ótima opção para combinar em sua dieta, garantindo
vários benefícios à saúde.
Amêndoas

 As amêndoas podem ser classificadas em doces e
amargas, sendo as primeiras de grande variedade
comestível e as amargas utilizadas para fabricação de
óleos de amêndoas, utilizados como agentes de
condimento para alimentos e licores.
Continuação

 A romã é uma infrutescência da romãzeira (Punica
granatum), fruto vulgar no mediterrâneo oriental e
médio oriente onde é tomado como aperitivo,
sobremesa ou algumas vezes em bebida alcoólica. O
seu interior é subdividido por finas películas, que
formam pequenas sementes possuidoras de uma
polpa comestível.
Romã

 O milho é um conhecido cereal, cultivado em grande
parte do mundo. O milho é extensivamente utilizado
como alimento humano ou para ração animal,
devido às suas qualidades nutricionais.
Milho

 Todas as evidências científicas levam a crer que seja
uma planta de origem mexicana, já que a sua
domesticação começou há cerca de 7500 a 12000 anos
na área central do México. É um dos alimentos mais
nutritivos que existem, contendo quase todos os
aminoácidos conhecidos, sendo exceções a lisina e o
triptofano.
Continuação

 Um fruto de casca rija, em botânica, é um fruto seco
com apenas uma semente (raramente duas) no qual a
parede do ovário ou parte dela torna-se muito dura
na maturidade. A maioria dos frutos de casca rija
vem dos pistilos com ovários inferiores (veja flor) e
não abrem na maturidade.
Noz

 A avelã da aveleira, avelaneira ou avelãzeira que é
um arbusto da família Betulaceae que cresce
naturalmente em quase toda a Europa, Ásia Menor e
parte também da América do Norte.
Avelã

 A avelã consiste em um fruto mais ou menos
esférico, lenhoso e indeiscente, cuja casca é
extremamente resistente. Em seu interior, encontra-
se a semente comestível, de sabor levemente
adocicado e algo oleaginosa.
Continuação

 Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia
Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história
da civilização ocidental desde há mais de 100 mil
anos. A par com o pistácio, a castanha constituiu um
importante contributo calórico ao homem pré-
histórico que também a utilizou na alimentação dos
animais.
Catanha

 O Magusto é uma festa popular, cujas formas de
celebração divergem um pouco consoante as
tradições regionais. Grupos de amigos e famílias
juntam-se à volta de uma fogueira onde se assam
castanhas ou bolotas para comer, bebe-se a jeropiga,
água-pé ou vinho novo, fazem-se brincadeiras, as
pessoas enfarruscam-se com as cinzas, cantam-se
cantigas.
Magusto

 O magusto realiza-se em datas festivas: no dia de São
Simão, no dia de Todos-os-Santos ou no dia São
Martinho. Inúmeras celebrações ocorrem não só por
Portugal inteiro mas também na Galiza (onde se
chama magusto, em galego) e nas Astúrias.
Continuação

 Realizado por
 Ricardo C
 Ricardo F

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mata de araucarias
Mata de araucarias Mata de araucarias
Mata de araucarias
Hávila Said
 
Mata de Araucária
Mata de AraucáriaMata de Araucária
Mata de Araucária
diegovicari
 
Apresentação uvas diogo
Apresentação uvas diogoApresentação uvas diogo
Apresentação uvas diogo
Luis Travassos
 
Azinheira ( Vegetação)
Azinheira ( Vegetação)Azinheira ( Vegetação)
Azinheira ( Vegetação)
FloraCosta
 
Floresta autóctone
Floresta autóctoneFloresta autóctone
Floresta autóctone
Helena Gonçalves
 
Espécies autóctones de portugal
Espécies autóctones de portugalEspécies autóctones de portugal
Espécies autóctones de portugal
Raúl Freitas
 
Pinheiro Manso e Bravo
Pinheiro Manso e BravoPinheiro Manso e Bravo
Pinheiro Manso e Bravo
bichareca
 
Percurso serra e montes
Percurso serra e montesPercurso serra e montes
Percurso serra e montes
Armindo Rosa
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
FArlete
 
Mata das araucárias gt5
Mata das araucárias   gt5Mata das araucárias   gt5
Mata das araucárias gt5
nathaliafpaiva
 
Biomas janaina e bruna 6b
Biomas   janaina e  bruna 6bBiomas   janaina e  bruna 6b
Biomas janaina e bruna 6b
pptmeirelles
 
Árvores do RS
Árvores do RSÁrvores do RS
Árvores do RS
Elisângela Ribas
 
áRvores do rs 4°b
áRvores do rs 4°báRvores do rs 4°b
áRvores do rs 4°b
Elisângela Ribas
 
Arvores do RS: Henrique
Arvores do RS: HenriqueArvores do RS: Henrique
Arvores do RS: Henrique
Elisângela Ribas
 
Arvores do rs
Arvores do rsArvores do rs
Arvores do rs
Elisângela Ribas
 
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
Cópia de biomas   janaina e  bruna 6bCópia de biomas   janaina e  bruna 6b
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
pptmeirelles
 
O loureiro
O loureiroO loureiro
Árvores do 4B: Helena
Árvores do 4B: HelenaÁrvores do 4B: Helena
Árvores do 4B: Helena
Elisângela Ribas
 

Mais procurados (18)

Mata de araucarias
Mata de araucarias Mata de araucarias
Mata de araucarias
 
Mata de Araucária
Mata de AraucáriaMata de Araucária
Mata de Araucária
 
Apresentação uvas diogo
Apresentação uvas diogoApresentação uvas diogo
Apresentação uvas diogo
 
Azinheira ( Vegetação)
Azinheira ( Vegetação)Azinheira ( Vegetação)
Azinheira ( Vegetação)
 
Floresta autóctone
Floresta autóctoneFloresta autóctone
Floresta autóctone
 
Espécies autóctones de portugal
Espécies autóctones de portugalEspécies autóctones de portugal
Espécies autóctones de portugal
 
Pinheiro Manso e Bravo
Pinheiro Manso e BravoPinheiro Manso e Bravo
Pinheiro Manso e Bravo
 
Percurso serra e montes
Percurso serra e montesPercurso serra e montes
Percurso serra e montes
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
 
Mata das araucárias gt5
Mata das araucárias   gt5Mata das araucárias   gt5
Mata das araucárias gt5
 
Biomas janaina e bruna 6b
Biomas   janaina e  bruna 6bBiomas   janaina e  bruna 6b
Biomas janaina e bruna 6b
 
Árvores do RS
Árvores do RSÁrvores do RS
Árvores do RS
 
áRvores do rs 4°b
áRvores do rs 4°báRvores do rs 4°b
áRvores do rs 4°b
 
Arvores do RS: Henrique
Arvores do RS: HenriqueArvores do RS: Henrique
Arvores do RS: Henrique
 
Arvores do rs
Arvores do rsArvores do rs
Arvores do rs
 
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
Cópia de biomas   janaina e  bruna 6bCópia de biomas   janaina e  bruna 6b
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
 
O loureiro
O loureiroO loureiro
O loureiro
 
Árvores do 4B: Helena
Árvores do 4B: HelenaÁrvores do 4B: Helena
Árvores do 4B: Helena
 

Semelhante a A estação de queda das folhas

Apostilha meio ambiente
Apostilha meio ambienteApostilha meio ambiente
Apostilha meio ambiente
Uiles Martins
 
Ervas aromáticas
Ervas aromáticasErvas aromáticas
Ervas aromáticas
piefmania
 
Outono turma 5
Outono turma 5Outono turma 5
Outono turma 5
EscolaFonteJoana
 
Abacaxi
AbacaxiAbacaxi
Abacaxi
Sarah Noleto
 
Frutas da amazônia
Frutas da amazôniaFrutas da amazônia
Frutas da amazônia
kelly23k
 
Frutas tropicais
Frutas tropicais  Frutas tropicais
Frutas tropicais
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Frutas
FrutasFrutas
Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2
Amigo da Horta
 
Bromeeliaceae
BromeeliaceaeBromeeliaceae
Bromeeliaceae
Henrique Zini
 
P.s. vive melhor
P.s. vive melhorP.s. vive melhor
P.s. vive melhor
Blucas
 
Ervas e plantas aromáticas
Ervas e plantas aromáticasErvas e plantas aromáticas
Ervas e plantas aromáticas
ebsdlavitor
 
O Cerrado
O Cerrado O Cerrado
O Cerrado
AdautoPereira8
 
Araucárias cleusi e liana (reparado)
Araucárias cleusi e liana (reparado)Araucárias cleusi e liana (reparado)
Araucárias cleusi e liana (reparado)
munchemfest
 
Book Pppt
Book PpptBook Pppt
Book Pppt
osbenjamins
 
Patrimonio Portugues Floresta A Proteger
Patrimonio Portugues   Floresta A ProtegerPatrimonio Portugues   Floresta A Proteger
Patrimonio Portugues Floresta A Proteger
andmatos
 
Sabias que...(novembro)
Sabias que...(novembro)Sabias que...(novembro)
Sabias que...(novembro)
Olga Francisco
 
Frutas E Legumes Acerola
Frutas E Legumes AcerolaFrutas E Legumes Acerola
Frutas E Legumes Acerola
quituteira quitutes
 
2941627
29416272941627
2941627
na cozinha
 
Calendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2bCalendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2b
zezinhojc
 
7 azinheira
7 azinheira7 azinheira
7 azinheira
Amigo da Horta
 

Semelhante a A estação de queda das folhas (20)

Apostilha meio ambiente
Apostilha meio ambienteApostilha meio ambiente
Apostilha meio ambiente
 
Ervas aromáticas
Ervas aromáticasErvas aromáticas
Ervas aromáticas
 
Outono turma 5
Outono turma 5Outono turma 5
Outono turma 5
 
Abacaxi
AbacaxiAbacaxi
Abacaxi
 
Frutas da amazônia
Frutas da amazôniaFrutas da amazônia
Frutas da amazônia
 
Frutas tropicais
Frutas tropicais  Frutas tropicais
Frutas tropicais
 
Frutas
FrutasFrutas
Frutas
 
Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2
 
Bromeeliaceae
BromeeliaceaeBromeeliaceae
Bromeeliaceae
 
P.s. vive melhor
P.s. vive melhorP.s. vive melhor
P.s. vive melhor
 
Ervas e plantas aromáticas
Ervas e plantas aromáticasErvas e plantas aromáticas
Ervas e plantas aromáticas
 
O Cerrado
O Cerrado O Cerrado
O Cerrado
 
Araucárias cleusi e liana (reparado)
Araucárias cleusi e liana (reparado)Araucárias cleusi e liana (reparado)
Araucárias cleusi e liana (reparado)
 
Book Pppt
Book PpptBook Pppt
Book Pppt
 
Patrimonio Portugues Floresta A Proteger
Patrimonio Portugues   Floresta A ProtegerPatrimonio Portugues   Floresta A Proteger
Patrimonio Portugues Floresta A Proteger
 
Sabias que...(novembro)
Sabias que...(novembro)Sabias que...(novembro)
Sabias que...(novembro)
 
Frutas E Legumes Acerola
Frutas E Legumes AcerolaFrutas E Legumes Acerola
Frutas E Legumes Acerola
 
2941627
29416272941627
2941627
 
Calendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2bCalendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2b
 
7 azinheira
7 azinheira7 azinheira
7 azinheira
 

Mais de Alexandra Leal

Dia Mundial da Árvore
Dia Mundial da ÁrvoreDia Mundial da Árvore
Dia Mundial da Árvore
Alexandra Leal
 
Prevenção e higiene oral
Prevenção e higiene oralPrevenção e higiene oral
Prevenção e higiene oral
Alexandra Leal
 
Em caso de emergência
Em caso de emergênciaEm caso de emergência
Em caso de emergência
Alexandra Leal
 
Locais a contactar em caso de emergência
Locais  a contactar em caso de emergênciaLocais  a contactar em caso de emergência
Locais a contactar em caso de emergência
Alexandra Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Alexandra Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Alexandra Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Alexandra Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorros Primeiros socorros
Primeiros socorros
Alexandra Leal
 
Super lua
Super  luaSuper  lua
Super lua
Alexandra Leal
 
Outono
OutonoOutono
O dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambienteO dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambiente
Alexandra Leal
 
O dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambienteO dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambiente
Alexandra Leal
 
Europa
EuropaEuropa
Bombeiros voluntários
Bombeiros voluntáriosBombeiros voluntários
Bombeiros voluntários
Alexandra Leal
 
A Europa
A Europa A Europa
A Europa
Alexandra Leal
 
A Europa
A EuropaA Europa
A Europa
Alexandra Leal
 
Ricardo bombeiro
Ricardo bombeiroRicardo bombeiro
Ricardo bombeiro
Alexandra Leal
 
Bombeiros
BombeirosBombeiros
Bombeiros
Alexandra Leal
 
O sol para a vida
O sol para a vidaO sol para a vida
O sol para a vida
Alexandra Leal
 
Organização das nações gui
Organização das nações guiOrganização das nações gui
Organização das nações gui
Alexandra Leal
 

Mais de Alexandra Leal (20)

Dia Mundial da Árvore
Dia Mundial da ÁrvoreDia Mundial da Árvore
Dia Mundial da Árvore
 
Prevenção e higiene oral
Prevenção e higiene oralPrevenção e higiene oral
Prevenção e higiene oral
 
Em caso de emergência
Em caso de emergênciaEm caso de emergência
Em caso de emergência
 
Locais a contactar em caso de emergência
Locais  a contactar em caso de emergênciaLocais  a contactar em caso de emergência
Locais a contactar em caso de emergência
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorros Primeiros socorros
Primeiros socorros
 
Super lua
Super  luaSuper  lua
Super lua
 
Outono
OutonoOutono
Outono
 
O dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambienteO dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambiente
 
O dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambienteO dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambiente
 
Europa
EuropaEuropa
Europa
 
Bombeiros voluntários
Bombeiros voluntáriosBombeiros voluntários
Bombeiros voluntários
 
A Europa
A Europa A Europa
A Europa
 
A Europa
A EuropaA Europa
A Europa
 
Ricardo bombeiro
Ricardo bombeiroRicardo bombeiro
Ricardo bombeiro
 
Bombeiros
BombeirosBombeiros
Bombeiros
 
O sol para a vida
O sol para a vidaO sol para a vida
O sol para a vida
 
Organização das nações gui
Organização das nações guiOrganização das nações gui
Organização das nações gui
 

Último

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 

Último (20)

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 

A estação de queda das folhas

  • 1.
  • 2.   O outono (ao 1945: Outono) é a estação do ano que sucede ao verão e antecede o inverno. É caraterizado por queda na temperatura, e pelo amarelar e início da queda das folhas das árvores, que indica a passagem de estações (exceto nas regiões próximas ao equador). O outono
  • 3.   O outono do hemisfério norte é chamado de "outono boreal", e o do hemisfério sul é chamado de "outono austral". O "outono boreal" tem início, no hemisfério norte, a 22 ou 23 de setembro e termina a 21 ou 22 de dezembro. O "outono austral" tem início, no hemisfério sul, a 20 de março e termina a 20 ou 21 de junho. Continuação
  • 4.   A vindima é a colheita (apanha) da uva. Num sentido mais lato a vindima engloba o período entre a colheita das uvas e o inicio da produção do vinho. Vindima
  • 5.   Em Portugal, a vindima ocorre em diferentes meses, consoante a espécie da uva e a localização das vinhas. Na região do Douro, a vindima é feita durante o mês de setembro, podendo se estender até outubro. Continuação
  • 7.   O dióspiro ou caqui é um fruto tropical, de cor mais ou menos alaranjada, com a pele lisa e um sabor muito doce. Consome-se como fruta fresca, embora se possa utilizar no fabrico de pasteis ou marmeladas. É uma fonte importante de vitaminas A e C. Diospiro
  • 8.   A amêndoa, semente do fruto da amendoeira, é de fácil aproveitamento no cardápio do homem. Coberta por uma pele fina e acastanhada, envolvida numa casca dura que protege a semente, ela é uma ótima opção para combinar em sua dieta, garantindo vários benefícios à saúde. Amêndoas
  • 9.   As amêndoas podem ser classificadas em doces e amargas, sendo as primeiras de grande variedade comestível e as amargas utilizadas para fabricação de óleos de amêndoas, utilizados como agentes de condimento para alimentos e licores. Continuação
  • 10.   A romã é uma infrutescência da romãzeira (Punica granatum), fruto vulgar no mediterrâneo oriental e médio oriente onde é tomado como aperitivo, sobremesa ou algumas vezes em bebida alcoólica. O seu interior é subdividido por finas películas, que formam pequenas sementes possuidoras de uma polpa comestível. Romã
  • 11.   O milho é um conhecido cereal, cultivado em grande parte do mundo. O milho é extensivamente utilizado como alimento humano ou para ração animal, devido às suas qualidades nutricionais. Milho
  • 12.   Todas as evidências científicas levam a crer que seja uma planta de origem mexicana, já que a sua domesticação começou há cerca de 7500 a 12000 anos na área central do México. É um dos alimentos mais nutritivos que existem, contendo quase todos os aminoácidos conhecidos, sendo exceções a lisina e o triptofano. Continuação
  • 13.   Um fruto de casca rija, em botânica, é um fruto seco com apenas uma semente (raramente duas) no qual a parede do ovário ou parte dela torna-se muito dura na maturidade. A maioria dos frutos de casca rija vem dos pistilos com ovários inferiores (veja flor) e não abrem na maturidade. Noz
  • 14.   A avelã da aveleira, avelaneira ou avelãzeira que é um arbusto da família Betulaceae que cresce naturalmente em quase toda a Europa, Ásia Menor e parte também da América do Norte. Avelã
  • 15.   A avelã consiste em um fruto mais ou menos esférico, lenhoso e indeiscente, cuja casca é extremamente resistente. Em seu interior, encontra- se a semente comestível, de sabor levemente adocicado e algo oleaginosa. Continuação
  • 16.   Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos. A par com o pistácio, a castanha constituiu um importante contributo calórico ao homem pré- histórico que também a utilizou na alimentação dos animais. Catanha
  • 17.   O Magusto é uma festa popular, cujas formas de celebração divergem um pouco consoante as tradições regionais. Grupos de amigos e famílias juntam-se à volta de uma fogueira onde se assam castanhas ou bolotas para comer, bebe-se a jeropiga, água-pé ou vinho novo, fazem-se brincadeiras, as pessoas enfarruscam-se com as cinzas, cantam-se cantigas. Magusto
  • 18.   O magusto realiza-se em datas festivas: no dia de São Simão, no dia de Todos-os-Santos ou no dia São Martinho. Inúmeras celebrações ocorrem não só por Portugal inteiro mas também na Galiza (onde se chama magusto, em galego) e nas Astúrias. Continuação
  • 19.   Realizado por  Ricardo C  Ricardo F